Resolver o Simulado Professor

0 / 60

Cartografia

1
Um determinado mapa apresenta os meridianos e os paralelos ortogonais. Com base nessa propriedade, pode-se afirmar que
  • A o mapa foi construído em uma projeção conforme.
  • B o mapa foi construído em uma projeção equidistante.
  • C o mapa foi construído em uma projeção equivalente.
  • D o mapa foi construído em uma projeção afilática.
  • E não é possível identificar o tipo de projeção do mapa.
2
Leia o texto a seguir. "Programa espacial francês. Possui 2 sensores de alta resolução HRV. Permite uma resolução espacial de 10 x 10 metros (pixel) no modo pancromático e uma resolução espacial de 20 x 20 metros (pixel) no modo mu [tiespectral." A que programa espacial o texto acima se refere?
  • A CBERS
  • B LANDSAT
  • C SPOT
  • D TERRA
  • E JASON
3
O Sol é a principal fonte de energia eletromagnética disponível para o Sensoriamento Remoto da superfície terrestre. A energia radiante proveniente do Sol em direção à Terra é chamada de
  • A radiância.
  • B irradiância.
  • C fluxo radiante.
  • D emissividade.
  • E reflectância.
4
Quanto às propriedades, as projeções cartográficas se dividem em:
  • A planas, equivalentes, azimutais e afiláticas.
  • B conformes, equidistantes, equivalentes e azimutais.
  • C polares, gnomônicas, azimutais e conformes.
  • D conformes, equivalentes, equidistantes e afiláticas.
  • E planas, gnomônicas, afiláticas e equidistantes.
5
Sobre os diferentes sistemas de imageamento na região óptica do espectro eletromagnético, assinale a opção que apresenta aquele que possui maior tempo de integração para cada detector e maior fidelidade na geometria ao longo da linha de varredura.
  • A Varredura de quadro.
  • B Varredura mecânica.
  • C Varredura eletrônica.
  • D Câmaras fotográficas.
  • E Sensor não-imageador.
6
Segundo Menezes (2013), o algoritmo de DouglasPeucker é uma das técnicas utilizadas para a simplificação de linhas, sem que as mesmas percam suas características básicas, mas que sejam eliminados pontos redundantes para uma determinada escala. Sendo assim, esse procedimento faz parte de qual processo de generalização cartográfica?
  • A Conceitual.
  • B Semântico.
  • C Geométrico.
  • D Gráfico.
  • E Pictórico.
7
Leia o texto a seguir. "Obtida através de câmaras especiais, cujas características óticas e geométricas permitem a retratação acurada dos dados do terreno, de forma que os pormenores topográficos e planimétricos possam ser identificados e projetados na carta, bem como forneçam elementos para a medição das relações entre as imagens e suas posições reais, tais como existiam no momento da exposição. O formato mais usual é o de 23 x 23 cm.” O texto acima refere-se
  • A à superposição lateral.
  • B ao mosaico.
  • C à altura de vôo.
  • D ao fotograma.
  • E à câmara aérea.
8
Assinale a opção correta que corresponde á seguinte definição: "Mede a menor separação angular ou linear entre dois objetos."
  • A Resolução espacial.
  • B Resolução temporal.
  • C Resolução espectral.
  • D Sistema de quadro.
  • E Sistema de varredura.
9
Um receptor GPS pode ser classificado pela comunidade usuária, pela aplicação e pelo tipo de dado proporcionado. Qual opção apresenta apenas classificação quanto à aplicação?
  • A Receptor de uso militar, receptor geodésico e código C/A,
  • B Receptor de uso civil, receptor geodésico e código C/A.
  • C Estação de referência, receptor de navegação, código C/A e portadora L1 e L2.
  • D Estação de referência, receptor de navegação e receptor geodésico.
