Resolver o Simulado FCM - Nível Médio

0 / 40

Legislação Federal

1

De acordo com o Decreto n° 5.154/2004, que se relaciona à lei que estabelece diretrizes e bases da educação nacional, avalie as afirmações abaixo e marque (V) para verdadeiro ou (F) para falso:

( ) Consideram-se itinerários formativos ou trajetórias de formação as unidades curriculares de cursos e programas da educação profissional, em determinada área, que possibilitem o aproveitamento contínuo e articulado dos estudos.

( ) Os cursos de educação profissional tecnológica de graduação e pós-graduação organizar-se-ão, no que concerne aos objetivos, características e duração, de acordo com as diretrizes curriculares nacionais definidas pelo Conselho Nacional de Educação.

( ) A educação profissional observará, como uma de suas premissas, a dissociabilidade entre teoria e prática.

( ) Os cursos de educação profissional técnica de nível médio e os cursos de educação profissional tecnológica de graduação conduzem à diplomação após sua conclusão com aproveitamento.


A sequência correta é

  • A (V); (F); (V); (F).
  • B (V); (V); (F); (F).
  • C (F); (F); (V); (V).
  • D (V); (V); (V); (V).
  • E (V); (V); (F); (V).
2

O ocupante de cargos do Plano de Carreiras e Cargos do Magistério Federal, sem prejuízo dos afastamentos previstos no Estatuto dos Servidores Públicos Federais (Lei n.º 8.112/1990), poderá afastar-se de suas funções, assegurados todos os direitos e vantagens a que fizer jus, para:


I. Participar de programa de pós-graduação stricto sensu ou de pós-doutorado, independentemente do tempo ocupado no cargo ou na instituição.

II. Participar de programa de mestrado ou doutorado, após o decurso de cinco anos ocupados no cargo ou na instituição.

III. Prestar colaboração a outra instituição federal de ensino ou de pesquisa, por período de até quatro anos, com ônus para a instituição de origem.

IV. Prestar colaboração técnica ao Ministério da Educação, por período não superior a um ano e com ônus para a instituição de origem, visando ao apoio ao desenvolvimento de programas e a projetos de relevância.


Está correto apenas o que se afirma em

  • A I e II.
  • B II e IV.
  • C I, II e III.
  • D I, III e IV.
  • E II, III e IV.
3

Considerando a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, a qual dispõe acerca das diretrizes e bases da educação nacional, associe corretamente o ente federado às suas respectivas responsabilidades precípuas.


Entes federados

1. União

2. Estado

3. Município


Responsabilidades precípuas

( ) Organizar, manter e desenvolver os órgãos e as instituições oficiais do sistema federal de ensino e o dos Territórios.

( ) Oferecer educação infantil em creches e pré-escolas e, com prioridade, o ensino fundamental, permitida a atuação em outros níveis de ensino somente quando estiverem atendidas plenamente as necessidades de sua área de competência e com recursos acima dos percentuais mínimos vinculados pela Constituição Federal à manutenção e ao desenvolvimento do ensino.

( ) Coletar, analisar e disseminar informações sobre a educação.

( ) Assegurar o ensino fundamental e oferecer, com prioridade, o ensino médio a todos que o demandarem.

( ) Baixar normas gerais sobre cursos de graduação e pós-graduação.


A sequência correta dessa associação é

  • A (3); (2); (1); (3); (1).
  • B (2); (3); (1); (1); (2).
  • C (2); (1); (2); (3); (3).
  • D (1); (2); (3); (1); (2).
  • E (1); (3); (1); (2); (1).
4

No tocante à Lei n.º 12.527/2011, que regula o acesso à informação, analise as afirmativas abaixo e marque (V) para verdadeiro ou (F) para falso: ( ) É dever do Estado garantir o direito de acesso à informação que será franqueada, mediante procedimentos objetivos e ágeis, de forma transparente, clara e em linguagem de fácil compreensão. ( ) É direito do requerente obter o inteiro teor de decisão de negativa de acesso, por certidão ou cópia. ( ) Os órgãos e as entidades do poder público devem viabilizar alternativa de encaminhamento de pedidos de acesso por meio de seus sítios oficiais na internet. ( ) Exige-se do interessado a formalização por escrito dos motivos determinantes da solicitação de informações de interesse público. A sequência correta é

  • A F, F, V, V.
  • B V, V, F, F.
  • C F, V, F, V.
  • D V, F, F, V.
  • E V, V, V, F.
5

De acordo com a Lei n.º 8.027/90, que dispõe sobre normas de conduta dos servidores públicos civis da União, das Autarquias e das Fundações Públicas, são deveres dos servidores públicos civis, EXCETO:

  • A Atender com presteza.
  • B Manter conduta compatível com a moralidade pública.
  • C Representar contra ilegalidade, omissão ou abuso de poder.
  • D Prestar informações ao público em geral, inclusive as protegidas por sigilo.
  • E Exercer com zelo e dedicação as atribuições legais e os regulamentares inerentes ao cargo ou à função.
6

Considerando a Lei Federal n.º 11.892/2008, os Institutos Federais

I. têm autonomia para criar e extinguir cursos, nos limites de sua área de atuação territorial.

II. no que se refere à criação de novas instituições, bem como à expansão das já existentes, levará em conta o modelo de Instituto Federal, sem a interferência de parâmetros e normas do Ministério da Educação.

