Resolver o Simulado Professor Educação Básica - FGV - Nível Superior

0 / 80

Pedagogia

1

Responda a questão de acordo com a LDB.

De acordo com o artigo 21. A educação escolar compõe-se de:
I. Educação básica, formada pela educação infantil, ensino fundamental e ensino médio; II. Educação superior. III. Especialização.
Assinale a alternativa correta.

  • A Somente o item I está correto.
  • B Somente os itens I e II estão corretos.
  • C Somente o item II está correto.
  • D Somente o item III está correto.
  • E Somente os itens I e III estão corretos.
2
Os institutos superiores de educação devem manter:
  • A Cursos formadores de profissionais para a educação básica, inclusive o curso normal superior, destinado à formação de docentes para a educação infantil e para as primeiras séries do ensino fundamental.
  • B Programas de educação continuada para os estudantes dos diversos níveis.
  • C Programas de formação pedagógica para portadores de diplomas de educação que queiram se dedicar à educação superior.
  • D Programas de formação pedagógica para portadores de diplomas de educação superior que queiram se dedicar à educação no nível do ensino médio.
3

De acordo com seus conhecimentos a respeito da Lei n° 9.394/96, em relação às regras comuns que organizam a educação infantil, assinale a alternativa CORRETA:

  • A Avaliação mediante acompanhamento e registro do desenvolvimento das crianças, sem o objetivo de promoção, mesmo para o acesso ao ensino fundamental.
  • B Carga horária mínima semestral de 800(oitocentas) horas, distribuída por um mínimo de 200(duzentos) dias de trabalho educacional, intra e extrassala.
  • C Atendimento à criança de, no mínimo, 4(quatro) horas diárias para o turno integral, e de 7(sete) horas para a jornada parcial, fora a educação especial.
  • D Controle de frequência pela instituição de educação pré-escolar, exigida a frequência mínima de 70% (setenta por cento) do total de horas.
4

Quando o aluno excede o número legal de faltas injustificadas, e a escola já esgotou todos seus recursos de inserção deste na vida escolar, é dever do dirigente de ensino:

  • A Encaminhar para medida protetiva.
  • B Reprovar automaticamente no ano letivo.
  • C Fazer busca ativa da família.
  • D Comunicar o conselho tutelar.
5

Leia o trecho e responda:
Ao brincar a criança aprende a conhecer, a fazer, a conviver e a ser, favorecendo o desenvolvimento da autoconfiança, curiosidade, autonomia, linguagem e pensamento. O fato de a criança, desde muito cedo, poder se comunicar por meio de gestos, sons e mais tarde representar determinado papel na brincadeira faz com que ela desenvolva sua imaginação
Com base no trecho, é CORRETO destacar que a brincadeira é essencial para:

  • A O desenvolvimento global e a capacidade de socialização.
  • B Essencialmente para as atividades cognitivas racionais.
  • C A possibilidade de desenvolver noções de causa e consequência.
  • D Aliviar a realidade contraditória em que vive por meio da imaginação.
6

De acordo com as formas de organização curricular definidos pelas Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica, é CORRETO afirmar que:

  • A O currículo deve difundir os valores fundamentais do interesse social, dos direitos e deveres dos cidadãos, do respeito ao bem comum e à ordem democrática, considerando as condições de escolaridade dos estudantes em cada estabelecimento, a orientação para o trabalho, a promoção de práticas educativas formais e não-formais.
  • B Pelo menos, 20% do total da carga horária anual ao conjunto de programas e projetos interdisciplinares eletivos criados pela escola, previsto no projeto pedagógico, de modo que os estudantes do ensino fundamental e do médio possam escolher aquele programa ou projeto com que se identifiquem e que lhes permitam melhor lidar com o conhecimento e a experiência.
  • C A dimensão sequencial compreende os processos educativos que acompanham as exigências de aprendizagens definidas em cada etapa do percurso formativo, contínuo e progressivo, da educação básica até a educação superior, constituindo-se em diferentes e insubstituíveis momentos da vida dos educandos.
  • D A transição entre as etapas da educação básica e suas fases requer formas de articulação das dimensões orgânica e sequencial que assegurem aos educandos, sem tensões e rupturas, a continuidade de seus processos peculiares de aprendizagem e desenvolvimento.
7

Analise as informações assertivas com (V) verdadeiro ou (F) falso.
(__)De acordo com Emília Ferreiro, o processo de aprendizagem e alfabetização de uma criança ocorre de forma gradual, considerando: 1. A aquisição do conhecimento deve ocorrer de forma gradual, por isso, a compreensão da escrita requer tempo e assimilações internas e individuais. 2. Interpretação adequada do que foi ouvido e visto, e não apenas repetir o que foi observado. 3. A compreensão do conteúdo. (__)Piaget acredita que, na construção do real, os conhecimentos são elaborados espontaneamente pela criança, de acordo com o estágio de desenvolvimento em que ela se encontra. A visão particular e peculiar (egocêntrica) que as crianças mantêm sobre o mundo vai, progressivamente, aproximando-se da concepção dos adultos: torna-se socializada, objetiva. (__)Vygotsky discorda de que a construção do conhecimento proceda do individual para o social. Em seu entender a criança já nasce num mundo social e, desde o nascimento, vai formando uma visão desse mundo através da interação com adultos ou crianças mais experientes. A construção do real é, então, mediada pelo interpessoal antes de ser internalizada pela criança. Desta forma, procede-se do social para o individual, ao longo do desenvolvimento.
Após análise, assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA dos itens acima, de cima para baixo:

  • A F, V, F.
  • B V, V, V.
  • C F, F, V.
  • D V, F, V.
8

O domínio da língua, oral e escrita, é fundamental para a participação social efetiva, pois é por meio dela que o homem se comunica, tem acesso à informação, expressa e defende pontos de vista, partilha ou constrói visões de mundo, produz conhecimento. Por isso, ao ensiná-la, a escola tem a responsabilidade de garantir a todos os seus alunos o acesso aos saberes linguísticos, necessários para o exercício da cidadania, direito inalienável de todos. É com essa perspectiva que o documento de Língua Portuguesa está organizado, de modo a servir de referência, de fonte de consulta e de objeto para ___________________. (https://cptstatic.s3.amazonaws.com/pdf/cpt/pcn/ volume-02-lingua-portuguesa.pdf) - (P.11)
Sobre a "Língua Portuguesa no contexto dos Parâmetros Curriculares Nacionais", marque a alternativa com a expressão que completa coerentemente a lacuna no enunciado.

  • A "A Construção da Cidadania"
  • B "Entender a diferença entre oralidade e escrita".
  • C "Reflexão e debate".
  • D "Estudos linguísticos".
9

O Plano Nacional de Educação - PNE estabelece 10 diretrizes para melhorar a educação no período de sua vigência, que vai de 2014 a 2024. Entre estas diretrizes consta a promoção do princípio da gestão democrática da educação pública, que pode ser definida como:

  • A Democratização da administração pedagógica da escola, delegando a definição de ações educativas aos mais variados segmentos da comunidade escolar.
  • B Processo de administração financeira de uma unidade de ensino com a participação da comunidade escolar.
  • C Processo de gestão baseado na participação de todos os segmentos da comunidade escolar, incluindo pais, responsáveis e sociedade em geral.
  • D Gestão centralizada na figura do diretor.
10

Entre os objetivos da Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva NÃO consta:

  • A Formação de professores para o atendimento educacional especializado e demais profissionais da educação para a inclusão escolar.
  • B Transversalidade da educação especial desde o ensino médio até a educação superior.
  • C Continuidade da escolarização nos níveis mais elevados do ensino.
  • D Atendimento educacional especializado.
11

De acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) de Língua Estrangeira, em salas de aulas específicas, o professor saberá determinar conteúdos mais apropriados, principalmente no que se refere ao conhecimento de mundo dos alunos. Os conteúdos referentes ao conhecimento de mundo podem estar relacionados aos seguintes aspectos:
I.À convivência entre meninos e meninas na cultura da língua estrangeira, à vida na escola em outro país, aos direitos conseguidos pelas mulheres em outros países, à organização das minorias em outras partes do mundo, à visão da cultura da língua estrangeira como múltipla, à organização e à ética políticas em outros países, às campanhas de esclarecimento sobre a Aids em outras partes do mundo, à questão da opção sexual em outros países etc. II.À determinação da divisão do trabalho em casa, com base nas identidades sociais de meninos e meninas, à convivência entre meninos e meninas, ao respeito às diferenças entre as pessoas (do ponto de vista étnico ou de tipo físico, por exemplo), a problemas ecológicos na cidade em que vivem, aos direitos e responsabilidades do aprendiz e do cidadão. III.À vida das crianças na escola, aos problemas de locomoção até a escola, à vida em família, às atividades de lazer com os amigos, aos problemas da cidade, do estado e do país em que vivem.
Está (ão) CORRETA(S) as seguintes proposições:

  • A I, II e III.
  • B Apenas II e III.
  • C Apenas I e III.
  • D Apenas I e II.
12

Assinale a alternativa que apresenta alguns tipos de avaliação escolar.

