Resolver o Simulado Nível Superior

0 / 40

Pedagogia

1
A Educação Especial se realiza em todos os níveis, etapas e modalidades de ensino, tendo o AEE como parte integrante do processo educacional. Sobre alunos com deficiência que são considerados público-alvo do AEE assinale a alternativa CORRETA que os define:
  • A São alunos que apresentam um quadro de alterações no desenvolvimento neuropsicomotor, comprometimento nas relações sociais, na comunicação ou estereotipias motoras.
  • B São alunos que têm impedimentos de longo prazo de natureza física, intelectual, mental ou sensorial.
  • C São alunos que apresentam um potencial elevado e grande envolvimento com as áreas do conhecimento humano, isoladas ou combinadas: intelectual, liderança, psicomotora, artes e criatividade.
  • D Nenhuma das alternativas.
2
Relacione as colunas abaixo referente a algumas modalidades de gestão: 1- Gestão pedagógica: 2- Gestão de pessoas: 3- Gestão democrática: ( ) se assenta na promoção de educação de qualidade para todos os alunos, de modo que cada um deles tenha a oportunidade de acesso, sucesso e progresso educacional com qualidade, numa escola dinâmica que oferta ensino contextualizado em seu tempo e segundo a realidade atual, com perspectiva de futuro. ( ) corresponde à superação do sentido limitado de administração de recursos humanos para a gestão escolar, envolve todos os aspectos do processo humano. ( ) considerada a mais importante, pois está mais diretamente envolvida com o foco da escola que é o de promover aprendizagem e formação dos alunos. Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
  • A 2-1-3.
  • B 1-3-2.
  • C 3-2-1.
  • D Nenhuma das alternativas.
3
Com base nas Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica na modalidade de educação de jovens e adultos. A Educação de Jovens e Adultos (EJA) destina-se aos que se situam na faixa etária superior à considerada própria, no nível de conclusão do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. Sendo assim cabe aos sistemas educativos:
  • A permitir percursos individualizados e conteúdos significativos para os jovens e adultos, providos o suporte e a atenção individuais às diferentes necessidades dos estudantes no processo de aprendizagem, mediante atividades diversificadas.
  • B viabilizar a oferta de cursos gratuitos aos jovens e aos adultos, proporcionando-lhes oportunidades educacionais apropriadas, consideradas as características do alunado, seus interesses, condições de vida e de trabalho, mediante cursos, exames, ações integradas e complementares entre si, estruturados em um projeto pedagógico próprio.
  • C promover a motivação e a orientação permanente dos estudantes, visando maior participação nas aulas e seu melhor aproveitamento e desempenho, realizando sistematicamente, a formação continuada, destinada, especificamente, aos educadores de jovens e adultos.
  • D Nenhuma das alternativas.
4

Os Parâmetros Curriculares Nacionais indicam como objetivos do ensino fundamental que os alunos sejam capazes, entre outros, de:


(i) Compreender a cidadania como participação social e política, assim como exercício de direitos e deveres políticos, civis e sociais, adotando, no dia-a-dia, atitudes de solidariedade, cooperação e repúdio às injustiças, respeitando o outro e exigindo para si o mesmo respeito.

(ii) Conhecer características fundamentais do Brasil nas dimensões sociais, materiais e culturais como meio para construir progressivamente a noção de identidade nacional e pessoal e o sentimento de pertinência ao País.

(iii) Conhecer e valorizar a pluralidade do patrimônio sociocultural brasileiro, bem como aspectos socioculturais de outros povos e nações, posicionando-se contra qualquer discriminação baseada em diferenças culturais, de classe social, de crenças, de sexo, de etnia ou outras características individuais e sociais.

(iv) Utilizar as diferentes linguagens — verbal, matemática, gráfica, plástica e corporal — como meio para produzir, expressar e comunicar suas ideias, interpretar e usufruir das produções culturais, em contextos públicos e privados, atendendo a diferentes intenções e situações de comunicação.


Quais itens estão conforme os Parâmetros Curriculares Nacionais?

  • A Apenas (i), (ii) e (iii).
  • B Apenas (ii) e (iii).
  • C Apenas (i) e (iv).
  • D (i), (ii), (iii) e (iv).
5

Conforme definido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB, Lei nº 9.394/1996), a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) deve nortear os currículos dos sistemas e redes de ensino das Unidades Federativas, como também as propostas pedagógicas de todas as escolas públicas e privadas de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, em todo o Brasil.


De acordo com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), marque a alternativa incorreta.