III. relativamente à sua administração, em razão de sua autonomia política e administrativa, não possui conselhos e órgãos superiores.

IV. têm como uma de suas finalidades e características o desenvolvimento de programas de extensão e de divulgação cientí- fica e tecnológica.


Estão corretas as afirmativas

  • A I e III.
  • B I e IV.
  • C II e III.
  • D I, II e IV.
  • E I, II, III e IV.
7

Segundo a Lei n.° 12.527/2011, que regula o acesso às informações públicas, numere a COLUNA II de acordo com a COLUNA I, relacionando os termos presentes na lei às suas respectivas definições.


COLUNA I

1. Informação

2. Documento

3. Informação sigilosa

COLUNA II

( ) Aquela submetida temporariamente à restrição de acesso público em razão de sua imprescindibilidade para a segurança da sociedade e do Estado.

( ) Unidade de registro de informações, qualquer que seja o suporte ou o formato.

( ) Dados, processados ou não, que podem ser utilizados para produção e transmissão de conhecimento, contidos em qualquer meio, suporte ou formato.

  • A 2, 1, 3.
  • B 3, 1, 2.
  • C 2, 3, 1.
  • D 1, 2, 3.
  • E 3, 2, 1.
8

Considerando a Lei Federal n.º 11.892/2008, os Institutos Federais I. têm autonomia para criar e extinguir cursos, nos limites de sua área de atuação territorial. II. no que se refere à criação de novas instituições, bem como à expansão das já existentes, levará em conta o modelo de Instituto Federal, sem a interferência de parâmetros e normas do Ministério da Educação. III. relativamente à sua administração, em razão de sua autonomia política e administrativa, não possui conselhos e órgãos superiores. IV. têm como uma de suas finalidades e características o desenvolvimento de programas de extensão e de divulgação científica e tecnológica. Estão corretas as afirmativas

  • A I e III.
  • B I e IV.
  • C II e III.
  • D I, II e IV.
  • E I, II, III e IV.
9

Segundo a Lei n.° 12.527/2011, que regula o acesso às informações públicas, numere a COLUNA II de acordo com a COLUNA I, relacionando os termos presentes na lei às suas respectivas definições.

COLUNA I

1. Informação

2. Documento

3. Informação sigilosa

COLUNA II

( ) Aquela submetida temporariamente à restrição de acesso público em razão de sua imprescindibilidade para a segurança da sociedade e do Estado.

( ) Unidade de registro de informações, qualquer que seja o suporte ou o formato.

( ) Dados, processados ou não, que podem ser utilizados para produção e transmissão de conhecimento, contidos em qualquer meio, suporte ou formato.

A sequência correta é

  • A 2, 1, 3.
  • B 3, 1, 2.
  • C 2, 3, 1.
  • D 1, 2, 3.
  • E 3, 2, 1.
10

De acordo com a Lei Federal nº 11.892/2008, os Institutos Federais

I- são instituições de educação superior, básica e profissional, pluricurriculares e multicampi, especializados na oferta de educação profissional e tecnológica, nas diferentes modalidades de ensino, com base na conjugação de conhecimentos técnicos e tecnológicos com as suas práticas pedagógicas, nos termos desta Lei.

II- possuem natureza jurídica de empresa pública.

III- ministram educação em nível fundamental, médio e superior.

IV- têm como uma de suas finalidades e características a realização e o estímulo à pesquisa aplicada, à produção cultural, ao empreendedorismo, ao cooperativismo e ao desenvolvimento científico e tecnológico.

Estão corretas as afirmativas

  • A I e III.
  • B I e IV.
  • C II e III.
  • D I, II e IV.
  • E I, II, III e IV.

Administração Geral

11

Associe as colunas, relacionando os tipos de processos às suas respectivas características, considerando a gestão de processos.


Processos

1. Processos de Gestão

2. Processos Primários

3. Processos de Suporte


Características

( ) Envolvem um ciclo de vida de recursos.

( ) Medem, monitoram e controlam atividades de negócios.

( ) Constituem a cadeia de valor que cada etapa soma à etapa anterior.

( ) Gerenciam os recursos e a infraestrutura requerida por outros processos.

( ) Associam-se, fortemente, a áreas funcionais, devendo ultrapassá-las.

( ) Representam atividades que impactam o cumprimento da missão organizacional.


A sequência correta dessa associação é

  • A 1, 1, 2, 2, 3, 3.
  • B 2, 2, 1, 1, 3, 3.
  • C 2, 2, 3, 3, 1, 1.
  • D 3, 1, 2, 3, 3, 2.
  • E 3, 3, 2, 1, 2, 2.
12

A frase “as empresas são grandes coleções de processos” (GONÇALVES, 2000) representa alguns significados, EXCETO que

  • A diante de um cenário maior, é preciso olhar além.
  • B o todo organizacional é maior que a soma das partes.
  • C especialização e foco são as diretrizes organizacionais.
  • D os resultados organizacionais relacionam-se a um processo.
  • E os membros e os grupos da organização se orientam por uma visão ampla.
13

"Manual de Organização é o relatório formal das atividades e do respectivo organograma da empresa." (OLIVEIRA, 2000, p. 167).


