SELECT q.id, q.enunciado, q.texto, q.resposta_certa_id, q.cod_copia, q.materia_id, q.resposta_certo_errado, q.is_anulada, q.is_desatualizada, q.link_copia, q.link_resposta, q.is_revisado, q.is_ativo, q.is_sync_img, q.is_auto_review, q.data_atualizacao , qc.concurso_id, qc.ordem FROM questao q LEFT JOIN _questao_concurso qc ON qc.questao_id = q.id LEFT JOIN concurso c ON c.id = qc.concurso_id LEFT JOIN _simulado_questao sq ON sq.questao_id = q.id WHERE 1=1 AND sq.simulado_id = :id ORDER BY sq.id ASC

Resolver o Simulado Departamento Estadual de Trânsito do Estado do Ceará (DETRAN-CE) - Agente de Fiscalização de Trânsito - Nível Médio

0 / 118

Noções de Informática

1
Qual dos itens abaixo não guarda nenhuma relação de função com antivírus e segurança de dados?
  • A Ferramentas anti-malware.
  • B Firewall.
  • C Mainframes.
  • D Criptografia.
2
Qual dos itens abaixo não guarda nenhuma relação de função com antivírus e segurança de dados?
  • A Ferramentas anti-malware.
  • B Firewall.
  • C Mainframes.
  • D Criptografia.
3

Antivírus ou Anti-Malware é um tipo de programa de software concebido para prevenir, detectar e reparar códigos maliciosos em dispositivos de endpoint e sistemas de TI. A primeira camada de proteção em um sistema de e-mail seguro é a análise de vírus/malware para garantir a confiabilidade das mensagens de e-mail recebidas e enviadas através do sistema. As chances de sua empresa ser infectada por malware através de mensagens de e-mail são quase 100% em um sistema desprotegido. Marque o item onde não figura um dos antivírus bastante conhecidos no mercado de informática:

  • A Nero.
  • B Mcafee.
  • C Norton.
  • D AVG.
4

Antivírus ou Anti-Malware é um tipo de programa de software concebido para prevenir, detectar e reparar códigos maliciosos em dispositivos de endpoint e sistemas de TI. A primeira camada de proteção em um sistema de e-mail seguro é a análise de vírus/malware para garantir a confiabilidade das mensagens de e-mail recebidas e enviadas através do sistema. As chances de sua empresa ser infectada por malware através de mensagens de e-mail são quase 100% em um sistema desprotegido. Marque o item onde não figura um dos antivírus bastante conhecidos no mercado de informática:

  • A Nero.
  • B Mcafee.
  • C Norton.
  • D AVG.
5
A propriedade de segurança da informação que diz respeito a salvaguarda da exatidão e completeza dos dados ou informação, equivale a alternativa:
  • A Integridade
  • B Autenticação
  • C Confidencialidade
  • D Backup
  • E Controle
6
Técnica de embaralhar digitalmente uma mensagem, para transmiti-la de forma sigilosa, permitindo somente ao usuário autorizado a extração de seu conteúdo.
  • A Certificação digital
  • B Assinatura digital
  • C Algoritmo
  • D Máscara de rede
  • E Criptografia
7
No que se refere ao Windows 7, assinale a alternativa correta:
  • A Arquivos do tipo PDF são muito utilizados devido à alta compatibilidade e à baixa complexidade de alterar seu conteúdo, remover e inserir páginas pelo MS-Office.
  • B A lixeira é uma pasta que tem a finalidade de guardar arquivos temporariamente; de forma alguma é utilizada para armazenamento de arquivos do usuário.
  • C Na “Central de Facilidade e Acesso”, pode-se aplicar temas de alto contraste, desativar animações desnecessárias, ativar narrador e lupa, etc.
  • D Depois de ser realizada a instalação padrão, o Windows 7 não dispõe de nenhuma ferramenta para compactar ou descompactar arquivos.
  • E A ocultação é um mecanismo que serve para evitar a deleção de arquivos do sistema; logo, não há uma forma para que os arquivos ocultos sejam exibidos para usuários.
8
No que se refere ao Windows 7, assinale a alternativa correta:
  • A Arquivos do tipo PDF são muito utilizados devido à alta compatibilidade e à baixa complexidade de alterar seu conteúdo, remover e inserir páginas pelo MS-Office.
  • B A lixeira é uma pasta que tem a finalidade de guardar arquivos temporariamente; de forma alguma é utilizada para armazenamento de arquivos do usuário.
  • C Na “Central de Facilidade e Acesso”, pode-se aplicar temas de alto contraste, desativar animações desnecessárias, ativar narrador e lupa, etc.
  • D Depois de ser realizada a instalação padrão, o Windows 7 não dispõe de nenhuma ferramenta para compactar ou descompactar arquivos.
  • E A ocultação é um mecanismo que serve para evitar a deleção de arquivos do sistema; logo, não há uma forma para que os arquivos ocultos sejam exibidos para usuários.
9
Um funcionário da prefeitura de Sarzedo irá conectar um laptop disponibilizado pela prefeitura, rodando o Windows 7, versão português, à rede Wi-Fi de seu local de trabalho, com o intuito de acessar a internet. Ao conectar-se na rede da prefeitura, o Windows solicitou a definição de um local de rede.

Assinale a alternativa que apresenta o tipo de local de rede recomendado pela Microsoft para o caso em questão.
  • A Doméstica.
  • B Corporativa.
  • C Pública.
  • D Municipal.
10

    O Microsoft Windows 7 possui uma ferramenta de atualização automática do sistema operacional denominada Windows Update. 

    Sobre o funcionamento do Windows Update, seleciona a alternativa INCORRETA.

  • A O Windows Update suporta download e instalação automáticos de atualizações.
  • B O Windows Update suporta download automático das atualizações, seguido da emissão de um aviso quando essas estão prontas para a instalação.
  • C O Windows Update suporta a verificação manual de atualizações.
  • D Por padrão da Microsoft, o Windows 7 executa o Windows Update apenas quando o usuário “logado” no computador é Administrador.
11
Renato pretende fechar um programa que está travado na sua máquina. Qual dos atalhos abaixo Renato deve usar no teclado que está conectado a sua máquina que tem instalado o Sistema Operacional Windows 7 para abrir a janela Gerenciador de Tarefas do Windows?
  • A Ctrl + Shift + Esc.
  • B Ctrl + Shift + G.
  • C Ctrl + Shift + PageDown.
  • D Ctrl + Shift + Home.
12
Renato pretende fechar um programa que está travado na sua máquina. Qual dos atalhos abaixo Renato deve usar no teclado que está conectado a sua máquina que tem instalado o Sistema Operacional Windows 7 para abrir a janela Gerenciador de Tarefas do Windows?
  • A Ctrl + Shift + Esc.
  • B Ctrl + Shift + G.
  • C Ctrl + Shift + PageDown.
  • D Ctrl + Shift + Home.
13

O computador é uma máquina eletrônica que trabalha com dados e informações e que pode executar vários tipos de tarefas e cálculos.


Qual é a estrutura básica de periféricos de um computador?

  • A Mouse, Webcam, Monitor e Teclado.
  • B Webcam, Mouse, Teclado e Impressora.
  • C Webcam, Monitor, Teclado e Impressora.
  • D Mouse, Monitor, Teclado e CPU/Gabinete.
14

O computador é uma máquina eletrônica que trabalha com dados e informações e que pode executar vários tipos de tarefas e cálculos.


Qual é a estrutura básica de periféricos de um computador?

  • A Mouse, Webcam, Monitor e Teclado.
  • B Webcam, Mouse, Teclado e Impressora.
  • C Webcam, Monitor, Teclado e Impressora.
  • D Mouse, Monitor, Teclado e CPU/Gabinete.
15
Considerando o MS Word 2013 (versão português Brasil), assinale a alternativa que possibilita a inserção de conteúdo de um documento Word existente em um novo documento ou em documento diferente.
  • A Inserir→Texto→objeto→Texto do Arquivo
  • B Inserir→Páginas→Arquivo
  • C Inserir→Links→Indicador
  • D Layout da Página→Quebras→Seção→Arquivo
  • E Layout da Página→Mesclar documentos

Português

16

Da análise dos itens abaixo assinale a alternativa que representa quais estão corretos em relação a colocação da crase:


I – Para ocupar essa posição, é necessário atender às necessidades anunciadas.

II – A bebida é sempre nociva àqueles que se embriagam. Procurou explicar-se àquela comissão, mas ela não tolerou o erro.

III – Um policial à paisana trocou tiros com três homens que tentavam roubar um banco. 

  • A I e III.
  • B I, II e III.
  • C apenas o item III.
  • D apenas o item II.
  • E II e III.
17

Da análise dos itens abaixo assinale a alternativa que representa quais estão corretos em relação a colocação da crase:


I – Para ocupar essa posição, é necessário atender às necessidades anunciadas.

II – A bebida é sempre nociva àqueles que se embriagam. Procurou explicar-se àquela comissão, mas ela não tolerou o erro.

III – Um policial à paisana trocou tiros com três homens que tentavam roubar um banco. 