  • A Avaliação subjetiva global, Avaliação funcional, Avaliação comparativa, Avaliação somativa.
  • B Avaliação subjetiva global, Avaliação funcional, Avaliação psicossocial, Avaliação somativa.
  • C Avaliação diagnóstica, Avaliação formativa, Avaliação comparativa, Avaliação somativa.
  • D Avaliação diagnóstica, Avaliação formativa, Avaliação psicossocial, Avaliação somativa.
13

Sobre a diferença entre habilidades e competências pedagógicas, assinale a alternativa INCORRETA.

  • A A nota é o único indicador capaz de aferir a competência no âmbito do desempenho escolar.
  • B A habilidade está vinculada à aplicação prática de uma competência.
  • C A competência está associada à capacidade para apreciar e resolver algo.
  • D Quando um estudante aprende a ler, podemos dizer que ele apresenta as habilidades necessárias para tanto.
14

Vygotsky, numa perspectiva marxista, estudou a formação das funções psicológicas superiores constituídas a partir dos aportes:

  • A Filogenético, sócio-histórico, ontogenético e microgenético.
  • B Desenvolvimentista, antropológico, ontogenético e microgenético.
  • C Filogenético, antropológico, cognitivista e microgenético.
  • D Desenvolvimentista, sócio-histórico, cognitivista e microgenético.
15

O Plano Nacional de Educação - PNE estabelece 10 diretrizes para melhorar a educação no período de sua vigência, que vai de 2014 a 2024. Entre estas diretrizes consta a promoção do princípio da gestão democrática da educação pública, que pode ser definida como:

  • A Processo de gestão baseado na participação de todos os segmentos da comunidade escolar, incluindo pais, responsáveis e sociedade em geral.
  • B Democratização da administração pedagógica da escola, delegando a definição de ações educativas aos mais variados segmentos da comunidade escolar.
  • C Processo de administração financeira de uma unidade de ensino com a participação da comunidade escolar.
  • D Gestão centralizada na figura do diretor.
16

Entre os objetivos da Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva NÃO consta:

  • A Atendimento educacional especializado.
  • B Formação de professores para o atendimento educacional especializado e demais profissionais da educação para a inclusão escolar.
  • C Continuidade da escolarização nos níveis mais elevados do ensino.
  • D Transversalidade da educação especial desde o ensino médio até a educação superior.
17

Os Parâmetros Curriculares Nacionais trouxeram para o educador a sugestão de um caminho a ser traçado no desenvolvimento do seu trabalho, distanciando o ensino da matemática de um processo tecnicista, para assumir um papel transformador na realidade do estudante. De que forma os PCNs possibilitam esta mudança?

  • A Através de um ensino baseado na preparação para o mercado de trabalho.
  • B Propondo a liberdade de escolha por parte do estudante, sobre a área de conhecimento a qual pretende se dedicar.
  • C Por meio da divisão do currículo em eixos e com a proposta de habilidades e competências como objetivos a serem alcançados no desenvolvimento de cada conteúdo.
  • D Limitando a educação a um processo de aprendizagem para a vida, sem se preocupar com o desenvolvimento de uma proposta curricular.
18

O ensino da matemática tem como uma de suas principais metodologias a resolução de problemas, que durante muito tempo foi usada apenas como forma de aquisição de conhecimentos conteudistas, mas que atualmente é reconhecida por sua relevância na construção de aprendizagens que vão além de uma formação acadêmica. Qual a contribuição desta metodologia no desenvolvimento extracurricular do estudante?

  • A O desenvolvimento da aprendizagem matemática por meio da resolução de problemas ajuda o estudante a ser mais disciplinado e competente.
  • B A utilização da resolução de problemas na aprendizagem de conteúdos ensina o estudante a encarar os problemas da vida.
  • C Resolver problemas matemáticos tornou-se uma diversão para os estudantes.
  • D A resolução de problemas pode ser um instrumento facilitador na compreensão de problemáticas sociais e na busca de soluções.
19

Os estudos sobre a história da matemática contam como seu ponto de partida no mundo ocidental o Egito e o Império Babilônico e atribui seu surgimento à relação do homem com a natureza. Qual das opções abaixo cita a principal justificativa para o surgimento desta ciência?

  • A O desejo de explicar os fenômenos naturais.
  • B A criação de uma moeda para que o rei pudesse receber seus impostos.
  • C O desenvolvimento de um método de censo humano para controle populacional.
  • D A necessidade de aprender a medir e de contar que o homem teve com o seu desenvolvimento.
20

Entre os objetivos da Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva NÃO consta:

  • A Transversalidade da educação especial desde o ensino médio até a educação superior.
  • B Atendimento educacional especializado.
  • C Formação de professores para o atendimento educacional especializado e demais profissionais da educação para a inclusão escolar.
  • D Continuidade da escolarização nos níveis mais elevados do ensino.

Português

21
Assinale a alternativa que corresponde ao emprego CORRETO das regras de ortografia apresentadas pelo Novo Acordo Ortográfico em vigor no Brasil:
  • A Ascenssão.
  • B Macro-estrutura.
  • C Preaquecimento.
  • D Salvaguarda.
22

Instrução: A questão refere-se ao texto abaixo. O destaque ao longo do texto estão citados na questão.


Considerando as regras de concordância verbal e nominal, assinale a alternativa que indica quantas outras alterações deveriam ser feitas para a manutenção da correção gramatical do período a seguir, retirado do texto, caso substituíssemos a palavra “abordagem” por sua forma plural: “A abordagem traz esperança para o leitor ou telespectador, o deixa menos amedrontado e mostra que existem caminhos para superar os problemas.”.

  • A 2.
  • B 3.
  • C 4.
  • D 5.
  • E 6.
23

A SUA SUPERDESENVOLVIDA HABILIDADE DE LER MENTES

Renato Caruso Vieira

Você é encarregado de conduzir uma reunião com quatro diretores de filiais da sua empresa: a Srª A., o Sr. B., a Srª C. e o Sr. D. Dirigindo-se à sala de reuniões, você é saída, ainda no corredor, por um de seus assessores, com quem trava o seguinte diálogo:

Você: — Todos os diretores chegaram?

Assessor: — Alguns chegaram.

Adentrando a sala, você avista, já acomodados e preparados, a Srª A., o Sr. B., a Srª C. e o Sr. D. Confuso, você interpela discretamente o assessor:

— Por que você disse alguns que dos diretores anteriores chegado se todos eles já chegaram?

— Tudo o que eu disse foi que alguns dos diretores chegados chegados. A Srª A. e o Sr. B são alguns dos diretores e eles chegaram. Portanto, eu falei a verdade.

Apesar de reconhecer uma consistência lógica irretocável da justificativa, você dificilmente absolveria seu assessor da culpa de ter feito mau uso da linguagem. [...]

A correta interpretação de uma sentença proferida por um falante depende da habilidade de reconhecimento das intenções que ele pretendeu comunicar com aquela escolha de palavras. E a escolha de palavras do falante depende da avaliação que ele faz da habilidade do ouvinte de reconhecer as intenções comunicadas por ele. Assim, a culpa pelo mau uso da linguagem que atribuímos ao assessor, na narração ilustrativa que introduziu este texto, adveio de sua incapacidade de reconhecer a indução à inferência de “somente alguns [diretores chegaram], mas não todos” provocada pela escolha de palavras que fez naquele contexto particular.

[...] Podemos identificar as interações conversacionais como constantes exercícios de metarrepresentação (representação mental da representação mental do outro) sustentados pela superdesenvolvida habilidade humana de “leitura de mentes” [...].
A “leitura de mentes”, que conceitualmente se confunde com a capacidade de reconhecimento das intenções alheias, é uma adaptação humana com participação em todas as grandes conquistas evolutivas da nossa espécie em termos de cognição social. Não se observa no reino animal capacidade comparável à humana de comunicação, de cooperação, de compartilhamento de informações, de negociação. [...]


Adaptado de: <http://www.roseta.org.br/pt/2020/03/16/a-suasuperdesenvolvida-habilidade-de-ler-mentes/>. Acesso em 13 jul.2020.

Usar alternativa em que “meta” tem o mesmo significado que na palavra “metarrepresentação”.
  • A Metade.
  • B Metalinguagem.
  • C Metáfora.
  • D Metaleiro.
  • E Metafísica.
24

Ética Profissional: o que é e qual a sua importância


A ética profissional é um dos critérios mais valorizados no mercado de trabalho. Ter uma boa conduta no ambiente de trabalho pode ser o passaporte para uma carreira de sucesso. Mas afinal, o que define uma boa ética profissional e qual sua importância? Acompanhe!

A vida em sociedade, que preza e respeita o bem-estar do outro, requer alguns comportamentos que estão associados à conduta ética de cada indivíduo. A ética profissional é composta pelos padrões e valores da sociedade e do ambiente de trabalho que a pessoa convive.

No meio corporativo, a ética profissional traz maior produtividade e integração dos colaboradores e, para o profissional, ela agrega credibilidade, confiança e respeito ao trabalho.

Contudo, há ainda muitas dúvidas acerca do que é ética, por isso, antes de falar sobre ética profissional, é importante entender um pouco sobre o que é ética e qual é a diferença entre ética e moral. Confira:

O que é ética?

