Resolver o Simulado IDHTEC

0 / 30

Português

1

A moça em prantos

        O poeta encontrou uma pedra no meio do caminho, nunca esqueceu dessa pedra, que lhe deu assunto para o seu poema mais conhecido. Não sendo poeta, encontrei não uma, mas infinitas pedras no meio do caminho. 

        Mas jamais esqueci a primeira moça que vi chorando. Eu devia ter seis ou sete anos, achava que só as crianças podiam e deviam chorar, tinham motivos bastante para isso, desde as fraldas molhadas nos primeiros meses de existência até a inexpugnável barreira dos “não pode”.

        Mesmo assim fiquei imaginando a causa do seu pranto. Faltara à escola e por isso ficara sem sobremesa? Fora proibida de brincar na calçada? Queria ganhar uma bicicleta e fora convencida a continuar com o insípido velocípede?

        Vi muita gente chorando depois, homens feitos, mulheres maduras. Eu mesmo, quando levo meus trancos, repito o menino que ia para debaixo da mesa de jantar para poder chorar sem passar recibo da minha dor. A moça que chorava não se escondera, chorava de mansinho, na verdade nem parecia estar chorando. Devia apenas estar muito triste porque misturava todos os motivos para a sua tristeza.

Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo, 04/05/2003)

Na expressão “não pode”, as aspas foram empregadas para:

  • A Destacar termo pertencente ao jargão de uma profissão.
  • B Indicar termo pejorativo.
  • C Realçar uma expressão jocosa.
  • D Destacar um título.
  • E Explicar o sentido de uma gíria.
2

A moça em prantos

        O poeta encontrou uma pedra no meio do caminho, nunca esqueceu dessa pedra, que lhe deu assunto para o seu poema mais conhecido. Não sendo poeta, encontrei não uma, mas infinitas pedras no meio do caminho. 

        Mas jamais esqueci a primeira moça que vi chorando. Eu devia ter seis ou sete anos, achava que só as crianças podiam e deviam chorar, tinham motivos bastante para isso, desde as fraldas molhadas nos primeiros meses de existência até a inexpugnável barreira dos “não pode”.

        Mesmo assim fiquei imaginando a causa do seu pranto. Faltara à escola e por isso ficara sem sobremesa? Fora proibida de brincar na calçada? Queria ganhar uma bicicleta e fora convencida a continuar com o insípido velocípede?

        Vi muita gente chorando depois, homens feitos, mulheres maduras. Eu mesmo, quando levo meus trancos, repito o menino que ia para debaixo da mesa de jantar para poder chorar sem passar recibo da minha dor. A moça que chorava não se escondera, chorava de mansinho, na verdade nem parecia estar chorando. Devia apenas estar muito triste porque misturava todos os motivos para a sua tristeza.

Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo, 04/05/2003)

No primeiro parágrafo, o autor emprega uma função da linguagem para introduzir a narrativa. Qual delas?

  • A Metalinguística
  • B Fática
  • C Conativa
  • D Formal
  • E Poética
3

A moça em prantos

        O poeta encontrou uma pedra no meio do caminho, nunca esqueceu dessa pedra, que lhe deu assunto para o seu poema mais conhecido. Não sendo poeta, encontrei não uma, mas infinitas pedras no meio do caminho. 

        Mas jamais esqueci a primeira moça que vi chorando. Eu devia ter seis ou sete anos, achava que só as crianças podiam e deviam chorar, tinham motivos bastante para isso, desde as fraldas molhadas nos primeiros meses de existência até a inexpugnável barreira dos “não pode”.

        Mesmo assim fiquei imaginando a causa do seu pranto. Faltara à escola e por isso ficara sem sobremesa? Fora proibida de brincar na calçada? Queria ganhar uma bicicleta e fora convencida a continuar com o insípido velocípede?

