Questões de Hidráulica (Engenharia Ambiental e Sanitária)

Limpar Busca

Um engenheiro encarregado de analisar o regime de escoamento de um trecho de uma hidrovia realizou medidas da geométrica da seção molhada e da velocidade média e determinou que o número de Froude (F) era igual a 0,79 e o número de Reynolds (Re) era igual a 5.100.

Sabendo que os números de Reynolds é um adimensional que mostra a razão entre as forças de inércia e as forças de viscosidade e que o número de Froude é um adimensional que mostra a razão entre as forças de inércia e as forças de gravidade, o engenheiro concluiu que o regime de escoamento no trecho da hidrovia é 

  • A torrencial e laminar.
  • B fluvial e turbulento.
  • C crítico e laminar.
  • D subcrítico e laminar.
  • E supercrítico e turbulento.

Os serviços de dragagem de manutenção e aprofundamento de portos e hidrovias podem ser realizados por dragas mecânicas que usam uma caçamba para escavar e elevar o material do fundo e por dragas hidráulicas, que transportam o material dragado em escoamento de alta velocidade.

Assinale a opção que apresenta um exemplo de draga hidráulica.  

  • A Draga de alcatruzes
  • B Draga autotransportadora de sucção e arrasto (Hopper)
  • C Draga pé de arrasto (dragline)
  • D Draga de colher (shovel)
  • E Draga de caçamba de mandíbulas (clamshell)
Nas medições de vazão com ADCP, a vazão junto às margens é estimada a partir dos dados disponíveis no momento em que a travessia iniciou/terminou.
Na figura ao lado, temos representada essa região.
Considere L = 2 m, p = 1,5 m e a velocidade média estimada entre a margem e a última medição Vx dada pela fórmula representada abaixo, em que Vx é a velocidade média estimada entre a margem e a última medição; Vm é a velocidade média no último/primeiro ensemble, dada como 0,5 m/s; dm é a profundidade do último/primeiro ensemble, igual a p; e dx é a profundidade da área não medida.






Assuma o método da meia seção, necessitando assim da velocidade no centro do triângulo da figura (x = L/2), e assinale a alternativa que apresenta a vazão, junto à margem, da área não medida.
  • A 0,45 m3 /s
  • B 0,53 m3 /s.
  • C 0,75 m3 /s.
  • D 0,90 m3 /s.
  • E 1,50 m3 /s.

A medição de vazão utilizando-se ADCP vem crescendo muito no Brasil. Com relação à medição de vazões em rios utilizando-se ADCP, identifique como verdadeiras (V) ou falsas (F) as seguintes afirmativas:

( ) Velocidade lenta do barco é prejudicial a essa medição.

( ) Locais com curva ou remanso não afetam em nada a medição com ADCP, pois o equipamento faz a correção das direções da corrente e mede a vazão negativa de um remanso, descontando do valor medido.

( ) Fazer medições em seções com muito turbilhonamento pode acarretar áreas com erro e, por consequência, maior área interpolada.

( ) Em rios estreitos, em que se pode esticar um cabo, este deve ser instalado e a travessia feita por meio ele, especialmente se a velocidade da água for menor que 30 cm/s.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo. 

  • A V – V – V – F.
  • B V – F – F – V.
  • C F – V – V – V.
  • D V – V – F – F.
  • E F – F – V – F.
Sobre batimetria, é correto afirmar: 
  • A A batimetria com guincho hidrométrico é o processo mais utilizado no Brasil.
  • B A batimetria da seção transversal consiste em um levantamento detalhado do relevo de toda essa seção.
  • C A profundidade máxima medida com guincho hidrométrico manual depende da velocidade da corrente e deve ser no máximo de 30 metros.
  • D Os ecobatímetros vêm sendo utilizados nos últimos anos, mas com a desvantagem de não serem funcionais em levantamentos de corredeiras.
  • E O levantamento batimétrico em reservatórios de hidroelétricas deve ser realizado mensalmente, de acordo com a ANEEL.