Resolver o Simulado Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) - Agente de Fiscalização - VUNESP - Nível Superior

0 / 110

Português

1
Leia o texto para responder à questão.
Em um campo enlameado 16 quilômetros ao sul de Bruxelas, cerca de 200 000 soldados enfrentaram-se por oito horas. Homens e cavalos foram decapitados e estripados por baionetas, espadas e balas de canhão. À noite, 12 000 cadáveres espalhavam-se pelo chão. A Batalha de Waterloo, a terceira entre o exército francês e rivais europeus ao longo de três dias seguidos, completa 200 anos no próximo 18 de junho. Em 1815, Waterloo pôs fim às ambições do incansável Napoleão Bonaparte. O conflito desde então costuma ser lembrado como a mais emblemática das derrotas – a prova de que há limites mesmo para a ambição de um estrategista brilhante.
(Veja, 17.06.2015)

De acordo com o texto, a Batalha de Waterloo

  • A pôs termo ao avanço do poder de Napoleão sobre os rivais europeus.
  • B comprova que não existem limites para uma ambição guerreira.
  • C dá novo fôlego para os intentos militares de Napoleão Bonaparte.
  • D representa o momento em que os rivais de Napoleão sucumbem.
2

Número de armas

    Em boa hora uma pesquisa realizada pelo Ministério Público de São Paulo e pelo instituto Sou da Paz vem solapar ao menos dois argumentos tão incorretos quanto frequentes nas discussões relativas à área da segurança pública.

    Primeiro, a maior parte das armas com as quais se praticam crimes em território paulista não tem sua origem no exterior, mas na própria indústria brasileira.

    De acordo com o levantamento, consideradas 10 666 armas de fogo apreendidas em 2011 e 2012, nada menos que 78% delas tinham fabricação nacional – proporção que sobe para 82% quando se levam em conta somente artefatos confiscados vinculados a roubos e 87% no caso de homicídios.

    O segundo argumento atingido pelo relatório costuma ser usado por quem apregoa a facilitação do comércio de armas sustentando que as restrições afetam só o “cidadão de bem”,deixando-o indefeso diante de bandidos armados.

   Ocorre que, se os artefatos utilizados nos crimes são nacionais, isso significa que um dia eles foram vendidos legalmente no país.

    Ou seja, se há muitos criminosos armados, isso se deve,em larga medida, ao comércio legal de armas, que abastece o mercado ilegal; obstruir esse duto resulta num benefício à população, e não o contrário.

    Daí a importância de campanhas como a “DNA das Armas”, promovida pelo Ministério Público e  pelo Sou da Paz a fim de implantar, no Brasil, um sistema de marcação indelével dos artefatos de fogo.

(Folha de S.Paulo, 05.06.2015. Adaptado)

De acordo com o texto, os dois argumentos incorretos e frequentes nas discussões relativas à área da segurança pública são:

  • A os artefatos de fogo abastecem o comércio legal e o ilegal, e apenas o segundo tipo de comércio tem relação com os crimes.
  • B a produção de armas é baixa e não há relação evidente entre o comércio legal de armas e o ilegal.
  • C a maior parte das armas usadas nos crimes vem do exterior e procede de comercialização ilegal.
  • D os homicídios, em geral, são praticados com armas nacionais e estas foram adquiridas por meio de comércio ilegal.
  • E os cidadãos de bem usam a maior parte das armas legais e elas acabam caindo no comércio ilegal.
3

Assinale a alternativa correta quanto à colocação pronominal, de acordo com a norma-padrão da língua portuguesa.

  • A O passageiro ao lado jamais imaginou-se na situação de ter de procurar a dona de uma bolsa perdida.
  • B O homem se indignou quando propuseram-lhe que abrisse a bolsa que encontrara.
  • C Nos sentimos impotentes quando não conseguimos restituir um objeto à pessoa que o perdeu.
  • D Para que se evite perder objetos, recomenda-se que eles sejam sempre trazidos junto ao corpo.
  • E Em tratando-se de objetos encontrados, há uma tendência natural das pessoas em devolvê-los a seus donos.
4

      O presbítero Eurico era o pastor da pobre paróquia de Carteia. Descendente de uma antiga família bárbara, gardingo1 na corte de Vítiza, depois de ter sido tiufado2 ou milenário3 do exército visigótico vivera os ligeiros dias da mocidade no meio dos deleites da opulenta Toletum. Rico, poderoso, gentil, o amor viera, apesar disso, quebrar a cadeia brilhante da sua felicidade. Namorado de Hermengarda, filha de Favila, duque de Cantábria, e irmã do valoroso e depois tão célebre Pelágio, o seu amor fora infeliz. O orgulhoso Favila não consentira que o menos nobre gardingo pusesse tão alto a mira dos seus desejos. Depois de mil provas de um afeto imenso, de uma paixão ardente, o moço guerreiro vira submergir todas as suas esperanças. Eurico era uma destas almas ricas de sublime poesia a que o mundo deu o nome de imaginações desregradas, porque não é para o mundo entendê-las. Desventurado, o seu coração de fogo queimou-lhe o viço da existência ao despertar dos sonhos do amor que o tinham embalado. A ingratidão de Hermengarda, que parecera ceder sem resistência à vontade de seu pai, e o orgulho insultuoso do velho prócer4 deram em terra com aquele ânimo, que o aspecto da morte não seria capaz de abater. A melancolia que o devorava, consumindo-lhe as forças, fê-lo cair em longa e perigosa enfermidade, e, quando a energia de uma constituição vigorosa o arrancou das bordas do túmulo, semelhante ao anjo rebelde, os toques belos e puros do seu gesto formoso e varonil transpareciam-lhe a custo através do véu de muda tristeza que lhe entenebrecia a fronte. O cedro pendia fulminado pelo fogo do céu.

      Educado na crença viva daqueles tempos; naturalmente religioso porque poeta, foi procurar abrigo e consolações aos pés d’Aquele cujos braços estão sempre abertos para receber o desgraçado que neles vai buscar o derradeiro refúgio. Ao cabo das grandezas cortesãs, o pobre gardingo encontrara a morte do espírito, o desengano do mundo. A cabo da estreita senda da cruz, acharia ele, porventura, a vida e o repouso íntimos?

      O moço presbítero, legando à catedral uma porção dos senhorios que herdara juntamente com a espada conquistadora de seus avós, havia reservado apenas uma parte das próprias riquezas. Era esta a herança dos miseráveis, que ele sabia não escassearem na quase solitária e meia arruinada Carteia.

                                                              (Alexandre Herculano. Eurico, o presbítero, 1988)

1 gardingo: nobre visigodo que exercia altas funções na corte dos príncipes

2 tiufado: o comandante de uma tropa de mil soldados, no exército godo

3 milenário: seguidor da crença de que a segunda vinda de Cristo se daria no ano 1000

4 prócer: indivíduo importante, influente; magnata

A perífrase é uma figura de linguagem por meio da qual se cria um torneio de palavras a fim de expressar uma ideia. Essa figura está presente em:

  • A O orgulhoso Favila não consentira que o menos nobre gardingo pusesse tão alto a mira dos seus desejos.
  • B Depois de mil provas de um afeto imenso, de uma paixão ardente, o moço guerreiro vira submergir todas as suas esperanças.
  • C Desventurado, o seu coração de fogo queimou-lhe o viço da existência ao despertar dos sonhos do amor que o tinham embalado.
  • D ... foi procurar abrigo e consolações aos pés d’Aquele cujos braços estão sempre abertos para receber o desgraçado que neles vai buscar o derradeiro refúgio.
  • E Era esta a herança dos miseráveis, que ele sabia não escassearem na quase solitária e meia arruinada Carteia.
5

Considerando-se o sentido do termo egocêntricas, em destaque no primeiro quadrinho, é correto concluir, a partir da leitura da tira, que a indignação demonstrada pelo garoto

  • A não se justifica, pois é equivocado qualificar as pessoas como egocêntricas apenas pelo fato de elas pensarem essencialmente em si próprias.
  • B justifica-se, pois de fato ele acerta ao caracterizar como egocêntricas as pessoas que se esquecem de si próprias para pensar essencialmente nos outros.
  • C justifica-se, já que, ao defender que as pessoas deveriam pensar mais nele, dá um exemplo de postura que se opõe à das pessoas egocêntricas.
  • D não se justifica, pois ele erra generalizando as pessoas como egocêntricas, enquanto ele próprio, ao pretender que pensem mais nele, adota uma postura diferente.
  • E não se justifica, pois, ao defender que as pessoas deveriam ser mais centradas nele, ele adota precisamente a postura egocêntrica que critica.
6

Na expressão – Num lance rápido,... – (5.º parágrafo), o termo lance significa

  • A perigo.
  • B arremesso.
  • C pensamento
  • D inclinação.
  • E movimento.
7

Leia o texto para responder à questão.

      A moléstia conservou durante muitos dias – dias angustiosos e terríveis – um caráter de excessiva gravidade; durante longo tempo, Fadinha, que estava com todo o corpo cruelmente invadido pela medonha erupção, teve a existência por um fio. Entretanto, os cuidados da ciência e a ciência dos cuidados triunfaram do mal, e Fadinha ficou boa, completamente boa, depois de ter estado suspensa entre a vida e a morte.

      Ficou boa, mas desfigurada: a moça mais bonita do Rio de Janeiro transformara-se num monstro. Aquele rosto intumescido e esburacado não conservara nada, absolutamente nada da beleza célebre de outrora. Ela, porém, consolou-se vendo que o amor de Remígio, longe de enfraquecer, crescera, fortificado pelo espetáculo do seu martírio.

      A mãe, conquanto insensível às boas ações, não pôde disfarçar a admiração e o prazer que o moço lhe causou no dia em que lhe pediu a filha em casamento, dizendo:

      – Só havia um obstáculo à minha felicidade: era a formosura – de Fadinha. Agora que esse obstáculo desapareceu, espero que a senhora não se oponha a um enlace que era o desejo de seu marido.

      Realizou-se o casamento. D. Firmina, desprovida sempre de todo o senso moral, entendeu que devia ser aproveitado o rico enxoval oferecido pelo primeiro noivo; Remígio, porém, teve o cuidado de fazer com que o restituíssem ao barão. A cerimônia efetuou-se com toda a simplicidade, na matriz do Engenho Novo.

      Um ano depois do casamento, Fadinha estava outra vez bonita, não da boniteza irradiante e espetaculosa de outrora, mas, enfim, com um semblante agradável, o quanto bastava para regalo dos olhos enamorados do esposo. Remígio dizia, sinceramente, quem sabe? que a achava assim mais simpática, e os sinais das bexigas lhe davam até um “não sei quê”, que lhe faltava dantes.

      – Não é bela que me inquiete, nem feia que me repugne. Era assim que eu a desejava.

      O caso é que ambos foram muito felizes. Ainda vivem. Remígio é atualmente um alto funcionário, pai de cinco filhos perfeitamente educados.

(Arthur Azevedo, “A moça mais bonita do Rio de Janeiro”. Em: Seleção de Contos, 2014. Adaptado)

No enunciado “Entretanto, os cuidados da ciência e a ciência dos cuidados triunfaram do mal, e Fadinha ficou boa, completamente boa...”, a conjunção “e”, que introduz o trecho destacado, imprime a este o sentido de

  • A condição.
  • B consequência.
  • C tempo.
  • D oposição.
  • E causa.
8

      Para avaliar a importância da diversidade nas cidades, é preciso entender a extensão de sua conceituação. Seu significado vai desde a mistura de usos e atividades até a existência de uma grande variedade de estruturas urbanas e a garantia do direito à cidade pelos mais diversos grupos sociais.

