Resolver o Simulado Assistente Administrativo - FEPESE - Nível Médio

0 / 31

Administração Geral

1

Assinale alternativa que lista atitude importante para aumentar a produtividade e organizar o trabalho em empresas:

  • A Realizar muitas reuniões.
  • B Fazer pausas extensas para o lanche ou café.
  • C Centralizar todas as suas tarefas e atividades.
  • D Não estabelecer limite de tempo para cada atividade que necessita executar.
  • E Priorizar certas atividades de acordo com sua relevância.
2

Para garantir a organização dos materiais de escritório é relevante:


1. Utilizar porta-objetos para guardar materiais em locais visíveis e conhecidos.

2. Manter o ambiente limpo.

3. Retirar materiais que não são mais usados.

4. Acumular materiais de escritório misturados em grandes caixas.


Assinale a alternativa que indica todas as afirmativas corretas.

  • A São corretas apenas as afirmativas 1 e 3.
  • B São corretas apenas as afirmativas 2 e 3.
  • C São corretas apenas as afirmativas 3 e 4.
  • D São corretas apenas as afirmativas 1, 2 e 3.
  • E São corretas apenas as afirmativas 2, 3 e 4.
3
Analise a frase abaixo: “O ___________________ permite que os administradores e trabalhadores tenham sua ação orientada para determinados objetivos, permitindo-lhes concentrar sua atenção no que é mais importante para a organização”. Assinale a alternativa que completa corretamente a lacuna do texto.
  • A processo
  • B bônus anual
  • C planejamento
  • D empreendedor
  • E resultado acumulado
4
Em administração, que nome é dado às forças e instituições externas à organização que podem afetar seu desempenho?
  • A Status quo
  • B Benchmarking
  • C Regulamentação
  • D Ambiente
  • E Cadeia
5
Assinale a alternativa que corretamente determina a função, em administração, que executa o processo de liderar, motivar e coordenar os trabalhadores no desenvolvimento de suas tarefas e atividades.
  • A Direção
  • B Operacional
  • C Contabilidade
  • D Financeira
  • E Logística
6
Identifique abaixo as afirmativas verdadeiras ( V ) e as falsas ( F ) em relação ao processo de tomada de decisão. ( ) O processo de tomar decisões é um ingrediente substancial e inseparável das atividades de planejamento, organização, direção e controle. ( ) Não existem técnicas desenvolvidas para ajudar os gerentes no processo decisório. ( ) O excesso de confiança pode ser um problema no processo decisório uma vez que pode desconsiderar a experiência e o conhecimento de terceiros. ( ) Identificar o problema, diagnosticar, elencar as alternativas e determinar a decisão é um processo estruturado de resolução de problemas que ajudam o tomador de decisões a organizar o raciocínio. ( ) O princípio de Taylor é uma técnica que permite selecionar prioridades quando da resolução de um grande número de problemas. ( ) O brainstorming acontece antes da identificação do problema. Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.
  • A V • V • V • V • V • F
  • B V • F • V • V • F • F
  • C V • F • V • F • V • V
  • D F • V • V • V • V • V
  • E F • F • V • F • V • V
7
Assinale a alternativa que corresponde acertadamente à classificação técnica da decisão quando atribuída para a solução de situações repetitivas e estruturadas e para as quais a organização já desenvolveu mecanismos de atuação e controle.
  • A Decisão similar
  • B Decisão aleatória
  • C Decisão matricial
  • D Decisões programadas
  • E Pesquisa operacional
8
Identifique abaixo as afirmativas verdadeiras ( V ) e as falsas ( F ) sobre a comunicação organizacional. ( ) A comunicação não é importante em uma organização. ( ) Existem comunicações formais e informais dentro de qualquer organização. ( ) Bilhetes nos quadros de aviso e conversas de corredor são formas de comunicação organizacional. ( ) O e-mail pode, mas não é recomendado, ser usado como forma de comunicação organizacional. ( ) Os resultados das reuniões da diretoria são uma forma de comunicação organizacional. ( ) Existem empresas que só permitem a comunicação formal. Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.
  • A V • V • V • V • F • V
  • B V • F • F • V • F • F
  • C F • V • V • F • V • F
  • D F • V • F • F • V • V
  • E F • F • V • V • V • V
9
Com relação à afirmação abaixo: “é a disposição de exercer um nível elevado e permanente de esforço em favor das metas da organização, sob a condição de que o esforço seja capaz de satisfazer alguma necessidade individual.” Assinale a alternativa que corretamente se correlaciona com este conceito:
  • A Energia
  • B Motivação
  • C Inteligência
  • D Capacidade
  • E Liderança
10
Com relação à motivação e aos sistemas de recompensa, assinale a alternativa que mantém correlação com a hierarquia das necessidades de Maslow.
  • A Formal, impessoal e profissional
  • B Afetivas, monetárias e profissionais
  • C Imediatas, posteriores e de transição
  • D Aceitação, igualdade, liberdade, grupal e individual
  • E Fisiológicas, segurança, social, estima e autorrealização