        Vi muita gente chorando depois, homens feitos, mulheres maduras. Eu mesmo, quando levo meus trancos, repito o menino que ia para debaixo da mesa de jantar para poder chorar sem passar recibo da minha dor. A moça que chorava não se escondera, chorava de mansinho, na verdade nem parecia estar chorando. Devia apenas estar muito triste porque misturava todos os motivos para a sua tristeza.

Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo, 04/05/2003)

A expressão “sem passar recibo” tem o mesmo sentido de:

  • A “Sem indagar”
  • B “sem fingir”
  • C “sem revelar”
  • D “vestir a carapuça”
  • E “mal disfarçar”
4

A moça em prantos

        O poeta encontrou uma pedra no meio do caminho, nunca esqueceu dessa pedra, que lhe deu assunto para o seu poema mais conhecido. Não sendo poeta, encontrei não uma, mas infinitas pedras no meio do caminho. 

        Mas jamais esqueci a primeira moça que vi chorando. Eu devia ter seis ou sete anos, achava que só as crianças podiam e deviam chorar, tinham motivos bastante para isso, desde as fraldas molhadas nos primeiros meses de existência até a inexpugnável barreira dos “não pode”.

        Mesmo assim fiquei imaginando a causa do seu pranto. Faltara à escola e por isso ficara sem sobremesa? Fora proibida de brincar na calçada? Queria ganhar uma bicicleta e fora convencida a continuar com o insípido velocípede?

        Vi muita gente chorando depois, homens feitos, mulheres maduras. Eu mesmo, quando levo meus trancos, repito o menino que ia para debaixo da mesa de jantar para poder chorar sem passar recibo da minha dor. A moça que chorava não se escondera, chorava de mansinho, na verdade nem parecia estar chorando. Devia apenas estar muito triste porque misturava todos os motivos para a sua tristeza.

Carlos Heitor Cony, Folha de São Paulo, 04/05/2003)

Assinale a alternativa correta quanto à análise linguística dos trechos do texto:

  • A “Eu devia ter seis ou sete anos, achava que só as crianças podiam e deviam chorar” Os termos sublinhados são de mesmo sentido.
  • B “fiquei imaginando a causa do seu pranto” Não ocorre a fusão da preposição com o artigo feminino diante de complementos nominais.
  • CFaltara à escola e por isso ficara sem sobremesa?” Houve crase, pois o termo antecedente exige preposição e o consequente aceita o artigo feminino.
  • D “fora convencida a continuar” Não há crase diante de verbos, pois o verbo não admite preposição ‘a’, tornando a crase nesse caso, facultativa.
  • E “que ia para debaixo da mesa de jantar para poder chorar” Os termos sublinhados são de mesmo sentido.
5

Ruído ruim, silêncio bom?

Segundo o pesquisador e neurologista Michael Wehr, da Universidade de Oregon, nossos neurônios se acendem durante a quietude, de modo que o cérebro a está reconhecendo: não o vive como uma ausência de inputs. Na mesma linha raciocina a cardiologista e neurologista Imke Kirste: uma pesquisa, realizada somente com camundongos, mostrou que o silêncio, em maior nível do que qualquer melodia, provoca neurogênese (nascimento de novos neurônios). 

“O pensamento profundo e meditado gera novas conexões entre os neurônios. Ou seja, uma vida intelectual ativa, que exige concentração e, portanto, silêncio, desempenha um papel protetor em distúrbios neuronais. Por exemplo, sabemos que um alto nível de escolaridade está associado a um menor risco de sofrer da doença de Alzheimer”, diz o neurologista, que aconselha uma rotina pouco barulhenta e pontuada por momentos de silêncio.

“Não é preciso se isolar completamente. Basta viver uma vida normal, com especial atenção para a calma.” Na verdade, nenhum cérebro humano aguenta o silêncio total. Existem câmaras anecóicas que reproduzem, no ambiente médico, o que há de mais parecido ao silêncio absoluto, e ninguém consegue ficar mais de 40 minutos dentro delas, porque o cérebro está sempre à procura estímulos e se não os encontra fora, amplia o ruído do coração, dos intestinos”, continua o cientista.

