Resolver o Simulado Técnico em Enfermagem - IMAM

0 / 30

Enfermagem

1

Pulso, respiração, temperatura e pressão arterial constituem os sinais vitais (SSVV). As alterações dos SSVV geralmente indicam mudanças na saúde. Sobre esses indicadores, é correto afirmar:

  • A Bradicardia, hipoventilação, letargia, tremores e perda de consciência são sinais e sintomas de hipertensão arterial.
  • B Valores normais para a frequência de pulso de um paciente adulto é de 70 a 110 bat/min.
  • C A hipotermia é uma temperatura abaixo de 36ºC que pode ser causada por uma exposição prolongada ao frio.
  • D O deficit de pulso ocorre frequentemente em pacientes jovens do sexo masculino e não está associado a arritmias cardíacas.
  • E Para a estimativa do nível da pressão sistólica, palpar o pulso radial e inflar o manguito até seu desaparecimento, desinflar rapidamente e aguardar de 15 a 30 segundos antes de inflar novamente; essa é umas das etapas da mensuração da pressão arterial.
2

Sobre os cuidados de enfermagem nas queimaduras, assinale a alternativa correta.

  • A Nas queimaduras de segundo grau, existe lesão da epiderme e parte da derme. A lesão causada provoca eritema e evolui sem necessidade de curativos.
  • B No atendimento às queimaduras térmicas, no ambiente pré-hospitalar, a primeira intervenção do profissional de saúde será realizar a limpeza das lesões e aplicação de curativo.
  • C Segundo a extensão, são considerados grandes queimados indivíduos que possuem mais de 20% de área corporal queimada.
  • D Segundo a regra dos nove, que auxilia na determinação da extensão da queimadura, cada membro inferior de um adulto queimado equivale a 9% de superfície corpórea.
  • E A administração de oxigenoterapia só é indicada quando existe suspeita de queimadura nas vias aéreas inferiores.
3

O Sarampo é uma doença viral, infecciosa e aguda, potencialmente grave, transmissível, extremamente contagiosa. Assinale os principais sinais e sintomas dessa viremia.

  • A Provoca uma vasculite generalizada, responsável pelo aparecimento das diversas manifestações clínicas, entre elas, o exantema cutâneo maculopapular, morbiliforme, de coloração vermelha e de direção cefalocaudal.
  • B Caracteriza-se por febre baixa, exantema de início súbito com lesões que iniciam nos membros inferiores, principalmente na região do calcanhar.
  • C No período de infecção, o paciente pode apresentar tosse produtiva, conjuntivite purulenta, febre baixa e um quadro exantemático, iniciado pelo abdômen.
  • D O período de remissão tem como sinais e sintomas um quadro característico de superinfecção viral ou bacteriana; os adultos e as crianças desnutridas são os mais acometidos pelas lesões exantemáticas.
  • E As manchas de Koplik são pequenos pontos brancos amarelados que aparecem na mucosa nasal, após o exantema, no período de remissão.
4

Associe corretamente as colunas, relacionando a categoria de informação, que deve estar ao alcance das três esferas de gestão, à sua descrição.

Categorias de Informações

(1) Demográfico/econômico-social e cultural

(2) Eventos vitais

(3) Morbidade

(4) Classificação internacional de doenças

(5) Avaliação hospitalar

(6) Produção dos serviços

(7) Qualidade

(8) Administrativo


Descrições


( ) Números de consultas realizadas, por idade, sexo e tipos de procedimento.

( ) Percentagem da ocupação, mortalidade hospitalar, necropsia hospitalar, infecção hospitalar e outros.

( ) Registro de nascimentos vivos e mortos, óbitos entre outros, fornecendo dados importantes para a elaboração de vários indicadores.

( ) Registro de doenças por sexo, idade, procedimentos médicos, raça, nacionalidade, procedência e outras variáveis de interesse.

( ) Censos populacionais periódicos ou ocasionais que permitem o conhecimento da estrutura de uma população em determinada área geográfica.

( ) Gestão financeira, gestão de estoques de materiais de consumo, equipamentos e outros bens patrimoniais, controle de processos, expediente administrativo.

