Resolver o Simulado Motorista - Máxima - Nível Médio

0 / 30

Português

1

Leia: 


No contexto da tira, funciona como verbo de ligação:
  • A parece
  • B disse
  • C jogar
  • D jogando
2

Segundo os autores de um novo estudo, a Stupendemys geographicus tinha uma distribuição geográfica ampla, num grande arco que ia do estado do Acre ao norte da Venezuela, passando pelo Peru e pela Colômbia. (linhas 7 a 11)


No trecho acima, há

  • A onze artigos e oito preposições.
  • B nove artigos e seis preposições.
  • C dez artigos e sete preposições.
  • D doze artigos e nove preposições.
3

Assinale a alternativa em que a palavra tenha sido acentuada seguindo regra distinta da das demais.

  • A Fósseis (linha 4)
  • B Colômbia (linha 11)
  • C crânios (linha 26)
  • D fêmeas (linha 35)
4

Assinale a alternativa em que a palavra, no texto, exerça papel adjetivo.

  • A norte (linha 10)
  • B recentemente (linha 14)
  • C adquirido (linha 19)
  • D esses (linha 39)
5



(Fonte: https://br.pinterest.com/pin/804525920905262076/?lp=true,

acesso em fevereiro de 2020.)


“Só precisa de cuidado e paciência”, o verbo destacado é classificado segundo os estudos de regência verbal como:

  • A intransitivo.
  • B transitivo direto e indireto.
  • C transitivo direto.
  • D transitivo indireto.
  • E verbo de ligação.
6

(Aurélien Casta. Le monde diplomatique. 7 de janeiro de 2020.)

Assinale a alternativa em que a palavra, no TEXTO I, apresente papel adjetivo.

  • A que (linha 5)
  • B menos (linha 7)
  • C estudantes (linha 14)
  • D vinte (linha 30)
7
“O último baobá”, conheça a lenda africana
sobre o renascimento da esperança



Ninguém acreditava mais nas antigas lendas. Os narradores que se sentavam embaixo do baobá a desemaranhar longas histórias, protegidos pelas estrelas, já tinham partido quando a areia chegou.
As palavras estavam caladas.
Ninguém mais acreditava em um céu protetor. África era um enorme lençol amarelo. A areia, grão a grão, tinha construído um grande deserto. Interminável. Ninguém percebeu, ou ninguém quis se dar conta.
A desolação chegou em silêncio. Aconteceu quando os glaciais se esvaneceram em uma queixa interminável, quando os ursos e as baleias se converteram em recordação, quando as águias perderam o rumo.
O céu, cansado da torpeza da humanidade, se refugiou em outro céu, mais distante. Fugiu. Não podia mais proteger a terra.
O velho tinha visto as pessoas partirem, os mais jovens em direção ao norte, os mais fracos em direção à escuridão.
Sentiu uma nostalgia distante o invadir lentamente. O velho narrador, embaixo do último baobá, contou uma lenda antiga.
Nela, falava do nascimento das estrelas, da luz, do mundo… Mas não havia ninguém mais disposto a escutar um velho prosador. Olhou em torno, procurando algum ouvido. África, rio amarelo, estava rodeada de silêncio. Buscou uma estrela perdida, no céu só havia escuridão.
O velho apoiou as costas cansadas no tronco dolorido do baobá. Casca com casca. Pele rachada, alma dolorida.
A árvore da vida estremeceu. O vento dava rajadas contra a areia carbonizada. Tinha que partir. Sabia que tudo se acabava. O último baobá e a última voz da África iriam embora juntos. Abriu o punho. Trêmulo, contemplou a semente diminuta que havia guardado tanto tempo. A semente da esperança.
Olhou a árvore. Era o momento. Não se pode atrasar a retirada.
Separou a areia até chegar à terra. Virou a mão e, pela linha da vida, girou a semente até encontrar um sulco.
O baobá havia aberto a casca e do oculto coração brotou a água milagrosa. A árvore era a vida.
O velho voltou a fazer crescer baobás grandiosos como gigantes que beijavam as nuvens. Agora, sobre os escritórios, nos telhados, sobre as avenidas e os trens; nos beirais, sobre comércios, bancos e ministérios crescem trepadeiras coloridas. Embaixo delas, está escondida a destruição como uma lembrança dolorosa.


