Resolver o Simulado Fisioterapeuta

0 / 36

Saúde Pública

1

Sobre o Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro, de acordo com a Lei Federal nº 8080/1990, julgue (V), como verdadeiro, ou (F), como falso, e assinale a alternativa que indica a sequência correta de cima para baixo.


( ) O conjunto de ações e serviços de saúde, prestados por órgãos e instituições públicas federais, estaduais e municipais, da Administração direta e indireta e das fundações mantidas pelo Poder Público, constitui o Sistema Único de Saúde (SUS).

( ) Estão incluídas, na constituição do SUS, as instituições públicas federais, estaduais e municipais de controle de qualidade, pesquisa e produção de insumos, medicamentos, inclusive de sangue e hemoderivados, e de equipamentos para saúde.

( ) A iniciativa privada poderá participar do Sistema Único de Saúde (SUS), em caráter complementar.


  • A V, V, V.
  • B V, F, V
  • C F, V, V.
  • D V, F, F.
2

De acordo com o art. 3º, da Portaria nº 1.600/2011, do Ministério da Saúde, a qual institui a Rede de Atenção às Urgências do Sistema Único de Saúde, assinale a alternativa correta sobre a organização, no âmbito do SUS, dessa Rede.

  • A A organização da Rede de Atenção às Urgências tem a finalidade de garantir os equipamentos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), objetivando ampliar o acesso aos usuários em situação de urgência e emergência nos serviços de saúde.
  • B A responsabilidade pela implementação da Rede de Atenção às Urgências é exclusiva dos municípios, devendo respeitar os critérios epidemiológicos e de densidade populacional.
  • C O acolhimento com classificação do risco, a qualidade e a resolutividade na atenção constituem a base do processo e dos fluxos assistenciais de toda Rede de Atenção às Urgências e devem ser requisitos de todos os pontos de atenção.
  • D A Rede de Atenção às Urgências priorizará as linhas de cuidados de saúde mental, violência e cerebrovascular.
3

A Dengue é uma doença febril aguda caracterizada, em sua forma clássica, por dores musculares e articulares intensas. Sobre a Doença, é incorreto afirmar que:

  • A Várias espécies de mosquitos do gênero Aedes podem servir como transmissores do vírus da dengue.
  • B Não existe vacina disponível no Calendário Nacional de Vacinação para a prevenção da doença.
  • C A transmissão da doença ocorre através da picada do macho da espécie vetora contaminado.
  • D Trata-se de doença de notificação compulsória nacional.
4

Suponha que esteja havendo a ocorrência de uma doença específica em Santa Bárbara e seja necessário comunicar às autoridades da vigilância em saúde se aquela ocorrência corresponde a endemia, epidemia ou pandemia. Para ser uma endemia, a principal característica é:

  • A acometimento populacional sistemático por uma doença, em um curto período de tempo.
  • B casos de uma mesma doença em uma comunidade ou região específica, ultrapassando a incidência esperada.
  • C incidência relativamente constante, com variações cíclicas e sazonais.
  • D doença que ultrapassa as fronteiras de um país.
5

A visita domiciliar é um dos recursos a serem utilizados para coleta de informações de saúde da população, constituindo uma das atuações mais importantes dos agentes de combate a endemias. A respeito do assunto, considere as seguintes ações:


1. Cadastramento e atualização da base de imóveis para planejamento e definição de estratégias de prevenção e controle de doença.

2. Identificação e cadastramento de situações que interfiram no curso das doenças ou que tenham importância epidemiológica relacionada principalmente aos fatores ambientais.

3. Identificação e acompanhamento vacinal da população de risco, em consonância com o previsto no calendário nacional de vacinação.

4. Mobilização das pessoas para desenvolver medidas simples de manejo ambiental e outras formas de intervenção no ambiente para o controle de vetores.


Correspondem a ações desenvolvidas nas visitas domiciliares por agentes de combate às endemias:

  • A 2 e 3 apenas
  • B 1, 2 e 4 apenas
  • C 1, 3 e 4 apenas
  • D 1, 3 e 4 apenas.
6

A transmissão do vírus da zika acontece através de qual mosquito?