Algoritmos e Estrutura de Dados

11

Qual a altura da árvore AVL resultante da inserção dos valores 18, 90, 36, 48, 52 e 20?

  • A 1
  • B 2
  • C 3
  • D 4
  • E 5

Português

12

Ou isto ou aquilo


Ou se tem chuva e não se tem sol,

ou se tem sol e não se tem chuva!

Ou se calça a luva e não se põe o anel,

ou se põe o anel e não se calça a luva!

Quem sobe nos ares não fica no chão,

quem fica no chão não sobe nos ares.

É uma grande pena que não se possa

estar ao mesmo tempo nos dois lugares!

Ou guardo o dinheiro e não compro o doce,

ou compro o doce e gasto o dinheiro.

Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo…

e vivo escolhendo o dia inteiro!

Não sei se brinco, não sei se estudo,

se saio correndo ou fico tranquilo.

Mas não consegui entender ainda qual

é melhor: se é isto ou aquilo.

Cecília Meirelles - 1964 

O poema reproduzido é tão importante que deu nome ao livro que reúne 57 poemas de Cecília Meirelles. Lançado em 1964, Ou isto ou aquilo continua a ser um clássico da literatura que vem percorrendo gerações.


Assinale a alternativa correta em relação ao poema.

  • A O eu-lírico está cansado de viver “no chão” e, por isso, gostaria de poder voar livremente.
  • B O uso repetido da palavra “ou” demonstra que o eu-lírico encontra-se decidido em relação às oportunidades que se apresentam.
  • C O eu-lírico canta o poema em tom de tristeza, pois se encontra impedido de realizar seus sonhos.
  • D O eu-lírico brinca com as palavras porque já não pode mais fazer escolhas, o que o deixa confuso e inquieto.
  • E Como pano de fundo, o texto expressa a dualidade que o ser humano encontra ao longo de sua vida.
13

Texto 1


Edificação da integridade coletiva


Somos um animal que não nasce pronto; temos de ser formados. Essa formação pode nos levar [.....] vida como benefício ou [.....] vida como malefício, da pessoa que é capaz de produzir benefício ou da que é capaz de produzir malefício. Todos e todas somos capazes de ambas as coisas. Afinal de contas, ética está ligada [.....] ideia de liberdade. Ética é como eu decido a minha conduta. E a palavra “decido” é marcante porque sinaliza quais são os critérios e valores que eu uso para me conduzir na vida coletiva.


Não existe ética individual. Os séculos XVIII e XIX, com a industrialização e depois com a mecanização, são calcados na anulação da natureza como o outro. A percepção da natureza como o outro começa a ganhar forma [....] partir do século XX. Ela era tida como objeto e, portanto, passível de posse. A ideia da ecologia é uma questão ética porque passamos [......] tomar a natureza como o outro, não como objeto, ideia que vai introduzir uma referência: ética é convivência. A vida, acima de tudo, é condominial.


