Resolver o Simulado Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) - Enfermeiro - IBFC - Nível Superior

0 / 44

Enfermagem

1
Considerando o câncer de colo de útero, analise as frases abaixo e dê valores Verdadeiro (V) ou Falso (F).

( ) Um dos fatores que aumenta o risco deste tipo de câncer é o uso prolongado de pílulas anticoncepcionais. ( ) Um dos fatores que aumenta o risco deste tipo de câncer é o início precoce da atividade sexual e múltiplos parceiros. ( ) A vacinação contra Papilomavírus Humano (HPV) e a realização do exame preventivo (Papanicolau) se complementam como ações de prevenção desse tipo de câncer. ( ) As mulheres vacinadas não necessitam fazer o exame preventivo periodicamente, pois a vacina protege contra todos os tipos oncogênicos do Papilomavírus Humano (HPV).
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de cima para baixo.
  • A F,F,V,V
  • B F,V,F,V
  • C V,V,V,V
  • D V,V,F,F
  • E V,V,V,F
2
De acordo com a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre a regulamentação do exercício profissional de Enfermagem e dá outras providências, a Enfermagem é exercida privativamente _____, respeitados os respectivos graus de habilitação.
Assinale a alternativa correta que preencha corretamente a lacuna.
  • A pelo Enfermeiro, pelo Técnico de Enfermagem, pelo Auxiliar de Enfermagem e pela Doula
  • B pelo Enfermeiro, pelo Técnico de Enfermagem, pelo Cuidador e pela Doula
  • C pelo Enfermeiro, pelo Técnico de Enfermagem, pelo Auxiliar de Enfermagem e pela Parteira
  • D pelo Enfermeiro, pelo Técnico de Enfermagem, pelo Auxiliar de Enfermagem, pelo Cuidador e pela Parteira
  • E pelo Enfermeiro, pelo Técnico de Enfermagem, pelo Auxiliar de Enfermagem, pela Parteira, pelo Cuidador e pela Doula
3
A sondagem oro / nasoenteral é um procedimento invasivo e que envolve riscos ao paciente. Sua instalação exige técnica uniformizada, para diminuir ou evitar consequências decorrentes do procedimento. Neste sentido, considerando a Resolução do COFEN n o 619/2019, que normatiza a atuação da Equipe de Enfermagem na Sondagem Oro/nasogástrica e Nasoentérica, analise as afirmativas abaixo:
I. No âmbito da equipe de Enfermagem, a inserção de sonda oro/nasogástrica (SOG e SNG) e sonda nasoentérica (SNE) é privativa do Enfermeiro, que deve imprimir rigor técnicocientífico ao procedimento. II. Compete ao Técnico em Enfermagem realizar a inserção de sonda oro/nasogástrica e nasoentérica bem como os cuidados de Enfermagem; e ao Enfermeiro solicitar o exame radiológico para paciente visando a confirmação da localização da sonda, no caso da sondagem nasoentérica. III. O procedimento de Sondagem Oro/Nasoenteral deve ser executado no contexto do Processo de Enfermagem. IV. No âmbito da equipe de Enfermagem, a inserção de sonda oro/nasogástrica (SOG e SNG) e sonda nasoentérica (SNE) é privativa do Enfermeiro e do Técnico de Enfermagem, que deve garantir rigor técnico-científico ao procedimento.
Assinale a alternativa correta.
  • A Apenas a afirmativa II está correta
  • B Apenas as afirmativas II e III estão corretas
  • C Apenas as afirmativas III e IV estão corretas
  • D Apenas as afirmativas I e III estão corretas
  • E Apenas a afirmativa IV está correta
4
De acordo com a Constituição Federal de 1988 (Seção II. Da Saúde), analise as afirmativas abaixo e dê valores Verdadeiro (V) ou Falso (F) As ações e serviços públicos de saúde integram uma rede regionalizada e hierarquizada e constituem um sistema único, organizado de acordo com as seguintes diretrizes:

