Resolver o Simulado Conselho Federal de Contabilidade - Contador - CONSULPLAN - Nível Superior

0 / 30

Contabilidade Geral

1
Sociedade Empresária vendeu, no exercício de 2016, matéria-prima para sua controladora por R$ 500.000,00, apurando um lucro na operação de R$ 180.000,00. Em 31/12/16, a controladora possuía em seus estoques 30% das matérias-primas negociadas. Com base nestas informações, em 31/12/16, o ajuste referente a lucros não realizados para fins de cálculo da Equivalência Patrimonial na Controlada era de:
  • A R$ 126.000,00
  • B R$ 150.000,00
  • C R$ 180.000,00
  • D R$ 54.000,00
2
Uma Sociedade Empresária, em 31/12/2019, apresentou os seguintes saldos de contas do Patrimônio Líquido:
Capital Social totalmente integralizado no valor de R$ 250.000,00; Reserva Legal no valor de R$ 46.250,00; Reserva Estatutária no valor de R$ 57.000,00; Não haviam outros saldos.


Em 31/12/2019, apurou lucros no valor de R$ 140.000,00 e a Assembleia Geral Ordinária realizada aprovou a seguinte proposta de destinação e distribuição desse lucro:


- 5% para Reserva Legal conforme a legislação;

- 40% para Reserva Estatutária;

- R$ 35.000,00 para Reserva para Contingências;

- a sobra líquida será destinada a Dividendos a Pagar.


Considerando os dados apresentados, podemos afirmar que os valores da Reserva Legal e Dividendos a Pagar são, respectivamente:

  • A R$ 7.000,00 e R$ 42.000,00
  • B R$ 46.250,00 e R$ 2.750,00
  • C R$ 12.500,00 e R$ 36.500,00
  • D R$ 3.750,00 e R$ 45.250,00
3
Em 31/12/2015, a Sociedade Empresária apurou e elaborou o seu Balanço Patrimonial conforme apresentado a seguir:
BALANÇO PATRIMONIAL DA SOCIEDADE EMPRESÁRIA EM 31/12/2015 – em mil
ATIVO R$ 448.000,00 PASSIVO R$ 448.000,00 CIRCULANTE CIRCULANTE Bancos Conta Movimento R$ 35.000,00 Fornecedores R$ 85.000,00 Clientes R$ 78.000,00 Empréstimos Bancários R$ 127.000,00 Mercadorias para Revenda R$ 60.000,00 Salários a Pagar R$ 48.000,00 NÃO CIRCULANTE INVESTIMENTOS Propriedade p/ Investimento R$ 60.000,00 Participação em Controladas R$ 27.000,00 PATRIMÔNIO LÍQUIDO IMOBILIZADO Capital Social R$ 150.000,00 Edificações em Uso R$ 135.000,00 Reservas de Lucros R$ 38.000,00 (-) Depreciação Acumulada (R$ 27.000,00) BIOLÓGICOS Recursos Florestais R$ 80.000,00
Durante o exercício social de 2016, foram registradas as seguintes operações em sua contabilidade: 1 – Aquisição de mercadorias para revenda no valor total de R$ 820.000,00, com incidência de ICMS de 18% incluído na NF; 2 – Venda de mercadorias no valor total de R$ 1.260.000,00, com incidência de ICMS de 12% incluído na NF ao Custo de 70% do estoque de mercadoria para Revenda; 3 – Incorreu em Despesas Comerciais e de Vendas no valor total de R$ 23.000,00; 4 – Incorreu em Despesas Administrativas e de Pessoal no valor total de R$ 48.000,00; 5 – Registrou Ganhos por Equivalência Patrimonial no valor total de R$ 8.000,00; 6 – Apurou resultado positivo de operações descontinuadas no valor de R$ 18.000,00 líquido dos tributos; 7 – Arcou com encargos financeiros no valor total de R$ 11.000,00; 8 – Realizou ganhos financeiros com recebimento de clientes no valor total de R$ 26.000,00; 9 – Apurou Imposto de Renda e CLL sobre o lucro no valor de R$ 82.000,00.
De acordo com as informações apresentadas anteriormente, o Resultado Líquido das Operações Continuadas divulgado na Demonstração do Resultado elaborada em 31/12/2016, segundo a NBC TG 26 (R5) – Apresentação das Demonstrações Contábeis, é de:
  • A R$ 466.120,00
  • B R$ 566.120,00
  • C R$ 596.120,00
  • D R$ 484.120,00
4
Uma Sociedade Empresária apresentou, em 30/04/17, as seguintes informações sobre a folha de pagamento de seus funcionários para contabilização nesta data, que será paga até o quinto dia do mês de maio/2017; observe.
Remuneração bruta dos funcionários R$ 210.000,00 INSS – Contribuição Previdenciária Retida dos Funcionários R$ 23.100,00 INSS – Contribuição Previdenciária Patronal R$ 42.000,00 FGTS Calculado sobre o valor bruto R$ 16.800,00
A contabilização das informações sobre a folha de pagamento do mês, considerando apenas os dados apresentados anteriormente, resultará em um aumento no Passivo Circulante de:
  • A R$ 203.700,00
  • B R$ 245.700,00
  • C R$ 252.000,00
  • D R$ 268.800,00
5
O grupo econômico XYZ apresentou as suas demonstrações contábeis consolidadas, possibilitando que o usuário desta informação avaliasse a situação financeira geral do referido grupo. Sobre as demonstrações financeiras consolidadas, é INCORRETO afirmar que:
  • A Deverão ser excluídas as participações de uma sociedade em outra.
  • B Deverão ser excluídos os saldos de quaisquer contas entre as sociedades.
  • C São as demonstrações contábeis de grupo econômico, em que os ativos, passivos, patrimônio líquido, receitas, despesas e fluxos de caixa da controladora e de suas controladas são apresentados como se fossem uma única entidade econômica.
  • D A sociedade controladora poderá optar por excluir das informações consolidadas uma subsidiária que apresente uma linha de negócios diferente daquela exercida pelo restante do grupo.
6
A CIA “KLB” adquiriu, em 30/06/17, mercadorias de um fornecedor estrangeiro pelo valor de US$ 40.000 (quarenta mil dólares). As mercadorias foram entregues em 30/08/17. Todos os gastos e despesas incorridos até a entrega das mercadorias foram de responsabilidade do fornecedor. O pagamento integral foi acertado para 90 dias da data da entrega, ou seja, 30/11/17. A taxa de câmbio na data da compra era R$ 2,80, passando para R$ 3,00 na data da entrega e de R$ 3,30 na data do pagamento. (Obs: desconsiderar a incidência de tributos.)
Aplicando-se o CPC 02 (R2) – Efeitos das mudanças na taxa de câmbio e conversão das DCs, e a NBC TG 26 (R5) – Apresentação das Demonstrações Contábeis, os lançamentos contábeis que melhor registram a operação são:
  • A Débito de Estoque de Mercadorias Crédito de Fornecedor Estrangeiro R$ 112.000,00
    Débito de Variação Cambial Crédito de Fornecedor Estrangeiro R$ 20.000,00
    Débito de Fornecedor Estrangeiro Crédito de Bancos c/ Movimento R$ 132.000,00
  • B Débito de Estoque de Mercadorias Crédito de Fornecedor Estrangeiro R$ 120.000,00
    Débito de Fornecedor Estrangeiro Crédito de Bancos c/ Movimento R$ 120.000,00
  • C Débito de Estoque de Mercadorias Crédito de Fornecedor Estrangeiro R$ 132.000,00
    Débito de Fornecedor Estrangeiro Crédito de Bancos c/ Movimento R$ 132.000,00
  • D Débito de Estoque de Mercadorias Crédito de Fornecedor Estrangeiro R$ 120.000,00
    Débito de Variação Cambial Crédito de Fornecedor Estrangeiro R$ 12.000,00
    Débito de Fornecedor Estrangeiro Crédito de Bancos c/ Movimento R$ 132.000,00
7
Uma Sociedade Empresária apresentou, em outubro de 2017, as seguintes informações relativas a operações de compras e vendas de mercadorias realizadas no período:
Datas das aquisições 10/10/2017 16/10/2017 Valor total da Nota Fiscal de compra R$ 3.000,00 R$ 6.250,00 Tributos recuperáveis, incluídos na Nota Fiscal R$ 540,00 R$ 750,00 Frete pago na compra R$ 180,00 R$ 265,00 Quantidade adquirida 200 unidades 500 unidades
No final do mês de setembro/17, o saldo de mercadorias em estoque era igual a R$ 1.455,00, correspondente a 150 unidades. A única venda realizada no mês de outubro/17 ocorreu no dia 27/10/2017, quando foram vendidas 420 unidades. Considerando que a empresa utiliza o Método da Média Ponderada Móvel para avaliação de seus estoques, o Custo de Mercadorias Vendidas (CMV) no mês de outubro de 2017 foi de:
  • A R$ 4.914,00
  • B R$ 4.988,00
  • C R$ 9.860,00
  • D R$ 4.872,00
8
O art. 183 da Lei nº 6.404/76, ao prever os critérios de avaliação dos elementos do ativo, menciona “os direitos que tiverem por objeto mercadorias e produtos do comércio da companhia, assim como matérias-primas, produtos em fabricação e bens em almoxarifado (...)”. Esta definição corresponde ao conceito de:
  • A Ágio.
  • B Intangíveis.
  • C Equivalência patrimonial.
  • D Estoque.
9
A Sociedade Empresária que atua no mercado de compras e vendas de mercadorias apresentou, no mês de abril de 2017, as seguintes operações:
Aquisição de mercadorias para revenda, a prazo, pelo valor total de R$ 650.000,00 com incidência de ICMS de 17%; Contratou seguros para os estoques, no valor de R$ 25.000,00 sem ICMS, pago à vista; Pagou despesas com fretes no valor de R$ 30.000,00 sem ICMS; Por exigência do fornecedor contratou empréstimo que gerou um custo financeiro (juros) no valor de R$ 40.000,00 a ser quitado nos vencimentos das parcelas.