  • A I e III.
  • B I, II e III.
  • C apenas o item III.
  • D apenas o item II.
  • E II e III.
18
O uso adequado da pontuação é fundamental para o bom entendimento do texto. Nos casos abaixo, a vírgula está usada de forma inadequada em: 
  • A Todos os cidadãos brasileiros, são iguais perante a lei, conforme a Constituição Federal.
  • B Além disso, à noite, fazer caminhada até a minha casa é inseguro.
  • C Agora, em relação à tecnologia, os jovens dispõem de uma série de comodidades, salientou o pesquisador.
  • D "Eu sei, mas não devia" (Marina Colasanti).
  • E Ainda havia muito a se deliberar, todavia, considerando o horário avançado, a reunião foi encerrada.
19
O uso adequado da pontuação é fundamental para o bom entendimento do texto. Nos casos abaixo, a vírgula está usada de forma inadequada em: 
  • A Todos os cidadãos brasileiros, são iguais perante a lei, conforme a Constituição Federal.
  • B Além disso, à noite, fazer caminhada até a minha casa é inseguro.
  • C Agora, em relação à tecnologia, os jovens dispõem de uma série de comodidades, salientou o pesquisador.
  • D "Eu sei, mas não devia" (Marina Colasanti).
  • E Ainda havia muito a se deliberar, todavia, considerando o horário avançado, a reunião foi encerrada.
20
O uso adequado da pontuação é fundamental para o bom entendimento do texto. Nos casos abaixo, a vírgula está usada de forma inadequada em: 
  • A Todos os cidadãos brasileiros, são iguais perante a lei, conforme a Constituição Federal.
  • B Além disso, à noite, fazer caminhada até a minha casa é inseguro.
  • C Agora, em relação à tecnologia, os jovens dispõem de uma série de comodidades, salientou o pesquisador.
  • D "Eu sei, mas não devia" (Marina Colasanti).
  • E Ainda havia muito a se deliberar, todavia, considerando o horário avançado, a reunião foi encerrada.
21
O uso adequado da pontuação é fundamental para o bom entendimento do texto. Nos casos abaixo, a vírgula está usada de forma inadequada em: 
  • A Todos os cidadãos brasileiros, são iguais perante a lei, conforme a Constituição Federal.
  • B Além disso, à noite, fazer caminhada até a minha casa é inseguro.
  • C Agora, em relação à tecnologia, os jovens dispõem de uma série de comodidades, salientou o pesquisador.
  • D "Eu sei, mas não devia" (Marina Colasanti).
  • E Ainda havia muito a se deliberar, todavia, considerando o horário avançado, a reunião foi encerrada.
22

Saúde Mental: Precisamos falar sobre depressão

Mais de 11 milhões de brasileiros foram diagnosticados com a depressão, segundo a Pesquisa Nacional

de Saúde. Os jovens estão entre os mais afetados pela doença que, segundo previsão da Organização

Mundial da Saúde (OMS), poderá ser a mais incapacitante do mundo até 2020.

A juventude enfrenta desafios muitas vezes sem amparo da família ou do poder público, incluindo o

trabalho, a pressão pela sua formação escolar e escolhas de vida. Consequentemente, a saúde mental é

afetada desencadeando doenças como a depressão e a ansiedade. Frases como “fica bem”, “você precisa se

esforçar” ou “fica tranquilo” são comuns a quem está nessa condição, mas não funcionam para quem passa

todos os dias por isso.

A escola pode ser um dos grandes motores para esse problema na vida dos estudantes. Números indicam

que 56% dos alunos brasileiros ficam mais estressados durante os estudos, de acordo com o Programa de

Avaliação Internacional de Estudantes da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico

(OCDE). Os baixos investimentos em uma educação pública de qualidade e a falta de suporte aos jovens

ampliam ainda mais esse número.

A população ainda desconhece, na prática, a doença e confunde muitas vezes como mera “tristeza” ou

“baixo astral”. Antônio Geraldo da Silva, superintendente técnico da Associação Brasileira de Psiquiatria

e presidente da Associação Psiquiátrica da América Latina (APAL), afirma que "depressão não é frescura

nem falta de religiosidade. É transtorno psiquiátrico e precisa ser diagnosticado e tratado como tal".

Antônio Geraldo ressalta que é preciso quebrar o preconceito relacionado às questões de saúde mental,

levando informações corretas à população. “A psicofobia (discriminação contra os portadores de

transtornos e deficiências mentais) é um grande obstáculo a ser transpassado para que a população não

tenha vergonha de procurar ajuda”, afirma o psiquiatra.

De acordo com Antônio, alguns cuidados podem ser tomados para que se tenha uma boa saúde mental:

aumentar a frequência de exercícios físicos, mantendo a prática regular; cuidar da alimentação; aumentar a

frequência de atividades prazerosas, sozinhas ou em grupo, tudo isso ajuda a manter uma boa saúde mental.

“O isolamento social é comprovadamente adoecedor”, ressalta o psiquiatra.

Antônio destaca que “quanto mais cedo o diagnóstico e o tratamento da depressão e/ou ansiedade, mais

fácil de se tratar e devolver ao paciente uma vida sem prejuízos”.

A situação deve ser tratada como questão de saúde pública para prevenir que os jovens aumentem as

estimativas sobre a doença. Para quem sofre com a depressão e a ansiedade, a vida perde cores, levando

muitos a tirarem a própria vida como única solução. Atualmente, o suicídio é a segunda principal causa de

óbito entre os jovens de 10 a 24 anos, de acordo com a OMS.

A vida se torna um peso a ser carregado por quem sofre dos estágios mais avançados da doença. A taxa

de suicídios de jovens subiu 10% desde 2002, entre a população de 15 a 29 anos no Brasil de acordo com

o Mapa da Violência de 2017, publicado com base nos dados do Sistema de Informações de Mortalidade

(SIM) do Ministério da Saúde.

As mortes por suicídio estão diretamente ligadas a transtornos mentais diagnosticados ou não, tratados

de forma inadequada ou não tratados de forma alguma. De acordo com Antônio Geraldo, “quanto mais as

pessoas tiverem acesso à informação, entendendo que o suicídio é uma emergência médica, mais chances

teremos de diminuir os números relacionados a essa triste realidade”.

“Pensar em saúde mental de qualidade é entender que o psiquiatra não é ‘médico de loucos’,

incentivando a busca por auxílio psiquiátrico sempre que observados os sintomas iniciais de quaisquer

transtornos”, conclui Antônio.

(GUAGLIANOME, Diego. #SaúdeMental: Precisamos falar sobre depressão. Disponível em https://ubes.org.br/2018/saudemental-precisamos-falar-sobre-depressao/ . Acessado em 26/09/2018)

Releia o trecho: “De acordo com Antônio, alguns cuidados podem ser tomados para que se tenha uma boa saúde mental...” e assinale a alternativa em que a colocação pronominal se justifica pelo mesmo motivo, segundo a norma culta:

  • A Aquela é a universidade onde me formei.
  • B Cumpriremos o acordo se nos agradar.
  • C Jamais lhe dê ouvidos, pois ele não presta.
  • D Havia duas ideias que se tornaram importantes.
23

Atenção: Para responder à questão, baseie-se no texto abaixo.


Presente para Maria da Graça


Quando ela chegou à idade avançada de quinze anos eu lhe dei de presente o livro Alice no País das Maravilhas. Esse livro é doido, Maria da Graça. Isto é: o sentido dele está em ti.
Escuta: se não descobrires algum sentido que há em toda loucura acabarás louca. Aprende, pois, logo de saída para a grande vida, a ler esse livro como um simples manual do sentido evidente de todas as coisas, inclusive as loucuras. A realidade, Maria, é louca.
Não te espantes quando o mundo amanhecer irreconhecível. Para melhor ou pior, isso acontece muitas vezes por ano. “Quem sou eu neste mundo?" Essa indagação perplexa é o lugar-comum de toda história de gente. Quantas vezes mais decifrares essa charada, tão entranhada em ti mesma como os teus ossos, mais forte ficarás. Não importa qual seja a resposta: o importante é dar ou inventar uma resposta. Ainda que seja mentira.
Os homens vivem apostando corrida, Maria. Nos escritórios, nos negócios, na política, todos vivem apostando corrida. São competições tão confusas, tão cheias de truques, tão desnecessárias que, quando os corredores chegam exaustos a um ponto costumam perguntar: “Quem ganhou?” Bobagem, Maria. Há mais sentido nas saudáveis loucuras da nossa imaginação do que na seriedade que atribuímos a algumas bobagens que chamamos de “realidade”.

(Adaptado de: CAMPOS, Paulo Mendes. O amor acaba. São Paulo: Companhia das Letras, 2013, p. 191-192)
Há presença de forma verbal na voz passiva e adequada correlação entre os tempos e modos verbais na frase:
  • A Quando se chegasse à idade avançada dos quinze anos, não deverão faltar ao aniversariante os dotes máximos da imaginação.
  • B As corridas que se apostam no mundo dos negócios constituem uma prova de que os homens perdem tempo com tolos desafios.
  • C Aqueles a quem a loucura sempre espantará não teriam aproveitado o uso saudável da imaginação mais criativa.
  • D Se o mundo um dia surgir como irreconhecível, você terá imaginado que, além de você mesmo, também ele enlouqueceu.
  • E Por pior que fosse uma mentira ela terá sempre o dom de apelar para a imaginação de que a realidade costumasse se esquivar.
24

A ortografia estuda a forma correta da escrita das palavras de uma determinada língua, no caso a Língua Portuguesa. É influenciada pela etimologia e fonologia das palavras, assim sendo observe com atenção o texto. Agente Penitenciário, Agente Prisional, Agente de Segurança Penitenciário ou Agente Estadual/Federal de Execução Penal. Entre suas atribuições estão: manter a ordem, diciplina, custódia e vigilância no interior das unidades prisionais, assim como no âmbito externo das unidades, como escolta armada para audiências judiciais, transferência de presos etc. Desempenham serviços de natureza policial como aprensões de ilícitos, revistas pessoais em detentos e visitantes, revista em veículos que adentram as unidades prisionais, controle de rebeliões e ronda externa na área do perímetro de segurança ao redor da unidade prisional. Garantem a segurança no trabalho de ressosialização dos internos promovido pelos pisicólogos, pedagogos e assistentes sociais. Estão subordinados às Secretarias de Estado de Administração Penitenciária - SEAP, secretarias de justiças ou defesa social, dependendo da nomenclatura adotada em cada Estado.

                                         Fonte: Wikipedia – *com alterações ortográficas.


Assinale a alternativa que apresenta todas as palavras, retiradas do texto, com equívocos em sua ortografia. 