  • A A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento de caráter normativo que define o conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica.
  • B Na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), competência é definida como a mobilização de conhecimentos (conceitos e procedimentos), habilidades (práticas, cognitivas e socioemocionais), atitudes e valores para resolver demandas complexas da vida cotidiana, do pleno exercício da cidadania e do mundo do trabalho.
  • C A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é referência nacional para a formulação dos currículos dos sistemas e das redes escolares dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios e das propostas pedagógicas das instituições escolares.
  • D Ao longo da Educação Básica e da Educação Superior, as aprendizagens essenciais definidas na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) devem concorrer para assegurar aos estudantes o desenvolvimento de dez competências gerais, que consubstanciam, no âmbito pedagógico, os direitos de aprendizagem e desenvolvimento.
6

Paulo Freire criticava uma concepção “bancária” de educação, que apresenta como características:


I. Relação de verticalidade entre professor e aluno.

II. Processo de ensino centrado na narração.

III. Valorização da memorização mecânica dos conteúdos.

IV. O educando é sujeito ativo do processo educativo.


Quais estão corretas?

  • A Apenas I e II.
  • B Apenas III e IV.
  • C Apenas I, II e III.
  • D Apenas II, III e IV.
  • E I, II, III e IV.
7

Na pedagogia de Paulo Freire, os denominados “temas geradores” são extraídos:

  • A Da cultura universal.
  • B Dos livros didáticos oficiais.
  • C Da prática de vida dos educandos.
  • D Do Plano de Curso.
  • E Pelo professor, de forma prévia.
8

A Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva tem como objetivo o acesso, a participação e a aprendizagem dos estudantes com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades / superdotação nas escolas regulares, orientando os sistemas de ensino para promover respostas às necessidades educacionais.


São garantias da Política Nacional de Educação Especial, exceto:

  • A A formação de professores para o atendimento educacional especializado e demais profissionais da educação para a inclusão escolar.
  • B A acessibilidade urbanística, arquitetônica, nos mobiliários e equipamentos, nos transportes, na comunicação e informação.
  • C A transversalidade da educação especial a partir do Ensino Fundamental até a Educação Superior, com atendimento educacional especializado.
  • D A participação da família e da comunidade e a articulação intersetorial na implementação das políticas públicas.
9

Leia as asserções a seguir, que tratam sobre as Diretrizes para a Gestão das atividades de ensino, pesquisa e extensão no âmbito do Instituto Federal do Paraná (2009):


I - Das atividades de pesquisa: Serão consideradas Atividades de Pesquisa as ações do docente realizadas individualmente ou, preferencialmente, em grupos de pesquisa, atendendo as demandas dos arranjos produtivo, social e cultural do território em que o Campus está inserido e de interesse institucional.

II - Das atividades de extensão: Serão consideradas Atividades de Extensão as ações de caráter comunitário, não remuneradas, atendendo as demandas dos arranjos produtivo, social e cultural do território em que o Campus está inserido e de interesse Institucional.

III - Das Atividades de Ensino: compreendem as ações dos docentes diretamente vinculadas aos cursos e programas regulares, em todos os níveis e modalidades de ensino, ofertados pelo IFPR, compreendendo: I. Aulas; II. Atividades de Manutenção do Ensino; III. Atividades de Apoio ao Ensino.


A respeito dessas assertivas, assinale a alternativa CORRETA:

  • A As assertivas I, II e III são verdadeiras.
  • B As assertivas I e II são proposições excludentes e a assertiva III é verdadeira.
  • C A assertiva I é uma proposição falsa e a II e III são verdadeiras.
  • D A assertiva I e II são proposições verdadeiras e a III é falsa.
  • E As assertivas II e III são falsas e a assertiva I é verdadeira.
10
Quando relacionado ao aluno, em face de suas necessidades específicas, o processo avaliativo deve focalizar:
  • A O tipo de deficiência, origem social e aptidão física.
  • B Os aspectos do desenvolvimento (biológico, intelectual, motor, emocional, social, comunicação e linguagem, as capacidades do aluno em relação aos conteúdos curriculares anteriores e a serem desenvolvidos).
  • C O estado emocional e cognitivo, os fatores ambientais, as condições socioeconômicas.
  • D Os diversos tipos de inteligências e habilidades que possamos adquirir com novas experiências.
  • E Os conhecimentos acumulados historicamente e a necessidade de formação profissional do sujeito com algum tipo de deficiência.
11

As normas de avaliação dos processos de ensino-aprendizagem no âmbito do Instituto Federal do Paraná em sua concepção dispõe que, no processo pedagógico, estudantes e docentes são sujeitos ativos, seres humanos históricos, imersos numa cultura, que apresentam características particulares de vida, e devem atuar de forma consciente no processo de ensino-aprendizagem:


Assinale a alternativa CORRETA que corresponde aos princípios de avaliação do IFPR:

  • A Os conteúdos matemáticos; linguagem oral e escrita; linguagem técnica; linguagem corporal; a pesquisa e a extensão.
  • B Investigação; Auto avaliação; exclusão; dependência dos estudantes e democracia.
  • C Investigação; Reflexão; intervenção; desenvolvimento da autonomia dos estudantes; inclusão social e democracia.
  • D Pesquisa e extensão; ensino e aprendizagem; ciência e tecnologia; dedicação exclusiva; Auto avaliação e investigação.
  • E Atividades de manutenção do ensino; atividades de apoio ao ensino; investigação; pesquisa; extensão; participação em cursos EaD e dedicação exclusiva.
12

Assinale a alternativa CORRETA:


“Nos termos no Art. 37 da Lei de Diretrizes e Bases (BRASIL, 2017), que versa sobre a Educação de Jovens e Adultos, a qual se destina àqueles que não tiveram acesso ou continuidade de estudos no ensino fundamental e médio na idade própria”. E complementa, que os sistemas de ensino assegurarão gratuitamente aos jovens e aos adultos, que não puderam efetuar os estudos na idade regular, oportunidades educacionais apropriadas, consideradas as características do alunado, seus interesses, condições de vida e de trabalho, mediante cursos e exames. Dessa maneira compete ao:

  • A Poder Público a educação, o dever da família e do Estado, inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana, tendo por finalidade o pleno desenvolvimento do educando, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.
  • B Poder Público viabilizar e estimular o acesso e a elaboração do Plano Nacional de Educação, em colaboração com os Estados, o Distrito Federal e os Municípios.
  • C Poder Público a formas de colaboração na oferta do ensino fundamental e da educação infantil, as quais devem assegurar a distribuição proporcional das responsabilidades, de acordo com a população a ser atendida e os recursos financeiros disponíveis em cada uma dessas esferas.
  • D Poder Público viabilizar, estimular, organizar, manter e desenvolver os órgãos e instituições oficiais dos seus sistemas de ensino, integrando-os às políticas e planos educacionais dos Estados e municípios.
  • E Poder Público viabilizar e estimular o acesso e a permanência do trabalhador na escola, mediante ações integradas e complementares entre si. E a educação de jovens e adultos deverá articular-se, preferencialmente, com a educação profissional, na forma do regulamento.
13
A inclusão é caracterizada como:
  • A Princípios que visam à aceitação das diferenças individuais, à valorização da contribuição de cada pessoa, à aprendizagem através da cooperação e à convivência dentro da diversidade humana.
  • B Num paradigma divergente dos padrões da sociedade hodierna, trazendo visão distorcida da realidade.
  • C Conjunto de estratégias que possibilitam a entrada da pessoa com deficiência nas escolas.
  • D Discursos oriundos de uma demanda social e educacional.
  • E Habilidades e competências a serem adquiridas pela pessoa com algum tipo de deficiência.
14
A educação é direito de todos, e dever do Estado e da família, sobre o tema, assinale a alternativa CORRETA:
  • A A educação independe de incentivo e colaboração da sociedade.
  • B A educação visa o pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.
  • C O ensino será ministrado somente com base no princípio da igualdade de condições de acesso.
  • D A educação dispensa a garantia de padrão de qualidade.
  • E A educação não engloba a gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais.
15
Qual a diferença básica entre dificuldades e transtornos de aprendizagem?
  • A Ambos são neurológicos, porém quando o sujeito não consegue estabelecer aproximação adequada com outros sujeitos, passa a ser considerado um transtorno. Há necessidade de acompanhamento por profissionais especializados.
  • B Não há absolutamente nenhuma diferença, pois ambas são atraso no desenvolvimento e na aprendizagem do aluno. Há a necessidade de acompanhamento por profissionais especializados.
  • C Totalmente diferentes, porém ambos podem ser resolvidos apenas com aperfeiçoamento da metodologia empregada em sala de aula e estabelecendo uma boa relação de convívio.
  • D Dificuldade de aprendizagem podem ser resolvidos simplesmente na troca de estratégias metodológicas ou de inter-relação no ambiente escolar, haja vista que se tratam de questões psicopedagógicas. Já o transtorno necessita de acompanhamento de profissionais especializados.
  • E Ambos são derivados de distúrbios de desenvolvimento e podem ser sanados com a utilização de metodologias, acompanhamento psicopedagógico, e medicação quando se fizer necessário.
16
Sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8.069/1990), assinale a alternativa INCORRETA:
  • A A Semana Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência, deve ser realizada anualmente, e tem como principal, disseminar informações sobre medidas preventivas e educativas para a redução da incidência da gravidez na adolescência.
  • B Os detentores da guarda, possuem o prazo de 15 (quinze) dias, para propor a ação de adoção, contado do dia seguinte à data do término do estágio de convivência.
  • C Entende-se por família natural a comunidade formada pelos pais ou qualquer deles e seus descendentes.
  • D A guarda não poderá ser revogada.
  • E A tutela será deferida, nos termos da lei civil, a pessoa de até 18 (dezoito) anos incompletos.
17
Os distúrbios de aprendizagem podem ser entendidos como?
  • A Pode ser entendido como um grupo de dificuldades pontuais e específicas, caracterizadas pela presença de uma disfunção neurológica.
  • B Entende-se como uma dificuldade de aprendizagem surgida pela metodologia utilizada erroneamente em sala de aula comum.
  • C Pequenas alterações cognitivas que não interferem no processo ensino aprendizagem de forma significativa.
  • D Falta de habilidades que não foram desenvolvidas no período correto no processo de desenvolvimento do sujeito.
  • E Sintomas decorrentes de dificuldades encontradas na aprendizagem por pertencer a um meio familiar carente, que não propicia condições de desenvolvimento adequadas as necessidades do indivíduo.
18
Considera-se objetivo dos Institutos Federais:
  • A Desenvolver a educação profissional e tecnológica como processo educativo e investigativo.
  • B Desenvolver programas de extensão e de divulgação científica e tecnológica.
  • C Promover a produção, o desenvolvimento e a transferência de tecnologias sociais.
  • D Orientar sua oferta formativa em benefício da consolidação e fortalecimento dos arranjos produtivos.
  • E Realizar pesquisas aplicadas, estimulando o desenvolvimento de soluções técnicas e tecnológicas, estendendo seus benefícios à comunidade.
19
Qual o trabalho do pedagogo com relação a alunos com transtornos funcionais específicos e/ou transtornos psiquiátricos?
  • A Apresentar e intermediar estratégias específicas para os casos que se apresentem no ambiente escolar. Buscar a interação entre família, profissionais especializados e professores para que o processo de ensino aprendizagem aconteça de forma efetiva, preparando também toda a comunidade escolar para receber este aluno.
  • B Fazer a interlocução entre os profissionais especializados e os professores para que o processo ensino aprendizagem ocorra de forma satisfatória.
  • C Trabalhar individualmente com o aluno com algum tipo de transtorno, proporcionando melhor aprendizagem do aluno, interagindo com profissionais especializados e a família deste educando.
  • D Oferecer subsídios pedagógicos que se façam necessários para o processo ensino aprendizagem, buscando técnicas e métodos adequados para o professor ensinar.
  • E Trazer para a escola profissionais especializados para ministrarem cursos e oferecerem subsídios para o trabalho do professor, tornando efetivo o processo de ensino aprendizagem.
20
Assinale a alternativa CORRETA. De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases (BRASIL, 2017) a Educação Profissional Técnica de Nível Médio, dispõe no Art. 36 que: “O currículo do ensino médio será composto pela Base Nacional Comum Curricular e por itinerários formativos, que deverão ser organizados por meio da oferta de diferentes arranjos curriculares, conforme a relevância para o contexto local e a possibilidade dos sistemas de ensino, a saber”:
  • A I - linguagens e suas tecnologias; II - matemática e suas tecnologias; III - ciências da natureza e suas tecnologias; IV - ciências humanas e sociais aplicadas; V - formação técnica e profissional.
  • B I - linguagens e matemática; II - inglês e espanhol; III - tecnologia e informação; IV - ciências exatas e humanas.
  • C I - formação técnica; II - formação matemática; III - formação tecnológica IV - formação científica; V - formação profissional.
  • D I - preparação para o trabalho; II - preparação para linguagens e suas tecnologias; III - preparação para matemática e ciências; IV - estudos das ciências humanas.
  • E I - habilitação em linguagens; II - habilitação em matemática; habilitação nas tecnologias; III - preparação para as ciências da natureza; IV - especialização nas ciências humanas e sociais aplicadas; V - formação técnica e profissional.