( ) Agrupamento das doenças ou eventos de acordo com as características semelhantes apresentadas, criando-se a nomenclatura de doenças e sua classificação.

( ) Sistemas de avaliação sanitária dos estabelecimentos prestadores de serviços de saúde ou produtores de alimentos, medicamentos, equipamentos e saneantes.

A sequência correta dessa associação é

  • A 2, 5, 3, 4, 8, 7, 1, 6.
  • B 6, 5, 2, 1, 3, 7, 4, 8.
  • C 6, 5, 2, 3, 1, 8, 4, 7.
  • D 2, 7, 5, 4, 1, 6, 8, 3.
5

As doenças respiratórias são consideradas um dos principais problemas de saúde pública entre os menores de 5 anos. Sobre esse tema, assinale a alternativa correta.

  • A A bronquiolite viral aguda afeta crianças com menos de 2 anos de idade. Dentre as manifestações clínicas comuns, estão: febre, tosse, taquipneia, tiragem subcostal ou intercostal, sibilância e vômitos.
  • B As principais manifestações clínicas da pneumonia comunitária não grave, em crianças menores de 5 anos, são: tosse ou dificuldade para respirar e respiração rápida, sem sinais de gravidade. A febre e a sibilância, também, podem estar presentes.
  • C Uma criança de 11 meses, com histórico de tosse e dificuldade para respirar, e que, ao exame, apresenta 40 respirações por minuto e tem respiração rápida, é suspeita de pneumonia.
  • D A otite média é uma das doenças infecciosas mais comuns na infância. Os quadros agudos caracterizam-se pela presença de secreção purulenta visível no ouvido há menos de 21 dias ou otoscopia alterada.
  • E Nas crianças internadas com bronquiolite, as medidas gerais na assistência de enfermagem incluem: decúbito elevado; limpeza nasal com solução salina hipotônica e aspiração de vias aéreas; avaliação da saturação de oxigênio.
6

A cirrose é uma condição crônica degenerativa, caracterizada pela substituição do tecido hepático funcional por fibrose. A doença é responsável por altas taxas de morbidade, mortalidade, hospitalizações consecutivas, absenteísmo no trabalho e maiores gastos sociais. A cirrose hepática é um problema de saúde pública e é a segunda causa de morte entre as doenças gastrointestinais. Com o avanço da doença, os pacientes podem enfrentar complicações associadas, tais como,

  • A icterícia.
  • B rubor.
  • C nutrição calórica.
  • D hiperglicemia.
  • E perda da visão.
7

Acerca da assistência de enfermagem à pessoa idosa com incontinência esfincteriana, é correto afirmar que:

  • A a incontinência de esforço é a queixa de qualquer perda involuntária da urina, causada por infecção do trato urinário, aumento da próstata e tumores pélvicos e de bexiga.
  • B a incontinência por transbordamento é a queixa de qualquer perda involuntária de urina durante o esforço, exercícios, ao espirrar e tossir.
  • C a incontinência funcional é causada por demências, incapacidade de uso independente do vaso sanitário ou do banheiro, sedação e medicamentos que prejudicam a cognição.
  • D a incontinência fecal consiste na capacidade de controlar de forma involuntária a passagem das fezes, apesar de não haver alteração da inervação e da musculatura que diminuam os movimentos esfincterianos.
  • E a incontinência fecal aumenta com a idade, porém não existem estudos que comprovem as causas ou situações que contribuem para a sua ocorrência.
8

Sobre o aporte jurídico-normativo do Sistema Único de Saúde, analise as proposições abaixo.
1) O decreto 7508/11 atualiza e especifica a organização da integração em rede dos serviços do SUS e, por isso, é juridicamente superior à Lei Orgânica de Saúde, pois esta é de 1990. 2) A Lei 8080/90 preconiza que os serviços públicos integrantes do SUS constituem campo de prática para ensino e pesquisa. 3) A Lei 8142/90, tanto quanto a Lei 8080/90, estrutura juridicamente a organização do Sistema Único de Saúde. 4) A Lei 8142/90 fundamenta política e organizativamente o decreto 7508/11 quanto à integração dos serviços necessários à formação das redes de atenção à saúde.
Estão corretas, apenas:

  • A 1, 2 e 3.
  • B 2 e 3.
  • C 1, 3 e 4.
  • D 1 e 2.
  • E 3 e 4.
9

M.S.B, 55 anos, sexo feminino, internada na clínica médica de um hospital universitário apresenta os seguintes SSVV: T= 38,2ºC, R=18 mov/res/min, PA= 130x85 mmHg e P= 95 bat/min. Sendo os SSVV parte do exame do paciente, como o Técnico de Enfermagem caracteriza os SSVV de M.S.B?

