Resolver o Simulado Técnico em Enfermagem - IBAM - Nível Médio

0 / 30

Português

1

Dieta salvadora

A ciência descobre um micróbio adepto de um

alimento abundante: o lixo plástico no mar.

O ser humano revelou-se capaz de dividir o átomo, derrotar o câncer e produzir um “Dom Quixote”. Só não consegue dar um destino razoável ao lixo que produz. E não se contenta em brindar os mares, rios e lagoas com seus próprios dejetos. Intoxica-os também com garrafas plásticas, pneus, computadores, sofás e até carcaças de automóveis. Tudo que perde o uso é atirado num curso d’água, subterrâneo ou a céu aberto, que se encaminha inevitavelmente para o mar. O resultado está nas ilhas de lixo que se formam, da Guanabara ao Pacífico.

De repente, uma boa notícia. Cientistas da Grécia, Suíça, Itália, China e dos Emirados Árabes descobriram em duas ilhas gregas um micróbio marinho que se alimenta do carbono contido no plástico jogado ao mar. Parece que, depois de algum tempo ao sol e atacado pelo sal, o plástico, seja mole, como o das sacolas, ou duro, como o das embalagens, fica quebradiço – no ponto para que os micróbios, de guardanapo ao pescoço, o decomponham e façam a festa. Os cientistas estão agora criando réplicas desses micróbios, para que eles ajudem os micróbios nativos a devorar o lixo. Haja estômago.

Em “A Guerra das Salamandras”, romance de 1936 do tcheco Karel Čapek (pronuncia-se tchá-pek), um explorador descobre na costa de Sumatra uma raça de lagartos gigantes, hábeis em colher pérolas e construir diques submarinos. Em troca das pérolas que as salamandras lhe entregam, ele lhes fornece facas para se defenderem dos tubarões. O resto, você adivinhou: as salamandras se reproduzem, tornam-se milhões, ocupam os litorais, aprendem a falar e inundam os continentes. São agora bilhões e tomam o mundo.

Não quero dizer que os micróbios comedores de lixo podem se tornar as salamandras de Čapek. É que, no livro, as salamandras aprendem a gerir o mundo melhor do que nós. Com os micróbios no comando, nossos mares, pelo menos, estarão a salvo.


Ruy Castro, jornalista, biógrafo e escritor brasileiro.

Folha de S. Paulo. Caderno Opinião, p. A2, 20 mai. 2019.

Considerando-se a leitura do texto, é correto afirmar que

  • A o ser humano, ao brindar os mares, rios e lagoas, demonstra uma atitude de respeito à natureza.
  • B os cientistas, ao acelerarem a quebra do plástico, ajudam os micróbios a devorar o lixo jogado ao mar.
  • C é preciso ter cuidado ao reproduzir micróbios em laboratório porque eles serão as salamandras do futuro.
  • D os micróbios, devoradores de carbono, “de guardanapo ao pescoço”, decompõem o plástico jogado ao mar.
2

Dieta salvadora

A ciência descobre um micróbio adepto de um

alimento abundante: o lixo plástico no mar.

O ser humano revelou-se capaz de dividir o átomo, derrotar o câncer e produzir um “Dom Quixote”. Só não consegue dar um destino razoável ao lixo que produz. E não se contenta em brindar os mares, rios e lagoas com seus próprios dejetos. Intoxica-os também com garrafas plásticas, pneus, computadores, sofás e até carcaças de automóveis. Tudo que perde o uso é atirado num curso d’água, subterrâneo ou a céu aberto, que se encaminha inevitavelmente para o mar. O resultado está nas ilhas de lixo que se formam, da Guanabara ao Pacífico.

De repente, uma boa notícia. Cientistas da Grécia, Suíça, Itália, China e dos Emirados Árabes descobriram em duas ilhas gregas um micróbio marinho que se alimenta do carbono contido no plástico jogado ao mar. Parece que, depois de algum tempo ao sol e atacado pelo sal, o plástico, seja mole, como o das sacolas, ou duro, como o das embalagens, fica quebradiço – no ponto para que os micróbios, de guardanapo ao pescoço, o decomponham e façam a festa. Os cientistas estão agora criando réplicas desses micróbios, para que eles ajudem os micróbios nativos a devorar o lixo. Haja estômago.