Português

21
Sobre concordância verbal, assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas das frases a seguir: Já____ muitos meses que não se viam, porém ____muitas possibilidades que ainda ____ e vivam felizes.
  • A devem fazer, tem, se apaixone
  • B deve fazer, há, se apaixonem
  • C fazem, há, se apaixonem
  • D Nenhuma das alternativas.
22
Na oração “Ela enviará todas as cópias do contrato para vocês”, os termos grifados são respectivamente:
  • A Sujeito - objeto direto - predicativo do objeto.
  • B Objeto direto - sujeito - predicativo do sujeito.
  • C Sujeito - objeto direto - objeto indireto.
  • D Sujeito - objeto indireto - objeto direto.
23

TEXTO II

Você é o que você se diz: a ciência do diálogo interno

PILAR JERICÓ


      Se você quiser variar a percepção que tem sobre você, precisa alterar seu diálogo interior. A forma como você conversa consigo mesmo condiciona sua capacidade de enfrentar as dificuldades e determina a tomada de decisões.

A autoafirmação, ou pensar coisas positivas sobre nós mesmos, é uma ferramenta muito útil para reforçar a autoestima. Entretanto, não vale qualquer comentário. Já ficou comprovado que frases como “aguento tudo” ou “sou uma pessoa superagradável” não ajudam muito. Quem as expressa não está realmente convencido disso, então essas expressões podem ter efeito contrário.

A ciência do diálogo interior nos dá pistas sobre as técnicas que tornam nossas autoafirmações eficazes: devemos imaginar futuras situações agradáveis e nos tratar na segunda pessoa.

Adaptado de: <https://brasil.elpais.com/brasil/2019/05/05/ciencia/1557083642_455016.html>. Acesso em: 25 jun. 2019.

Em “A forma como você conversa consigo mesmo condiciona sua capacidade [...]”, o termo em destaque poderia ser substituído adequadamente por
  • A “que”.
  • B “cuja”.
  • C “onde”.
  • D “para qual”.
  • E “pela qual”.
24
Leia a frase: Está chovendo bastante, desse modo as flores estão floridas. Assinale a alternativa CORRETA quanto ao tipo de conjunção da expressão sublinhada:
  • A Alternativa.
  • B Concessiva.
  • C Conclusiva.
  • D Nenhuma das alternativas.
25

TEXTO I

O último paradoxo da vida moderna: por que ficamos presos ao celular, mas odiamos falar por telefone?

Não deixe uma ligação rápida arruinar uma longa e confusa série de mensagens de WhatsApp

SILVIA LÓPEZ

     Para iniciar um texto, Hemingway dizia a si mesmo: “Escreva a frase mais verdadeira que você conhece”. Neste caso, seria: a psicóloga Cristina Pérez, do Siquia, respondeu por meio de mensagens de áudio às perguntas que lhe enviamos por email. Essa curiosidade meta jornalística não tem importância, não altera a qualidade de suas respostas, só ilustra a variedade e fluidez de opções com as quais podemos nos comunicar hoje. Recebemos um email? Respondemos com um áudio. Chegou um áudio de WhatsApp? Respondemos com um texto. Recebemos um telefonema? Não respondemos. Esperamos. Esperamos. E escrevemos: “Você me ligou? Não posso falar, é melhor me escrever”. O paradoxo do grande vício do século XXI é que estamos presos ao celular, mas temos fobia das ligações telefônicas.

     A ligação telefônica − que, até não muito tempo atrás, esperávamos com alegria ou tolerávamos com resignação, mas nunca evitávamos com uma rejeição universal − se tornou uma presença intrusiva e incômoda, perturbadora e tirânica, mas por quê? “Uma das razões é que quando recebemos uma ligação, ela interrompe algo que estávamos fazendo, ou simplesmente não temos vontade de falar nesse momento”, explica a psicóloga Cristina Pérez. “Por outro lado, também exige de nós uma resposta imediata, ao contrário do que ocorre na comunicação escrita, que nos permite pensar bem no que queremos dizer. E a terceira razão seria o fato de não poder saber de antemão qual será a duração do telefonema”, acrescenta. 

Adaptado de<https://brasil.elpais.com/brasil/2019/06/01/tecnologia/1559392400_168692.html>. Acesso em: 25 jun. 2019

No segundo parágrafo do texto, a informação entre travessões
  • A descreve três atitudes negativas em relação à ligação telefônica.
  • B é constituída por três ações que se excluem mutuamente.
  • C é constituída por verbos que não requerem um complemento.
  • D restringe o sentido do termo “ligação telefônica”.
  • E completa o sentido do termo “ligação telefônica”.
26
Quanto ao uso, ou não, do sinal de crase, assinale a alternativa incorreta.
  • A Afirmo a Vossa Senhoria que ele não se curvará a essa exigência.
  • B Ela não se dedica a atividades assistenciais, não vai a festas, nem a reuniões.
  • C Depois da caminhada voltava à casa.
  • D Viajou o Brasil de ponta a ponta.
27

TEXTO II

Você é o que você se diz: a ciência do diálogo interno

PILAR JERICÓ


      Se você quiser variar a percepção que tem sobre você, precisa alterar seu diálogo interior. A forma como você conversa consigo mesmo condiciona sua capacidade de enfrentar as dificuldades e determina a tomada de decisões.