A sistematização apresentada a partir de um Manual de Organização tem como desvantagem

  • A a limitação de informações.
  • B o dinamismo na atualização de informações.
  • C a consideração dos esquemas organizacionais.
  • D o fornecimento de pontos de vista sobre problemas.
  • E o emprego de recursos de informações para treinamento.
14

Tendo em vista a estrutura organizacional e os conteúdos de organizações, sistemas e métodos, avalie as seguintes proposições e a relação porposta entre elas.


I- No processo de delineamento de níveis hierárquicos, devem ser analisados os procedimentos de decisão e de execução

PORQUE


II- o objetivo principal precisa ser o de ordenar as rotinas e os procedimentos de informação, a fim de aperfeiçoar os processos de tomada de decisão e de controle.


A respeito dessas asserções, assinale a opção correta.

  • A Tanto a primeira como a segunda asserção são proposições falsas.
  • B A primeira asserção é uma proposição verdadeira e a segunda, uma proposição falsa.
  • C A primeira asserção é uma proposição falsa e a segunda, uma proposição verdadeira.
  • D As duas asserções são verdadeiras e a segunda é uma justificativa correta da primeira.
  • E As duas asserções são verdadeiras, mas a segunda não é uma justificativa correta da primeira.
15

Considerando as atividades de apoio ou de assessoria no contexto de análise da estrutura organizacional, associe as colunas, relacionando cada tipo básico de assessoria às suas respectivas descrições.


Tipos básicos

1. Assistente

2. Assessoria Geral

3. Serviços de Operação

4. Assessoria Especializada


Descrições

( ) Corresponde a um auxiliar do chefe.

( ) Representa um sistema de trabalho secundário.

( ) Apoia ou realiza trabalhos junto ao sistema principal.

( ) Contempla profissionais com formação específica.

( ) Compõe-se de profissionais que garantem a execução do trabalho do chefe.


A sequência correta dessa associação é

  • A 1, 3, 3, 4, 2.
  • B 1, 4, 3, 4, 2.
  • C 2, 3, 4, 2, 1.
  • D 3, 2, 1, 1, 3.
  • E 4, 1, 2, 3, 4.
16

"Estrutura organizacional é o instrumento administrativo resultante da identificação, análise, ordenação e do agrupamento das atividades e dos recursos das empresas, incluindo os estabelecimentos dos níveis de alçada e dos processos decisórios, visando ao alcance dos objetivos estabelecidos pelos planejamentos das empresas." (OLIVEIRA, 2014, p. 13).


No texto citado, o instrumento administrativo, aplicado à estrutura organizacional, representa

  • A a consolidação das responsabilidades a serem alocadas nas diversas unidades organizacionais da empresa.
  • B o princípio básico para a qualidade da tomada de decisão e a dos processos de cobrança de resultados nas empresas.
  • C a validação da estrutura organizacional como facilitadora do processo administrativo e norteadora dos resultados da empresa.
  • D a estruturação do processo decisório nas empresas, que pode ser considerada uma das questões prioritárias para a melhor qualidade administrativa.
  • E o resultado de uma técnica administrativa estruturada, que respalda a implementação da estrutura organizacional com base em processos estabelecidos.
17

Na organização racional do trabalho, descrita por Taylor, o aumento da eficiência do trabalhador, permitindo maior produtividade, e a minimização dos custos de treinamento constituem vantagens

  • A da padronização.
  • B da análise do trabalho.
  • C do estudo da fadiga humana.
  • D do desenho de cargos e tarefas.
  • E das condições ambientais de trabalho.
18

"Substituir, no trabalho, o critério individual do operário, a improvisação e a atuação empírico-prática por métodos baseados em procedimentos científicos; substituir a improvisação pela ciência." (CHIAVENATO, 2011, p. 65)


Considerando a teoria da administração científica e o texto apresentado, o pressuposto não declarado refere-se

  • A à adequação de tarefas.
  • B à introdução de eficácia.
  • C à padronização do preparo.
  • D ao princípio de planejamento.
  • E ao processo de produtividade.
19

Uma crítica à abordagem fayoliana pressupõe que a teoria da administração

  • A baseou-se no estudo de tempos e movimentos, todavia não possuiu o respaldo científico necessário.
  • B foi representada de forma dinâmica, engajada aos tempos modernos e reproduzida em qualquer organização.
  • C considerou a organização sob o prisma do comportamento mecanicista, em que há uma correlação determinística.
  • D colocou o racionalismo em segundo lugar e, desse modo, sobrepôs o pragmatismo à particularização circunstancial.
  • E integrou o formalismo à estrutura informal, considerando que o comportamento individual e as relações em grupo não afetam a organização.
20

De acordo com a produção da qualidade, o esforço para que o produto seja viabilizado, exatamente como consta do projeto, é chamado de

  • A Ação estratégica.
  • B Qualidade de projeto.
  • C Avaliação operacional.
  • D Avaliação da qualidade.
  • E Qualidade de conformação.