  • A Febre moderada, eupneia, pré-hipertensão e normofigmia.
  • B Afebril, dispneia, normotensão e normofigmia.
  • C Febrícula, bradpneia, hipertensão e bradisfigmia.
  • D Febre alta, taquipneia, normotensão e taquisfigmia.
  • E Febrícula, eupneia, hipertensão estágio 1 e normofigmia.
10

Sobre os acidentes envolvendo picadas de animais peçonhentos, assinale a alternativa correta.

  • A No atendimento pré-hospitalar de acidentes por animais peçonhentos, o técnico socorrista deve, além dos cuidados à vítima, capturar o animal.
  • B Os acidentes com escorpião classificados como graves, apresentam, inicialmente, manifestações locais como parestesia e dor.
  • C Pessoas com extremos de idade (crianças e idosos) devem receber atenção especial quando sofrem acidentes com animais peçonhentos, porque são mais susceptíveis a complicações decorrentes do veneno inoculado.
  • D Nos acidentes com abelhas, o grau de sensibilidade da vítima não interfere na sensibilidade da reação causada, e o quadro será grave, independentemente do número de ferroadas.
  • E Os acidentes com formiga não causam reações graves e não necessitam de assistência médica de urgência.

Português

11
No calor da hora

    Os impactos climáticos são mais agressivos e acelerados do que se supunha há uma década. A temperatura global entre 2015 e 2019, por exemplo, será mais alta que em qualquer período equivalente já registrado. “Ondas de calor disseminadas e duradouras, recordes de incêndios e outros eventos devastadores como ciclones tropicais, enchentes e secas têm impactos imensos no desenvolvimento socioeconômico e ambiental”, afirma o relatório das Nações Unidas publicado por ocasião do debate anual da Assembleia-Geral. O estudo, sugestivamente denominado Unidos na Ciência, foi produzido pelo Grupo Consultivo de Ciências da Cúpula da Ação Climática e compila de maneira altamente sintética as descobertas científicas decisivas mais recentes no domínio das pesquisas sobre mudanças climáticas.
    Estima-se que a temperatura global esteja hoje 1,1 grau Celsius acima da era pré-industrial (1850-1900) e 0,2 grau acima da média da temperatura global entre 2011 e 2015. Como resultado, a ascensão do nível do mar está acelerando e a água já se tornou 26% mais ácida do que no início da era industrial, com grande prejuízo para a vida marinha. Nos últimos 40 anos, a extensão de gelo ártico no mar declinou aproximadamente 12% por década. Entre 1979 e 2018 a perda anual de gelo do lençol glacial antártico sextuplicou. As ondas de calor aumentaram os índices de letalidade ambiental nos últimos cinco anos. No verão de 2019, os incêndios florestais na região ártica cresceram sem precedentes. Só em junho as queimadas emitiram 50 megatons de dióxido de carbono na atmosfera, mais do que a soma de todas as emissões no mesmo mês entre 2010 e 2018.
    Estima-se que, para atingir a meta dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável de limitar o aumento da temperatura em relação à era pré-industrial a 2 graus, os esforços atuais precisam ser triplicados. No caso da meta ideal de limitar esse aumento a 1,5 grau, esses esforços precisariam ser quintuplicados. Tecnicamente, dizem os pesquisadores, isso ainda é possível, mas demandará ações urgentes de intensificação e replicação das políticas mais bem-sucedidas.
    Em resumo, os crescentes impactos climáticos intensificam o risco de cruzar limites irreversíveis. Os pesquisadores apontam três setores que precisam investir diretamente na descarbonização: finanças, energia e indústria. Além disso, outras três áreas são decisivas: soluções baseadas na natureza, ações locais e urbanas e o incremento da resiliência e adaptação às mudanças climáticas, especialmente nos países mais vulneráveis.
(https://opiniao.estadao.com.br. Adaptado)

