Resolver o Simulado Fisioterapeuta

0 / 30

Segurança e Saúde no Trabalho

1

Assinale a única alternativa que indica um item necessário à segurança no ambiente de materiais.

  • A Large Hadron Collider (LHC)
  • B código de barras
  • C tomógrafo
  • D máscara de ressonância
2

Leia o texto a seguir:


Bactrocera carambolae (mosca-da-carambola) é uma espécie de grande relevância à fruticultura devido ao ataque a diversas plantas de importância agrícola (carambola, manga, tomate, laranja, limão, acerola, caju, goiaba, jambo, pimenta, entre outras). Sua origem é asiática e em 1975 foi introduzida no continente americano através do Suriname.

No Brasil, sua primeira detecção ocorreu em 1996 no município de Oiapoque (Amapá). Atualmente há confirmação de sua presença em três estados – Amapá (AP), Pará (PA) e Roraima (RR). Por ser considerada uma das maiores ameaças fitossanitárias à fruticultura brasileira (mesmo sob controle constitui risco à economia agrícola), ter distribuição restrita e estar sob controle oficial, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) categoriza essa espécie como praga quarentenária presente (PQP) para o país. [...]

O maior risco de introdução da praga é através de partes vegetais contaminados, principalmente frutos. A presença da praga afeta diretamente na economia, pois os produtores da região que tenha registrado foco da praga são impedidos de comercializar para que a praga não seja levada de uma região para a outra.

Anteriormente, foram definidos pelo MAPA os procedimentos oficiais de vigilância que devem ser adotados em todo o país para as ações de prevenção, contenção, supressão e erradicação da B. carambolae. Nesta legislação consta o detalhamento das medidas a serem aplicadas no caso de constatação da praga, assim como a orientação sobre o trânsito de frutos de espécies hospedeiras da praga provenientes de áreas sob quarentena, protegidas ou onde a praga já se encontra erradicada, além do trânsito interestadual. ”


Revista Brasileira de Fruticultura. Atualização sobre a situação de Bactrocera carambolae em Roraima, 2019. Disponível em:<http://rbf.org.br/atualizacao-sobre-a-situacao-de-bactrocera-carambolae-em-roraima/> . Acesso em 03 jan. 2020.

Considerando o Decreto Federal 4.074 que regulamenta a Lei 7.802, em relação ao uso de EPI e ao intervalo de segurança, é correto afirmar que:

  • A o uso e os tipos dos EPIs variam de acordo com a classe toxicológica.
  • B o intervalo de aplicação é o período de 24 horas entre a aplicação e a colheita, após esse período os produtos são degradados e não apresentam mais resíduos.
  • C o EPI é obrigatório apenas para produtos das classes toxicológicas I e II.
  • D o intervalo de segurança é o período entre a aplicação e a colheita, indicado na bula do produto.
  • E intervalo de segurança é o intervalo de tempo entre a aplicação e a reentrada de pessoas na área sem o uso de EPI.
3
As condições sanitárias e de conforto nos locais de trabalho; a sinalização de segurança; a segurança e saúde em plataformas de petróleo estão regulamentadas, respectivamente, por quais Normas Regulamentadoras?
  • A NR 18 - NR 25 - NR 34.
  • B NR 14 - NR 26 - NR 32.
  • C NR 12 - NR 17 - NR 31.
  • D NR 16 - NR 18 - NR 35.
  • E NR 24 - NR 26 - NR 37.

Fisioterapia

4

De acordo com o Código de Ética e Deontologia da fisioterapia, ao que se compreende como as responsabilidades fundamentais. Qual das alternativas abaixo se refere aos deveres e obrigações do fisioterapeuta?

  • A Induzir as convicções políticas, fisiológicas, morais, ideológicas e religiosas quando no exercício de suas funções profissionais
  • B Autorizar o uso ou não, mesmo que gratuitamente, de seu nome ou de sociedade que seja sócio, para atos de mercantilização da saúde e da fisioterapia
  • C Manter segredo sobre fato sigiloso de que tenha conhecimento em decorrência da sua atividade profissional e exigir o mesmo comportamento do pessoal sob sua direção, salvo situações previstas em lei
  • D Negar assistência ao ser humano ou a coletividade em caso de indubitável urgência
  • E Divulgar, visando autopromoção, declaração, atestado, imagem de carta de agradecimento emitida por cliente/ paciente/ usuário de família, em razão de serviço de profissional prestado
5

De acordo com o quadro clínico, quais são as possíveis sequelas decorrentes de um acidente vascular encefálico (AVE) na artéria cerebral média?