( ) Descentralização, com direção única em cada esfera de governo. ( ) Atendimento integral, com prioridade para as atividades preventivas, sem prejuízo dos serviços assistenciais. ( ) Centralização das ações, de forma organizada e controlada em nível federal. ( ) Participação da comunidade.
Assinale a alternativa que apresenta sequência correta de cima para cima.
  • A V, V, F, F
  • B V, V, F, V
  • C F, F, F, F
  • D F, V, V, V
  • E V, F, F, V
5
Durante a consulta de Enfermagem da adolescente, MEF, 16 anos, a Enfermeira observou a presença de lesões clínicas como verrugas na região genital e no ânus. Estas lesões são popularmente conhecidas como "crista de galo", "figueira" ou "cavalo de crista". Neste caso, estas lesões são características de _____.
Assinale a alternativa que preencha corretamente a lacuna.
  • A Gonorréia
  • B Condiloma Acuminado
  • C Sífilis
  • D Candidíase
  • E Tricomoníase
6
O adolescente HGV, 13 anos, da Unidade de Atendimento Socioeducativo foi atendido pelo médico, que prescreveu medicamento por via Intramuscular. O enfermeiro preparou o medicamento, com a técnica correta, entretanto, não fez a identificação do rótulo com dados do paciente e da medicação prescrita. Ao administrar o medicamento no adolescente, o enfermeiro realizou por via subcutânea, o que causou uma lesão necrótica na região do membro superior direito. O adolescente foi atendido e constatado o problema por via de administração errada. Neste caso, considerando os conceitos de segurança do paciente, é correto afirmar que houve _____.
Assinale a alternativa que preencha corretamente a lacuna.
  • A Um evento adverso
  • B Um quase erro (near miss)
  • C Um incidente sem dano
  • D Uma queixa técnica
  • E Uma fatalidade irreparável da assistência
7
A Política Nacional de Saúde Mental compreende as estratégias e diretrizes adotadas pelo país para organizar a assistência às pessoas com necessidades de tratamento e cuidados específicos em saúde mental. Considerando a Política Nacional de Saúde Mental, analise as afirmativas abaixo e dê valores Verdadeiro (V) ou Falso (F):
( ) Abrange a atenção a pessoas com necessidades relacionadas a transtornos mentais como depressão, ansiedade, esquizofrenia, transtorno afetivo bipolar, transtorno obsessivo-compulsivo, e pessoas com quadro de uso nocivo e dependência de substâncias psicoativas, como álcool, cocaína, crack e outras drogas.
( ) Os indivíduos em situações de crise podem ser atendidos em qualquer serviço da Rede de Atenção Psicossocial, formada por várias unidades com finalidades distintas, de forma integral e gratuita, pela rede pública de saúde.
( ) O acolhimento dessas pessoas e seus familiares é uma estratégia de atenção fundamental para a identificação das necessidades assistenciais, alívio do sofrimento e planejamento de intervenções medicamentosas e terapêuticas.
( ) Os atendimentos em saúde mental são realizados exclusivamente nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), onde o usuário recebe assistência especializada e cuidado terapêutico em nível de urgência e emergência.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de cima para baixo.
  • A F,F,F,F
  • B F,V,V,V
  • C V,F,V,V
  • D F,V,F,F
  • E V,V,V,F
8
_____ são doenças que constam na Lista Nacional de Notificação Compulsória de doenças, agravos e eventos de saúde pública nos serviços de saúde públicos e privados em todo o território nacional, sendo a periodicidade de notificação imediata (até 24 horas) para Ministério da Saúde, Secretaria Estadual de Saúde e Secretaria Municipal de Saúde.
Assinale a alternativa que preencha corretamente a lacuna.
  • A Hepatites virais, Tétano e Síndrome da Imunodeficiência Adquirida
  • B Doença de Chagas Crônica, Sífilis e Rubéola Congênita
  • C Febre Amarela e Doenças exantemáticas: Sarampo e Rubéola
  • D Tuberculose, Toxoplasmose e Varicela
  • E Raiva humana, Leishmaniose Visceral e Infecção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV)
9
O Enfermeiro avaliou a carteira de vacinação de uma criança de 4 anos de idade, e constava o registro de uma dose da vacina contra Febre Amarela aos 9 meses de vida. Considerando o Calendário Nacional de Vacinação, é correto afirmar que esta criança _____.
Assinale a alternativa que preencha corretamente a lacuna.
  • A Deverá receber um reforço da vacina contra Febre Amarela com 4 anos de idade
  • B Deverá receber uma segunda dose da vacina contra Febre Amarela com 4 anos de idade e uma terceira dose aos 12 anos de idade
  • C Deverá receber uma segunda dose da vacina contra Febre Amarela aos 4 anos de idade e um reforço aos 15 anos de idade
  • D Deverá receber uma segunda dose da vacina contra Febre Amarela aos 4 anos de idade, uma terceira dose 30 dias após a segunda dose e um reforço aos 15 anos de idade
  • E Não deverá receber mais nenhuma dose e reforço da vacina contra Febre Amarela, pois trata-se de dose única aos 9 meses de vida
10
A sífilis é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST), sistêmica, de evolução crônica, causada pela bactéria denominada Treponema pallidum.
Sobre a doença em questão, analise as afirmativas abaixo.
I. É transmitida principalmente por contato sexual (oral, vagina ou anal), contudo pode ser transmitida verticalmente para a criança durante a gestação de uma mulher com sífilis não tratada ou não tratada adequadamente. II. A testagem da gestante para detecção de sífilis deve ser realizada uma única vez durante a gestação, sendo na primeira consulta do pré-natal ou no momento do parto/aborto caso não tenha sido realizada anteriormente. III. Na gestação, a sífilis pode apresentar consequências severas como: abortamento, prematuridade, natimortalidade, manifestações congênitas precoces ou tardias e/ou morte da criança. IV. Quando a sífilis é detectada na gestante, o tratamento deve ser iniciado o mais rápido possível, com a penicilina benzatina.
Assinale a alternativa correta.
  • A Apenas as afirmativas I e II estão corretas
  • B As afirmativas I, II, III e IV estão corretas
  • C Apenas as afirmativas III e IV estão corretas
  • D Apenas as afirmativas I, III e IV estão corretas
  • E Apenas as afirmativas I, II e III estão corretas

Português

11
Leia o texto abaixo para responder à questão.

Guerra de narrativas (adaptado)
   Quando o sol parte e ficamos entretidos ao redor da fogueira ou de frente à telinha, passamos a uma dimensão em que é tênue a fronteira entre o real e o imaginário, o território dos mitos, as sutis engrenagens do nosso modelo social. Esse ritual repete-se há pelo menos 50 mil anos. E, como é da natureza do que é fundamental, histórias são simples. Todas têm começo, meio e fim; personagens e protagonistas; um cenário e um tempo. E mais: toda trama possui um narrador, alguém que escolhe que causo contar, onde o enredo começa e onde termina, o que entra e o que sai. Esse narrador nem sempre é visível, não há como apontar o autor de um mito ou do que entendemos como senso comum.
   Repetimos a balela do descobrimento da América sem pensar que aqui já viviam pessoas antes da invasão europeia. Se o uso da linguagem amplifica a capacidade de colaboração, histórias determinam e influenciam o comportamento social. Se repetimos a narrativa de opressão, perpetuamos sua essência.
   A habilidade narrativa determina quem tem voz. A tensão entre grupos em disputa pela narrativa é tão velha quanto a linguagem. Religiões e impérios sempre espalharam suas falas e disputaram a atenção. Identificar essas narrativas e a quem servem é o caminho para delimitar quem nos fala e inferir o que nos isola ou ajuda a colaborar.
   Não existe narrador isento. Por mais cuidadoso que seja, cada um carrega seu conjunto de valores e é perpassado pelos julgamentos e assunções que vêm com a cultura do grupo. Mesmo que não tenha mensagem específica, o contador de histórias sempre parte de sua visão de mundo.
 https://vidasimples.co/conviver/guerra-de-narrativas/
Em relação à sintaxe da Língua Portuguesa avalie as afirmativas abaixo atribuindo-lhes valores de Verdadeiro (V) ou Falso (F).

( ) No trecho “Quando o sol parte e ficamos entretidos ao redor da fogueira”, a oração destacada é classificada como Subordinada Adverbial Temporal.

( ) No trecho “Se o uso da linguagem amplifica a capacidade de colaboração, histórias determinam e influenciam o comportamento social.”, a oração destacada é classificada como Subordinada Adverbial Concessiva.

( ) No trecho “A habilidade narrativa determina quem tem voz.”, a oração destacada é classificada como Subordinada Adjetiva Restritiva.

( ) No trecho “Não existe narrador isento”, o verbo é impessoal, por isso nessa oração não há sujeito. ( ) No trecho “Mesmo que não tenha mensagem específica, o contador de histórias sempre parte de sua visão de mundo.”, a oração destacada é classificada como Subordinada Adverbial Condicional. Assinale a alternativa correta.
  • A V, F, F, F, F.
  • B F, V, V, V, F.
  • C V, V, F, F, V.
  • D V, F, V, V, F.
12
Leia o texto abaixo para responder à questão.