Considere as passagens: • “Ondas de calor disseminadas e duradouras, recordes de incêndios e outros eventos devastadores como ciclones tropicais, enchentes e secas têm impactos imensos no desenvolvimento socioeconômico e ambiental”... (1º parágrafo) • Só em junho as queimadas emitiram 50 megatons de dióxido de carbono na atmosfera, mais do que a soma de todas as emissões no mesmo mês entre 2010 e 2018. (2º parágrafo) • Tecnicamente, dizem os pesquisadores, isso ainda é possível, mas demandará ações urgentes de intensificação e replicação das políticas mais bem-sucedidas. (3º parágrafo) As expressões destacadas são empregadas, respectivamente, com a função de:

  • A exemplificar; comparar; opor uma informação a outra.
  • B comparar; opor uma informação a outra; concluir.
  • C enumerar; comparar; explicar a informação anterior.
  • D exemplificar; resumir; adicionar uma informação a outra.
  • E comparar; comparar; indicar a condição da informação.
12


São acentuados graficamente de acordo com a mesma regra de acentuação gráfica os vocábulos

  • A vêm, é, também.
  • B áreas, território, ocorrências.
  • C eficácia, imprescindível, urbanística.
  • D saúde, distribuídos, viária.
  • E crítico, distribuídos, fundiária.
13
CUSTO DA CONSTRUÇÃO

Publicado em 26/11/2019
Por Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil

O Índice Nacional de Custo da Construção – M (INCC-M), medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), registrou inflação de 0,15% em novembro de 2019. O percentual é superior ao observado em outubro de 2019 (0,12%). O indicador acumula 3,99% no ano de 2019 e 4,12% em 12 meses.

A alta da taxa na passagem de outubro para novembro de 2019 foi puxada pelos serviços, que tiveram deflação (queda de preços) de 0,08% em outubro e passaram para uma inflação de 0,36% em novembro.

Os materiais e equipamentos tiveram queda na taxa, apesar de continuarem com inflação. A taxa recuou de 0,37% em outubro para 0,31% em novembro.

Já a mão de obra manteve-se, em novembro, sem variação de preços como ocorreu em outubro.

CONFIANÇA DA CONSTRUÇÃO SOBE 1,5 PONTO

O Índice de Confiança da Construção, medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), subiu 1,5 ponto na passagem de outubro para novembro de 2019 e chegou a 89 pontos, em uma escala de zero a 200. Esse é o maior patamar atingido pelo indicador desde setembro de 2014, quando a confiança ficou em 89,9 pontos.

A alta do índice é relacionada a uma melhora da situação corrente, já que o Índice de Situação Atual avançou 2,4 pontos, para 81,3 pontos. O Índice de Expectativas, que mede a confiança no futuro, também subiu, mas de forma mais moderada: 0,5 ponto, passando a 97,0 pontos.

O Nível de Utilização da Capacidade do setor cresceu 0,4 ponto percentual, para 70,5%. Segundo a pesquisadora da FGV, Ana Maria Castelo, a melhora das vendas e os lançamentos imobiliários, principalmente em São Paulo, têm impacto na confiança dos empresários. Ela também destaca que o acesso ao crédito pelas empresas está sendo fundamental para a retomada do setor.

Adaptado. Disponível em: http://bit.ly/2OLpRuT.
Com base no texto 'CUSTO DA CONSTRUÇÃO', leia as afirmativas a seguir:
I. O autor aponta que, na perspectiva da pesquisadora Ana Maria Castelo, a melhora das vendas e os lançamentos imobiliários, principalmente em São Paulo, têm impacto na confiança dos empresários do setor de construção. II. O autor do texto diz que, segundo a pesquisadora Ana Maria Castelo, o acesso ao crédito pelas empresas está sendo fundamental para a retomada do setor de construção.
Marque a alternativa CORRETA:
  • A As duas afirmativas são verdadeiras.
  • B A afirmativa I é verdadeira, e a II é falsa.
  • C A afirmativa II é verdadeira, e a I é falsa.
  • D As duas afirmativas são falsas.
14

Analise os textos a seguir.