  • A Déficit de campo visual contralateral (hemianopsia), decorrente do envolvimento do cortéx calcasiano; agnosia visual e de cores.
  • B Hemiplegia ou hemiparesia contralaterais (afetando principalmente o membro superior e a face); déficit sensitivo contralateral; déficit de campo visual contralateral.
  • C Cegueira monocular transitória; déficits sensitivos e motores contralaterais; afasia quando o hemisfério dominante é envolvido.
  • D Hemiplegia ou hemiparesia contralaterais (afetando principalmente o membro inferior); déficit sensitivo contralateral; afasia motora.
  • E Perda do reflexo de preensão; distúrbio de controle esfincteriano; síncope.
6

Ao descrever os eventos no ciclo pulmonar algumas vezes é desejável considerar dois ou mais volumes combinados. Essas combinações são classificadas como capacidades pulmonares. Sobre a capacidade residual funcional (CRF) é CORRETO afirmar:

  • A a CRF é igual ao volume de reserva inspiratório mais o volume corrente e mais o volume de reserva inspiratório.
  • B a CRF é o volume máximo que os pulmões podem ser expandidos com o mais esforço (cerca de 5.800ml).
  • C a CRF é igual ao volume de reserva expiratório mais o volume residual (cerca de 2.300ml).
  • D a CRF é a quantidade de ar que permanece nos pulmões , ao final da expiração normal (cerca de 1.200ml).
  • E a CRF é a soma de todas as capacidades pulmonares.
7

Com relação ao teste de APLEY, a alternativa CORRETA que demostra como se realiza o teste é:

  • A paciente deitado em decúbito lateral, o examinador traz passivamente o membro a ser testado a 90˚, ambos os acetábulos orientados verticalmente. Então se faz uma pressão ascendente e lateral a perna, rodando medialmente o quadril a 45˚. Considera positivo quando a paciente relata dor entre o nervo isquiático e o músculo piriforme.
  • B no teste pede ao paciente que se apoie ou equilibre primeiramente sobre um membro inferior e depois sobre o outro, e o fisioterapeuta observa o movimento da pelve, quando a pelve contralateral desce, o teste é considerado positivo.
  • C o paciente fica em decúbito dorsal com joelho estendido e o examinador realiza uma dorsiflexão passivado tornozelo, alongando a musculatura da panturrilha. Dor em região do músculo gastrocnêmio, significa resultado positivo.
  • D o paciente é posicionado em decúbito dorsal, o examinador golpeia o calcâneo com o punho. Dor localizada na coxa é indicativo de fratura femoral ou condição articular patológica.
  • E paciente em decúbito ventral com joelho em flexão a 90˚, o examinador realiza uma pressão axial sobre o calcâneo rodando o pé internamente para pinçar o menisco lateral e externamente para pinçar o menisco medial. A presença de dor é indicativa de lesão no menisco.
8

Em caso de útero gravídico, uso de marca passo cardíaco definitivo, tumor maligno e pele ferida, é contra indicado a utilização de qual recurso fisioterápico?

  • A Ultra som
  • B TENS
  • C Crioterapia
  • D Ondas Curtas
  • E Infra vermelho
9

Durante a utilização de ventilação não invasiva (VNI), faz se necessário o monitoramento de alguns parâmetros. De acordo com a recomendação da AMIB (Associação de Medicina Intensiva Brasileira), os parâmetros a serem monitorizados são:

  • A SpO2, gasometria arterial, e frequência cardíaca.
  • B frequência cardíaca, volume corrente e frequência respiratória.
  • C volume minuto, frequência respiratória e SpO2.
  • D volume corrente, frequência respiratória e SpO2.
  • E SpO2, temperatura e volume corrente.
10

O teste de Mill é utilizado para identificar qual patologia?