  • E Estação de referência, receptor de navegação e receptor de uso civil.
10
Os níveis são equipamentos que permitem definir com precisão um plano horizontal ortogonal à vertical definida pelo eixo principal do equipamento. As principais partes de um nível são:
  • A luneta, nível de bolha e mira falante.
  • B mira falante, nível de bolha e dispositivos de calagem.
  • C luneta, nível de bolha e dispositivos de calagem.
  • D luneta, mira falante e dispositivos de calagem.
  • E luneta, nível de bolha e nível de cantoneira.
11
Um topógrafo fez as seguintes leituras de uma mira falante: fio superior 1,488m; fio inferior 1,438m; fio médio 1,462m. Sabendo que a constante estadimétrica do nível é igual a 100, determine a distância entre o nível e mira e assinele a opção correta.
  • A 4,0m
  • B 4,5m
  • C 5,0m
  • D 5,5m
  • E 6,0m
12
Para a implantação de referências de nível, alguns procedimentos são adotados para evitar a ocorrência e propagação de erros sistemáticos. “As miras devem ser posicionadas aos pares, com alternância a vante e a ré, de modo que a mira posicionada no ponto de partida (lida a ré) seja posicionada, em seguida, no ponto de chegada (lida a vante), sendo conveniente que o número de lances seja par." ABNT (1994, p10). O procedimento descrito anteriormente visa eliminar o erro
  • A de índice.
  • B de colimação.
  • C de verticalidade.
  • D do instrumento.
  • E do operador.
13
A medida de distâncias pelo método eletrônico é realizada por meio
  • A do teodolito com medição direta.
  • B do distanciômetro com medição indireta.
  • C do distanciômetro com medição direta.
  • D do teodolito com medição indireta.
  • E da trena com medição direta.
14
Em Cartografia Náutica, a Projeção de Mercator é amplamente utilizada, pelo fato de
  • A representar a linha de um rumo entre dois pontos como uma reta.
  • B apresentar a propriedade de equidistância ao longo dos meridianos.
  • C representar a linha loxodrômica como uma curva.
  • D representar a linha ortodrômica como uma reta.
  • E apresentar a propriedade de equivalência.
15
Para que seja realizado um nivelamento geométrico, o teodolito deve apresentar um ângulo zenital igual a
  • A 0o
  • B 45°
  • C 90°
  • D 135°
  • E 180°
16
“É um indicador da menor distância entre dois pontos de igual intensidade luminosa em que estes possam ser identificados como distintos." A afirmação acima refere-se
  • A à resolução espectral.
  • B à distância focal.
  • C ao IFOV.
  • D ao pixel.
  • E ao poder de resolução.
17
Em um recobrimento aéreo, a uma altura de voo igual a 6.000 m, utilizando-se uma câmara com distância focal de 100 mm, a escala da fotografia será
  • A 1:60000
  • B 1:50000
  • C 1:40000
  • D 1:30000
  • E 1:20000
18
Uma poligonal consiste em uma série de linhas consecutivas nas quais são conhecidos os
  • A comprimentos e azimutes, obtidos em campo.
  • B azimutes e direções, obtidos em campo.
  • C erros de fechamento e direções, obtidos em campo.
  • D coordenadas e azimutes, obtidos em campo.
  • E comprimentos e direções, obtidos em campo.
19
Qual instrumento de medição de distância possui leitura direta?
  • A Teodolito.
  • B Estação total.
  • C Distanciômetro eletrônico.
  • D Trena.
  • E Estadimetro.
20
Leia o texto a seguir. “É a técnica de analisar imagens fotográficas com a finalidade de identificar e classificar os elementos naturais e artificiais e determinar o seu significado." O texto acima refere-se
  • A à câmara fotográfica.
  • B as imagens infravermelhas.
  • C à fotointerpretação.
  • D as fotografias aéreas.
  • E à ortofoto.