Administração Pública

21

O princípio da eficiência, aplicado ao modelo de excelência nos serviços públicos prestados ao cidadão, implica na necessidade de

  • A tratar os diferentes de forma diferente e os iguais de forma igual, não fazendo acepção de pessoas.
  • B ser transparente em relação aos fatos e dados, contemplando uma forma eficaz de prestação de serviços à sociedade.
  • C pautar a gestão pública por um código de qualidade baseado em consensos morais de aceitação de serviços públicos.
  • D agir sob o efeito legal, pois nenhum serviço será considerado eficiente se sua via estabelecer uma gestão à revelia dos processos legais.
  • E fazer o que precisa ser feito com o máximo de qualidade ao menor custo possível, focando na relação: qualidade do serviço e qualidade do gasto.

Direito Administrativo

22

Com base na organização administrativa da União, complete as lacunas das assertivas abaixo.


Uma _____________ representa serviço autônomo, cujas atividades típicas da Administração Pública requeiram certas dimensões de gestão ________________. Enquanto uma ____________ contempla entidade com autonomia administrativa, ___________________ e funcionamento custeado por recursos da União e de outras fontes. Já uma__________________ constitui entidade dotada de personalidade jurídica de _____________, com patrimônio próprio e capital exclusivo da União.


Marque a alternativa cujos termos/expressões preenchem, corretamente, as lacunas das assertivas.

  • A autarquia / descentralizada / fundação pública / patrimônio próprio / empresa pública / direito privado
  • B fundação pública / centralizadora / sociedade de economia mista / direito privado / autarquia / direito público
  • C empresa pública / descentralizada / fundação pública / patrimônio próprio / fundação pública / direito privado
  • D sociedade de economia mista / organizativa / autarquia / direito público / empresa pública / direito administrativo
  • E autarquia / centralizada / empresa pública / patrimônio e receitas próprios / sociedade de economia mista / direito público

Administração Pública

23

Tendo em vista as noções de gestão pública, Chiavenato (2008) discute alguns fundamentos da administração pública e destaca as crises vivenciadas e as reformas no aparelho estatal, as quais resultaram nos seguintes modelos de gestão:

  • A reformista, burocrata e privatizado.
  • B gerencial, aristocrático e federativo.
  • C patrimonialista, burocrático e gerencial.
  • D fundamentalista, patrimonialista e governamental.

Administração Financeira e Orçamentária

24

De acordo com a Lei de Responsabilidade Fiscal, a União, os Estados e os Municípios não poderão incorrer em gastos com pessoal no período orçamentário, que sejam superiores a

  • A 40% (União) e 60% (Estados e Municípios) das Receitas Correntes Líquidas.
  • B 50% (União) e 50% (Estados e Municípios) das Receitas Correntes Líquidas.
  • C 50% (União) e 60% (Estados e Municípios) das Receitas Correntes Líquidas.
  • D 60% (União) e 40% (Estados e Municípios) das Receitas Orçamentárias Líquidas.
  • E 50% (União) e 60% (Estados e Municípios) das Receitas Orçamentárias Líquidas.
25

A lei de responsabilidade fiscal NÃO determina que

  • A os valores dos contratos de terceirização de mão de obra que se referem à substituição de servidores e empregados públicos serão contabilizados como “Outras Despesas de Pessoal”.
  • B a despesa total com pessoal em cada período de apuração, no que se refere à União, não poderá exceder a cinquenta por cento da receita corrente líquida.
  • C os Tribunais de Contas, o Poder Judiciário e o Ministério Público não se sujeitam às obrigações da lei, uma vez que possuem autonomia administrativa e financeira.
  • D a instituição, a previsão e a efetiva arrecadação de todos os tributos da competência constitucional do ente da Federação constituem requisitos essenciais da responsabilidade na gestão fiscal.
  • E a despesa corrente derivada de lei, a medida provisória ou o ato administrativo normativo que fixem para o ente a obrigação legal de sua execução por um período superior a dois exercícios é considerada obrigatória e de caráter continuado.

Português

26

Leia os textos a seguir.


Texto I

Conto é um gênero textual marcado pela narrativa curta, escrita em prosa e de menor complexidade em relação aos romances. [...] Com o surgimento de novas técnicas e estilos de escrita, o termo adquiriu um sentido mais amplo, cujos únicos traços obrigatórios são a curta extensão e a escrita em prosa.

(Disponível em:< https://www.significados.com.br/conto/>. Acesso em 28 fev. 2019. Adaptado)


Texto II

O Jeito

-Terminar é o único jeito!

A mensagem no celular disse o que ninguém teve coragem de dizer na discussão ao vivo.

-Concordo! À noite passo aí para pegar minhas coisas.

E me pegou!

A gente não tem jeito...

Saulo Pessato

(Disponível em:<https://insta-stalker.com/post/BqhnhQugaFF/> . Acesso em 28 fev. 2019)


A partir do conceito teórico apresentado e considerando como exemplo o Texto II, avalie o que se afirmar sobre ambos.