CORTELLA, S. Educação, convivência e ética - audácia e esperança! São Paulo: Cortez, 2018, p. 15-16. [Adaptado]

Assinale a alternativa correta, de acordo com o texto 1.

  • A A última frase do texto remete à ideia de que a vida está ligada à liberdade individual.
  • B O título do texto contradiz a ideia de formação ética e ressalta a ideia de construção da sociedade capitalista.
  • C A ética é um valor moral que orienta fundamentalmente a vida particular de cada indivíduo, mas que não se reflete na vida em sociedade.
  • D Até o século XIX, a natureza era tida como objeto passível de posse; a partir do século XX, passa a ser vista como o outro, por isso a ecologia é uma questão ética.
  • E É a herança genética do ser humano que pode levá-lo a ter uma conduta boa ou uma conduta má.
14

Ou isto ou aquilo


Ou se tem chuva e não se tem sol,

ou se tem sol e não se tem chuva!

Ou se calça a luva e não se põe o anel,

ou se põe o anel e não se calça a luva!

Quem sobe nos ares não fica no chão,

quem fica no chão não sobe nos ares.

É uma grande pena que não se possa

estar ao mesmo tempo nos dois lugares!

Ou guardo o dinheiro e não compro o doce,

ou compro o doce e gasto o dinheiro.

Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo…

e vivo escolhendo o dia inteiro!

Não sei se brinco, não sei se estudo,

se saio correndo ou fico tranquilo.

Mas não consegui entender ainda qual

é melhor: se é isto ou aquilo.

Cecília Meirelles - 1964 

Assinale a alternativa em que todas as palavras estejam corretamente separadas em sílabas.

  • A anel • con-se-gui
  • B tran-qui-lo • do-is
  • C me-lhor • cor-ren-do
  • D di-nhe-i-ro • es-co-lhen-do
  • E in-te-i-ro • gran-de
15

Texto 1


Edificação da integridade coletiva


Somos um animal que não nasce pronto; temos de ser formados. Essa formação pode nos levar [.....] vida como benefício ou [.....] vida como malefício, da pessoa que é capaz de produzir benefício ou da que é capaz de produzir malefício. Todos e todas somos capazes de ambas as coisas. Afinal de contas, ética está ligada [.....] ideia de liberdade. Ética é como eu decido a minha conduta. E a palavra “decido” é marcante porque sinaliza quais são os critérios e valores que eu uso para me conduzir na vida coletiva.


Não existe ética individual. Os séculos XVIII e XIX, com a industrialização e depois com a mecanização, são calcados na anulação da natureza como o outro. A percepção da natureza como o outro começa a ganhar forma [....] partir do século XX. Ela era tida como objeto e, portanto, passível de posse. A ideia da ecologia é uma questão ética porque passamos [......] tomar a natureza como o outro, não como objeto, ideia que vai introduzir uma referência: ética é convivência. A vida, acima de tudo, é condominial.


CORTELLA, S. Educação, convivência e ética - audácia e esperança! São Paulo: Cortez, 2018, p. 15-16. [Adaptado]

Identifique abaixo as afirmativas verdadeiras ( V ) e as falsas ( F ), com base no texto.


( ) A sequência seguinte preenche corretamente os espaços do texto, nesta ordem: à • à • a • à • a.

( ) Em “Essa formação pode nos levar […]” (1° parágrafo), o pronome pode ser deslocado para depois do verbo (pode levar-nos) sem desvio da norma culta da língua escrita.

( ) Em “vida como benefício” e “vida como malefício” (1° parágrafo), as palavras sublinhadas são antônimas.

( ) Em “E a palavra “decido” é marcante porque sinaliza quais são os critérios e valores que eu uso […]” (1° parágrafo), “o pronome “eu” funciona como sujeito, podendo ser omitido sem prejuízo de significado no texto.