A palavra Ética é derivada do grego e apresenta uma transliteração de duas grafias distintas, êthos que significa “hábito”, “costumes” e ethos que significa “morada”, “abrigo protetor”.

Dessa raiz semântica, podemos definir ética como uma estrutura global, que representa a casa, feita de paredes, vigas e alicerces que representam os costumes. Assim, se esses costumes se perderem, a estrutura enfraquece e a casa é destruída.

Em uma visão mais abrangente e contemporânea, podemos definir ética como um conjunto de valores e princípios que orientam o comportamento de um indivíduo dentro da sociedade. A ética está relacionada ao caráter, uma conduta genuinamente humana e enraizada, que vêm de dentro para fora.

Embora “ética” e “moral” sejam palavras usadas, muitas vezes, de maneira similar, ambas possuem significados distintos. A moral é regida por leis, regras, padrões e normas que são adquiridos por meio da educação, do âmbito social, familiar e cultural, ou seja, algo que vem de fora para dentro.

Para o filósofo alemão Hegel, a moral apresenta duas vertentes, a moral subjetiva associada ao cumprimento de dever por vontade e a moral objetiva que é a obediência de leis e normas impostas pelo meio.

No entanto, ética e moral caminham juntas, uma vez que a moral se submete a um valor ético. Dessa forma, uma ética individual, quando enraizada na sociedade, passa a ter um valor social que é instituído como uma lei moral.

A ética profissional é o conjunto de valores, normas e condutas que conduzem e conscientizam as atitudes e o comportamento de um profissional na organização.

Além da experiência e autonomia em sua área de atuação, o profissional que apresenta uma conduta ética conquista mais respeito, credibilidade, confiança e reconhecimento de seus superiores e de seus colegas de trabalho.

A conduta ética também contribui para o andamento dos processos internos, aumento de produtividade, realização de metas e a melhora dos relacionamentos interpessoais e do clima organizacional.

Quando profissionais prezam por valores e princípios éticos como gentileza, temperança, amizade e paciência, existem bons relacionamentos, mais autonomia, satisfação, proatividade e inovação.

Para isso, é conveniente que se tenha um código de conduta ética, para orientar o comportamento de seus colaboradores de acordo com as normas e postura da organização.

[...]

Cultivar a ética profissional no ambiente de trabalho traz benefícios e vantagens a todos, uma vez que ela proporciona crescimento a todos os envolvidos.


Adaptado de: https://www.sbcoaching.com.br/etica-profissionalimportancia/.

Acesso em: 10 mai. 2021.

Analise o trecho a seguir e assinale a alternativa INCORRETA quanto ao que se afirma sobre o termo em destaque em: “A vida em sociedade, que preza e respeita o bem-estar do outro, requer alguns comportamentos que estão associados à conduta ética de cada indivíduo.”.
  • A É uma conjunção que liga os itens da oração.
  • B É um pronome relativo.
  • C Tem a função de retomar o termo anterior.
  • D Introduz uma oração, nesse caso, com função de apresentar mais informações sobre o termo antecedente.
  • E É um dêitico, pois tem a função de fazer uma referência.
25

Ética Profissional: o que é e qual a sua importância


A ética profissional é um dos critérios mais valorizados no mercado de trabalho. Ter uma boa conduta no ambiente de trabalho pode ser o passaporte para uma carreira de sucesso. Mas afinal, o que define uma boa ética profissional e qual sua importância? Acompanhe!

A vida em sociedade, que preza e respeita o bem-estar do outro, requer alguns comportamentos que estão associados à conduta ética de cada indivíduo. A ética profissional é composta pelos padrões e valores da sociedade e do ambiente de trabalho que a pessoa convive.

No meio corporativo, a ética profissional traz maior produtividade e integração dos colaboradores e, para o profissional, ela agrega credibilidade, confiança e respeito ao trabalho.

Contudo, há ainda muitas dúvidas acerca do que é ética, por isso, antes de falar sobre ética profissional, é importante entender um pouco sobre o que é ética e qual é a diferença entre ética e moral. Confira:

O que é ética?

A palavra Ética é derivada do grego e apresenta uma transliteração de duas grafias distintas, êthos que significa “hábito”, “costumes” e ethos que significa “morada”, “abrigo protetor”.

Dessa raiz semântica, podemos definir ética como uma estrutura global, que representa a casa, feita de paredes, vigas e alicerces que representam os costumes. Assim, se esses costumes se perderem, a estrutura enfraquece e a casa é destruída.

Em uma visão mais abrangente e contemporânea, podemos definir ética como um conjunto de valores e princípios que orientam o comportamento de um indivíduo dentro da sociedade. A ética está relacionada ao caráter, uma conduta genuinamente humana e enraizada, que vêm de dentro para fora.

Embora “ética” e “moral” sejam palavras usadas, muitas vezes, de maneira similar, ambas possuem significados distintos. A moral é regida por leis, regras, padrões e normas que são adquiridos por meio da educação, do âmbito social, familiar e cultural, ou seja, algo que vem de fora para dentro.

Para o filósofo alemão Hegel, a moral apresenta duas vertentes, a moral subjetiva associada ao cumprimento de dever por vontade e a moral objetiva que é a obediência de leis e normas impostas pelo meio.

No entanto, ética e moral caminham juntas, uma vez que a moral se submete a um valor ético. Dessa forma, uma ética individual, quando enraizada na sociedade, passa a ter um valor social que é instituído como uma lei moral.

A ética profissional é o conjunto de valores, normas e condutas que conduzem e conscientizam as atitudes e o comportamento de um profissional na organização.

Além da experiência e autonomia em sua área de atuação, o profissional que apresenta uma conduta ética conquista mais respeito, credibilidade, confiança e reconhecimento de seus superiores e de seus colegas de trabalho.

A conduta ética também contribui para o andamento dos processos internos, aumento de produtividade, realização de metas e a melhora dos relacionamentos interpessoais e do clima organizacional.

Quando profissionais prezam por valores e princípios éticos como gentileza, temperança, amizade e paciência, existem bons relacionamentos, mais autonomia, satisfação, proatividade e inovação.

Para isso, é conveniente que se tenha um código de conduta ética, para orientar o comportamento de seus colaboradores de acordo com as normas e postura da organização.

[...]

Cultivar a ética profissional no ambiente de trabalho traz benefícios e vantagens a todos, uma vez que ela proporciona crescimento a todos os envolvidos.


Adaptado de: https://www.sbcoaching.com.br/etica-profissionalimportancia/.

Acesso em: 10 mai. 2021.

1. A ética profissional é composta pelos padrões e valores da sociedade e do ambiente de trabalho que a pessoa convive.

2. A ética está relacionada ao caráter, uma conduta genuinamente humana e enraizada, que vêm de dentro para fora.

Há, em cada um dos trechos anteriores, uma inadequação gramatical. Assinale a alternativa que, respectivamente, designa essas inadequações.

  • A Regência verbal; concordância verbal.
  • B Regência verbal; concordância nominal.
  • C Concordância nominal; concordância verbal.
  • D Pontuação; ortografia.
  • E Regência nominal; acentuação gráfica.
26

A busca por um sentido


“Os dois dias mais importantes da sua vida são aqueles em que você nasceu e aquele em que descobre o porquê.” A máxima atribuída ao escritor americano Mark Twain (1835- 1910), autor de clássicos como As Aventuras de Tom Sawyer (1876), resume com precisão o valor de encontrar um propósito para a própria existência. Naturalmente, nunca é demais sublinhar, a busca por um sentido para estar vivo se confunde com o humano – ou, melhor ainda, com “ser” humano.

    Há cerca de 50000 anos, quando, segundo achados recentes, o Homo Sapiens começou a pintar nas paredes das cavernas, desenhávamos figuras místicas, como caçadores dotados de superpoderes, que pareciam auxiliar os homens daquela época a situar a si mesmos em meio ao desconhecido. De lá para cá, não existem indícios de que se possa chegar a uma razão única que justifique o viver – porém cada indivíduo pode descobrir a sua.

    Diante da pergunta “por que estamos aqui?”, feita durante uma entrevista, o escritor Charles Bukowski (1920- 1994), alemão radicado nos Estados Unidos, destacou: “Para quem acredita em Deus, a maior parte das grandes questões pode estar respondida. Mas, para aqueles que não aceitam a fórmula de Deus, as grandes respostas não estão cravadas na pedra. Nós nos ajustamos a novas condições e descobertas”.

    No rastro desse debate, outra indagação se impõe: afinal, vale tanto assim o esforço de refletir acerca dos motivos de estar na Terra? Um estudo publicado em dezembro no periódico científico Journal of Clinical Psychiatry (EUA) foi pioneiro ao garantir que, até mesmo do ponto de vista da saúde física e mental, vale, sim, a pena. O veredito do estudo: aqueles que revelavam ter descoberto sentido em sua vida demonstravam também melhores condições de saúde, tanto psicológica como física. Enquanto isso, ocorreu o contrário com os que declaravam estar no máximo em um processo de busca. Esses apresentavam, com maior frequência, problemas de saúde.

(Sabrina Brito, Veja, 15.01.2020. Adaptado)

Assinale a alternativa em que o trecho destacado está substituído, nos colchetes, de acordo com a norma-padrão de emprego e colocação do pronome.

