Resolver o Simulado Professor - História

0 / 38

Atualidades

1

O presidente dos Estados Unidos afirmou em março/2019, que irá apoiar a entrada do Brasil numa determinada instituição internacional, um pleito brasileiro. "Eu estou apoiando o Brasil”, disse, no Salão Oval da Casa Branca, onde recebeu o presidente brasileiro. O pleito é visto pelo Brasil como um selo de confiança internacional e tem sido defendido pelo Ministro da Economia.
O Brasil pretende ser aceito

  • A na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).
  • B no Conselho de Segurança da ONU.
  • C na Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN).
  • D no Banco Interamericano de Desenvolvimento (BIRD).
  • E na Organização Mundial do Comércio (OMC).
2

Segundo a mídia, em 2018, cerca de 100 milhões de habitantes, quase metade da população brasileira, NÃO usufruíam de coleta de esgoto em sua residência.
Os maiores déficits de rede de esgoto são encontrados nas regiões

  • A Nordeste e Sul.
  • B Sul e Centro-Oeste.
  • C Norte e Nordeste.
  • D Centro-Oeste e Norte.
  • E Norte e Sul.
3

Em junho/2019, foi tomada uma decisão de grande interesse para o governo, principalmente para o Ministério da Economia. Trata-se

  • A da liberação da venda de subsidiárias de estatais sem a necessidade de aval do Congresso, facilitando as privatizações.
  • B do percentual de aumento do salário mínimo que deverá atingir 15% no ano de 2020, o que garantirá reposição salarial.
  • C de nova sistemática de contagem da população desempregada para facilitar a criação de políticas de geração de emprego.
  • D da disponibilização de recursos provenientes das exportações para ampliar programas habitacionais.
  • E da criação de mecanismos legais que dificultem a saída de capitais estrangeiros do mercado financeiro nacional.
4
A série com dados oficiais de desmatamento da Amazônia dos últimos três anos, compilados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), mostra que os alertas preliminares de áreas com sinais de devastação na floresta vêm sendo confirmados ano a ano. (Adaptado de: https://glo.bo/2Z5KAAY)
A respeito do desmatamento da Amazônia considere as seguintes afirmações. I. Vários estudos já mostram que uma das causas do aumento do desmatamento é a redução da fiscalização. II. Em vários locais da região observam-se queimadas ilegais para abertura de pastagens para o gado ou áreas agrícolas (principalmente para a cultura de soja). III. Embora expressivas, as áreas amazônicas desmatadas têm menor extensão do que as áreas em desmatamento no cerrado e na caatinga. Está correto o que consta APENAS em
  • A II e III.
  • B I e III.
  • C II.
  • D I e II.
  • E III.
5

Segundo o Presidente da República, estudos técnicos apontam que os benefícios da mudança são pequenos e não valem para as regiões Norte e Nordeste. Portanto, ficou decidido que em 2019 deixará de ocorrer, a partir de outubro:

  • A a criação de empresas isentas de impostos na Zona Franca de Manaus.
  • B a adoção do horário de verão nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.
  • C a obrigatoriedade de carteira profissional exclusiva para trabalhadores no setor de tecnologia.
  • D o recolhimento do imposto sobre serviços em cidades com menos de 10 mil habitantes.
  • E a taxação de produtos manufaturados oriundos do Mercosul.
6

Os analistas do mercado financeiro analisaram pela 20a semana consecutiva a previsão de crescimento da economia em 2019, segundo dados divulgados pelo Banco Central (BC) em julho/2019.
Na previsão dos analistas, haverá

  • A aumento dos impostos para obter recursos e incentivar a produção.
  • B redução da inflação anual que deverá atingir de 10 a 12%.
  • C estabilização da taxa de juros entre 8 e 9%.
  • D equiparação entre o dólar e o euro no mercado cambial.
  • E fraco crescimento do PIB (Produto Interno Bruto).
7

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção industrial fechou o primeiro semestre de 2019 com uma queda de 1,6% e já acumula três trimestres seguidos no negativo, após uma pequena recuperação em 2018.

Internet:<https://g1.globo.com>(com adaptações).


A respeito da temática abordada no texto acima, assinale a alternativa correta.