I. O Texto II ultrapassa o que se afirma no Texto I.

II. O Texto II exemplifica o que foi mencionado no Texto I.

III. O Texto II contradiz a proposição apresentado no Texto I.

IV. O Texto I traz uma informação verdadeira, confirmada pelo Texto II.

V. O Texto I fere um dos postulados do conceito, pois está escrito em versos.


Está correto apenas o que se afirma em
  • A I e II.
  • B I e III.
  • C II e IV.
  • D II, IV e V.
  • E III, IV e V.
27

                              Piedade de Minas

                                                                        Dom Walmor Oliveira de Azevedo*


      Piedade de Minas, grito que brota do coração de cada pessoa, uma vez mais, convocando toda a sociedade mineira a buscar novos rumos. Caminhos que sejam condizentes com a história tricentenária do Estado, suas tradições religiosas e culturais, com o coração bom de seu povo, adornado por valores e princípios. Todos se unam por uma nova etapa civilizatória que respeite as singulares belezas naturais de Minas – dos campos aos sertões, da Mata Atlântica ao alto das montanhas. Piedade de Minas! Precisamos de preces fortes, por compaixão, que devem inspirar gestos cidadãos, alicerçados na solidariedade com os que sofrem as consequências de tragédias criminosas – a exemplo das ocorridas em Brumadinho, em Bento Rodrigues e em tantos outros lugares. [...] No Brasil e, particularmente, em Minas Gerais, é necessário parar tudo o que está comprovadamente errado e promover recomeços, a partir de um horizonte humanitário. [...]

      Dia após dia, o luto do povo mineiro cobre todos, indicando que é hora de ousar e efetivar mudanças para que não ocorram novas tragédias. Minas não pode ser a mesma. Sobre os alicerces de sua rica história, a partir do exercício da cidadania, de modo condizente com os nobres valores de seu povo, o Estado deve iniciar um novo ciclo para a sua história. Tenham todos Piedade de Minas!

* Arcebispo metropolitano de Belo Horizonte.

(Estado de Minas, Caderno Opinião, 01 fev. 2019, p. 7. Adaptado.)

A função sintática do termo grifado está corretamente indicada em

  • A “ Tenham todos Piedade de Minas!” (sujeito)
  • B “... precisamos de preces fortes, por compaixão...” (predicativo)
  • C “Dia após dia, o luto do povo mineiro cobre todos,” (objeto direto)
  • D “Todos se unam por uma nova etapa civilizatória...” (complemento nominal)
  • E “... e, particularmente, em Minas Gerais, é necessário parar tudo...” (objeto indireto)
28

                              Piedade de Minas

                                                                        Dom Walmor Oliveira de Azevedo*


      Piedade de Minas, grito que brota do coração de cada pessoa, uma vez mais, convocando toda a sociedade mineira a buscar novos rumos. Caminhos que sejam condizentes com a história tricentenária do Estado, suas tradições religiosas e culturais, com o coração bom de seu povo, adornado por valores e princípios. Todos se unam por uma nova etapa civilizatória que respeite as singulares belezas naturais de Minas – dos campos aos sertões, da Mata Atlântica ao alto das montanhas. Piedade de Minas! Precisamos de preces fortes, por compaixão, que devem inspirar gestos cidadãos, alicerçados na solidariedade com os que sofrem as consequências de tragédias criminosas – a exemplo das ocorridas em Brumadinho, em Bento Rodrigues e em tantos outros lugares. [...] No Brasil e, particularmente, em Minas Gerais, é necessário parar tudo o que está comprovadamente errado e promover recomeços, a partir de um horizonte humanitário. [...]

      Dia após dia, o luto do povo mineiro cobre todos, indicando que é hora de ousar e efetivar mudanças para que não ocorram novas tragédias. Minas não pode ser a mesma. Sobre os alicerces de sua rica história, a partir do exercício da cidadania, de modo condizente com os nobres valores de seu povo, o Estado deve iniciar um novo ciclo para a sua história. Tenham todos Piedade de Minas!

* Arcebispo metropolitano de Belo Horizonte.

(Estado de Minas, Caderno Opinião, 01 fev. 2019, p. 7. Adaptado.)

A acentuação é um tema inerente aos postulados gramaticais que, indiscutivelmente, concebe-se como um fator relevante, em se tratando da linguagem escrita.


A esse respeito, preencha corretamente as lacunas. Em “_______________” e em “_______________”, a sílaba que é pronunciada com maior força em relação às outras indica que ambas são palavras _______________.


A sequência que preenche corretamente as lacunas do texto é

  • A naturais / Piedade / oxítonas.
  • B coração / também / oxítonas.
  • C buscar / tragédias / paroxítonas.
  • D Brumadinho / sertões / paroxítonas.
  • E Atlântica / tradições / proparoxítonas.
29

                              Piedade de Minas

                                                                        Dom Walmor Oliveira de Azevedo*


      Piedade de Minas, grito que brota do coração de cada pessoa, uma vez mais, convocando toda a sociedade mineira a buscar novos rumos. Caminhos que sejam condizentes com a história tricentenária do Estado, suas tradições religiosas e culturais, com o coração bom de seu povo, adornado por valores e princípios. Todos se unam por uma nova etapa civilizatória que respeite as singulares belezas naturais de Minas – dos campos aos sertões, da Mata Atlântica ao alto das montanhas. Piedade de Minas! Precisamos de preces fortes, por compaixão, que devem inspirar gestos cidadãos, alicerçados na solidariedade com os que sofrem as consequências de tragédias criminosas – a exemplo das ocorridas em Brumadinho, em Bento Rodrigues e em tantos outros lugares. [...] No Brasil e, particularmente, em Minas Gerais, é necessário parar tudo o que está comprovadamente errado e promover recomeços, a partir de um horizonte humanitário. [...]