      Esse conceito contraria o modelo de planejamento voltado à segregação de áreas homogêneas no tecido urbano. O encorajamento do pluralismo, em busca da diversidade, pode, de fato, ser mais um ativo importante do que uma ameaça.

      Estabelecer mecanismos que permitam às pessoas dos mais variados grupos étnicos e sociais terem direitos iguais aos espaços da cidade vai além da eficiência urbana e equidade. Conduz à urbanidade. A diversidade tem sido apontada como fator essencial para o funcionamento, o crescimento econômico e a atratividade das cidades.

      Para alguns pesquisadores, a diversidade deve ser focada nos espaços públicos, tornando cada área residencial um microcosmo da cidade, enfatizando-se a importância de prover espaços que ofereçam elevados níveis de interação entre as pessoas dos mais diferentes espectros sociais.

      Todavia, outras formas de diversidade são igualmente importantes no desenvolvimento urbano.

      As metrópoles de hoje estão se desenvolvendo rapidamente em cidades criativas, principalmente no que diz respeito às suas funções e ao capital humano. Elas são socialmente diversificadas como resultado da intensificação da migração e das diferenças socioeconômicas, revelando, ainda, múltiplas dimensões da identidade individual.

      A convivência com a diversidade, que toca em várias áreas da vida urbana, embora se constitua em um enorme desafio, ao mesmo tempo pode ser um recurso significativo das cidades contemporâneas.

      Portanto, embora seja importante descobrir caminhos para planejar a cidade plural, não menos importante é encontrar ferramentas que possam medir essa diversidade, de tal forma que ela possa ser avaliada e comparada em suas várias regiões.

                                                              (Claudio Bernardes. Opinião. Folha de S.Paulo, 03.08.2015)

Assinale a alternativa correta quanto aos aspectos de colocação pronominal, concordância verbal e concordância nominal.

  • A Têm-se apontado a diversidade como fator essencial para o funcionamento, o crescimento econômico e a atratividade das cidades. Além disso, outras formas de diversidade tem sido apontado como importante no desenvolvimento urbano.
  • B Tem apontado-se a diversidade como fator essencial para o funcionamento, o crescimento econômico e a atratividade das cidades. Além disso, outras formas de diversidade têm sido apontada como importantes no desenvolvimento urbano.
  • C Tem apontado-se a diversidade como fator essencial para o funcionamento, o crescimento econômico e a atratividade das cidades. Além disso, outras formas de diversidade têm sido apontados como importantes no desenvolvimento urbano.
  • D Tem-se apontado a diversidade como fator essencial para o funcionamento, o crescimento econômico e a atratividade das cidades. Além disso, outras formas de diversidade têm sido apontadas como importante no desenvolvimento urbano.
  • E Tem-se apontado a diversidade como fator essencial para o funcionamento, o crescimento econômico e a atratividade das cidades. Além disso, outras formas de diversidade têm sido apontadas como importantes no desenvolvimento urbano.
9

       Minador do Negrão, no interior de Alagoas, está acostumada a conviver com o drama da seca. A recente estiagem secou os reservatórios de água, comeu o verde das pastagens e dizimou 20% do gado. A planície avermelhada, pontuada por mandacarus e palmas, é a mesma de 50 anos atrás, quando o município serviu de cenário para o longa-metragem Vidas Secas, inspirado no romance de Graciliano Ramos. Apesar da paisagem desoladora, o comércio local prospera como em nenhum outro momento de sua história. Muitos moradores atribuem o feito ao Bolsa Família, programa de transferência de renda do governo federal. “As pessoas aqui sobrevivem da agricultura. Se não chove, não tem nada. Agora, a mulher recebe o benefício, faz uma feirinha na cidade e alimenta a economia”, afirma a prefeita. Os repasses federais contemplam 872 famílias na cidade, mais de dois terços da população. “Não fosse essa renda, muita gente teria morrido de fome”.

       O programa atende atualmente 13,8 milhões de famílias brasileiras, o equivalente a um quarto da população. O valor médio do benefício é de 152 reais. Para 2013, o orçamento previsto chega a 24 bilhões de reais. O elevado investimento tem retorno. Cada real transferido pelo governo gera 2,4 reais no consumo final das famílias, segundo um estudo divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) no dia 15. O efeito multiplicador não para por aí. Cada real gasto pelo programa resulta no incremento de 1,78 real no PIB. “Ao garantir uma renda mínima aos mais pobres, há um aumento do consumo que faz a economia prosperar”, afirma o economista Marcelo Neri, presidente do Ipea.


                                                                                        (CartaCapital, 30.10.2013. Adaptado)

Assinale a alternativa correta quanto à pontuação.

  • A A prefeita de Minador do Negrão afirma que: A mulher recebe o benefício, faz uma feirinha na cidade e alimenta a economia.
  • B A prefeita de Minador do Negrão, afirma. “A mulher recebe o benefício, faz uma feirinha na cidade e alimenta a economia”.
  • C A prefeita de Minador do Negrão afirma: “A mulher recebe o benefício, faz uma feirinha na cidade e alimenta a economia”.
  • D A prefeita, de Minador do Negrão, afirma que, a mulher recebe o benefício, faz uma feirinha na cidade e alimenta a economia.
  • E A prefeita de Minador do Negrão, afirma: A mulher recebe o benefício, faz uma feirinha na cidade e alimenta a economia.
10
Cadastro positivo já é realidade

Desde que entrou em vigor, no início deste ano, o cadastro positivo vem sendo adotado por grandes redes do varejo, a exemplo de C&A, Casas Bahia e Riachuelo, que passaram a registrar o consumidor que queira futuramente aderir à novidade.

O cadastro é um banco de dados no qual são registrados compromissos financeiros e pagamentos relativos a operações de crédito, como empréstimos. Na prática, o consumidor é avaliado por seu desempenho no pagamento de suas contas, que vão além do varejo: financiamento imobiliário, consórcio, leasing, contas de luz, escola. Toda despesa que comprometa a renda da pessoa é registrada no banco de dados que todos podem consultar, inclusive o próprio cliente. Se for um bom pagador, poderá receber um tratamento melhor na hora de conquistar o crédito. Juros mais baixos, por exemplo.

Para o superintendente de Informações sobre Consumidores da Serasa Experian, Vander Nagata, a grande vantagem desse cadastro em relação ao tradicional cadastro negativo (que negativa o nome dos consumidores que deram calote) é dar ao comércio a real condição financeira do cliente que está pedindo crédito. “A partir do momento que um credor, como a Casas Bahia, alimenta o banco de dados, tudo fica disponível para outras empresas consultarem. A base de dados compartilhada mostra que existe compromisso financeiro, de forma a evitar o superendividamento da pessoa. Hoje as empresas dão um tiro no escuro quando concedem o crédito”.

A entrada no cadastro positivo não é compulsória. O cliente tem de autorizar junto a empresas a inclusão de seu nome. Essa é uma das razões de a novidade não agradar as entidades de defesa do consumidor. O temor é que o cliente que se recuse a dar o nome passe a ser tratado como um mau pagador. O presidente do Procon-PE, José Rangel, questiona um outro problema: e se a pessoa passar por um momento de aperto financeiro? “Eu entendo que o cadastro positivo tem potencial de se tornar uma lista ruim, pois, num momento de dificuldades, a pessoa vai ter de escolher que conta pagar e isso vai restringir seu crédito, mais que beneficiar”, critica.

Com relação à desconfiança de Rangel, Vander Nagata, da Serasa Experian, diz que “um deslize” do consumidor que deixou, eventualmente, de pagar uma conta não significa nada. “Todos nós estamos sujeitos a isso. O cadastro positivo funciona como um histórico de longo prazo. É como na indústria de seguros. O motorista que tem um bom histórico e não se envolve em acidentes ganha bônus. Uma coisa é ter batido o carro há dois anos, outra diferente é bater a cada mês”, defende.

(Leonardo Spinelli, Jornal do Commercio, 03.03.2013. Adaptado)


Observe o uso dos dois-pontos (:) nos trechos que seguem.

• Na prática, o consumidor é avaliado por seu desempenho no pagamento de suas contas, que vão além do varejo: financiamento imobiliário, consórcio, leasing, contas de luz, escola. (segundo parágrafo)

• O presidente do Procon-PE, José Rangel, questiona um outro problema:e se a pessoa passar por um momento de aperto financeiro? (penúltimo parágrafo)

É correto afirmar que os dois-pontos introduzem, respectivamente,

  • A uma explicação para o sentido do termo “varejo” e uma listagem dos questionamentos mencionados na primeira parte do enunciado.
  • B uma síntese das ideias apresentadas na primeira parte do enunciado e uma enumeração dos diversos tipos de “aperto financeiro” pelos quais uma pessoa pode passar.
  • C uma exemplificação dos diferentes tipos de consumidor e uma explicação para o sentido de “momento de aperto financeiro” empregado por José Rangel.
  • D uma conclusão para o raciocínio exposto em “o consumidor é avaliado por seu desempenho no pagamento de suas contas” e uma resposta à pergunta feita na primeira parte do enunciado.
  • E uma enumeração que exemplifica o sentido expresso em “vão além do varejo” e um esclarecimento do sentido da expressão “um outro problema”

Raciocínio Lógico

11

Em determinado concurso somente para os cargos A e B, os candidatos só poderiam se inscrever para apenas um desses cargos. Ao final do prazo para as inscrições, identificou-se que a razão entre o número de candidatos inscritos para o cargo A e o número de candidatos inscritos para o cargo B podia ser representada pela fração 9/7 . Sabendo-se que 5 616 candidatos se inscreveram nesse concurso, é correto afirmar que a diferença entre o número de candidatos inscritos para o cargo A e o número de candidatos inscritos para o cargo B, nessa ordem, foi

  • A 655.
  • B 702.
  • C 786.
  • D 801.
  • E 848.
12

Num certo dia, quando o elevador de um edifício comercial estava no andar térreo, ele foi chamado ao 8.º andar. Em seguida, ele foi chamado, nesta ordem, ao 3.º, ao 11.º, ao 6.º andar, e assim sucessivamente, subindo oito andares e, depois, descendo 5 andares, até chegar ao último andar. Se, nesse sobe e desce, o elevador subiu um total de 112 andares, pode-se concluir, corretamente, que o total de andares desse edifício é

  • A 38.
  • B 41.
  • C 44.
  • D 47.
  • E 50.
13

O computador que Ricardo quer comprar é R$ 125,00 mais caro na loja A do que na loja B. Ao negociar um preço mais baixo, conseguiu, na loja A, um desconto de 20% para compra à vista, enquanto que, na loja B, conseguiu, para compra à vista, um desconto de 10%. Ao fazer as contas, Ricardo verificou que as propostas nas duas lojas resultavam em um mesmo preço final para o computador, no valor de

  • A R$ 1.125,00.
  • B R$ 1.000,00.
  • C R$ 900,00.
  • D R$ 1.500,00.
  • E R$ 1.250,00.
14

Uma sequência segue um padrão como mostra a figura e, a partir do novo termo, volta a repetir os elementos já apresentados na ordem dada.