  • A Instabilidade mediocarpal.
  • B Epicondilite lateral.
  • C Síndrome do túnel do carpo.
  • D Bursite subacromial.
  • E Tenossinovite estenosante de De Quervain.
11

Em relação a absorção do ultra som a nível molecular, qual a estrutura que tem maior capacidade de absorção:

  • A gordura.
  • B osso.
  • C pele.
  • D sangue.
  • E proteínas.
12

De acordo com as Diretrizes Brasileiras de Ventilação Mecânica (DBVM,2013), é uma contra indicação ABSOLUTA do uso da ventilação não invasiva (VNI):

  • A rebaixamento do nível de consciência.
  • B trauma ou deformidade facial.
  • C parada cardíaca ou respiratória.
  • D cirurgia facial ou neurológica.
  • E anastomose de esôfago recente.
13

Sobre o uso de órteses, são elas que dão a segurança necessária para que o paciente ganhe confiança e independência para ser capaz de se locomover sozinho, sendo úteis também, para a prevenção de deformidades. Para um paciente com escoliose , ainda não estruturada e que esteja em fase de crescimento, o colete mais indicado seria:

  • A HKAFO / OTPJQ
  • B Colete de Jewett
  • C Colete de Milwaukee
  • D KAFO / OJTP
  • E Colete Putti Alto
14

Esta corrente elétrica tem como base a contração através da despolarização do nervo motor, que gera uma resposta sincrônica em todas as unidades motoras. Este sincronismo promove uma contração mais eficiente, mas é necessário o treinamento específico a fim de se evitar a fadiga precoce.
De acordo com o texto acima, estamos descrevendo qual corrente elétrica terapêutica?

  • A TENS acupuntura
  • B FES
  • C Corrente Russa
  • D TENS breve e intenso
  • E Corrente galvânica
15

Conforme Diretrizes Brasileiras de Ventilação Mecânica (DBVM,2013), qual a interface seria mais indicada para realizar ventilação não invasiva (VNI) prolongada?

  • A Máscara oro-facial
  • B Máscara nasal
  • C Máscara facial total
  • D Máscara facial
  • E Máscara nasal com almofadas
16

São compostas por actina e miosina. Cada uma é composta por 1.500 filamentos de miosinas adjacentes e por 3.000 filamentos de actina, longas moléculas de proteínas polimerizadas responsáveis pelas contrações reais musculares.
De acordo com a descrição acima, é CORRETO afirmar, que estamos descrevendo:

  • A sarcoplasma.
  • B moléculas de filamentos de titina.
  • C retículo sarcoplasmático.
  • D miofibrilas.
  • E sarcolema.
17

Refere-se ao exercício no qual a extremidade distal esteja fixa, nesse caso, o segmento proximal move-se em relação a extremidade fixa. Atualmente acredita- se que estes tipos de exercícios sejam mais funcionais na (nos):

  • A Cadeia cinética aberta
  • B Exercícios isocinéticos
  • C Exercícios isométricos
  • D Cadeia cinética fechada
  • E Exercícios isotônicos

Saúde Pública

18

Sobre o Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro, de acordo com a Lei Federal nº 8080/1990, julgue (V), como verdadeiro, ou (F), como falso, e assinale a alternativa que indica a sequência correta de cima para baixo.


( ) O conjunto de ações e serviços de saúde, prestados por órgãos e instituições públicas federais, estaduais e municipais, da Administração direta e indireta e das fundações mantidas pelo Poder Público, constitui o Sistema Único de Saúde (SUS).

( ) Estão incluídas, na constituição do SUS, as instituições públicas federais, estaduais e municipais de controle de qualidade, pesquisa e produção de insumos, medicamentos, inclusive de sangue e hemoderivados, e de equipamentos para saúde.

( ) A iniciativa privada poderá participar do Sistema Único de Saúde (SUS), em caráter complementar.


  • A V, V, V.
  • B V, F, V
  • C F, V, V.
  • D V, F, F.
19

De acordo com o art. 3º, da Portaria nº 1.600/2011, do Ministério da Saúde, a qual institui a Rede de Atenção às Urgências do Sistema Único de Saúde, assinale a alternativa correta sobre a organização, no âmbito do SUS, dessa Rede.