( ) As palavras “benefício”, “critérios”, “passível” e “referência” seguem a mesma regra de acentuação gráfica.


Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.

  • A V • V • F • V • V
  • B V • F • V • F • F
  • C F • V • V • V • F
  • D F • V • F • F • V
  • E F • F • V • F • V
16

Ou isto ou aquilo


Ou se tem chuva e não se tem sol,

ou se tem sol e não se tem chuva!

Ou se calça a luva e não se põe o anel,

ou se põe o anel e não se calça a luva!

Quem sobe nos ares não fica no chão,

quem fica no chão não sobe nos ares.

É uma grande pena que não se possa

estar ao mesmo tempo nos dois lugares!

Ou guardo o dinheiro e não compro o doce,

ou compro o doce e gasto o dinheiro.

Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo…

e vivo escolhendo o dia inteiro!

Não sei se brinco, não sei se estudo,

se saio correndo ou fico tranquilo.

Mas não consegui entender ainda qual

é melhor: se é isto ou aquilo.

Cecília Meirelles - 1964 

Assinale a alternativa que apresenta substantivos femininos formados apenas por heteronímia.

  • A Mãe • dama • nora
  • B Avó • irmã • matrona
  • C Menina • elefanta • aviadora
  • D Madrasta • infanta • senhora
  • E Abelha • fêmea • valentona
17

Texto 1


Edificação da integridade coletiva


Somos um animal que não nasce pronto; temos de ser formados. Essa formação pode nos levar [.....] vida como benefício ou [.....] vida como malefício, da pessoa que é capaz de produzir benefício ou da que é capaz de produzir malefício. Todos e todas somos capazes de ambas as coisas. Afinal de contas, ética está ligada [.....] ideia de liberdade. Ética é como eu decido a minha conduta. E a palavra “decido” é marcante porque sinaliza quais são os critérios e valores que eu uso para me conduzir na vida coletiva.


Não existe ética individual. Os séculos XVIII e XIX, com a industrialização e depois com a mecanização, são calcados na anulação da natureza como o outro. A percepção da natureza como o outro começa a ganhar forma [....] partir do século XX. Ela era tida como objeto e, portanto, passível de posse. A ideia da ecologia é uma questão ética porque passamos [......] tomar a natureza como o outro, não como objeto, ideia que vai introduzir uma referência: ética é convivência. A vida, acima de tudo, é condominial.


CORTELLA, S. Educação, convivência e ética - audácia e esperança! São Paulo: Cortez, 2018, p. 15-16. [Adaptado]

Considere as frases abaixo.


1. Todos e todas somos capazes de ambas as coisas.

2. […] os critérios e valores que eu uso para me conduzir na vida coletiva.

3. Não existe ética individual.

4. Os séculos XVIII e XIX, com a industrialização […], são calcados na anulação da natureza […]

5. Ética é como eu decido a minha conduta.

6. A vida, acima de tudo, é condominial.


Assinale a alternativa que apresenta a análise sintática correta dos termos sublinhados, de acordo com a ordem acima.

  • A objeto indireto • adjunto adnominal • objeto direto • aposto • sujeito • adjunto adverbial
  • B objeto indireto • complemento nominal • objeto direto • objeto indireto • sujeito • predicativo do sujeito
  • C adjunto adverbial • objeto direto • adjunto adnominal • objeto indireto • sujeito • adjunto adnominal
  • D complemento nominal • predicativo do sujeito • sujeito • aposto • objeto direto • adjunto adnominal
  • E complemento nominal • adjunto adnominal • sujeito • adjunto adverbial • objeto direto • predicativo do sujeito
18

Ou isto ou aquilo


Ou se tem chuva e não se tem sol,

ou se tem sol e não se tem chuva!

Ou se calça a luva e não se põe o anel,

ou se põe o anel e não se calça a luva!