Guerra de narrativas (adaptado)
   Quando o sol parte e ficamos entretidos ao redor da fogueira ou de frente à telinha, passamos a uma dimensão em que é tênue a fronteira entre o real e o imaginário, o território dos mitos, as sutis engrenagens do nosso modelo social. Esse ritual repete-se há pelo menos 50 mil anos. E, como é da natureza do que é fundamental, histórias são simples. Todas têm começo, meio e fim; personagens e protagonistas; um cenário e um tempo. E mais: toda trama possui um narrador, alguém que escolhe que causo contar, onde o enredo começa e onde termina, o que entra e o que sai. Esse narrador nem sempre é visível, não há como apontar o autor de um mito ou do que entendemos como senso comum.
   Repetimos a balela do descobrimento da América sem pensar que aqui já viviam pessoas antes da invasão europeia. Se o uso da linguagem amplifica a capacidade de colaboração, histórias determinam e influenciam o comportamento social. Se repetimos a narrativa de opressão, perpetuamos sua essência.
   A habilidade narrativa determina quem tem voz. A tensão entre grupos em disputa pela narrativa é tão velha quanto a linguagem. Religiões e impérios sempre espalharam suas falas e disputaram a atenção. Identificar essas narrativas e a quem servem é o caminho para delimitar quem nos fala e inferir o que nos isola ou ajuda a colaborar.
   Não existe narrador isento. Por mais cuidadoso que seja, cada um carrega seu conjunto de valores e é perpassado pelos julgamentos e assunções que vêm com a cultura do grupo. Mesmo que não tenha mensagem específica, o contador de histórias sempre parte de sua visão de mundo.
 https://vidasimples.co/conviver/guerra-de-narrativas/
Assinale a alternativa correta, de acordo com o texto.
  • A No primeiro período do texto, o autor cria, por meio do paralelismo, uma associação entre a época em que sentávamos ao redor das fogueiras para tratar daquilo que é real e a época em que sentamos em frente à televisão para viver o imaginário.
  • B A simplicidade das narrativas contrapõe-se àquilo que há de fundamental nas histórias, uma vez que nem sempre o narrador é fácil de ser identificado no texto.
  • C A influência da linguagem e das narrativas é preponderante para a libertação ou perpetuação da opressão.
  • D A neutralidade da narrativa só é possível quando o cuidado com os valores adotados pelo grupo do qual faz parte revelam sua própria visão de mundo.
13
Leia o texto abaixo para responder à questão.

Guerra de narrativas (adaptado)
   Quando o sol parte e ficamos entretidos ao redor da fogueira ou de frente à telinha, passamos a uma dimensão em que é tênue a fronteira entre o real e o imaginário, o território dos mitos, as sutis engrenagens do nosso modelo social. Esse ritual repete-se há pelo menos 50 mil anos. E, como é da natureza do que é fundamental, histórias são simples. Todas têm começo, meio e fim; personagens e protagonistas; um cenário e um tempo. E mais: toda trama possui um narrador, alguém que escolhe que causo contar, onde o enredo começa e onde termina, o que entra e o que sai. Esse narrador nem sempre é visível, não há como apontar o autor de um mito ou do que entendemos como senso comum.
   Repetimos a balela do descobrimento da América sem pensar que aqui já viviam pessoas antes da invasão europeia. Se o uso da linguagem amplifica a capacidade de colaboração, histórias determinam e influenciam o comportamento social. Se repetimos a narrativa de opressão, perpetuamos sua essência.
   A habilidade narrativa determina quem tem voz. A tensão entre grupos em disputa pela narrativa é tão velha quanto a linguagem. Religiões e impérios sempre espalharam suas falas e disputaram a atenção. Identificar essas narrativas e a quem servem é o caminho para delimitar quem nos fala e inferir o que nos isola ou ajuda a colaborar.
   Não existe narrador isento. Por mais cuidadoso que seja, cada um carrega seu conjunto de valores e é perpassado pelos julgamentos e assunções que vêm com a cultura do grupo. Mesmo que não tenha mensagem específica, o contador de histórias sempre parte de sua visão de mundo.
 https://vidasimples.co/conviver/guerra-de-narrativas/
De acordo com o sentido do texto, leia as afirmativas abaixo. I. O narrador do senso comum é a voz que personifica o narrador invisível, cujo interesse narrativo é desmotivado de intenções políticas e econômicas, já que assim como o narrador mítico ele não se mostra visível. II. A ideia de que a América foi descoberta pelos europeus faz parte de uma narrativa eurocêntrica que desconsidera os nativos do continente americano como sujeitos que já haviam descoberto esse espaço geográfico. III. A disputa pela narrativa pode ser considerada uma guerra ideológica, que movimenta interesses políticos há milhares de anos. Assinale a alternativa correta.
  • A Apenas a afirmativa I está correta.
  • B Apenas a afirmativa II está correta.
  • C Apenas as afirmativas II e III estão corretas.
  • D Apenas a afirmativa III está correta.
14
Leia o texto abaixo para responder à questão.

Guerra de narrativas (adaptado)
   Quando o sol parte e ficamos entretidos ao redor da fogueira ou de frente à telinha, passamos a uma dimensão em que é tênue a fronteira entre o real e o imaginário, o território dos mitos, as sutis engrenagens do nosso modelo social. Esse ritual repete-se há pelo menos 50 mil anos. E, como é da natureza do que é fundamental, histórias são simples. Todas têm começo, meio e fim; personagens e protagonistas; um cenário e um tempo. E mais: toda trama possui um narrador, alguém que escolhe que causo contar, onde o enredo começa e onde termina, o que entra e o que sai. Esse narrador nem sempre é visível, não há como apontar o autor de um mito ou do que entendemos como senso comum.
   Repetimos a balela do descobrimento da América sem pensar que aqui já viviam pessoas antes da invasão europeia. Se o uso da linguagem amplifica a capacidade de colaboração, histórias determinam e influenciam o comportamento social. Se repetimos a narrativa de opressão, perpetuamos sua essência.
   A habilidade narrativa determina quem tem voz. A tensão entre grupos em disputa pela narrativa é tão velha quanto a linguagem. Religiões e impérios sempre espalharam suas falas e disputaram a atenção. Identificar essas narrativas e a quem servem é o caminho para delimitar quem nos fala e inferir o que nos isola ou ajuda a colaborar.
   Não existe narrador isento. Por mais cuidadoso que seja, cada um carrega seu conjunto de valores e é perpassado pelos julgamentos e assunções que vêm com a cultura do grupo. Mesmo que não tenha mensagem específica, o contador de histórias sempre parte de sua visão de mundo.
 https://vidasimples.co/conviver/guerra-de-narrativas/
Assinale a alternativa que apresenta, correta e respectivamente, os sinônimos das expressões destacadas nos trechos “Se repetimos a narrativa de opressão, perpetuamos sua essência.” e “para delimitar quem nos fala e inferir o que nos isola ou ajuda a colaborar”. 
  • A imortalizamos / machucar.
  • B criamos / aprendemos.
  • C eternizamos / deduzir.
  • D calculamos / depreender.
15
Leia o texto abaixo para responder à questão.