(https://brasil.elpais.com/brasil/2016/09/07/ciencia/1473259838 _168902.html?id_externo_rsoc=FB_BR_CM)

“nossos neurônios se acendem durante a quietude, de modo que o cérebro a está reconhecendo: não o vive como uma ausência de inputs”

O emprego dos dois pontos poderia ser substituído, sem prejuízo da compreensão e da correção gramatical, por:

  • A Embora
  • B Todavia
  • C Pois
  • D Por que
  • E Não obstante
6

Ruído ruim, silêncio bom?

Segundo o pesquisador e neurologista Michael Wehr, da Universidade de Oregon, nossos neurônios se acendem durante a quietude, de modo que o cérebro a está reconhecendo: não o vive como uma ausência de inputs. Na mesma linha raciocina a cardiologista e neurologista Imke Kirste: uma pesquisa, realizada somente com camundongos, mostrou que o silêncio, em maior nível do que qualquer melodia, provoca neurogênese (nascimento de novos neurônios). 

“O pensamento profundo e meditado gera novas conexões entre os neurônios. Ou seja, uma vida intelectual ativa, que exige concentração e, portanto, silêncio, desempenha um papel protetor em distúrbios neuronais. Por exemplo, sabemos que um alto nível de escolaridade está associado a um menor risco de sofrer da doença de Alzheimer”, diz o neurologista, que aconselha uma rotina pouco barulhenta e pontuada por momentos de silêncio.

“Não é preciso se isolar completamente. Basta viver uma vida normal, com especial atenção para a calma.” Na verdade, nenhum cérebro humano aguenta o silêncio total. Existem câmaras anecóicas que reproduzem, no ambiente médico, o que há de mais parecido ao silêncio absoluto, e ninguém consegue ficar mais de 40 minutos dentro delas, porque o cérebro está sempre à procura estímulos e se não os encontra fora, amplia o ruído do coração, dos intestinos”, continua o cientista.

(https://brasil.elpais.com/brasil/2016/09/07/ciencia/1473259838 _168902.html?id_externo_rsoc=FB_BR_CM)

De acordo com o terceiro parágrafo, assinale a opção correta:

  • A O silêncio não é tão importante quanto a calma.
  • B Nenhum cérebro consegue suportar o silêncio total, portanto o estudo referente à relação entre silêncio e saúde mental é inconclusivo.
  • C Apesar de ser positivo em momentos pontuais, o isolamento não representa maior ganho à saúde humana se levado ao extremo.
  • D A exposição às chamadas câmaras anecóicas comprovaram que o silêncio total é mais prejudicial que benéfico ao ser humano.
  • E Os estímulos cerebrais são potencializados pela ampliação do ruído dos intestinos e do coração.
7

Ruído ruim, silêncio bom?

Segundo o pesquisador e neurologista Michael Wehr, da Universidade de Oregon, nossos neurônios se acendem durante a quietude, de modo que o cérebro a está reconhecendo: não o vive como uma ausência de inputs. Na mesma linha raciocina a cardiologista e neurologista Imke Kirste: uma pesquisa, realizada somente com camundongos, mostrou que o silêncio, em maior nível do que qualquer melodia, provoca neurogênese (nascimento de novos neurônios). 

“O pensamento profundo e meditado gera novas conexões entre os neurônios. Ou seja, uma vida intelectual ativa, que exige concentração e, portanto, silêncio, desempenha um papel protetor em distúrbios neuronais. Por exemplo, sabemos que um alto nível de escolaridade está associado a um menor risco de sofrer da doença de Alzheimer”, diz o neurologista, que aconselha uma rotina pouco barulhenta e pontuada por momentos de silêncio.