Em “A Guerra das Salamandras”, romance de 1936 do tcheco Karel Čapek (pronuncia-se tchá-pek), um explorador descobre na costa de Sumatra uma raça de lagartos gigantes, hábeis em colher pérolas e construir diques submarinos. Em troca das pérolas que as salamandras lhe entregam, ele lhes fornece facas para se defenderem dos tubarões. O resto, você adivinhou: as salamandras se reproduzem, tornam-se milhões, ocupam os litorais, aprendem a falar e inundam os continentes. São agora bilhões e tomam o mundo.

Não quero dizer que os micróbios comedores de lixo podem se tornar as salamandras de Čapek. É que, no livro, as salamandras aprendem a gerir o mundo melhor do que nós. Com os micróbios no comando, nossos mares, pelo menos, estarão a salvo.


Ruy Castro, jornalista, biógrafo e escritor brasileiro.

Folha de S. Paulo. Caderno Opinião, p. A2, 20 mai. 2019.

Qual palavra sublinhada sofreu alteração de sentido ao ser substituída pela que está entre colchetes?

  • A “E não se contenta em brindar os mares, rios e lagoas com seus próprios dejetos.” [resíduos]
  • B “A ciência descobre um micróbio adepto de um alimento abundante: o lixo plástico no mar.” [simpatizante]
  • C “Os cientistas estão agora criando réplicas desses micróbios, para que eles ajudem os micróbios nativos a devorar o lixo.” [respostas]
  • D “(...) um explorador descobre na costa de Sumatra uma raça de lagartos gigantes, hábeis em colher pérolas e construir diques submarinos.” [represas]
3

Dieta salvadora

A ciência descobre um micróbio adepto de um

alimento abundante: o lixo plástico no mar.

O ser humano revelou-se capaz de dividir o átomo, derrotar o câncer e produzir um “Dom Quixote”. Só não consegue dar um destino razoável ao lixo que produz. E não se contenta em brindar os mares, rios e lagoas com seus próprios dejetos. Intoxica-os também com garrafas plásticas, pneus, computadores, sofás e até carcaças de automóveis. Tudo que perde o uso é atirado num curso d’água, subterrâneo ou a céu aberto, que se encaminha inevitavelmente para o mar. O resultado está nas ilhas de lixo que se formam, da Guanabara ao Pacífico.

De repente, uma boa notícia. Cientistas da Grécia, Suíça, Itália, China e dos Emirados Árabes descobriram em duas ilhas gregas um micróbio marinho que se alimenta do carbono contido no plástico jogado ao mar. Parece que, depois de algum tempo ao sol e atacado pelo sal, o plástico, seja mole, como o das sacolas, ou duro, como o das embalagens, fica quebradiço – no ponto para que os micróbios, de guardanapo ao pescoço, o decomponham e façam a festa. Os cientistas estão agora criando réplicas desses micróbios, para que eles ajudem os micróbios nativos a devorar o lixo. Haja estômago.

Em “A Guerra das Salamandras”, romance de 1936 do tcheco Karel Čapek (pronuncia-se tchá-pek), um explorador descobre na costa de Sumatra uma raça de lagartos gigantes, hábeis em colher pérolas e construir diques submarinos. Em troca das pérolas que as salamandras lhe entregam, ele lhes fornece facas para se defenderem dos tubarões. O resto, você adivinhou: as salamandras se reproduzem, tornam-se milhões, ocupam os litorais, aprendem a falar e inundam os continentes. São agora bilhões e tomam o mundo.

Não quero dizer que os micróbios comedores de lixo podem se tornar as salamandras de Čapek. É que, no livro, as salamandras aprendem a gerir o mundo melhor do que nós. Com os micróbios no comando, nossos mares, pelo menos, estarão a salvo.


Ruy Castro, jornalista, biógrafo e escritor brasileiro.

Folha de S. Paulo. Caderno Opinião, p. A2, 20 mai. 2019.

Os pronomes pessoais oblíquos átonos, em relação ao verbo, possuem três posições: próclise (antes do verbo), mesóclise (no meio do verbo) e ênclise (depois do verbo).

Avalie as afirmações sobre o emprego dos pronomes oblíquos nos trechos a seguir.

I – A próclise se justifica pela presença da palavra negativa: “E não se contenta em brindar os mares, rios e lagoas com seus próprios dejetos.”

II – A ênclise ocorre por se tratar de oração iniciada por verbo: “Intoxica-os também com garrafas plásticas, pneus, computadores, sofás e até carcaças de automóveis.”