  • Adesenhávamos figuras místicas… [lhes desenhávamos]
  • B … pareciam auxiliar os homens daquela época… [auxiliar-lhes]
  • C … chegar a uma razão única que justifique o viver… [justifique-o]
  • D … aqueles que revelavam ter descoberto sentido… [tê-lo descoberto]
  • E … para aqueles que não aceitam a fórmula de Deus… [aceitam-na]
27

A alternativa redigida de acordo com a norma-padrão de regência nominal e verbal é:

  • A Até hoje ele prefere jogar futebol a frequentar bares, e fica indiferente aos apelos dos amigos.
  • B Parte da população foi imunizada da varíola, mas algumas pessoas evitam de tomar a vacina.
  • C Gosta de argumentar e é hábil para convencer aos outros naquilo que ele quer.
  • D Mostra desobediência para com os superiores e sempre chega atrasado no serviço.
  • E Aconselhei a que ele viaje durante as férias e fique um tempo alheio do que acontece no trabalho.
28

Mulher sofre

Erberth Vêncio

Disponível em https://www.revistabula.com/29542-mulher-sofre/ Acessado em 7/03/2020 

Em A dor do parto. A anatomia destroçada. As tetas bufadas de leite. As noites trincadas, não dormidas. Os filhos que ganham o mundo. A síndrome do ninho vazio. A capacidade de realizar múltiplas tarefas ao mesmo tempo. A língua destravada. A vocação para o perdão. (linhas 20 a 23), as ideias foram separadas por pontos (e não por vírgulas) para expressar

  • A ironia.
  • B humor.
  • C preconceito.
  • D ênfase.
  • E tristeza.
29

Leia a tira para responder à questão.


(Beck, Alexandre. Armandinho Cinco. Florianópolis, SC: A. C. Beck, 2015, p. 33)

No contexto da tira, constrói-se o efeito de sentido por meio da

  • A veemência com que o garoto refuta a ideia de que possa vir a praticar exercícios físicos.
  • B divergência dos personagens sobre a quantidade de exercícios necessária à boa forma física.
  • C desmotivação do garoto para adotar práticas que possam resultar em melhoria da saúde.
  • D atribuição de sentidos distintos pelos dois personagens à ideia de corpo perfeito.
  • E resistência do garoto em assumir a sua indisposição para a prática de exercícios físicos.
30

Leia a tira para responder à questão.


(Beck, Alexandre. Armandinho Cinco. Florianópolis, SC: A. C. Beck, 2015, p. 33)

Na frase do primeiro quadrinho – ... é preciso muito esforço para ter um corpo perfeito! –, o sentido expresso pelo termo “para” também pode ser corretamente identificado em:

  • A Para onde quer que fosse, seria preciso ajustar-se a um novo ambiente.
  • B Para manter-se à altura do cargo que ocupava, enfrentava grandes desafios.
  • C Como já estivesse muito tarde, postergou a atividade para o dia seguinte.
  • D Decidiu que aquela era a hora de mudar para um lugar mais tranquilo.
  • E De um momento para outro, a temperatura caiu sem que se percebesse.

Matemática

31

Considere-se que, para todo número real a e b, tem-se que a θ b = (b – a).(1 – b).
Se x e y são números reais tais que x θ 2 = 4 e 3 θ y = 0, o valor de (x + y) é igual a:

  • A 7 ou 9
  • B 3 ou 5
  • C 3 ou 9
  • D 5 ou 7
32

Atribua o valor lógico verdadeiro (V) ou falso (F) às proposições abaixo:


I) 7 é divisível por 49 ou 3 > 9

II) Se Fortaleza é a capital da Bahia então 2 + 2 = 4

III) (−3)2 = 32 se, e somente se, 4.7 + 1 = 29

IV) 3−2 = 6 e 7.9 = 63

V) Se 8 = 23 então o ser humano é imortal.


Agora, a sequência correta (de I a V, nessa ordem) é:

  • A V V V F F
  • B V F F V F
  • C V V F F V
  • D F V F V F
  • E F V V F F
33

Observe o gráfico abaixo:


Trata-se de uma função linear constante com:

  • A a > 0.
  • B a < 0.
  • C a = 0.
  • D b = 0.
34
Júlio quer comprar um celular, para isso irá fazer uma cesta de páscoa para sortear. Assim, Júlio preparou algumas rifas e está vendendo a R$ 2,00 cada. Para incentivar as pessoas a comprarem mais rifas, ele fará um desconto por rifa, proporcional à quantidade de rifas compradas. Se uma pessoa quiser comprar 15 rifas, pagará apenas R$ 29,25, se quiser comprar 30 rifas, irá pagar apenas R$ 57,00, e assim por diante. Seu tio, decidiu comprar 60 rifas, mas ao invés de fazer o cálculo do desconto utilizando a proporcionalidade direta à quantidade de rifas compradas, fez o cálculo utilizando a proporcionalidade inversa. Sendo assim, qual o valor aproximado, a mais, que seu tio pagou, pelas 60 rifas, referente ao valor que deveria ter pago com o desconto?
  • A R$ 0,30.
  • B R$ 110,69.
  • C R$ 11,93.
  • D R$ 90,00.
35

O Edifício Residência tem 10 andares com 2,5 metros de altura cada, mais o térreo com 4 metros de altura e o Edifício Lar, que fica ao seu lado, tem 11 andares mais o térreo como 3,5 metros de altura cada. Qual a diferença entre as alturas dos dois prédios? (despreze a medida das lajes entre os andares)

  • A A diferença é de 54 metros.
  • B A diferença é de 13 metros.
  • C A diferença é de 1 metro.
  • D A diferença é de 10 metros.
36

Paulo fez um investimento a juros simples, no valor de R$ 1.500,00, pelo tempo de 1 ano, e com uma taxa de 2% ao mês. Assinalar a alternativa que apresenta o valor total que Paulo terá ao final da aplicação:

  • A R$ 1.900,00
  • B R$ 1.850,00
  • C R$ 1.860,00
  • D R$ 1.910,00
  • E R$ 1.890,00
37
Uma torneira despeja 15 litros de água por minuto em um reservatório de 2.000 litros que tem um vazamento, perdendo 5 litros por minuto. Em quanto tempo o reservatório ficará cheio?
  • A 3 horas.
  • B 2 horas e 30 minutos.
  • C 3 horas e 20 minutos.
  • D 4 horas.
  • E 2 horas e 50 minutos.
38

Um vídeo filmado no formato 4:3 (largura de 640 pixels × altura de 480 pixels) foi reproduzido em um equipamento cujo tela tem o formato 16:9 (largura de 1.280 pixels × altura de 720 pixels), sem a utilização de um conversor de formato de vídeo, de modo que a imagem preencheu a tela completamente, mas ficou ligeiramente deformada.


Nessa situação, o aumento proporcional da largura da imagem em relação à altura foi de

  • A 1/3.
  • B 1/6.
  • C 2/3.
  • D 3/4.
  • E 4/3.
39
Um dos mecanismos para quebrar criptografias simples de substituição de caracteres é verificar a frequência das letras e a coerência de palavras em determinado idioma. O diagrama abaixo apresenta a frequência aproximada das letras nas palavras da língua portuguesa.

 Com base neste diagrama e nas palavras do vocabulário da língua portuguesa é possível decifrar a frase criptografada.
Z NVMGV JFV HV ZYIV Z FNZ MLEZ RWVRZ
QZNZRH ELOGZIZ ZL HVF GZNZMSL
LIRTRMZO
A frequência de cada caracter dessa frase está indicada na seguinte tabela. 

letra         frequência         letra     frequência     letra        frequência
  Z                 14                     F             3                  J                   1
  V                  7                      G            3                  Q                  1
  L                   5                      H            3                  S                  1
  R                  5                       I             3                  T                  1
  M                 4                       E            2                  W                 1
  N                 4                       O            2                   Y                 1

Com base nestas informações e sabendo que todas as palavras são da Língua Portuguesa, os espaços não foram substituídos e que acentos e maiúsculas foram ignorados, analise as afirmativas abaixo: I. A letra “Z” no texto criptografado é a mais frequente e corresponde a letra “A” na frase original, compatível com a frequência na Língua Portuguesa. II. A letra “V” no texto criptografado corresponde a letra “E” texto original. III. A palavra criptografada “ZYIV” correspondem a palavras “AZUL”. Estão corretas as afirmativas:
  • A I apenas
  • B I e II apenas
  • C I e III apenas
  • D I, II e III
40

Juliana fez um treino, intervalando caminhada e corrida da seguinte forma: 3 minutos de caminhada, com velocidade de 6 km/h, seguidos de 2 minutos de corrida, a 10 km/h, e prosseguiu nessa sequência por 30 minutos.


Ao término desse período, qual foi a velocidade média do treino de Juliana, em km/h?

  • A 7,0.
  • B 7,6.
  • C 8,0.
  • D 8,6.