De acordo com as informações apresentadas, segundo a NBC TG 16 (R2) – Estoques, combinada com a NBC TG 20 (R2) – Custos de Empréstimos, o valor final a ser registrado no Ativo Circulante – “Mercadorias para Revenda” é:

  • A R$ 539.500,00
  • B R$ 634.500,00
  • C R$ 650.000,00
  • D R$ 594.500,00
10
A empresa Alfa S/A adquiriu 80% de participação na empresa Beta S/A por R$ 300.000,00, passando a controlá-la e sendo esta considerada um negócio. Na data da operação, o patrimônio de Beta S/A apresentava a seguinte situação:
Valor Contábil Valor Justo Ativo 500.000,00 560.000,00 Passivo 200.000,00 200.000,00 Patrimônio Líquido 300.000,00 360.000,00
Considerando os dados apresentados, assinale a alternativa correta.
  • A Ágio por mais valia de ativos líquidos de R$ 186.000,00.
  • B Deságio por menos valia de ativos líquidos de R$ 60.000,00.
  • C Deságio por rentabilidade futura de R$ 126.000,00.
  • D Ágio por rentabilidade futura (goodwill) de R$ 12.000,00.

Contabilidade de Custos

11
Uma Sociedade Empresária industrial é formada por três departamentos, sendo um de serviços e dois de produção. Considere as seguintes informações, sabendo que essa Sociedade adota a departamentalização na alocação dos custos indiretos de fabricação.
Estrutura departamental