  • A Apesar dos dados negativos, o mês de junho de 2019 apresentou significativa melhoria em relação ao mesmo período do ano anterior.
  • B Nem mesmo a alta demanda internacional, causada pela assinatura de um acordo entre Estados Unidos e China, foi suficiente para alavancar as exportações industriais brasileiras.
  • C A crise na indústria não deve afetar outras áreas da economia, dado o baixo poder multiplicador desse setor na dinamização do setor produtivo.
  • D Entre as causas da queda da produção industrial relatada, destaca‐se a forte recessão enfrentada pela atividade extrativa mineral.
  • E Não obstante as dificuldades enfrentadas, a indústria de transformação contribui, hoje, com a maior parcela do produto interno bruto (PIB) nacional.
8

A suspeita está sendo investigada pela Polícia Federal (PF) e pelo Ministério Público Federal (MPF). No dia 26 de agosto de 2019, a procuradora‐geral da República, Raquel Dodge, afirmou haver indícios de uma “ação orquestrada” para incendiar pontos da floresta.

Internet:<www.bbc.com> (com adaptações).


A “ação orquestrada” a que o texto se refere passou a ser conhecida como

  • A “Dia nacional das queimadas”.
  • B “Dia mundial da Amazônia”.
  • C “Queima, Brasil”.
  • D “Madeireiros no poder”.
  • E “Dia do fogo”.
9

Esse é um dos primeiros, entre vários, acordos bilaterais firmados pelos governos dos dois países que começam a sair do papel depois da visita do presidente Iván Duque a Pequim, no início de agosto. Duque se reuniu com o presidente chinês, Xi Jinping, e com o premiê do país, Li Keqiang.

Internet:<www.bbc.com> .


O texto acima faz referência a um país sul‐americano que, tradicional aliado dos Estados Unidos, tem intensificado substancialmente seus laços comerciais com a China. Esse país é o(a)

  • A Venezuela.
  • B Argentina.
  • C Colômbia.
  • D Peru.
  • E Chile.
10

De acordo com a imprensa britânica, o primeiro‐ministro britânico, Boris Johnson, pediu à rainha Elizabeth II a suspensão do Parlamento até 14 de outubro. A medida reduziria o tempo disponível para que os parlamentares bloqueassem a saída do Reino Unido da União Europeia, que está prevista para acontecer em 31 de outubro.

Internet: <https://g1.globo.com> (com adaptações).


Com relação ao assunto em tela, assinale a alternativa correta.

  • A Em plebiscito realizado em julho último, a maioria da população britânica recusou o apoio ao Brexit.
  • B Boris Johnson chegou ao poder defendendo a retirada do Reino Unido do bloco europeu.
  • C Boris Johnson integra os quadros do Partido Democrata, considerado de esquerda no espectro político britânico.
  • D Sendo o Reino Unido a maior economia da União Europeia, sua possível saída reduzirá substancialmente o poder econômico e político do bloco.
  • E A Rainha Elizabeth II é a chefe de governo do Reino Unido, enquanto o primeiro‐ministro Boris Johnson é o chefe de Estado.

Ciências Humanas

11

Ora, nada é mais meigo do que o homem em seu estado primitivo, quando, colocado pela natureza a igual distância da estupidez dos brutos e das luzes funestas do homem civil e compelido tanto pelo instinto quanto pela razão a defender-se do mal que o ameaça, é impedido pela piedade natural de fazer mal a alguém sem ser a isso levado por alguma coisa ou mesmo depois de atingido por algum mal. Porque, segundo o sábio Locke, “não haveria afronta se não houvesse propriedade”.


(Jean-Jacques Rousseau, Discurso sobre a origem e o fundamento da desigualdade entre os homens. Adaptado)


Baseando-se no texto, é correto afirmar que o pensamento do filósofo Rousseau

  • A concebeu a existência da propriedade como origem das desigualdades sociais.
  • B exaltou a civilização burguesa em detrimento das sociedades primitivas.
  • C considerou a vida em estado de natureza como “guerra de todos contra todos”.
  • D defendeu a autoridade totalitária do Estado contra os direitos individuais.
  • E desenvolveu argumentos ideologicamente favoráveis ao colonialismo europeu.
12

A razão que serve para o desenvolvimento da técnica é a razão instrumental, bem diferente da razão vital, por meio da qual o homem se torna capaz de compreender criticamente a situação em que vive. O “especialista competente” pode ser o “aprendiz de feiticeiro” que não reflete suficientemente bem a respeito dos fins de sua ação. Presenciamos no século XX um período de crise: a razão, que deveria servir para vincular o homem ao real a fim de compreendê-lo, para escolher o que é melhor para sua vida, essa razão se acha “enlouquecida”.