A respeito dos recursos linguísticos utilizados pelos textos, analise as afirmativas a seguir e a possível relação entre elas.

I. Ambos os textos utilizam a linguagem da qual são feitos para pensar essa própria linguagem, seja a tirinha que se autorreferencia, no texto I, seja o desenho que desenha a si mesmo, no textoII.

PORTANTO

II. o processo presente em ambos os textos é denominado metalinguagem.

Nesse contexto, pode-se afirmar:

  • A Ambas as afirmativas estão corretas, mas a II não é conclusão da I.
  • B Ambas as afirmativas estão corretas, e a II é conclusão da I.
  • C A afirmativa I está correta, e a II está incorreta.
  • D A afirmativa I está incorreta, e a II está correta.
15
Leia trecho da crônica de Luís Fernando Veríssimo para responder à questão.

Vá entender___________, que depois dos 7 a 1 o torcedor brasileiro, desencantado, passaria _______ badminton, balé aquático ou outro esporte que não envolvesse bola ou qualquer coisa vagamente esférica. O desastre na Copa de 2014 não só _______ não éramos mais o país do futebol como fomentaria nosso ódio pelo futebol. O futebol seria para nós como a História para Stephen Dedalus, aquele personagem do James Joyce: um pesadelo do qual estaríamos tentando acordar. Mas não. Assimilamos a derrota até com certa resignação filosófica. Depois da derrota para o Uruguai em 1950, correram boatos de suicídios em massa, de torcedores ateando fogo _______ vestes, do Bigode engolindo formicida e do Barbosa pedindo asilo numa embaixada estrangeira. Depois dos 7 a 1 não houve nada parecido, nem boatos de coisa parecida. Foi uma desilusão dolorida, não foi uma tragédia.

(Luis Fernando Veríssimo [org. Adriana Falcão e Isabel Falcão],
“O bum”. Ironias do tempo, 2018. Adaptado.)

Em conformidade com a norma-padrão, as lacunas do texto devem ser preenchidas, respectivamente, com:

  • A Imaginava-se ... a se interessar por ... convencer-nos-ia de que ... às
  • B Se imaginava ... à se interessar em ... convenceria-nos de que ... a
  • C Imaginava-se ... à se interessar sobre ... nos convenceria que ... à
  • D Se imaginava ... a se interessar em ... convencer- -nos-ia que ... as
  • E Imaginava-se ... a se interessar por ... nos convenceria de que ... às
16


A expressão “uma vez que” (linha 7)

  • A tem, no período, sentido temporal.
  • B é sinônima de ainda que.
  • C introduz oração com sentido consecutivo.
  • D introduz oração que expressa circunstância de causa.
  • E pode ser substituída, coerentemente e conforme a ortografia oficial, por por que.
17
Leia trecho da crônica de Luís Fernando Veríssimo para responder à questão.

Vá entender___________, que depois dos 7 a 1 o torcedor brasileiro, desencantado, passaria _______ badminton, balé aquático ou outro esporte que não envolvesse bola ou qualquer coisa vagamente esférica. O desastre na Copa de 2014 não só _______ não éramos mais o país do futebol como fomentaria nosso ódio pelo futebol. O futebol seria para nós como a História para Stephen Dedalus, aquele personagem do James Joyce: um pesadelo do qual estaríamos tentando acordar. Mas não. Assimilamos a derrota até com certa resignação filosófica. Depois da derrota para o Uruguai em 1950, correram boatos de suicídios em massa, de torcedores ateando fogo _______ vestes, do Bigode engolindo formicida e do Barbosa pedindo asilo numa embaixada estrangeira. Depois dos 7 a 1 não houve nada parecido, nem boatos de coisa parecida. Foi uma desilusão dolorida, não foi uma tragédia.

(Luis Fernando Veríssimo [org. Adriana Falcão e Isabel Falcão],
“O bum”. Ironias do tempo, 2018. Adaptado.)