Guerra de narrativas (adaptado)
   Quando o sol parte e ficamos entretidos ao redor da fogueira ou de frente à telinha, passamos a uma dimensão em que é tênue a fronteira entre o real e o imaginário, o território dos mitos, as sutis engrenagens do nosso modelo social. Esse ritual repete-se há pelo menos 50 mil anos. E, como é da natureza do que é fundamental, histórias são simples. Todas têm começo, meio e fim; personagens e protagonistas; um cenário e um tempo. E mais: toda trama possui um narrador, alguém que escolhe que causo contar, onde o enredo começa e onde termina, o que entra e o que sai. Esse narrador nem sempre é visível, não há como apontar o autor de um mito ou do que entendemos como senso comum.
   Repetimos a balela do descobrimento da América sem pensar que aqui já viviam pessoas antes da invasão europeia. Se o uso da linguagem amplifica a capacidade de colaboração, histórias determinam e influenciam o comportamento social. Se repetimos a narrativa de opressão, perpetuamos sua essência.
   A habilidade narrativa determina quem tem voz. A tensão entre grupos em disputa pela narrativa é tão velha quanto a linguagem. Religiões e impérios sempre espalharam suas falas e disputaram a atenção. Identificar essas narrativas e a quem servem é o caminho para delimitar quem nos fala e inferir o que nos isola ou ajuda a colaborar.
   Não existe narrador isento. Por mais cuidadoso que seja, cada um carrega seu conjunto de valores e é perpassado pelos julgamentos e assunções que vêm com a cultura do grupo. Mesmo que não tenha mensagem específica, o contador de histórias sempre parte de sua visão de mundo.
 https://vidasimples.co/conviver/guerra-de-narrativas/
De acordo com a morfologia, assinale a alternativa que indica, correta e respectivamente, a classe de palavras dos termos destacados no trecho a seguir “A habilidade narrativa determina quem tem voz”.
  • A substantivo / pronome pessoal / substantivo.
  • B adjetivo / pronome relativo / substantivo.
  • C substantivo / pronome interrogativo / adjetivo.
  • D adjetivo / pronome pessoal / adjetivo.
16
Leia o texto abaixo para responder à questão.

Guerra de narrativas (adaptado)
   Quando o sol parte e ficamos entretidos ao redor da fogueira ou de frente à telinha, passamos a uma dimensão em que é tênue a fronteira entre o real e o imaginário, o território dos mitos, as sutis engrenagens do nosso modelo social. Esse ritual repete-se há pelo menos 50 mil anos. E, como é da natureza do que é fundamental, histórias são simples. Todas têm começo, meio e fim; personagens e protagonistas; um cenário e um tempo. E mais: toda trama possui um narrador, alguém que escolhe que causo contar, onde o enredo começa e onde termina, o que entra e o que sai. Esse narrador nem sempre é visível, não há como apontar o autor de um mito ou do que entendemos como senso comum.
   Repetimos a balela do descobrimento da América sem pensar que aqui já viviam pessoas antes da invasão europeia. Se o uso da linguagem amplifica a capacidade de colaboração, histórias determinam e influenciam o comportamento social. Se repetimos a narrativa de opressão, perpetuamos sua essência.
   A habilidade narrativa determina quem tem voz. A tensão entre grupos em disputa pela narrativa é tão velha quanto a linguagem. Religiões e impérios sempre espalharam suas falas e disputaram a atenção. Identificar essas narrativas e a quem servem é o caminho para delimitar quem nos fala e inferir o que nos isola ou ajuda a colaborar.
   Não existe narrador isento. Por mais cuidadoso que seja, cada um carrega seu conjunto de valores e é perpassado pelos julgamentos e assunções que vêm com a cultura do grupo. Mesmo que não tenha mensagem específica, o contador de histórias sempre parte de sua visão de mundo.
 https://vidasimples.co/conviver/guerra-de-narrativas/
Em relação às regras de acentuação gráfica da Língua Portuguesa, assinale a alternativa incorreta
  • A O verbo “ter” é acentuado, no trecho “Todas têm começo”, para concordar com o sujeito que está na terceira pessoa do plural.
  • B No trecho “alguém que escolhe que causo contar”, a palavra acentuada em destaque recebe acento, pois é uma palavra oxítona terminada em “em”.
  • C A palavra “já” é acentuada no trecho “aqui já viviam”, pois é um monossílabo tônico terminado em “a”.
  • D No trecho “Religiões e impérios sempre espalharam”, a palavra “impérios” é acentuada pois é uma paroxítona terminada em “os”.
17
Leia o texto abaixo para responder à questão.