Adaptado de https://www.revistapazes.com/o-ultimo-baobaconheca-a-lenda-africana-sobre-o-renascimento-da-esperanca/
Assinale a alternativa em que a palavra destacada seja um advérbio que indique uma circunstância de modo.
  • A “Embaixo delas, está escondida a destruição como uma lembrança dolorosa.”
  • B “Sentiu uma nostalgia distante o invadir lentamente.”
  • C “As palavras estavam caladas.”
  • D “Aconteceu quando os glaciais se esvaneceram em uma queixa interminável...”
  • ETrêmulo, contemplou a semente diminuta que havia guardado tanto tempo.”
8
Para Maria da Graça
Paulo Mendes Campos
Agora, que chegaste à idade avançada de 15 anos, Maria da Graça, eu te dou este livro: Alice no País das Maravilhas.
Este livro é doido, Maria. Isto é: o sentido dele está em ti.
Escuta: se não descobrires um sentido na loucura, acabarás louca. Aprende, pois, logo de saída para a grande vida, a ler este livro como um simples manual do sentido evidente de todas as coisas, inclusive as loucas. Aprende isso a teu modo, pois te dou apenas umas poucas chaves entre milhares que abrem as portas da realidade.
A realidade, Maria, é louca.
Nem o Papa, ninguém no mundo, pode responder sem pestanejar à pergunta que Alice faz à gatinha: "Fala a verdade Dinah, já comeste um morcego?"
Não te espantes quando o mundo amanhecer irreconhecível. Para melhor ou pior, isso acontece muitas vezes por ano. "Quem sou eu no mundo?" Essa indagação perplexa é lugar-comum de cada história de gente. Quantas vezes mais decifrares essa charada, tão entranhada em ti mesma como os teus ossos, mais forte ficarás. Não importa qual seja a resposta; o importante é dar ou inventar uma resposta. Ainda que seja mentira.
A sozinhez (esquece essa palavra que inventei agora sem querer) é inevitável. Foi o que Alice falou no fundo do poço: "Estou tão cansada de estar aqui sozinha!" O importante é que ela conseguiu sair de lá, abrindo a porta. A porta do poço! Só as criaturas humanas (nem mesmo os grandes macacos e os cães amestrados) conseguem abrir uma porta bem fechada ou viceversa, isto é, fechar uma porta bem aberta.
Somos todos tão bobos, Maria. Praticamos uma ação trivial, e temos a presunção petulante de esperar dela grandes consequências. Quando Alice comeu o bolo e não cresceu de tamanho, ficou no maior dos espantos. Apesar de ser isso o que acontece, geralmente, às pessoas que comem bolo.
Maria, há uma sabedoria social ou de bolso; nem toda sabedoria tem de ser grave.
A gente vive errando em relação ao próximo e o jeito é pedir desculpas sete vezes por dia, pois viver é falar de corda em casa de enforcado. Por isso te digo, para tua sabedoria de bolso: se gostas de gato, experimenta o ponto de vista do rato. Foi o que o rato perguntou à Alice: "Gostarias de gato se fosses eu?"
Os homens vivem apostando corrida, Maria. Nos escritórios, nos negócios, na política, nacional e internacional, nos clubes, nos bares, nas artes, na literatura, até amigos, até irmãos, até marido e mulher, até namorados, todos vivem apostando corrida. São competições tão confusas, tão cheias de truques, tão desnecessárias, tão fingindo que não é, tão ridículas muitas vezes, por caminhos tão escondidos, que, quando os atletas chegam exaustos a um ponto, costumam perguntar: "A corrida terminou! Mas quem ganhou?" É bobice, Maria da Graça, disputar uma corrida se a gente não irá saber quem venceu. Se tiveres de ir a algum lugar, não te preocupe a vaidade fatigante de ser a primeira a chegar. Se chegares sempre onde quiseres, ganhaste. [...]

Adaptado de: https://contobrasileiro.com.br/tag/cronica-de-paulomendes-campos/ Acesso em: 04/02/2020.