As informações do texto permitem concluir que a hipótese de que

  • A o torcedor brasileiro deixaria de exaltar suas tragédias não foi levada a termo, uma vez que a sua resignação filosófica foi insuficiente para minimizar a derrota por 7 a 1 da Copa de 2014.
  • B o futebol deixaria de ser o esporte preferido do brasileiro começou a virar realidade, uma vez que outros esportes que não envolvem bola caíram no gosto dos torcedores.
  • C o Brasil deixaria de ser o país do futebol virou realidade, uma vez que os torcedores encararam a derrota por 7 a 1 como uma verdadeira tragédia, tal como aquela para o Uruguai em 1950.
  • D o brasileiro deixaria de gostar de futebol depois do desastre da Copa de 2014 não se concretizou, uma vez que os torcedores aceitaram o sofrimento imposto pela derrota por 7 a 1 sem revoltas.
  • E a Copa de 2014 deixaria de incomodar rapidamente o torcedor brasileiro foi deixada de lado, uma vez que o espírito de sofrimento e tragédia de 1950 se instalou no país.
18


Estariam mantidas a correção, a coerência e as ideias do texto caso se substituísse

  • A “Existem” (linha 5) por Há.
  • B “Para alcançar esse” (linha 11) por Afim do alcance desse.
  • C “a decisão certa” (linha 12) por certa decisão.
  • D “Para que” (linha 17) por Com a finalidade de.
  • E “os quais” (linha 18) por onde.
19


Assinale a alternativa em que a reescrita do primeiro parágrafo do texto mantém a correção gramatical e a coerência textual.

  • A Várias prefeituras, no Brasil, têm estudado e desenvolvido novos modelos de gestão pública, dando prioridade à eficácia e à eficiência na concretização dos resultados para a sociedade.
  • B São diversas prefeituras brasileiras as que vêm estudando e desenvolvendo novos modelos de gestão pública, previlegiando à eficácia e à eficiência na concretização dos resultados sociais.
  • C No Brasil, muitas prefeituras estudam e desenvolvem novos modelos de gestão pública, enquanto priorizando a eficácia e a eficiência na concretização dos resultados para a sociedade.
  • D Diferentes prefeituras, ao passo que tem estudado e desenvolvido novos modelos de gerir a coisa pública no Brasil, prioriza a eficácia e a eficiência na concretização dos resultados para a sociedade.
  • E De modo que priorize a eficácia e a eficiência na concretização dos resultados para a sociedade brasileira, várias prefeituras se vêem estudando e desenvolvendo modelos novos de gestão pública.
20


Assinale a alternativa em que está correta a identificação do emprego gramatical, no texto, da palavra destacada.

  • A “mais” (linha 3) – adjetivo
  • B “poder” (linha 13) – substantivo
  • C “diferencial” (linha 13) – substantivo
  • D “consolidação” (linha 18) – verbo
  • E “múltiplas” (linha 23) – numeral

Saúde Pública

21

Sobre os Indicadores de Saúde, assinale a alternativa incorreta.

  • A 'Prevalência' é o número total de casos de uma doença, novos e antigos, existentes em um determinado local e período. É um termo descritivo da força com que subsistem as doenças nas coletividades.
  • B Taxas de prevalência são valiosas para o planejamento, em função do conhecimento do número e doentes existentes na comunidade. Para fins epidemiológicos (identificação de fatores de risco, por exemplo), as medidas de incidência são mais efetivas.
  • C O Índice de Swaroop-Uemura mede a mortalidade proporcional de 50 anos ou mais, ou seja, a proporção de óbitos ocorridos em indivíduos de 50 anos ou mais. Em geral, quanto maior a proporção de óbitos de adultos maduros e idosos, melhor é a condição de vida e saúde da população.
  • D A curva de Nelson Moraes, quando se apresenta em formato de “L” ou curva tipo 2, corresponde a localidades com elevadas condições de vida.
  • E A Taxa de Ataque, sempre expressa em percentagem, nada mais é do que uma forma especial de incidência. É usada quando se investiga um surto de uma determinada doença em um local onde há uma população bem definida.
22

Na cidade de Primavera foram diagnosticados 46 casos de tuberculose entre 1 ° de janeiro e 30 de junho de 2017. O total de casos ativos em 30 de junho era 364. A população de Primavera era de 190.000 habitantes. Assinale a alternativa que apresenta a incidência de tuberculose em Primavera durante esse período e a prevalência de tuberculose em Primavera, em 30 de junho de 2017, respectivamente.