Guerra de narrativas (adaptado)
   Quando o sol parte e ficamos entretidos ao redor da fogueira ou de frente à telinha, passamos a uma dimensão em que é tênue a fronteira entre o real e o imaginário, o território dos mitos, as sutis engrenagens do nosso modelo social. Esse ritual repete-se há pelo menos 50 mil anos. E, como é da natureza do que é fundamental, histórias são simples. Todas têm começo, meio e fim; personagens e protagonistas; um cenário e um tempo. E mais: toda trama possui um narrador, alguém que escolhe que causo contar, onde o enredo começa e onde termina, o que entra e o que sai. Esse narrador nem sempre é visível, não há como apontar o autor de um mito ou do que entendemos como senso comum.
   Repetimos a balela do descobrimento da América sem pensar que aqui já viviam pessoas antes da invasão europeia. Se o uso da linguagem amplifica a capacidade de colaboração, histórias determinam e influenciam o comportamento social. Se repetimos a narrativa de opressão, perpetuamos sua essência.
   A habilidade narrativa determina quem tem voz. A tensão entre grupos em disputa pela narrativa é tão velha quanto a linguagem. Religiões e impérios sempre espalharam suas falas e disputaram a atenção. Identificar essas narrativas e a quem servem é o caminho para delimitar quem nos fala e inferir o que nos isola ou ajuda a colaborar.
   Não existe narrador isento. Por mais cuidadoso que seja, cada um carrega seu conjunto de valores e é perpassado pelos julgamentos e assunções que vêm com a cultura do grupo. Mesmo que não tenha mensagem específica, o contador de histórias sempre parte de sua visão de mundo.
 https://vidasimples.co/conviver/guerra-de-narrativas/
De acordo com as regras de Concordância Verbal e Nominal, assinale a alternativa que reescreve corretamente o trecho extraído do texto.    “Não existe narrador isento. Por mais cuidadoso que seja, cada um carrega seu conjunto de valores e é perpassado pelos julgamentos e assunções que vêm com a cultura do grupo.” 
  • A Não há narradores isentos. Por mais cuidadosos que seja, cada um carrega seu conjunto de valores e são perpassados pelos julgamentos e assunções que vêm com as culturas do grupo.
  • B Não existe narradores isentos. Por mais cuidadosos que seja, cada um carrega seu conjunto de valores e são perpassados pelos julgamentos e assunções que vêm com as culturas do grupo.
  • C Não existem narradores isentos. Por mais cuidadosos que sejam, cada um carrega seu conjunto de valores e são perpassados pelo julgamento que vem com as culturas do grupo.
  • D Não existe narrador isento. Por mais cuidadoso que seja, cada um carrega seu conjunto de valores e é perpassado pelo julgamento que vêm com a cultura do grupo.
18
Assinale a alternativa que apresenta o uso correto do acento grave, indicador de crase.
  • A Todos somos sujeitos à chuvas e trovoadas.
  • B Eu posso te visitar após às 15h.
  • C Devemos à essa professora o nosso sucesso.
  • D Falei à senhora a mais pura verdade.
19
Em relação às regras de regência verbal e nominal, assinale a alternativa incorreta.
  • A A família toda assistiu às partidas na TV.
  • B Os síndicos julgaram o caso do condômino irresponsável ontem.
  • C Aspiravam à poluição todos os dias na cidade.
  • D Os professores deram razão aos alunos.
20
Em relação às regras de colocação pronominal, segundo a Gramática Normativa da Língua Portuguesa, assinale a alternativa correta.
  • A Elas tinham avisado-me sobre as faltas excessivas.
  • B Se apresentaram muito bem no recital as suas filhas.
  • C Hoje nos preocupamos muito mais com as expressões que usamos.
  • D Os alunos que mantiveram-se em silêncio durante a aula aprenderam.

Raciocínio Lógico

21
Uma pessoa pretende assentar uma fileira ladrilhos idênticos, mas deseja colocá-los de acordo com um padrão fixo de rotações sequenciais para variar o padrão básico/ imagem formada com a simples colocação deles na mesma direção. Abaixo, a esquerda, está a peça do ladrilho e, a direita, as três primeiras peças assentadas.
Assinale a alternativa que indica a imagem do quarto ladrilhos colocado à direita que corresponde ao padrão que estava sendo adotado nas três peças colocadas anteriormente.
  • A
  • B
  • C
  • D
22
A figura abaixo representa o diagrama de Venn para os conjuntos A, B, C e D.
Assinale a alternativa que representa a região acinzentada.
  • A ( A ⋂ C ) ⋃ (A ⋂ D) ⋃ (B ⋂ C) - (C ⋂ D)
  • B ( A ⋃ C ) ⋂ (A ⋃ D) ⋂ (B ⋂ C) - (C ⋂ D)
  • C ( A ⋂ B ⋂ C ⋂ D ) - (C ⋃ D)
  • D ( B ⋂ C ) ⋃ (A ⋂ C ⋂ D) - (C ⋃ D)
23
O trecho abaixo é do soneto XL

I., de Pablo Neruda, retirado de uma tradução para o Português popular na rede de computadores.

 (...) Amo-te para começar a amar-te, para recomeçar o infinito e para não deixar de amar-te nunca: por isso não te amo ainda. (...) Neste trecho vemos um conflito que inspira o poeta, que pode ser trocado pela proposição composta: “Se começa, então termina”. A partir dela considere as afirmações derivadas abaixo. I. Se não termina, então não começa.

II. Não começa ou termina.

III. Começa e não termina. Com respeito à lógica proposicional assinale a alternativa que caracteriza cada afirmativa com respeito à proposição original 
  • A I - negação; II - negação; III - equivalência
  • B I - equivalência; II - equivalência; III - negação
  • C I - negação; II - equivalência; III - negação
  • D I - negação; II - negação; III - negação
24
O estudo formal de proposições em termos da lógica proposicional é realizado em termos de tabelas-verdade.    “As tabelas-verdade derivam do trabalho de Gottlob Frege, Charles Peirce e outros nomes da década de 1880, e tomaram a forma atual em 1922 através dos trabalhos de Emil Post e Ludwig Wittgenstein. A publicação do Tractatus LogicoPhilosophicus, de Wittgenstein, utilizava as mesmas para classificar funções veritativas em uma série. A vasta influência de seu trabalho levou, então, à difusão do uso de tabelas-verdade.” Fonte: wikipedia, “Tabela-verdade”. Em uma tabela-verdade cada proposição simples individual é organizada em uma coluna e recebe valor verdadeiro (V) ou falso (F) a cada linha. Em uma última coluna se elenca o resultado lógico vindo da regra lógica definida pelos conectivos, para cada uma das linhas. Considere uma proposição composta por proposições simples:    “Se João mora aqui, então ele é rico, e, se ele é rico, então tem mais de um carro, e, se ele tem mais de um carro, então ele tem carros com placas diferentes, e não depende da regra de rodízios de carro do município.” Assinale a alternativa que indica o número de linhas de uma tabela-verdade que contenha a avaliação desta proposição composta.
  • A 8
  • B 16
  • C 32
  • D 64
25
Se é verdade que “Alguns A são B” e que “Nenhum C é B”, então é necessariamente verdadeiro que:
  • A Algum A é C
  • B Nenhum A é C
  • C Nenhum C é A
  • D Algum C é A
  • E Algum A não é C
26
A frase “Não é verdade que: Carlos é advogado ou Maria é dentista”, é logicamente equivalente a frase:
  • A Carlos não é advogado e Maria não é dentista
  • B Carlos não é advogado ou Maria não é dentista
  • C Carlos é advogado e Maria não é dentista
  • D Carlos é advogado ou Maria não é dentista
  • E Se Carlos é advogado, então Maria não é dentista
27
Num prédio residencial com 142 moradores, sabe–se que 58 frequentam a academia e 23 frequentam tanto a academia quanto a piscina. Se 24 moradores não frequentam nem a piscina e nem a academia, então o total de moradores que frequentam a piscina é:
  • A 60
  • B 83
  • C 37
  • D 78
  • E 54
28