De acordo com as informações recebidas, assinale a alternativa que indica o valor total dos custos comuns alocados ao Departamento de Serviços.
  • A R$ 12.000,00
  • B R$ 22.400,00
  • C R$ 30.000,00
  • D R$ 32.400,00
12
Uma Sociedade Empresária, que produz embalagens de papel, utiliza o método de controle de estoque do Primeiro a Entrar, Primeiro a Sair. No primeiro mês do ano, apresentou os seguintes custos (em $) e informações sobre o volume físico (em unidades).
Mês 1 Matéria-prima 2.500 Mão de Obra Direta 1.500 Custos Indiretos de Fabricação 1.000 Informações sobre o volume físico (em unidades) Iniciadas 1.100 Acabadas 900 Em processamento (estágio de fabricação 50%) 200
Considerando somente as informações apresentadas e utilizando o Custeio por Processo, qual o valor de custo do estoque de produtos em elaboração no final do primeiro mês?
  • A $ 218,00
  • B $ 240,00
  • C $ 280,00
  • D $ 500,00
13
Uma Sociedade Empresária é uma fábrica que produz somente cabides. Durante o mês de dezembro de 2019 produziu 5.000 unidades de produtos e apresentou seus gastos gerais:
Matéria-prima adquirida 80.000,00 Salário do supervisor da fábrica 4.000,00 Matéria-prima consumida 50.000,00 Mão de obra direta 20.000,00 Comissão de vendas 2.000,00 Aluguel da fábrica 10.000,00 Depreciação das máquinas 3.600,00 Impostos da administração 2.400,00 Impostos da fábrica 2.400,00
Considerando que a empresa utiliza o custeio por absorção e, ainda, as informações apresentadas, podemos afirmar que o custo unitário de cada cabide é:
  • A R$ 16,00
  • B R$ 34,00
  • C R$ 35,00
  • D R$ 18,00
14
Uma Sociedade Empresária é uma indústria que produz cortinas, sendo fabricados dois modelos: cortina amarela e cortina vermelha. Esta indústria apresentou os seguintes dados da sua produção:
Dados Cortina amarela Cortina vermelha Matéria-prima consumida R$ 20,00 por unidade R$ 15,00 por unidade Mão de obra direta R$ 5,00 por unidade R$ 5,00 por unidade Produção acabada no período 300 unidades 400 unidades Vendas no período 200 unidades 300 unidades Custo fixo do período R$ 10.000,00
Considerando que essa empresa utiliza o Método de Custeio por Absorção para apuração do custo dos seus produtos e que os custos fixos são apropriados aos produtos na proporção do valor total da matéria-prima consumida, assinale, a seguir, o custo total da cortina vermelha.
  • A R$ 12.000,00
  • B R$ 12.500,00
  • C R$ 14.000,00
  • D R$ 13.000,00
15
Considere a seguinte situação hipotética:
A empresa Peças e Peças Ltda. fabrica três tipos de peças para caminhão, das quais temos as seguintes informações: Peça A Peça B Peça C Preço de Venda 60,00 80,00 100,00 Custos e Despesas Variáveis 20,00 30,00 40,00 Horas-máquina consumidas 10 5 8
Sabendo-se que a empresa possui 400 horas-máquina disponíveis, qual deverá ser a ordem de priorização para produção e venda das peças para maximizar o lucro considerando o fator limitativo?
  • A 1º C; 2º B; 3º A
  • B 1º A; 2º B; 3º C
  • C 1º A; 2º C; 3º B
  • D 1º B; 2º C; 3º A
16

A empresa Etagama fabrica e vende dois produtos: Eta e Gama. Seguem algumas informações sobre cada produto em X1:



Recentemente, a empresa Etagama implementou um projeto piloto do Custeio Baseado em Atividades (ABC) em sua fábrica. Ao analisar o seu processo produtivo, a empresa identificou quatro atividades, quais sejam:

• Transportar materiais: realizada por meio de empilhadeiras pelo pessoal do transporte (direcionador de custos da atividade – número de peças transportadas por produto). • Usinar materiais: realizada por meio das máquinas de usinagem (direcionador de custos da atividade – número de horas de usinagem por produto). • Fornecer insumos: realizada pelos almoxarifes (direcionador de custos da atividade – número de requisições por produto). • Supervisionar produção: realizada pelos funcionários que supervisionam a mão de obra (direcionador de custos da atividade – número de horas de mão de obra direta por produto).

Com base apenas nessas informações, é INCORRETO afirmar que, em X1:

  • A Pelo custeio ABC, o custo total do produto Eta seria superior a R$ 500.000,00.
  • B Pelo custeio ABC, o custo total do produto Gama seria superior a R$ 900.000,00.
  • C Pelo custeio ABC, o valor dos custos indiretos alocados ao produto Eta seria superior a R$ 200.000,00.
  • D Pelo custeio ABC, o valor dos custos indiretos alocados ao produto Gama seria superior a R$ 150.000,00.
17
A Sociedade Empresária “A” produz um único produto e sua produção atual está em 80% de sua capacidade total. Toda essa produção já foi contratada para ser vendida ao preço de R$ 1,00 por unidade para a Sociedade Empresária “B”. A Sociedade Empresária “C” mostrou-se interessada em adquirir 10.000 unidades do produto da Sociedade Empresária “A”, mas se o preço de venda fosse de R$ 0,60 por unidade. Sabe-se que os custos de produção da Sociedade Empresária “A” – independentemente de aceitar ou não a proposta de “C” – são caracterizados da seguinte maneira: Custo Fixo total R$ 25.000,00 e Custo Variável R$ 0,50 por unidade. Outra informação relevante é que a capacidade total de produção da Sociedade Empresária “A” é de 100.000 unidades. Se a Sociedade Empresária “A” aceitar a proposta da Sociedade Empresária “C”, a margem de contribuição total após o incremento de 10.000 unidades na produção atual será de
  • A R$ 40.000,00.
  • B R$ 41.000,00
  • C R$ 65.000,00.
  • D R$ 70.000,00.
18

Em relação ao sistema de acumulação de custos por ordem de produção (custeio de ordens e de encomendas), analise as afirmativas a seguir.