  • A 24,3/100.000 e 191,6/100.000.
  • B 24,2/100.000 e 237,6/100.000.
  • C 12,6/100.000 e 191,6/100.000.
  • D 24,3/100.000 e 193,0/100.000.
  • E 24,2/100.000 e 237,6/100.000.
23

No terceiro domingo de fevereiro de 2019, celebrou-se numa comunidade de 500 habitantes um baile de carnaval, ao qual assistiram 280 pessoas. Nas últimas duas semanas de março, o posto de saúde local atendeu 90 pessoas que foram se consultar devido a prurido intenso e erupção cutânea papulovesicular. 79 delas haviam estado no baile. Dos 150 homens participantes desse evento social, 55 adoeceram. Com base nessas informações, analise as proposições abaixo.
1) A situação apresentada corresponde a um surto, possivelmente de fonte comum. 2) A taxa de ataque nos participantes da festa foi de 28,2%. 3) A prevalência de exposição foi baixa. Observou-se que o lapso transcorrido entre a exposição e a aparição dos primeiros casos foi por volta de 4 semanas. 4) A doença afetou predominantemente homens, com uma taxa de ataque de 36,7%. 5) A taxa de ataque nas mulheres foi de 28,5%.
Estão corretas, apenas:

  • A 2 e 5.
  • B 1, 2 e 3.
  • C 1, 2 e 4.
  • D 1 e 3.
  • E 2, 4 e 5.
24

O saneamento é o controle de todos os fatores do meio físico do homem, que exercem ou podem exercer efeitos nocivos sobre o bem-estar físico, mental e social. A esse respeito, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa correta.

I. O saneamento abrange os serviços de acondicionamento, coleta, transporte e/ou destino final de resíduos sólidos.

II. O saneamento engloba o abastecimento de água às populações.

III. O controle da poluição da água, ar, solo, acústica e visual fazem parte do saneamento.

  • A Apenas as afirmativas I e II estão corretas
  • B Apenas as afirmativas I e III estão corretas
  • C Apenas as afirmativas II e III estão corretas
  • D As afirmativas I, II e III estão corretas
25
A alimentação higiênica deve ser assegurada pelo controle da qualidade sanitária dos alimentos. Sobre a alimentação higiênica, assinale a alternativa incorreta.
  • A A deficiência no controle da qualidade sanitária dos alimentos é um dos fatores responsáveis pela ocorrência de surtos de doenças transmitidas por alimentos
  • B O grande entrave para o controle da qualidade sanitária é que as ações de saneamento não envolvem a educação sanitária dos consumidores de alimentos, apenas dos manipuladores
  • C A deficiência de controle sanitário em todas as etapas da cadeia alimentar pode se constituir em fator predisponente à ocorrência de perigos que podem ocasionar a perda da qualidade nutricional, toxi-infecções alimentares e óbito
  • D O controle de vetores e roedores são pontos críticos que devem ser considerados nas ações de saneamento voltadas para o controle da qualidade sanitária dos alimentos
26

A contaminação do ar é uma forma de degradação ambiental que tem se generalizado no mundo. A esse respeito, analise as afirmativas abaixo.

I. As doenças respiratórias e cardiovasculares são as principais responsáveis pelo aumento do risco de morbimortalidade da população, isso devido a exposição aos diversos tipos e concentrações de contaminantes.

II. O contaminante predominante resultante da queima de combustíveis fósseis é dióxido de carbono (CO²), que também é um dos gases relacionados ao efeito estufa.

III. O crescimento econômico e populacional nos grandes centros urbanos tem contribuído para o agravamento da contaminação do ar.

Assinale a alternativa correta.