  • A Aedes aegypti
  • B Aedes fluviatilis
  • C Anophelis SP
  • D Culex
7

Os sintomas da dengue são:

  • A Febre baixa, diarréia, vômito e convulsão.
  • B Mialgia, febre, insuficiência hepática, tontura e boca seca.
  • C Febre alta, dor de cabeça e articulações, fraqueza, dor nos olhos, erupção e coceira na pele.
  • D Coriza, febre baixa, dor no corpo e tosse.
8

O que pode ser considerado um Ponto Estratégico (PE)?

  • A Comércio desativado
  • B Terreno baldio
  • C Cemitério
  • D Igreja
9

Os adultos de Aedes aegypti podem permanecer vivos em laboratório durante meses, mas, na natureza, vivem em média:

  • A 7 a 14 dias
  • B 20 a 45 dias
  • C 30 a 35 dias
  • D 90 dias
10

Em relação à Malária, analise:


I - É uma doença infecciosa febril aguda, causada por protozoários transmitidos pela fêmea infectada do mosquito Anopheles.

II - Indivíduos que tiveram vários episódios de malária podem atingir um estado de imunidade parcial, apresentando poucos ou mesmo nenhum sintoma no caso de uma nova infecção.

III - Uma pessoa doente é capaz de transmitir a doença diretamente à outra pessoa.


Dos itens:

  • A Apenas I e II estão corretos.
  • B Apenas I e III estão corretos.
  • C Apenas II e III estão corretos.
  • D Todos estão corretos.
11

Assinale a alternativa INCORRETA:


O controle de vetores em uma concepção atualizada procura contemplar ideias de integração de métodos e estratégias. Entende-se dentro desse princípio que se devem trabalhar racionalmente diversos métodos dentro de um enfoque ecológico. No combate ao Aedes aegypti, o PEA procura trabalhar essa abordagem juntamente com a concepção da descentralização. Nesse contexto, são abordadas de maneira sucinta algumas formas de manejo, principalmente de manejo ambiental e biológico.

  • A O uso de peixes larvófagos tem sido difundido em várias partes do mundo no controle de doenças como a malária e a dengue, além de outras doenças ou incômodos também causados por mosquitos.
  • B Um componente importante mas frequentemente pouco valorizado no combate aos vetores é o manejo do ambiente, não apenas através daquelas ações integradas à pesquisa de focos e tratamento químico, tal como a eliminação e remoção de criadouros no ambiente domiciliar, mas, também, pela coleta do lixo urbano regular ou através de mutirões de limpeza, o que, na prática, tem sido feito apenas na vigência de epidemias.
  • C O armazenamento, coleta e disposição final dos resíduos sólidos, visando ao êxito no combate vetorial, compreende três aspectos: o aumento dos resíduos, acompanhada pela sua reciclagem ou reutilização, a coleta dos resíduos e a sua correta disposição final.
  • D O trabalho educativo com vistas a difundir junto à população noções acerca do saneamento domiciliar e do uso correto dos recipientes de armazenamento de água é também de fundamental importância. Recipientes como caixas d’água, tonéis e tanques, devem ser mantidos hermeticamente fechados, à prova de mosquitos. Caso isso não seja possível naquele momento, o agente deverá escovar as paredes internas do reservatório, com vistas à remoção de ovos por ventura aí existentes.
12

(1) A doença de Chagas não é transmitida ao ser humano diretamente pela picada do inseto, que se infecta com o parasita quando suga o sangue de um animal contaminado (gambás ou pequenos roedores).

(2) A transmissão ocorre quando a pessoa coça o local da picada e as fezes eliminadas pelo barbeiro penetram pelo orifício que ali deixou.


Em relação ao trecho acima:

  • A Apenas a primeira frase está correta.
  • B Apenas a segunda frase está correta.
  • C Ambas as frases estão corretas.
  • D Ambas as frases estão incorretas.
13

Analise as ações a seguir.


I. Realizar controle ambiental e controle de zoonoses.

II. Reduzir riscos e danos à saúde, incluindo ações de promoção à saúde.

III. Participar das ações educativas atuando na promoção da saúde e na prevenção das doenças bucais.


São ações a serem realizadas pelos agentes de combate às endemias:

  • A I e II, apenas
  • B II e III, apenas
  • C I e III, apenas
  • D I, II e III
14

A Leishmaniose Visceral (LV) é uma protozoonose crônica, sistêmica, caracterizada em humanos por febre de onga duração, perda de peso, astenia, adinamia e anemia, entre outras manifestações. Quando não tratada, pode evoluir para óbito em mais de 90% dos casos.