(Maria Lúcia de Aranha e Maria Helena P. Martins, Temas de filosofia. Adaptado)


Com base no texto, sobre a crise da razão, é correto afirmar que

  • A sob o ponto de vista filosófico, a ciência é dotada da neutralidade de valores.
  • B a razão instrumental garante uma relação equilibrada entre ciência e meio ambiente.
  • C a reflexão filosófica sobre a razão instrumental fundamenta-se em critérios religiosos.
  • D a razão vital proporciona critérios reflexivos sobre as finalidades da ciência.
  • E trata-se de um problema filosófico desvinculado do irracionalismo da ciência.
13

Se abandonar a ingenuidade e os preconceitos do senso comum for útil; se não se deixar guiar pela submissão às ideias dominantes e aos poderes estabelecidos for útil; se buscar compreender a significação do mundo, da cultura, da história for útil; se conhecer o sentido das criações humanas nas artes, nas ciências e na política for útil; se dar a cada um de nós e à nossa sociedade os meios para serem conscientes de si e de suas ações numa prática que deseja a liberdade e a felicidade para todos for útil, então podemos dizer que a Filosofia é o mais útil de todos os saberes de que os seres humanos são capazes.


(Marilena Chauí, Convite à Filosofia)


Sobre o método filosófico, é correto afirmar que

  • A a utilidade da filosofia relaciona-se com horizontes éticos e críticos sobre a realidade.
  • B proporciona conhecimentos politicamente neutros e cientificamente objetivos.
  • C a reflexão filosófica tem por objetivo reproduzir os preconceitos do senso comum.
  • D produz um pensamento para o qual a aparência das coisas é igual à sua essência.
  • E a filosofia é um conhecimento abstrato incapaz de induzir transformações sociais.
14

Como a programação se dirige ao que já sabemos e já gostamos, e como toma a cultura sob a forma de lazer e entretenimento, a mídia satisfaz imediatamente nossos desejos porque não exige de nós atenção, pensamento, reflexão, crítica, perturbação de nossa sensibilidade e de nossa fantasia. Em suma, não nos pede o que as obras de arte e de pensamento nos pedem: trabalho sensorial e mental para compreendê-las, amá-las, criticá-las, superá-las. A Cultura nos satisfaz, se tivermos paciência para compreendê-la e decifrá-la. Exige maturidade. A mídia nos satisfaz porque nada nos pede, senão que permaneçamos para sempre infantis.

(Marilena Chauí, Convite à Filosofia)


De acordo com o texto, sobre a mídia, ou indústria cultural, é correto afirmar que

  • A tem por objetivo a realização de finalidades educativas e de aprimoramento estético.
  • B está baseada na padronização e mercantilização da cultura e na gratificação imediata.
  • C está desconectada da realização de interesses econômicos dos patrocinadores.
  • D solicita dos consumidores de cultura níveis elevados de amadurecimento emocional.
  • E busca subverter padrões sociais de passividade intelectual durante o tempo de lazer.
15

A decisão, ao final de cada combate dos jogos de gladiadores, estava nas mãos da multidão, a testemunhar um ato de soberania popular que só teria equivalência, no mundo moderno, com os referendos ou plebiscitos, em que todos se manifestam. O princípio da soberania popular manifestava-se, na arena, de forma direta e incisiva. Se nas eleições as mulheres não tinham direito ao voto, na arena todos podiam manifestar-se, prerrogativa que a cidadania moderna atingiria apenas no século XX.

(Jaime Pinsky e Carla Pinsky (orgs.), História da Cidadania)


De acordo com o texto, os jogos de gladiadores

  • A eram um aspecto importante da participação da coletividade na vida pública.
  • B destinavam-se à diversão dos escravos, distraindo-os das questões sociais.
  • C faziam parte da política social do Império, contribuindo para a redução das desigualdades.
  • D reproduziam o caráter horizontal e igualitário da estrutura da sociedade romana.
  • E funcionavam como o sistema penal da sociedade romana, punindo ladrões e marginais.

História

16

Se existe uma evolução na descoberta do indivíduo nesse contexto, ela se deve aos procedimentos de análise do real, aos instrumentos e ao vocabulário: a prática da dissecação, o hábito da frequente confissão, o uso da correspondência privada, a difusão do espelho, a técnica da pintura a óleo. A Europa do período povoou-se de retratos, de início nas igrejas e nas capelas familiares, onde os doadores e suas famílias conquistaram seu lugar ao lado da Virgem com o Filho ou dos santos que os apresentam e os protegem.