Direito da Criança e do Adolescente

41

O Conselho Tutelar é órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente, conforme os preceitos constantes do Estatuto da Criança e do Adolescente, observando-se que

  • A em cada Município haverá, no mínimo, 1 (um) Conselho Tutelar, como órgão integrante da administração pública local, composto de 4 (quatro) membros, escolhidos pela população local.
  • B o mandato dos conselheiros tutelares será de 4 (quatro) anos, vedada a recondução.
  • C o processo de escolha de seus membros ocorrerá em data unificada em todo o território nacional a cada 4 (quatro) anos, no primeiro domingo do mês de outubro do ano subsequente ao da eleição presidencial.
  • D o exercício efetivo da função de conselheiro constituirá serviço público relevante e estabelecerá presunção de idoneidade moral, reputação ilibada e notório saber na área.
  • E as suas decisões poderão ser revistas pelo Ministério Público.
42

Segundo prevê a Lei n° 12.594/2012, quanto à organização e gestão do Sinase – Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo, a Defensoria Pública

  • A participará do processo de avaliações periódicas da implementação dos Planos de Atendimento Socioeducativo, elaborando recomendações aos gestores e operadores dos Sistemas.
  • B comporá, ao lado dos demais órgãos do Sistema de Justiça, a comissão permanente de coordenação do Sistema Nacional de Avaliação e Acompanhamento da Gestão do Atendimento Socioeducativo.
  • C terá ciência da inscrição dos programas socioeducativos de privação de liberdade no Conselho de Direitos da Criança e do Adolescente, podendo instaurar incidente de impugnação.
  • D deverá cadastrar-se no Sinase e fornecer regularmente dados necessários ao povoamento e à atualização do Sistema.
  • E terá assento no Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, sendo membro nato na comissão responsável pelo controle do Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo.
43

O Conselho Tutelar é um órgão de grande relevância no Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente, com ampla gama de prerrogativas e atribuições, dentre as quais

  • A manter registro das atividades desenvolvidas em prontuários individuais, com acesso restrito e sigiloso, por pelo menos cinco anos após a maioridade civil da criança ou do adolescente atendido.
  • B comunicar aos Conselhos de Direitos da Criança e do Adolescente todos os casos de suspeita ou confirmação de castigo físico, de tratamento cruel ou degradante que lhe forem notificados.
  • C ter acesso ao cadastro, mantido pela autoridade judiciária, de informações atualizadas sobre as crianças e os adolescentes em regime de acolhimento familiar e institucional sob sua responsabilidade.
  • D aplicar sanções de natureza administrativa nos casos de descumprimento reiterado e injustificado de suas deliberações colegiadas.
  • E instaurar sindicâncias, requisitar diligências investigatórias e determinar a instauração de inquérito policial para apuração de ilícitos ou infrações às normas de proteção à infância e à juventude.
44

O defensor público, após o controle da pandemia e a retomada plena e exclusiva das aulas presenciais no município onde atua, toma ciência de que 40% dos alunos de pré-escola e 30% dos alunos do ensino fundamental não voltaram para a escola. Baseado no que dispõem o Estatuto da Criança e do Adolescente e/ou a Lei de Diretrizes e Bases da Educação e/ou a Lei Orgânica da Assistência Social, o defensor poderá

  • A ajuizar ação em face dos pais ou responsáveis omissos, fracassadas as soluções consensuais, para imposição de multa por cometimento da infração administrativa de descumprimento reiterado e injustificado dos deveres inerentes ao poder familiar.
  • B recomendar à rede de vigilância socioassistencial que, em razão da infrequência das crianças e dos adolescentes, suspenda o pagamento de todos os benefícios de transferência de renda eventualmente concedidos a suas famílias.
  • C orientar os dirigentes das escolas de ensino fundamental, após esgotarem os recursos escolares para reintegração escolar das crianças e dos adolescentes, a comunicar ao Conselho Tutelar os casos de evasão.
  • D orientar os dirigentes de pré-escola quanto ao cabimento de busca ativa, ressalvando a impossibilidade de providências coercitivas para retorno à escola face à não obrigatoriedade de matrícula escolar dos alunos da educação infantil.
  • E notificar pais ou responsáveis das escolas de ensino fundamental quanto ao prazo de 30 dias para providenciarem o retorno das crianças ou adolescentes à escola, sob pena de perda da vaga escolar e repetência.
45

Sérgio tem 16 anos, apresenta sinais e sintomas de transtorno mental e passa vários dias fora de casa. Não se reconhece doente, não aceita tratamento e nunca foi avaliado por médico. Sua mãe, desesperada, procura a Defensoria Pública para que Sérgio seja internado para tratamento. Seguindo o que dispõe a Lei n° 10.216/2001, o defensor:

  • A orientará a mãe quanto à impossibilidade legal de internação psiquiátrica de pacientes menores de 18 anos, ressalvada, no caso, a possibilidade de acolhimento institucional com atendimento pelos recursos extra-hospitalares.
  • B encaminhará o caso ao Ministério Público, órgão legitimado por lei a postular, independentemente de laudo médico, a internação psiquiátrica compulsória de adolescentes e acompanhar sua evolução.
  • C patrocinando a mãe no polo ativo, ajuizará ação contra Sérgio, com pedido de tutela de urgência, postulando a internação dele em hospital ou comunidade terapêutica para fins de avaliação médica e tratamento pelo tempo necessário.
  • D patrocinando Sérgio no polo ativo, assistido por sua mãe, ajuizará ação em face do estado e/ou município visando impor ao poder público a obrigação de viabilizar sua internação em equipamento médico adequado ao seu perfil.
  • E orientará a genitora de que Sérgio poderá ser internado sem necessidade de determinação ou autorização judicial desde que haja prévio laudo médico circunstanciado que caracterize os seus motivos.
46

César foi adotado, por sentença transitada em julgado, quando era bebê, por Mariana, que não lhe revelou a condição de mãe adotiva. Ele descobriu o fato quando tinha 12 anos, por terceiros, e desde então mantém uma relação muito conflituosa com Mariana, que também declara desinteresse em manter a adoção. Diante disso, considerando o que dispõe expressamente o Estatuto da Criança e do Adolescente,

  • A César poderá demonstrar em juízo, mediante avaliação psicossocial, que sua adoção por Mariana não mais atende seus superiores interesses e, assim, postular sua anulação.
  • B à Mariana, por se tratar de mãe adotiva, é vedada a possibilidade de ter extinto seu poder familiar se manifestar em juízo concordância com nova adoção de César.
  • C se César for encaminhado para serviço de acolhimento institucional, Mariana responderá pelos custos integrais de sua estadia no serviço.
  • D César deverá aguardar a maioridade civil para pedir acesso ao seu processo de adoção e conhecer sua história e a identidade de seus pais naturais.
  • E a devolução de César por Mariana importará, entre outras possíveis consequências, na sua exclusão dos cadastros de adoção e na vedação de renovação de sua habilitação.
47

A Resolução 113, com as alterações da Resolução 117 do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), ao disciplinar o Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente, estabelece que

  • A as deliberações dos conselhos dos direitos da criança e do adolescente, no âmbito de suas atribuições e competências, vinculam o funcionamento e atuação dos órgãos do eixo da promoção e da defesa de direitos.
  • B as Defensorias Públicas deverão ser instadas no sentido da transversalidade, cumulatividade e centralização de seus núcleos de defesa técnico-jurídica de crianças e adolescentes.
  • C são condições necessárias no atendimento socioeducativo a exemplaridade, a supletividade e universalidade das ações direcionadas ao adolescente socioeducando.
  • D os conselhos tutelares são órgãos contenciosos não jurisdicionais e somente eles têm competência para apurar os atos infracionais praticados por crianças.
  • E os programas de apoio e assistencial aos egressos não integram o Sinase (Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo), devendo ser executados pela política municipal de assistência social.
48

Segundo prevê expressamente a Lei n° 12.594/2012 (Lei do Sinase), é objetivo da medida socioeducativa a

  • A desaprovação da conduta infracional, efetivando as disposições da sentença como parâmetro máximo de privação de liberdade ou restrição de direitos.
  • B reprovação e a prevenção do ato infracional por meio de intervenções educativas, terapêuticas e socioassistenciais previstas no plano individual de atendimento.
  • C efetivação das disposições da sentença ou decisão judicial e proporcionar condições para a harmônica reinserção social do adolescente.
  • D responsabilização penal-juvenil do adolescente quanto às consequências para si e para a sociedade do ato infracional praticado.
  • E socioeducação e a reinserção social do adolescente com vistas à prevenção da reiteração infracional.
49

Decide de acordo com o entendimento sumulado do Superior Tribunal Justiça o juiz que

  • A determina a oitiva do adolescente após a regressão de medida em meio aberto para medida socioeducativa privativa de liberdade.
  • B não considera apenas a gravidade do ato e os antecedentes infracionais para definir a medida cabível, diante de ato infracional análogo ao tráfico de drogas.
  • C exige, como pressuposto para aplicar a medida socioeducativa de internação baseada na reiteração infracional, a necessidade de pelo menos três atos infracionais pretéritos.
  • D rejeita a observância de critérios de prescrição penal na aplicação ou execução de medida socioeducativa de prestação de serviços à comunidade.
  • E mantém a liberdade assistida ao jovem a despeito de ele ter alcançado a maioridade penal no curso da execução da medida.
50

De acordo com a Lei nº 8.069/1990, é assegurado a todas as mulheres o acesso aos programas e às políticas de saúde da mulher e de planejamento reprodutivo e, às gestantes, nutrição adequada, atenção humanizada à gravidez, ao parto e ao puerpério e atendimento pré-natal, perinatal e pósnatal integral no âmbito do Sistema Único de Saúde. Nesse contexto, o atendimento pré-natal será realizado por profissionais da/do:

  • A Atenção primária.
  • B SAMU.
  • C Atenção terciária.
  • D Atenção secundária.