  • A atribuições; diciplina; audiências; desempenham.
  • B diciplina; aprensões; ressosialização; pisicólogos.
  • C audiências; ilícitos; atribuições; desempenham.
  • D perímetro; diciplina; desempenham; ilícitos.
  • E aprensões; ressosialização; desempenham; audiências.
25

A ortografia estuda a forma correta da escrita das palavras de uma determinada língua, no caso a Língua Portuguesa. É influenciada pela etimologia e fonologia das palavras, assim sendo observe com atenção o texto. Agente Penitenciário, Agente Prisional, Agente de Segurança Penitenciário ou Agente Estadual/Federal de Execução Penal. Entre suas atribuições estão: manter a ordem, diciplina, custódia e vigilância no interior das unidades prisionais, assim como no âmbito externo das unidades, como escolta armada para audiências judiciais, transferência de presos etc. Desempenham serviços de natureza policial como aprensões de ilícitos, revistas pessoais em detentos e visitantes, revista em veículos que adentram as unidades prisionais, controle de rebeliões e ronda externa na área do perímetro de segurança ao redor da unidade prisional. Garantem a segurança no trabalho de ressosialização dos internos promovido pelos pisicólogos, pedagogos e assistentes sociais. Estão subordinados às Secretarias de Estado de Administração Penitenciária - SEAP, secretarias de justiças ou defesa social, dependendo da nomenclatura adotada em cada Estado.

                                         Fonte: Wikipedia – *com alterações ortográficas.


Assinale a alternativa que apresenta todas as palavras, retiradas do texto, com equívocos em sua ortografia. 

  • A atribuições; diciplina; audiências; desempenham.
  • B diciplina; aprensões; ressosialização; pisicólogos.
  • C audiências; ilícitos; atribuições; desempenham.
  • D perímetro; diciplina; desempenham; ilícitos.
  • E aprensões; ressosialização; desempenham; audiências.
26

E se o Império Romano não tivesse acabado?

    Em vez da França, a província de Gália. Em vez da Inglaterra, a Bretanha. Em vez da Bulgária, a Trácia. Quem já leu as aventuras de Asterix conhece bem esses nomes esquisitos de regiões dominadas pelos exércitos de Roma (as histórias do herói gaulês se passam por volta de 50 a.C., época do apogeu do Império Romano). Pois assim seria o Velho Mundo se o império com sede em Roma não tivesse se desintegrado: uma única nação contornando o Mediterrâneo ao longo das costas europeia, asiática e africana. Mas a mudança dos nomes das localidades europeias é a menos importante das diferenças. O mundo seria outro. O capitalismo talvez ainda não tivesse surgido e, sem ele, a conquista e a colonização da América não aconteceriam. No final das contas, o Brasil poderia ser até hoje uma terra de índios.
    Mas vamos aos poucos. Primeiro é bom lembrar o que houve com o império de Roma. O poder imperial começou a se esfarelar no século 3, quando ocorreram lutas internas entre generais e vivia-se uma verdadeira anarquia militar. Para se ter uma ideia, em 50 anos houve pelo menos 20 imperadores, que foram destituídos um após o outro (alguns inclusive reinaram simultaneamente, em conflito). 
    Não era para menos. A economia romana era baseada no trabalho escravo e o suprimento de escravos dependia da conquista de novos territórios. O problema foi que o reino tornou-se grande demais para ser administrado, as conquistas minguaram, os escravos escassearam e a vida boa acabou. A arrecadação de impostos diminuiu e a população pobre começou a reclamar. Para ajudar, ainda havia o cristianismo (que era contra a escravidão e a riqueza da elite) e uma peste que varreu a região. Nessa barafunda de problemas, tentou-se de tudo, até a divisão administrativa do império em dois, o do Ocidente (com sede em Roma) e o do Oriente (o Império Bizantino), com sede em Constantinopla (onde antes ficava Bizâncio).
    Para este último, a solução foi eficaz. Mas o Império Romano do Ocidente, assolado pela crise econômica, perdeu seu poder militar e foi aos poucos invadido por guerreiros germânicos. Em 395, a divisão administrativa transformou-se em divisão política e o império rachou em dois. Deixada à própria sorte, a metade ocidental durou pouco. A queda definitiva ocorreu em 476, quando a tribo do rei Odoacro derrubou o último chefe de Roma, Rômulo Augústulo. No Oriente, no entanto, o Império Romano continuou existindo por quase mil anos, até 1453, quando os turcos tomaram Constantinopla.
    Se o Império Romano resistisse, possivelmente ele seria parecido com sua metade oriental, diz Pedro Paulo Funari, professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Em primeiro lugar, o imperador seria também o papa, como em Constantinopla, onde o imperador governava tudo o que interessava: o Exército e a Igreja. Ou isso ou haveria uma divisão de poderes com a Igreja. Essa mistureba de papéis provavelmente criaria situações curiosas, como bispos governando uma província como Portugal, ou melhor, a Lusitânia, e párocos dirigindo cidades.
    A influência religiosa seria ainda maior do que foi na Idade Média ou atualmente. Nas províncias, o divórcio e o aborto provavelmente seriam proibidos e não seria nenhum absurdo que alguns costumes alimentares cristãos, como comer peixe às sextas-feiras, tivessem a força de lei, com penas severas (o açoite, o exílio e a prisão domiciliar eram comuns) para quem degustasse uma costelinha no dia sagrado.
    As línguas derivadas do latim, como o português, o espanhol, o francês e o italiano, provavelmente seriam muito diferentes. O português, por exemplo, não teria sofrido a influência das línguas árabe e germânica, já que, nesse nosso mundo hipotético, possivelmente não ocorreriam as invasões dos germânicos e muçulmanos na península Ibérica. Palavras de origem árabe e tão portuguesas, como azeite, não fariam parte do nosso vocabulário.
    E o capitalismo? “Provavelmente demoraria mais para acontecer”, afirma Funari. “Impérios em geral dificultam o desenvolvimento do capitalismo, que depende do individualismo para se desenvolver. Um Estado muito forte e controlador é um obstáculo”, diz o historiador. Na Europa, o feudalismo e a fragmentação do poder favoreceram o surgimento do capitalismo. No Japão, onde houve a fragmentação do Estado e a implantação de um sistema de shogunato, isso também aconteceu, ao contrário da China, um império que durou até 1911. Retardado o capitalismo, a colonização da América também seria outra. E os astecas, incas, tupinambás e guaranis talvez tivessem se desenvolvido mais e oferecido maior resistência aos europeus. Indo mais longe, um império inca talvez pudesse existir até hoje. Mas essa é uma outra hipótese.

(Lia Hama e Adriano Sambugaro – http://super.abril.com.br/cultura/se-imperio-romano-nao-tivesse-acabado-444330.shtml?utm_source= redesabril_super&utm_medium=facebook&utm_campaign=redesabril_jovem.)

Analise as frases a seguir, observando a função e o uso destacado da palavra “se”.

I. “As histórias do herói gaulês se passam por volta de 50 a.C.” (1º§).

II. “[...] assim seria o Velho Mundo se o império com sede em Roma não tivesse se desintegrado.” (1º§).

III. “O poder imperial começou a se esfarelar no século 3 [...].” (2º§).

IV. Se o Império Romano resistisse, possivelmente ele seria parecido com sua metade oriental [...].” (5º§).

“Se” tem a mesma função apenas em
  • A I e II.
  • B II e III.
  • C III e IV.
  • D I, II e IV.
27

E se o Império Romano não tivesse acabado?

    Em vez da França, a província de Gália. Em vez da Inglaterra, a Bretanha. Em vez da Bulgária, a Trácia. Quem já leu as aventuras de Asterix conhece bem esses nomes esquisitos de regiões dominadas pelos exércitos de Roma (as histórias do herói gaulês se passam por volta de 50 a.C., época do apogeu do Império Romano). Pois assim seria o Velho Mundo se o império com sede em Roma não tivesse se desintegrado: uma única nação contornando o Mediterrâneo ao longo das costas europeia, asiática e africana. Mas a mudança dos nomes das localidades europeias é a menos importante das diferenças. O mundo seria outro. O capitalismo talvez ainda não tivesse surgido e, sem ele, a conquista e a colonização da América não aconteceriam. No final das contas, o Brasil poderia ser até hoje uma terra de índios.
    Mas vamos aos poucos. Primeiro é bom lembrar o que houve com o império de Roma. O poder imperial começou a se esfarelar no século 3, quando ocorreram lutas internas entre generais e vivia-se uma verdadeira anarquia militar. Para se ter uma ideia, em 50 anos houve pelo menos 20 imperadores, que foram destituídos um após o outro (alguns inclusive reinaram simultaneamente, em conflito). 
    Não era para menos. A economia romana era baseada no trabalho escravo e o suprimento de escravos dependia da conquista de novos territórios. O problema foi que o reino tornou-se grande demais para ser administrado, as conquistas minguaram, os escravos escassearam e a vida boa acabou. A arrecadação de impostos diminuiu e a população pobre começou a reclamar. Para ajudar, ainda havia o cristianismo (que era contra a escravidão e a riqueza da elite) e uma peste que varreu a região. Nessa barafunda de problemas, tentou-se de tudo, até a divisão administrativa do império em dois, o do Ocidente (com sede em Roma) e o do Oriente (o Império Bizantino), com sede em Constantinopla (onde antes ficava Bizâncio).
    Para este último, a solução foi eficaz. Mas o Império Romano do Ocidente, assolado pela crise econômica, perdeu seu poder militar e foi aos poucos invadido por guerreiros germânicos. Em 395, a divisão administrativa transformou-se em divisão política e o império rachou em dois. Deixada à própria sorte, a metade ocidental durou pouco. A queda definitiva ocorreu em 476, quando a tribo do rei Odoacro derrubou o último chefe de Roma, Rômulo Augústulo. No Oriente, no entanto, o Império Romano continuou existindo por quase mil anos, até 1453, quando os turcos tomaram Constantinopla.
    Se o Império Romano resistisse, possivelmente ele seria parecido com sua metade oriental, diz Pedro Paulo Funari, professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Em primeiro lugar, o imperador seria também o papa, como em Constantinopla, onde o imperador governava tudo o que interessava: o Exército e a Igreja. Ou isso ou haveria uma divisão de poderes com a Igreja. Essa mistureba de papéis provavelmente criaria situações curiosas, como bispos governando uma província como Portugal, ou melhor, a Lusitânia, e párocos dirigindo cidades.
    A influência religiosa seria ainda maior do que foi na Idade Média ou atualmente. Nas províncias, o divórcio e o aborto provavelmente seriam proibidos e não seria nenhum absurdo que alguns costumes alimentares cristãos, como comer peixe às sextas-feiras, tivessem a força de lei, com penas severas (o açoite, o exílio e a prisão domiciliar eram comuns) para quem degustasse uma costelinha no dia sagrado.
    As línguas derivadas do latim, como o português, o espanhol, o francês e o italiano, provavelmente seriam muito diferentes. O português, por exemplo, não teria sofrido a influência das línguas árabe e germânica, já que, nesse nosso mundo hipotético, possivelmente não ocorreriam as invasões dos germânicos e muçulmanos na península Ibérica. Palavras de origem árabe e tão portuguesas, como azeite, não fariam parte do nosso vocabulário.
    E o capitalismo? “Provavelmente demoraria mais para acontecer”, afirma Funari. “Impérios em geral dificultam o desenvolvimento do capitalismo, que depende do individualismo para se desenvolver. Um Estado muito forte e controlador é um obstáculo”, diz o historiador. Na Europa, o feudalismo e a fragmentação do poder favoreceram o surgimento do capitalismo. No Japão, onde houve a fragmentação do Estado e a implantação de um sistema de shogunato, isso também aconteceu, ao contrário da China, um império que durou até 1911. Retardado o capitalismo, a colonização da América também seria outra. E os astecas, incas, tupinambás e guaranis talvez tivessem se desenvolvido mais e oferecido maior resistência aos europeus. Indo mais longe, um império inca talvez pudesse existir até hoje. Mas essa é uma outra hipótese.