(Georges Duby (org.), História da vida privada. Adaptado)


O texto refere-se ao período

  • A da expansão muçulmana na Península Ibérica.
  • B do início da Idade Média.
  • C da Renascença.
  • D do Iluminismo.
  • E do Império Napoleônico.

Ciências Humanas

17

Já se disse, numa expressão feliz, que a contribuição brasileira para a civilização será de cordialidade – daremos ao mundo o “homem cordial”, um traço definido do caráter brasileiro, na medida, ao menos, em que permanece ativa e fecunda a influência ancestral dos padrões de convívio humano, informados no meio rural e patriarcal.


(Sérgio Buarque de Holanda, Raízes do Brasil. Adaptado)


O “meio rural e patriarcal” a que se refere o trecho está relacionado


  • A à exploração das drogas do sertão no vale amazônico, em que os comandantes das expedições de extrativismo cumpriam o papel simultâneo de autoridades públicas e agentes comerciais.
  • B à interiorização da ocupação no vale do Rio São Francisco, graças à expansão da pecuária que abastecia os engenhos da zona da mata, centrada na figura dos vaqueiros.
  • C à produção de açúcar no engenho, no qual se constituíram relações sociais marcadas pela escravidão e pelo convívio familiar, organizadas em torno da autoridade do senhor.
  • D ao bandeirantismo, em que os bandeirantes portugueses exerciam o poder sobre uma vasta população de negros, índios e mestiços que adentravam o continente em busca de ouro.
  • E às missões jesuíticas, em que os jesuítas escravizavam povos indígenas com o objetivo de explorar a sua mão de obra para fins comerciais relacionados à monocultura exportadora.
18

A filosofia crítica, que é o pano de fundo do Iluminismo, caracteriza-se por três pressupostos básicos: 1) a liberdade, exemplificada pela defesa da livre iniciativa no comércio, segundo o pensamento liberal e opondo-se ao absolutismo de direito divino; 2) o individualismo, que se baseia na existência do indivíduo livre e autônomo, consciente e capaz de se autodeterminar; 3) a igualdade jurídica, que visa garantir a liberdade do indivíduo contra os privilégios da nobreza.


(Danilo Marcondes, Iniciação à história da filosofia. Adaptado)


De acordo com essa definição, o Iluminismo foi

  • A um movimento elitista, voltado para a defesa de privilégios sociais e econômicos.
  • B uma ideologia socialista, defensora da abolição da propriedade privada.
  • C um pensamento universalista originado na sociedade burguesa no século XVIII.
  • D uma filosofia de natureza teológica, voltada para a defesa de valores tradicionais.
  • E um movimento anarquista, contrário à autoridade do Estado sobre o indivíduo.

História

19

Acerca dos contatos de aproximação entre colonizadores e índios da região da Amazônia ao longo do processo de colonização da América portuguesa, assinale a opção correta.

  • A A capacidade dos indígenas para encontrar plantas medicinais do sertão foi reconhecida pelos missionários e colonizadores, o que facilitou o convívio entre os povos e evitou abusos.
  • B A “guerra justa”, argumento teórico para a captura de indígenas na América Portuguesa, foi uma exceção na Amazônia devido ao grande número de missões que defendiam os índios.
  • C A Companhia de Jesus foi a única ordem religiosa autorizada pela Coroa Portuguesa a enviar missionários e criar missões e aldeamentos na Amazônia
  • D O sistema de descimentos indígenas criou aldeamentos de índios ditos “mansos”, estancou a migração das tribos e facilitou a catequese.
  • E A gradativa substituição do trabalho de ameríndios pelo de escravos africanos suplantou a escravidão indígena na região do estado do Maranhão e Grão-Pará.
20

As políticas desenvolvimentistas dos anos 1950, levadas a cabo sobretudo nos governos de Getúlio Vargas e de Juscelino Kubitschek, acabaram por gerar dois efeitos colaterais em termos socioeconômicos, perceptíveis entre o fim dos anos 1950 e a década de 1960, tais como:

  • A o aumento dos índices de pobreza causado pela superexploração dos trabalhadores, e a diminuição da classe operária, uma vez que foram efetivados projetos de empreendedorismo rural.
  • B o incremento de impostos e tributos, devido aos custos demandados para se construir Brasília, e a devastação da Amazônia setentrional com vistas à ocupação demográfica e à exploração agrícola.
  • C a intensificação da desigualdade inter-regional, causada pela concentração de investimentos no centro-sul, e o aumento da migração interna, principalmente do Nordeste para o Sudeste do país.
  • D a crise do agronegócio monopolista, por causa da política de financiamento ao pequeno produtor, e a favelização da periferia das grandes cidades, acompanhando a instalação de grandes parques industriais.
  • E a erradicação do analfabetismo, resultante de políticas nacionais de alfabetização, e a urbanização do Centro-Oeste, em virtude da abertura de estradas e núcleos de povoamento.
21

Entre as principais causas da chamada “Sedição de Juazeiro”, em 1914, estava a

  • A política de laicização da República, comandada por militares positivistas, que desagradou a Igreja Católica e fez com que os padres se tornassem líderes políticos.
  • B guerra entre famílias tradicionais pelo controle das pequenas cidades do Sertão, e a existência de um núcleo monarquista no interior do estado.
  • C política de valorização da produção de café por parte do governo federal, que retirava recursos do Norte do país e da pecuária, para investir no Sudeste.
  • D tensão camponesa na luta pela terra e a ação dos jagunços e cangaceiros, que exigiu uma intervenção do Exército para conter uma revolta popular.
  • E política de intervenções do governo federal nos estados, também conhecida como “política das salvações”, que interferia nas hegemonias locais que lhe eram contrárias.
22

São exemplos da emergência do liberalismo como força política, nos séculos XVIII e XIX, respectivamente, os seguintes eventos históricos:

  • A Revolução Mexicana e Revolução de 1848 em Paris, que expressaram a luta da classe camponesa e operária.
  • B Guerra de Independência Americana e Santa Aliança, que afirmavam os direitos dos povos à autodeterminação.
  • C Revolução Americana e Revolução de Cádiz, que afirmavam os direitos naturais e a importância de um pacto constitucional.
  • D Restauração na França e Movimento Cartista inglês, que lutavam pelo sufrágio universal masculino e pela república.
  • E Revolução Francesa e Conspiração da Pólvora na Inglaterra, que derrubaram as monarquias vigentes e instauraram repúblicas liberais.
23

Considere o texto a seguir.


Se queremos analisar o regime autoritário em suas diversas formas devemos examinar os estilos de liderança e os diferentes modos de conceber a relação entre o poder do Estado e a sociedade. As “ideologias” contêm um forte elemento utópico; as “mentalidades” estão mais próximas do presente ou do passado. Os sistemas totalitários têm ideologias, enquanto os regimes autoritários se baseiam em mentalidades peculiares, difíceis, portanto, de definir.

(LINZ, Juan apud: AVELAR, Lúcia. “Juan Linz. Um sociólogo de nosso tempo.” Tempo Social. Rev. de Sociologia da USP, São Paulo, 13(1): 203-227, maio de 2001, p. 211. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/ts/v13n1/v13n1a13.pdf)


A comparação proposta no texto acima, segundo o autor,

  • A é inviável, pois os regimes autoritários são muito diferentes dos sistemas totalitários, já que estes últimos se baseiam na utopia e não na liderança.
  • B exige que se considerem, em cada caso, fatores comparativos como as ideologias, as mentalidades e a relação entre Estado e sociedade.
  • C leva à conclusão de que os sistemas totalitários são peculiares em seus estilos de liderança, portanto, mais complexos e indefiníveis.
  • D procede, uma vez que ideologias e mentalidades são equivalentes, sendo mais importante diferenciar, na verdade, um “sistema” de um “regime”.
  • E é complexa, pois os regimes totalitários estão presos ao passado, e os sistemas autoritários anunciam o futuro, por serem dotados de elementos utópicos.
24

Considere o trecho a seguir.


Neste regime, […] a verdadeira força política, que no apertado unitarismo do Império residia no poder central, deslocou-se para os Estados. A política dos Estados, isto é, a política que fortifica os vínculos de harmonia entre os Estados e a União é, pois, na sua essência, a política nacional.

