Questões de História Geral (História) Página 1

O período entre guerras (1918-1939) assistiu, na Europa, ao fortalecimento dos regimes nazifascistas. Entre suas características, é correto citar
  • A a garantia do respeito aos direitos individuais e a criação de um culto à imagem do líder.
  • B a ampliação do direito de participação política da população e a economia corporativista.
  • C a existência de uma polícia política para controlar os cidadãos e a extinção da monarquia.
  • D a não intervenção do Estado sobre as questões econômicas e a prática de discriminação racial.
  • E o estabelecimento da censura aos meios de comunicação e o caráter totalitário do Estado.

Depois de um período de prosperidade, os Estados Unidos entraram em uma séria crise econômica a partir da quebra da Bolsa de Valores de Nova York, em outubro de 1929. Essa crise pode ser explicada pelo fato de que

  • A a produção europeia cresceu durante o neocolonialismo, porém os Estados Unidos não tinham condição de competitividade.
  • B a economia norte-americana atingiu uma superprodução agrícola e industrial, além da especulação no mercado de ações.
  • C os lucros das empresas concentravam-se nos Estados Unidos, graças ao desemprego nos países com potencial de consumo.
  • D o antiquado modelo norte-americano de industrialização gerou problemas sociais, ao lado dos impasses da Guerra de Secessão.
  • E o mercado consumidor diminuiu nos Estados Unidos, devido às dificuldades técnicas para modernizar sua estrutura produtiva.

É de grande importância possibilitar que os alunos percebam a historicidade de questões atuais e de grande repercussão na mídia. O estudante tem acesso aos meios de comunicação e, muitas vezes, apreende apenas as informações veiculadas sem análise crítica. Ao se ensinar, por exemplo, o que é reforma agrária e Movimento dos Sem-Terra (MST), o estudante poderá aprender a analisar criticamente contextualizando as tensões e reivindicações sociais no Brasil. Sobre o ensino das reivindicações sociais: lutas pela ampliação da cidadania no Brasil sob a óptica das orientações do Centro de Referência Virtual da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais, analise as afirmativas a seguir e assinale a alternativa correta.

I. Os alunos, provavelmente, já ouviram falar em MST e em reforma agrária. É importante – para problematizar questões sociais e criar situações para a formação de opiniões e o exercício de uma cidadania participativa – possibilitar o levantamento de conhecimentos prévios. O professor deve se assegurar de que os alunos saibam, por exemplo, que a palavra agrária refere-se a assuntos relativos à terra, pois sem essa compreensão eles não conseguirão entender o significado desses movimentos.

II. No nosso país, a reforma agrária é uma política recente, comparada ao processo de formação do latifúndio e da luta pela terra. A luta pela reforma agrária ganhou força com o advento das organizações políticas camponesas, principalmente, desde a década de 1950, com o crescimento das Ligas Camponesas. Todavia, a luta pela terra é uma política que nasceu com o latifúndio.

III. A Constituição Federal estabelece que imóveis rurais classificados como produtivos não serão desapropriados. São classificadas como produtivas propriedades cuja utilização com agricultura, pecuária ou extrativismo florestal seja igual ou superior a 80% da superfície agrícola útil. A esse critério se adiciona a exigência de que o imóvel deve obter produtividade igual ou superior à média da região. Também são imunes à desapropriação propriedades cuja área seja igual ou inferior a 15 vezes o módulo fiscal fixado para cada município (medida que varia entre 2 e 90 hectares nas diversas regiões do país).

Estão corretas as afirmativas:

  • A I e III, apenas.
  • B II e III, apenas.
  • C I e II, apenas.
  • D I, II e III.
Compartilhe esta questão

O Conteúdo Básico Comum (CBC) de História do Ensino Fundamental tem como eixo integrador o tema “História e Cidadania” no Brasil. Com base no CBC, analise as afirmativas a seguir e assinale a alternativa correta.

I. Na proposta, a ênfase atribuída ao estudo da dinâmica histórica brasileira visa, dentre outros aspectos, permitir uma melhor compreensão acerca dos problemas vividos pelos próprios alunos.

II. A avaliação é concebida como um processo que implica diagnóstico, acompanhamento, busca de superação das dificuldades e não apenas provas e testes para medir o desempenho final dos alunos. Isso significa compreender a avaliação como parte do próprio processo de aprendizagem, constituindo-se num grande desafio não só para os professores de História, mas para o conjunto dos professores de uma mesma escola.

III. Prevê-se que a avaliação inclua, além das provas, as observações e registros dos professores, permitindo acompanhar através de fichas individuais o desenvolvimento das habilidades de raciocínio, o processo de construção de cada aluno, assim como incentivar a construção pelos alunos de instrumentos (portfólios, memorial) que propiciem a formação da autonomia e reflexão sobre o processo de construção do saber histórico e do sentido desse conhecimento para suas vidas.

Estão corretas as afirmativas:

  • A I, II, III.
  • B II e III, apenas.
  • C I e II, apenas.
  • D I e III, apenas.
A história-problema, preocupada em estudar e compreender as relações entre o presente e o passado e as produções de conhecimento pelos alunos, tem sido constantemente evocada como alternativa para se alcançar o objetivo pedagógico de prover de significado o ensino da História. Com base na proposta curricular do Conteúdo Básico Comum (CBC), assinale a alternativa incorreta.
  • A Muitas dúvidas são levantadas tanto quanto à aplicabilidade da história-problema quanto aos aspectos teóricos e conceituais presentes.
  • B O historiador se torna consciente de que ele escolhe algumas questões, em torno das quais ele construirá o seu objeto de estudo, estabelecendo diálogo entre o presente e o passado.
  • C Do ponto de vista didático-pedagógico, pretende-se que os alunos sejam sujeitos passivos de seus processos de aprendizagem.
  • D A história-problema, diferentemente da história tradicional, visa ao exame analítico de um problema, de questões através de diferentes períodos históricos.