  • A A organização da Rede de Atenção às Urgências tem a finalidade de garantir os equipamentos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), objetivando ampliar o acesso aos usuários em situação de urgência e emergência nos serviços de saúde.
  • B A responsabilidade pela implementação da Rede de Atenção às Urgências é exclusiva dos municípios, devendo respeitar os critérios epidemiológicos e de densidade populacional.
  • C O acolhimento com classificação do risco, a qualidade e a resolutividade na atenção constituem a base do processo e dos fluxos assistenciais de toda Rede de Atenção às Urgências e devem ser requisitos de todos os pontos de atenção.
  • D A Rede de Atenção às Urgências priorizará as linhas de cuidados de saúde mental, violência e cerebrovascular.
20

O que pode ser considerado um Ponto Estratégico (PE)?

  • A Comércio desativado
  • B Terreno baldio
  • C Cemitério
  • D Igreja
21

Os adultos de Aedes aegypti podem permanecer vivos em laboratório durante meses, mas, na natureza, vivem em média:

  • A 7 a 14 dias
  • B 20 a 45 dias
  • C 30 a 35 dias
  • D 90 dias
22

Em relação à Malária, analise:


I - É uma doença infecciosa febril aguda, causada por protozoários transmitidos pela fêmea infectada do mosquito Anopheles.

II - Indivíduos que tiveram vários episódios de malária podem atingir um estado de imunidade parcial, apresentando poucos ou mesmo nenhum sintoma no caso de uma nova infecção.

III - Uma pessoa doente é capaz de transmitir a doença diretamente à outra pessoa.


Dos itens:

  • A Apenas I e II estão corretos.
  • B Apenas I e III estão corretos.
  • C Apenas II e III estão corretos.
  • D Todos estão corretos.
23

Assinale a alternativa INCORRETA:


O controle de vetores em uma concepção atualizada procura contemplar ideias de integração de métodos e estratégias. Entende-se dentro desse princípio que se devem trabalhar racionalmente diversos métodos dentro de um enfoque ecológico. No combate ao Aedes aegypti, o PEA procura trabalhar essa abordagem juntamente com a concepção da descentralização. Nesse contexto, são abordadas de maneira sucinta algumas formas de manejo, principalmente de manejo ambiental e biológico.

  • A O uso de peixes larvófagos tem sido difundido em várias partes do mundo no controle de doenças como a malária e a dengue, além de outras doenças ou incômodos também causados por mosquitos.
  • B Um componente importante mas frequentemente pouco valorizado no combate aos vetores é o manejo do ambiente, não apenas através daquelas ações integradas à pesquisa de focos e tratamento químico, tal como a eliminação e remoção de criadouros no ambiente domiciliar, mas, também, pela coleta do lixo urbano regular ou através de mutirões de limpeza, o que, na prática, tem sido feito apenas na vigência de epidemias.
  • C O armazenamento, coleta e disposição final dos resíduos sólidos, visando ao êxito no combate vetorial, compreende três aspectos: o aumento dos resíduos, acompanhada pela sua reciclagem ou reutilização, a coleta dos resíduos e a sua correta disposição final.
  • D O trabalho educativo com vistas a difundir junto à população noções acerca do saneamento domiciliar e do uso correto dos recipientes de armazenamento de água é também de fundamental importância. Recipientes como caixas d’água, tonéis e tanques, devem ser mantidos hermeticamente fechados, à prova de mosquitos. Caso isso não seja possível naquele momento, o agente deverá escovar as paredes internas do reservatório, com vistas à remoção de ovos por ventura aí existentes.
24

(1) A doença de Chagas não é transmitida ao ser humano diretamente pela picada do inseto, que se infecta com o parasita quando suga o sangue de um animal contaminado (gambás ou pequenos roedores).

(2) A transmissão ocorre quando a pessoa coça o local da picada e as fezes eliminadas pelo barbeiro penetram pelo orifício que ali deixou.


Em relação ao trecho acima:

  • A Apenas a primeira frase está correta.
  • B Apenas a segunda frase está correta.
  • C Ambas as frases estão corretas.
  • D Ambas as frases estão incorretas.
25

Analise as ações a seguir.


I. Realizar controle ambiental e controle de zoonoses.

II. Reduzir riscos e danos à saúde, incluindo ações de promoção à saúde.

III. Participar das ações educativas atuando na promoção da saúde e na prevenção das doenças bucais.


São ações a serem realizadas pelos agentes de combate às endemias:

  • A I e II, apenas
  • B II e III, apenas
  • C I e III, apenas
  • D I, II e III
26

A Leishmaniose Visceral (LV) é uma protozoonose crônica, sistêmica, caracterizada em humanos por febre de onga duração, perda de peso, astenia, adinamia e anemia, entre outras manifestações. Quando não tratada, pode evoluir para óbito em mais de 90% dos casos.