Geografia

51
Sobre a Projeção UTM é CORRETO afirmar:
  • A A projeção UTM baseia-se em cilindros de rotação, normalmente secantes, com 6° de largura longitudinal e limites de latitude ao norte de 84° e ao sul de 80°.
  • B Na projeção UTM a superfície de deformação é formada por diversos cones.
  • C Na projeção UTM no mesmo mapa ficam representadas diversas distorções, mas que no conjunto melhoram a distância entre os pontos.
  • D Na projeção UTM os paralelos não são concêntricos e não apresentam deformações.
52
As xerófitas são vegetações adaptadas a escassez de água, característica essa que enquadra melhor a qual bioma do Brasil?
  • A Mata atlântica.
  • B Pantanal.
  • C Caatinga.
  • D Amazônia.
53
O termo “Fronteira Agrícola” é utilizado para:
  • A Designar o avanço da produção agropecuária sobre o meio natural.
  • B Designar o avanço do meio natural sobre a produção agropecuária.
  • C Divisa entre Países com diferentes tipos de produção.
  • D Divisa entre Estados com diferentes tipos de produção.
54
Sobre a revolução verde ocorrida no Brasil a partir da década de 1960 é CORRETO afirmar que:
  • A Foi uma revolução armada em defesa da Amazônia.
  • B Está relacionada às mudanças das técnicas na produção agropecuária.
  • C Foi uma revolução pacífica em defesa da Amazônia
  • D Foi quando o exército (verde) teve um embate contra a união soviética.
55
Sobre o regime de precipitações do Brasil é INCORRETO afirmar que:
  • A As chuvas são escassas na região do semi árido brasileiro.
  • B As chuvas na região da Amazônia são abundantes.
  • C É impossível nevar no Brasil.
  • D É possível nevar no Brasil.
56

"SC teve 2,4 mil registros de meteoros em julho." (www.nsctotal.com.br)

A estação Monte Castelo, localizada ao norte do estado, registrou o fenômeno. Mas, o que são meteoros?

  • A São aparelhos lançados do espaço para efetuar medição do nível de poluição.
  • B São fragmentos de satélites que caem na terra.
  • C São aparelhos lançados por satélites para melhorar suas transmissões.
  • D São pequenos corpos celestes que orbitam no espaço e invadem a atmosfera.
57

Observe o perfil de relevo a seguir.




A superfície terrestre é composta por diferentes tipos de relevo: montanhas, planícies, planaltos e depressões. O relevo corresponde às variações que se apresentam sobre a camada superficial da Terra. A análise da imagem permite afirmar que a forma de relevo representada pelo número I é:

  • A Montanha, tipo de relevo caracterizado pelas acentuadas elevações, sendo a parte da superfície que apresenta as maiores altitudes e as mais intensas declividades.
  • B Planalto, área com relativa altitude e uma superfície mais ou menos plana, com limites bem nítidos, estes geralmente constituídos por escarpas ou serras.
  • C Falésia, formação litorânea que é produto direto de processos erosivos naturais, relacionados a oscilações do nível relativo do mar e mudanças nas condições climáticas que ocorrem há cerca de milhões de anos.
  • D Planície, unidade de relevo caracterizada por possuir paisagens geralmente planas, pouco acidentadas e localizadas em regiões com baixas altitudes, estando geralmente próximas ao nível do mar.
58

A riqueza mineral de um país está diretamente associada à sua estrutura geológica. Um importante recurso energético encontrado em nossa plataforma continental é o petróleo.


Observando a região onde está localizada a camada do Pré-Sal, considera-se que o petróleo brasileiro é encontrado na estrutura geológica conhecida como bacia sedimentar, que consiste em:

  • A Um conjunto de ilhas espalhadas pelo oceano pertencente à mesma origem e formação geológica, além de estarem próximas umas das outras.
  • B Áreas mais onduladas e marcadas pela formação de montanhas ou cadeias montanhosas. Situam-se, geralmente, nas áreas de encontro entre placas tectônicas e são geologicamente recentes e instáveis.
  • C Formações rochosas localizadas em áreas de depressões relativas ou absolutas, que acumulam espessas camadas ou estratificações formadas por rochas sedimentares.
  • D Províncias geológicas com idade que apresentam as mais antigas rochas do planeta, tendo sido muito desgastadas pela ação dos agentes erosivos.
59

Há ou não montanhas no Brasil?


Alguns estudiosos consideram que no Brasil não há montanhas porque esse tipo de forma de relevo é originado por dobramentos modernos, que não existem no território brasileiro. Porém, de acordo com o Conselho Nacional de Meio Ambiente, a legislação brasileira considera que há sim esse tipo de formação no Brasil.

No Brasil, especificamente nos estados da Bahia, Minas Gerais e Espírito Santo, localiza-se a Serra do Espinhaço, considerada uma das maiores montanhas do mundo.




Serra do Espinhaço


Segundo Jurandyr Ross, grande geógrafo brasileiro, as cadeias de montanhas no Brasil apresentam aspectos serranos em suas extensões.

Disponível em: udiosooss%20conideram%%200que%%200notppo%%22de%%%2 0ormma%CC33%%A7%%CC3%A3o%%20noo%%20rasl(Fragmmen/Adaptdo) o,tipo%20de%20forma%C3%A7%C3%A3o%20no%20Brasil.(Fragmento/Adaptado)


As baixas altitudes do relevo brasileiro, quando comparadas às grandes cordilheiras do planeta, são justificadas por:

  • A Surgirem no período quaternário da Era Cenozoica, a aproximadamente um milhão de anos.
  • B Serem originadas a partir da ação de placas tectônicas que se chocam e geram dobras na superfície.
  • C Apresentarem uma estrutura muito antiga, bastante desgastada por processos erosivos.
  • D Resultarem do recente soerguimento de parte da superfície terrestre em área de instabilidade tectônica.
60
TREMOR DE TERRA É REGISTRADO NO NOROESTE DO ES
Sismo aconteceu em Águia Branca e foi sentido no distrito de Lajinha, em Pancas.
Tremor foi registrado em por três estações da Rede Sismográfica Brasileira.


Tremor de terra foi registrado no Noroeste do ES
Um pequeno tremor de terra foi registrado no município de Águia Branca, no Noroeste do Espírito Santo, na manhã desta quarta-feira (12). O sismo não causou danos materiais e ninguém se feriu.
O evento de magnitude 1.3 (MLv), considerada baixa, foi registrado por três estações da Rede Sismográfica Brasileira e analisado pelo Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (Unb).
Sem entender a causa do tremor de terra, os moradores acionaram a Defesa Civil do município. De acordo com o coordenador do órgão, Leandro Rocha, a suspeita era de que detonações de pedras estariam sendo feitas próximas a localidade.
"Mas aqui em volta de Lajinha não encontramos nenhum tipo de implosão de terra ou desplacamento de rocha", contou.
O professor do Observatório Sismológico da UnB George Sand explicou que os registros de tremores de terra na região são comuns. No entanto, a baixa magnitude dos sismos os tornam, na maior parte das vezes, imperceptíveis à população. https://www.agazeta.com.br/es/cotidiano/espirito-santo-ja-registrou-dois-tremores -de-terra-em-2020-0620
Por mais que muitos pensem o contrário, é comum a ocorrência de abalos sísmicos em território brasileiro. Isso ocorre uma vez que:
  • A O território brasileiro está situado em uma zona de instabilidade tectônica.
  • B A placa tectônica de Nazca exerce contínua influência sobre a placa Sul-Americana.
  • C Esses tremores são geralmente causados por acomodação de falhas geológicas.
  • D O movimento convergente entre as placas de Nazca e Sul-Americana ocasionam os abalo sísmicos.