Quem sobe nos ares não fica no chão,

quem fica no chão não sobe nos ares.

É uma grande pena que não se possa

estar ao mesmo tempo nos dois lugares!

Ou guardo o dinheiro e não compro o doce,

ou compro o doce e gasto o dinheiro.

Ou isto ou aquilo: ou isto ou aquilo…

e vivo escolhendo o dia inteiro!

Não sei se brinco, não sei se estudo,

se saio correndo ou fico tranquilo.

Mas não consegui entender ainda qual

é melhor: se é isto ou aquilo.

Cecília Meirelles - 1964 

Assinale a alternativa que apresenta apenas substantivos no grau diminutivo sintético.

  • A Riacho • burrico • balaço
  • B Sacola • namorico • fogacho
  • C Fornalha • espadim • selim
  • D Casinha • poemeto • gentalha
  • E Muralha • glóbulo • mosquito
19

Texto 2


Trecho de entrevista da revista ISTOÉ com o filósofo Mario Sergio Cortella


Quais são os temas mais recorrentes em suas palestras atualmente?

Os temas mais demandados são a ética na convivência no âmbito da política pública, mas também no campo privado. Em segundo lugar, o campo da gestão do conhecimento, das pessoas estarem sempre com a necessidade de estar de prontidão para uma formação. Como lidar com cenários turbulentos é outro tema recorrente. A pessoa precisa ter clareza de que a vida é sempre um processo de mudança, de que aquilo que muda substitui aquilo que antes vinha. Mas há muita coisa que é antiga e que deve ser levada adiante. E tem muita coisa que é velha, ultrapassada. Uma sociedade que tem uma tecnologia avançada, às vezes, descuida do antigo e fica só em busca de novidades.


É possível falar em ética hoje no Brasil?

Falar sobre ética não é falar sobre alguém. É falar sobre nós. Ética são princípios e valores que usamos em nossa conduta. No Brasil, nós não temos a falta de ética, temos a falta de uma determinada ética. Há uma conduta hoje que está faltando.


As pessoas também estão mais ansiosas para ler sobre a felicidade?

As pessoas dizem “eu queria muito ser feliz”, “um dia eu vou ser feliz” como uma lamentação e não como um projeto de vida. Felicidade não é um estado contínuo, é um estado eventual. Só se percebe a importância da felicidade porque ela se ausenta. A real felicidade está na partilha. É por isso que hoje há uma obsessão com as redes sociais.


As redes sociais e o mundo virtual colaboram para isso em que medida?

O mundo digital é uma ocasião inestimável. Todo mundo junto e ninguém perto. A sucessão de imagem, o contato o tempo todo leva ao esgotamento. O prazer da água está em ter sede. As redes sociais saturam. Não gosto da palavra seguidor, por exemplo. Refere aos profetas, algo dogmático.


Disponível em: https://istoe.com.br/mario-sergio-cortella-vivemos-num-momento-incomodo-que-pode-levar-reinvencao/. Acesso em 14/ago/2019. [Adaptado]

Texto 1


Edificação da integridade coletiva


Somos um animal que não nasce pronto; temos de ser formados. Essa formação pode nos levar [.....] vida como benefício ou [......] vida como malefício, da pessoa que é capaz de produzir benefício ou da que é capaz de produzir malefício. Todos e todas somos capazes de ambas as coisas. Afinal de contas, ética está ligada [.....] ideia de liberdade. Ética é como eu decido a minha conduta. E a palavra “decido” é marcante porque sinaliza quais são os critérios e valores que eu uso para me conduzir na vida coletiva.

Não existe ética individual. Os séculos XVIII e XIX, com a industrialização e depois com a mecanização, são calcados na anulação da natureza como o outro. A percepção da natureza como o outro começa a ganhar forma [....] partir do século XX. Ela era tida como objeto e, portanto, passível de posse. A ideia da ecologia é uma questão ética porque passamos [....] tomar a natureza como o outro, não como objeto, ideia que vai introduzir uma referência: ética é convivência. A vida, acima de tudo, é condominial.


