Questões de Anestesiologia em Odontologia (Odontologia)

Limpar Busca

Uma das propriedades desejadas para um anestésico local é a capacidade de ser seguro e eficaz, tanto na forma injetável, quanto no uso tópico. Dentre as drogas utilizadas atualmente na Odontologia, apenas uma apresenta essa propriedade.
Assinale a opção que a indica.

  • A Prilocaína.
  • B Articaína.
  • C Lidocaína.
  • D Bupivacaína.
  • E Mepivacaína.

Leia o fragmento a seguir.
“_____ é definida como a tolerância aumentada a uma droga anestésica administrada repetidamente. É mais comum quando a nova injeção é feita _____ do paciente voltar a sentir dor. Nesses casos, a duração e intensidade da anestesia são_____.”
Assinale a opção cujos termos completam corretamente as lacunas do fragmento acima.

  • A Taquifilaxia – antes – reduzidas.
  • B Taquifilaxia – depois – reduzidas.
  • C Anafilaxia – antes – aumentadas.
  • D Resistência anestésica – antes – reduzidas.
  • E Resistência anestésica – depois – aumentadas.

Assinale a opção que corresponde à dose máxima de epinefrina, na diluição de 1:100.000, que pode ser aplicada por sessão, de forma segura, em pacientes com doença cardiovascular clinicamente significante.

  • A 1 tubete.
  • B 2 tubetes.
  • C 3 tubetes.
  • D 4 tubetes.
  • E Pacientes com doença cardiovascular não podem receber epinefrina.

Levando em consideração as orientações da American Heart Association (AHA), assinale a opção que indica a anestesia mais segura para um paciente hipertenso (PA 130 x 90mmHg no dia do atendimento), que será submetido à exodontia do elemento 38, com necessidade de retalho mucoso e osteotomia.

  • A Até 4 tubetes de Lidocaína 2% com epinefrina 1:100.000.
  • B Até 2 tubetes de Mepivacaína 3% sem vasoconstrictor.
  • C Até 3 tubetes de Lidocaína 2% com epinefrina 1:50.000.
  • D Até 4 tubetes Articaína 4% com epinefrina 1:200.000.
  • E Até 4 tubetes Articaína 4% com epinefrina 1:50.000.

O mecanismo pelo qual os íons sódio ganham entrada ao axoplasma do nervo, iniciando, assim, um potencial de ação, é alterado por anestésicos locais. A membrana nervosa continua em um estado polarizado, porque os movimentos iônicos responsáveis pelo potencial de ação deixam de se desenvolver. Como o potencial elétrico da membrana permanece inalterado, as correntes locais não se desenvolvem, e o mecanismo autoperpetuante de propagação de impulsos é paralisado. Um impulso que chega a um segmento nervoso bloqueado é parado, porque não é capaz de liberar a energia necessária para continuar a sua propagação. Assinalar a alternativa que apresenta a denominação do bloqueio nervoso produzido por anestésicos locais:

  • A Bloqueio nervoso não despolarizante.
  • B Bloqueio nervoso despolarizante.
  • C Bloqueio dos canais de cálcio e potássio.
  • D Despolarização da membrana do nervo.