Sobre a formação e a função da palavra em destaque no trecho “A sozinhez (esquece essa palavra que inventei agora sem querer) é inevitável.”, informe se é verdadeiro (V) ou falso (F) o que se afirma a seguir e assinale a alternativa com a sequência correta.
( ) O sufixo -ez permite que seja nomeada uma qualidade, a partir do adjetivo “sozinho”, assim como ocorre em “polidez”.

 ( ) A criação do vocábulo é inadequada, visto que já existe o adjetivo “solidão” para caracterizar pessoas solitárias. 

( ) O sufixo -ez indica origem, significando aquele que vem de um local solitário, tal como ocorre em “francês”.

  • A F – F – V.
  • B V – V – F.
  • C V – F – F.
  • D V – V – V.
  • E F – F – F.
9

A gratidão tem o poder de salvar vidas (ou por que você deveria escrever aquela nota de agradecimento)


Richard Gunderman. Tradução: Camilo Rocha



A gratidão pode ser mais benéfica do que costumamos supor. Um estudo recente pediu que pessoas escrevessem uma nota de agradecimento para alguém e depois estimassem o quão surpreso e feliz o recebedor ficaria. Invariavelmente, o impacto foi subestimado. Outro estudo avaliou os benefícios para a saúde de se escrever bilhetes de obrigado. Os pesquisadores descobriram que escrever apenas três notas de obrigado ao longo de três semanas melhorava a satisfação com a vida, aumentava sentimentos de felicidade e reduziria sintomas de depressão.

Existem múltiplas explicações para os benefícios da gratidão. Uma é o fato de que expressar gratidão encoraja os outros a continuarem sendo generosos, promovendo, assim, um ciclo virtuoso de bondade em relacionamentos. Da mesma maneira, pessoas agradecidas talvez fiquem mais propensas a retribuir com seus próprios atos de bondade. Falando de modo mais amplo, uma comunidade em que as pessoas se sentem agradecidas umas com as outras tem mais chance de ser um lugar agradável para se viver do que uma caracterizada por suspeição e ressentimento mútuos.

Os efeitos benéficos da gratidão podem ir ainda mais longe. Por exemplo, quando muitas pessoas se sentem bem sobre o que outra pessoa fez por elas, elas sentem um senso de elevação, com um consequente reforço da sua consideração pela humanidade. Alguns se inspiram a tentar se tornar também pessoas melhores, fazendo mais para ajudar a trazer o melhor nos outros e trazendo mais bondade para o mundo à sua volta.

É claro, atos de bondade também podem fomentar desconforto. Por exemplo, se pessoas sentem que não são merecedoras de bondade ou suspeitam que há algum motivo por trás da bondade, os benefícios da gratidão não se realizarão. Do mesmo modo, receber bondade pode fazer surgir um senso de dívida, deixando nos beneficiários uma sensação de que precisam pagar de volta a bondade recebida. A gratidão pode florescer apenas se as pessoas têm confiança o suficiente em si mesmas e nos outros para permitir que isso aconteça.

Outro obstáculo para a gratidão é frequentemente chamado de senso de merecimento. Em vez de sentir um benefício como uma virada boa, as pessoas às vezes o veem como um mero pagamento do que lhes é devido, pelo qual ninguém merece nenhum crédito moral. Ainda que seja importante ver que a justiça está sendo feita, deixar de lado oportunidades por sentimentos genuínos e expressões de generosidade também podem produzir uma comunidade mais impessoal e fragmentada.

Quando Defoe retratou a personagem Robinson Crusoe fazendo da ação de graças uma parte diária de sua vida na ilha, ele estava antecipando descobertas nas ciências sociais e medicina que não apareceriam por centenas de anos. Ele também estava refletindo a sabedoria de tradições religiosas e filosóficas que têm início há milhares de anos. A gratidão é um dos estados mentais mais saudáveis e edificantes, e aqueles que a adotam como hábito estão enriquecendo não apenas suas próprias vidas mas também as vidas daqueles à sua volta.


Adaptado de: https://www.nexojornal.com.br/externo/2018/08/11/Agratid%C3%A3o-tem-o-poder-de-salvar-vidas-ou-por-quevoc%C3%AA-deveria-escrever-aquela-nota-de-agradecimento Acesso em: 04 fev. 2020.