III – A próclise é sempre empregada quando há locução verbal: “Não quero dizer que os micróbios comedores de lixo podem se tornar as salamandras de Čapek.”

IV – O sujeito expresso exige o emprego da ênclise: "O ser humano revelou-se capaz de dividir o átomo, derrotar o câncer e produzir um 'Dom Quixote'".

Está correto apenas o que se afirma em

  • A I e II.
  • B I e III.
  • C II e IV.
  • D III e IV.
4

Dieta salvadora

A ciência descobre um micróbio adepto de um

alimento abundante: o lixo plástico no mar.

O ser humano revelou-se capaz de dividir o átomo, derrotar o câncer e produzir um “Dom Quixote”. Só não consegue dar um destino razoável ao lixo que produz. E não se contenta em brindar os mares, rios e lagoas com seus próprios dejetos. Intoxica-os também com garrafas plásticas, pneus, computadores, sofás e até carcaças de automóveis. Tudo que perde o uso é atirado num curso d’água, subterrâneo ou a céu aberto, que se encaminha inevitavelmente para o mar. O resultado está nas ilhas de lixo que se formam, da Guanabara ao Pacífico.

De repente, uma boa notícia. Cientistas da Grécia, Suíça, Itália, China e dos Emirados Árabes descobriram em duas ilhas gregas um micróbio marinho que se alimenta do carbono contido no plástico jogado ao mar. Parece que, depois de algum tempo ao sol e atacado pelo sal, o plástico, seja mole, como o das sacolas, ou duro, como o das embalagens, fica quebradiço – no ponto para que os micróbios, de guardanapo ao pescoço, o decomponham e façam a festa. Os cientistas estão agora criando réplicas desses micróbios, para que eles ajudem os micróbios nativos a devorar o lixo. Haja estômago.

Em “A Guerra das Salamandras”, romance de 1936 do tcheco Karel Čapek (pronuncia-se tchá-pek), um explorador descobre na costa de Sumatra uma raça de lagartos gigantes, hábeis em colher pérolas e construir diques submarinos. Em troca das pérolas que as salamandras lhe entregam, ele lhes fornece facas para se defenderem dos tubarões. O resto, você adivinhou: as salamandras se reproduzem, tornam-se milhões, ocupam os litorais, aprendem a falar e inundam os continentes. São agora bilhões e tomam o mundo.

Não quero dizer que os micróbios comedores de lixo podem se tornar as salamandras de Čapek. É que, no livro, as salamandras aprendem a gerir o mundo melhor do que nós. Com os micróbios no comando, nossos mares, pelo menos, estarão a salvo.


Ruy Castro, jornalista, biógrafo e escritor brasileiro.

Folha de S. Paulo. Caderno Opinião, p. A2, 20 mai. 2019.

“O artigo é a palavra que determina ou indetermina o substantivo. É variável em gênero e número, por isso também determina o gênero e o número do substantivo.” (BUENO, 2014, p.131).

A esse respeito, em qual oração o artigo definido, na expressão sublinhada, determina o gênero do substantivo?

  • A “Com os micróbios no comando, nossos mares, pelo menos, estarão a salvo.”
  • B “(...) no ponto para que os micróbios, de guardanapo ao pescoço, o decomponham e façam a festa.”
  • C “Os cientistas estão agora criando réplicas desses micróbios, para que eles ajudem os micróbios nativos a devorar o lixo.”
  • D “Tudo que perde o uso é atirado num curso d’água, subterrâneo ou a céu aberto, que se encaminha inevitavelmente para o mar.”
5

Leia os textos seguintes.

Texto I

“Na fala, a frase é marcada pela entonação, isto é, pelo tom que o falante dá à voz para expressar sua intenção. Na escrita, os sinais de pontuação, indicando pausas, altura de voz, ênfase, etc., aproximam o texto escrito da fala.” (CEREJA & MAGALHÃES, 2013, p.314.)


Texto II


Haja coração!

A professora pergunta:

– Quantos corações nós temos?

O aluno:

– Temos dois, professora!

– Dois?

– Sim: o meu e o seu!

Disponível em: <https://www.devmedia.com.br/forum/enquanto-isso-na

-escola/127982> Acesso em: 10 ago. 2019.


A partir do conceito veiculado no Texto I, informe se é verdadeiro (V) ou falso (F) o que se afirma sobre os sinais de pontuação presentes no Texto II.


( ) A vírgula isola um vocativo.

( ) O ponto de interrogação encerra duas perguntas indiretas.