Fonte: BRASIL, Manual de Vigilância, Prevenção e Controle de Zoonoses: Normas, Técnicas e Operacionais (2016).


O principal reservatório e fonte de infecção da doença no meio urbano são:

  • A Marsupiais
  • B Cães
  • C Gatos
  • D Barbeiro
15

Em relação ao levantamento rápido de índices de infestação do Aedes aegypti (LIRAa), assinale a alternativa INCORRETA.

  • A O levantamento é amostral, ou seja, não há necessidade de todas as casas serem visitadas.
  • B As amostras para análise e referenciamento do LIRAa são coletadas pela Vigilância Sanitária.
  • C A partir do LIRAa, é possível saber onde os mosquitos estão se desenvolvendo mais: se em locais de abastecimento de água, se em depósitos domiciliares e lixo.
  • D O resultado deste são índices de infestação predial e são divididos da seguinte forma: inferiores a 1%: estão em condições satisfatórias; de 1% a 3,9%: estão em situação de alerta; superior a 4%: há risco de surto de dengue.

Fisioterapia

16

Ao descrever os eventos no ciclo pulmonar algumas vezes é desejável considerar dois ou mais volumes combinados. Essas combinações são classificadas como capacidades pulmonares. Sobre a capacidade residual funcional (CRF) é CORRETO afirmar:

  • A a CRF é igual ao volume de reserva inspiratório mais o volume corrente e mais o volume de reserva inspiratório.
  • B a CRF é o volume máximo que os pulmões podem ser expandidos com o mais esforço (cerca de 5.800ml).
  • C a CRF é igual ao volume de reserva expiratório mais o volume residual (cerca de 2.300ml).
  • D a CRF é a quantidade de ar que permanece nos pulmões , ao final da expiração normal (cerca de 1.200ml).
  • E a CRF é a soma de todas as capacidades pulmonares.
17

Com relação ao teste de APLEY, a alternativa CORRETA que demostra como se realiza o teste é:

  • A paciente deitado em decúbito lateral, o examinador traz passivamente o membro a ser testado a 90˚, ambos os acetábulos orientados verticalmente. Então se faz uma pressão ascendente e lateral a perna, rodando medialmente o quadril a 45˚. Considera positivo quando a paciente relata dor entre o nervo isquiático e o músculo piriforme.
  • B no teste pede ao paciente que se apoie ou equilibre primeiramente sobre um membro inferior e depois sobre o outro, e o fisioterapeuta observa o movimento da pelve, quando a pelve contralateral desce, o teste é considerado positivo.
  • C o paciente fica em decúbito dorsal com joelho estendido e o examinador realiza uma dorsiflexão passivado tornozelo, alongando a musculatura da panturrilha. Dor em região do músculo gastrocnêmio, significa resultado positivo.
  • D o paciente é posicionado em decúbito dorsal, o examinador golpeia o calcâneo com o punho. Dor localizada na coxa é indicativo de fratura femoral ou condição articular patológica.
  • E paciente em decúbito ventral com joelho em flexão a 90˚, o examinador realiza uma pressão axial sobre o calcâneo rodando o pé internamente para pinçar o menisco lateral e externamente para pinçar o menisco medial. A presença de dor é indicativa de lesão no menisco.
18

Em caso de útero gravídico, uso de marca passo cardíaco definitivo, tumor maligno e pele ferida, é contra indicado a utilização de qual recurso fisioterápico?

  • A Ultra som
  • B TENS
  • C Crioterapia
  • D Ondas Curtas
  • E Infra vermelho
19

Durante a utilização de ventilação não invasiva (VNI), faz se necessário o monitoramento de alguns parâmetros. De acordo com a recomendação da AMIB (Associação de Medicina Intensiva Brasileira), os parâmetros a serem monitorizados são:

  • A SpO2, gasometria arterial, e frequência cardíaca.
  • B frequência cardíaca, volume corrente e frequência respiratória.
  • C volume minuto, frequência respiratória e SpO2.
  • D volume corrente, frequência respiratória e SpO2.
  • E SpO2, temperatura e volume corrente.
20

O teste de Mill é utilizado para identificar qual patologia?