“Não é preciso se isolar completamente. Basta viver uma vida normal, com especial atenção para a calma.” Na verdade, nenhum cérebro humano aguenta o silêncio total. Existem câmaras anecóicas que reproduzem, no ambiente médico, o que há de mais parecido ao silêncio absoluto, e ninguém consegue ficar mais de 40 minutos dentro delas, porque o cérebro está sempre à procura estímulos e se não os encontra fora, amplia o ruído do coração, dos intestinos”, continua o cientista.

(https://brasil.elpais.com/brasil/2016/09/07/ciencia/1473259838 _168902.html?id_externo_rsoc=FB_BR_CM)

Após a leitura do segundo parágrafo do texto, é correto afirmar que:

  • A A aquisição efetiva de conhecimento durante os anos de escola só é possível por meio do silêncio.
  • B Uma rotina barulhenta permite que momentos de silêncio previnam doenças do sistema cardiovascular.
  • C Há melhora na saúde daquele que se predispõe aos benefícios de uma vida reflexiva.
  • D É fato que todos aqueles que estudaram mais anos estão imunes ao Mal de Alzheimer.
  • E Novas conexões entre os neurônios acontecem naqueles que estendem seus períodos de silêncio em detrimento da concentração.
8

Ruído ruim, silêncio bom?

Segundo o pesquisador e neurologista Michael Wehr, da Universidade de Oregon, nossos neurônios se acendem durante a quietude, de modo que o cérebro a está reconhecendo: não o vive como uma ausência de inputs. Na mesma linha raciocina a cardiologista e neurologista Imke Kirste: uma pesquisa, realizada somente com camundongos, mostrou que o silêncio, em maior nível do que qualquer melodia, provoca neurogênese (nascimento de novos neurônios). 

“O pensamento profundo e meditado gera novas conexões entre os neurônios. Ou seja, uma vida intelectual ativa, que exige concentração e, portanto, silêncio, desempenha um papel protetor em distúrbios neuronais. Por exemplo, sabemos que um alto nível de escolaridade está associado a um menor risco de sofrer da doença de Alzheimer”, diz o neurologista, que aconselha uma rotina pouco barulhenta e pontuada por momentos de silêncio.

“Não é preciso se isolar completamente. Basta viver uma vida normal, com especial atenção para a calma.” Na verdade, nenhum cérebro humano aguenta o silêncio total. Existem câmaras anecóicas que reproduzem, no ambiente médico, o que há de mais parecido ao silêncio absoluto, e ninguém consegue ficar mais de 40 minutos dentro delas, porque o cérebro está sempre à procura estímulos e se não os encontra fora, amplia o ruído do coração, dos intestinos”, continua o cientista.

(https://brasil.elpais.com/brasil/2016/09/07/ciencia/1473259838 _168902.html?id_externo_rsoc=FB_BR_CM)

Depreende-se da leitura do primeiro parágrafo do texto:

  • A O silêncio tem efeito positivo no organismo, que funciona melhor como resultado do contraste com o som.
  • B O efeito da música no sistema nervoso confunde-se com o do silêncio, não sendo possível afirmar qual o mais benéfico à saúde.
  • C A neurogênese é um fenômeno da modernidade: ocorre apenas quando o homem não está exposto aos ruídos tecnológicos da atualidade.
  • D Nas pesquisas realizadas em camundongos, verificou-se que os indicadores de relaxamento humanos dispararam durante a exposição ao silêncio.
  • E A ausência de inputs durante a exposição ao silêncio subverte a ideia de que ele resulta na neurogênese em humanos e camundongos.
9
Em qual dos trechos abaixo o emprego do acento grave foi omitido quando houve ocorrência de crase?
  • A “O Sindicato dos Metroviários de Pernambuco decidiu suspender a paralisação que faria a partir das 16h desta quarta-feira.”
  • B “Pela manhã, em nota, a categoria informou que cruzaria os braços só retornando às atividades normais as 5h desta quinta-feira.”
  • C “Nesta quarta-feira, às 21h, acontece o "clássico das multidões" entre Sport e Santa Cruz, no Estádio do Arruda.”
  • D “Após a ameaça de greve, o sindicato foi procurado pela CBTU e pela PM que prometeram um reforço no esquema de segurança.”
  • E “A categoria se queixa de casos de agressões, vandalismo e depredações e da falta de segurança nas estações.”
10