( ) Os dois-pontos de exclamação expressam estado emotivo.

( ) Os dois-pontos, na última linha, introduzem a fala de um personagem.


De acordo com as afirmações, a sequência correta é

  • A V; F; V; F.
  • B F; V; F; F
  • C F; V; V; F.
  • D V; F; F; V.
6

A palavra “pé” é constituída de um só elemento. “Pé” é um substantivo simples. O substantivo "pé de moleque" é formado por mais de um elemento e tem um significado próprio. Trata-se de um substantivo composto. Há substantivos compostos separados por hífen e há os que não levam hífen.

Tendo por base o Novo Acordo Ortográfico, qual palavra composta abaixo possui hífen?

  • A Mão de obra.
  • B Sala de jantar.
  • C Fim de semana.
  • D Água de colônia.
7

“O artigo definido feminino, quando vem precedido da preposição “a”, funde-se com ela, e tal fusão (= crase) é representada na escrita por um acento grave sobre a vogal (à).” (CUNHA & CINTRA, 2017, p.221).

Considere o conceito apresentado acerca do emprego da crase e preencha corretamente as lacunas do fragmento a seguir, retirado do livro “São Bernardo”, de Graciliano Ramos.

"Aqui, sentado _____ mesa da sala de jantar, fumando cachimbo e bebendo café, suspenso _____ vezes o trabalho moroso, olho as folhagens das laranjeiras que a noite enegrece, digo _____ mim mesmo que esta pena é um objeto pesado. Não estou acostumado _____ pensar. Levanto-me, chego _____ janela que deita para a horta. Casimiro Lopes pergunta se me falta alguma coisa."

Disponível em: <https://books.google.com.br/books?isbn=8538707418>

Acesso em: 11 ago. 2019.

A sequência que preenche corretamente as lacunas do texto é


  • A à / as / à / a / à
  • B a / as / à / à / a
  • C à / às / a / a / à
  • D a / às / a / à / a
8

Texto I

                      Como uma festa rural virou o fenômeno global do Halloween


      Surgida na Europa, a festividade que deu origem ao Halloween viajou para o continente americano com os peregrinos. Nos últimos anos, empreendeu um novo périplo, que a levou de volta ao Velho Continente e a quase todos os países ocidentalizados, alguns dos quais veem com preocupação que suas tradições sobre os mortos sejam deslocadas por esta festividade importada.

      Além de seu vínculo com a natureza e a religião, o Halloween tem um marcado caráter subversivo. Durante uma noite, os papéis se transtornam, o monstro – o diferente – abandona seu esconderijo, e as crianças atemorizam os adultos com a frase “doce ou travessura”. “O Halloween tem muitas semelhanças com antigas celebrações europeias como a Festa dos Loucos, em que, por um dia, os plebeus se vestiam como reis, e a ordem social se invertia”, afirma David Skal.

      Um receio que, como detalha Skal, em seu livro sobre o tema, esquece que todas as tradições se misturam e evoluem, incluindo Halloween. De fato, elementos que se consideram inerentes a esta festa são relativamente recentes. É o caso das bruxas, sempre representadas como idosas grotescas, vestidas de preto e usando chapéus bicudos. Longe de proceder da Idade Média ou do Barroco, esse imaginário tem sua origem na Bruxa do Oeste interpretada por Margaret Hamilton na versão de O Mágico de Oz de 1939. Até então, as bruxas do Halloween eram espevitadas melindrosas com vestidos coloridos.

      “Há pessoas que se queixam da invasão do Halloween ou da apropriação da cultura mexicana pelos anglo-saxões. Mas eu vivo no sul da Califórnia, onde há muita população hispânica, e a maioria das pessoas parecem gostar que as decorações e ritos do Dia dos Mortos se misturem às do Halloween. No entanto, cada comunidade se relaciona com os mortos de um jeito diferente. Os norte-americanos através de criações como Drácula e Gasparzinho, enquanto a cultura latina honra os defuntos com mais seriedade”, ressaltou Skal.

                                                     Eduardo Bravo (Adaptado de: https://brasil.elpais.com/)

A organização interna do segundo parágrafo pode ser descrita pelo seguinte par de palavras:

  • A causa/consequência
  • B exemplificação/dedução
  • C positividade/negatividade
  • D generalização/demonstração
9

Texto I

                      Como uma festa rural virou o fenômeno global do Halloween


      Surgida na Europa, a festividade que deu origem ao Halloween viajou para o continente americano com os peregrinos. Nos últimos anos, empreendeu um novo périplo, que a levou de volta ao Velho Continente e a quase todos os países ocidentalizados, alguns dos quais veem com preocupação que suas tradições sobre os mortos sejam deslocadas por esta festividade importada.