Considerando que as premissas seguintes são verdadeiras, analise os itens:


I. Se Carlos é advogado, então passou no exame. Carlos não passou no exame. Logo, Carlos não é advogado.

II. Maria assiste à TV ou Felipe joga futebol. Felipe não joga futebol. Logo, Maria não assiste à TV.

III. Todo triângulo é polígono. Existe polígono que têm lados de medidas iguais. Logo, todo triângulo têm lados de medidas iguais.


Quanto a validade ou não dos argumentos, é correto afirmar que:

  • A Somente I e III são válidos
  • B I e II são válidos
  • C Somente III não é válido
  • D I, II e III não são válidos
  • E Somente I é válido
29
A frase “Se a floresta foi explorada, então os animais estão ameaçados” é logicamente equivalente a frase:
  • A Se a floresta não foi explorada, então os animais estão ameaçados
  • B Se a floresta não foi explorada, então os animais não estão ameaçados
  • C Se a floresta foi explorada, então os animais não estão ameaçados
  • D Se os animais não estão ameaçados, então a floresta não foi explorada
  • E Se os animais estão ameaçados, então a floresta foi explorada
30
Num prédio residencial com 142 moradores, sabe–se que 58 frequentam a academia e 23 frequentam tanto a academia quanto a piscina. Se 24 moradores não frequentam nem a piscina e nem a academia, então o total de moradores que frequentam a piscina é:
  • A 60
  • B 83
  • C 37
  • D 78
  • E 54

Psiquiatria

31
Considere os pilares fundamentais da bioética aplicadas aos contextos de saúde mental e assinale a alternativa correta quanto à indicação de internação para um paciente com risco de suicídio que se recuse ao processo de internação.
  • A Não-malevolência
  • B Justiça
  • C Autonomia
  • D Beneficência
32
Baseando-se nos direitos humanos universais que incluem direito à vida, ao sigilo e à não-discriminação, assinale a alternativa correta que justifique o rompimento de sigilo durante a atuação profissional.
  • A Risco pessoal de adoecimento
  • B Possibilidade de agressão a terceiros identificados, com plano e meios de execução
  • C Capacidade diminuída de autocuidado por limitação de mobilidade
  • D Capacidade de autocuidado diminuída por recusa de cuidado
33

Considerando os conceitos de seguridade social, seguro social e assistência social, analise as afirmativas abaixo:


I. Assistência Social: distribuição de bens e recursos para todas as camadas da população, de acordo com necessidades tópicas, não sendo ações de tipo focalizado, residuais e seletivas.

II. Seguro Social: distribuição de benefícios a categorias ocupacionais específicas mediante contribuição prévia.

III. Seguridade Social: assistência através de benefícios, ações e serviços a alguns dos cidadãos de uma determinada unidade territorial, conforme contribuição prévia.


Assinale a alternativa correta.

  • A Apenas a afirmativa I está correta
  • B Apenas a afirmativa II está correta
  • C Apenas as afirmativas I e II estão corretas
  • D Apenas as afirmativas I e III estão corretas
34
Em uma solicitação de afastamento para o trabalho, o periciado comparece apresentando relatório de atendimento e seguimento do médico assistente informando o passado médico desde o adoecimento do periciado. No documento há a descrição de abertura do quadro clínico, proposições terapêuticas e avaliação de incapacidade contendo os dizeres ³incapacitado para atividades laborativas´. A sua avaliação pericial, no entanto, é frontalmente divergente ao apresentado no relatório médico. Considere esse cenário e assinale a alternativa correta.
  • A Cabe ao médico assistente a determinação de capacidade laborativa
  • B O relatório médico não tem validade alguma para avaliação pericial
  • C Cabe ao médico perito a determinação de capacidade laborativa
  • D O relatório médico é o único meio de avaliação do periciado

Saúde Pública

35

O conjunto de ações de caráter individual ou coletivo, situadas no primeiro nível de atenção dos sistemas de saúde individual ou coletivo, voltadas para a promoção da saúde, a prevenção de agravos, o tratamento e a reabilitação. Essas ações não se limitam àqueles procedimentos incluídos no Grupo restrito da tabela do SIA/SUS, quando da implantação do Piso destinado ao programa. A ampliação desse conceito se torna necessária para avançar na direção de um sistema de saúde centrado na qualidade de vida das pessoas e de seu meio ambiente. Esta definição refere-se a qual nível de assistência de saúde, assinale a alternativa correta:

  • A Vigilância Epidemiológica e Controle de Doenças
  • B Assistência de Média Complexidade
  • C Assistência de Alta Complexidade
  • D Atenção básica
  • E Programa DST/AIDS
36

O mundo está mobilizado contra a resistência antimicrobiana (RAM), eleita pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma das dez maiores ameaças à saúde pública global. Sem a tomada de ações, estimase que até 2050 o problema causará, anualmente, a perda de 10 milhões de vidas em todo o mundo, além de um prejuízo econômico de 100 trilhões de dólares. Um dos esforços nesse sentido foi a publicação de uma declaração da ICMRA (Internacional Coalition of Medicines Regulatory Authorities) direcionada à indústria de medicamentos, aos profissionais de saúde (humana e animal), aos líderes globais de saúde, a pesquisadores e à mídia com objetivo de juntar forças. Responda abaixo com valores Verdadeiro (V) e Falso(F) dos objetivos propostos pela OMS:

( ) Minimizar o surgimento e a expansão de RAM.

( ) Vigilância antimicrobiana, prevenção e controle de infecções e gerenciamento.

( ) Priorizar o desenvolvimento de medicamentos novos e outros produtos terapêuticos.

( ) Minimizar a liberação de substâncias com propriedades antimicrobianas no meio ambiente.