A autoafirmação, ou pensar coisas positivas sobre nós mesmos, é uma ferramenta muito útil para reforçar a autoestima. Entretanto, não vale qualquer comentário. Já ficou comprovado que frases como “aguento tudo” ou “sou uma pessoa superagradável” não ajudam muito. Quem as expressa não está realmente convencido disso, então essas expressões podem ter efeito contrário.

A ciência do diálogo interior nos dá pistas sobre as técnicas que tornam nossas autoafirmações eficazes: devemos imaginar futuras situações agradáveis e nos tratar na segunda pessoa.

Adaptado de: <https://brasil.elpais.com/brasil/2019/05/05/ciencia/1557083642_455016.html>. Acesso em: 25 jun. 2019.

Assinale a alternativa em que a palavra formada, assim como “autoafirmação” e “superagradável”, é grafada sem hífen.
  • A auto + hipnose.
  • B auto + observação.
  • C super + herói.
  • D super + requintado.
  • E super + salário.
28
Assinale a alternativa em que todas as palavras são polissílabas:
  • A Televisão, indiferença, plástico.
  • B Telefonema, enfraquecer, universidade.
  • C Colecionadores, sustento, terraço.
  • D Nenhuma das alternativas.
29



Após a leitura desses textos, comparando-os ao conteúdo do Texto 1, é CORRETO afirmar que

  • A o texto 2 remete a uma ilustração alusiva ao perfil da economia solidária de que trata o Texto 1.
  • B o texto 3 é uma ilustração que critica o corporativismo inerente à economia solidária tratada no Texto 1.
  • C os textos 2 e 3 não têm relação com conteúdo do texto 1, exceto quanto ao tema “economia solidária” nele abordado.
  • D os textos 2 e 3 tratam da exploração de mão de obra das empresas de economia solidária abordada no texto 1.
30

TEXTO I

O último paradoxo da vida moderna: por que ficamos presos ao celular, mas odiamos falar por telefone?

Não deixe uma ligação rápida arruinar uma longa e confusa série de mensagens de WhatsApp

SILVIA LÓPEZ

     Para iniciar um texto, Hemingway dizia a si mesmo: “Escreva a frase mais verdadeira que você conhece”. Neste caso, seria: a psicóloga Cristina Pérez, do Siquia, respondeu por meio de mensagens de áudio às perguntas que lhe enviamos por email. Essa curiosidade meta jornalística não tem importância, não altera a qualidade de suas respostas, só ilustra a variedade e fluidez de opções com as quais podemos nos comunicar hoje. Recebemos um email? Respondemos com um áudio. Chegou um áudio de WhatsApp? Respondemos com um texto. Recebemos um telefonema? Não respondemos. Esperamos. Esperamos. E escrevemos: “Você me ligou? Não posso falar, é melhor me escrever”. O paradoxo do grande vício do século XXI é que estamos presos ao celular, mas temos fobia das ligações telefônicas.

     A ligação telefônica − que, até não muito tempo atrás, esperávamos com alegria ou tolerávamos com resignação, mas nunca evitávamos com uma rejeição universal − se tornou uma presença intrusiva e incômoda, perturbadora e tirânica, mas por quê? “Uma das razões é que quando recebemos uma ligação, ela interrompe algo que estávamos fazendo, ou simplesmente não temos vontade de falar nesse momento”, explica a psicóloga Cristina Pérez. “Por outro lado, também exige de nós uma resposta imediata, ao contrário do que ocorre na comunicação escrita, que nos permite pensar bem no que queremos dizer. E a terceira razão seria o fato de não poder saber de antemão qual será a duração do telefonema”, acrescenta. 