I. Sua escolha para uso em uma empresa está atrelada à forma de a mesma trabalhar e à conveniência contábil-administrativa.

II. Os custos são acumulados em contas representativas das diferentes linhas de produção.

III. O conceito de equivalência de produção é muito importante para a sua correta aplicação.

IV. Não pode ser empregado com o custeio por absorção.

Está(ão) correta(s) apenas a(s) afirmativa(s)

  • A I.
  • B I e II.
  • C II e III.
  • D II, III e IV.
19
A missão da controladoria é assegurar a otimização do resultado econômico da organização, com a responsabilidade de tornar as informações úteis para breves ou futuras e importantes mudanças no cenário empresarial. O centro de responsabilidade é uma parte, segmento ou subunidade de uma organização, cujo gerente é responsável por um conjunto específico de atividades. A indústria de fabricação de soja e seus derivados avalia o desempenho de seus três centros de responsabilidades (soja, óleo e margarina). Para esse fim, utiliza o Preço de Transferência nas transações internas. Para a determinação do Preço de Transferência, a empresa considera o quanto pagaria no mercado para adquirir prontos seus produtos intermediários. Considerando os dados a seguir, o controller pretende identificar se todos os negócios da empresa são lucrativos.

Observações:

a soja não tem matéria-prima; a soja é utilizada como matéria-prima para fabricar o óleo, que é utilizado como matéria-prima para fabricar a margarina; não será considerada a alíquota de Imposto de Renda para o cálculo do resultado operacional de cada unidade de negócio.

Ao analisar os dados e verificar o resultado operacional de cada unidade de negócio, o controller concluiu que:

  • A A soja e o óleo são negócios lucrativos.
  • B A soja e a margarina são negócios lucrativos.
  • C O óleo e a margarina são negócios lucrativos.
  • D A soja, o óleo e a margarina são negócios lucrativos.
20
O presidente da empresa Produz Capas de Chuva Ltda. deseja conhecer o comportamento dos custos de sua empresa. Para tanto, ele obteve os valores dos gastos fabris totais de produção da empresa em dois níveis mensais diferentes de produção: (i) no mês em que nenhuma unidade do seu produto foi fabricada, o gasto total incorrido na fábrica da empresa foi de R$ 116 mil; (ii) no mês em que 35.000 unidades do seu produto foram fabricadas, o gasto total incorrido na fábrica da empresa foi de R$ 212 mil. Considera-se que os custos variáveis da empresa apresentam uma correlação perfeitamente positiva e linear com o nível de produção mensal. Para calcular o custo total da empresa, pode-se empregar a seguinte fórmula:
CT = CVu × q + CF Onde: CT = Custo Total; CVu = Custo Variável unitário; q = quantidade produzida; e, CF = Custo Fixo.
É necessário desconsiderar aspectos referentes a intervalo relevante. Com base apenas nessas informações, é INCORRETO afirmar que:
  • A O custo fixo da empresa é de R$ 116.000,00.
  • B O custo variável unitário da empresa é superior a R$ 6,00.
  • C Caso a empresa produzisse 30.000 unidades do seu produto, seu custo total seria inferior a R$ 200.000,00.
  • D Caso a empresa produzisse 32.000 unidades do seu produto, seu custo total seria superior a R$ 200.000,00.