Ciência e Tecnologia

21
Qual a alternativa apresenta o conceito INCORRETO acerca dos atributos de um método analítico?
  • A Exatidão: proximidade do resultado obtido com o resultado real previamente conhecido.
  • B Precisão: variação entre resultados provenientes de medida de um mesmo componente na mesma amostra.
  • C Especificidade: medição do composto de interesse de forma independente da presença de interferentes.
  • D Reprodutibilidade: grau de concordância entre os resultados obtidos com o método analítico de rotina e com o método analítico oficial.
  • E Sensibilidade: menor quantidade do constituinte que se consegue medir sem erro.
22

Um buffer ou retentor é uma região de memória física utilizada para armazenar temporariamente dados que são transferidos de uma fonte a um destino. Um tipo abstrato de dados que define um buffer é

  • A um grafo.
  • B uma pilha.
  • C uma fila.
  • D um conjunto.
23

A potência e a pressão medidas no sistema métrico apresentam unidades de J e Pa. No sistema inglês, elas são representadas, respectivamente, por:

  • A lbm e lbf.
  • B hp e lbf/in².
  • C lbf e lbm.
  • D bar e lbf.
  • E lbf/ft e bar.
24

O pé, a jarda e a polegada são medidas inglesas em que:

  • A a segunda é três vezes o primeiro.
  • B o primeiro é doze vezes a segunda
  • C a terceira é equivalente a 25.4 cm.
  • D o primeiro e a segunda são adimensionais.
  • E a terceira é o inverso do primeiro.
25

O metro é definido pela distância entre dois traços principais marcados na superfície neutra do padrão internacional na temperatura e pressão atmosférica, respectivamente, de:

  • A 0 K e 760 mmHg.
  • B 273 K e 670 mmHg.
  • C 110 °C e 760 mmHg.
  • D 0 °C e 760 mmHg.
  • E 0 °F e 76 mmHg.
26

Tanto a água potável quanto os efluentes podem ser desinfetados com radiação ultravioleta. Quanto à eficiência desse método, assinale a alternativa correta.

  • A Apesar de caro, requer pouca manutenção.
  • B A radiação interage com as moléculas de gases de tóxicos dissolvidas na água, promovendo sua liberação para a atmosfera.
  • C Quando associado a outras substâncias como o cloro, promove maior desinfecção do meio.
  • D Consegue eliminar os compostos inorgânicos dissolvidos na água, como os carbonatos.
  • E Não produz subprodutos tóxicos como os organoclorados, além de reduzir a necessidade de biocidas.
27
Com base nos conceitos de misturas homogenias e heterogenias, assinale a afirmação correta.
  • A 1l de água com uma colher de açúcar constitui uma mistura heterogenia.
  • B Ferro em pó com um pouco de enxofre em pó constitui uma mistura homogenia.
  • C As misturas homogenias possuem propriedade diferentes em todos os seus pontos.
  • D As misturas heterogenias possuem as mesmas propriedades em todos os seus pontos.
  • E 1l de água com uma colher de açúcar possuem as mesmas propriedades organolépticas em todos os seus pontos.
28
“Quando uma reação química é realizada num recipiente fechado, a massa dos produtos é igual a massa dos reagentes.” Esse é o enunciado da Lei da Conservação das Massas proposta por:
  • A Lavoisier.
  • B Proust.
  • C Dalton.
  • D Bohr.
  • E Richter.
29
Marque a alternativa que contém apenas substâncias puras simples.
  • A Gás oxigênio e dióxido de carbono.
  • B Gás oxigênio e água.
  • C Gás cloro e carbonato de cálcio.
  • D Gás nitrogênio e peroxido de hidrogênio.
  • E Gás oxigênio e gás nitrogênio.
30
Nas salinas, a água é separada do sal por qual dos processos físicos a seguir?
  • A Evaporação.
  • B Ebulição.
  • C Destilação.
  • D Sublimação.
  • E Filtração.

Geografia

31

Leia o trecho a seguir.


“Esquematicamente, uma rede é um sistema integrado de fluxos. A rede é constituída por pontos de acesso, arcos de transmissão e nós ou polos de bifurcação. [...] Numa rede, o valor dos lugares se define pelo grau de acesso que eles oferecem ao conjunto da rede.”

TERRA, Lygia; ARAÚJO, Regina; GUIMARÃES, R. B. Conexões: estudos de geografia geral e do Brasil. 2ª ed. São Paulo: Moderna, 2010. p. 18 (Adaptação).