(Lia Hama e Adriano Sambugaro – http://super.abril.com.br/cultura/se-imperio-romano-nao-tivesse-acabado-444330.shtml?utm_source= redesabril_super&utm_medium=facebook&utm_campaign=redesabril_jovem.)

Assinale a alternativa cujo conteúdo apresenta uso indevido do acento grave, indicador de crase na língua portuguesa.
  • A “Deixada à própria sorte, a metade ocidental durou pouco.” (4º§)
  • B “... não seria nenhum absurdo que alguns costumes alimentares cristãos, como comer peixe às sextas-feiras, tivessem a força de lei, ...” (6º§)
  • C “... não seria nenhum absurdo que costumes alimentares cristãos tivessem a força de lei com penas severas àquele que degustasse uma costelinha no dia sagrado.”
  • D “... assim seria o Velho Mundo se o Império Romano não tivesse se desintegrado: uma única nação contornando o Mediterrâneo à caminho das costas europeia, asiática e africana”.
28

Leia com atenção:


“Mesmo sem saber se jamais chegarei, apetece-me rir e cantar em honra da beleza das coisas.”

                                                   (S. de Mello Breyner Andresen, CE, 102)


A primeira oração do período acima se relaciona à oração principal. Apesar de não possuir conectivo explícito, ela mantém com esta, determinado valor semântico, caracterizado como: 

  • A Tempo.
  • B Explicação.
  • C Condição.
  • D Concessão.
29

Leia com atenção:


“Mesmo sem saber se jamais chegarei, apetece-me rir e cantar em honra da beleza das coisas.”

                                                   (S. de Mello Breyner Andresen, CE, 102)


A primeira oração do período acima se relaciona à oração principal. Apesar de não possuir conectivo explícito, ela mantém com esta, determinado valor semântico, caracterizado como: 

  • A Tempo.
  • B Explicação.
  • C Condição.
  • D Concessão.
30

A utilização da crase em “à” na frase abaixo é justificada pela seguinte regra gramatical:


“Não vejo nenhuma força política, à exceção daquelas que são absolutamente minoritárias.”

                  (Fonte adaptada: uol.com.br >acesso em 08 de junho de 2018)

  • A Há a contração entre a preposição “a” exigida por regência verbal e o artigo definido “a”.
  • B É obrigatório o uso de crase em locuções adverbiais formadas por preposição e palavra feminina.
  • C É obrigatório o uso de crase nesta locução prepositiva.
  • D É obrigatório o uso de crase nesta locução conjuntiva.
31

A utilização da crase em “à” na frase abaixo é justificada pela seguinte regra gramatical:


“Não vejo nenhuma força política, à exceção daquelas que são absolutamente minoritárias.”

                  (Fonte adaptada: uol.com.br >acesso em 08 de junho de 2018)

  • A Há a contração entre a preposição “a” exigida por regência verbal e o artigo definido “a”.
  • B É obrigatório o uso de crase em locuções adverbiais formadas por preposição e palavra feminina.
  • C É obrigatório o uso de crase nesta locução prepositiva.
  • D É obrigatório o uso de crase nesta locução conjuntiva.
32
A depender da sua colocação na frase, determinadas palavras podem variar sua função morfológica. Nesse sentido, assinale a alternativa em que as palavras sublinhadas nas frases pertencem a classes gramaticais diferentes:
  • A “Eu teria, talvez, voltado atrás.” – “Talvez ela não goste tanto de você.”
  • B “Nunca o encontramos em casa.” – “Não lhe desejo o pior.”
  • C " Entramos por aqui.”– “Procuro por alguém interessado em estudar.”
  • D A história se encontra entre o passado e o futuro.” – “O homem estava entre as paredes.”
33
A depender da sua colocação na frase, determinadas palavras podem variar sua função morfológica. Nesse sentido, assinale a alternativa em que as palavras sublinhadas nas frases pertencem a classes gramaticais diferentes:
  • A “Eu teria, talvez, voltado atrás.” – “Talvez ela não goste tanto de você.”
  • B “Nunca o encontramos em casa.” – “Não lhe desejo o pior.”
  • C " Entramos por aqui.”– “Procuro por alguém interessado em estudar.”
  • D A história se encontra entre o passado e o futuro.” – “O homem estava entre as paredes.”

Raciocínio Lógico

34
“Se o pássaro cantar, então ele está vivo.”

Com base na estrutura lógica, assinale a alternativa CORRETA.
  • A pq
  • B pq
  • C pq
  • D pq
35
Analise o trecho e assinale a alternativa que completa CORRETAMENTE a lacuna:

“Quando uma proposição composta for falsa independentemente das proposições simples que a compõem, esta proposição será uma __________________.”
  • A proposição simples.
  • B contradição.
  • C contingência.
  • D tautologia.
36
Acerca das proposições, analise.

I. A árvore é vermelha. Pode-se dizer que essa afirmação ou é falsa ou é verdadeira. Portanto, trata-se de uma proposição.
II. Bom dia! Trata-se de uma saudação. Não podemos dizer que a frase é falsa, nem mesmo que é verdadeira. Portanto, a frase não é uma proposição.
III. As informações das proposições possuem valor lógico totalmente verdadeiro ou totalmente falso. Nunca uma proposição será verdadeira e falsa ao mesmo tempo.

Está(ão) CORRETA(S) a(s) afirmativa(s).
  • A I apenas.
  • B III apenas.
  • C I e II apenas.
  • D I, II e III.
37
Considere a proposição simples p. É uma tautologia a proposição composta descrita em
  • A p ᴧ ~ p
  • B p → ~ p
  • C p ↔ ~ p
  • D ~ (p ᴧ ~ p)
38
Considere a proposição simples p. É uma tautologia a proposição composta descrita em
  • A p ᴧ ~ p
  • B p → ~ p
  • C p ↔ ~ p
  • D ~ (p ᴧ ~ p)
39
Considere a proposição simples p. É uma tautologia a proposição composta descrita em
  • A p ᴧ ~ p
  • B p → ~ p
  • C p ↔ ~ p
  • D ~ (p ᴧ ~ p)
40

Considere que temos três proposições, identificadas como p, q e r. Objetiva-se construir uma tabela-verdade para avaliar os valores lógicos que a proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r pode assumir.

A esse respeito, avalie as afirmações a seguir.

I. A tabela-verdade, nesse caso, terá seis linhas.

II. A tabela-verdade, nesse caso, terá oito linhas.

III. Haverá apenas três linhas da tabela-verdade na coluna correspondente à proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r, que assumirá o valor verdadeiro.

Está correto apenas o que se afirma em

  • A II.
  • B III.
  • C I e III.
  • D II e III.
41

Considere que temos três proposições, identificadas como p, q e r. Objetiva-se construir uma tabela-verdade para avaliar os valores lógicos que a proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r pode assumir.

A esse respeito, avalie as afirmações a seguir.

I. A tabela-verdade, nesse caso, terá seis linhas.

II. A tabela-verdade, nesse caso, terá oito linhas.

III. Haverá apenas três linhas da tabela-verdade na coluna correspondente à proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r, que assumirá o valor verdadeiro.

Está correto apenas o que se afirma em

  • A II.
  • B III.
  • C I e III.
  • D II e III.
42

Considere que temos três proposições, identificadas como p, q e r. Objetiva-se construir uma tabela-verdade para avaliar os valores lógicos que a proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r pode assumir.

A esse respeito, avalie as afirmações a seguir.

I. A tabela-verdade, nesse caso, terá seis linhas.

II. A tabela-verdade, nesse caso, terá oito linhas.

III. Haverá apenas três linhas da tabela-verdade na coluna correspondente à proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r, que assumirá o valor verdadeiro.

Está correto apenas o que se afirma em

  • A II.
  • B III.
  • C I e III.
  • D II e III.
43

Considere que temos três proposições, identificadas como p, q e r. Objetiva-se construir uma tabela-verdade para avaliar os valores lógicos que a proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r pode assumir.

A esse respeito, avalie as afirmações a seguir.

I. A tabela-verdade, nesse caso, terá seis linhas.

II. A tabela-verdade, nesse caso, terá oito linhas.

III. Haverá apenas três linhas da tabela-verdade na coluna correspondente à proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r, que assumirá o valor verdadeiro.

Está correto apenas o que se afirma em

  • A II.
  • B III.
  • C I e III.
  • D II e III.
44

Considere que temos três proposições, identificadas como p, q e r. Objetiva-se construir uma tabela-verdade para avaliar os valores lógicos que a proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r pode assumir.

A esse respeito, avalie as afirmações a seguir.

I. A tabela-verdade, nesse caso, terá seis linhas.

II. A tabela-verdade, nesse caso, terá oito linhas.

III. Haverá apenas três linhas da tabela-verdade na coluna correspondente à proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r, que assumirá o valor verdadeiro.