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de cima para baixo:

  • A V, F, F, V
  • B V, F, V, V
  • C F, F, F, F
  • D V, V, V, V
  • E V, F, V, F
37
“Mais de 30% dos municípios do país tiveram endemia ou epidemia associadas ao saneamento básico”. Essa é uma manchete de um jornal brasileiro publicado em 2018. Com relação aos termos utilizados (endemia ou epidemia), assinale a alternativa incorreta.
  • A A endemia é a classificação dada para doenças que ocorrem com frequência em uma região delimitada e se mantêm restritas a ela. Popularmente, se fala que a doença é “típica” daquele local. Assim, o conceito de endemia não está relacionado com a quantidade de casos notificados em uma região geográfica
  • B Epidemia é a classificação dada a doenças infecciosas e transmissíveis que se espalham em um curto espaço de tempo para outros locais, causando um surto. O surto é caracterizado como o aumento rápido no número de casos de uma doença em uma determinada região, de forma não esperada pelas autoridades de saúde
  • C A pandemia é a classificação dada para doenças infecciosas e transmissíveis que se espalham por um ou mais continentes, ou por todo o mundo. Assim, a pandemia pode ser considerada como uma epidemia que atingiu todo o planeta e representa o cenário de maior gravidade
  • D Exemplos de doenças epidêmicas são: a gripe A (gripe suína), em 2009, que registrou casos em vários continentes, e a AIDS. Exemplos de pandemia são: o ebola na África Ocidental, em 2014 e 2018, a sífilis e o sarampo, atualmente no Brasil
38
A noção de vigilância acompanha o desenvolvimento histórico da saúde pública nos esforços envidados contra as doenças e na busca de intervenção e controle dos seus determinantes. O desenvolvimento dos conceitos e das práticas de vigilância em saúde pública acompanhou as transformações econômico-sociais, sobretudo a partir da revolução industrial, no processo de diversificação e ampliação da produção. Sendo assim, analise as afirmativas abaixo.
I. A Constituição da República, ao incorporar um conceito ampliado de saúde, definiu-a como um direito de todos a ser garantido pelo Estado, mediante políticas sociais e econômicas dirigidas à redução do risco de doença e de outros agravos e também pela garantia a todos, em igualdade de condições, do acesso a ações e serviços para a promoção, proteção e recuperação da saúde. Entre os princípios e diretrizes para a implementação de um Sistema Único de Saúde (SUS) estabeleceu o atendimento integral, abrangendo atividades assistenciais curativas e prioritariamente preventivas. II. Foi atribuída ao Estado a obrigação de regular, fiscalizar e controlar as ações e serviços de saúde, de natureza pública ou privada, ficando o SUS na obrigação de executar as ações de vigilância sanitária, epidemiológica e da saúde do trabalhador, bem como controlar e fiscalizar procedimentos, produtos e substâncias de interesse da saúde, alimentos, bebidas e águas de consumo humano; participar do controle e fiscalização de substâncias e produtos psicoativos, tóxicos e radioativos e colaborar na proteção do ambiente, incluindo o do trabalho; igualmente está previsto participar na formulação da política e execução das ações de saneamento básico. III. Foi estabelecida a obrigatoriedade de o Estado regular a propaganda de produtos, práticas e serviços que possam ser nocivos à saúde e ao meio ambiente, ficando sujeita a restrições legais a publicidade de tabaco, bebidas alcoólicas, agrotóxicos, medicamentos e terapias. IV. Entre outras responsabilidades do Estado para que seja garantido o direito de todos ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, reconhecido como bem de uso comum do povo, essencial à qualidade de vida, foi estabelecida a obrigação de o Poder Público “controlar a produção, a comercialização e emprego de técnicas, métodos e substâncias que comportem risco para a vida, a qualidade de vida e o meio ambiente”.
Assinale a alternativa correta.
  • A Apenas as afirmativas II e IV estão corretas
  • B Apenas as afirmativas I, II e IV estão corretas
  • C As afirmativas I, II, III e IV estão corretas
  • D Apenas as afirmativas II e III estão corretas
39
Estamos cercados de fungos, vírus, bactérias, protozoários e outros seres vivos capazes de causar diversas doenças nos homens. Algumas dessas doenças poderiam ser evitadas através do controle sanitário. Para tanto, é importante a identificação de doenças associadas à causa sanitária. Com relação ao descrito, assinale a alternativa correta.
  • A Desde a década de 1980 o Brasil vem observando o aumento na mortalidade por doenças diarreicas. A não disseminação do uso da terapia de reidratação oral e a ampliação da cobertura de serviços de atenção primária vêm sendo apontados como os principais fatores internos ao setor Saúde associados a este declínio. Entretanto a incidência das diarreias declinou com a ampliação das redes de abastecimento de água e esgotamento sanitário
  • B Geohelmintíases e Protozooses intestinais são doenças que respondem à melhoria das condições de saneamento básico, como a ampliação de cobertura das redes de abastecimento de água e esgotamento sanitário, essas doenças continuam a afetar, com elevada prevalência, as populações das zonas rurais, das pequenas cidades do interior, e as populações urbanas marginalizadas
  • C Zoonose de felinos, transmitida ao homem pela ingestão de alimentos contendo cistos, ou água e/ou alimento contaminados com os oocistos do Toxoplasma gondii, a toxoplasmose deixou de ser endêmica no Brasil
  • D A Hepatite A não pode ser controlada pela ampliação da cobertura das redes de abastecimento de água e esgotamento sanitário
40
Com relação à disseminação de doenças através da água, analise as afirmativas abaixo e dê valores Verdadeiro (V) ou Falso (F).