      Além de seu vínculo com a natureza e a religião, o Halloween tem um marcado caráter subversivo. Durante uma noite, os papéis se transtornam, o monstro – o diferente – abandona seu esconderijo, e as crianças atemorizam os adultos com a frase “doce ou travessura”. “O Halloween tem muitas semelhanças com antigas celebrações europeias como a Festa dos Loucos, em que, por um dia, os plebeus se vestiam como reis, e a ordem social se invertia”, afirma David Skal.

      Um receio que, como detalha Skal, em seu livro sobre o tema, esquece que todas as tradições se misturam e evoluem, incluindo Halloween. De fato, elementos que se consideram inerentes a esta festa são relativamente recentes. É o caso das bruxas, sempre representadas como idosas grotescas, vestidas de preto e usando chapéus bicudos. Longe de proceder da Idade Média ou do Barroco, esse imaginário tem sua origem na Bruxa do Oeste interpretada por Margaret Hamilton na versão de O Mágico de Oz de 1939. Até então, as bruxas do Halloween eram espevitadas melindrosas com vestidos coloridos.

      “Há pessoas que se queixam da invasão do Halloween ou da apropriação da cultura mexicana pelos anglo-saxões. Mas eu vivo no sul da Califórnia, onde há muita população hispânica, e a maioria das pessoas parecem gostar que as decorações e ritos do Dia dos Mortos se misturem às do Halloween. No entanto, cada comunidade se relaciona com os mortos de um jeito diferente. Os norte-americanos através de criações como Drácula e Gasparzinho, enquanto a cultura latina honra os defuntos com mais seriedade”, ressaltou Skal.

                                                     Eduardo Bravo (Adaptado de: https://brasil.elpais.com/)

Uma visão crítica sobre o Halloween se baseia no pressuposto de que:

  • A influências religiosas se restringem a expressões populares
  • B reverências aos ancestrais mortos são incomuns nas culturais ocidentais
  • C tradições locais podem ser alteradas pela ação de manifestações estrangeiras
  • D expressões populares podem se manter em diálogo com outras culturas
10

Texto I

                      Como uma festa rural virou o fenômeno global do Halloween


      Surgida na Europa, a festividade que deu origem ao Halloween viajou para o continente americano com os peregrinos. Nos últimos anos, empreendeu um novo périplo, que a levou de volta ao Velho Continente e a quase todos os países ocidentalizados, alguns dos quais veem com preocupação que suas tradições sobre os mortos sejam deslocadas por esta festividade importada.

      Além de seu vínculo com a natureza e a religião, o Halloween tem um marcado caráter subversivo. Durante uma noite, os papéis se transtornam, o monstro – o diferente – abandona seu esconderijo, e as crianças atemorizam os adultos com a frase “doce ou travessura”. “O Halloween tem muitas semelhanças com antigas celebrações europeias como a Festa dos Loucos, em que, por um dia, os plebeus se vestiam como reis, e a ordem social se invertia”, afirma David Skal.

      Um receio que, como detalha Skal, em seu livro sobre o tema, esquece que todas as tradições se misturam e evoluem, incluindo Halloween. De fato, elementos que se consideram inerentes a esta festa são relativamente recentes. É o caso das bruxas, sempre representadas como idosas grotescas, vestidas de preto e usando chapéus bicudos. Longe de proceder da Idade Média ou do Barroco, esse imaginário tem sua origem na Bruxa do Oeste interpretada por Margaret Hamilton na versão de O Mágico de Oz de 1939. Até então, as bruxas do Halloween eram espevitadas melindrosas com vestidos coloridos.

      “Há pessoas que se queixam da invasão do Halloween ou da apropriação da cultura mexicana pelos anglo-saxões. Mas eu vivo no sul da Califórnia, onde há muita população hispânica, e a maioria das pessoas parecem gostar que as decorações e ritos do Dia dos Mortos se misturem às do Halloween. No entanto, cada comunidade se relaciona com os mortos de um jeito diferente. Os norte-americanos através de criações como Drácula e Gasparzinho, enquanto a cultura latina honra os defuntos com mais seriedade”, ressaltou Skal.

