Questões de História e Geografia do Estado do Mato Grosso (História e Geografia de Estados e Municípios)

Limpar Busca

“As distinções entre o distrito do Mato Grosso e o do Cuiabá, bem como entre suas respectivas vilas e termos, Vila Bela e Vila Real do Cuiabá, passaram a ser contempladas e algumas das pesquisas recentes romperam com certa ideia de homogeneidade ambiental , econômica e política e com generalizações que servissem para toda a capitania. As comunicações estabelecidas por cada distrito, por exemplo, têm sido consideradas, já que são importantes para a compreensão da experiência histórica da região.”
JESUS. Nauk Maria de. Revista Territórios & Fronteiras, Cuiabá, vol. 5, n. 2, jul.-dez., 2012.
A diversidade e a riqueza da história do Mato Grosso, como avalia a autora do fragmento de texto, permite afirmar corretamente que:

  • A Mato Grosso teve seu espaço colonizado na primeira metade do século XVIII, sendo o arraial e depois a Vila Real do Senhor Bom Jesus do Cuiabá os pontos mais avançados até meados da década de 1730, época em que foram descobertas as minas na região do Guaporé
  • B enquanto a capitania de Mato Grosso, onde estava localizada a capital Vila Bela, mantinha maiores conexões com as capitanias do Rio de Janeiro e de São Paulo, o Cuiabá, onde estava a Vila Real do Cuiabá, mantinha maiores ligações com o Grão-Pará
  • C considerada uma capitania fronteira, Mato Grosso situava-se na região central do continente sul-americano, era habitada por uma pequena diversidade de nações indígenas, tinha a pecuária como principal atividade e estava localizada em área de fronteira com os domínios hispânicos
  • D os vínculos estabelecidos entre a capitania de Mato Grosso e as distantes capitanias de São Paulo, do Rio de Janeiro e do Grão-Pará dificultaram a consolidação política de Vila Bela e Vila do Cuiabá como polos de poder na região à época citada

Totó Paes foi encontrado pelo coronel Joaquim Sulpício, escondido em um matagal. Lá foi assassinado. Seu corpo foi deixado à beira de um córrego, sendo encontrado apenas às 11 horas do dia 6. (...) No mesmo dia de sua morte, foi enviado ao local pelo presidente em exercício, coronel Pedro Leite Osório, o chefe de polícia interino, Alfredo Otávio de Mavigner, acompanhado de dois peritos e três testemunhas para o reconhecimento cadavérico e para o exame de corpo de delito. O auto do exame foi redigido por Flaviano Gomes de Barros. Testemunharam os trabalhos os coronéis Severo José da Costa e Silva, Virgílio Alves Corrêa e Manuel Escolástico Virgínio (com exceção do primeiro, todos opositores de Totó Paes). Os peritos Dr. Estevão Alves Corrêa e o farmacêutico Luiz da Costa Ribeiro Filho, que efetuaram o exame de corpo de delito, apontaram como causa mortis “dois ferimentos por bala, sendo um próximo ao mamelão direito e outro abaixo do conduto auditivo esquerdo.”

(PORTELA, L. V. de S. Uma República de muitos coronéis e poucos eleitores: coronelismo e poder local em Mato Grosso (1889-1930). 2009: Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós-Graduação Mestrado em História, Instituto de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá.)

A deposição e o assassinato do então governador do Estado de Mato Grosso Antônio (Totó) Paes de Barros pelo movimento ocorrido em 1906 devem ser entendidos a partir de qual contexto histórico?

  • A O fracasso da política do governador de aproximação com Buenos Aires visando à diminuição dos custos do transporte da produção agrícola do Estado.
  • B As disputas econômicas entre os fazendeiros mato-grossenses e seus congêneres após a assinatura do Tratado de Petrópolis.
  • C As tentativas dos grupos sociais do sul do Estado, especialmente aqueles em torno da cidade de Corumbá, na divisão territorial do Estado.
  • D As lutas oligárquicas mato-grossenses pelo controle da política local na dinâmica que caracterizou a chamada República Velha.

Leia a charge abaixo.
A charge refere-se a duas questões fundamentais para a história recente do Estado de Mato Grosso. Quais são essas questões?

  • A A demarcação de terras indígenas e os incentivos fiscais para instalação de indústrias.
  • B O crescimento do rebanho bovino e a instalação da indústria moveleira.
  • C A expansão do agronegócio e a preservação ambiental.
  • D O uso de agrotóxicos e o aumento do reconhecimento de comunidades quilombolas.

Ao longo do tempo, os historiadores que escreveram a História de Mato Grosso tiveram como foco de análise Cuiabá. Foi a primeira vila a ser erguida e, no século XIX, passou a ser a capital da já então província de Mato Grosso, posto que mantém até os dias correntes. Sem dúvida, as conquistas do Cuiabá localizavam-se num dos pontos mais distantes alcançados pelos súditos da coroa portuguesa no Estado do Brasil. O povoamento daquelas plagas requereu muito esforço físico e investimento de capitais e ceifou muitas vidas de seus partícipes – índios, europeus, negros e de seus descendentes. As narrativas dos fatos ocorridos nas minas do Cuiabá têm privilegiado as agruras. (LUCÍDIO, J. A. B. A Ocidente do Imenso Brasil: a conquista dos rios Paraguai e Guaporé.1680-1750.)
Dentre as dificuldades que marcaram a ocupação do espaço em torno da bacia do Rio Cuiabá pelas populações não indígenas, quais podem ser destacadas?

  • A Os animais selvagens e os poucos recursos minerais.
  • B A fome e as doenças tropicais.
  • C A anterior presença jesuítica e a resistência das comunidades quilombolas.
  • D A hostilidade indígena e o pouco acesso a fontes de água potável.

A Guerra da Tríplice Aliança, também conhecida como Guerra do Paraguai, foi o maior e mais importante conflito bélico enfrentado pelo Império brasileiro. Travada entre os anos de 1864 e 1870, tendo a Província de Mato Grosso como um dos cenários das ações militares. É possível identificar, após o final da Guerra, significativos desdobramentos em Mato Grosso. Quais foram esses desdobramentos?

  • A Crescimento do comércio com a Bolívia e início dos trabalhos de construção de uma ligação ferroviária com São Paulo.
  • B Deslocamento do eixo econômico da Província para a região do Araguaia devido à exploração de borracha e às primeiras tentativas separatistas do sul de Mato Grosso.
  • C Expressiva diminuição do número de escravos libertados devido ao engajamento nas tropas imperiais e fortalecimento político das elites cuiabanas.
  • D Maior articulação do sul de Mato Grosso com a economia nacional e a intensificação da chegada de imigrantes estrangeiros.