Meio Ambiente

61

O Município Alfa, em atuação integrada entre suas Secretarias Municipais de Educação e de Meio Ambiente, está realizando campanha de conscientização ambiental nas escolas municipais. O foco da campanha é esclarecer aos alunos que compete à presente geração utilizar os recursos naturais disponíveis sem comprometer a capacidade de suporte e sobrevivência das gerações futuras, chamando a atenção para a necessidade de se repensarem os insustentáveis padrões de consumo, desperdício e produção dos dias atuais.
Nesse sentido, é correto afirmar que a política pública municipal narrada está lastreada diretamente no princípio de direito ambiental do(a):

  • A prevenção, que tem por objetivo prevenir danos ambientais que comprometam a sustentabilidade ambiental;
  • B precaução, que tem por objetivo evitar danos ambientais para garantir um meio ambiente ecologicamente equilibrado;
  • C equidade intergeracional, que trata da importância de se observar a solidariedade ambiental intergeracional;
  • D responsabilidade contemporânea, que trata da importância de se exigir a reparação dos danos ambientais causados na atualidade;
  • E poluidor-pagador, que tem por objetivo remediar e compensar danos ambientais praticados, para garantir um meio ambiente ecologicamente equilibrado.
62

O Estado Alfa, por meio de seu órgão ambiental, acabou de conceder licença ambiental para o empreendedor Beta construir e operar uma barragem de pequeno porte, para fins de abastecimento de água em zona industrial. O cidadão e eleitor local João, renomado engenheiro civil e ambiental na cidade, juntou farto material probatório no sentido de que a licença ambiental foi emitida de forma ilegal, em desacordo com as normas técnicas de regência.
Em matéria de controle social e no regular exercício de sua participação democrática, João pode buscar o Poder Judiciário, visando à anulação da licença ambiental concedida ao empreendedor Beta, por meio de:

  • A ação civil pública, a ser ajuizada em face do empreendedor Beta e do Estado Alfa;
  • B mandado de injunção ambiental, a ser ajuizado em face do empreendedor Beta e do Estado Alfa;
  • C ação popular, ficando o autor, salvo comprovada má-fé, isento de custas judiciais e do ônus da sucumbência;
  • D mandado de segurança coletivo, ficando o autor, salvo comprovada má-fé, isento de custas judiciais e do ônus da sucumbência;
  • E ação penal pública, a ser ajuizada em face do sócio administrador da sociedade empresária Beta e do agente público do Estado Alfa que emitiu a licença.
63

João, com a vontade livre e consciente, desmatou e explorou economicamente floresta nativa, em terras de domínio público, sem autorização do órgão competente.
Na esfera penal, consoante dispõe a Lei nº 9.605/1998, João praticou:

  • A infração penal de menor potencial ofensivo, com pena privativa de liberdade de até dois anos e multa, sendo possível a transação penal ambiental;
  • B crime ambiental, com pena de reclusão de dois a quatro anos e multa, e, se a área explorada for superior a mil hectares, a pena será aumentada de um ano por milhar de hectare;
  • C crime ambiental, com pena de reclusão de doze a vinte anos e multa, e a dosimetria da pena levará em consideração a extensão do dano ambiental praticado;
  • D infração penal de menor potencial ofensivo, com pena privativa de liberdade de até dois anos e multa, sendo imprescindível para a extinção da punibilidade a reparação integral do dano ambiental;
  • E infração penal de médio potencial ofensivo, com pena privativa de liberdade de dois a quatro anos, sendo que quem recebe ou adquire, para fins comerciais, a madeira extraída ilegalmente incorre nas mesmas penas.
64

A Associação de Moradores do bairro Alfa apresentou representação no Ministério Público, no ano de 2015, noticiando que uma fábrica de roupas estava despejando no corpo hídrico efluentes da indústria têxtil não tratados, causando poluição. No ano de 2021, o Ministério Público ajuizou ação civil pública em face do poluidor, pleiteando a reparação pelos danos ambientais.
No caso em tela, a responsabilidade civil ambiental da sociedade empresária responsável pela poluição hídrica:

  • A seria objetiva, diante de expressa previsão constitucional, mas já se operou a prescrição de cinco anos;
  • B seria subjetiva, diante de expressa previsão constitucional, mas já se operou a prescrição de cinco anos;
  • C é subjetiva, informada pela teoria do risco ambiental, e a pretensão de reparação ambiental é imprescritível;
  • D é objetiva, informada pela teoria do risco integral, e a pretensão de reparação ambiental é imprescritível;
  • E é objetiva, informada pela teoria do risco ambiental, e a pretensão de reparação ambiental ainda não ocorreu, pois a prescrição é vintenária.
65

João possui como sua área urbana de duzentos metros quadrados, por cinco anos, ininterruptamente e sem oposição, utilizando-a para a moradia de sua família. Durante todo esse período, o proprietário do imóvel que consta no cartório do Registro Geral de Imóveis nunca compareceu no local ou reclamou a propriedade.
De acordo com as normas de regência, em especial a Lei nº 10.257/2001, João:

  • A adquirirá o domínio do imóvel, por usucapião especial urbana, desde que não seja proprietário de outro imóvel urbano ou rural;
  • B adquirirá o domínio do imóvel, por usucapião coletiva, quando completar dez anos de posse, desde que não seja proprietário de outro imóvel urbano;
  • C adquirirá o domínio do imóvel, por usucapião urbana, quando completar quinze anos de posse, desde que não seja proprietário de outro imóvel urbano;
  • D não adquirirá o domínio do imóvel, por usucapião especial urbana, enquanto não completar todos os requisitos legais, como dez anos de posse mansa e pacífica;
  • E não adquirirá o domínio do imóvel, por usucapião especial urbana, pois o terreno possui mais de cem metros quadrados, devendo aguardar o prazo para a usucapião ordinária.
66

A Lei nº 9.985/2000 institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza – SNUC, que é constituído pelo conjunto das unidades de conservação federais, estaduais e municipais, e estabelece critérios e normas para a criação, implantação e gestão das unidades de conservação.
A categoria de unidade de conservação que tem como objetivo a preservação da natureza e a realização de pesquisas científicas, sendo proibida a visitação pública, exceto quando com objetivo educacional, de acordo com o que dispuser o seu Plano de Manejo ou regulamento específico, é a:

  • A Área de Proteção Ambiental, que faz parte do grupo das Unidades de Proteção Integral;
  • B Estação Ecológica, que faz parte do grupo das Unidades de Proteção Integral;
  • C Reserva Biológica, que faz parte do grupo das Unidades de Uso Sustentável;
  • D Área de Relevante Interesse Ecológico, que faz parte do grupo das Unidades de Proteção Integral;
  • E Reserva de Desenvolvimento Sustentável, que faz parte do grupo das Unidades de Proteção Integral.
67

O empreendedor Alfa possui licença ambiental emitida pelo órgão estadual competente para operação de aterro sanitário de resíduos sólidos urbanos. O Ibama recebeu notícia de que no aterro estava ocorrendo grave degradação da qualidade ambiental por descumprimento das condicionantes de licença de operação emitida pelo órgão estadual, razão pela qual compareceu ao local e lavrou auto de infração. Dias depois, o órgão estadual realizou semelhante diligência, lavrando outro auto de infração ao empreendedor exatamente pelos mesmos fatos.
No caso em tela, de acordo com a Lei Complementar nº 140/2011:

  • A prevalecerá o auto de infração ambiental lavrado pelo Ibama, que detém atribuição concorrente para fiscalização ambiental, porque primeiro atuou no caso;
  • B prevalecerá o auto de infração ambiental lavrado pelo órgão ambiental estadual, que detém a atribuição de licenciamento para o caso;
  • C prevalecerá o auto de infração ambiental lavrado pelo Ibama, diante do critério de prevalência ambiental hierárquica;
  • D incidirão ambos os autos de infração, assim como as sanções administrativas ambientais a serem aplicadas após processo administrativo;
  • E serão anulados ambos os autos de infração, para evitar o bis in idem, devendo o órgão estadual ambiental proceder à nova vistoria no local e iniciar novo processo administrativo.
68

Ao analisar a legalidade da forma de prestação de serviços públicos de saneamento básico em determinados municípios sob sua jurisdição, o Tribunal de Contas Estadual verificou que o exercício da titularidade de tais serviços estava sendo realizado por gestão associada, mediante consórcio público. O TCE verificou que os Municípios interessados formalizaram consórcio intermunicipal de saneamento básico, para prestação do serviço aos seus consorciados diretamente, por meio da instituição de autarquia intermunicipal.
De acordo com a redação atual da Lei nº 11.445/2007, em tese, a medida adotada é:

  • A ilegal, pois os Chefes dos Poderes Executivos dos Municípios podem formalizar a gestão associada para o exercício de funções relativas aos serviços públicos de saneamento básico, mas é obrigatória, em caso de convênio de cooperação, a necessidade de autorização legal;
  • B ilegal, pois a iniciativa de consórcio intermunicipal prescinde de autorização legislativa estadual, diante da abrangência regional do serviço, e é de competência do Estado a elaboração do respectivo plano intermunicipal de saneamento básico, com metas e indicadores de desempenho e mecanismos de aferição de resultados;
  • C legal, e o consórcio intermunicipal deve ter como objetivo, exclusivamente, o financiamento das iniciativas de implantação de medidas estruturais de abastecimento de água potável, esgotamento sanitário, limpeza urbana, manejo de resíduos sólidos, drenagem e manejo de águas pluviais;
  • D legal, e o consórcio intermunicipal pode ter como objetivo a formalização de contrato de programa com sociedade de economia mista ou empresa pública, ou a subdelegação do serviço prestado pela autarquia intermunicipal sem prévio procedimento licitatório;
  • E legal, e é obrigatória a adesão dos demais titulares dos serviços públicos de saneamento de interesse local às estruturas das formas de prestação regionalizada, com vistas ao fomento da atuação integrada, cooperativa e articulada entre os Municípios envolvidos.
69
A água é um recurso de valor inestimável, fundamental à manutenção da vida. As águas doces possuem cinco classes distintas determinadas na Resolução CONAMA n° 357/05 e suas alterações - Classifica águas conforme uso e estabelece padrões. Analise as afirmativas abaixo e dê valores Verdadeiro (V) ou Falso (F) sobre as águas de classe 3.
( ) Ao abastecimento para consumo humano, após tratamento convencional ou avançado. ( ) À irrigação de culturas arbóreas, cerealíferas e forrageiras. ( ) À pesca amadora. ( ) À recreação de contato secundário.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de cima para baixo.
  • A V, V, V, V
  • B V, V, F, F
  • C V, V, V, F
  • D V, F, F, F
  • E F, F, F, V
70
Os critérios e exigências para a apresentação da Declaração de Carga Poluidora, através do Sistema de Automonitoramento de Atividades Poluidoras no Paraná regulamentados pela Portaria IAP nº 256, de 16 de setembro de 2013, determina que Os efluentes a serem lançados em regime descontínuo, por batelada ou reciclo total do efluente final, deverão ser armazenados em um tanque pulmão, para posterior tratamento e lançamento no corpo hídrico, em regime de vazão constante, não devendo ultrapassar 1,5 vezes a vazão média do período de atividade diária, atendendo aos critérios estabelecidos no artigo 16, da Resolução CONAMA nº 430/2011. Esse tanque pulmão não poderá ultrapassar o volume de:
  • A 8 m3
  • B 5 m3
  • C 6 m3
  • D 3 m3
  • E 10 m3