(SALES, Campos. Mensagem de 3 de maio de 1902. In: ____. Manifestos e mensagens. São Paulo: Fundap/Imprensa Oficial, 2007, p. 202)


O trecho acima revela uma estratégia política do Presidente Campos Sales, no começo da república brasileira, para pacificar as facções regionais e organizar sua relação com o poder central. Essa estratégia ficou conhecida na historiografia como Política

  • A das Salvações.
  • B do Café com Leite.
  • C dos Governadores.
  • D da Boa Vizinhança.
  • E da Espada.
25

O absolutismo, como o próprio termo sugere, tem como base o poder absoluto do governante, que dessa forma

  • A age como déspota ou tirano, obedecendo a seus caprichos e interesses, sem a preocupação de justificar seu poder, expor sua imagem ou estabelecer alianças.
  • B centraliza o governo em suas mãos, exercendo, para isso, uma estratégia populista de comunicação para conquistar a aprovação dos setores emergentes da sociedade, como a burguesia.
  • C se torna o grande líder espiritual e religioso de seus país, fundando uma igreja baseada no culto personalista de sua figura e em regras por ele inventadas.
  • D assume o comando das Forças Armadas e passa a instituir um regime militar autoritário, com a finalidade de transferir gradativamente seus poderes para uma instituição estatal considerada sólida, absoluta e impessoal.
  • E exerce o poder amparado pela tese de que sua autoridade tem origem divina, e que a monarquia é o regime ideal de governo, capaz de assegurar vitórias militares, prosperidade e o sentimento de unidade em torno da figura de um soberano.
26

Durante a II Guerra Mundial, o governo brasileiro implantou, no Ceará, o Serviço Especial de Mobilização dos Trabalhadores para a Amazônia (SEMTA). Esse organismo foi

  • A responsável pelo recrutamento dos chamados “soldados da borracha”, para assegurar a extração de látex nos seringais da Amazônia e a exportação dessa matéria-prima para os Aliados, por meio de acordos político-econômicos firmados entre Brasil e EUA.
  • B criado como parte dos Acordos de Washington, que estabeleceu compromissos entre o Brasil e os países Aliados no sentido da cooperação militar e econômica para ocupar e desenvolver a Amazônia, região de fronteiras porosas e vulnerável à invasão por parte dos países do Eixo.
  • C uma instituição de fachada, como exigia o contexto de guerra, que administrava as várias bases militares no Ceará e em outros estados nordestinos, encarregadas de garantir o fornecimento de combustíveis e outros insumos para a indústria norte-americana.
  • D resultado da política de Getúlio Vargas, que, para evitar uma revolta popular decorrente da calamidade social causada pela seca na região, criou frentes de trabalho na Amazônia visando o combate à fome e o assistencialismo social permanente às famílias.
  • E implementado pelo governo norte-americano como parte do acordo de que os Estados Unidos defenderiam o Brasil em caso de ataque inimigo, em troca da livre exploração da Amazônia para sanar suas necessidades de guerra e de mercado.
27

O Estado brasileiro, no período após a independência e antes da proclamação da República, tinha como características políticas

  • A a ausência de separação entre Igreja e Estado, e a vigência do Código Manuelino como lei geral do Brasil.
  • B a sucessão de governos parlamentares, sob tutela monárquica, que buscaram assegurar a manutenção do trabalho escravo, e a ocupação de cargos políticos por representantes da maçonaria.
  • C o vínculo formal com Portugal, uma vez que não se tratava de um estado soberano e sim de “Reino Unido”, e a tradição do voto censitário nas eleições municipais.
  • D a disputa constante de poder entre um partido conservador, monarquista, e outro liberal, republicano, e problemas legais de indefinição das fronteiras no sul do território brasileiro.
  • E a existência de um exército nacional forte, responsável por anexações de territórios originais da América Hispânica, e oferta de ensino público e universal.
28

Considere o texto.


Os balaios chegaram a ocupar Caxias, segunda cidade da província. De suas raras proclamações por escrito constam vivas à religião católica, à Constituição, a Dom Pedro II, à “santa causa da liberdade”.

(FAUSTO, Boris. História do Brasil. São Paulo: Edusp, 2002, p. 167)


As informações contidas no texto contribuem para que se compreenda a Balaiada como

  • A uma revolta regencial que se caracterizou pela aliança interclassista expressa em suas diversas bandeiras de luta.
  • B um movimento popular que assumiu o controle de cidades importantes do Maranhão e se restringiu a reivindicações econômicas.
  • C uma revolta de natureza religiosa e de apoio ao jovem Imperador, contra o domínio de Portugal na região, que foi a mais longa do Nordeste.
  • D um movimento constituído principalmente por escravos que lutavam pela proclamação da República e pela Abolição.
  • E uma revolução conduzida pela elite liberal, que obteve êxito graças ao apoio das províncias vizinhas ao Maranhão.