Fonte: BRASIL, Manual de Vigilância, Prevenção e Controle de Zoonoses: Normas, Técnicas e Operacionais (2016).


O principal reservatório e fonte de infecção da doença no meio urbano são:

  • A Marsupiais
  • B Cães
  • C Gatos
  • D Barbeiro
27

Em relação ao levantamento rápido de índices de infestação do Aedes aegypti (LIRAa), assinale a alternativa INCORRETA.

  • A O levantamento é amostral, ou seja, não há necessidade de todas as casas serem visitadas.
  • B As amostras para análise e referenciamento do LIRAa são coletadas pela Vigilância Sanitária.
  • C A partir do LIRAa, é possível saber onde os mosquitos estão se desenvolvendo mais: se em locais de abastecimento de água, se em depósitos domiciliares e lixo.
  • D O resultado deste são índices de infestação predial e são divididos da seguinte forma: inferiores a 1%: estão em condições satisfatórias; de 1% a 3,9%: estão em situação de alerta; superior a 4%: há risco de surto de dengue.
28

Dengue é doença febril aguda caracterizada, em sua forma clássica, por dores musculares e articulares intensas. Tem como agente um arbovírus do gênero Flavivírus da família Flaviviridae, do qual existem quatro sorotipos: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4. A infecção por um deles confere proteção permanente para o mesmo sorotipo e imunidade parcial e temporária contra os outros três. Trata-se, caracteristicamente, de enfermidade de áreas tropicais e subtropicais, onde as condições do ambiente favorecem o desenvolvimento dos vetores. Várias espécies de mosquitos do gênero Aedes podem servir como transmissores do vírus do dengue. No Brasil, duas delas estão hoje instaladas: Aedes aegypti e Aedes albopictus. (Fonte: BRASIL, FUNASA, 2001.)


Analise as afirmações abaixo sobre as formas da Dengue.

I- As infecções pelo vírus da dengue causam desde a forma clássica (sintomática ou assintomática) à febre hemorrágica do dengue (FHD).

II- Na forma clássica, é doença de baixa letalidade, mesmo sem tratamento específico e por esse motivo não incapacita as pessoas para o trabalho.

III- Na febre hemorrágica do dengue a letalidade é significativamente menor do que na forma clássica, dependendo da capacidade de atendimento médico-hospitalar da localidade.

IV- Na febre hemorrágica do dengue a febre é alta, com manifestações hemorrágicas, hepatomegalia e insuficiência circulatória.


A alternativa que responde CORRETAMENTE é:

  • A I e IV
  • B II e III
  • C I, II e III
  • D II e IV
29

Assinale a alternativa que não apresenta um motivo relacionado ao maior número de casos de dengue no verão.

  • A No verão, faz mais calor e chove muito, aumentando os locais com água parada, os quais podem se tornar criadouros do mosquito da dengue.
  • B Por causa da alta temperatura corporal, ocorre a multiplicação do vírus dentro do organismo humano. Com isso, no verão, o indivíduo tem maior chance de ficar doente, assim como transmitir essa doença.
  • C O calor acelera a multiplicação do vírus dentro do mosquito. Com isso, no verão (época geralmente mais quente do ano), uma fêmea do mosquito infectada tem mais chances de transmitir a doença antes de morrer.
  • D Se nos locais que se enchem de água já existirem ovos do Aedes aegypti, eles ficam novamente ativos, evoluindo para o estágio de larvas, que se transformarão em mosquitos. O calor acelera o ciclo do mosquito, de ovo a adulto, que ocorre em menos dias.
30

A Dengue é uma doença febril aguda caracterizada, em sua forma clássica, por dores musculares e articulares intensas. Sobre a Doença, é incorreto afirmar que:

  • A Várias espécies de mosquitos do gênero Aedes podem servir como transmissores do vírus da dengue.
  • B Não existe vacina disponível no Calendário Nacional de Vacinação para a prevenção da doença.
  • C A transmissão da doença ocorre através da picada do macho da espécie vetora contaminado.
  • D Trata-se de doença de notificação compulsória nacional.
Voltar para lista