  1. Mulheres que vivem em áreas afetadas pelo vírus zika deveriam considerar postergar a gravidez, uma vez que não há métodos eficazes para evitar os problemas potencialmente causados aos bebês, afirmou ontem a porta-voz da entidade Nyka Alexander. “Eu não estou dizendo que os casais devem postergar (a gravidez). Eles devem receber as informações necessárias para entenderem que esta é uma opção”, disse Nyka. O vírus está se espalhando rapidamente pela América Latina e pelo Caribe, e autoridades de saúde de diversos países afetados estão fazendo recomendações similares. No entanto, a nova recomendação da entidade pode afetar a vida de milhares de pessoas que vivem nessas áreas. Em outros lugares do mundo, o serviço de saúde alerta para que mulheres grávidas não viagem para áreas onde o vírus está se espalhando. Nos Estados Unidos, o Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) vai além e aconselha as mulheres a esperar ao menos oito semanas após ser acometida ou exposta ao vírus antes de tentar engravidar. Para homens com sintomas, essa espera deve ser de ao menos seis meses. Em resposta às novas orientações da OMS, a CDS afirmou que agências de saúde devem discutir os riscos da doença, prevenção do contágio e informação sobre métodos contraceptivos. Quase 700 casos já foram relatados nos Estados Unidos. Todos os infectados viajaram ao exterior ou tiveram relações sexuais com quem o fez. (http://istoe.com.br/) Fonte: Associated Press.
Mulheres que vivem em áreas afetadas pelo vírus zika deveriam considerar postergar a gravidez...” O trecho sublinhado: 
  • A Generaliza o termo que o antecede.
  • B Tece um comentário adicional.
  • C Restringe o sentido do termo posterior.
  • D Substitui o termo posterior a fim de que ele não seja repetido.
  • E Coloca as orações do período em ordem direta.