A composição formada por figuras dessa sequência, cuja posição está indicada no esquema, é

  • A
  • B
  • C
  • D
  • E
15

Cinco amigas encomendaram crachás com seus nomes, cada crachá com apenas um nome. Quando a encomenda chegou, elas pegaram aleatoriamente os crachás e afixaram em suas roupas, no entanto nenhuma delas pegou o crachá com o próprio nome. Essas amigas nunca se referem a si mesmas na terceira pessoa, mesmo quando mentem, e fizeram as seguintes afirmações:

imagem-021.jpg

É verdade que exatamente duas dessas afirmações são falsas, e que Cássia e Cláudia estão usando, respectivamente, os crachás de

  • A Cida e Clara.
  • B Carla e Cida.
  • C Cida e Carla.
  • D Clara e Cida.
  • E Carla e Clara.
16

A figura a seguir mostra um recipiente aberto em A, B e C com cinco esferas numeradas.



Uma “operação” consiste em retirar apenas uma esfera por vez por B ou C (sem soerguimento de conjuntos de esferas) e imediatamente colocá-la de volta por A. O número mínimo de “operações” necessárias para obter a ordem das esferas em 1, 2, 3, 4, 5, de baixo para cima, é

  • A 4.
  • B 7.
  • C 8.
  • D 10.
  • E 12.
17

Dizer - "Se você não olha nos meus olhos, então eu não me sinto um ser humano." - é o mesmo que dizer:

  • A sinto-me um ser humano ao olhar nos seus olhos.
  • B se me sinto um ser humano, então você olha nos meus olhos.
  • C se você olha nos meus olhos, então eu fico feliz.
  • D o olhar e o sentir são a mesma coisa.
  • E eu olho nos seus olhos e você se sente um ser humano.
18

Beatriz e Bianca inventaram um jogo de multiplicação. Beatriz será a primeira a jogar e deve dizer um número positivo maior do que 1 e menor do que 5000. Em seguida, Bianca deve multiplicar o número escolhido por Beatriz por 2 ou 3 ou 4 ou 5. Elas passam a se revezar, e cada jogadora, na sua vez, deve multiplicar o número obtido na multiplicação anterior por 2 ou 3 ou 4 ou 5. A primeira jogadora a alcançar 5000 ou mais no resultado da multiplicação vence. Por exemplo, Beatriz escolhe 500, Bianca multiplica 500 por 3, obtendo 1500, Beatriz multiplica 1500 por 5, obtendo 7500, e vence.

Beatriz pode forçar a vitória escolhendo adequadamente o primeiro número, que pode ser, entre outros,

  • A 7.
  • B 40.
  • C 101.
  • D 255.
  • E 499.
19

Cada figura da sequência a seguir é formada por um pentágono e uma circunferência. Giros de 90 graus no sentido horário formam o padrão de alteração do pentágono. A circunferência sempre está localizada sobre um dos vértices do pentágono e muda de um vértice para outro, sem pular nenhum vértice, e seguindo orientação anti-horária, em relação ao pentágono.



Dessa maneira, a 19.ª figura da sequência é:

  • A

  • B

  • C

  • D

  • E

20

Considere verdadeiras as duas afirmações a seguir:

“Gláucia é policial ou Maurício é advogado.”

“Gláucia não é policial.”

Com base nessas informações pode-se afirmar como verdade que

  • A se Maurício é advogado, então Gláucia não é policial.
  • B se Gláucia não é policial, então Maurício não é advogado.
  • C Gláucia não é policial e Maurício não é advogado.
  • D Maurício é advogado e Gláucia é policial.

Noções de Informática

21

Diversas versões do sistema operacional Windows possuem o Botão Iniciar, que pode ser ativado diretamente pela tecla do Windows (WINKEY) presente em muitos teclados. Essa tecla faz a mesma função da sequência de teclas

  • A Shift + Alt.
  • B Shift + Esc.
  • C Ctrl + Shift.
  • D Ctrl + Alt.
  • E Ctrl + Esc.
22

Muitos aplicativos podem fazer uso das configurações definidas no MS-Windows 7, como idioma, formato de data e formato de números. Dentre os ícones do Painel de Controle do MS-Windows 7, em sua configuração padrão, exibidos a seguir, assinale a alternativa que contém o ícone onde se encontram as opções para alterar o formato de datas ou números.

  • A
  • B
  • C
  • D
  • E
23

No Microsoft Internet Explorer versão 10, na sua configuração padrão, acessando a página de pesquisa do Google, www.google.com.br, a sequência a partir do menu principal para saber se a página acessada está com criptografia (conforme a figura) é

  • A Ferramentas e selecione Segurança.
  • B Editar e selecione Propriedades.
  • C Exibir e selecione Segurança.
  • D Arquivo e selecione Propriedades.
  • E Ajuda e selecione Segurança.
24

Os programas e os sites (webmail) para o envio de correio eletrônico (e-mail) possuem o recurso identificado por Cco: que deve ser utilizado para

  • A anexar um arquivo de forma oculta à mensagem, ou seja, sem a apresentação do link na mensagem.
  • B especificar o endereço de e-mail alternativo de quem está enviando a mensagem.
  • C especificar o endereço de e-mail para o qual a mensagem deve retornar, caso ocorra algum erro.
  • D incluir um endereço de e-mail que receberá a cópia da mensagem de forma oculta.
  • E incluir um link para acessar um arquivo disponibilizado na internet.
25

Um contador está documentando um manual para um plano de contas por meio do MS-Word 2010, em sua configuração padrão, e decide adicionar uma nota de rodapé ao documento, fazendo uso do ícone exibido a seguir.

imagem-013.jpg

Assinale a alternativa que contém o nome da Guia a que pertence o ícone exibido.

  • A Exibição.
  • B Revisão.
  • C Referências.
  • D Layout da Página.
  • E Correspondências.
26

Um médico deseja enviar um laudo preparado no MS-Word 2007, em sua configuração padrão, protegido por senha, de modo que possa ser lido, mas não possa ser alterado.

Assinale a alternativa que indica o recurso que pode ser utilizado para isso

  • A Inspecionar documento.
  • B Senha de gravação.
  • C Criptografar documento.
  • D Referência.
  • E Configurar impressão.
27

As arquiteturas em camadas para rede de computadores, como o modelo OSI (Open System Interconnection), permitem dividir a complexidade do sistema de redes em camadas de atividades e serviços. No modelo OSI, a atividade de roteamento dos pacotes pelas redes é de responsabilidade da camada

  • A 1.
  • B 2.
  • C 3.
  • D 4.
  • E 5.
28

Ao realizar a verificação por meio de um antivírus, um usuário detectou a presença de um vírus no seu computador. Foi orientado por um amigo a não excluir o arquivo infectado de imediato, mas, sim, isolá-lo em uma área sem a execução de suas funções por um determinado período de tempo. Tal recurso é conhecido como:

  • A vacina
  • B maturação.
  • C isolamento.
  • D quarentena.
29

No departamento de RH de uma empresa, é utilizada uma planilha do Microsoft Excel 2010, na sua configuração padrão, para controlar a quantidade de funcionários dessa empresa, conforme figura a seguir. A célula A contém o nome do funcionário(a), a célula B contém o sexo (M - Masculino, F - Feminino) e a célula C contém a idade do funcionário(a). A fórmula a ser aplicada na célula B10, para calcular o Total de funcionários Homens com idade maior que 40 anos, é:

  • A =CONT.SE(B2:B8,"=M",C2:C8, ">40")
  • B =CONT.SE(B2;B8;"M";C2:C8;">40")
  • C =CONT.SES(B2:B8;"=M";C2:C8;"<>40")
  • D =CONT.SES(B2;B8;"M";C2:C8;">40")
  • E =CONT.SES(B2:B8;"=M";C2:C8;">40")
30

Um usuário do MS-Windows 7 navega na internet por meio do Internet Explorer 9, ambos em configuração padrão. Ao clicar com o botão direito (com o mouse configurado para destros) sobre um link de uma página, uma das opções exibidas permite abrir o link em uma nova guia. Usar a opção para abrir em nova guia _________________. .

Assinale a alternativa que completa o enunciado corretamente.

  • A fechará a janela atual do Internet Explorer
  • B abrirá uma nova janela do Internet Explorer
  • C criará uma nova guia dentro da janela atual do Internet Explorer
  • D abrirá uma nova guia dentro de uma nova janela do Internet Explorer
  • E criará uma nova janela dentro da guia atual do Internet Explorer

Direito Constitucional

31
Compete ao Conselho da República

  • A manifestar-se nos processos de improbidade administrativa.
  • B decretar intervenção federal.
  • C decretar o estado de sítio.
  • D pronunciar-se sobre o estado de defesa.
32

Nos termos da Constituição Federal, é a todos assegurado(a)

  • A o direito de petição aos Poderes Públicos em defesa de direitos ou contra ilegalidade ou abuso de poder.
  • B a liberdade de associação para fins de caráter paramilitar.
  • C o direito de eximirse de obrigação legal imposta invocando crença religiosa ou convicção filosófica.
  • D o acesso à informação e o sigilo da fonte, independentemente de sua necessidade recair, ou não, sobre o exercício profissional.
  • E a livre expressão da atividade intelectual, artística e científica precedidas de licença.
33

Segundo o que estabelece o texto constitucional em relação às forças armadas, é correto afirmar que

  • A o oficial condenado na justiça comum ou militar a pena privativa de liberdade superior a dois anos, por sentença transitada em julgado, será submetido a julgamento por Tribunal Militar e só perderá o posto e a patente se for julgado indigno do oficialato ou com ele incompatível.
  • B o oficial condenado na justiça comum ou militar a pena privativa de liberdade superior a um ano, por sentença transitada em julgado, será submetido a julgamento por Tribunal Militar e só perderá o posto e a patente se for julgado indigno do oficialato ou com ele incompatível.
  • C a sindicalização é direito do militar, sendo vedada a greve.
  • D o militar, mesmo em serviço ativo, pode estar filiado a partidos políticos, exceto os Comandantes da Marinha, Exército e Aeronáutica.
  • E o oficial condenado na justiça comum, por sentença transitada em julgado, perderá automaticamente o posto e a patente.
34
Nos termos do art. 31, § 2o , da Constituição Federal, é correto afirmar que o parecer prévio, emitido pelo órgão competente sobre as contas que o Prefeito deve anualmente prestar,
  • A só poderá ser apreciado por órgãos judiciários de primeira e segunda instância e membros do Ministério Público.
  • B será analisado quando da criação de Tribunais, Conselhos ou órgãos de Contas Municipais.
  • C será submetido ao Congresso Nacional, após análise do Tribunal de Contas da União.
  • D só atenderá ao fixado por lei de iniciativa da Assembleia Legislativa, observado o que dispõe o art. 26, parágrafo 2o .
  • E só deixará de prevalecer por decisão de dois terços dos membros da Câmara Municipal.
35

No que diz respeito às disposições constitucionais aplicáveis ao processo penal, é correto afirmar que