Está correto apenas o que se afirma em

  • A II.
  • B III.
  • C I e III.
  • D II e III.
45

Considere que temos três proposições, identificadas como p, q e r. Objetiva-se construir uma tabela-verdade para avaliar os valores lógicos que a proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r pode assumir.

A esse respeito, avalie as afirmações a seguir.

I. A tabela-verdade, nesse caso, terá seis linhas.

II. A tabela-verdade, nesse caso, terá oito linhas.

III. Haverá apenas três linhas da tabela-verdade na coluna correspondente à proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r, que assumirá o valor verdadeiro.

Está correto apenas o que se afirma em

  • A II.
  • B III.
  • C I e III.
  • D II e III.
46

Considere que temos três proposições, identificadas como p, q e r. Objetiva-se construir uma tabela-verdade para avaliar os valores lógicos que a proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r pode assumir.

A esse respeito, avalie as afirmações a seguir.

I. A tabela-verdade, nesse caso, terá seis linhas.

II. A tabela-verdade, nesse caso, terá oito linhas.

III. Haverá apenas três linhas da tabela-verdade na coluna correspondente à proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r, que assumirá o valor verdadeiro.

Está correto apenas o que se afirma em

  • A II.
  • B III.
  • C I e III.
  • D II e III.
47

Considere que temos três proposições, identificadas como p, q e r. Objetiva-se construir uma tabela-verdade para avaliar os valores lógicos que a proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r pode assumir.

A esse respeito, avalie as afirmações a seguir.

I. A tabela-verdade, nesse caso, terá seis linhas.

II. A tabela-verdade, nesse caso, terá oito linhas.

III. Haverá apenas três linhas da tabela-verdade na coluna correspondente à proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r, que assumirá o valor verdadeiro.

Está correto apenas o que se afirma em

  • A II.
  • B III.
  • C I e III.
  • D II e III.
48

Considere que temos três proposições, identificadas como p, q e r. Objetiva-se construir uma tabela-verdade para avaliar os valores lógicos que a proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r pode assumir.

A esse respeito, avalie as afirmações a seguir.

I. A tabela-verdade, nesse caso, terá seis linhas.

II. A tabela-verdade, nesse caso, terá oito linhas.

III. Haverá apenas três linhas da tabela-verdade na coluna correspondente à proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r, que assumirá o valor verdadeiro.

Está correto apenas o que se afirma em

  • A II.
  • B III.
  • C I e III.
  • D II e III.
49

Considere que temos três proposições, identificadas como p, q e r. Objetiva-se construir uma tabela-verdade para avaliar os valores lógicos que a proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r pode assumir.

A esse respeito, avalie as afirmações a seguir.

I. A tabela-verdade, nesse caso, terá seis linhas.

II. A tabela-verdade, nesse caso, terá oito linhas.

III. Haverá apenas três linhas da tabela-verdade na coluna correspondente à proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r, que assumirá o valor verdadeiro.

Está correto apenas o que se afirma em

  • A II.
  • B III.
  • C I e III.
  • D II e III.
50

Considere que temos três proposições, identificadas como p, q e r. Objetiva-se construir uma tabela-verdade para avaliar os valores lógicos que a proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r pode assumir.

A esse respeito, avalie as afirmações a seguir.

I. A tabela-verdade, nesse caso, terá seis linhas.

II. A tabela-verdade, nesse caso, terá oito linhas.

III. Haverá apenas três linhas da tabela-verdade na coluna correspondente à proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r, que assumirá o valor verdadeiro.

Está correto apenas o que se afirma em

  • A II.
  • B III.
  • C I e III.
  • D II e III.
51

Considere que temos três proposições, identificadas como p, q e r. Objetiva-se construir uma tabela-verdade para avaliar os valores lógicos que a proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r pode assumir.

A esse respeito, avalie as afirmações a seguir.

I. A tabela-verdade, nesse caso, terá seis linhas.

II. A tabela-verdade, nesse caso, terá oito linhas.

III. Haverá apenas três linhas da tabela-verdade na coluna correspondente à proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r, que assumirá o valor verdadeiro.

Está correto apenas o que se afirma em

  • A II.
  • B III.
  • C I e III.
  • D II e III.
52

Considere que temos três proposições, identificadas como p, q e r. Objetiva-se construir uma tabela-verdade para avaliar os valores lógicos que a proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r pode assumir.

A esse respeito, avalie as afirmações a seguir.

I. A tabela-verdade, nesse caso, terá seis linhas.

II. A tabela-verdade, nesse caso, terá oito linhas.

III. Haverá apenas três linhas da tabela-verdade na coluna correspondente à proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r, que assumirá o valor verdadeiro.

Está correto apenas o que se afirma em

  • A II.
  • B III.
  • C I e III.
  • D II e III.
53

Considere que temos três proposições, identificadas como p, q e r. Objetiva-se construir uma tabela-verdade para avaliar os valores lógicos que a proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r pode assumir.

A esse respeito, avalie as afirmações a seguir.

I. A tabela-verdade, nesse caso, terá seis linhas.

II. A tabela-verdade, nesse caso, terá oito linhas.

III. Haverá apenas três linhas da tabela-verdade na coluna correspondente à proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r, que assumirá o valor verdadeiro.

Está correto apenas o que se afirma em

  • A II.
  • B III.
  • C I e III.
  • D II e III.
54

Considere que temos três proposições, identificadas como p, q e r. Objetiva-se construir uma tabela-verdade para avaliar os valores lógicos que a proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r pode assumir.

A esse respeito, avalie as afirmações a seguir.

I. A tabela-verdade, nesse caso, terá seis linhas.

II. A tabela-verdade, nesse caso, terá oito linhas.

III. Haverá apenas três linhas da tabela-verdade na coluna correspondente à proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r, que assumirá o valor verdadeiro.

Está correto apenas o que se afirma em

  • A II.
  • B III.
  • C I e III.
  • D II e III.
55

Considere que temos três proposições, identificadas como p, q e r. Objetiva-se construir uma tabela-verdade para avaliar os valores lógicos que a proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r pode assumir.

A esse respeito, avalie as afirmações a seguir.

I. A tabela-verdade, nesse caso, terá seis linhas.

II. A tabela-verdade, nesse caso, terá oito linhas.

III. Haverá apenas três linhas da tabela-verdade na coluna correspondente à proposição composta p v ~ r → q ᴧ ~ r, que assumirá o valor verdadeiro.

Está correto apenas o que se afirma em

  • A II.
  • B III.
  • C I e III.
  • D II e III.
56
João escolhe dois números do conjunto {1,2,..., 17} tais que o produto desses dois números seja igual à soma dos 15 números restantes.

Sobre os dois números escolhidos, pode-se afirmar que
  • A um deles é um quadrado perfeito.
  • B a soma deles é um quadrado perfeito.
  • C a soma deles é um número primo.
  • D os dois são números primos.
57
Arthur escreveu sucessivamente a palavra RONDONIA, obtendo a seguinte sequência de letras:

RONDONIARONDONIARONDONIARON...

Depois de escrever 2018 letras seguindo esse padrão, a próxima letra que Arthur deverá escrever é
  • A R.
  • B N.
  • C D.
  • D O.
  • E A.
58
Arthur escreveu sucessivamente a palavra RONDONIA, obtendo a seguinte sequência de letras:

RONDONIARONDONIARONDONIARON...

Depois de escrever 2018 letras seguindo esse padrão, a próxima letra que Arthur deverá escrever é
  • A R.
  • B N.
  • C D.
  • D O.
  • E A.
59

Uma determinada aeronave pode acomodar até 348 passageiros e dispõe de 63 filas de assentos; algumas com 3, outras com 6 poltronas.


Quantas filas com 6 poltronas existem nessa aeronave?

  • A 10
  • B 53
  • C 58
  • D 34
  • E 38
60

Uma determinada aeronave pode acomodar até 348 passageiros e dispõe de 63 filas de assentos; algumas com 3, outras com 6 poltronas.


Quantas filas com 6 poltronas existem nessa aeronave?

  • A 10
  • B 53
  • C 58
  • D 34
  • E 38
61
Em uma empresa de informática, trabalham 3 funcionários: José, Antônio e João. Eles foram incumbidos de realizar juntos, em equipe, um back-up no computador central desta empresa. Considere as seguintes afirmações:

I. Antônio fez o back-up.
II. José e João fizeram o back-up.
III. Se João não fez o back-up, então Antônio também não o fez.

Sabendo que as afirmações I e III são verdadeiras e que a afirmação II é falsa, é correto afirmar que
  • A José não fez o back-up.
  • B Somente José fez o back-up.
  • C José e João não fizeram o back-up.
  • D Somente Antônio fez o back-up.
  • E José e Antônio fizeram o back-up.
62
Em uma empresa de informática, trabalham 3 funcionários: José, Antônio e João. Eles foram incumbidos de realizar juntos, em equipe, um back-up no computador central desta empresa. Considere as seguintes afirmações:

I. Antônio fez o back-up.
II. José e João fizeram o back-up.
III. Se João não fez o back-up, então Antônio também não o fez.