  • A Instabilidade mediocarpal.
  • B Epicondilite lateral.
  • C Síndrome do túnel do carpo.
  • D Bursite subacromial.
  • E Tenossinovite estenosante de De Quervain.
21

Em relação a absorção do ultra som a nível molecular, qual a estrutura que tem maior capacidade de absorção:

  • A gordura.
  • B osso.
  • C pele.
  • D sangue.
  • E proteínas.
22

De acordo com as Diretrizes Brasileiras de Ventilação Mecânica (DBVM,2013), é uma contra indicação ABSOLUTA do uso da ventilação não invasiva (VNI):

  • A rebaixamento do nível de consciência.
  • B trauma ou deformidade facial.
  • C parada cardíaca ou respiratória.
  • D cirurgia facial ou neurológica.
  • E anastomose de esôfago recente.
23

Sobre o uso de órteses, são elas que dão a segurança necessária para que o paciente ganhe confiança e independência para ser capaz de se locomover sozinho, sendo úteis também, para a prevenção de deformidades. Para um paciente com escoliose , ainda não estruturada e que esteja em fase de crescimento, o colete mais indicado seria:

  • A HKAFO / OTPJQ
  • B Colete de Jewett
  • C Colete de Milwaukee
  • D KAFO / OJTP
  • E Colete Putti Alto
24

Esta corrente elétrica tem como base a contração através da despolarização do nervo motor, que gera uma resposta sincrônica em todas as unidades motoras. Este sincronismo promove uma contração mais eficiente, mas é necessário o treinamento específico a fim de se evitar a fadiga precoce.
De acordo com o texto acima, estamos descrevendo qual corrente elétrica terapêutica?

  • A TENS acupuntura
  • B FES
  • C Corrente Russa
  • D TENS breve e intenso
  • E Corrente galvânica
25

Conforme Diretrizes Brasileiras de Ventilação Mecânica (DBVM,2013), qual a interface seria mais indicada para realizar ventilação não invasiva (VNI) prolongada?

  • A Máscara oro-facial
  • B Máscara nasal
  • C Máscara facial total
  • D Máscara facial
  • E Máscara nasal com almofadas
26

São compostas por actina e miosina. Cada uma é composta por 1.500 filamentos de miosinas adjacentes e por 3.000 filamentos de actina, longas moléculas de proteínas polimerizadas responsáveis pelas contrações reais musculares.
De acordo com a descrição acima, é CORRETO afirmar, que estamos descrevendo:

  • A sarcoplasma.
  • B moléculas de filamentos de titina.
  • C retículo sarcoplasmático.
  • D miofibrilas.
  • E sarcolema.
27

Refere-se ao exercício no qual a extremidade distal esteja fixa, nesse caso, o segmento proximal move-se em relação a extremidade fixa. Atualmente acredita- se que estes tipos de exercícios sejam mais funcionais na (nos):

  • A Cadeia cinética aberta
  • B Exercícios isocinéticos
  • C Exercícios isométricos
  • D Cadeia cinética fechada
  • E Exercícios isotônicos
28

Paciente deu entrada na emergência taquipneico, com aumento do esforço muscular respiratório, com tiragem instercostal, apresentando esses valores na gasometria arterial. PH: 7,26/ PCO2: 56/ HCO3: 24/ BE: 4. Qual distúrbio acido-base que se refere o caso clínico?

  • A Alcalose metabólica
  • B Acidose respiratória aguda
  • C Acidose metabólica aguda
  • D Alcalose respiratória aguda
  • E Acidose respiratória compensada
29

É certo afirmar que ocorrem três efeitos principais durante o exercício, essenciais para o sistema circulatório suprir o enorme fluxo sanguíneo necessário pelos músculos. Esses efeitos são:

  • A ativação do sistema nervoso simpático em vários tecidos / aumento da pressão arterial / aumento do débito cardíaco.
  • B ativação do sistema parassimpático / aumento da ventilação minuto / aumento da frequência respiratória.
  • C estimulação extra simpática / aumento da função renal / efeito vasoconstrictor cerebral.
  • D ativação do sistema nervoso simpático / diminuição do débito cardíaco / diminuição da frequência cardíaca.
  • E ativação do sistema parassimpático / aumento da frequência cardíaca / aumento do débito cardíaco.
30

É definida como a perda da capacidade de realizar movimentos autônomos empregados no desempenho das atividades de vida diária (AVDs) em decorrência da diminuição das funções motoras. Este fato compromete a independência do indivíduo, e por fim, leva ao estado de incapacidade ou fragilidade. No texto acima, se apresentou a definição de qual síndrome?