A expressão em destaque em “Outro obstáculo para a gratidão […]” (5º parágrafo) retoma
  • A “Os efeitos benéficos da gratidão” – (3º parágrafo).
  • B “atos de bondade” – (4º parágrafo).
  • C “senso de dívida” – (4º parágrafo).
  • D “beneficiários” – (4º parágrafo).
  • E “comunidade mais impessoal e fragmentada.” – (5º parágrafo).
10
Para Maria da Graça
Paulo Mendes Campos
Agora, que chegaste à idade avançada de 15 anos, Maria da Graça, eu te dou este livro: Alice no País das Maravilhas.
Este livro é doido, Maria. Isto é: o sentido dele está em ti.
Escuta: se não descobrires um sentido na loucura, acabarás louca. Aprende, pois, logo de saída para a grande vida, a ler este livro como um simples manual do sentido evidente de todas as coisas, inclusive as loucas. Aprende isso a teu modo, pois te dou apenas umas poucas chaves entre milhares que abrem as portas da realidade.
A realidade, Maria, é louca.
Nem o Papa, ninguém no mundo, pode responder sem pestanejar à pergunta que Alice faz à gatinha: "Fala a verdade Dinah, já comeste um morcego?"
Não te espantes quando o mundo amanhecer irreconhecível. Para melhor ou pior, isso acontece muitas vezes por ano. "Quem sou eu no mundo?" Essa indagação perplexa é lugar-comum de cada história de gente. Quantas vezes mais decifrares essa charada, tão entranhada em ti mesma como os teus ossos, mais forte ficarás. Não importa qual seja a resposta; o importante é dar ou inventar uma resposta. Ainda que seja mentira.
A sozinhez (esquece essa palavra que inventei agora sem querer) é inevitável. Foi o que Alice falou no fundo do poço: "Estou tão cansada de estar aqui sozinha!" O importante é que ela conseguiu sair de lá, abrindo a porta. A porta do poço! Só as criaturas humanas (nem mesmo os grandes macacos e os cães amestrados) conseguem abrir uma porta bem fechada ou viceversa, isto é, fechar uma porta bem aberta.
Somos todos tão bobos, Maria. Praticamos uma ação trivial, e temos a presunção petulante de esperar dela grandes consequências. Quando Alice comeu o bolo e não cresceu de tamanho, ficou no maior dos espantos. Apesar de ser isso o que acontece, geralmente, às pessoas que comem bolo.
Maria, há uma sabedoria social ou de bolso; nem toda sabedoria tem de ser grave.
A gente vive errando em relação ao próximo e o jeito é pedir desculpas sete vezes por dia, pois viver é falar de corda em casa de enforcado. Por isso te digo, para tua sabedoria de bolso: se gostas de gato, experimenta o ponto de vista do rato. Foi o que o rato perguntou à Alice: "Gostarias de gato se fosses eu?"
Os homens vivem apostando corrida, Maria. Nos escritórios, nos negócios, na política, nacional e internacional, nos clubes, nos bares, nas artes, na literatura, até amigos, até irmãos, até marido e mulher, até namorados, todos vivem apostando corrida. São competições tão confusas, tão cheias de truques, tão desnecessárias, tão fingindo que não é, tão ridículas muitas vezes, por caminhos tão escondidos, que, quando os atletas chegam exaustos a um ponto, costumam perguntar: "A corrida terminou! Mas quem ganhou?" É bobice, Maria da Graça, disputar uma corrida se a gente não irá saber quem venceu. Se tiveres de ir a algum lugar, não te preocupe a vaidade fatigante de ser a primeira a chegar. Se chegares sempre onde quiseres, ganhaste. [...]

Adaptado de: https://contobrasileiro.com.br/tag/cronica-de-paulomendes-campos/ Acesso em: 04/02/2020.
A oração em destaque, em “Não importa qual seja a resposta; o importante é dar ou inventar uma resposta. Ainda que seja mentira.”, estabelece com as demais uma relação de
  • A adição.
  • B oposição.
  • C concessão.
  • D conclusão.
  • E condição.

