Questões de História e Geografia do Estado do Rio de Janeiro (História e Geografia de Estados e Municípios)

Limpar Busca

“Já no século XX, o município convive à sombra de duas capitais: Rio e Niterói. Até que, entre os anos 1920 e 1950, uma conjunção de fatores (...) transforma São Gonçalo em pólo da industrialização fluminense. Instalam-se por lá empresas de porte, como a Cimento Portland-Mauá; a Fósforos Fiat Lux; siderúrgicas, como o grupo Hime; e diversas olarias, ainda hoje típicas daquela área.”

(Extraído de: http://www.faperj.br/?id=747.2.2)




A partir do texto e da ilustração, observa-se a importância econômica de São Gonçalo também como uma cidade industrial. Sua população passou dos 40 mil para 100 mil habitantes no período abordado pelo texto. Sobre o contexto histórico brasileiro à época citada e os fatores que beneficiaram a industrialização da cidade, destacam-se respectivamente:

  • A o projeto industrializante do governo JK, com seu Plano de Metas; os vários portos existentes na Baía de Guanabara e a expansão ferroviária
  • B o projeto nacionalista e industrializante desenvolvido pelo governo JK; a proximidade da capital federal e a oferta de terras baratas na região
  • C os processos de urbanização e de industrialização iniciados na Era Vargas; a proximidade da capital federal e a expansão da via férrea
  • D o Milagre Econômico que marcou os governos militares; ampliação da via férrea e a existência de vários portos pela Baía, facilitando o escoamento

O Município de São Gonçalo está localizado numa região caracterizada por uma unidade morfoescultural que representa os terrenos colinosos localizados a leste da Baía de Guanabara, compreendidos entre as planícies costeiras, baixada fluviomarinha e a escarpa da Serra do Mar. De acordo com a Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais - CPRM (2012), que tem as atribuições de Serviço Geológico do Brasil, o Município de São Gonçalo está inserido no compartimento geomorfológico denominado:

  • A Horst da Guanabara
  • B Horst da Serra do Mar
  • C Graben da Guanabara
  • D Graben da Serra do Mar

Em 22 de setembro de 1890, o Distrito de São Gonçalo é emancipado politicamente e desmembrado de Niterói, através do Decreto estadual nº 124. Em 1892, o Decreto nº 1, de 8 de maio, suprime o município de São Gonçalo, reincorporando-o a Niterói pelo breve período de sete meses, sendo restaurado pelo Decreto nº 34, de 7 de dezembro do mesmo ano. Em 1922, o Decreto 1797 concede-lhe novamente foros de cidade, revogada em 1923, fazendo a cidade baixar à categoria de vila. Finalmente, em 1929, a Lei nº 2335, de 27 de dezembro, concede a categoria de cidade a todas as sedes do município. Em 1943, ocorre nova divisão territorial no Estado do Rio de Janeiro e São Gonçalo perde, para o município de Niterói, o Distrito de:

  • A Itaipu
  • B Maricá
  • C Monjolos
  • D Neves

A partir do Projeto de Lei nº 0213/2019, a antiga praça de Neves, em São Gonçalo, foi batizada como Praça Zélio Fernandino de Moraes, identificando, de forma material, o monumento que remonta o marco inicial da religião denominada:

  • A Candomblé
  • B Umbanda
  • C Jongo da Serrinha
  • D Tambor de Crioula

Segundo o TRE-RJ (Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Rio de Janeiro), o município de São Gonçalo, que possui o segundo maior Colégio Eleitoral do estado, tinha registrado, nas eleições ocorridas em 2016, um total de 686.207 eleitores.

(Fonte:http://www.tre-rj.gov.br/)

Passados 4 anos, em 2020 ocorreram eleições na cidade em que foram escolhidos, respectivamente:

  • A o governador do estado e os vereadores
  • B o governador do estado e os deputados estaduais
  • C o prefeito da cidade e os vereadores
  • D o prefeito da cidade e os deputados estaduais