Sabendo que as afirmações I e III são verdadeiras e que a afirmação II é falsa, é correto afirmar que
  • A José não fez o back-up.
  • B Somente José fez o back-up.
  • C José e João não fizeram o back-up.
  • D Somente Antônio fez o back-up.
  • E José e Antônio fizeram o back-up.
63
Em um anúncio de jornal, uma empresa anunciou vagas de emprego para motorista, pedindo como requisito mínimo ter habilitação, porém não indicando qual categoria. A empresa selecionou 36 pessoas, das quais 25 tinham habilitação e poderiam dirigir carros, e 23 possuíam habilitação e poderiam dirigir motos. Passaria para a segunda fase da entrevista quem tivesse habilitação e pudesse dirigir carros e motos. Quantos candidatos a esse emprego passaram para a segunda fase da entrevista?
  • A 11
  • B 12
  • C 13
  • D 14
  • E 16
64
Em um anúncio de jornal, uma empresa anunciou vagas de emprego para motorista, pedindo como requisito mínimo ter habilitação, porém não indicando qual categoria. A empresa selecionou 36 pessoas, das quais 25 tinham habilitação e poderiam dirigir carros, e 23 possuíam habilitação e poderiam dirigir motos. Passaria para a segunda fase da entrevista quem tivesse habilitação e pudesse dirigir carros e motos. Quantos candidatos a esse emprego passaram para a segunda fase da entrevista?
  • A 11
  • B 12
  • C 13
  • D 14
  • E 16

Matemática

65

Com os elementos A, B, C são possíveis as permutações:

  • A ABC, ACB, BAC, BCA, CAB e CBA
  • B ABC, CBA, ABB, BBC, AAA e BBB
  • C ABC, BCA, AAB, BBC, CCC e BBB
  • D ACC, ABB, CCA, AAA, BBB e CCC
66

Com os elementos A, B, C são possíveis as permutações:

  • A ABC, ACB, BAC, BCA, CAB e CBA
  • B ABC, CBA, ABB, BBC, AAA e BBB
  • C ABC, BCA, AAB, BBC, CCC e BBB
  • D ACC, ABB, CCA, AAA, BBB e CCC
67

Com os elementos A, B, C são possíveis as permutações:

  • A ABC, ACB, BAC, BCA, CAB e CBA
  • B ABC, CBA, ABB, BBC, AAA e BBB
  • C ABC, BCA, AAB, BBC, CCC e BBB
  • D ACC, ABB, CCA, AAA, BBB e CCC
68

Com os elementos A, B, C são possíveis as permutações:

  • A ABC, ACB, BAC, BCA, CAB e CBA
  • B ABC, CBA, ABB, BBC, AAA e BBB
  • C ABC, BCA, AAB, BBC, CCC e BBB
  • D ACC, ABB, CCA, AAA, BBB e CCC
69
Na prateleira de uma estante estão dispostos 10 livros de direito, 12 livros de economia e 15 livros de administração. O menor número de livros que se devem retirar ao acaso dessa prateleira para que se tenha certeza de que dentre os livros retirados haja um de direito, um de economia e um de administração é igual a
  • A 26.
  • B 23.
  • C 27.
  • D 28.
  • E 29.
70

Uma empresa designou para recreação de seus funcionários um espaço retangular de dimensões inteiras e diferentes da unidade, em metros, cuja área é 793 m2. Sabe-se que a área de um retângulo é o produto de suas duas dimensões. No último mês, a empresa aumentou a dimensão maior desse espaço retangular em 4 metros e a menor em 3 metros. Feito isso, a área de recreação dos funcionários aumentou em

  • A 247 m2
  • B 12 m2
  • C 315 m2
  • D 189 m2
  • E 49 m2
71

Uma empresa designou para recreação de seus funcionários um espaço retangular de dimensões inteiras e diferentes da unidade, em metros, cuja área é 793 m2. Sabe-se que a área de um retângulo é o produto de suas duas dimensões. No último mês, a empresa aumentou a dimensão maior desse espaço retangular em 4 metros e a menor em 3 metros. Feito isso, a área de recreação dos funcionários aumentou em

  • A 247 m2
  • B 12 m2
  • C 315 m2
  • D 189 m2
  • E 49 m2
72
Para participar de uma festa são cobrados um ingresso de R$ 80,00 e um preço fixo de R$ 6,00 por qualquer tipo de latinha de bebida. Se uma pessoa gastou nessa festa, com o ingresso e as bebidas, um total de R$ 134,00, então o número de latinhas de bebida consumidas por ela foi
  • A 8.
  • B 6.
  • C 10.
  • D 7.
  • E 9.
73
Para participar de uma festa são cobrados um ingresso de R$ 80,00 e um preço fixo de R$ 6,00 por qualquer tipo de latinha de bebida. Se uma pessoa gastou nessa festa, com o ingresso e as bebidas, um total de R$ 134,00, então o número de latinhas de bebida consumidas por ela foi
  • A 8.
  • B 6.
  • C 10.
  • D 7.
  • E 9.
74
Em uma caixa há parafusos e pregos, num total de 20 unidades. Sabendo que há 4 parafusos a mais do que o número de pregos, então, o número de parafusos dessa caixa é
  • A 10.
  • B 6.
  • C 8.
  • D 4.
  • E 12.
75
Em uma caixa há parafusos e pregos, num total de 20 unidades. Sabendo que há 4 parafusos a mais do que o número de pregos, então, o número de parafusos dessa caixa é
  • A 10.
  • B 6.
  • C 8.
  • D 4.
  • E 12.
76
Um estudante precisa fazer todos os exercícios de uma lista e, para isso, decidiu que irá resolver, por dia, sempre a mesma quantidade de exercícios. Se ele resolver 6 exercícios por dia, levará 3 dias a menos do que levaria se resolvesse 4 exercícios por dia. O número de exercícios da lista é
  • A 36.
  • B 72.
  • C 12.
  • D 48.
  • E 60.
77
Um estudante precisa fazer todos os exercícios de uma lista e, para isso, decidiu que irá resolver, por dia, sempre a mesma quantidade de exercícios. Se ele resolver 6 exercícios por dia, levará 3 dias a menos do que levaria se resolvesse 4 exercícios por dia. O número de exercícios da lista é
  • A 36.
  • B 72.
  • C 12.
  • D 48.
  • E 60.
78
Uma máquina, trabalhando 4 horas por dia, produz um lote de peças em 12 dias. Se essa máquina trabalhasse 6 horas por dia, produziria o mesmo lote de peças em 
  • A 7 dias.
  • B 6 dias.
  • C 9 dias.
  • D 8 dias.
  • E 10 dias.
79
Uma máquina, trabalhando 4 horas por dia, produz um lote de peças em 12 dias. Se essa máquina trabalhasse 6 horas por dia, produziria o mesmo lote de peças em 
  • A 7 dias.
  • B 6 dias.
  • C 9 dias.
  • D 8 dias.
  • E 10 dias.
80
No início de um dia, em um escritório, havia 120 envelopes disponíveis para uso, dos quais 37,5% eram amarelos, e os demais, brancos. Sabendo que 20% dos envelopes amarelos e 60% dos envelopes brancos foram utilizados no decorrer do dia, então, o número de envelopes não utilizados nesse dia foi 
  • A 70.
  • B 66.
  • C 64.
  • D 68.
  • E 62.
81
No início de um dia, em um escritório, havia 120 envelopes disponíveis para uso, dos quais 37,5% eram amarelos, e os demais, brancos. Sabendo que 20% dos envelopes amarelos e 60% dos envelopes brancos foram utilizados no decorrer do dia, então, o número de envelopes não utilizados nesse dia foi 
  • A 70.
  • B 66.
  • C 64.
  • D 68.
  • E 62.
82
Em certo dia, em uma empresa onde trabalham 36 pessoas, a razão do número de pessoas resfriadas para o número de pessoas não resfriadas era 2/7 . No dia seguinte, constatou-se que mais uma dessas pessoas estava resfriada. Assim, a razão do número de pessoas resfriadas para o número de pessoas não resfriadas passou a ser
  • A 1/2
  • B 3/7
  • C 4/7
  • D 1/4
  • E 1/3
83
Em certo dia, em uma empresa onde trabalham 36 pessoas, a razão do número de pessoas resfriadas para o número de pessoas não resfriadas era 2/7 . No dia seguinte, constatou-se que mais uma dessas pessoas estava resfriada. Assim, a razão do número de pessoas resfriadas para o número de pessoas não resfriadas passou a ser
  • A 1/2
  • B 3/7
  • C 4/7
  • D 1/4
  • E 1/3
84
Uma pessoa toma 3 medicamentos diferentes: A, B e C. O medicamento A ela toma a cada 4 horas, o medicamento B, a cada 6 horas, e o medicamento C, a cada 12 horas. Sabendo que às 9 horas do dia 1° de agosto essa pessoa tomou os 3 medicamentos juntos, o próximo dia e horário em que essa pessoa tomará esses 3 medicamentos juntos novamente será em
  • A 1° de agosto, às 24 horas.
  • B 2 de agosto, às 09 horas.
  • C 2 de agosto, às 12 horas.
  • D 1° de agosto, às 21 horas.
  • E 1° de agosto, às 12 horas.
85
Uma pessoa toma 3 medicamentos diferentes: A, B e C. O medicamento A ela toma a cada 4 horas, o medicamento B, a cada 6 horas, e o medicamento C, a cada 12 horas. Sabendo que às 9 horas do dia 1° de agosto essa pessoa tomou os 3 medicamentos juntos, o próximo dia e horário em que essa pessoa tomará esses 3 medicamentos juntos novamente será em
  • A 1° de agosto, às 24 horas.
  • B 2 de agosto, às 09 horas.
  • C 2 de agosto, às 12 horas.
  • D 1° de agosto, às 21 horas.
  • E 1° de agosto, às 12 horas.

Ética na Administração Pública

86
Nos termos do Decreto nº 1.171, de 1994, é correto o que se afirma na alternativa:
  • A Retardar quaisquer prestações de contas é dever fundamental do servidor público.
  • B É dever fundamental do servidor público procrastinar o exercício regular de direito por qualquer pessoa.
  • C A função pública deve ser tida como exercício profissional e, portanto, não se integra na vida particular de cada servidor público.
  • D É vedado ao servidor público deixar de utilizar os avanços técnicos e científicos ao seu alcance ou do seu conhecimento para atendimento do seu mister.
  • E É vedado ao servidor público comunicar imediatamente a seus superiores todo e qualquer ato ou fato contrário ao interesse público, exigindo as providências cabíveis.
87
O código de ética de uma organização deriva da ética social, da ética profissional e da ética individual. Quando gestores que ocupam cargos dos altos níveis hierárquicos de uma organização, se envolvem com corrupção, isso significa que:
  • A os valores sobre o que é certo e errado precisam ser revistos nessa organização.
  • B somente existe ética profissional nessa organização.
  • C não existe ética individual nessa organização.
  • D não existe código de ética nessa organização.
  • E não existe ética social nessa organização.
88

A ética compõe padrões que governam a conduta humana. As questões éticas vão diretamente para dentro das organizações constituindo os comportamentos apropriados e afetando as práticas administrativas. Qual disciplina embasa o estudo da ética no ambiente da organização?