História e Geografia de Estados e Municípios

29

Em termos de crescimento econômico, o estado de Rondônia apresenta uma trajetória crescente do PIB, que também resulta no aumento da renda per capita estadual. Embora Rondônia tenha apresentado um processo econômico em expansão no período de 2000 a 2013, isso nem sempre significa desenvolvimento econômico, que, para alguns especialistas, é um processo mais amplo de transformação não só econômica, como também política, social e ambiental.
Fundação Perseu Abramo. Estudos dos estados brasileiros. Rondônia, 2000-2013, p. 22 (com adaptações).
Tendo o texto anterior como referência inicial, assinale a opção correta a respeito da economia do estado de Rondônia.

  • A Nas exportações de commodities, destaca-se a pecuária de corte.
  • B A agricultura itinerante é a mais importante e significativa para a produção agrícola estatal.
  • C O comércio no estado é sustentado pelas indústrias extrativas e de transformação.
  • D A irrelevância do setor terciário — administração pública, serviços e comércio — na economia do estado torna o mercado interno inexpressivo.
  • E A mineração corresponde ao maior volume dos produtos extraídos no sudeste do estado.
30

A tabela a seguir mostra um comparativo, em termos percentuais, da situação de alguns itens no estado de Rondônia e no restante do território brasileiro. Tendo como referência as informações apresentadas, assinale a opção correta.

  • A O acesso a Internet, a boa média salarial e o percentual elevado de domicílios com carro nos centros urbanos permitem inferir que a mobilidade urbana em Rondônia é superior à verificada no restante do território brasileiro.
  • B O fato de mais de 75% da população de Rondônia possuir aparelhos celulares corrobora a tendência de crescimento do poder aquisitivo para consumo no estado.
  • C O alto índice de concentração da população nas regiões urbanas permite inferir que os setores de comércio, serviços e administração pública se mostram importantes para o perfil econômico.
  • D Menos da metade dos habitantes de Rondônia é proprietária de veículos automotores, o que permite concluir que a população rondoniense é atendida por um transporte público de qualidade.
  • E Os índices de indivíduos com acesso a Internet, tanto em Rondônia como no restante do Brasil, comprovam o interesse coletivo de maior informação e da busca de qualificação da mão de obra.
31

Nos primeiros meses de 2014, a elevação do nível das águas do rio Madeira, no estado de Rondônia, provocou a maior inundação já registrada nessa bacia. Esse cenário apenas confirmou as previsões de pesquisadores que atuavam na região: uma grande cheia com base no volume anormal das precipitações pluviométricas observadas nos últimos meses de 2013 e incidentes no alto curso dos principais formadores do rio Madeira. Uma das áreas mais atingidas foi a cidade de Porto Velho, disposta a jusante das últimas cachoeiras/corredeiras do rio Madeira, que passou a assumir um padrão meândrico, com amplas planícies de inundação e terraços baixos, de cotas facilmente inundáveis.
Amilcar Adamy. Dinâmica fluvial do rio Madeira. Internet: (com adaptações).
Considerando-se como exemplo o cenário descrito no texto anteriormente apresentado, é correto afirmar que uma possível medida para minimizar o efeito negativo de futuras inundações consiste em

  • A realizar o manejo adequado do solo, sem alterar sua permeabilidade, e preservar a mata ciliar para diminuir a erosão das margens do rio.
  • B retirar a cobertura vegetal original para aumentar a permeabilização do solo e, consequentemente, diminuir os alagamentos
  • C conter a difusão da água na superfície, causada pelos reservatórios do complexo hidrelétrico do rio Madeira, para impedir seu alagamento a jusante.
  • D controlar a drenagem endorreica do rio Madeira para que a água se concentre em seu leito, o que aumenta a profundidade e reduz os alagamentos.
  • E executar a impermeabilização do solo para reduzir a quantidade de água na superfície e, consequentemente, os alagamentos.
32