É incorreto afirmar que as redes vigentes no espaço mundial contemporâneo

  • A consolidam espaços do mandar, onde se adensam as novas tecnologias da informação, em detrimento de espaços do fazer, que são áreas populosas pobres e de economia tradicional.
  • B constituem suporte para o tráfego de mercadorias e de bens concretos, como cargas e passageiros, bem como para a transmissão de dados e informações.
  • C distribuem-se em caráter homogêneo pela superfície do globo, haja vista a magnitude espacial hoje alcançada pelo meio técnico-científico-informacional.
  • D superam limitações físicas ao conectar pessoas e transmitir informações, a exemplo da movimentação diária de bilhões de dólares nas bolsas de valores em todo o mundo.
32

O agronegócio centrado na fruticultura surgiu timidamente, à sombra da agroindústria, e tomou um grande impulso em meados dos anos de 1980 com a estruturação de uma base para exportação. A partir desse período, as frutas produzidas no Polo irrigado tiveram uma trajetória ascendente com pequenas variações no volume exportado em função da instabilidade das políticas cambiais e do próprio mercado externo, até meados dos anos de 1990. Entretanto, é a partir de 1997 que essa tendência se consolida e a participação das principais frutas produzidas voltadas para mercado externo (uva e manga) passa a contribuir com 90% do volume das exportações do país.

(http://www.eng2016.agb.org.br. Acesso em 06.09.2018. Adaptado)


O texto se refere à consolidação do agronegócio

  • A no sopé da Chapada Diamantina.
  • B no médio vale do rio São Francisco.
  • C nos topos do planalto da Borborema.
  • D nas vertentes da serra da Canastra.
  • E no baixo vale do rio Parnaíba.
33

É a situação em que o número de habitantes em idade ativa, entre 15 e 64 anos, supera o total de brasileiros considerados dependentes – idosos e crianças. Esse fenômeno, que no Brasil começou por volta dos anos 80, ampliou significativamente o potencial produtivo do País, pois tornou disponível um grande contingente de mão de obra, mais que suficiente para expandir a economia e, ao mesmo tempo, bancar a infância dos mais jovens e a aposentadoria dos inativos.

(Estadão. Disponível em https://bit.ly/2CFw9JI. 02.08.2018. Adaptado)


O texto destaca o conceito de

  • A expectativa de vida.
  • B pleno emprego.
  • C população relativa.
  • D bônus demográfico.
  • E estabilização demográfica.
34

A Scania inaugura na próxima terça-feira, dia 28.08, uma nova fábrica de solda de cabinas, voltada exclusivamente para produzir a nova geração de caminhões da companhia. A unidade, em São Bernardo do Campo, Grande São Paulo, aplica o conceito de indústria 4.0, considerado a quarta revolução industrial. O investimento da Scania na nova fábrica foi de R$ 340 milhões nos últimos três anos. A fábrica tem capacidade técnica para produzir até 25 mil cabinas por ano, em 19 diferentes modelos.

(https://economia.estadao.com.br. 26.08.2018. Adaptado)


Para a indústria em questão estar inserida na quarta revolução industrial, ela deve

  • A utilizar fontes de energia limpas e adaptadas às políticas conservacionistas.
  • B adequar-se às novas formas de terceirização do trabalho e da pesquisa tecnológica.
  • C adotar princípios de administração centralizada e independente da matriz.
  • D diversificar a produção de componentes para ter pouca dependência de importações.
  • E englobar tecnologias de automação e da informação, como inteligência artificial.
35

“Sempre que podem, as empresas saem em busca de países para as suas parcerias onde a produção tenha menor custo. Há alguns anos, por exemplo, a Nike observava que podia fabricar por US$ 16, na Coreia, o mesmo tênis que nos EUA lhe custava perto de US$ 100. Enquanto isso, a Alitalia saía em busca de pilotos australianos, a Sears se deslocava para Bangladesh, a Daimler-Benz passava a montar ônibus em Xangai e várias fábricas francesas ameaçavam mudar-se para a Escócia, caso a legislação continuasse rígida”.