Identifique abaixo as afirmativas verdadeiras ( V ) e as falsas ( F ), com base nos textos 1 e 2.


( ) Ambos os textos abordam a questão da ética vista como um valor coletivo, associado ao comportamento em sociedade.

( ) Em “Ela era tida como objeto e, portanto, passível de posse” (texto 1, 2° parágrafo), a conjunção sublinhada introduz uma ideia de conclusão.

( ) Em “Mas há muita coisa que é antiga e que deve ser levada adiante” (texto 2, 1ª resposta), a conjunção sublinhada introduz um argumento que contrasta com a informação da frase precedente no texto.

( ) Em “Felicidade não é um estado contínuo, é um estado eventual” (texto 2, 3ª resposta), a segunda oração é coordenada sindética aditiva.

( ) ”Em Só se percebe a importância da felicidade porque ela se ausenta” (texto 2, 3ª resposta), a segunda oração indica uma ressalva em relação à oração precedente.


Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.

  • A V • V • V • F • F
  • B V • V • F • V • V
  • C V • F • V • V • F
  • D F • V • F • F • V
  • E F • F • V • F • V
20

Texto 2


Trecho de entrevista da revista ISTOÉ com o filósofo Mario Sergio Cortella


Quais são os temas mais recorrentes em suas palestras atualmente?

Os temas mais demandados são a ética na convivência no âmbito da política pública, mas também no campo privado. Em segundo lugar, o campo da gestão do conhecimento, das pessoas estarem sempre com a necessidade de estar de prontidão para uma formação. Como lidar com cenários turbulentos é outro tema recorrente. A pessoa precisa ter clareza de que a vida é sempre um processo de mudança, de que aquilo que muda substitui aquilo que antes vinha. Mas há muita coisa que é antiga e que deve ser levada adiante. E tem muita coisa que é velha, ultrapassada. Uma sociedade que tem uma tecnologia avançada, às vezes, descuida do antigo e fica só em busca de novidades.


É possível falar em ética hoje no Brasil?

Falar sobre ética não é falar sobre alguém. É falar sobre nós. Ética são princípios e valores que usamos em nossa conduta. No Brasil, nós não temos a falta de ética, temos a falta de uma determinada ética. Há uma conduta hoje que está faltando.


As pessoas também estão mais ansiosas para ler sobre a felicidade?

As pessoas dizem “eu queria muito ser feliz”, “um dia eu vou ser feliz” como uma lamentação e não como um projeto de vida. Felicidade não é um estado contínuo, é um estado eventual. Só se percebe a importância da felicidade porque ela se ausenta. A real felicidade está na partilha. É por isso que hoje há uma obsessão com as redes sociais.


As redes sociais e o mundo virtual colaboram para isso em que medida?

O mundo digital é uma ocasião inestimável. Todo mundo junto e ninguém perto. A sucessão de imagem, o contato o tempo todo leva ao esgotamento. O prazer da água está em ter sede. As redes sociais saturam. Não gosto da palavra seguidor, por exemplo. Refere aos profetas, algo dogmático.


Disponível em: https://istoe.com.br/mario-sergio-cortella-vivemos-num-momento-incomodo-que-pode-levar-reinvencao/. Acesso em 14/ago/2019. [Adaptado]

Assinale a alternativa correta, de acordo com o texto 2.