  • A Síndrome fragilidade no idoso
  • B Polineuropatia do paciente crítico
  • C Síndrome da imobilidade
  • D Miastenia grave
  • E Doença de Alzheimer
31

Conforme a definição de Berlim, 2012 sobre a ventilação mecânica na Síndrome da Angústia Respiratória Aguda(SARA) ou Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo (SDRA) , como se classifica SARA grave:

  • A Pao2/FiO2: 201-300 com PEEP >5.
  • B Pao2/FiO2: >200 com PEEP >10.
  • C Pao2/FiO2: <100 com PEEP >5.
  • D Pao2/FiO2: 101-200 com PEEP <5.
  • E Pao2/FiO2: 100 com PEEP >10.
32

Em relação a fisiologia cardíaca:

  • A a primeira bulha cardíaca está associada ao encerramento das valvas AV tricúspide e mitral.
  • B a segunda bulha cardíaca está associada ao encerramento das valvas AV.
  • C a primeira bulha cardíaca está associada ao encerramento das valvas pulmonar e aórtica.
  • D na segunda bulha resulta o fechamento súbito das valvas mitral e tricúspide.
  • E a primeira bulha cardíaca está associada ao encerramento das valvas semilunares.
33

A manifestação local de uma disfunção generalizada da cartilagem epifisária do fêmur proximal, devido ao seu suprimento sanguíneo incomum e precário. O sinal inicial é a claudicação. A criança pode ter também um leve arrastar de pernas e atrofia muscular da coxa. O texto acima se refere a qual patologia?

  • A Displasia coxo femoral
  • B Doença de Legg-Calvé-Perthes
  • C Doença de Osgood Schlateer
  • D Displasia congênita do quadril
  • E Lesão de labrum acetabular
34

Quando nos referimos a interrupção do suporte ventilatório, alguns cuidados especiais devem ser rigorosamente tomados. Em relação ao desmame da ventilação mecânica invasiva (VMI), qual desses itens é essencial para considerar a aptidão para o desmame da VMI?

  • A Necessidade de hemodiálise
  • B Instabilidade hemodinâmica
  • C Balanço hídrico positivo
  • D Troca gasosa (PaO2 maior que 60mmHg com Fio2 menor que 0,6)
  • E Controle do evento que causou a necessidade da VMI
35

De acordo com a classificação de insuficiência cardíaca pela New York Heart Association (NYHA). Como se classifica a IC na classe funcional III.

  • A Assintomático em repouso, sintoma nos esforços habituais
  • B Assintomático no repouso, sintomas nos esforços menores que os habituais
  • C Sintomático (fadiga, dispneia) em repouso e pequenos esforços
  • D Sintomático em repouso e dispneia a grades esforços.
  • E Assintomático nas atividades