(Everaldo Gaspar Andrade, Márcio Túlio Viana. Para entender a terceirização. Adaptado)


O movimento descrito no texto

  • A foi importante para reduzir as diferenças tecnológicas entre os países.
  • B indica a expansão espacial do capital especulativo nos países periféricos.
  • C trata da divisão internacional do trabalho, processo de reterritorialização da produção.
  • D é estratégia capitalista para industrializar e criar novos mercados consumidores.
  • E precedeu a globalização e atualmente está em declínio acentuado.
36

O Decreto Federal n. 7.390/2010, que regulamenta a Lei da Política Nacional sobre Mudança do Clima (PNMC) no Brasil, projeta que as emissões nacionais de gases de efeito estufa (GEE) em 2020 serão de 3,236 milhões. Esse mesmo decreto define o compromisso nacional voluntário do Brasil em reduzir as emissões de GEE projetadas para 2020 entre 38,6% e 38,9%.

BRASIL. Decreto n. 7.390, de 9 de dezembro de 2010. Disponível em: www.planalto.gov.br. Acesso em: 2 jun. 2014 (adaptado).


O cumprimento da meta mencionada está condicionada por

  • A abdicar das usinas nucleares.
  • B explorar reservas do pré-sal.
  • C utilizar gás de xisto betuminoso
  • D investir em energias sustentáveis.
  • E encarecer a produção de automóveis.
37

Ao longo dos últimos 500 anos, o Brasil viu suas fronteiras do litoral expandirem-se para o interior. É apenas lógico que a Amazônia tenha sido a última fronteira a ser conquistada e submetida aos ditames da agricultura, pecuária, lavoura e silvicultura. A incorporação recente das áreas amazônicas à exploração capitalista tem resultado em implicações problemáticas, dentre elas a destruição do rico patrimônio natural da região.

NITSCH, M. O futuro da Amazônia: questões críticas, cenários críticos. Estudos Avançados, n. 46, dez. 2002.


Na situação descrita, a destruição do patrimônio natural dessa área destacada é explicada pelo(a)

  • A distribuição da população ribeirinha.
  • B patenteamento das espécies nativas.
  • C expansão do transporte hidroviário.
  • D desenvolvimento do agronegócio.
  • E aumento da atividade turística.
38

A rotação de culturas é um método que consiste na alternância de uma cultura de uma leguminosa com uma outra cultura de não leguminosa, por exemplo, a alternância de uma plantação de cana ou milho com uma de amendoim ou feijão, periodicamente. Assim, em uma safra planta-se uma não leguminosa e na entressafra uma leguminosa, deixando os restos das leguminosas nas áreas onde se pretende plantar outra cultura.

REZENDE, M. O. O. et al. Importância da compreensão dos ciclos biogeoquímicos para o desenvolvimento sustentável. São Carlos: Instituto de Química de São Carlos/USP, 2003 (adaptado).


A forma de manejo exemplificada desenvolve um modo de uso da terra que proporciona a

  • A redução dos nutrientes no solo.
  • B compactação das camadas superficiais.
  • C fixação do nitrogênio pelas raízes dos vegetais.
  • D intensificação da erosão pelo intemperismo físico.
  • E concentração de sais por mecanismo de irrigação.
39

Apesar da grande distância geográfica em relação ao território japonês, os otakus (jovens aficionados em cultura pop japonesa) brasileiros vinculam-se socialmente hoje em eventos e a partir de uma circulação intensa de mangás, animes, games, fanzines, j-music (música pop japonesa). O consumo em escala mundial dos produtos da cultura pop – enfaticamente midiática – produzida no Japão constitui um momento histórico em que se aponta a ambivalência sobre o que significa a produção midiática e cultural quando percebida no próprio país e como a percepção de tal produção se transforma radicalmente nos olhares de consumidores estrangeiros.

GUSHIKEN, Y.; HIRATA, T. Processos de consumo cultural e midiático: imagens dos otakus, do Japão ao mundo. Intercom – RBCC, n. 2, jul.-dez. 2014 (adaptado).