  • A Por “Felicidade […] é um estado eventual” (3ª resposta), entende-se que se trata de um estado duradouro.
  • B Na última resposta, Cortella compara indiretamente o consumo do mundo digital com a ingestão de água: infere-se que o excesso leva à saturação e à perda do prazer.
  • C Na primeira resposta, o filósofo defende a ideia de que a vida é um processo permanente de mudança, razão pela qual aconselha a busca contínua de renovação e o descarte do que é antigo.
  • D Infere-se do texto que Cortella não só interage continuamente com seus seguidores nas redes sociais orientando-os, como acredita que o mundo virtual aproxima as pessoas.
  • E Segundo o filósofo, as redes sociais são fonte de felicidade, pois é só na troca de ideias no mundo virtual que se encontra a felicidade verdadeira.
21
Te x t o 1

É sabido que o oeste catarinense e o sudoeste do Paraná começaram a ser ocupados, no início do século XIX, através da pecuária, em suas regiões de campo, pela criação extensiva em grandes propriedades. O resultante desse processo foi a rarefação da população em grandes espaços. Somente a partir de meados do século passado é que as áreas de florestas, que antes tinham permanecido praticamente intactas, passaram a ser ocupadas através do excedente populacional dos campos de criação de gado ou dos imigrantes provindos de outras partes do território nacional. Esse processo acabou constituindo a população cabocla com uma cultura e um modus vivendi próprios, e com a qual os imigrantes rio-grandenses iriam se defrontar.
As migrações visavam a ocupar o “espaço vazio” do oeste catarinense, dentro do projeto capitalista do governo, já que essa região era vista como perigosa e inóspita, um verdadeiro deserto a ser povoado para nele se produzir. As companhias colonizadoras, então, começaram a fazer investimentos e vender as glebas das áreas de florestas.
Nesse ínterim, entre os descendentes de imigrantes italianos do Rio Grande do Sul (Serra Gaúcha e regiões circunvizinhas), estava ocorrendo um fato conjuntural que veio ao encontro do interesse pela colonização do oeste catarinense. A estrutura fundiária das regiões de imigração rio-grandenses era baseada em peque-nos lotes de terra. Essas pequenas propriedades não podiam mais ser desmembradas porque tornar-se--iam inviáveis economicamente. Daí o deserdamento sistemático e necessário, forçando os colonos e seus descendentes a novas migrações para novas colônias, onde se reproduziu o modelo fundiário anterior.
ZAMBIASI, José Luiz. Lembranças de velhos. Chapecó: Universitária Grifos, 2000, p. 28-29. [Fragmento adaptado].

Assinale a frase correta quanto à acentuação gráfica e à indicação de crase.

  • A Os críticos não deram a mínima importância aquela obra recem-lançada.
  • B A tendência universalizante do Romantismo contrapõe-se, sem dúvida, à tendência individualista e egocêntrica já observada.
  • C De norte à sul, em frente as bancas dos jornais, pessoas paravam para inteirar-se da horrível derrota atribuida ao mau desempenho da equipe de vôlei.
  • D Deram-me um sôco na boca do estômago e, depois de atirarem farinha a boca, me embriagaram com eter.
  • E Essa explicação é idêntica a anterior à essa que eu inclui no relatório enviado a superintendência.

Conhecimentos Gerais

22

Os Estados de Mato Grosso, Roraima, Amapá e Goiás têm como suas capitais, respectivamente:

  • A Natal, Aracaju, Recife e Palmas.
  • B Rio Branco, Vitória, Maceió e Belém.
  • C Fortaleza, Maceió, João Pessoa e Recife.
  • D Palmas, Rio Branco, Belém e Maceió.
  • E Cuiabá, Boa Vista, Macapá e Goiânia.
23

Introdução de substâncias ou energia no meio ambiente, com consequências negativas no seu equilíbrio, causando danos à saúde humana, aos seres vivos e aos ecossistemas.


Estamos nos referindo:

  • A À toxidade.
  • B À poluição.
  • C À urbanização.
  • D À contaminação física.
  • E Ao aquecimento global.
24

Assinale a alternativa correta.

  • A O Uruguai não faz fronteira com o Brasil.
  • B Apenas o Equador faz fronteira com o Brasil.
  • C O Chile e o Equador fazem fronteira com o Brasil.
  • D Somente o Chile faz fronteira com o território brasileiro.
  • E A grande extensão do território nacional proporciona ao Brasil fronteira com quase todas as nações sul-americanas.
25

As contas de energia elétrica dos brasileiros sofrem, no decorrer do ano, oscilações no seu valor.