                                                     Eduardo Bravo (Adaptado de: https://brasil.elpais.com/)

No terceiro parágrafo, o emprego da expressão “longe de” contribui para a construção do seguinte implícito:

  • A o perfil atribuído às bruxas não remete aos períodos históricos imaginados
  • B a indústria cinematográfica possui papel preponderante nas culturas locais
  • C o período da Idade Média e do Barroco correspondem a momentos simultâneos
  • D a existência de personagens idosas em filmes atuais reforça a proximidade geográfica

Administração Pública

11

Um dos grandes desafios na administração pública é a questão do atendimento ao cidadão. O usuário do serviço público tem direito à adequada prestação dos serviços, devendo os agentes públicos e os prestadores de serviços públicos estar sempre atentos a esse aspecto. Um dos avanços é a utilização da Carta de Serviços ao Usuário, que deverá trazer informações claras e precisas em relação a cada um dos serviços prestados, apresentando informações específicas do órgão, bem como os compromissos e padrões de qualidade do atendimento.
É CORRETO afirmar que os serviços públicos e o atendimento ao usuário serão realizados de forma adequada ao princípio da

  • A validade.
  • B atualidade.
  • C assiduidade.
  • D eficácia
  • E pessoalidade.
12
Em relação a Organização Administrativa, leia o excerto abaixo. “A execução centralizada de atividades públicas pelos entes federados ocorre mediante a atuação da respectiva _____. Na _____ o Estado distribui algumas de suas atribuições para outras pessoas, físicas ou jurídicas.
Assinale a alternativa que preencha correta e respectivamente as lacunas.
  • A Administração Direta / Descentralização
  • B Administração Indireta / Centralização
  • C Administração Indireta / Descentralização
  • D Administração Direta / Centralização

Direito Administrativo

13
A Administração Pública Municipal é o conjunto de órgãos e entidades institucionais, orçamentários, financeiros patrimoniais e humanos dotados de poder normativo, regulamentar, de polícia, disciplinar e hierárquico, destinado ao fomento, intervenção, serviço público, legislativo e execução das decisões do governo para a consecução dos interesses coletivos. Com base nessa informação, analise as afirmativas abaixo e dê valores Verdadeiro (V) ou Falso (F). ( ) A Administração Pública Municipal direta compreende os órgãos e serviços da estrutura administrativa do Poder Executivo ou do Poder Legislativo. ( ) A Administração Pública indireta compreende as entidades dotadas de personalidade jurídica própria realizada por autarquia, fundação de direito público ou privado, empresa pública, e sociedade de economia mista. ( ) A Administração pública direta e indireta de todos os Poderes do Município de Cuiabá obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de cima para baixo.
  • A V, V, F
  • B V, V, V
  • C F, F, F
  • D V, F, V

Administração Pública

14

Em relação à classificação das atividades quanto aos fins, entende-se que, em uma instituição federal de ensino superior, aquelas que têm o título de atividades auxiliares, como as relacionadas a pessoal, orçamento, administração financeira, contabilidade, auditoria e serviços gerais são

  • A atividades-fim.
  • B atividades-meio.
  • C atividades gerenciais.
  • D atividades operacionais.

Direito Administrativo

15

Com o escopo de fomentar a especialização do órgão, com a consequente e posterior melhor capacitação dos servidores lá lotados, determinado Tribunal de Justiça, no exercício de função administrativa, observadas as formalidades legais, subdividiu o então Departamento de Engenharia e Licitações em dois novos departamentos, um de Engenharia e outro de Licitações.


De acordo com a doutrina de Direito Administrativo, esse desmembramento de um órgão em dois, com o objetivo de melhorar a prestação do serviço público e assim atender ao princípio da eficiência, é a:

  • A delegação administrativa;
  • B centralização administrativa;
  • C concentração administrativa;
  • D desconcentração administrativa;
  • E descentralização administrativa.

Administração Pública

16

Surgiu basicamente com o advento do Estado Liberal, buscando romper com o modelo anterior, pois separava os interesses pessoais do detentor do poder e os instrumentos colocados à disposição do Poder Público para garantir a satisfação do interesse público. Tinha como objetivo defender a sociedade contra o poder arbitrário do soberano.


O enunciado se refere corretamente ao modelo de administração denominado

  • A gerencial.
  • B misto.
  • C democrático.
  • D burocrático.
  • E patrimonialista.
17

O principal objetivo do Portal da Transparência da Controladoria-Geral da União é ser uma ferramenta que permita ao cidadão conhecer, questionar e atuar, também, como fiscal da aplicação de recursos públicos.