Considerando a relação entre meios de comunicação e formação de identidades tal como é abordada no texto, a noção que explica este fenômeno na atualidade é a de

  • A tribalismo das culturas juvenis.
  • B alienação das novas gerações.
  • C hierarquização das matrizes culturais.
  • D passividade das relações de consumo.
  • E deterioração das referências nacionais.
40

De certo modo o toxicômano diz a verdade sobre nossa condição social atual, quer dizer, temos a tendência de tornarmo-nos todos adictos em relação a determinados objetos, cuja presença se tornou para nós indispensável. Todas as nossas referências éticas ou morais não têm nada de sério diante do toxicômano, porque fundamentalmente somos viciados como ele.

MELMAN, C. Novas formas clínicas no início do terceiro milênio. Porto Alegre: CMC, 2003.


No trecho, o autor propõe uma analogia entre o vício individual e as práticas de consumo sustentada no argumento da

  • A exposição da vida privada.
  • B reinvenção dos valores tradicionais.
  • C dependência das novas tecnologias.
  • D recorrência de transtornos mentais
  • E banalização de substâncias psicotrópicas.
41

Queremos saber o que vão fazer

Com as novas invenções

Queremos notícia mais séria

Sobre a descoberta da antimatéria

E suas implicações

Na emancipação do homem

Das grandes populações

Homens pobres das cidades

Das estepes, dos sertões

GILBERTO GIL. Queremos saber. O viramundo. São Paulo: Universal Music, 1976 (fragmento).


A letra da canção relaciona dois aspectos da contemporaneidade com reflexos na sociedade brasileira:

  • A A elevação da escolaridade e o aumento do desemprego.
  • B O investimento em pesquisa e a ascensão do autoritarismo.
  • C O crescimento demográfico e a redução da produção de alimentos.
  • D O avanço da tecnologia e a permanência das desigualdades sociais.
  • E A acumulação de conhecimento e o isolamento das comunidades tradicionais.
42

Atualmente não se pode identificar o espaço rural apenas com a agropecuária, pois no campo não há somente essa atividade, embora ela possa ser a mais importante na maioria das regiões situadas no interior do país. Não é procedente se pensar no campo dissociado das cidades.

HESPANHOL, A. N. O desenvolvimento do campo no Brasil. In: FERNANDES, B. M.; MARQUES, M. I. M.; SUZUKI, J. C. (Org.). Geografia agrária: teoria e poder. São Paulo: Expressão Popular, 2007 (adaptado).


A realidade contemporânea do espaço rural descrita no texto deriva do processo de expansão

  • A de áreas cultivadas.
  • B do setor de serviços
  • C da proporção de idosos.
  • D de regiões metropolitanas.
  • E da mecanização produtiva.
43

Existe uma concorrência global, forçando redefinições constantes de produtos, processos, mercados e insumos econômicos, inclusive capital e informação.

CASTELLS, M. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2011.


Nos últimos anos do século XX, o sistema industrial experimentou muitas modificações na forma de produzir, que implicaram transformações em diferentes campos da vida social e econômica. A redefinição produtiva e seu respectivo impacto territorial ocorrem no uso da

  • A técnica fordista, com treinamento em altas tecnologias e difusão do capital pelo território.
  • B linha de montagem, com capacitação da mão de obra em países centrais e aumento das discrepâncias regionais.
  • C robotização, com melhorias nas condições de trabalho e remuneração em empresas no Sudeste asiático. 
  • D produção just in time, com territorialização das indústrias em países periféricos e manutenção das bases de gestão nos países centrais.
  • E fabricação em grandes lotes, com transferências financeiras de países centrais para países periféricos e diminuição das diferenças territoriais.
44

O parlamento britânico aprovou uma lei, em 1835, cujo objetivo era regular o tráfego crescente nas principais vias no interior da Inglaterra, uma espécie de “código rodoviário”. A lei de 1835 estabeleceu a velocidade máxima de 4 milhas por hora para veículos autopropulsionados. As regras foram revistas pelo parlamento em 1896, quando foi aumentada a velocidade máxima para 10 milhas. Em 1903, novamente elevou-se o limite de velocidade para 20 milhas por hora. Em 1930, aboliu-se o limite de velocidade para carros e motos.