      Dia após dia, o luto do povo mineiro cobre todos, indicando que é hora de ousar e efetivar mudanças para que não ocorram novas tragédias. Minas não pode ser a mesma. Sobre os alicerces de sua rica história, a partir do exercício da cidadania, de modo condizente com os nobres valores de seu povo, o Estado deve iniciar um novo ciclo para a sua história. Tenham todos Piedade de Minas!

* Arcebispo metropolitano de Belo Horizonte.

(Estado de Minas, Caderno Opinião, 01 fev. 2019, p. 7. Adaptado.)

Sobre a passagem transcrita do texto “Piedade de Minas, grito que brota do coração de cada pessoa, uma vez mais, convocando toda a sociedade mineira a buscar novos rumos.”, é correto afirmar que o verbo destacado, sem que haja prejuízo para o sentido, pode ser substituído por

  • A foge.
  • B seca.
  • C nasce.
  • D fenece.
  • E expira.
30

Considerando que o Novo Acordo Ortográfico alterou o emprego do hífen nos compostos e nas formações por prefixação, preencha corretamente as lacunas do texto a seguir com as respectivas palavras.

O conceito de relacionamento ____________ remete para a aptidão de uma pessoa de se relacionar com os seus próprios sentimentos e emoções e é de elevada importância porque vai determinar como cada pessoa age quando é confrontada com situações do ____________. Para ter um relacionamento saudável, um indivíduo deve exercitar áreas como a ____________.

(Disponível em: ˂https://www.significados.com.br/relacionamento-interpessoal/˃. Acesso em 23 jan. 2019. Adaptado.)


A sequência que preenche corretamente as lacunas do texto é

  • A intrapessoal / dia a dia / automotivação.
  • B intrapessoal / dia-a-dia / automotivação.
  • C intra-pessoal / dia a dia / auto-motivação.
  • D intra-pessoal / dia-a-dia / auto-motivação.
  • E intrapessoal / dia a dia / auto-motivação.
31

                Conjugação


         Eu falo                   Eu defendo

         tu ouves                 tu combates

         ele cala.                  ele entrega.


         Eu procuro               Eu canto


         tu indagas                tu calas

         ele esconde.             ele vaia.


         Eu planto                  Eu escrevo

         tu adubas                  tu me lês

         ele colhe.                   ele apaga


          Eu ajunto

           tu conservas

           ele rouba.

(SANT’ANNA, Affonso Romano de. Poesias reunidas: 1965-1999. Porto Alegre: L&PM, 2004, p.157-158.)

O fato expresso pelos verbos do poema é

  • A sofrido pelo sujeito.
  • B praticado pelo sujeito.
  • C praticado pelo apassivador.
  • D sofrido e praticado pelo sujeito.
  • E sofrido e praticado pelo apassivador.
32

                Conjugação


         Eu falo                   Eu defendo

         tu ouves                 tu combates

         ele cala.                  ele entrega.


         Eu procuro               Eu canto


         tu indagas                tu calas

         ele esconde.             ele vaia.


         Eu planto                  Eu escrevo

         tu adubas                  tu me lês

         ele colhe.                   ele apaga


          Eu ajunto

           tu conservas

           ele rouba.

(SANT’ANNA, Affonso Romano de. Poesias reunidas: 1965-1999. Porto Alegre: L&PM, 2004, p.157-158.)

Com referência à compreensão e à interpretação do poema, é correto afirmar que

  • A as ações do pronome “ele” contradizem as ações do “eu”, e o “tu” é um amenizador.
  • B os versos causam um efeito de respeito e subordinação ao interlocutor do sujeito lírico.
  • C o pronome “Eu” assume, em todas as estrofes, o controle da situação em relação às outras pessoas.
  • D o título “Conjugação” enuncia a união de esforços do “eu”, do “tu” e do “ele”, relacionados à vida humana.
  • E os versos do poeta são pobres, pois ele constrói o poema apenas com verbos conjugados das três pessoas do singular.
33

O texto a seguir trata de um acontecimento recente do universo do cinema.


Você sabe por que a Cinderela tem esse nome?


Você sabe por que uma das princesas da Disney leva o nome Cinderela? O novo filme da personagem traz uma explicação.

A palavra seria uma junção de “cinder”, que significa cinzas em inglês, com “Ella”, o nome verdadeiro da jovem.

Na cena inédita do longa, divulgada pela empresa nesta segunda (16), o apelido surge porque as irmãs malvadas debocham do aspecto sujo da menina, que está coberta de pó da lareira. A nova produção traz personagens interpretados por atores reais, inspirados na clássica animação de 1950.

Disponível em: ˂https://www1.folha.uol.com.br/ folhinha/2015/03/1604106-voce-sabe-por-que-a-cinderela-temesse-nome-veja-cena-do-novo-filme.shtml˃. Acesso em 22 jan. 2019. Adaptado.)


A propósito do emprego da palavra “porque”, avalie as seguintes afirmações.

I. Nos títulos, geralmente, utiliza-se a forma “por que” que equivale a “por qual motivo”.

II. A palavra grifada na frase “Surge porque as irmãs” equivale a “pois”, “uma vez que”.

III. Na primeira linha do texto, o vocábulo “por que” pode ser substituído por “pela qual”.

IV. No título do texto, o termo “por que” é adjetivado e é sinônimo de “motivo”, “razão”.


Está correto apenas o que se afirma em

  • A I e II.
  • B II e III.
  • C III e IV.
  • D I, II e IV.
  • E II, III e IV.
34

O artigo é um signo que exige a presença de outro (ou outros) com o qual se associa. Ele se classifica em definido e em indefinido.