Os círculos contidos no mapa mostrado anteriormente, que ilustra o estado de Rondônia, representam
  • A a plantação de soja, principal produto agrícola concentrado no sul do estado, mas que tem se expandido na direção norte do estado.
  • B a produção da cassiterita, minério extraído no estado desde a segunda metade do século XX.
  • C a pecuária bovina: no sul do estado se destaca a produção semi-intensiva.
  • D o cultivo de arroz: a rizicultura foi implantada por causa do clima equatorial quente e úmido que favorece o cultivo.
  • E a produção de café, trazido do Vale do Paraíba paulista desde a época da plantation, no século XIX.
33

Ao tempo da América Portuguesa, durante o reinado de D. José I, foram construídas diversas fortificações na Amazônia, entre as quais o Real Forte da Beira, na margem direita do rio Guaporé.
A respeito dessa fortificação e seu contexto histórico, e da exploração econômica na região amazônica, assinale a opção correta.

  • A A descoberta de ouro às margens do rio Coxipó-Mirim iniciou um ciclo de prosperidade econômica em Vila Bela.
  • B A região guaporense, em Mato Grosso, desenvolveu-se por meio do comércio com outras regiões da colônia portuguesa.
  • C No século XVIII, com o declínio do ciclo do ouro, o Real Forte da Beira foi convertido em quartel de vigilância e depois, em presídio.
  • D As minas e lavras encontradas em Mato Grosso ao longo da primeira metade do século XVIII eram muito profundas, o que dificultava a sua exploração.
  • E O nome da fortificação foi escolhido em homenagem ao primogênito e herdeiro do trono português.
34

Com relação à ferrovia Madeira-Mamoré, assinale a opção correta.

  • A A ferrovia, concluída pelo Brasil em abril de 1912, permitiu a liberdade de trânsito de produtos bolivianos pela ferrovia e pelos rios até o Atlântico.
  • B O cólera e o sarampo foram as moléstias tropicais que mais levaram a óbito os trabalhadores da ferrovia, acometendo principalmente americanos e ingleses.
  • C Devido aos elevados custos financeiros de sua construção, a ferrovia Madeira-Mamoré recebeu do governo brasileiro, ainda no século XIX, o apelido de ferrovia do Diabo.
  • D O Brasil planejou construir essa ferrovia à margem do rio Madeira sem a participação da Bolívia, para conter o plano de abertura do rio Amazonas à navegação internacional.
  • E Um consórcio anglo-americano iniciou as obras da ferrovia em 1877 e terminou a tarefa apenas em 1907. Em 1908 a ferrovia foi vendida ao governo brasileiro.
35

Na década de 50 do século passado, o antigo território do Guaporé transformou-se no território federal de Rondônia e, posteriormente, foi elevado à categoria de estado. A respeito das fases e condições de criação do estado de Rondônia, assinale a opção correta.

  • A A expansão da agropecuária foi a motivação econômica principal da ocupação, nos fins do século XIX, da região que hoje é o estado de Rondônia.
  • B A criação do território do Guaporé resultou do tratado de Petrópolis, que instituiu o território e determinou a construção da ferrovia Madeira-Mamoré.
  • C O território do Guaporé — assim como os estados do Pará e do Amazonas, os territórios do Amapá, Rio Branco, Acre, norte do Mato Grosso, norte de Goiás e oeste do Maranhão — integrava a região amazônica.
  • D O território federal de Rondônia foi criado no governo do presidente Getúlio Vargas durante seu mandato iniciado em 1951.
  • E O povoamento da região de Porto Velho, atual capital de Rondônia, deu-se ao fim da construção da ferrovia Madeira-Mamoré, em ponto oposto à cidade de Guajará-Mirim.
36

O cultivo de maçãs no município de Fraiburgo corresponde a qual porcentagem da produção brasileira?

  • A 26%
  • B 29%
  • C 36%
  • D 40%
  • E 51%
37

Um dos símbolos do município de Fraiburgo é a Bandeira do Contestado, com 98,5 cm de altura e 44 cm de largura.
Assinale a alternativa que apresenta o significado da cor amarela nesta bandeira.

  • A Governo municipal
  • B Campos e colheitas
  • C Indústrias do município
  • D Extrativismo vegetal
  • E Religiosidade
38

O município de Fraiburgo pertence à região turística do Vale do Contestado e é filiado à:

  • A Rota Internacional da Amizade.
  • B Rota da Amizade Interestadual.
  • C Rota Latina Convention e Bureau.
  • D Rota da Amizade Convention e Visitors Bureau.
  • E Rota Interestadual da Amizade e Visitors Bureau.
Voltar para lista