ELIAS, N. Tecnização e civilização. In: ELIAS, N. Escritos e ensaios. Rio de Janeiro: Zahar, 2006 (adaptado).


O processo descrito alude à necessidade de atualização da legislação conforme

  • A as transformações tecnológicas.
  • B a renovação do congresso.
  • C os interesses políticos.
  • D o modo de produção.
  • E a opinião pública.
45

Temos vivido, como nação, atormentados pelos males modernos e pelos males do passado, pelo velho e pelo novo, sem termos podido conhecer uma história de rupturas revolucionárias. Não que não tenhamos nos modernizado e chegado ao desenvolvimento. Mas não eliminamos relações, estruturas e procedimentos contrários ao espírito do tempo. Nossa modernização tem sido conservadora.

NOGUEIRA, M. As possibilidades da política: ideias para a reforma democrática do Estado. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1998.


O texto apresenta uma análise recorrente sobre o processo de modernização do Brasil na segunda metade do século XX. De acordo com a análise, uma característica desse processo reside na(s)

  • A uniformização técnica dos espaços de produção
  • B construção municipalista do regime representativo.
  • C organização estadual das agremiações partidárias.
  • D limitações políticas no estabelecimento de reformas sociais.
  • E restrições financeiras no encaminhamento das demandas ruralistas.
46

A manutenção da produtividade de grãos por hectare tem sido obtida, entre outros, graças ao aumento do uso de fertilizantes. Contudo, a incapacidade de regeneração do solo no longo prazo mostra que, mesmo aumentando o uso de fertilizantes, não é possível alcançar a mesma produtividade por hectare.

PORTO-GONÇALVES, C. W. A globalização da natureza e a natureza da globalização. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006 (adaptado).


No contexto descrito, uma estratégia que tem sido utilizada para a manutenção dos níveis de produtividade é o(a)

  • A elevação do valor final do produto.
  • B adoção de políticas de subvenção.
  • C ampliação do modelo monocultor.
  • D investimento no uso da biotecnologia.
  • E crescimento da mão de obra empregada.
47

A antiga Cidade Livre foi idealizada por Bernardo Sayão, em 1956, para ser um centro comercial e recreativo para os trabalhadores de Brasília. Ganhou esse nome porque lá era permitido não só residir como também negociar, com isenção de tributação. A perspectiva era de que a cidade desaparecesse com a inauguração de Brasília. Com isso, os lotes não foram vendidos, mas emprestados em forma de comodato àqueles interessados em estabelecer residência ou comércio. A partir de 1960, os contratos de comodato foram cancelados e os comerciantes, transferidos para a Asa Norte. Os terrenos desocupados foram invadidos por famílias de baixa renda. Em 1961, o governo, pressionado pelo movimento popular, cria oficialmente a cidade com o nome de Núcleo Bandeirante.

CARDOSO, H. H. P. Narrativas de um candango em Brasília. Revista Brasileira de História, n. 47, 2004 (adaptado).


Essa dinâmica expõe uma forma de desigualdade social comum nas cidades brasileiras associada à dificuldade de ter acesso

  • A às áreas com lazer gratuito.
  • B ao mercado imobiliário formal.
  • C ao transporte público eficiente.
  • D aos reservatórios com água potável.
  • E ao emprego com carteira assinada.
48

Os objetivos da ONU, de acordo com o disposto no capítulo primeiro de sua Carta, são quatro: 1) manter a paz e segurança internacionais; 2) desenvolver ações amistosas entre as nações, com base no respeito ao princípio de igualdade de direitos e de autodeterminação dos povos; 3) conseguir uma cooperação internacional para resolver os problemas internacionais de caráter econômico, social, cultural ou humanitário; 4) ser um centro destinado a harmonizar a ação das nações para a consecução desses objetivos comuns.

GONÇALVES, W. Relações internacionais. Rio de Janeiro: Zahar, 2008 (adaptado).