Ciências

71

Normalmente os átomos ligam-se uns aos outros formando moléculas ou íons mais estáveis. Os gases nobres são encontrados livres na natureza, ou seja, seus átomos dificilmente se combinam com átomos de outros elementos ou mesmo entre si.
Sobre esses gases, marque a alternativa CORRETA.

  • A Todos os gases nobres possuem o número máximo de elétrons na última camada.
  • B Nenhum gás nobre é integrante da atmosfera da Terra.
  • C Os gases nobres nunca reagem sob nenhuma condição.
  • D Todos os gases nobres possuem 8 elétrons na última camada.
72

O ensino de Ciências permite que sejam abordados e integrados diversos temas, tais como, as questões sociais, o ambiente, a saúde, a orientação sexual, a ética e a pluralidade cultural. Dessa forma, como é possível que o ensino de Ciências consiga atingir o objetivo de ser uma ciência transformadora da realidade do aluno? Julgue os itens que se seguem como (V) verdadeiros ou (F) falsos.
I.(__)Destaca-se a contextualização a partir de temas sociais e situações reais que transversalmente estejam articuladas aos conceitos científicos. II.(__)A ciência como promotora do conhecimento científico desarticulada das questões sociais e políticas. III.(__)O eixo norteador da política pedagógica da arte de ensinar Ciências deve ser contemplada com o professor como figura principal e exclusivo do processo de ensino-aprendizagem.
Após análise, assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA dos itens acima, de cima para baixo:

  • A I.F, II.V, III.V.
  • B I.V, II.V, III.V.
  • C I.V, II.F, III.V.
  • D I.V, II.F, III.F.
73

Os aminoácidos são os monômeros de biomoléculas importantes para a bioquímica celular, as proteínas. Apesar da ampla diferença de aminoácidos existente na natureza, apenas 20 deles são usualmente encontrados como constituintes de proteínas em mamíferos. Observe a figura e marque a alternativa que corresponde à classificação dos respectivos aminoácidos quanto as cadeias laterais:



  • A apolar, desprovida da carga, básica e apolar.
  • B polar, polar, ácida e básica.
  • C polar, apolar, ácida e sem carga.
  • D todos são apolares.
  • E ácida, polar, básica e apolar.
74


Tendo em vista o Documento Curricular Referencial do Ceará (DCRC) para o Ensino Fundamental e atual política nacional curricular denominada de Base Nacional Comum Curricular (BNCC), marque a alternativa errada:

  • A O componente de Ciências no Ensino Fundamental contempla conhecimentos de diversas ciências de referências como Biologia, Física, Química, Geologia, Meteorologia e Astronomia.
  • B O Documento Curricular Referencial do Ceará (DCRC) alinha-se à BNCC, pois o componente curricular de Ciências foi organizado em três unidades temáticas: Matéria e Energia; Saúde e Evolução, Terra e Universo.
  • C O Documento Curricular Referencial do Ceará (DCRC) sugere uma carga horária mínima de três aulas semanais dedicadas ao estudo das Ciências desde os anos iniciais do fundamental.
  • D O texto tem como fundamentos o letramento científico e a pedagogia por competências.
  • E As habilidades do Documento Curricular Referencial do Ceará (DCRC) são representadas por um código alfanumérico.
75

As transformações sofridas pelas rochas podem ser apenas físicas (intemperismo físico), apenas químicas (intemperismo químico) ou combinar ambas, com ou sem a participação de um componente biológico. A partir disso, relacione a Coluna 1 à Coluna 2. Coluna 1 1. Intemperismo físico. 2. Intemperismo químico. Coluna 2 ( ) Hidratação, ou seja, entrada de água na estrutura de um mineral. ( ) Cristalização de sais nas descontinuidades das rochas. ( ) Variação da temperatura. ( ) Oxidação. A ordem correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:

  • A 1 – 2 – 2 – 1.
  • B 2 – 2 – 1 – 1.
  • C 2 – 1 – 1 – 2.
  • D 1 – 1 – 2 – 2.
76

No processo de ensino e aprendizagem de Ciências, o pensamento é um instrumento da ação pelo qual o aluno aprende por meio da didática aplicada. Abaixo estão algumas situações que podem promover o conhecimento pelo aluno, marque a alternativa INCORRETA.

  • A Ryan está num ambiente onde as soluções são apontadas e não tem a necessidade da observação.
  • B Marcelina tem que elaborar possíveis hipóteses e verificar a validade das mesmas.
  • C Rafael está em meio a uma situação problema que serve como um estímulo para a reflexão.
  • D João está realizando uma experiência e encontra-se muito empenhado nessa atividade que lhe interessou.
77

O sistema de gangorras é amplamente utilizado como uma diversão para as crianças, esse sistema pode envolver um conceito físico de equilíbrio. De acordo com a figura abaixo em que o menino A apresenta o dobro do peso do menino B, o que é preciso para que esse sistema entre em equilíbrio.

Fonte: HELOU, R.D; GUALTER, J. B & NEWTON, V.B. Tópicos de física - vol. 1, 20.ed. São Paulo, ed. Saraiva, 2007.

  • A A distância de A até o eixo E deve ser o dobro da distância de B até esse mesmo eixo.
  • B A distância de B e de A até o eixo E deve ser a mesma.
  • C Não importa a distância de A nem de B até o eixo E, pois esse sistema nunca entrará em equilíbrio.
  • D A distância de B até o eixo E deve ser o dobro da distância de A até esse mesmo eixo.
78

A importância do solo é algo indiscutível, ele atua sendo o alicerce dos sistemas de produção, serve de base para as edificações humanas, também é o habitat de muitos seres vivos e desempenha inúmeras funções no ecossistema. Dessa forma, um ambiente tão importante deve ser protegido e bem manejado evitando, portanto, a erosão do solo.

Nesse contexto, identifique a questão em que o conceito erosão está descrito CORRETAMENTE.

  • A Erosão é um processo físico de desagregação, transporte e deposição do solo por agentes como a água e o vento.
  • B Erosão é um processo puramente biológico em que se ocorre a perda da biodiversidade dos solos.
  • C Erosão é um processo exclusivamente químico em que todos os elementos químicos são retirados do solo e o mesmo fica empobrecido.
  • D Erosão é um processo físico, químico e biológico onde se há a perda total desse ambiente, sem nenhuma possibilidade de recuperação.
79

Sobre as características dos planetas e astros do sistema solar, verifique as assertivas e assinale a correta.
I. São rochosos: Mercúrio, Vênus, Terra e Marte. Características: superfície rochosa, alta densidade, relevos bem definidos, próximo ao sol, volume mediano, temperaturas elevadas, também conhecidos por telúricos. II. São gasosos: Ceres, Plutão, Haumea, Makemake, Éris. Características: superfície gasosa, baixa densidade, relevo inconstante, distantes do sol, volume elevado, temperaturas baixas, também conhecidos por Jovianos. III. São anões: Júpiter, Saturno, Urano e Netuno. Características: pequena massa e volume, não são dominantes na região onde se encontram, orbitam o sol.

  • A As assertivas II e III estão corretas.
  • B As assertivas I e II estão corretas.
  • C As assertivas I, II e III estão corretas.
  • D Apenas a assertiva I está correta.
80
O solo é fundamental para a produção de alimentos, energia e fibras e sua conservação está diretamente ligada a manutenção da capacidade produtiva do país. Utilizar o solo de maneira sustentável, respeitando o manejo adequado, garantirá uma continuação da produção. O manejo correto do solo pode acarretar em:
I. Resistências das lavouras às adversidades climáticas II. Controle de Equinodermos III. Aumento da fertilidade IV. Diminuição do uso de insumos V. Diminuição da matéria orgânica
Dentre as afirmações acima, estão corretas para o uso e manejo adequado do solo:
  • A Apenas I e III
  • B III, IV e V
  • C II, III e IV
  • D I, II, III, IV e V
  • E I, III e IV
Voltar para lista