  • A ninguém será preso senão em flagrante delito ou por ordem escrita e fundamentada de autoridade judiciária competente, salvo nos casos de transgressão militar ou crime impropriamente militar, definidos em lei.
  • B a lei só poderá restringir a publicidade dos atos processuais quando a defesa da intimidade ou o interesse social o exigirem.
  • C não será admitida ação privada nos crimes de ação penal pública
  • D ninguém será considerado culpado até a publicação de sentença penal condenatória.
  • E o preso tem direito à identificação dos responsáveis por sua prisão ou por seu interrogatório policial, salvo as hipóteses em que a identificação colocar em risco a atividade policial.
36

O Estado brasileiro tem, reiteradas vezes, recusado apoio a iniciativas de países ou organismos internacionais de legitimar a atuação militar em Estados nacionais reconhecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU). Ao atuar dessa forma, realiza-se o princípio constitucional do(a)

  • A repúdio ao terrorismo.
  • B concessão de cooperação.
  • C erradicação da desigualdade.
  • D autodeterminação dos povos.
  • E promoção do desenvolvimento.
37

No tocante às disposições constitucionais relativas à política urbana, é correto afirmar que:

  • A os imóveis públicos não serão adquiridos por usucapião, exceto quando a possuidora for outra entidade federativa.
  • B são isentas de impostos federais, estaduais e municipais as operações de transferência de imóveis desapropriados para fins de reforma urbana por interesse social.
  • C os beneficiários da distribuição de imóveis rurais pela reforma agrária receberão títulos de domínio ou de concessão de uso, inegociáveis pelo prazo de trinta anos.
  • D as desapropriações de imóveis urbanos serão feitas me- diante o pagamento de títulos da dívida pública, resgatáveis em até dez anos, em parcelas anuais, iguais e sucessivas, assegurados o valor real da indenização e os juros legais.
  • E são insuscetíveis de desapropriação para fins de refor- ma agrária a pequena e média propriedade rural, assim definida em lei, desde que seu proprietário não possua outra e a propriedade produtiva
38

Compete ao Supremo Tribunal Federal julgar:

  • A originariamente a homologação de sentenças estrangeiras e a concessão de exequatur às cartas rogatórias.
  • B originariamente os mandados de segurança e os habeas data contra ato de Ministro de Estado.
  • C mediante recurso, as causas decididas, em única ou última instância, quando a decisão recorrida julgar ato de governo local contestado em face de lei federal.
  • D mediante recurso, as causas decididas em única ou última instância, quando a decisão recorrida julgar válida lei local contestada em face de lei federal
  • E ação direta de inconstitucionalidade de lei ou ato normativo municipal.
39
Ronaldo exerce a função de Presidente do Congresso Nacional e pretende fixar os subsídios dos parlamentares. No regime de atribuições do Congresso, tal ato
  • A atrai a ratificação por referendo.
  • B constitui competência exclusiva do Congresso.
  • C depende de sanção do Presidente da República.
  • D compõe ato complexo envolvendo dois poderes.
  • E estabelece limites remuneratórios para a República.
40
A União não intervirá nos Estados nem no Distrito Federal, exceto para

  • A repelir a propaganda de conceitos nocivos à Nação.
  • B pôr termo a greve prolongada que perturbe a ordem pública.
  • C manter a integridade nacional.
  • D impedir o livre exercício de qualquer dos Poderes nas unidades da Federação.

Direito Administrativo

41

A respeito da desapropriação, assinale a alternativa correta.

  • A Somente bens imóveis ou bens móveis economicamente avaliáveis podem ser objeto de desapropriação.
  • B Bem municipal pode ser desapropriado pela União, desde que haja prévia autorização legislativa.
  • C Por se tratar de exercício de poder extroverso, concessionários do poder público não poderão promover desapropriações, mesmo que autorizados por contrato ou lei.
  • D Ao Poder Judiciário é permitido, no processo de desapropriação, decidir se se verificam ou não os casos de utilidade pública.
  • E A imissão provisória na posse, no processo de desapropriação, deve ser precedida do pagamento de integral indenização em dinheiro.
42

Depois de algum tempo de divergência doutrinária e jurisprudencial, o Supremo Tribunal Federal consagrou o entendimento de que a coleta, a remoção e o tratamento ou a destinação de lixo ou resíduos provenientes de imóveis

  • A são serviços uti singuli e por isso as taxas podem ser calculadas individualizadamente.
  • B devem ser cobrados por meio de taxa por serem um tipo de serviço uti universi.
  • C devem ser cobrados por meio de imposto do respectivo município.
  • D são serviços uti universi e devem ser cobrados por meio de contribuição de melhoria.
  • E não podem ser cobrados por meio de taxa, devendo sua cobrança ser embutida no valor do IPTU do respectivo imóvel.
43

Sobre o ato administrativo, pode-se afirmar que

  • A ato de competência exclusiva, avocado e praticado por autoridade superior, caracteriza situação de excesso de poder.
  • B a presunção de exigibilidade do ato administrativo autoriza fechar-se estabelecimento inadimplente com o fisco.
  • C a concessão de licença para construir pode ser condicionada à emissão de certidão negativa de débito relativa ao imóvel.
  • D a revogação de ato administrativo complexo pode ser realizada, bastando que um dos órgãos envolvidos manifeste sua aquiescência.
44

Considerando os instrumentos de garantia dos administrados aplicáveis ao controle judicial da administração pública, assinale a alternativa correta.

  • A Na ação civil pública, a sentença que julgar o pedido improcedente por falta de provas, transitada em julgado, produzirá coisa julgada erga omnes, impedindo que nova ação seja ajuizada com o mesmo fim.
  • B Não cabem, no processo de mandado de segurança, a interposição de embargos infringentes e a condenação ao pagamento dos honorários advocatícios, sem prejuízo da aplicação de sanções no caso de litigância de má-fé.
  • C A responsabilidade do agente público a ser apurada por meio da ação de improbidade administrativa tem como pressupostos indispensáveis o enriquecimento ilícito e o dano ao erário.
  • D O habeas corpus em face de constrangimento ilegal praticado por membros do Tribunal de Contas do Estado ou de Conselho de Contas do Município será processado e julgado pelo Tribunal de Justiça do Estado.
45

Considere hipoteticamente que o Poder Público Municipal desaproprie determinada área visando a construção de um Posto de Saúde e depois decida edificar ali uma Escola Municipal. Analisando o enunciado no que concerne à retrocessão, é correto afirmar que:

  • A mesmo o Poder Público utilizando o bem expropriado para o interesse público, o ordenamento jurídico atual contempla essa hipótese como caso de retrocessão obrigatória, sujeitando-o a indenizar o expropriado.
  • B a retrocessão somente estará configurada se a coisa expropriada para fins de necessidade ou utilidade pública, ou por interesse social, não tiver o destino para o qual se desapropriou, ou não for utilizada em obras ou serviços públicos.
  • C se trata de caso de retrocessão ilícita em razão de destinação diversa da inicialmente pretendida, entretanto, não se verifica qualquer direito à indenização ao expropriado.
  • D apesar do Poder Público utilizar o bem expropriado para o interesse público, o ordenamento jurídico atual trata esse caso como desvio de finalidade, sujeitando-o à obrigatoriedade de restituição do bem por direito real de preferência.
  • E a retrocessão somente estará configurada se a coisa expropriada para fins de necessidade ou utilidade pública, ou por interesse social, não tiver o destino para o qual se desapropriou, portanto, deverá o Poder Público oferecer ao expropriado o bem pelo preço pago.
46

Sobre o regime jurídico da Administração Pública, é correto afirmar que

  • A segundo o princípio da isonomia, a Administração não pode ter privilégios em suas relações com os administrados.
  • B as pessoas administrativas têm disponibilidade sobre os interesses públicos confiados à sua guarda.
  • C a Administração pode revogar os seus próprios atos, mas não pode anulá-los.
  • D o princípio da continuidade fundamenta a encampação da concessão do serviço público pelo Estado.
  • E o ato discricionário do administrador que não transgrediu nenhuma norma concreta e expressa não pode ser submetido à apreciação do Poder Judiciário.
47

Para a EMPLASA, é inexigível a licitação;

  • A para a impressão de formulários padronizados, por órgãos ou entidades que integrem a Administração e que tenham sido criados para esse fim específico.
  • B na contratação de associação de portadores de deficiência física, sem fins lucrativos, para prestação de serviços ou fornecimento de mão de obra.
  • C quando não acudirem interessados na licitação anterior e esta não puder ser repetida sem prejuízo para a Administração.
  • D para contratação de empresas de notória especialização em auditoria financeira.
  • E nos casos de emergência ou de calamidade.
48

Sobre bens públicos, assinale a alternativa INCORRETA.

  • A Entende-se por bens públicos, os bens do domínio nacional pertencentes às pessoas jurídicas de direito público interno; todos os outros são particulares, seja qual for a pessoa a que pertencerem.
  • B Os bens públicos de uso comum do povo e os de uso especial são inalienáveis, enquanto conservarem a sua qualificação, na forma que a lei determinar. Da mesma forma, os bens públicos não estão sujeitos a usucapião.
  • C São bens públicos, os bens de uso comum do povo, além dos bens de uso especial, que são aqueles destinados a serviço ou estabelecimento da administração federal, estadual, territorial ou municipal, inclusive os de suas autarquias.
  • D O uso comum dos bens públicos é, obrigatoriamente, gratuito. A legislação vigente não possibilita qualquer tipo de retribuição (remuneração) para o uso comum de bens públicos. Dessa forma, bens (imóveis) públicos não podem ser alugados ou alienados a terceiros que não sejam de direito público.
49

O Escrivão de Polícia, como administrador público, deve orientar a sua conduta não somente pelos critérios da oportunidade e conveniência mas, também, verificando preceitos éticos, distinguindo o que é honesto do que é desonesto.

Tal afirmação está amparada no princípio da

  • A Autotutela
  • B Moralidade
  • C Impessoalidade.
  • D Economia.
  • E Publicidade.
50
Com relação aos princípios da Administração Pública, é correto afirmar que
  • A a ampla defesa e o contraditório são considerados direitos e garantias fundamentais do acusado, mas o ordenamento jurídico brasileiro hodiernamente não os recepciona como princípios da Administra- ção Pública.
  • B a Administração, orientada pelo princípio da eficiência, pode revogar seus próprios atos, quando eivados de vícios que os tornam ilegais, porque deles não se originam direitos; ou anulá-los, por motivo de conveniência ou oportunidade.
  • C a razoabilidade é princípio implícito na Constituição Federal, não contemplado no ordenamento jurídico brasileiro, cuja violação se constitui em ato de improbidade administrativa.
  • D deixar de prestar contas quando esteja obrigado a fazê-lo constitui ato de improbidade administrativa que atenta contra os princípios da Administração Pública, podendo ser aplicada ao responsável a perda da função pública.
  • E a segurança jurídica e o interesse público são considerados garantias implícitas na Constituição Federal, entretanto, o ordenamento jurídico brasileiro hodiernamente não os recepciona como princípios da Administração Pública.

Direito Penal

51

Assinale a alternativa com o nome e a nacionalidade do principal defensor da teoria da tipicidade conglobante.

