Questões de História e Geografia do Estado do Rio Grande do Norte (História e Geografia de Estados e Municípios)

Limpar Busca

O Instituto Brasileiro de Geografa e Estatística (IBGE) divide o estado do Rio Grande do Norte em quatro mesorregiões, sendo elas: Leste Potiguar, Agreste Potiguar, Central Potiguar e Oeste Potiguar. Relacione as informações contidas na coluna A (cidades do Rio Grande do Norte) com a coluna B (mesorregiões do Rio Grande do Norte).


Coluna A – Cidades do Rio Grande do Norte

1. João Câmara

2. Natal

3. Angicos

4. Parnamirim

5. Mossoró

6. Santa Cruz


Coluna B – Mesorregiões do Rio Grande do Norte

I. Leste Potiguar

II. Agreste Potiguar

III. Central Potiguar

IV. Oeste Potiguar


Assinale a alternativa que apresente a sequência correta:

  • A 1. III; 2. II; 3. II; 4. I; 5. IV; 6. II
  • B 1. II; 2. I; 3. III; 4. I; 5. IV; 6. II
  • C 1. II; 2. III; 3. IV; 4. I; 5. IV; 6. III
  • D 1. III; 2. IV; 3. III; 4. II; 5. II; 6. III
“O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é uma medida resumida do progresso a longo prazo em três dimensões básicas do desenvolvimento humano: renda, educação e saúde. O objetivo da criação do IDH foi o de oferecer um contraponto a outro indicador muito utilizado, o Produto Interno Bruto (PIB) per capita, que considera apenas a dimensão econômica do desenvolvimento” (PNUD, 2018). Com relação ao IDH e PIB per capita do estado do Rio Grande do Norte, assinale a alternativa correta.
  • A O valor de IDH do Rio Grande do Norte é de 0.824, semelhante ao do estado do Alagoas
  • B O valor de IDH do Rio Grande do Norte está entre os cinco menores do Brasil
  • C O PIB per capita do Rio Grande do Norte está entre os cinco maiores do Brasil
  • D O PIB per capita do Rio Grande do Norte está abaixo do PIB per capita do Brasil
O Rio Grande do Norte abrange diferentes domínios morfoclimáticos brasileiros, apresentando diferentes características vegetacionais em seu território. Em relação à vegetação no estado do Rio Grande do Norte, assinale a alternativa correta.
  • A O litoral do estado apresenta predominância de áreas de mangue e floresta subtropical
  • B Na porção oeste do estado predominam fitofisionomias do Cerrado
  • C Formações vegetais de mata atlântica podem ser identificadas no litoral do estado
  • D Extensas áreas do território do estado estão relacionadas ao bioma amazônico

Quando se analisam as relações entre o poder central (imperial) e o poder local (provincial) durante o período regencial, observa-se que, no Rio Grande do Norte, esse período foi caracterizado pela

  • A integração entre o poder central e os políticos da província, sobretudo no espaço das Câmaras Municipais, tradicional reduto dos potentados locais.
  • B indicação de presidentes para a província ligados às facções políticas norte-rio-grandenses, facilitando as relações entre o poder imperial e as elites locais.
  • C nomeação de políticos de fora para a presidência da província, como estratégia do poder central para assegurar a manutenção da defesa dos interesses do Rio de Janeiro.
  • D valorização da Guarda Nacional, que se tornou o principal espaço de integração entre o poder imperial, os presidentes da província e a elite local, a qual compunha esse corpo militar.

No Brasil, durante a década de 1970, quando o poder estava sob o comando dos militares, o quadro político do Rio Grande do Norte foi marcado pela chamada “Paz Pública”, que significou

  • A a aproximação de Tarcísio Maia com a oposição no Estado, fazendo aliança com Aluízio Alves, que estava com os direitos políticos suspensos, mas muito atuante nos bastidores da política.
  • B a convergência dos interesses da ARENA, partido que dava sustentação política aos militares, e do MDB, partido da oposição, na indicação de Cortez Pereira para o governo do Estado.
  • C a aglutinação política dos partidários da ARENA/Dinarte Mariz e MDB/Aluízio Alves, conseguida pelo governador Cortez Pereira, a partir dos seus projetos desenvolvimentistas para o estado.
  • D a construção de um consenso entre as lideranças arenistas no Estado, uma vez anulada a atuação de Aluízio Alves, que teve seus direitos políticos cassados nessa época.