Contabilidade Pública

21
A Norma Brasileira de Contabilidade Aplicada ao Setor Público NBC TSP 07 – Ativo Imobilizado tem como objetivo estabelecer o tratamento contábil para ativos imobilizados, de forma que os usuários das demonstrações contábeis possam discernir a informação sobre o investimento da entidade em seus ativos imobilizados, bem como suas variações. Considerando o que consta nessa norma sobre Ativo Imobilizado, um ente público, por meio do processo licitatório, adquiriu os seguintes bens:
Em 02-01-2020: um microcomputador pelo preço de R$ 5.000,00; Em 10-01-2020: um armário para um consultório médico pelo preço de R$ 1.200,00; Em 21-01-2020: livros para doar para estudantes pelo preço de R$ 4.200,00; Em 25-01-2020: um software de gestão pública pelo preço de R$ 10.000,00.
Considerando essas informações, indique o valor que deverá ser registrado no Ativo Imobilizado.
  • A R$ 10.400,00
  • B R$ 16.200,00
  • C R$ 20.400,00
  • D R$ 6.200,00
22
Uma entidade do setor público possui contrato de prestação de serviços com determinada empresa. Nesse sentido, assinale o registro contábil, na entidade do setor público, referente ao empenho da despesa de serviços de terceiros – pessoa jurídica, pela informação de natureza orçamentária.
  • A Débito: Obrigações contratuais. Crédito: Execução de obrigações contratuais – contratos de serviços a executar.
  • B Débito: Serviços Terceiros – PJ. Crédito: Fornecedores e contas a pagar nacionais a curto prazo – Consolidação.
  • C Débito: Execução da disponibilidade de recursos – disponibilidade por destinação de recursos. Crédito: Execução da disponibilidade de recursos – DDR comprometida por empenho.
  • D Débito: Crédito disponível. Crédito: Crédito empenhado a liquidar.
23
Um ente público apresentou as seguintes informações na sua Demonstração das Variações Patrimoniais, referente ao exercício financeiro de 2019; observe.
Exploração e Venda de Bens, Serviços e Direitos R$ 13.000.000,00 Pessoal e Encargos R$ 10.000.000,00 Impostos,Taxas e Contribuições de Melhoria R$ 11.000.000,00 Uso de Bens, Serviços e Consumo de Capital Fixo R$ 6.500.000,00 Transferências e Delegações Recebidas R$ 9.500.000,00 Desvalorização e Perdas de Ativos e Incorporação de Passivos R$ 2.000.000,00 Valorização e Ganhos com Ativos e Desincorporação de Passivos R$ 2.100.000,00 Transferências e Delegações Concedidas R$ 8.200.000,00 Custo das Mercadorias e Produtos Vendidos e dos Serviços Prestados R$ 9.000.000,00
Com base nessas informações, essa Demonstração das Variações Patrimoniais apresentará um resultado patrimonial, no exercício financeiro de 2019, de: (Assinale o valor do déficit ou superávit patrimonial da Demonstração das Variações Patrimoniais.)
  • A Superávit patrimonial R$ 2.100.000,00
  • B Déficit patrimonial de R$ 6.100.000,00
  • C Superávit patrimonial de R$ 2.700.000,00
  • D Déficit patrimonial de R$ 100.000,00
24
As demonstrações contábeis no setor público possuem como finalidade disponibilizar informação útil para subsidiar a tomada de decisão e a prestação de contas e responsabilização da entidade quanto aos recursos que lhe foram confiados. Sobre as demonstrações contábeis aplicadas ao setor público, é INCORRETO afirmar:
  • A A Demonstração dos Fluxos de Caixa identificará as fontes de geração dos fluxos de entrada de caixa; os itens de consumo de caixa durante o período das demonstrações contábeis; e o saldo do caixa na data das demonstrações contábeis.
  • B No Balanço Financeiro são demonstradas as receitas e despesas orçamentárias, bem como os ingressos e dispêndios extraorçamentários, conjugados com os saldos de caixa do exercício anterior e os que se transferem para o início do exercício seguinte.
  • C No Balanço Orçamentário é demonstrada uma situação de desequilíbrio entre a previsão atualizada da receita e a dotação atualizada, em decorrência da utilização do superávit financeiro de exercícios anteriores para abertura de créditos adicionais.
  • D A Demonstração da Variações Patrimoniais evidencia, qualitativa e quantitativamente, a situação patrimonial da entidade pública por meio de contas representativas do patrimônio público, bem como os atos potenciais, que são registrados em contas de compensação.
25

Um ente público apresentou as seguintes informações no seu Balanço Orçamentário, referente ao exercício financeiro do ano X1:

Previsão Inicial R$ 10.200.000,00

Previsão Atualizada R$ 10.210.000,00

Receita Realizada R$ 10.100.000,00

Dotação Inicial R$ 10.200.000,00

Dotação Atualizada R$ 10.210.000,00

Despesa Empenhada R$ 10.150.000,00

Despesa Liquidada R$ 10.090.000,00

Despesa Paga R$ 10.000.000,00

Saldo de Exercícios Anteriores R$ 5.000.000,00



Com base nessas informações, sabe-se que esse Balanço Orçamentário apresentará um superávit ou um déficit; no exercício financeiro de X1 é correto afirmar que foi apresentado um:

  • A Déficit de R$ 50.000,00.
  • B Déficit de R$ 110.000,00.
  • C Superávit de R$ 10.000,00.
  • D Superávit de R$ 110.000,00.
26
Assinale o registro contábil referente ao reconhecimento do crédito tributário relativo ao Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotores, pelo enfoque patrimonial:
  • A Débito: Créditos tributários a receber Crédito: Impostos sobre patrimônio e a renda / IPVA
  • B Débito: Caixa e equivalentes de caixa em moeda nacional Crédito: Impostos sobre patrimônio e a renda / IPVA
  • C Débito: Impostos sobre patrimônio e a renda / IPVA Crédito: Créditos tributários a receber
  • D Débito: Caixa e equivalentes de caixa em moeda nacional Crédito: Créditos tributários a receber
27
A normatização dos procedimentos contábeis relativos a provisões, passivos contingentes e ativos contingentes foi elaborada com base na Norma Brasileira de Contabilidade Aplicada ao Setor Público, NBC TSP 03, de 21 de outubro de 2016, aprovada pelo Conselho Federal de Contabilidade e utilizada no Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público (MCASP) 8ª edição para colaborar com o processo de elaboração e execução do orçamento. Segundo a NBC TPS 03 e o MCASP 8ª edição, o Passivo Contingente NÃO pode ser definido como um(a)
  • A obrigação presente que decorre de eventos passados, mas não é reconhecida porque não é possível fazer uma estimativa confiável do valor da obrigação.
  • B obrigação possível que resulta de eventos passados, e cuja existência será confirmada apenas pela ocorrência ou não de um ou mais eventos futuros incertos, não completamente sob o controle da entidade.
  • C obrigação presente que decorre de eventos passados, mas não é reconhecida porque é improvável que a saída de recursos que incorporam benefícios econômicos ou potencial de serviços seja exigida para liquidar a obrigação.
  • D evento não planejado ou não esperado que não esteja totalmente sob o controle da entidade e que acarreta a possibilidade de um ingresso de recursos sob a forma de benefícios econômicos ou potencial prestação de serviços à entidade.
28
“Espécie tributária destinada a atender às despesas extraordinárias decorrentes de calamidade pública, guerra externa ou sua iminência.” Este conceito se aplica a:
  • A Taxa
  • B Imposto
  • C Empréstimo compulsório.
  • D Contribuição de melhoria.
29
De acordo com a NBC TSP Estrutura Conceitual – Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Informação Contábil de Propósito Geral pelas Entidades do Setor Público, as características qualitativas da informação incluída nos relatórios contábeis de propósito geral são atributos que tornam a informação útil para os usuários e dão suporte ao cumprimento dos objetivos da informação contábil. Assinale a alternativa correta em relação a uma das características qualitativas da informação.
  • A A comparabilidade se refere à utilização dos mesmos princípios ou políticas contábeis e da mesma base de elaboração em diferentes períodos na entidade.
  • B A tempestividade significa ter informação disponível para os usuários antes que ela perca a sua capacidade de ser útil para fins de prestação de contas e responsabilização e tomada de decisão.
  • C A compreensibilidade implica que uma informação complexa e de difícil entendimento para usuários com conhecimento técnico e que conhecem as atividades da entidade deve ser excluída dos relatórios contábeis de propósito geral.
  • D A informação é material se a sua omissão ou distorção puder influenciar o cumprimento do dever de prestação de contas e responsabilização, ou as decisões que os usuários tomam com base nos relatórios contábeis de propósito geral elaborados para aquele exercício.
30
Um estoque é mantido em uma entidade pública com o objetivo de distribuição gratuita para a população carente. De acordo com a NBC TSP 04 – Estoque, este estoque deve ser mensurado pelo menor valor entre o custo e o
  • A valor justo.
  • B valor realizável líquido.
  • C custo histórico corrigido.
  • D custo corrente de reposição.
Voltar para lista