  • A Nilo Batista, brasileiro.
  • B Luigi Ferrajoli, italiano.
  • C Kai Ambos, alemão.
  • D Klaus Tiedemann, alemão.
  • E Eugenio Raúl Zaffaroni, argentino.
52

O crime de “Charlatanismo” caracteriza-­se em o agente

  • A inculcar ou anunciar cura por meio secreto ou infalível.
  • B enganar a vítima, por meio de falso diagnóstico, sobre doença inexistente.
  • C prescrever, ministrar ou aplicar, habitualmente, qualquer substância.
  • D exercer, a título gratuito, profissão de médico, dentista ou farmacêutico, sem autorização legal.
  • E usar de gestos, palavras ou qualquer outro meio, sem autorização legal, para tratar doença ou lesão.
53

De acordo com a Lei n.º 4.898/65 (Abuso de Autoridade), é correto afirmar que

  • A a pena administrativa mais grave é a destituição da função.
  • B o processo administrativo não poderá ser sobrestado para o fim de aguardar a decisão da ação penal ou civil.
  • C a sanções penais de multa, detenção e perda do cargo não podem ser aplicadas cumulativamente.
  • D é imprescindível a apuração dos fatos por inquérito policial para ajuizamento da ação penal.
  • E não é admitida a ação privada, ainda que inerte o órgão do Ministério Público no que tange ao ajuizamento de ação penal.
54
Tício, maior de 18 anos, é portador de doença mental, necessitando de medicação diária. A doença, por si só, não prejudica a capacidade de compreensão. Todavia, a medicação, ingerida em conjunto com bebida alcoólica em quantidade, provoca surtos psicóticos, com exclusão da capacidade de entendimento. Tício sabe dos efeitos do álcool, em excesso, em seu organismo, mas costuma beber, moderadamente, justamente para desfrutar dos efeitos que, segundo ele, “dá barato”. Em uma festa, Tício, sem saber que se tratava de uma garrafa de absinto (bebida de alto teor alcoólico), pensando ser gim, preparou um coquetel de frutas e ingeriu. Ao recobrar a consciência, soube que esfaqueou dois de seus melhores amigos, causando a morte de um e lesão de natureza grave em outro. A respeito da situação, é correto afirmar que
  • A Tício, devido à doença mental, é inimputável, sendo isento de pena.
  • B Tício é inimputável, sendo isento de pena, pois praticou o crime em estado de completa embriaguez, decorrente de caso fortuito.
  • C Tício é imputável, pois a embriaguez completa decorreu de culpa. Entretanto, faz jus à redução da pena.
  • D Tício é imputável, sendo punido de forma agravada, em vista da embriaguez pré-ordenada.
  • E Tício, por ser maior de 18 anos, é imputável, sendo irrelevante a circunstância de ter praticado o crime em estado de completa embriaguez.
55

Analise as seguintes situações:

I. Quando, por erro no uso dos meios de execução, o agente, ao invés de atingir a pessoa que pretendia ofender, atinge pessoa diversa, responde como se tivesse praticado o crime contra aquela, levando-se em consideração as qualidades da vítima que almejava. No caso de ser também atingida a pessoa que o agente pretendia ofender, aplica-se a regra do concurso formal.

II. Há representação equivocada da realidade, pois o agente acredita tratar-se a vítima de outra pessoa. Trata-se de vício de elemento psicológico da ação. Não isenta de pena e se consideram as condições ou qualidades da pessoa contra quem o agente queria praticar o crime.

III. Trata-se de desvio do crime, ou seja, do objeto jurídico do delito. O agente, objetivando um determinado resultado, termina atingindo resultado diverso do pretendido. O agente responde pelo resultado diverso do pretendido somente por culpa, se for previsto como delito culposo. Quando o agente alcançar o resultado almejado e também resultado diverso do pretendido, responderá pela regra do concurso formal.

Tais ocorrências configuram, respectivamente:

  • A error in persona; aberratio ictus; aberratio criminis.
  • B aberratio ictus; aberratio criminis; error in persona.
  • C aberratio ictus; error in persona; aberratio criminis.
  • D aberratio criminis; error in persona; aberratio ictus.
56

O crime de peculato

  • A admite a reparação do dano como forma de redução da pena na modalidade culposa
  • B não admite a modalidade culposa.
  • C pode ser praticado por qualquer pessoa
  • D é punido com pena de detenção e multa na modalidade dolosa, e apenas com multa na modalidade culposa.
  • E consiste em solicitar ou receber vantagem indevida.
57

Considera-se o crime praticado no momento

  • A da ação ou omissão ou resultado
  • B da ação, como regra, e no momento do resultado, para os casos de omissão.
  • C da constatação pela autoridade policial.
  • D da ação ou omissão.
  • E do resultado.
58

A, proprietário de uma loja, no dia 08 de junho de 2010, objetivando acabar com o estoque de rádio portátil, modelo XR, com um megafone, na calçada em frente ao estabelecimento, passou a propagar que o aparelho tinha conexão por bluetooth, informação sabidamente falsa. B, que comprou o rádio em razão da informação enganosa, lavrou Boletim de Ocorrência na Delegacia Especializada em Direito do Consumidor, em 20 de junho de 2010, por suposto crime contra a relação de consumo (art. 7° , inciso VII, da Lei n° 8.137/90), cuja pena prevista é deten­ ção de 02 (dois) a (05) cinco anos e multa, processável por ação penal pública incondicionada. Finalizado o procedimento penal investigatório (inquérito policial), A foi denunciado pelo Ministério Público pelo crime objeto de investigação. A denúncia foi recebida em 20 de julho de 2014 e, encerrada a instrução, A, que contava com 71 (setenta e um) anos na data da sentença, foi condenado, em 15 de novembro de 2016, à pena de detenção de 02 (dois) anos e multa. O Ministério Público não recorreu, transitando em julgado a sentença para a acusação. A defesa apresentou recurso de apelação.

A respeito do caso hipotético, é correto afirmar que a punibilidade de A

  • A está extinta, pois entre a data do fato e a da publicação da sentença condenatória transcorreram mais de 04 (quatro) anos, período em que a pena a ele imposta prescreve.
  • B não está extinta, pois entre a data do recebimento da denúncia e a da publicação da sentença condenatória não transcorreu período de 04 (quatro) anos, tempo necessário para que a pena a ele imposta prescreva.
  • C está extinta, pois entre a data do fato e a do recebimento da denúncia transcorreu período superior a 04 (quatro) anos, tempo necessário para que a pena a ele imposta prescreva.
  • D está extinta, pois entre a data do recebimento da denúncia e a da publicação da sentença condenatória transcorreu período superior a 02 (dois) anos, tempo necessário para que a pena a ele imposta prescreva.
  • E não está extinta, pois enquanto não transitada em julgado a sentença condenatória também para a defesa, a prescrição regula-se pelo máximo da pena privativa cominada ao crime, no caso, 12 (doze) anos.
59

Reformando decisão anterior, o STF, em recurso regimental, recentemente decidiu, nos autos da ação penal 470 (“mensalão”), que

  • A os condenados com mais de 70 (setenta) anos não têm, como regra, direito a prisão domiciliar.
  • B os condenados com doenças graves não têm direito a prisão domiciliar.
  • C o trabalho externo é direito dos condenados, sem necessidade de cumprimento de 1/6 da pena, seja qual for o regime de cumprimento.
  • D os condenados em regime inicial semiaberto não precisam cumprir 1/6 da pena para ter direito ao trabalho externo.
60

Para subtrair um automóvel, “X”, de forma violenta, danificou a sua porta. Nesse caso, “X” deverá responder

  • A pelo crime de roubo, visto que se utilizou de violência para danificar a porta.
  • B apenas pelo crime de furto, em razão do princípio da subsidiariedade.
  • C apenas pelo crime de furto, em razão do princípio da consunção.
  • D pelos crimes de furto e de dano.
  • E apenas pelo crime de furto, em razão do princípio da especialidade.

Legislação Estadual

61

Determinado Estado­membro da Federação brasileira editou lei ordinária que introduz a exigência de autorização prévia da Assembleia Legislativa para o licenciamento de ativida­ des utilizadoras de recursos ambientais consideradas efeti­ vas e potencialmente poluidoras, bem como capazes, sob qualquer forma, de causar degradação ambiental. Conside­ rando as normas constitucionais relativas ao tema, é correto afirmar que essa Lei Estadual é:

  • A nconstitucional, porque a referida lei implica indevida interferência do Poder Legislativo na atuação do Poder Executivo e usurpação de competência da União.
  • B inconstitucional, porque a espécie normativa adequada a veicular a referida matéria é a lei complementar e não a lei ordinária
  • C constitucional, tendo em vista as disposições constitu­ cionais protetivas do meio ambiente, bem como aquelas que estabelecem as regras de repartição de competên­ cias entre os entes da Federação
  • D inconstitucional, pois essa exigência não poderia ser feita por meio de lei, mas somente por meio de Decreto do Governador do Estado
  • E constitucional, uma vez que está em sintonia com as normas da Constituição que visam proteger o meio am­ biente como bem essencial à sadia qualidade de vida, que impõe ao Poder Público o dever de defendê­lo e preservá­lo para as presentes e futuras gerações.
62
Segundo o artigo 4º da Lei Complementar nº 893, de 9 de março de 2001, que institui o Regulamento Disciplinar da Polícia Militar, os quesitos utilizados para definição da antiguidade entre militares de Estado quando em igualdade de posto ou graduação são:
  • A data da última prova física para admissão; prevalência sucessiva dos graus hierárquicos anteriores; classificação no curso de formação ou habilitação; data de nomeação ou admissão de serviço público anterior em qualquer órgão do Estado.
  • B data da última promoção; prevalência sucessiva dos graus hierárquicos anteriores; data da formatura no último curso de formação no ensino médio em escola do Estado ou particular.
  • C data da última promoção; prevalência sucessiva dos graus hierárquicos anteriores; classificação no curso de formação ou habilitação; data de nomeação ou admissão; maior idade.
  • D data da última promoção; prevalência sucessiva dos graus hierárquicos anteriores; classificação no curso de formação ou habilitação; data em que fez a inscrição para o serviço público; maior idade.
  • E data da última promoção; prevalência sucessiva dos graus hierárquicos anteriores; classificação no curso de formação ou habilitação; data em que fez a inscrição para o serviço público; data da prova para o ingresso no serviço público estadual.
63

Considerando o contido na Lei Complementar n.º 1.151/2011, que dispõe sobre a reestruturação das carreiras de policiais civis, analise a assertiva a seguir e assinale a alternativa que completa, correta e respectivamente, as lacunas do texto.

“O ingresso nas carreiras policiais civis, precedido de aprovação em concurso público de provas e títulos, dar-se-á em _______, mediante__________ em caráter de estágio probatório, pelo período de___________de efetivo exercício, obrigatoriamente em unidades territoriais de Polícia Judiciária da Polícia Civil.”

  • A 2.ª classe ... designação ... 3 (três) anos
  • B 3.ª classe ... nomeação ... 3 (três) anos
  • C 3.ª classe ... nomeação ... 6 (seis) anos
  • D 3.ª classe ... designação ... 2 (dois) anos
  • E 2.ª classe ... delegação ... 2 (dois) anos
64

Nos termos do Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Estado de São Paulo, é proibido ao funcionário público

I. participar na gerência ou administração de empresas bancárias ou industriais, ou de sociedades comerciais, que mantenham relações comerciais ou administrativas com o Governo do Estado, sejam por este subvencionadas ou estejam relacionadas com a finalidade da repartição ou serviço em que esteja lotado;

II. entreter-se, durante as horas de trabalho, em palestras, leituras ou outras atividades estranhas ao serviço;

III. referir-se depreciativamente, em informação, parecer ou despacho, ou pela imprensa, ou qualquer meio de divulgação, às autoridades constituídas;

IV. exercer, mesmo fora das horas de trabalho, emprego ou função em empresas, estabelecimentos ou instituições que tenham relações com o Governo, em matéria que se relacione com a finalidade da repartição ou serviço em que esteja lotado.