Considere esse princípio e leia o texto seguinte.


A noite/2


Eu adormeço às margens de uma mulher: eu adormeço às margens de um abismo.

(GALEANO, Eduardo. Mulheres. Porto Alegre: L&PM, 1997, p. 28.)


Analise as afirmações a seguir e a relação proposta entre elas.


I. Os artigos grifados nas frases apresentadas, antepostos aos substantivos, são classificados como indefinidos


PORQUE


II. atribuem aos seres que acompanham um sentido preciso, particularizando as palavras “mulher” e “abismo”.


Sobre as afirmações, é correto afirmar que

  • A as duas são falsas.
  • B a primeira é falsa e a segunda é verdadeira.
  • C a primeira é verdadeira e a segunda é falsa.
  • D as duas são verdadeiras e a segunda é uma justificativa correta da primeira.
  • E as duas são verdadeiras, mas a segunda não é uma justificativa da primeira.
35

A fábula é um texto narrativo alegórico e curto, escrito em prosa ou verso, no qual as personagens são geralmente animais com características humanas como a fala, os costumes, por exemplo, e apresenta uma lição moral, ou seja, traz um ensinamento para o ser humano.


A esse respeito, leia o texto seguinte.


                                   A raposa e as uvas


      A raposa vinha pela estrada quando viu uma parreira carregada de suculentas uvas vermelhas.

      – Essas uvas já estão no papo – pensou.

      Doce ilusão. A raposa tentou de tudo, mas os cachos estavam tão altos que não conseguiu apanhar um bago que fosse.

      Matreira, ela comentou para quem quisesse ouvir:

      – Reparando bem, essas uvas estão muito verdes. Raposas não comem uvas verdes, pois dão dor de barriga.

      E foi embora.

      Quando já tinha percorrido algumas léguas, um vento forte começou a soprar. Então a raposa voltou depressa e pôs-se a farejar o chão em busca de bagos de uva.

      Quem desdenha quer comprar.

(DE LA FONTAINE, Jean. Fábulas de Esopo. São Paulo: Scipione, 1998, p. 18. Adaptado.)

Podemos distribuir sistematicamente os gêneros textuais, o que não significa que estejamos fazendo classificações. Portanto, segundo alguns critérios gerais e subdividindo a produção textual entre fala e escrita, considere o gênero fábula e preencha corretamente as lacunas.

O domínio discursivo da fábula, com seus operadores comunicativos, é o texto __________ e a modalidade retórica que corresponde ao tipo textual se refere ao ato de __________. Quanto à modalidade de uso da língua, a fábula pode ser __________ .

A sequência que preenche corretamente as lacunas do texto é

  • A religioso / narrar / escrita.
  • B ficcional / argumentar / oral.
  • C ficcional / narrar / oral e escrita.
  • D técnico / informar / oral e escrita.
  • E instrucional / descrever / oral e escrita.
36

A fábula é um texto narrativo alegórico e curto, escrito em prosa ou verso, no qual as personagens são geralmente animais com características humanas como a fala, os costumes, por exemplo, e apresenta uma lição moral, ou seja, traz um ensinamento para o ser humano.


A esse respeito, leia o texto seguinte.


                                   A raposa e as uvas


      A raposa vinha pela estrada quando viu uma parreira carregada de suculentas uvas vermelhas.

      – Essas uvas já estão no papo – pensou.

      Doce ilusão. A raposa tentou de tudo, mas os cachos estavam tão altos que não conseguiu apanhar um bago que fosse.

      Matreira, ela comentou para quem quisesse ouvir:

      – Reparando bem, essas uvas estão muito verdes. Raposas não comem uvas verdes, pois dão dor de barriga.

      E foi embora.

      Quando já tinha percorrido algumas léguas, um vento forte começou a soprar. Então a raposa voltou depressa e pôs-se a farejar o chão em busca de bagos de uva.

      Quem desdenha quer comprar.

(DE LA FONTAINE, Jean. Fábulas de Esopo. São Paulo: Scipione, 1998, p. 18. Adaptado.)

Atente para os vocábulos numerados e, em seguida, associe corretamente a palavra à sua respectiva definição.


Palavras

1) Parreira

2) Bago

3) Matreira

4) Farejar

5) Desdenha


Definições

( ) significa falta de consideração.

( ) designa alguns grãos miúdos.

( ) é comum a certas trepadeiras.

( ) indica experiência e sagacidade.

( ) traduz a aspiração de um cheiro.