( ) Por ingestão de água contaminada: são doenças provocadas devido à ingestão direta de água contaminada, em geral, em locais onde não há sistema de abastecimento de água tratada, e os grupos populacionais fazem uso de minas, poços, bicas, ou então, utilizam água mineral de fontes contaminadas. Eventualmente, acidentes no sistema de abastecimento de água tratada, ou problemas em sua manutenção podem acarretar contaminações e causar doença na população que se serve do mesmo. ( ) Por contato da pele/mucosas com água contaminada: são doenças causadas devido ao contato da pele ou mucosas com água contaminada por esgoto humano ou por fezes ou urina de animais. Destacam‐se como principais doenças, algumas verminoses transmitidas pela pele (água ou solo contaminados), a esquistossomose (água contaminada e presença de determinadas espécies de caramujo no seu ciclo de transmissão) e a leptospirose (águas, principalmente de enchentes, solo úmido ou vegetação, contaminados pela urina de rato). A esquistossomose e a leptospirose apesar da importância não são doenças de notificação compulsória. Já as verminoses devem ser notificadas individualmente. ( ) Por falta de água ou de rede de esgoto/alternativas adequadas para deposição de dejetos ou práticas precárias de higiene: a falta de água impede a higienização adequada e pode causar uma série de doenças, por exemplo, tracoma devido à Chlamydia trachomatis, doença conhecida por não se lavar o rosto ‐ os olhos, de rotina; piolhos ou escabiose, que passam de pessoa para pessoa. Locais sem rede de esgoto ou sem banheiros ou fossas adequadas para a deposição de dejetos humanos possibilitam a transmissão da ascaridíase (Ascaris lumbricóides, adquirida devido à ingestão de ovos do parasita), de helmintíases ou outras verminoses, cujos parasitas podem ser carreados para água ou para os alimentos também por meio das moscas. Água tratada e equipamentos de saneamento (banheiros, latrinas, fossas) e comportamentos adequados de higiene são importantes para redução das doenças relacionadas a saneamento e higiene. Os casos isolados dessas doenças são de notificação compulsória.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de cima para baixo.
  • A V,V,V
  • B V,V,F
  • C V,F,F
  • D F,F,V
41
A vigilância epidemiológica é hoje a ferramenta metodológica mais importante para a prevenção e controle de doenças em saúde pública. É consensual no discurso de todas as entidades de saúde pública mundo afora, desde as de âmbito internacional até as de abrangência local, que não existem ações de prevenção e controle de doenças com base científica que não estejam estruturadas sobre sistemas de vigilância epidemiológica. Sendo assim, analise as afirmativas abaixo e dê valores Verdadeiro (V) ou Falso (F).
( ) Vigilância epidemiológica, como ferramenta de investigação em saúde pública, somente passou a ser reconhecida como uma área do conhecimento na segunda metade do século 20, mas ainda não é entendida como um campo distinto de investigação, ainda que muito se tenha avançado, tanto na teoria como na prática. ( ) A criação e implantação de uma sistemática de repasse de recursos para as ações de vigilância e controle de doenças, a Programação Pactuada Integrada de Epidemiologia e Controle de Doenças (PPIECD), viabilizou a descentralização federal sobre a vigilância e o controle das doenças. ( ) O programa de treinamento em epidemiologia, conhecido como EPI-SUS, foi moldado conforme o programa de treinamento dos Centers for Disease Control and Prevention (CDC) dos EUA, existente desde 1954. Esse programa tem dois anos de duração e é em tempo integral para profissionais de nível superior da área de saúde. Afora um treinamento teórico em epidemiologia, o restante do treinamento é baseado em investigações de campo. ( ) Em 1975, por recomendação da 5ª Conferência Nacional de Saúde, foi instituído o Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica (SNVE). Este sistema, formalizado por meio da Lei nº 6.259, do mesmo ano, e Decreto nº 78.231, que a regulamentou, em 1976, incorporou o conjunto de doenças transmissíveis então consideradas de maior relevância sanitária no País.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de cima para baixo.
  • A V, V, V, V
  • B V, V, F, F
  • C V, F, F, V
  • D F, F, V, V
42
A poluição e/ou contaminação ambiental pode ocorrer através de diversas formas. Seus principais agentes contaminantes são: agentes químicos, biológicos ou físicos. Sobre poluição ambiental, assinale a alternativa correta.
  • A O vento pode conter agentes infecciosos, como vírus, e também vetores infectados por agentes de doença, esporos, ovos de parasitas, ácaros, por pequenas distâncias
  • B A poluição biológica resulta da presença de microrganismos patogênicos (bactérias, vírus, protozoários, vermes), especialmente na água potável. Esses seres podem causar doenças ou lesões, em graus variados, aos seres humanos ou a outros organismos
  • C O solo pode conter agentes neutralizadores de doenças, seja através do próprio solo, da água ou das plantas forrageiras
  • D A água da chuva é normalmente básica, entretanto a presença de poluentes no ar atmosférico (acido sulfúrico, ácido clorídrico, trióxido de nitrogênio) torna a água da chuva ácida
43
Controle de vetores biológicos transmissores de doenças pode ser dividido em basicamente 3 (três) metodologias: controle biológico, controle mecânico ou ambiental e controle químico. Nesse contexto, analise as afirmativas abaixo e dê valores Verdadeiro (V) ou Falso (F).
( ) Controle biológico é o uso de parasitas, patógenos ou predadores naturais para o controle de populações do vetor, tais como Bacillus thuringiensis istraelensis ou peixes que comem as larvas do mosquito como Gambusia affinis. ( ) Controle mecânico ou ambiental utiliza-se de métodos que eliminam ou reduzam áreas onde os vetores se desenvolvem como a remoção da água estagnada, a destruição de pneus velhos e latas que servem como criadouros de mosquito. Ou podem ser utilizados métodos que limitam o contato homem-vetor como mosquiteiros, telas nas janelas das casas ou roupas de proteção. ( ) Controle químico é o uso de inseticidas para controlar as diferentes fases dos insetos. Para o controle de insetos vetores de doenças são utilizados produtos formulados de acordo com a fase e os hábitos do vetor. Os inseticidas podem ser classificados como larvicidas, cujo alvo são as fases larvárias, ou adulticidas, direcionados a controlar os insetos adultos, para o qual é utilizada aplicação residual ou aplicação espacial.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de cima para baixo.
  • A F, V, F
  • B V, F, V
  • C V, V, V
  • D F, F, F
44
A análise de informações sobre ocorrência de óbitos por Doença Diarréica Aguda (DDA) mostra que houve uma expressiva redução da mortalidade por essas causas no Estado de São Paulo, comparando‐se os anos de 1980, 1990, 2000, 2007 (Tabela 1). Nesse contexto, analise a tabela abaixo e assinale a alternativa incorreta:

  • A Para as Doenças Infecciosas e Parasitárias (DIP), houve uma redução de 33,3 mortes por 100.000 habitantes entre os anos de 1980 e 2007
  • B Houve uma redução total do número de morte entre as DDA entre 1990 e 2000. Entretanto na mesma década ocorreu um aumento do número de mortes para DIP
  • C De todos os casos registrados para DDA, DIP e Doenças Infecciosas Intestinais (DII), estima-se um total de 5% de fatalidade entre os anos de 1980 e 2007
  • D Apesar da diminuição do número de mortes causadas por DIP e DII, houve um aumento do número de casos registrados de 1980 a 2007