Legislação de Trânsito

11
Segundo o CTB, Capítulo XIX - Dos Crimes De Trânsito é INCORRETO afirmar: 
  • A Aplica-se aos crimes de trânsito de lesão corporal culposa o disposto nos arts. 74, 76 e 88 da Lei no 9.099, de 26 de setembro de 1995, exceto se o agente estiver: I - sob a influência de álcool ou qualquer outra substância psicoativa que determine dependência; II - participando, em via pública, de corrida, disputa ou competição automobilística, de exibição ou demonstração de perícia em manobra de veículo automotor, não autorizada pela autoridade competente; III - transitando em velocidade superior à máxima permitida para a via em 50 km/h (cinqüenta quilômetros por hora).
  • B A suspensão ou a proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor pode ser imposta isolada ou cumulativamente com outras penalidades.
  • C A penalidade de suspensão ou de proibição de se obter a permissão ou a habilitação, para dirigir veículo automotor, tem a duração de seis meses a dois anos.
  • D Transitada em julgado a sentença condenatória, o réu será intimado a entregar à autoridade judiciária, em quarenta e oito horas, a Permissão para Dirigir ou a Carteira de Habilitação.
  • E A penalidade de suspensão ou de proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor não se inicia enquanto o sentenciado, por efeito de condenação penal, estiver recolhido a estabelecimento prisional.
12
O Art. 257. Do CTB afirma que as penalidades serão impostas ao condutor, ao proprietário do veículo, ao embarcador e ao transportador, salvo os casos de descumprimento de obrigações e deveres impostos a pessoas físicas ou jurídicas expressamente mencionados neste Código. Sobre este, é INCORRETO afirmar: 
  • A Aos proprietários e condutores de veículos serão impostas concomitantemente as penalidades de que trata este Código toda vez que houver responsabilidade solidária em infração dos preceitos que lhes couber observar, respondendo cada um de per si pela falta em comum que lhes for atribuída.
  • B Ao proprietário caberá sempre a responsabilidade pela infração referente à prévia regularização e preenchimento das formalidades e condições exigidas para o trânsito do veículo na via terrestre, conservação e inalterabilidade de suas características, componentes, agregados, habilitação legal e compatível de seus condutores, quando esta for exigida, e outras disposições que deva observar.
  • C Ao condutor caberá a responsabilidade pelas infrações decorrentes de atos praticados na direção do veículo.
  • D O embarcador é responsável pela infração relativa ao transporte de carga com excesso de peso nos eixos ou no peso bruto total, quando simultaneamente for o único remetente da carga e o peso declarado na nota fiscal, fatura ou manifesto for inferior àquele aferido.
  • E O transportador e o embarcador são responsáveis pela infração relativa ao transporte de carga com excesso de peso nos eixos ou quando a carga proveniente de mais de um embarcador ultrapassar o peso bruto total.
13
São infrações graves, EXCETO: 
  • A Deixar de sinalizar a via, de forma a prevenir os demais condutores e, à noite, não manter acesas as luzes externas ou omitir-se quanto a providências necessárias para tornar visível o local, quando tiver de remover o veículo da pista de rolamento ou permanecer no acostamento.
  • B Deixar de sinalizar a via, de forma a prevenir os demais condutores e, à noite, não manter acesas as luzes externas ou omitir-se quanto a providências necessárias para tornar visível o local, quando a carga for derramada sobre a via e não puder ser retirada imediatamente.
  • C Transitar com o veículo com excesso de peso, admitido percentual de tolerância quando aferido por equipamento, na forma a ser estabelecida pelo CONTRAN.
  • D Usar no veículo equipamento com som em volume ou frequência que não sejam autorizados pelo CONTRAN.
  • E Conduzir o veículo com o equipamento do sistema de iluminação e de sinalização alterados.
14
É uma infração grave:
  • A Deixar o condutor de prestar socorro à vítima de acidente de trânsito quando solicitado pela autoridade e seus agentes.
  • B Deixar o condutor, envolvido em acidente sem vítima, de adotar providências para remover o veículo do local, quando necessária tal medida para assegurar a segurança e a fluidez do trânsito.
  • C Ter seu veículo imobilizado na via por falta de combustível.
  • D Transitar com o veículo na faixa ou pista da direita, regulamentada como de circulação exclusiva para determinado tipo de veículo, exceto para acesso a imóveis lindeiros ou conversões à direita.
  • E Transitar em locais e horários não permitidos pela regulamentação estabelecida pela autoridade competente, em casos de caminhão e ônibus.
15
De acordo com Art. 105 Do CTB, são equipamentos obrigatórios dos veículos, entre outros a serem estabelecidos pelo CONTRAN, dos quais é INCORRETO afirmar: 
  • A Para os veículos de transporte e de condução escolar, os de transporte de passageiros com mais de dez lugares e os de carga com peso bruto total superior a quatro mil quinhentos e trinta e seis quilogramas, equipamento registrador instantâneo inalterável de velocidade e tempo.
  • B Encosto de cabeça, para todos os tipos de veículos automotores, segundo normas estabelecidas pelo CONTRAN.
  • C Dispositivo destinado ao controle de emissão de gases poluentes e de ruído, segundo normas estabelecidas pelo CONTRAN.
  • D Para as bicicletas, a campainha, sinalização noturna dianteira, traseira, lateral e nos pedais, e espelho retrovisor do lado direito.
  • E Equipamento suplementar de retenção - air bag frontal para o condutor e o passageiro do banco dianteiro.
16
Referente às regras de circulação presentes no CTB é INCORRETO afirmar: 
  • A Art. 31. O condutor não deverá ultrapassar um veículo de transporte coletivo que esteja parado, efetuando embarque ou desembarque de passageiros, devendo parar o veículo com vistas à segurança dos pedestres.
  • B Art. 32. O condutor não poderá ultrapassar veículos em vias com duplo sentido de direção e pista única, nos trechos em curvas e em aclives sem visibilidade suficiente, nas passagens de nível, nas pontes e viadutos e nas travessias de pedestres, exceto quando houver sinalização permitindo a ultrapassagem.
  • C Art. 33. Nas interseções e suas proximidades, o condutor não poderá efetuar ultrapassagem.
  • D Art. 34. O condutor que queira executar uma manobra deverá certificar-se de que pode executá-la sem perigo para os demais usuários da via que o seguem, precedem ou vão cruzar com ele, considerando sua posição, sua direção e sua velocidade.
  • E Art. 35. Antes de iniciar qualquer manobra que implique um deslocamento lateral, o condutor deverá indicar seu propósito de forma clara e com a devida antecedência, por meio da luz indicadora de direção de seu veículo, ou fazendo gesto convencional de braço.
17
Da lei Nº 9.503/97; Art. 17. Compete às JARI:

I. Proceder à supervisão, à coordenação, à correição dos órgãos delegados, ao controle e à fiscalização da execução da Política Nacional de Trânsito e do Programa Nacional de Trânsito.
II. Apurar, prevenir e reprimir a prática de atos de improbidade contra a fé pública, o patrimônio, ou a administração pública ou privada, referentes à segurança do trânsito.
III. Julgar os recursos interpostos pelos infratores.
IV. Solicitar aos órgãos e entidades executivos de trânsito e executivos rodoviários informações complementares relativas aos recursos, objetivando uma melhor análise da situação recorrida.
V. Encaminhar aos órgãos e entidades executivos de trânsito e executivos rodoviários informações sobre problemas observados nas autuações e apontados em recursos, e que se repitam sistematicamente.

Estão CORRETAS: 
  • A I e II
  • B I, II e III
  • C III, IV e V
  • D II, IV e V
  • E II, III, IV e V
18
São recursos utilizados por órgãos rodoviários de sinalização natural e defesa ecológica, dos quais é INCORRETO afirmar: 
  • A Roçada orientada: para evitar a erosão e desmoronamento, em saia-de-aterro, taludes (terreno sem inclinação) ou topos e para evitar problemas com a visibilidade das rodovias e da sinalização.
  • B Substituição ou desbastamento das vegetações que dificultam a visibilidade da sinalização e das curvas ou outros elementos das vias.
  • C Uso da sinalização viva, colocada de forma apropriada, substituindo elementos de concreto, com mais beleza e propriedade.
  • D Defensas naturais colocadas em locais onde existem depressões ao lado da rodovia e em curvas realizado harmonização estética e funcional.
  • E O canteiro divisor central das rodovias, dotado de elementos vegetais, evita o ofuscamento noturno, produzido pelos faróis dos veículos trafegando em sentido contrário.
19
Refere-se diretamente a um motorista imprudente:

I. Mesmo percebendo a precariedade de sinalização e conservação de uma via, continua conduzindo com velocidade incompatível.
II. Expõe a si próprio e às demais pessoas a riscos desnecessários, sem medir as consequências.
III. Não está suficientemente capacitado para usar determinado tipo de veículo.
IV. Não sabe como agir em situações de emergência.
V. Dirige perigosamente, sem levar em consideração condições adversas existentes no momento em que trafega.
VI. Não sabe o que fazer ou tem reações impróprias frente a situações adversas.