Está correto o contido em

  • A I, II e IV, apenas.
  • B III e IV, apenas.
  • C I, II e III, apenas.
  • D I e III, apenas.
  • E I, II, III e IV.
65

Dentre as penas disciplinares previstas na Lei n.º 10.261/68 do Estado de São Paulo, ao funcionário público que exercer advocacia administrativa será aplicada a pena de.

  • A repreensão.
  • B demissão a bem do serviço público.
  • C suspensão.
  • D advertência.
  • E multa de 5 salários-mínimos
66

Nos termos da ICC no 144 (A importância e as principais características do policiamento comunitário), a filosofia de Polícia Comunitária contempla, entre outras, as seguintes rotinas:

  • A Visita Comunitária; Policial do mês da OPM e Visita Solidária.
  • B Visita Solidária; Visita Integrada e Programa de Vizinhança Solidária.
  • C Abordagem Comunitária; Visita Técnica da Corregedoria PM e Abordagem Integrada.
  • D Visita Integrada; Ações Sociais e/ou Projetos Sociais e Policial do mês da OPM.
67

Em relação aos adicionais previstos pelo Regime Jurídico Único (Lei n.º 5.810/94), é correto afirmar que

  • A os adicionais de insalubridade, periculosidade, ou pelo exercício em condições penosas são inacumuláveis
  • B o adicional por tempo de serviço será devido por quadriênios de efetivo exercício, até o máximo de 16 (dezesseis).
  • C o adicional de insalubridade que for pago por 5 (cinco) anos consecutivos será incorporado aos vencimentos.
  • D para fins de adicional por trabalho noturno, será assim considerado aquele prestado no horário entre 23 (vinte e três) horas de um dia e 6 (seis) horas do dia seguinte.
  • E não cabe pagamento de adicional pelo exercício de cargo em comissão ou função gratificada.
68

Conforme dispõe a Lei do Procedimento Administrativo do Estado de São Paulo (Lei n.º 10.177/98), na hipótese de constatar-se, por exemplo, que uma pensão decorrente de morte estava sendo paga pelo Estado ao beneficiário de forma ilegal, esse benefício

  • A não poderá ser invalidado pela Administração e nem pelo Judiciário, que não têm poderes para fazê-lo em se tratando de benefício já incorporado ao patrimônio do pensionista
  • B poderá ser invalidado pela própria Administração a qualquer tempo, independentemente da data da sua concessão, tendo em vista a ilegalidade do ato que a gerou.
  • C poderá ser invalidado pela própria Administração se não ultrapassado o prazo de dez anos da data da produção do ato que a concedeu
  • D não poderá ser invalidado pela própria Administração, devendo esta buscar a invalidação perante o Judiciário, independentemente do prazo que o benefício vinha sendo pago
  • E não poderá ser invalidado pela Administração, uma vez que se trata de prestação de caráter alimentar, que não pode ser revogada.
69
Segundo o § 3º do artigo 75 das I-16-PM – Instruções do Processo Administrativo da Polícia Militar –, no caso de responsabilidade disciplinar apurada ao final da sindicância, a conduta a ser adotada pelo Presidente da sindicância deve ser descrever a conduta passível de sanção
  • A e encaminhar os autos à autoridade competente.
  • B e encaminhar os autos ao sindicado para que oferte a sua defesa prévia, garantindo assim o princípio da ampla defesa e do contraditório.
  • C e encaminhar os autos ao Corregedor PM.
  • D e encaminhar os autos ao Diretor de Pessoal para iniciar-se a apuração necessária.
  • E aplicar a punição devida utilização da dosimetria conferida pelo Regulamento Disciplinar e, após, encaminhar os autos à autoridade competente apenas para conhecimento e registro no assentamento individual.
70

Em relação aos deveres, proibições e responsabilidades do servidor público, é correto afirmar que

  • A é seu dever guardar sigilo sobre assuntos da repartição, o que o impede de representar aos superiores sobre as irregularidades de que tiver conhecimento no exercício de suas funções.
  • B ele é proibido de participar da gerência ou administração de empresas bancárias ou industriais, ou de sociedades comerciais, que mantenham relações comerciais ou administrativas com o Governo do Estado.
  • C em caso de desfalque aos cofres públicos, o servidor poderá repor a importância do prejuízo causado em parcelas que não excedam à 10ª (décima) parte do vencimento ou remuneração.
  • D para ser responsabilizado administrativamente, o servidor deverá ser condenado criminalmente, por decisão transitada em julgado.
  • E ele pode exercer emprego ou função em empresas, estabelecimentos ou instituições que tenham relações com o Governo, em matéria que se relacione com a finalidade da repartição ou serviço em que esteja lotado, desde que fora do horário de trabalho.

Direito Civil

71
Assinale a alternativa incorreta a respeito da aquisição da propriedade imóvel.

  • A O registro é eficaz desde o momento em que se apresentar o título ao oficial do registro, e este o prenotar no protocolo.
  • B A aquisição causa mortis não depende de registro do título.
  • C A presunção que decorre do registro do título translativo não é absoluta, podendo ser objeto de anulação.
  • D Não é possível cancelar o registro em prejuízo do terceiro adquirente de boa-fé.
72

Assinale a opção correta.

  • A O recebimento do seguro obrigatório implica em quitação das verbas especificamente recebidas, inibindo o beneficiário de promover a cobrança de eventual diferença.
  • B Na implantação de stent, embora seja ato inerente à cirurgia cardíaca/vascular, não se configura abusiva a negativa de sua cobertura, se o contrato for anterior à Lei n° 9.656/98.
  • C É abusiva a cláusula contratual de plano de saúde que limita o tempo de internação do segurado ou usuário.
  • D A devolução das quantias pagas em contrato de compromisso de compra e venda de imóvel obedecerá rigorosamente à forma prevista em contrato.
73

Assinale a alternativa correta acerca do instituto da propriedade fiduciária

  • A A constituição da propriedade fiduciária independe de registro do contrato no órgão competente
  • B Em caso de inadimplemento pelo devedor, poderá o credor, em regra, optar pela adjudicação da coisa, caso não prefira aliená-la
  • C O regime da alienação fiduciária é aplicável aos móveis, sendo vedada sua utilização para bens imóveis.
  • D Com a constituição da propriedade fiduciária, ocorre o desdobramento da posse, atribuindo-se ao devedor a posse direta e ao credor a posse indireta.
  • E Em caso de alienação do bem por inadimplemento do devedor, quando o produto da venda não for suficiente para quitação da dívida, o devedor ficará exonerado do excedente.
74

Sobre o instituto da hipoteca, assinale a alternativa correta.

  • A É vedada a instituição de mais de uma hipoteca sobre o mesmo bem.
  • B São nulas de pleno direito as cláusulas que proíbem ao proprietário alienar o bem hipotecado ou estabeleçam o vencimento antecipado da dívida, em caso de alienação.
  • C O título que institui a hipoteca deverá ser registrado em Cartório de Títulos e Documentos do local onde está situado o bem hipotecado.
  • D A hipoteca firmada entre a construtora e o agente financeiro que financiou a obra não tem eficácia perante aquele que adquiriu unidade autônoma do empreendimento imobiliário.
  • E A extinção da hipoteca, por arrematação ou adjudicação do bem hipotecado, não exige a notificação dos credores hipotecários que não forem partes na execução.
75

Quando a lei dispuser que determinado ato é anulável, sem estabelecer prazo para pleitear-se a anulação, será este de

  • A dois anos, a contar da data da conclusão do ato.
  • B cinco anos, a contar da data da conclusão do ato.
  • C dez anos, a contar da data da conclusão do ato.
  • D dois anos, a contar da data do conhecimento da causa de anulabilidade.
  • E dez anos, a contar da data do conhecimento da causa de anulabilidade.
76

Analise as afirmativas seguintes.

I. Estão sujeitos à curatela os ébrios habituais e os viciados em tóxicos.

II. O Ministério Público não tem legitimidade para propor a interdição se não promovê-la os pais ou tutores, cônjuge ou qualquer parente.

III. A autoridade do curador estende-se à pessoa e aos bens dos filhos do curatelado, até cessar a menoridade.

IV. A decisão que declara a interdição só produz efeitos após o trânsito em julgado.

Estão corretas apenas as afirmativas

  • A I e III.
  • B I e IV.
  • C II e III.
  • D II e IV.
77
Alertado pela defesa civil sobre a possibilidade de desmoronamento de sua casa em razão da infiltração de água decorrente de vazamento, Marcos contratou Sandro, pintor e pedreiro, para realizar as obras necessárias. O contrato foi assinado pela modalidade de empreitada. Sobre essa modalidade contratual, assinale a alternativa correta.
  • A Pela modalidade escolhida, presume-se que Sandro é obrigado a fornecer, além da mão de obra, todo o material necessário.
  • B Caso Sandro inutilize materiais fornecidos por Marcos, por imperícia ou negligência, ele será obrigado a ressarcir os valores gastos.
  • C Caso Sandro forneça material e mão de obra, ele responderá durante o prazo de três anos pela solidez e segurança do trabalho.
  • D Caso Marcos decida suspender a obra, ele deverá pagar a Sandro apenas o valor das despesas com mão de obra e materiais já utilizados.
  • E O contrato de empreitada será extinto em caso de morte de Marcos.
78

A propósito dos contratos, assinale a alternativa correta.

  • A Tanto a cláusula resolutiva expressa, quanto a tácita, para operarem os seus efeitos, dependem de interpelação judicial.
  • B No contrato aleatório, por dizer respeito a coisas ou fatos futuros, se não vierem eles a existir, o contrato simplesmente se resolve, com o retorno das partes ao statu quo ante, ainda que um dos contratantes tenha assumido esse risco, em razão do princípio que veda o enriquecimento sem causa de qualquer contratante.
  • C A venda de ascendente a descendente é nula de pleno direito, ainda que hajam nela consentido, expressamente, os outros descendentes e o cônjuge do alienante.
  • D Se o estipulante não der execução ao contrato preliminar, poderá a outra parte considerá-lo desfeito, e pedir perdas e danos.
79

Mediante contrato escrito, José efetua a venda de imóvel a Maria. Embora consumado o negócio, Maria desiste da compra depois de noventa dias. O corretor Antônio exige de José o pagamento de remuneração pelo trabalho de mediação.

A respeito do caso hipotético, é correto afirmar que a remuneração

  • A não é exigível, ainda que a corretagem tenha sido contratada por escrito e com exclusividade.
  • B é exigível, exceto se a compradora deixou de efetuar o pagamento total ou parcial do preço, independentemente de tal circunstância ter sido prevista em contrato pelo vendedor e pelo corretor.
  • C não é exigível, uma vez que o rompimento do contrato de venda e compra equivale à não obtenção do resultado do trabalho do corretor.
  • D é exigível, uma vez que o contrato de venda e compra foi concluído e que o arrependimento de uma das partes não é oponível ao corretor.

Legislação Federal

80

Sobre as locações de espaço em “Shopping Centers”, indique a alternativa correta.