  • A Política.
  • B Filosofia.
  • C Economia.
  • D Psicologia.
  • E Administração pública.
89

A ética compõe padrões que governam a conduta humana. As questões éticas vão diretamente para dentro das organizações constituindo os comportamentos apropriados e afetando as práticas administrativas. Qual disciplina embasa o estudo da ética no ambiente da organização?

  • A Política.
  • B Filosofia.
  • C Economia.
  • D Psicologia.
  • E Administração pública.
90

A respeito da Convenção sobre o Combate da Corrupção de Funcionários Públicos Estrangeiros em Transações Comerciais Internacionais, é correto afirmar que, no Brasil, ela

  • A foi ratificada, concretizando o compromisso de prevenir e combater a prática de suborno transnacional, e fundamentou alterações diretas à legislação nacional.
  • B não foi ratificada por ser contrária à soberania do Estado brasileiro.
  • C foi ratificada, entretanto não há qualquer efeito prático dessa ratificação.
  • D não foi ratificada, entretanto o Brasil pauta-se, nas próprias relações, nos termos da convenção.
  • E foi ratificada, em um primeiro momento, e, após análise dos prejuízos que poderiam advir da ratificação, houve a denúncia por parte do Estado brasileiro aos termos da convenção.
91

A respeito da Convenção sobre o Combate da Corrupção de Funcionários Públicos Estrangeiros em Transações Comerciais Internacionais, é correto afirmar que, no Brasil, ela

  • A foi ratificada, concretizando o compromisso de prevenir e combater a prática de suborno transnacional, e fundamentou alterações diretas à legislação nacional.
  • B não foi ratificada por ser contrária à soberania do Estado brasileiro.
  • C foi ratificada, entretanto não há qualquer efeito prático dessa ratificação.
  • D não foi ratificada, entretanto o Brasil pauta-se, nas próprias relações, nos termos da convenção.
  • E foi ratificada, em um primeiro momento, e, após análise dos prejuízos que poderiam advir da ratificação, houve a denúncia por parte do Estado brasileiro aos termos da convenção.
92
Assinale a alternativa que corresponde a um compromisso de conduta entre a Apex-Brasil e os respectivos colaboradores. 
  • A Adequar o volume de voz no uso do telefone, evitando prejuízos na execução das atividades de outrem.
  • B Propiciar condições de bem-estar geral, assegurando um ambiente de trabalho dotado de instalações físicas e mobiliário adequado às atividades desempenhadas por seus colaboradores.
  • C Valorizar o intercâmbio de informações, conhecimentos e experiências.
  • D Apoiar o desenvolvimento de produtos sustentáveis.
  • E Divulgar informações com uso de acordo com o estrito interesse.
93
Assinale a alternativa que corresponde a um compromisso de conduta entre a Apex-Brasil e os respectivos colaboradores. 
  • A Adequar o volume de voz no uso do telefone, evitando prejuízos na execução das atividades de outrem.
  • B Propiciar condições de bem-estar geral, assegurando um ambiente de trabalho dotado de instalações físicas e mobiliário adequado às atividades desempenhadas por seus colaboradores.
  • C Valorizar o intercâmbio de informações, conhecimentos e experiências.
  • D Apoiar o desenvolvimento de produtos sustentáveis.
  • E Divulgar informações com uso de acordo com o estrito interesse.
94
Assinale a alternativa que melhor descreve o objetivo do Código de Ética da Apex-Brasil. 
  • A Promover condições de trabalho que propiciem o equilíbrio entre as esferas profissional e familiar dos respectivos colaboradores.
  • B Assegurar que a relação da Apex-Brasil com os próprios colaboradores, clientes e fornecedores ocorra de forma assertiva, profissional e transparente.
  • C Estimular o empenho dos colaboradores no exercício das respectivas atividades.
  • D Apoiar e incentivar o desenvolvimento de processos e de produtos sustentáveis.
  • E Estabelecer padrões de conduta que devem estar presentes no exercício cotidiano das atividades dos colaboradores.
95
Assinale a alternativa que melhor descreve o objetivo do Código de Ética da Apex-Brasil. 
  • A Promover condições de trabalho que propiciem o equilíbrio entre as esferas profissional e familiar dos respectivos colaboradores.
  • B Assegurar que a relação da Apex-Brasil com os próprios colaboradores, clientes e fornecedores ocorra de forma assertiva, profissional e transparente.
  • C Estimular o empenho dos colaboradores no exercício das respectivas atividades.
  • D Apoiar e incentivar o desenvolvimento de processos e de produtos sustentáveis.
  • E Estabelecer padrões de conduta que devem estar presentes no exercício cotidiano das atividades dos colaboradores.
96

Determinado servidor público, apesar de devidamente capacitado por sua chefia imediata, tem cometido repetidos erros na execução de suas tarefas, demonstrando uma conduta de difícil correção.


Sob o ponto de vista da ética no serviço público, é correto associar o desempenho insatisfatório desse servidor a

  • A imprudência.
  • B imperícia.
  • C esonestidade.
  • D desvio de finalidade.
  • E ato atentatório à dignidade.
97

Determinado servidor público, apesar de devidamente capacitado por sua chefia imediata, tem cometido repetidos erros na execução de suas tarefas, demonstrando uma conduta de difícil correção.


Sob o ponto de vista da ética no serviço público, é correto associar o desempenho insatisfatório desse servidor a

  • A imprudência.
  • B imperícia.
  • C esonestidade.
  • D desvio de finalidade.
  • E ato atentatório à dignidade.
98
Servidor público que, no exercício do cargo, tratar mal um contribuinte, sob o ponto de vista das regras atinentes à ética no serviço público, praticará
  • A ato ilegal.
  • B ato injusto.
  • C ato gerador de dano moral.
  • D conduta de má-fé.
  • E conduta atentatória à cidadania.
99
Servidor público que, no exercício do cargo, tratar mal um contribuinte, sob o ponto de vista das regras atinentes à ética no serviço público, praticará
  • A ato ilegal.
  • B ato injusto.
  • C ato gerador de dano moral.
  • D conduta de má-fé.
  • E conduta atentatória à cidadania.
100

De acordo com o Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Estadual, ser solidário com prática realizada por outro servidor público ou por terceiro que caracterize ilícito, ou simplesmente que venha a causar prejuízo à administração e à eficiência do serviço público, poderá acarretar ao servidor

  • A sanções disciplinares e atrair a sua responsabilidade civil, sendo afastada a seara penal.
  • B responsabilidade administrativa, sendo afastadas as searas penal e civil, posto que solidariedade não se confunde com coautoria.
  • C a demissão, se houver condenação judicial transitada em julgado do terceiro que praticou o ato ilícito.
  • D sanções disciplinares, bem como a apuração de sua responsabilidade civil, penal e administrativa.
  • E sanções disciplinares, bem como a apuração de sua responsabilidade penal desde que haja a condenação do terceiro que praticou o ato ilícito.
101

De acordo com o Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Estadual, ser solidário com prática realizada por outro servidor público ou por terceiro que caracterize ilícito, ou simplesmente que venha a causar prejuízo à administração e à eficiência do serviço público, poderá acarretar ao servidor

  • A sanções disciplinares e atrair a sua responsabilidade civil, sendo afastada a seara penal.
  • B responsabilidade administrativa, sendo afastadas as searas penal e civil, posto que solidariedade não se confunde com coautoria.
  • C a demissão, se houver condenação judicial transitada em julgado do terceiro que praticou o ato ilícito.
  • D sanções disciplinares, bem como a apuração de sua responsabilidade civil, penal e administrativa.
  • E sanções disciplinares, bem como a apuração de sua responsabilidade penal desde que haja a condenação do terceiro que praticou o ato ilícito.
102

De acordo com o Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Estadual, ser solidário com prática realizada por outro servidor público ou por terceiro que caracterize ilícito, ou simplesmente que venha a causar prejuízo à administração e à eficiência do serviço público, poderá acarretar ao servidor

  • A sanções disciplinares e atrair a sua responsabilidade civil, sendo afastada a seara penal.
  • B responsabilidade administrativa, sendo afastadas as searas penal e civil, posto que solidariedade não se confunde com coautoria.
  • C a demissão, se houver condenação judicial transitada em julgado do terceiro que praticou o ato ilícito.
  • D sanções disciplinares, bem como a apuração de sua responsabilidade civil, penal e administrativa.
  • E sanções disciplinares, bem como a apuração de sua responsabilidade penal desde que haja a condenação do terceiro que praticou o ato ilícito.
103
De acordo com a Lei estadual n.º 13.888/2011, que instituiu o sistema de gestão ética, de controle público e de transparência do Poder Executivo do estado do Rio Grande do Sul, a sugestão de ações de melhoria para evitar a reincidência de manifestações relativas a ineficiências da máquina estatal consiste em atribuição 
  • A da Subchefia de Ética.
  • B da Comissão de Ética.
  • C da Ouvidoria-Geral do estado.
  • D da Secretaria Executiva.
  • E do Conselho de Ética Pública.
104
De acordo com a Lei estadual n.º 13.888/2011, que instituiu o sistema de gestão ética, de controle público e de transparência do Poder Executivo do estado do Rio Grande do Sul, a sugestão de ações de melhoria para evitar a reincidência de manifestações relativas a ineficiências da máquina estatal consiste em atribuição 
  • A da Subchefia de Ética.
  • B da Comissão de Ética.
  • C da Ouvidoria-Geral do estado.
  • D da Secretaria Executiva.
  • E do Conselho de Ética Pública.

Legislação de Trânsito

105
O candidato à obtenção de carteira nacional de habilitação deverá submeter-se a exames realizados pelo órgão executivo de trânsito e nos casos em que não apresentar indícios de deficiência mental, física ou de progressividade de doença que possa diminuir a capacidade para conduzir veículo, deverá submeter-se à exame de aptidão física e mental, preliminares e renováveis, a cada 
  • A 6 anos ou a cada 3 anos para condutores com mais de sessenta e cinco anos de idade.
  • B 6 anos ou a cada 3 anos para condutores com mais de sessenta anos de idade.
  • C 5 anos ou a cada 2 anos para condutores com mais de sessenta e cinco anos de idade.
  • D 5 anos ou a cada 3 anos para condutores com mais de sessenta anos de idade.
  • E 5 anos ou a cada 3 anos para condutores com mais de sessenta e cinco anos de idade.
106

O metalúrgico Cícero da Silva trabalha diariamente em uma linha de montagem de veículos da montadora “CarWia” das 22h às 06h. Para a felicidade dele, foram concedidos alguns dias de folga para ser desfrutado com a família no litoral, durante um feriado prolongado. Considere, abaixo, os itens que ilustram ações e atitudes praticadas por Cícero.