Ciências

11
As moléculas de água permanecem unidas entre si por uma propriedade chamada de
  • A adesão.
  • B capilaridade.
  • C coesão.
  • D tensão superficial.
12

Considerando as propriedades da água, assinale a afirmação verdadeira.

  • A Coesão, adesão e tensão superficial originam o fenômeno da capilaridade, que é o movimento ascendente da água por distâncias pequenas em um tubo de vidro ou em uma parede celular.
  • B Adesão é a forte atração mútua das moléculas de água entre si, que é resultante das ligações de hidrogênio.
  • C Coesão é força que atrai as moléculas de água para superfícies sólidas, devido à grande aderência da água por outras substâncias que têm, em sua molécula, grande quantidade de átomos de oxigênio e nitrogênio, tais como vidro, celulose, argila e proteínas.
  • D Tensão superficial é a característica que confere à camada superficial da água o comportamento elástico, propriedade causada pelas forças de adesão entre as moléculas de água, cuja resultante é diferente na interface com o ar.
13

Já é primavera no hemisfério sul! E você deve ter sentido a sutil presença da floração dos ipês nas ruas e praças de Fortaleza. A estação de transição entre o inverno e o verão começou oficialmente segunda-feira, 23 de setembro, e vai até o dia 22 de dezembro. A chegada da primavera se deve a um fenômeno denominado de

  • A solstício, evento que resulta da mesma intensidade dos raios solares em ambos os hemisférios, ocasionando dias e noites com a mesma duração.
  • B equinócio, quando os raios solares incidem sobre a linha do equador, iluminando com a mesma intensidade ambos os hemisférios.
  • C solstício, quando a incidência solar é maior em um dos hemisférios, e os dias são mais longos do que as noites.
  • D equinócio, evento que dá início à primavera em setembro tanto no hemisfério norte quanto no hemisfério sul.
14

Água

A grota inteira tá chorando de saudade

da umidade que fecunda a terra seca.

Vital retalho do céu que manda pro solo

divino orvalho, gozo que nos eterniza.

Intimidade que pertence à natureza.

Jatobá


A mudança de estado diretamente relacionada à formação das nuvens é a

  • A evaporação, que dá origem às gotículas que as formam.
  • B condensação, que dá origem ao estado gasoso da água.
  • C fusão, que dá origem ao vapor de água
  • D liquefação, que dá origem às gotículas de água.
  • E calefação, que dá origem à rápida vaporização da água.
15

Num dia de ar seco, um professor esfregou um balão de borracha em uma flanela, também seca. Em seguida, aproximou o balão da cabeça de um aluno e a turma observou que os fios de cabelo do aluno foram atraídos em direção ao balão, conforme mostra a figura.



O fenômeno é explicado pela transferência, durante o atrito do balão com a flanela, de partículas componentes da matéria denominadas

  • A prótons.
  • B elétrons.
  • C nêutrons.
  • D átomos.
  • E moléculas.
16

Se olharmos todos os dias na região do céu onde o Sol se põe, logo ao anoitecer, perceberemos que, de tempos em tempos, uma constelação diferente será vista ali. As constelações se sucedem de modo que a mesma constelação só poderá ser vista novamente naquela posição e naquele horário depois de um ano.


A causa desse fenômeno é o(a)

  • A forma circular da órbita da Terra ao redor do Sol.
  • B movimento de translação da Terra ao redor do Sol.
  • C movimento de rotação da Terra em torno de si mesma.
  • D inclinação do eixo de rotação da Terra em relação ao plano da órbita.
17

Em alguns estados brasileiros, entre os meses de outubro e fevereiro, ocorria anualmente o adiantamento dos relógios em uma hora, medida conhecida como horário brasileiro de verão, que visava a economia de energia elétrica.


Essa medida era adotada porque, nesse período, a incidência de luz solar ao longo do dia é mais

  • A curta.
  • B clara.
  • C longa.
  • D quente.
18

No sistema de transmissão analógico de televisão no Brasil, cada canal ocupa uma faixa de 6 megahertz (MHz). O quadro mostra as faixas de frequências utilizadas por alguns canais.