  • A O locador não poderá recusar a renovação do contrato, com fundamento no uso por ele próprio do imóvel.
  • B O locador poderá cobrar do lojista, havendo previsão contratual, o custo rateado da pintura das fachadas.
  • C O locador poderá recusar a renovação do contrato, com fundamento na transferência de fundo de comércio existente há mais de um ano, sendo detentor da maioria do capital o locador, seu cônjuge, ascendente ou descen- dente.
  • D O locatário terá direito à renovação do contrato, por igual prazo, desde que, cumulativamente, o contrato a renovar tenha sido celebrado por escrito e com prazo determinado, o prazo mínimo do contrato a renovar ou a soma dos prazos ininterruptos dos contratos escritos seja de cinco anos e o locatário esteja explorando seu comércio, no mesmo ramo, pelo prazo mínimo e ininterrupto de dois anos.
  • E Do direito à renovação decai aquele que não propuser a ação no interregno de dois anos, no máximo, até um ano, no mínimo, anteriores à data da finalização do prazo do contrato em vigor.

Auditoria

81

Entende-se por papéis de trabalho

  • A o conjunto de informações fornecidas pelo auditado.
  • B o registro dos procedimentos de auditoria, evidências obtidas e conclusão do auditor.
  • C o conjunto de documentos que atestam a competência do auditor.
  • D o conjunto de documentos que autorizam a empresa de auditoria a atuar.
  • E os apontamentos feitos pelo auditor que são descartados quando da conclusão do trabalho.
82

De acordo com a NBC TA 200, evidências de auditoria são:

  • A as informações utilizadas pelo auditor para fundamentar suas conclusões, em que se baseia a sua opinião. As evidências de auditoria incluem informações contidas nos registros contábeis subjacentes às demonstrações contábeis e outras informações.
  • B as informações explícitas ou implícitas que, para conseguir a apresentação adequada das demonstrações contábeis, pode ser necessário que a administração forneça divulgações além das especificamente exigidas pela estrutura.
  • C as suficiências das evidências de auditoria na medida da quantidade da evidência de auditoria. A quantidade necessária da evidência de auditoria é afetada pela avaliação do auditor dos riscos de distorção relevante e também pela qualidade de tal evidência.
  • D as informações utilizadas pelo auditor para adequar suas fundamentações em que se baseia o seu relatório. As evidências de auditoria incluem informações contidas nos pontos de auditoria em decorrência da metodologia utilizada.
  • E exigências da estrutura para conseguir a apresentação adequada das demonstrações contábeis. Espera-se que tais exigências mitiguem desvios em circunstâncias gerais de auditoria.
83

Representa, em uma organização, o conjunto de procedimentos, métodos ou rotinas com os objetivos de proteger os ativos, produzir dados contábeis confiáveis e ajudar a administração na condução ordenada dos negócios da empresa:

  • A sistemas informatizados.
  • B controles internos.
  • C manuais de procedimentos.
  • D políticas e procedimentos
  • E organização e métodos.
84

O relatório é o coroamento do trabalho de auditoria, pois é por meio dele que o auditor informa às pessoas a quem se dirige as seguintes informações, EXCETO:

  • A O trabalho que realizou.
  • B A forma como o realizou.
  • C Os fatos relevantes observados, os quais ele julga que devem ser divulgados.
  • D O alcance abrangido pelo trabalho, tornando-se irrelevante as normas de auditoria existentes.
85

Constituem documentos e registros dos fatos, informações e provas, obtidos no curso da auditoria, a fim de evidenciar os exames realizados e dar suporte à sua opinião, críticas, sugestões e recomendações. Devem ter abrangência e grau de detalhe suficientes para propiciarem a compreensão do planejamento, da natureza, da oportunidade e da extensão dos procedimentos de Auditoria Interna aplicados, bem como do julgamento exercido e do suporte das conclusões alcançadas.

O texto trata de

  • A Processos de auditoria.
  • B Programa de trabalho.
  • C Procedimentos alternativos.
  • D Papéis de trabalho.
  • E Relatório de auditoria.
86

As deficiências de controle interno que o auditor identificou durante a auditoria e que, no seu julgamento profissional, são de importância suficiente para merecer a atenção deverão ser comunicadas apropriadamente:

  • A às autoridades, por se tratar de riscos que impactam a arrecadação de tributos.
  • B à CVM e aos órgão competentes, além de à alta administração da empresa.
  • C aos responsáveis pela governança e à administração.
  • D às secretarias da receita federal e estaduais
  • E somente ao sócio da auditoria.
87

De acordo com as Normas Profissionais do Auditor Interno, no que tange à responsabilidade na execução dos trabalhos, o Auditor Interno deve ter o máximo de cuidado, imparcialidade e zelo na sua realização e na exposição das conclusões. A amplitude do trabalho do Auditor Interno e sua responsabilidade estão

  • A limitadas à sua área de atuação.
  • B restritas às áreas financeiras, uma vez que são uma forma de controle da administração.
  • C limitadas a controles relacionados às demonstrações financeiras.
  • D condicionadas à execução de trabalhos previamente acordados.
  • E ilimitadas, uma vez que respondem à autoridade máxima de uma empresa.
88

O auditor independente dos relatórios financeiros da Cia. Flor de Lis constatou em seus trabalhos, por meio de carta endereçada a um cliente, que este já havia quitado uma duplicata a pagar, ainda não baixada na escrituração contábil da entidade, e que um investimento avaliado pela equivalência patrimonial estava registrado por um valor menor que o correto por ter sido utilizada uma percentagem menor do que a participação da companhia na investida. Os procedimentos adotados por esse auditor foram, respectivamente:

  • A inspeção e confirmação.
  • B revisão analítica e observação.
  • C inspeção e revisão analítica.
  • D observação e cálculo.
  • E confirmação e cálculo.
89

Quanto às diferenças entre auditoria externa e interna, é correto afirmar:

  • A o auditor externo não pode ter vínculo empregatício com a empresa.
  • B enquanto a auditoria externa deve ser realizada por contador com registro no CRC, o Conselho Federal de Contabilidade não exige o mesmo na auditoria interna.
  • C o objetivo da auditoria externa é assistir à administração no cumprimento dos seus objetivos.
  • D a auditoria externa é desenvolvida continuamente ao longo do tempo.
  • E a auditoria interna é feita, necessariamente, por um empregado da empresa.
90

Em auditoria, o denominado risco inerente

  • A resulta de condições, eventos, circunstâncias ou decisões tomadas pela administração que possam afetar adversamente a entidade auditada
  • B decorre de condições que indiquem incentivos ou pressões para que a fraude seja perpetrada.
  • C é a suscetibilidade de um saldo de uma conta ou uma classe de transação apresentar uma distorção relevante no seu valor registrado nas demonstrações contábeis.
  • D depende da eficácia dos controles internos da entidade, que devem ser examinados pelo auditor por meio de testes adequados.
  • E não está relacionado com a natureza e a extensão dos procedimentos aplicados pelo auditor nem com o planejamento ineficaz da auditoria.

Contabilidade Geral

91

Uma empresa adquiriu, no dia 02 de fevereiro de 2014, um veículo cuja vida útil foi estimada em cinco anos. A contabilização correspondeu a R$ 85.000,00. Ao final de sua vida útil estimada, o valor de realização corresponderá a R$ 25.000,00. O método utilizado para o cálculo da depreciação é o linear. Não existem modificações no veículo, na vida útil e tampouco no valor de realização. No final de 2014, o valor líquido do veículo será correspondente a R$

  • A 25.000,00.
  • B 60.000,00.
  • C 68.000,00.
  • D 73.000,00.
  • E 74.000,00.
92

É correto afirmar que

  • A as ações em tesouraria deverão ser destacadas no balanço como dedução da conta de bancos conta movimento que registrar a origem dos recursos aplicados na sua aquisição.
  • B poderão ser classificadas no ativo Investimentos as despesas pré-operacionais e os gastos de reestruturação que contribuirão, efetivamente, para o aumento do resultado de mais de um exercício social e que não configurem tão somente uma redução de custos ou acréscimo na eficiência operacional.
  • C serão classificadas como ajustes de reavaliação patrimonial ou valor adicionado, enquanto computadas no resultado do exercício em obediência ao regime de competência, as contrapartidas de aumentos ou diminuições de valor atribuídos a elementos do ativo e do passivo, em decorrência da sua avaliação a valor justo.
  • D poderão ser classificados no intangível os direitos que tenham por objeto bens incorpóreos destinados à manutenção da companhia ou exercidos com essa finalidade, inclusive o fundo de comércio adquirido.
  • E serão classificadas como receitas de exercícios futuros as receitas a serem reconhecidas, diminuídas dos custos e despesas a elas correspondentes.
93

A Companhia SOBE Ltda. possui máquinas e equipamentos no valor de R$ 30, um contas a receber na importância de R$ 20, e ainda consta em seu caixa, recursos em espécie no montante de R$ 10. Já a Companhia DESCE Ltda. possui mercadorias para venda na ordem de R$ 70, um veículo para transportar mercadorias no valor de R$ 90, possui também as seguintes dívidas: salários a pagar de R$ 40 e financiamento bancário no valor de R$ 45.


Com base apenas nessas informações e considerando a equação do patrimônio, responda à questão.


O valor do Ativo da Companhia SOBE está representado pela importância de

  • A R$ 40.
  • B R$ 60.
  • C R$ 30.
  • D R$ 20.
  • E R$ 10.
94

A Cia. Cruzeiro do Norte efetuou o teste de recuperabilidade do valor dos ativos (impairment test) em uma máquina de seu ativo imobilizado, tendo registrado uma perda de valor de R$ 28.000,00. A máquina foi adquirida por R$ 600.000,00. Na ocasião do teste, o percentual de depreciação acumulada da máquina era de 40% do valor depreciável, e a companhia estimou o valor justo da máquina em R$ 325.000,00.

À vista do exposto, é correto afirmar que o valor em uso da referida máquina foi estimado pela companhia como correspondente, em R$, a:

  • A 326.000,00
  • B 322.000,00.
  • C 332.000,00.
  • D 330.000,00.
  • E 336.000,00.
95

. A empresa de publicidade Public on line Ltda. pagou, no mês de março, o aluguel de sua sede no valor de R$ 20.000,00, já provisionado, com 35 dias de atraso. A multa e os juros, conforme contrato, correspondem a R$ 3.450,00. O lançamento contábil refletirá no balanço patrimonial:

  • A redução do ativo, redução do passivo e redução do patrimônio líquido.
  • B aumento do ativo e aumento do passivo.
  • C aumento do ativo e redução do passivo, apenas.
  • D redução do ativo, redução do passivo e aumento do patrimônio líquido.
  • E aumento do ativo, redução do passivo e redução do patrimônio líquido.
96

Com base nas informações extraídas da contabilidade da empresa Arena Verde Ltda., em 31 de dezembro de 2014, apresentadas a seguir, classifique as contas contábeis de acordo com sua natureza e de acordo com os critérios contábeis relativamente aos componentes do ativo, passivo e demonstração de resultado e responda à questão.