Adaptado de<https://brasil.elpais.com/brasil/2019/06/01/tecnologia/1559392400_168692.html>. Acesso em: 25 jun. 2019

Assinale a alternativa que apresenta a reescrita adequada, sintática e semanticamente, para o seguinte excerto: “O paradoxo do grande vício do século XXI é que estamos presos ao celular, mas temos fobia das ligações telefônicas.”.
  • A O paradoxo do grande vício do século consecutivo é estarmos presos ao celular, mas termos fobia das ligações telefônicas.
  • B A incoerência do grande vício do século consecutivo é estarmos presos ao celular, mas ficarmos doentes sem as ligações telefônicas.
  • C No século XXI, é contraditório estar preso ao celular por ter medo das ligações telefônicas.
  • D Temos medo das ligações telefônicas porque estamos presos ao celular; esse é o paradoxo do grande vício do século XXI.
  • E Estarmos presos ao celular, mas termos fobia das ligações telefônicas é a incoerência do grande vício do século vigente.

Administração Pública

31

No que tange às Reformas da Administração Pública, mais especificamente aos modelos de gestão e suas características, marque V (verdadeiro) e F (falso), o que se afirma a seguir e assinale a alternativa CORRETA:


( ) Administração patrimonialista marcou a Colônia, o Império e a República Velha, período em que predominavam as práticas patrimonialistas, sendo a renda dos donos do poder derivada do patrimônio do Estado.

( ) Já a Administração burocrática, com a chegada de Vargas ao poder, havendo então, um impulso de racionalização, especialização e profissionalização da gestão pública.

( ) A Administração Pública adotou o modelo gerencial focado no controle e nos resultados, implementando-o oficialmente a partir do Plano Diretor de Reforma do Aparelho do Estado em 1995.

( ) Os modelos de gestão não podem ser compreendidos como uma cronologia evolutiva, pois traços do modelo patrimonialista nunca desapareceram da gestão pública.

( ) A criação dos ministérios da Educação e Saúde Pública; e Trabalho, Indústria e Comércio, bem como a criação da OAB, e regulamento de profissões foram alguns dos atos do governo durante a reforma da década de 1930.


A sequência correta de cima para baixo é:

  • A V, V, V, V, V.
  • B V, F, V, V, F.
  • C F, V, V, F, F.
  • D V, V, F, F, V.
  • E F, F, F, F, F.
32

Sobre os modelos de administração pública, assinale V para as alternativas verdadeiras e F para as falsas:


I – O modelo patrimonialista separa o público do privado, reduz a corrupção e o nepotismo, e tenta tornar o estado mais eficiente. Há uma desconfiança excessiva em relação aos servidores, por isso, o modelo promove um controle rígido dos processos, da seleção de servidores, contratações de serviços e produtos, inclusive das atividades de atendimento ao público

II – O modelo burocrático tem como bases a utilização de ferramentas de gestão provenientes da administração privada e pensamentos neoliberais que defendem o estado mínimo e o preceito de que o mercado e a economia possuem regras próprias

III – No modelo gerencial o administrador não diferencia o patrimônio particular do estatal, o clientelismo é muito comum, prevalecendo o interesse dos particulares e a troca de favores


A sequência correta de cima para baixo é:

  • A F, V,V
  • B V, F, F
  • C F, F, V
  • D V, V, F
  • E F, F, F
33

A crise do Estado brasileiro, na década de 80, ensejou a adoção de novas práticas para a Administração Pública. Um conjunto de experiências internacionais bem-sucedidas foi, então, identificado como formando um novo movimento da atuação estatal, posteriormente denominado como Nova Gestão Pública (New Public Management).


Assinale a opção que apresenta uma característica importante desse movimento.

  • A Foco em Resultados, caracterizado pela mudança paradigmática de ênfase em metodologias de controle a posteriori para a utilização sistêmica do controle a priori.
  • B Controle Social, instituindo a orientação administrativa voltada para o sigilo de informações públicas, fundamentais para inibir conflitos societários.
  • C Valorização do Serviço Público, adotando a filosofia do Estado empreendedor e realizando a estatização de serviços considerados estratégicos para a economia do país.
  • D Trabalho em Rede, por meio do desenvolvimento da força de trabalho do setor público, reduzindo a necessidade de informatização e automatização dos processos, e garantindo a empregabilidade.
  • E Flexibilidade Administrativa, oferecendo uma maior autonomia aos gestores públicos para a tomada de decisões, vinculando-a ao alcance das metas.
34

Suponha que um Auditor Fiscal tenha participado da elaboração do mapa estratégico da SEFAZ-BA, de acordo com o BSC. Como resultado do trabalho, foram listados os objetivos a seguir:


I. Garantir a melhor realização da receita pública; incrementar a realização de créditos tributários; estimular o cumprimento voluntário da obrigação tributária, e promover a sustentabilidade econômico-financeira do gasto público.

II. Elevar a eficácia na gestão de riscos; fornecer soluções de alta qualidade que atendam às necessidades dos cidadãos/usuários, e desenvolver serviços e produtos inovadores com alto valor agregado.