Em uma casa situada num vale ao pé das montanhas, os canais 2 e 6 apresentam melhores imagens porque as ondas desses canais

  • A têm maior facilidade de entrar em ressonância com as montanhas.
  • B são polarizadas quando interagem com as montanhas.
  • C têm maior capacidade de contornar as montanhas.
  • D são amplificadas pelas reflexões nas montanhas.
19

As montadoras de automóveis têm dado preferência às “carcaças” de plástico, em vez das de metal, para finalização dos veículos. Para o consumidor menos informado, essa nova escolha das fábricas pode parecer apenas uma estratégia a favor da diminuição dos custos da produção, colocando em risco a segurança dos consumidores. Automóveis feitos com carroceria de plástico, porém, são a opção mais segura, porque durante uma colisão elas permitem uma dissipação mais eficiente de energia.

Disponível em: www.ifsc.usp.br. Acesso em: 19 jul. 2015 (adaptado).

Em termos de segurança, qual é a principal vantagem da lataria dos veículos atuais em relação às mais antigas?

  • A São menos resistentes e se deformam por um intervalo de tempo mais longo.
  • B São menos resistentes e se deformam por um intervalo de tempo mais curto.
  • C São mais resistentes e se deformam por um intervalo de tempo mais curto.
  • D São mais resistentes e não se deformam.
20

Sempre que ia tomar água gelada, um garoto escolhia um copo de alumínio dizendo:

— Nesse copo a água fica mais gelada!


A sensação de gelado que o garoto sente ocorre porque, inusitadamente,

  • A a água se aquece, enquanto o copo recebe calor da mão.
  • B o copo se mantém gelado, enquanto perde calor para o ar.
  • C a água se esfria, pois o alumínio é um bom condutor térmico.
  • D o copo se mantém gelado, pois o alumínio é um bom isolante térmico.

Conhecimentos Gerais

21

Analise este gráfico.



Disponível em:<https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101681_informativo.pdf>. Acesso em: 14 nov. 2019.


Os dados do boletim Desigualdades Sociais por Cor ou Raça no Brasil do IBGE, publicado em 13 de novembro de 2019, indicam, sobre as taxas de frequência escolar, que


  • A a escola de Ensino Médio, que é profissionalizante, justifica a menor frequência no Ensino Superior.
  • B as maiores desigualdades no acesso à educação estão no Nível Superior, em que pretos ou pardos representam perto da metade de brancos frequentes.
  • C o Brasil apresenta números próximos à universalização da Educação Básica, pois, nessa faixa, em todos os seguimentos, a frequência é superior a 80%.
  • D os índices que aferem a frequência escolar considerando pessoas brancas, pretas ou pardas refletem como elas se distribuem na população.
22

[...] o exame anual de toque e laboratorial é de extrema importância para a prevenção da doença, pois, se descoberto na fase inicial, o câncer de próstata tem alto índice de cura. [...] O TEMPO. Contra câncer de próstata, hospital de BH oferece consulta gratuita. 2 nov. 2019, p. 30.
Porque razão, no Brasil, diversas entidades participam da campanha Novembro Azul, para a conscientização sobre a importância de prevenção do câncer de próstata?

  • A Porque o alto custo dos exames afasta os homens dos laboratórios, sobretudo aqueles de baixa renda.
  • B Porque o câncer de próstata é ignorado pela maioria dos homens, já que não é comum noticiá-lo na mídia cotidiana.
  • C Porque o exame que pode prevenir a ocorrência da doença tem como barreiras muitos preconceitos e tabus.
  • D Por que o Novembro Azul é uma campanha midiática que busca competir com o Outubro Rosa na atração de adeptos.
23

Mulheres vítimas de violência doméstica faltam em média 18 dias de trabalho por ano, o que gera uma perda anual de aproximadamente R$ 1 bilhão ao país. Além disso, essas mulheres apresentam problemas de concentração e estresse relacionados ao trabalho.
[...]
José Raimundo Carvalho, professor do programa de Pós-Graduação em Economia da UFC, explica que a perda de dias de trabalho pela violência é apenas um de uma série de impactos na atividade de trabalho das mulheres.
Disponível em: <https://www.uol.com.br/universa/noticias/redacao/2019/11/07/violencia-faz-mulher-faltar-18-dias-detrabalho-e-pais-perder-r-1-bi.htm>. Acesso em: 7 nov. 2019.
No Brasil, a legislação que tem por objetivo tratar da violência doméstica contra a mulher é conhecida como