Assinale a alternativa que corresponde a um dos fatores que contribui para que a conta de energia elétrica fique mais cara.

  • A O acionamento das usinas hidrelétricas quando há queda do volume na produção das usinas térmicas.
  • B A importação de energia de outros países, como a Argentina, os Estados Unidos e o Uruguai, que aumenta o custo de operação do SIN.
  • C A eventual exportação de energia para outros países, como a Argentina, a Venezuela e o Uruguai, que aumenta o custo de operação do SIN.
  • D O acionamento das usinas térmicas quando há queda do volume nos reservatórios das usinas hidrelétricas.
  • E A diminuição do consumo em determinadas estações do ano, que determina um aumento da produção e afeta a rentabilidade das empresas de distribuição, forçando o SIN a cobrir eventuais prejuízos.
26

Observe o mapa


Assinale a alternativa que identifica os países limítrofes do Brasil numerados no mapa com os números 1 e 2 respectivamente.

  • A (1) Argentina e (2) Chile
  • B (1) Chile e (2) Argentina
  • C (1) Paraguai e (2) Uruguai
  • D (1) Uruguai e (2) Argentina
  • E (1) Argentina e (2) Uruguai
27

Assinale a alternativa que indica as doenças que o mosquito Aedes aegypti pode transmitir.

  • A Chikungunya, malária e meningite.
  • B Dengue, chikungunya e o vírus zika.
  • C Dengue, febre amarela e febre tifoide.
  • D Malária, febre amarela e leishmaniose.
  • E Leishmaniose, esquistossomose e dengue.
28

Qual equipamento devo usar para prevenir acidentes como, por exemplo, a queda de materiais de construção, ao visitar uma obra como um prédio ou uma casa em construção?

  • A Cantil
  • B Óculos corretivos
  • C Capacete de proteção
  • D Cinto de segurança
  • E Balancim
29

O serviço de entrega rápida de documentos e encomendas (SEDEX) foi criado no período do governo de:

  • A João Figueiredo.
  • B Itamar Franco.
  • C Fernando Henrique Cardoso.
  • D Luis Inácio Lula da Silva.
  • E Dilma Roussef.
30

Está se realizando (de 1º de maio até o dia 31 de outubro de 2015) na Itália, a Expo Milão 2015.

Esta Exposição Universal tem como tema:

  • A Espaço, a fronteira final.
  • B O futuro da Internet é agora.
  • C Casa comum, nossa responsabilidade.
  • D Alimentar o planeta, energia para a vida
  • E Trabalhadores do mundo todo, uni-vos.
31

Noticias informam que um novo asteroide, tão grande quanto um quarteirão, passou perto da Terra, a cerca de 950 mil quilômetros da Terra.

O que são os asteroides?

  • A Asteroides são corpos celestes com luz própria, nascida das inúmeras explosões nucleares que ocorrem em sua superfície. Orbitam o sol.
  • B Também chamados de pequenos planetas, são grandes corpos rochosos, a maioria deles com mais de 1 quilômetro de raio, que orbi- tam a Terra, em constante perigo de colidir com o nosso planeta.
  • C São corpos pequenos e rochosos que orbitam o sol. Possuem forma irregular e têm diversos tamanhos que podem variar de um raio de 1 quilômetro a centenas de quilômetros.
  • D Trata-se de pequenas estrelas, com massas variáveis e tamanhos entre 200 metros a mais de 1 quilometro de raio, que giram em torno da Terra em órbitas irregulares e imprevisíveis.
  • E São corpos celestes formados por gelo, vindos do espaço exterior, e que, ao entrarem na superfície terrestre, deixam um rastro de fogo, o que permite que sejam observados, mesmo à luz do dia.
Voltar para lista