É correto afirmar que o papel da sociedade na fiscalização do Estado denomina-se

  • A política pública.
  • B fiscalização coletiva.
  • C controle de mídia.
  • D controle político.
  • E controle social.
18
Leia as afirmativas a seguir:
I. A autenticidade é a qualidade da informação que tenha sido produzida, expedida, recebida ou modificada por determinado indivíduo, equipamento ou sistema. II. A Administração Pública não pode divulgar ao público os preços unitários dos materiais de determinada obra executada.
Marque a alternativa CORRETA:
  • A As duas afirmativas são verdadeiras.
  • B A afirmativa I é verdadeira, e a II é falsa.
  • C A afirmativa II é verdadeira, e a I é falsa.
  • D As duas afirmativas são falsas.
19

A administração pública gerencial constitui um avanço, e até certo ponto um rompimento com a administração pública burocrática. Nesse sentido, não é correto afirmar que:

  • A Há um sistema estruturado e universal de remuneração na Administração Pública gerencial.
  • B A rigorosa profissionalização da administração pública gerencial continua sendo um princípio fundamental.
  • C A Administração Pública gerencial, na forma de controle, dá ênfase nos processos e não meramente nos resultados.
  • D A admissão de pessoal dentro da Administração Pública gerencial é feita segundo rígidos critérios de mérito.
20

O Princípio da Eficiência da Administração Pública:

  • A Hierarquiza os princípios constitucionais, tornando-se o ponto de partida para a atuação dos Administradores Públicos.
  • B Impõe a ela e a seus agentes, a persecução do bem comum e a adoção dos critérios legais e morais necessários para a melhor utilização possível dos recursos públicos.
  • C Consagra o dever administrativo de manter a transparência em seus comportamentos.
  • D Faz com que o administrador seja um executor do ato, que serve de veículo de manifestação da vontade estatal.

Técnicas em Laboratório

21
São invólucros para esterilização em autoclave, EXCETO:
  • A Papel alumínio.
  • B Tecido de algodão cru duplo, com trama têxtil adequada.
  • C Embalagem de papel em grau cirúrgico.
  • D Embalagem de papel Kraft, com ph5,8.
  • E Filme poliamida entre 50 e 100 micras de espessura.

Biologia

22
Em relação ao manejo de risco, marque a alternativa INCORRETA:
  • A O manejo de risco integra os resultados da avaliação de riscos com a opinião pública e com considerações técnicas, sociais, econômicas e políticas.
  • B O manejo de risco é desenvolvido de forma sistemática, mas não estabelece ações apropriadas para a pesquisa em laboratórios, testes de campo, etc.
  • C O manejo de risco deve prevenir ou aliviar os riscos, particularmente no caso de introdução no meio ambiente de organismos que não podem ser recuperados com facilidade.
  • D Os tipos e o rigor do manejo de riscos a serem aplicados dependem dos riscos avaliados.
  • E Feito por órgãos reguladores sob mandatos legislativos, o manejo de risco é um processo de tomada de decisão que requer julgamento de valores que comparam riscos e benefícios potenciais.

Técnicas em Laboratório

23
Assinale a opção CORRETA no que tange às características de construção de um laboratório:
  • A A circulação das zonas públicas deve ter largura mínima de 0,90m e áreas laboratoriais 1,20m.
  • B As janelas devem ser altas, proporcionando maior iluminação e devem se localizar no mínimo a 0,70m do nível do piso, possibilitando a instalação de bancadas ou mesas de trabalho abaixo delas.
  • C Os materiais utilizados em laboratório devem ser, de uma forma geral, de fácil limpeza e manutenção.
  • D Tetos devem ser confeccionados com material maleável que proporcione uma vedação contínua.
  • E As divisórias do tipo pré-fabricadas e removíveis não podem ser usadas em laboratório.

Biomedicina - Análises Clínicas

24
Quanto à engenharia genética as plantas devem ser avaliadas sob diversos aspectos que incluem:
  • A A toxicidade do próprio DNA inserido.
  • B A toxicidade ou alergenicidade do produto do gene.
  • C Possíveis efeitos secundários e pleiotrópicos consequentes à inserção.
  • D A transferência de genes de plantas usadas como alimentos para microorganismos da flora intestinal.
  • E Todas as respostas acima.