A sequência correta dessa associação é

  • A 3 ,1, 5, 4, 2.
  • B 5, 2, 1, 3, 4.
  • C 2, 1, 5, 4, 3.
  • D 5, 2, 3, 1, 4.
  • E 2, 3, 4, 5, 1.
37

                              Piedade de Minas

                                                                        Dom Walmor Oliveira de Azevedo*


      Piedade de Minas, grito que brota do coração de cada pessoa, uma vez mais, convocando toda a sociedade mineira a buscar novos rumos. Caminhos que sejam condizentes com a história tricentenária do Estado, suas tradições religiosas e culturais, com o coração bom de seu povo, adornado por valores e princípios. Todos se unam por uma nova etapa civilizatória que respeite as singulares belezas naturais de Minas – dos campos aos sertões, da Mata Atlântica ao alto das montanhas. Piedade de Minas! Precisamos de preces fortes, por compaixão, que devem inspirar gestos cidadãos, alicerçados na solidariedade com os que sofrem as consequências de tragédias criminosas – a exemplo das ocorridas em Brumadinho, em Bento Rodrigues e em tantos outros lugares. [...] No Brasil e, particularmente, em Minas Gerais, é necessário parar tudo o que está comprovadamente errado e promover recomeços, a partir de um horizonte humanitário. [...]

      Dia após dia, o luto do povo mineiro cobre todos, indicando que é hora de ousar e efetivar mudanças para que não ocorram novas tragédias. Minas não pode ser a mesma. Sobre os alicerces de sua rica história, a partir do exercício da cidadania, de modo condizente com os nobres valores de seu povo, o Estado deve iniciar um novo ciclo para a sua história. Tenham todos Piedade de Minas!

* Arcebispo metropolitano de Belo Horizonte.

(Estado de Minas, Caderno Opinião, 01 fev. 2019, p. 7. Adaptado.)

É correto afirmar que na frase “Caminhos que sejam condizentes com a história tricentenária do Estado, suas tradições religiosas e culturais...”, a palavra em destaque pertence à mesma classe gramatical da que está grifada em

  • A “... uma prece por compaixão...”
  • B “... adornado por valores e princípios...”
  • C “... convocando toda a sociedade mineira...”
  • D “... em Bento Rodrigues e em tantos outros lugares.”
  • E “... a exemplo das que ocorreram em Brumadinho...”
38

Considerando a ortografia da língua portuguesa, todas as palavras estão escritas corretamente em

  • A encher / jiló / embaçado / riqueza.
  • B enxurrada / pajé / fiçura / visitante.
  • C enxarcar / viagem / pinça / analizar.
  • D mexer / vertijem / passoca / enraisar.
  • E quizer / enchaqueca / pólen / conciência.
39

A fábula é um texto narrativo alegórico e curto, escrito em prosa ou verso, no qual as personagens são geralmente animais com características humanas como a fala, os costumes, por exemplo, e apresenta uma lição moral, ou seja, traz um ensinamento para o ser humano.


A esse respeito, leia o texto seguinte.


                                   A raposa e as uvas


      A raposa vinha pela estrada quando viu uma parreira carregada de suculentas uvas vermelhas.

      – Essas uvas já estão no papo – pensou.

      Doce ilusão. A raposa tentou de tudo, mas os cachos estavam tão altos que não conseguiu apanhar um bago que fosse.

      Matreira, ela comentou para quem quisesse ouvir:

      – Reparando bem, essas uvas estão muito verdes. Raposas não comem uvas verdes, pois dão dor de barriga.

      E foi embora.

      Quando já tinha percorrido algumas léguas, um vento forte começou a soprar. Então a raposa voltou depressa e pôs-se a farejar o chão em busca de bagos de uva.

      Quem desdenha quer comprar.

(DE LA FONTAINE, Jean. Fábulas de Esopo. São Paulo: Scipione, 1998, p. 18. Adaptado.)

Após a leitura atenta da fábula, é correto afirmar que

  • A a raposa desistiu de comer as uvas porque elas estavam verdes.
  • B a raposa não se importou com a dor de barriga após comer as uvas verdes.
  • C a expressão “doce ilusão” se refere às saborosas uvas que estavam vermelhas.
  • D “Raposas não comem uvas verdes” é uma justificativa para a dificuldade da raposa.
  • E a raposa é “inocente” porque se comportou como alguém ingênua ao desdenhar das uvas.
40

Inseriram-se, neste texto, colchetes e numerações para isolar algumas orações subordinadas.


Amazon volta a investir em livro impresso e abre até livraria

Publicado em 10 de fevereiro de 2017

Dez anos atrás, [quando Jeff Bezos lançou o leitor eletrônico Kindle em Nova York](1), ele declarou que “o livro é uma forma tão evoluída e tão apropriada à sua tarefa [que é muito difícil substituí-lo].”(2) O fundador da Amazon estava certo: [no segundo trimestre deste ano, a empresa vai abrir uma livraria em Manhattan.](3)

Há sinais de renascimento para os livros, em toda parte. A cadeia britânica de livrarias Waterstone saiu do vermelho no ano passado depois de seis anos de prejuízos. As vendas de livros em papel subiram em 3% nos Estados Unidos, [enquanto as de livros eletrônicos caíram.](4) A tecnologia digital não gerou no mercado de livros uma revolução semelhante à [que causou na música, televisão e notícias;](5) ainda gostamos de ler livros.

(Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2017/02/1857548-amazon-volta-a-investir-em-livro-impresso-e-abre-ate-livraria.shtml> . Acesso em: 25 abr. 2017).


Categorizou-se acertadamente o valor de sentido das orações subordinadas isoladas entre colchetes com a numeração entre parênteses em
  • A (1) proporção.
  • B (2) consequência.
  • C (3) tempo.
  • D (4) condição.
  • E (5) causa.
Voltar para lista