                               BALANCETE EM 31.12.2014

Descrição da conta                                           contábil Valor em Reais (R$)

Títulos a receber de LP                                                            15.690,00

Salários a pagar                                                                      (42.670,00)

Reservas de capital                                                               (120.000,00)

Provisões diversas                                                                  (27.300,00)

Perdas estimadas para créditos de liquidação duvidosa        (18.795,00)

Contas a receber com empresa ligada – LP                            18.400,00

Lucros a destinar                                                                    (67.500,00)

Lucro líquido do exercício                                                        a calcular 

IR e CSL a pagar                                                                     a calcular

Investimentos permanentes em controladas                           95.000,00

Impostos a recuperar de LP                                                    22.300,00

Impostos a recolher                                                               (36.700,00)

Ativo Imobilizado                                                                   348.000,00

Fornecedores                                                                      (279.900,00)

Estoques                                                                               239.100,00

Empréstimos e financiamentos (LP)                                    (271.800,00)

Empréstimos e financiamentos                                            (135.900,00)

Duplicatas descontadas                                                         (50.120,00)

Depreciação acumulada                                                        (87.000,00)

Demais contas a receber                                                          6.400,00

Contingências trabalhistas de LP                                         (133.570,00)

Contas a receber de clientes                                                 250.600,00

Contas a pagar de longo prazo                                              (11.300,00)

Contas a pagar                                                                       (15.490,00)

Capital                                                                                     (65.000,00)

Caixa                                                                                           6.800,00

Bancos                                                                                    167.900,00

Ativos intangíveis                                                                      54.000,00

Aplicações financeiras                                                             178.000,00

Ajustes patrimoniais                                                                 (26.500,00)

Adiantamento a fornecedores                                                   73.200,00


Adicionalmente, as seguintes operações foram realizadas durante o exercício de 2014:

• Vendas brutas em 2014 –                                                  R$ 1.200.000,00

• Impostos de vendas –                                                           R$ 420.000,00

• Devolução de vendas –                                                           R$ 24.000,00

• Custos dos produtos vendidos – Utilize as informações a seguir para cálculo do CMV:

º Estoques iniciais em 31.12.2013 –                                        R$ 345.000,00

º Compras do ano de 2014 –                                                   R$ 364.100,00

• Despesas Comerciais –                                                           R$ 87.300,00

• Despesas Administrativas –                                                     R$ 89.400,00

• Despesas Financeiras Líquidas –                                              R$ 6.700,00

• Outras despesas –                                                                     R$ 8.900,00

• Impostos de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) –                          Taxa efetiva de 20% 
                                                                                                               sobre o LAIR

• Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) –                Taxa efetiva de 5%
                                                                                                               sobre o LAIR

• O IRPJ e a CSLL calculados no período, foram provisionados pelo valor líquido do IRRF a recuperar no montante de R$ 7.855,00.
A partir das informações apresentadas, é correto afirmar que o valor do Lucro antes do Imposto de Renda e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido – LAIR –, para o exercício em 31 de dezembro de 2014, em reais, é:
  • A 105.375,00.
  • B 70.450,00.
  • C 85.345,00.
  • D 102.350,00.
  • E 93.700,00.
97

Considere as seguintes informações para responder às questões

A Cia. Investidora Corimea adquiriu, em 31/10/20X2, 60% do Cia. Investida Laenuma por $ 200.000. Em 31/12/20X2, a Cia. Investida Laenuma apurou um resultado de $ 50.000.

Notação: (D) = Débito; (C) = Crédito


Em 28/04/20X3, a Cia. Investida Laenuma distribuiu $ 30.000 em dividendos. Qual é o lançamento que o Contador da Corimea terá que fazer?

  • A (D) Disponível (C) Investimentos $ 18.000.
  • B (D) Disponível (C) Investimentos $ 30.000.
  • C (D) Disponível (C) Receita de Dividendos $ 18.000.
  • D (D) Dividendos a Receber (C) Investimentos $ 30.000.
  • E (D) Disponível (C) Receita de Dividendos $ 30.000.
98

Os ativos são reconhecidos pelos valores em caixa ou equivalentes de caixa, os quais teriam de ser pagos se esses ativos ou ativos equivalentes fossem adquiridos na data ou no período das demonstrações contábeis. Os passivos são reconhecidos pelos valores em caixa ou equivalentes de caixa, não descontados, que seriam necessários para liquidar a obrigação na data ou no período das demonstrações contábeis.

O texto refere-se à definição do:

  • A custo histórico
  • B valor realizável
  • C valor presente.
  • D valor justo.
  • E custo corrente.

Contabilidade Pública

99

É a estrutura básica da escrituração contábil, formada por um conjunto de contas previamente estabelecido, que permite obter as informações necessárias à elaboração de relatórios gerenciais e demonstrações contábeis conforme as características gerais da entidade, possibilitando a padronização de procedimentos contábeis. O texto trata

  • A da escrituração contábil.
  • B do balanço patrimonial.
  • C do plano de contas contábil aplicado ao setor publico.
  • D do razão contábil.
  • E dos razões auxiliares e extracontábeis.

Contabilidade Geral

100
Assinale a alternativa que representa o princípio fundamental de contabilidade a que se aplica o seguinte conceito: “Os efeitos da alteração do poder aquisitivo da moeda nacional devem ser reconhecidos nos registros contábeis por meio do ajustamento da expressão formal dos valores dos componentes patrimoniais”.
  • A Denominador Comum Monetário.
  • B Custo ou Mercado.
  • C Atualização Monetária.
  • D Custo Histórico.

Contabilidade Pública

101

O Balanço Orçamentário demonstrará

  • A a receita e a despesa orçamentárias, bem como os recebimentos e os pagamentos de natureza extraorçamentária.
  • B os Restos a Pagar do exercício, que serão computados na receita extraorçamentária.
  • C as receitas e despesas previstas, apenas.
  • D as despesas e receitas orçadas, com previsão para o próximo triênio.
  • E as receitas e despesas previstas em confronto com as realizadas.
102

Acerca das alterações do PCASP 2014 para o PCASP 2015, as contas de CMV/CPV/CSP do PCASP estavam detalhadas dentro dos subgrupos das variações patrimoniais diminutivas: Custo de Pessoal e Encargos (3.1.8), Custo de Materiais, Serviços e Consumo de Capital Fixo (3.3.8), Custo com Tributos (3.7.8) e Custos de Outras Variações Patrimoniais Diminutivas (3.9.8). Os subgrupos mencionados foram excluídos, e houve a criação do grupo de conta 3.8 – Custo das Mercadorias Vendidas, dos Produtos Vendidos e dos Serviços Prestados, objetivando

  • A detalhar as informações dos custos.
  • B registrar os custos apenas no momento das vendas.
  • C registrar as provisões de custos a incorrer.
  • D seguir o que determina a Lei n° 4.320/64.
  • E criar novos grupos de contas.

Administração Financeira e Orçamentária

103

Na Lei Orçamentária Anual (LOA) são programadas as ações a serem executadas, visando alcançar os objetivos determinados. Para isso, deverá compreender, EXCETO:

  • A Anexo de riscos fiscais
  • B Anexo de metas fiscais.
  • C Demonstrativo das metas anuais.
  • D Orçamentos fiscal; de investimento das empresas; e, da seguridade social.

Contabilidade Pública

104

São estágios da Receita Orçamentária, os seguintes:

  • A previsão, compensação e recolhimento.
  • B lançamento, cobrança e arrecadação.
  • C cobrança, compensação e pagamento.
  • D lançamento, arrecadação e recolhimento.
  • E cobrança, ajuizamento e recolhimento.
105

De acordo com a NBC T 16.1, o conjunto de direitos e bens, tangíveis ou intangíveis, onerados ou não, adquiridos, formados, produzidos, recebidos, mantidos ou utilizados pelas entidades do setor público, que seja portador ou represente um fluxo de benefícios, presentes ou futuros, inerentes à prestação de serviços públicos ou à exploração econômica por entidades do setor público e suas obrigações, é o(a)

  • A Patrimônio Líquido.
  • B Balanço Patrimonial.
  • C Balanço Financeiro e Orçamentário.
  • D Demonstração Contábil.
  • E Patrimônio Público.
106

Assinale a alternativa com a melhor definição de Despesa Orçamentária.

  • A Desembolsos realizados com vistas a atender compromissos do Tesouro Público.
  • B Obrigações que afetam obrigatoriamente a situação patrimonial líquida.
  • C Compromisso que implicará em reconhecimento de passivos e desembolsos continuados.
  • D Fluxo consignado em orçamento podendo ou não diminuir a situação líquida patrimonial.
  • E Obrigações de qualquer natureza a serem honradas no exercício corrente ou futuro.
107
Sobre as Transferências Correntes, de acordo com a Lei nº 4.320/64, art. 18, pode-se afirmar que:
  • A a Lei de Orçamento consignará ajuda financeira, a qualquer título, a empresa de fins lucrativos, quando se tratar de subvenções cuja concessão tenha sido expressamente autorizada em lei especial, como ação social e de medidas de recuperação da economia.
  • B a cobertura dos deficit de manutenção das empresas públicas, de natureza autárquica ou não, far-se-á mediante subvenções econômicas e financeiras expressamente incluídas nas despesas correntes do orçamento dos Entes da Federação, enquanto que o superavit de arrecadação é considerado como receita extraorçamentária.
  • C a Lei de Orçamento consignará auxílio para investimentos que se devam incorporar ao patrimônio das empresas privadas de fins lucrativos, desde que o Governo tenha participação no conselho deliberativo – companhia mista.
  • D se consideram como subvenções econômicas as dotações destinadas a cobrir a diferença entre os preços de mercado e os preços de revenda, pelo Governo, de gêneros alimentícios ou outros materiais.
  • E os investimentos serão discriminados na Lei de Orçamento segundo seus valores, projetos de obras e de outras aplicações. Os programas especiais de trabalho, que, por sua natureza, possam cumprir-se subordinadamente às normas gerais de execução da despesa, não poderão ser custeados por dotações iniciais globais, classificadas entre as Despesas correntes.
108

O registro e a informação contábil no setor público deverão estar em observância aos princípios e às Normas Contábeis Brasileiras Aplicadas ao Setor Público. Partindo dessa vertente, pode-se afirmar que a característica de que o registro deve representar a realidade dos fenômenos patrimoniais, em função de critérios técnicos contábeis preestabelecidos em normas ou com base em procedimentos adequados, sem que incidam preferências individuais que provoquem distorções na informação produzida, refere-se ao princípio da

  • A objetividade.
  • B tempestividade.
  • C integridade.
  • D fidedignidade.
  • E oportunidade.
109

De acordo com a NBCT 16.2, sistema contábil está estruturado nos seguintes subsistemas de informações:

  • A público, privado e misto.
  • B orçamentário, patrimonial, receitas e despesas.
  • C ativo, passivo e patrimônio líquido.
  • D ativo, passivo, receita e despesa.
  • E orçamentário, patrimonial, custos e compensação.

Contabilidade de Custos

110

De acordo com a NBC T 16.11 do CFC, a área ocupada, a dotação planejada disponível, o volume ocupado em depósitos, a quantidade de ordens de compra emitida para fornecedores, o consumo de energia elétrica e o número de servidores na unidade administrativa responsável são opções, de acordo com as características do objeto de custo,

  • A da variação da capacidade produtiva e de custos.
  • B das cotas de rateio de custos diretos.
  • C das cotas de distribuição de custos indiretos.
  • D da participação da variação dos custos diretos e indiretos.
  • E da alocação dos custos indiretos (overhead).
Voltar para lista