I. Utilizou farol baixo durante o trecho da rodovia que apresentava neblina.

II. Posicionou as bagagens no porta-malas do carro.

III. Encerrado o turno de serviço às 06h, buscou seus familiares às 07h e viajou imediatamente para o litoral.

IV. Acomodou seu animal de estimação no banco traseiro e o amarrou com um cinto de segurança apropriado.

V. Assistiu televisão a bordo enquanto dirigia a fim de se informar sobre as condições da rodovia.


Os itens que correspondem às atitudes e ações características de um condutor defensivo são os que constam APENAS de 

  • A I, II, IV e V.
  • B II, III e IV.
  • C I, II e IV.
  • D III, IV e V.
  • E I, III e V.
107
Durante a condução do veículo do Tribunal Regional do Trabalho por uma avenida, desenvolvendo a velocidade máxima permitida de 60km/h, o Desembargador, que está como passageiro, de forma inesperada determina que você vire à direita e tome uma via coletora para que cortem caminho até o TRT, e assim você o faz. Em seguida, ele solicita que acelere para que não cheguem atrasados. Diante dessa situação, qual será a sua orientação ao desembargador, de acordo com as leis de Trânsito, que poderá fazê-lo retirar o pedido?
  • A Por ser um veículo do Tribunal, tal conduta será errada.
  • B Em razão da via não indicar sinalização de velocidade, você poderá desenvolver até 30km/h apenas.
  • C Por não existir sinalização de velocidade máxima permitida para aquela via, a velocidade poderá ser até 40km/h apenas.
  • D Por ser uma via coletora, a velocidade máxima permitida é até 50km/h.
  • E Por ser uma via coletora, a velocidade máxima permitida é até 30km/h.
108
Durante a condução do veículo do Tribunal Regional do Trabalho por uma avenida, desenvolvendo a velocidade máxima permitida de 60km/h, o Desembargador, que está como passageiro, de forma inesperada determina que você vire à direita e tome uma via coletora para que cortem caminho até o TRT, e assim você o faz. Em seguida, ele solicita que acelere para que não cheguem atrasados. Diante dessa situação, qual será a sua orientação ao desembargador, de acordo com as leis de Trânsito, que poderá fazê-lo retirar o pedido?
  • A Por ser um veículo do Tribunal, tal conduta será errada.
  • B Em razão da via não indicar sinalização de velocidade, você poderá desenvolver até 30km/h apenas.
  • C Por não existir sinalização de velocidade máxima permitida para aquela via, a velocidade poderá ser até 40km/h apenas.
  • D Por ser uma via coletora, a velocidade máxima permitida é até 50km/h.
  • E Por ser uma via coletora, a velocidade máxima permitida é até 30km/h.
109

Em princípio são cinco os elementos que explicam a prática de uma direção defensiva. Referente ao tema, relacione as colunas e assinale a alternativa com a sequência correta.


1. Previsão.

2. Conhecimento.

3. Atenção.

4. Habilidade.

5. Decisão.


( ) Informação sobre direitos e deveres no trânsito.

( ) Reação necessária diante da previsão de acidente.

( ) Capacidade de conduzir o veículo.

( ) Estado mental direcionado a todos os elementos envolvidos no trânsito.

( ) Pode ser imediata ou mediata.

  • A 2 – 5 – 4 – 3 – 1.
  • B 2 – 5 – 4 – 1 – 3.
  • C 5 – 3 – 4 – 1 – 2.
  • D 2 – 4 – 1 – 3 – 5.
  • E 4 – 5 – 1 – 3 – 2.
110

Em princípio são cinco os elementos que explicam a prática de uma direção defensiva. Referente ao tema, relacione as colunas e assinale a alternativa com a sequência correta.


1. Previsão.

2. Conhecimento.

3. Atenção.

4. Habilidade.

5. Decisão.


( ) Informação sobre direitos e deveres no trânsito.

( ) Reação necessária diante da previsão de acidente.

( ) Capacidade de conduzir o veículo.

( ) Estado mental direcionado a todos os elementos envolvidos no trânsito.

( ) Pode ser imediata ou mediata.

  • A 2 – 5 – 4 – 3 – 1.
  • B 2 – 5 – 4 – 1 – 3.
  • C 5 – 3 – 4 – 1 – 2.
  • D 2 – 4 – 1 – 3 – 5.
  • E 4 – 5 – 1 – 3 – 2.
111
Um Técnico Judiciário Especialidade Segurança está conduzindo um veículo preto do Tribunal Regional do Trabalho levando o Desembargador Presidente daquele órgão a um evento oficial na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro-ALERJ, porém observa que a 400 metros à sua frente estão vários manifestantes bloqueando a via e, aparentemente, gritando palavras de ordem. Seu destino final está a 50 metros após o bloqueio. Nesse momento, é necessário
  • A parar imediatamente o veículo e analisar o que fazer.
  • B realizar uma manobra evasiva conhecida como “reverso” e voltar de onde veio para garantir a segurança.
  • C avisar do risco ao Desembargador, decidindo por uma rota alternativa, ainda que ela seja um pouco mais longa.
  • D chegar próximo ao bloqueio e tentar passar em velocidade baixa.
  • E usar do improviso, sugerindo ao desembargador que vocês passem a pé pelos manifestantes para não chamar a atenção, garantindo que cheguem na assembleia o quanto antes.
112
Um Técnico Judiciário Especialidade Segurança está conduzindo um veículo preto do Tribunal Regional do Trabalho levando o Desembargador Presidente daquele órgão a um evento oficial na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro-ALERJ, porém observa que a 400 metros à sua frente estão vários manifestantes bloqueando a via e, aparentemente, gritando palavras de ordem. Seu destino final está a 50 metros após o bloqueio. Nesse momento, é necessário
  • A parar imediatamente o veículo e analisar o que fazer.
  • B realizar uma manobra evasiva conhecida como “reverso” e voltar de onde veio para garantir a segurança.
  • C avisar do risco ao Desembargador, decidindo por uma rota alternativa, ainda que ela seja um pouco mais longa.
  • D chegar próximo ao bloqueio e tentar passar em velocidade baixa.
  • E usar do improviso, sugerindo ao desembargador que vocês passem a pé pelos manifestantes para não chamar a atenção, garantindo que cheguem na assembleia o quanto antes.
113
Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (Lei nº 9.503/1997), constitui infração "gravíssima" qual das seguintes condutas?
  • A Dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência.
  • B Dirigir sem atenção ou sem os cuidados indispensáveis à segurança.
  • C Ter seu veículo imobilizado na via por falta de combustível.
  • D Estacionar o veículo afastado da guia da calçada (meio-fio) de cinquenta centímetros a um metro.
  • E Usar buzina entre as vinte e duas e as seis horas.
114
Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (Lei nº 9.503/1997), constitui infração "gravíssima" qual das seguintes condutas?
  • A Dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência.
  • B Dirigir sem atenção ou sem os cuidados indispensáveis à segurança.
  • C Ter seu veículo imobilizado na via por falta de combustível.
  • D Estacionar o veículo afastado da guia da calçada (meio-fio) de cinquenta centímetros a um metro.
  • E Usar buzina entre as vinte e duas e as seis horas.
115

Tomando-se por base o CTB, é correto afirmar que são regulamentadas pelo CONTRAN:


I. autorização para conduzir ciclomotores;

II. autorização para conduzir veículos de propulsão humana e de tração animal;

III. normas relativas à aprendizagem para conduzir veículos automotores e elétricos.


Estão corretas as complementações contidas em 

  • A I e III apenas.
  • B I, II e III.
  • C II e III apenas.
  • D I e II apenas.
116
Parar o veículo afastado da guia da calçada (meio-fio) de cinquenta centímetros a um metro é uma infração
  • A grave, cuja penalidade é multa, e a medida administrativa correspondente é a remoção do veículo.
  • B média, cuja penalidade é multa.
  • C gravíssima, cuja penalidade é multa, e a medida administrativa correspondente é a remoção do veículo.
  • D leve, cuja penalidade é multa.
117
Usar qualquer veículo para, deliberadamente, interromper, restringir ou perturbar a circulação na via sem autorização do órgão ou entidade de trânsito com circunscrição sobre ela, constitui infração gravíssima, para a qual é tomada a medida administrativa de remoção do veículo, e cuja penalidade corresponde a 
  • A multa (vinte vezes) e suspensão do direito de dirigir por 10 (dez) meses.
  • B multa (vinte vezes) e suspensão do direito de dirigir por 12 (doze) meses.
  • C multa (seis vezes) e suspensão do direito de dirigir por 08 (oito) meses.
  • D multa (dez vezes) e suspensão do direito de dirigir por 06 (seis) meses.
118
Dirigir sob a influência de álcool ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência constitui infração gravíssima, cuja penalidade corresponde a
  • A multa (doze vezes) e suspensão do direito de dirigir por 10 (dez) meses; nesse caso, são tomadas as seguintes medidas administrativas: recolhimento do documento de habilitação e apreensão do veículo.
  • B multa (dez vezes) e suspensão do direito de dirigir por 06 (seis) meses; nesse caso, são tomadas as seguintes medidas administrativas: recolhimento do documento de habilitação e recolhimento do veículo.
  • C multa (duas vezes) e suspensão do direito de dirigir por 08 (oito) meses; nesse caso, são tomadas as seguintes medidas administrativas: recolhimento do documento de habilitação e retenção do veículo.
  • D multa (dez vezes) e suspensão do direito de dirigir por 12 (doze) meses; nesse caso, são tomadas as seguintes medidas administrativas: recolhimento do documento de habilitação e retenção do veículo.
Voltar para lista