Os objetivos agrupados em

  • A I e em II se referem à perspectiva dos Processos Internos e podem utilizar indicadores como Percentual de ocorrência de riscos não mitigados, Percentual de evolução na pontuação no Relatório de Avaliação da Gestão Pública e Índice de prontidão de habilidades estratégicas e de liderança.
  • B I e em II envolvem três das quatro perspectivas do BSC, não contemplando a perspectiva Financeira, uma vez que se trata de uma organização pública e sem fins lucrativos.
  • C II correspondem à perspectiva dos Processos Internos e podem utilizar indicadores como Percentual de ocorrência de riscos não mitigados e Índice de cumprimento dos requisitos de qualidade.
  • D I correspondem à perspectiva do Aprendizado e Crescimento e podem utilizar indicadores como Índice de investimentos, Índice de liquidez do tesouro, Índice de evolução da base tributária e Índice de endividamento.
  • E I correspondem à perspectiva dos Clientes e em II correspondem à perspectiva do Aprendizado e Crescimento. Os indicadores Índice de cumprimento dos requisitos de qualidade e Índice de liquidez do tesouro podem ser utilizados em ambas as dimensões.
35

Um gestor público que adota práticas de gestão autorreferidas, com foco na gestão de processos e com racionalidade absoluta, emprega princípios típicos da administração pública

  • A burocrática.
  • B patrimonialista.
  • C oligárquica.
  • D gerencial.
  • E descentralizada.

Direito da Criança e do Adolescente

36
Conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente leia o trecho abaixo e complete a lacuna: Art. 48. O adotado tem direito de conhecer sua origem biológica, bem como de obter acesso irrestrito ao processo no qual a medida foi aplicada e seus eventuais incidentes, após completar ________anos.
  • A 16 (dezesseis)
  • B 18 (dezoito)
  • C 21 (vinte e um)
  • D Nenhuma das alternativas
37
Conforme o Estatuto da Criança e do Adolescente assinale a alternativa INCORRETA.
  • A A colocação em família substituta não admitirá transferência da criança ou adolescente a terceiros ou a entidades governamentais ou não-governamentais, sem autorização judicial.
  • B A colocação em família substituta estrangeira constitui medida excepcional, somente admissível na modalidade de adoção.
  • C Ao assumir a guarda ou a tutela, o responsável prestará compromisso de bem e fielmente desempenhar o encargo, mediante termo nos autos.
  • D Nenhuma das alternativas.
38
De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, Art. 42. Podem adotar os maiores de 18 (dezoito) anos, independentemente do estado civil. Marque a alternativa INCORRETA.
  • A Não podem adotar os ascendentes e os irmãos do adotando.
  • B Para adoção conjunta, é indispensável que os adotantes sejam casados civilmente ou mantenham união estável, comprovada a estabilidade da família.
  • C O adotante há de ser, pelo menos, quartorze anos mais velho do que o adotando.
  • D Nenhuma das alternativas.
39

Sobre as súmulas do STJ acerca dos direitos da criança e dos adolescentes, é certo afirmar:

  • A aplicação de medidas socioeducativas ao adolescente, pela prática de ato infracional, é da competência concorrente do Conselho Tutelar e dos Juízes de Direito.
  • B a prescrição penal não é aplicável nas medidas socioeducativas.
  • C no procedimento para aplicação de medida socioeducativa, é nula a desistência de outras provas em face da confissão do adolescente.
  • D o ato infracional análogo ao tráfico de drogas, por si só, conduz obrigatoriamente à imposição de medida socioeducativa de internação do adolescente.
  • E a superveniência da maioridade penal interfere na apuração de ato infracional e na aplicabilidade de medida socioeducativa em curso, inclusive na liberdade assistida.
40

A Lei n° 12.594/2012 criou o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE). Em tal legislação se dividiu as competências de cada órgão da federação sobre a execução das medidas socioeducativas destinadas a adolescente que pratique ato infracional.


Assinale a alternativa que traz apenas as competências dos Municípios nesse sentido.

  • A Criar e manter programas de atendimento para a execução das medidas socioeducativas em meio aberto.
  • B Garantir defesa técnica do adolescente a quem se atribua prática de ato infracional.
  • C Instituir e manter processo de avaliação dos Sistemas de Atendimento Socioeducativo, seus planos, entidades e programas.
  • D Criar, desenvolver e manter programas para a execução das medidas socioeducativas de semiliberdade e internação.
  • E Garantir o pleno funcionamento do plantão interinstitucional.
Voltar para lista