Técnicas em Laboratório

25
Com relação a higiene pessoal e equipamentos de segurança, aponte a alternativa INCORRETA:
  • A Cada laboratório deve ser dotado de pelo menos uma pia dupla ou, se necessário, de um maior número de pias.
  • B Não é necessário que haja chuveiro de emergência e lava-olhos em todos os laboratórios.
  • C Devem ser previstas instalações sanitárias e vestiários dotados de armários para guarda de objetos de uso pessoal.
  • D Deve ser prevista uma pequena copa com área de descanso.
  • E Os chuveiros devem ser instalados nas áreas de circulação, localizados de forma a não obstruir a passagem.

Biologia

26

São principais fatores de risco potencial ao meio ambiente, EXCETO:

  • A A criação de novas pragas e um aumento do efeito deletério daquelas já existentes.
  • B A produção de substâncias que reconhecidamente sejam ou poderiam ser tóxicas.
  • C O efeito disruptivo em comunidades bióticas e o desperdício de valiosos recursos biológicos, seguido de contaminação de espécies nativas com características originadas de parentes distantes ou de espécies não relacionadas.
  • D Efeitos adversos em processos dos ecossistemas e origem de substâncias secundárias tóxicas após a degradação incompleta de químicos perigosos.
  • E As plantas daninhas são restritas a áreas agronômicas.

Técnicas em Laboratório

27
Princípios gerais para regulamentação de novas atividades a serem observadas: I . A intervenção de órgãos do governo em matéria de segurança biológica não deve se focar nas características e riscos do produto e sim na tecnologia usada para produzi-lo. II . O enfoque regulamentar baseado no risco garante a segurança do público e do meio ambiente. Ele também evita entraves à renovação tecnológica. III . Os textos de regulamentação de uma lei de biossegurança devem se caracterizar por sua capacidade de adaptação rápida à evolução do conhecimento científico e das novas experiências tecnológicas. Das descrições acima, pode-se considerar VERDADEIRA(S):
  • A I e II
  • B I e III
  • C Somente III
  • D II e III
  • E Somente II

Biomedicina - Análises Clínicas

28
Analise as proposições abaixo e assinale a alternativa CORRETA: I . Tem-se registro de limite de exposição, em nível mundial, de cerca de 50.000 produtos, vários aceitos somente por alguns países. II . Há pouca informação sobre os efeitos combinados dos agentes químicos e destes com fatores como calor, ruído, umidade, trabalho em turnos, fumo, consumo de álcool, etc. III . Há diversas metodologias validadas para avaliações ambientais de agentes químicos isolados e, principalmente, combinados (misturas de diferentes substâncias). IV . Poucas são as empresas e serviços públicos que possuem aparelhos específicos e pessoal tecnicamente habilitado para efetuar avaliações ambientais.
  • A I, II e IV são corretas.
  • B I e III são corretas.
  • C II e IV são corretas.
  • D III e IV são corretas.
  • E I e IV são corretas.

Técnicas em Laboratório

29
Os agentes biológicos se dividem em quatro grupos, segundo os seguintes critérios: a patogenicidade para o homem; a virulência; o modo de transmissão; a endemicidade e a existência ou não de profilaxia e de terapêutica eficazes. Diante do exposto, julgue as alternativas abaixo e assinale a resposta CORRETA: I . Grupo 1: Possui alto risco individual e coletivo. São microorganismos que foram descritos como agentes causais de doenças para o homem e que constituem risco para o meio ambiente. II . Grupo 2: Mostra risco individual moderado e risco coletivo limitado. III . Grupo 3: Tem risco individual elevado e risco coletivo baixo, podendo causar enfermidades graves aos profissionais de laboratório. IV . Grupo 4: Causam doenças sem significado clínico para profissionais de laboratório e para a coletividade.
  • A I, III e IV são corretas.
  • B I e IV são corretas.
  • C II e III são corretas.
  • D Todas as sentenças são verdadeiras.
  • E III e IV são corretas.
30
Os produtos a base de Fenóis Sintéticos são utilizados principalmente para desinfecção de:
  • A Bancadas e pisos em laboratórios, hospitais e biotérios.
  • B Agulhas e bisturis em centros cirúrgicos.
  • C Luvas e campos cirúrgicos.
  • D Pipetas e vidrarias.
  • E Porta-agulhas e amalgamadores em consultórios odontológicos.
Voltar para lista