  • A Apenas as afirmativas I e II estão corretas
  • B Apenas as afirmativas I e III estão corretas
  • C Apenas as afirmativas II e III estão corretas
  • D As afirmativas I, II e III estão corretas
27
A vigilância epidemiológica é hoje a ferramenta metodológica mais importante para a prevenção e controle de doenças em saúde pública. É consensual no discurso de todas as entidades de saúde pública mundo afora, desde as de âmbito internacional até as de abrangência local, que não existem ações de prevenção e controle de doenças com base científica que não estejam estruturadas sobre sistemas de vigilância epidemiológica. Sendo assim, analise as afirmativas abaixo e dê valores Verdadeiro (V) ou Falso (F).
( ) Vigilância epidemiológica, como ferramenta de investigação em saúde pública, somente passou a ser reconhecida como uma área do conhecimento na segunda metade do século 20, mas ainda não é entendida como um campo distinto de investigação, ainda que muito se tenha avançado, tanto na teoria como na prática. ( ) A criação e implantação de uma sistemática de repasse de recursos para as ações de vigilância e controle de doenças, a Programação Pactuada Integrada de Epidemiologia e Controle de Doenças (PPIECD), viabilizou a descentralização federal sobre a vigilância e o controle das doenças. ( ) O programa de treinamento em epidemiologia, conhecido como EPI-SUS, foi moldado conforme o programa de treinamento dos Centers for Disease Control and Prevention (CDC) dos EUA, existente desde 1954. Esse programa tem dois anos de duração e é em tempo integral para profissionais de nível superior da área de saúde. Afora um treinamento teórico em epidemiologia, o restante do treinamento é baseado em investigações de campo. ( ) Em 1975, por recomendação da 5ª Conferência Nacional de Saúde, foi instituído o Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica (SNVE). Este sistema, formalizado por meio da Lei nº 6.259, do mesmo ano, e Decreto nº 78.231, que a regulamentou, em 1976, incorporou o conjunto de doenças transmissíveis então consideradas de maior relevância sanitária no País.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de cima para baixo.
  • A V, V, V, V
  • B V, V, F, F
  • C V, F, F, V
  • D F, F, V, V
28
A caracterização epidemiológica é uma ferramenta importante que visa avaliar o impacto das ações de controle vetorial e auxiliar na seleção da ação de controle mais adequada. Sobre os indicadores que devem ser levantados na caracterização epidemiológica da malária, assinale a alternativa correta.
  • A Os indicadores a serem levantados são a incidência parasitária anual, porcentagem de casos de malária causada por Plasmodium falciparum, faixas etárias afetadas e meses com maior número de casos
  • B Os indicadores a serem levantados são a porcentagem de casos registrados, localidades mais afetadas e número de óbitos ocasionados
  • C Os indicadores a serem levantados são a incidência parasitária anual, porcentagem de casos de malária causada por Plasmodium falciparum, faixas etárias afetadas e número de óbitos ocasionados
  • D Os indicadores a serem levantados são a incidência parasitária anual e a porcentagem de casos de malária causada por Plasmodium falciparum
29
A poluição e/ou contaminação ambiental pode ocorrer através de diversas formas. Seus principais agentes contaminantes são: agentes químicos, biológicos ou físicos. Sobre poluição ambiental, assinale a alternativa correta.
  • A O vento pode conter agentes infecciosos, como vírus, e também vetores infectados por agentes de doença, esporos, ovos de parasitas, ácaros, por pequenas distâncias
  • B A poluição biológica resulta da presença de microrganismos patogênicos (bactérias, vírus, protozoários, vermes), especialmente na água potável. Esses seres podem causar doenças ou lesões, em graus variados, aos seres humanos ou a outros organismos
  • C O solo pode conter agentes neutralizadores de doenças, seja através do próprio solo, da água ou das plantas forrageiras
  • D A água da chuva é normalmente básica, entretanto a presença de poluentes no ar atmosférico (acido sulfúrico, ácido clorídrico, trióxido de nitrogênio) torna a água da chuva ácida
30
A investigação epidemiológica é um trabalho de campo, realizado a partir de casos notificados. Sendo assim, assinale a alternativa incorreta.
  • A Identificar a fonte de infecção e o modo de transmissão estão entre os objetivos da investigação epidemiológica
  • B Confirmar o diagnóstico e determinar as principais características epidemiológicas faz parte dos objetivos da investigação epidemiológica
  • C O propósito final da investigação epidemiológica é orientar medidas de controle para impedir a ocorrência de novos casos
  • D Casos isolados devem ser analisados pela unidade de saúde local, não havendo necessidade de se iniciar a investigação epidemiológica
Voltar para lista