  • A Lei Carolina Dieckmann, ou Lei nº 12.737/12.
  • B Lei do Feminicídio, ou Lei nº 13.104/15.
  • C Lei Joanna Maranhão, ou Lei nº 6.719/09.
  • D Lei Maria da Penha, ou Lei nº 11.340/06.
24

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), tem por objetivo

  • A avaliar o desempenho dos estudantes ao fim da escolaridade básica.
  • B estimular competição entre estudantes, premiando-os com vagas nas universidades.
  • C favorecer aos estudantes carentes meios de ingresso em cursos superiores.
  • D mensurar a qualidade do Ensino Médio das escolas públicas brasileiras.
25
Um trágico acidente tirou a vida de um dos maiores astros da NBA, outras pessoas faleceram neste acidente inclusive sua filha de apenas 13 anos. Qual o nome do jogador descrito no texto?
  • A Michael Jordan.
  • B Oscar Schmidt.
  • C Kobe Bryant.
  • D LeBron James.
26
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) aprovou uma proposta para simplificar o procedimento para importação de produto à base de canabidiol, a intenção é diminuir o tempo de espera para receber o medicamento. O canabidiol é um composto químico encontrado na
  • A folha de coca.
  • B maconha (Cannabis Sativa).
  • C cana-de-açucar.
  • D heroína.
27

Leia as afirmações sobre o município de Araçu-GO. (Fonte: Site do IBGE - Disponível em:<https://cidades.ibge.gov.br/brasil/go/aracu/panorama> . Acesso em 17 de dezembro de 2019).
I. Em 2017, o salário médio mensal era de 1.4 salários mínimos. A proporção de pessoas ocupadas em relação à população total era de 11.9%. Na comparação com os outros municípios do estado, ocupava as posições 235º de 246º e 154º de 246º, respectivamente. II. Em 2017, considerando domicílios com rendimentos mensais de até meio salário mínimo por pessoa, tinha 36.4% da população nessas condições, o que o colocava na posição 92º de 246º dentre as cidades do estado. III. O último censo apresenta 6.7% de domicílios com esgotamento sanitário adequado, 96.1% de domicílios urbanos em vias públicas com arborização e 16.7% de domicílios urbanos em vias públicas com urbanização adequada (presença de bueiro, calçada, pavimentação e meio-fio). Quando comparado com os outros municípios do estado, fica na posição 184º de 246º, 36º de 246º e 32º de 246º, respectivamente. IV. A população no último censo (2010) era de 3.802 pessoas, a densidade demográfica (2010) era de 25,53 hab/km², e a estimativa para o ano de 2019 era de 3.522 pessoas no município.

Estão corretas as afirmações:

  • A I e III
  • B I, II e III
  • C II, III e IV
  • D I, II, III e IV
28

No início da ocupação portuguesa (período Pré-colonial), a mão de obra empregada e a atividade econômica basicamente se restringia as:

  • A Capitanias hereditárias, cultivo da cana-de-açúcar e pelo índio sob regime de escravidão;
  • B Feitorias, exploração do pau-brasil e a mão de obra indígena;
  • C Feitorias, exploração do pau-brasil e mão de obra escrava;
  • D Capitanias hereditárias, exploração do pau-brasil e mão de obra indígena dirigida pelos padres jesuítas.
29

A princípio, o atual estado de Goiás fez parte de qual unidade federativa?

  • A Capitania do Rio de Janeiro
  • B Capitania de São Paulo
  • C Capitania de Salvador
  • D Capitania das Minas Gerais
30

Os veículos de comunicação no Brasil, sempre tiveram um papel relevante na criação da imagem dos candidatos à presidência, merece destaque dois presidenciáveis que lograram êxito em seus pleitos por terem suas imagens vinculadas a grandes heróis combatentes da corrupção, foram eles:

  • A Tancredo Neves e Luis Inácio Lula da Silva.
  • B Getúlio Vargas e José Sarney.
  • C Juscelino Kubistchek e João Goulart.
  • D Jânio Quadros e Fernando Collor de Mello.
Voltar para lista