Questões de Tanatologia (Medicina Legal)

Limpar Busca

A respeito da entomofauna cadavérica no Brasil, é correto afirmar que

  • A a maior parte da fauna de insetos, de grande interesse para estudos no campo da entomologia forense, que se alimenta de carcaças em decomposição, é composta pelas ordens Diptera, Coleoptera e Hymenoptera.
  • B os insetos omnívoros, encontrados em cadáveres na fase inicial de decomposição, possuem uma dieta alimentar restrita, alimentando-se apenas de tecido humano.
  • C a obtenção de recursos, para o seu próprio desenvolvimento, provenientes de uma entomofauna presente em um cadáver, ou o fato de se alimentar das formas adultas ou imaturas dessa entomofauna, caracteriza um comportamento de insetos necrófagos.
  • D insetos parasitas ou predadores imaturos e(ou) adultos, como moscas e besouros, alimentam-se de tecido humano em decomposição na fase inicial e na fase de fermentação.
  • E insetos acidentais, comumente utilizados na evidência médico-legal, são aqueles encontrados nos cadáveres em estado de putrefação escura (entre 12 e 20 dias), independentemente da influência de fatores abióticos.

Durante a serragem da caixa encefálica, nota-se que as lâminas interna e externa são estruturas ósseas compactas, separadas entre si por uma substância esponjosa chamada díploe. A substância esponjosa é constituída de

  • A cartilagem.
  • B medula óssea vermelha.
  • C medula óssea amarela.
  • D tecido adiposo.
  • E tecido fibroso.

No caso de exumação de cadáver, havendo dúvida sobre a identidade do mesmo, proceder-se-á ao reconhecimento pelo Instituto de Identificação e Estatística ou repartição congênere ou pela inquirição de testemunhas, lavrando-se auto de reconhecimento e de identidade, no qual se descreverá o cadáver, com todos os sinais e indicações. Sobre a exumação de cadáver pode-se afirmar:

I. As roupas encontradas junto ao cadáver poderão ser utilizadas como meio auxiliar de identificação do mesmo.

II. Passado o estado de putrefação do cadáver o mesmo não poderá ser identificado.

III. Exumar é o ato de retirar um cadáver de uma sepultura; e a perícia a ser realizada, poderá identificar inclusive as circunstâncias do crime.

IV. O exame de arcada dentária é fundamental para a identificação do cadáver.

A sequência correta é:

  • A Apenas as assertivas II e IV estão corretas.
  • B Apenas a assertiva IV está correta.
  • C As assertivas I, II, III e IV estão corretas.
  • D Apenas as assertivas I, III e IV estão corretas.

No caso de exumação de cadáver, havendo dúvida sobre a identidade do mesmo, proceder-se-á ao reconhecimento pelo Instituto de Identificação e Estatística ou repartição congênere ou pela inquirição de testemunhas, lavrando-se auto de reconhecimento e de identidade, no qual se descreverá o cadáver, com todos os sinais e indicações. Sobre a exumação de cadáver pode-se afirmar:

I. As roupas encontradas junto ao cadáver poderão ser utilizadas como meio auxiliar de identificação do mesmo.
II. Passado o estado de putrefação do cadáver o mesmo não poderá ser identificado
III. Exumar é o ato de retirar um cadáver de uma sepultura; e a perícia a ser realizada, poderá identificar inclusive as circunstâncias do crime.
IV. O exame de arcada dentária é fundamental para a identificação do cadáver.

A sequência correta é:

  • A Apenas as assertivas I, III e IV estão corretas.
  • B Apenas as assertivas II e IV estão corretas.
  • C As assertivas I, II, III e IV estão corretas.
  • D Apenas a assertiva IV está correta.

Homem, 47 anos de idade, portador de cirrose hepática e varizes de esôfago de grosso calibre, queixou-se para sua esposa de dores abdominais e apresentou vômitos com sangue em grande quantidade, falecendo após poucos minutos na sua própria residência, antes mesmo de receber atendimento médico. A esposa do de cujus acionou o médico da família, que atendia seu marido há cinco anos, sendo fornecida a declaração de óbito com causa mortis: “choque hipovolêmico; rotura de varizes esofágicas; hipertensão portal; cirrose hepática”. Em relação ao presente caso, afirma-se

  • A a morte deve ser considerada como acidental, já que ocorreu de forma inesperada e brusca em homem com idade inferior a 50 anos.
  • B a morte deve ser considerada como súbita e natural, visto que o falecimento ocorreu apenas alguns minutos após o início dos sintomas e pode ser explicado pelas doenças que o homem possuía.
  • C a morte deve ser considerada como suspeita, pois constatou-se sangue no local de encontro do cadáver. Assim, o médico agiu de forma incorreta, pois o corpo deveria ter sido encaminhado ao Instituto Médico Legal.
  • D o mecanismo de morte foi agônico e traumático, visto que o de cujus apresentou vômitos com sangue e a cena foi presenciada somente pela esposa.
  • E o corpo deveria ter sido encaminhado para o Serviço de Verificação de Óbitos, já que se trata de morte mediata e agônica, além de ter ocorrido em ambiente extra-hospitalar.