Português

36
TEXTO I
Os outros que ajudam (ou não)

Muitos anos atrás, conheci um alcoólatra, que, aos quarenta anos, quis parar de beber. O que o levou a decidir foi um acidente no qual ele, bêbado, quase provocara a morte da companheira que ele amava, por quem se sentia amado e que esperava um filho dele.
O homem frequentou os Alcoólicos Anônimos. Deu certo, mas, depois de um tempo, houve uma recaída brutal. Desanimado, mas não menos decidido, com o consenso de seu grupo do AA o homem se internou numa clínica especializada, onde ficou quase um ano – renunciando a conviver com o filho bebê. Voltou para casa (e para as reuniões do AA), convencido de que nunca deixaria de ser um alcoólatra – apenas poderia se tornar, um dia, um "alcoólatra abstêmio".
Mesmo assim, um dia, depois de dois anos, ele se declarou relativamente fora de perigo. Naquele dia, o homem colocou o filhinho na cama e sentou-se na mesa para festejar e jantar. E eis que a mulher dele chegou da cozinha erguendo, triunfalmente, uma garrafa de premier cru de Château Lafite: agora que estava bem, certamente ele poderia apreciar um grande vinho, para brindar, não é? O homem saiu na noite batendo a porta. A mulher que ele amava era uma idiota? Ou era (e sempre foi) não sua companheira de vida, mas de sua autodestruição? Seja como for, a mulher dessa história não é um caso isolado. Quem foi fumante e conseguiu parar quase certamente já encontrou um amigo que um dia lhe propôs um cigarro "sem drama": agora que parou, você vai poder fumar de vez em quando – só um não pode fazer mal.
Também há os que patrocinam qualquer exceção ao regime que você tenta manter estoicamente: se for só hoje, massa não vai fazer diferença, nem uma carne vermelha. Seja qual for a razão de seu regime e a autoridade de quem o prescreveu, para parentes e próximos, parece que há um prazer em você transgredir.
Há hábitos que encurtam a vida, comprometem as chances de se relacionar amorosa e sexualmente e, mais geralmente, levam o indivíduo a lidar com um desprezo que ele já não sabe se vem dos outros ou dele mesmo. Se você precisar se desfazer de um desses hábitos, procure encorajamento em qualquer programa que o leve a encontrar outros que vivem o mesmo drama e querem os mesmos resultados. É desses outros que você pode esperar respeito pelo seu esforço – e até elogios (quando merecidos).
Hoje, encontrar esses outros é fácil. Há comunidades on-line de pessoas que querem se livrar do sedentarismo, da obesidade, do fumo, do alcoolismo, da toxicomania etc. Os membros registram e transmitem, todos os dias, os seus fracassos e os seus sucessos. No caso do peso, por exemplo, há uma comunidade cujos integrantes instalam em casa uma balança conectada à internet: o indivíduo se pesa, e os demais sabem imediatamente se ele progrediu ou não.
Parêntese. A balança on-line não funciona pela vergonha que provoca em quem engorda, mas pelos elogios conquistados por quem emagrece. Podemos modificar nossos hábitos por sentirmos que nossos esforços estão sendo reconhecidos e encorajados, mas as punições não têm a mesma eficácia. Ou seja, Skinner e o comportamentalismo têm razão: uma chave da mudança de comportamento, quando ela se revela possível, está no reforço que vem dos outros ("Valeu! Força!"). Já as ideias de Pavlov são menos úteis: os reflexos condicionados existem, mas, em geral, se você estapeia alguém a cada vez que ele come, fuma ou bebe demais, ele não vai parar de comer, fumar ou beber – apenas vai passar a comer, fumar e beber com medo.
Volto ao que me importa: por que, na hora de tentar mudar um hábito, é aconselhável procurar um grupo de companheiros de infortúnio desconhecidos? Por que os nossos próximos, na hora em que um reforço positivo seria bem-vindo, preferem nos encorajar a trair nossas próprias intenções?
Há duas hipóteses. Uma é que eles tenham (ou tivessem) propósitos parecidos com os nossos, mas fracassados; produzindo o nosso malogro, eles encontrariam uma reconfortante explicação pelo seu. Outra, aparentemente mais nobre, diz que é porque eles nos amam e, portanto, querem ser a nossa exceção, ou seja, querem ser aqueles que nós amamos mais do que a nossa própria decisão de mudar. Como disse Voltaire, "que Deus me proteja dos meus amigos. Dos inimigos, cuido eu".

CONTARDO, Calligaris. Todos os reis estão nus. Org. Rafael Cariello. São Paulo: Três Estrelas, 2014.

O uso dos dois-pontos no trecho “No caso do peso, por exemplo, há uma comunidade cujos integrantes instalam em casa uma balança conectada à internet: o indivíduo se pesa, e os demais sabem imediatamente se ele progrediu ou não”, explica-se, pois

  • A anuncia uma citação.
  • B trata-se de uma enumeração explicativa.
  • C indica a consequência do que foi enunciado.
  • D exprime uma interrupção da fala do narrador.
Voltar para lista