Estão CORRETAS:
  • A I, II, V
  • B III, IV, V, VI
  • C III, IV, VI
  • D I, II, V, VI
  • E I, II, III, IV, V, VI
20
Sobre ar-condicionado e algumas recomendações é INCORRETO afirmar: 
  • A Após o estacionamento prolongado sob o sol forte, ligar o sistema e andar por alguns minutos com as janelas abertas permitindo a expulsão do ar excessivamente quente, mais rapidamente.
  • B Se o seu equipamento tiver um termostato manual, deve-se usar na posição mínima quando dentro de cidades e 1/2 a mais, quando em estradas.
  • C Sempre que possível examinar a tensão da correia do compressor.
  • D Em dias de chuva, aparelho de ar condicionado funciona também como desembaçador dos vidros, além de manter uma temperatura interna constante, a gosto do usuário.
  • E A fumaça e o ar viciado dentro do seu carro devem ser eliminados, abrindo-se, por alguns minutos, os quebraventos ou janelas, ou desligando o sistema de recirculação de ar interno, concomitantemente com o uso do sistema de ventilação, nos carros que possuem.

Matemática

21

Qual o triplo do triplo de um nono?

  • A 5
  • B 4
  • C 3
  • D 2
  • E 1
22
Qual o lucro estimado de um comerciante que concedeu um desconto de 25% num produto, após uma semana antes ter aumentado em 20%, sobre o preço desse produto, que já estava antes com uma margem de lucro de 50%? 
  • A 25%
  • B 30%
  • C 35%
  • D 40%
  • E 45%
23
Sobre dois aumentos de 30% e dois descontos de 27%, podemos afirmar que:
  • A O valor inicial aumentará 6%.
  • B Se ocorrer primeiro os aumentos, então o valor ficará maior
  • C Se ocorrer primeiro os descontos, então o valor final ficará menor.
  • D O valor final será sempre de 108% do valor inicial.
  • E O valor final não depende da ordem de aumentos e descontos.
24
– Qual o desconto máximo que se pode dar num produto para que o vendedor mantenha a margem mínima de 20% de lucro sobre ele, sabendo que o preço atual está com a margem de 50% de lucro? 
  • A 20%
  • B 21%
  • C 22%
  • D 23%
  • E 24%
25
Para fazer uma viagem de 2150 quilômetros, qual o custo com combustível que uma família terá, sabendo que seu veículo consome 1 litro de combustível a cada 12 quilômetros rodados e o preço médio do combustível está em torno de R$ 3,70?
  • A R$ 652,92
  • B R$ 662,92
  • C R$ 672,92
  • D R$ 682,92
  • E R$ 692,92
26
Qual a quantidade de caixas de revestimento que uma pessoa deve comprar para revestir uma parede de medidas 3 m de largura por 2,5 m de altura, sabendo que em cada caixa vem 10 peças com 0,2 cada uma? Admita que as caixas são vendidas integralmente.
  • A 1
  • B 2
  • C 3
  • D 4
  • E 5
27
Qual é o quíntuplo do produto de um terço por um meio por seis quintos? 
  • A 1
  • B 2
  • C 3
  • D 4
  • E 5
28
Um veículo que faz uma manutenção preventiva com troca de óleo e filtro de óleo lubrificante gasta em média 190 reais. Fabiano, econômico, conseguiu comprar por 810 reais os produtos, para fazer ele mesmo, a manutenção de seu veículo em casa. Sabendo que a quantidade de produtos que Fabiano comprou é suficiente para cinco revisões, podemos dizer que Fabiano conseguiu uma economia de aproximadamente: 
  • A 11,74%
  • B 12,74%
  • C 13,74%
  • D 14,74%
  • E 15,74%
29
Uma folha de papel grafitado, muito utilizado em indústrias para a produção de juntas de vedação é vendida nas espessuras de 1/32, 1/16, 1/8 e 1/4, medidos em polegadas. Podemos dizer que colocando empilhados quatro papeis, cada um de uma medida diferente, obteríamos uma espessura de aproximadamente: 
  • A 0,19 cm
  • B 1,19 cm
  • C 2,19 cm
  • D 3,19 cm
  • E 4,19 cm
30
Uma máquina enche um saco de açúcar de 60 kg em 30 s. Em quanto tempo essa mesma máquina enche um saco de açúcar com 50 kg? 
  • A 24 s
  • B 25 s
  • C 26 s
  • D 27 s
  • E 28 s
Voltar para lista