De acordo com os objetivos descritos, o papel do organismo internacional mencionado consiste em

  • A regular o sistema financeiro global
  • B mediar conflitos de ordem geopolítica.
  • C legitimar ações de expansionismo territorial.
  • D promover a padronização de hábitos de consumo.
  • E estabelecer barreiras à circulação de mercadorias.
49

O Morro do Vidigal é um clássico do Rio de Janeiro. A vista dá para Ipanema e a favela é pequena e relativamente segura. Aos poucos, casas de um padrão mais alto estão sendo construídas. Artistas plásticos e gringos compraram imóveis ali. Os moradores recebem propostas atraentes e se mudam. Não são propostas milionárias. Apenas o suficiente para se transferirem para um lugar mais longe e um pouco melhor. Os novos habitantes, aos poucos, impõem uma nova rotina e uma nova cara.

NOGUEIRA, K. O que é gentrificação e por que ela está gerando tanto barulho no Brasil. Disponível em: www.diariodocentrodomundo.com.br. Acesso em: 7 jul. 2015 (adaptado).


O texto discute um processo em curso em várias cidades brasileiras. Uma consequência socioespacial desse processo é a

  • A expansão horizontal da área local.
  • B expulsão velada da população pobre.
  • C alocação imprópria de recursos públicos.
  • D privatização indevida do território urbano.
  • E remoção forçada de residências irregulares.
50

Na África, os europeus morriam como moscas; aqui eram os índios que morriam: agentes patogênicos da varíola, do sarampo, da coqueluche, da catapora, do tifo, da difteria, da gripe, da peste bubônica, e possivelmente da malária, provocaram no Novo Mundo o que Dobyns chamou de “um dos maiores cataclismos biológicos do mundo”. No entanto, é importante enfatizar que a falta de imunidade, devido ao seu isolamento, não basta para explicar a mortandade, mesmo quando ela foi de origem patogênica.

CUNHA, M. C. Índios no Brasil: história, direitos e cidadania. São Paulo: Claro Enigma, 2012.


Uma ação empreendida pelos colonizadores que contribuiu para o desastre mencionado foi o(a)

  • A desqualificação do trabalho das populações nativas.
  • B abertura do mercado da colônia às outras nações.
  • C interdição de Portugal aos saberes autóctones.
  • D incentivo da metrópole à emigração feminina.
  • E estímulo dos europeus às guerras intertribais.

Meio Ambiente

51

Nos tratamentos de água para consumo humano há a necessidade de uso de produtos químicos.


Considere os produtos químicos abaixo:

I. H2SO4

II. Aℓ2(SO4)3

III. FeCℓ3

IV. KMnO4


São utilizados no tratamento de água APENAS

  • A I e IV.
  • B I e II.
  • C III e IV.
  • D II e III.
  • E II IV.
52

São considerados recursos naturais os bens extraídos da natureza de forma direta ou indireta e transformados para a utilização na vida do ser humano.


A esse respeito, avalie o que se afirma.


I. O solo terrestre é considerado um recurso natural, pois nele é possível encontrar outros recursos minerais, além de cultivar alimentos.

II. Do ponto de vista de sua origem e interação com a economia, os recursos naturais podem ser classificados em bióticos e abióticos, renováveis e não renováveis.

III. Do ponto de vista ecológico, os recursos naturais abióticos não renováveis são os que estão fora da lista do esgotamento, pois dependem do avanço tecnológico para a sua produção e exploração.

IV. O mundo está se movendo para um novo e melhor padrão de produção e consumo, que demandará o uso mais inteligente dos recursos naturais, visando atender o que se almeja no desenvolvimento sustentável.


Está correto apenas o que se afirma em

  • A I e II.
  • B II e III.
  • C III e IV.
  • D I, II e IV.
53

O desenvolvimento sustentável requer o planejamento e o reconhecimento de que os recursos do planeta são finitos. O conceito de desenvolvimento sustentável procura equilibrar os objetivos entre o desenvolvimento econômico, a conservação ambiental e o desenvolvimento social.


A esse respeito, associe corretamente as colunas, relacionando o tipo do desenvolvimento sustentável à sua característica.


TIPOS

(1) Cultural

(2) Ambiental

(3) Econômica

(4) Sociopolítica


CARACTERÍSTICAS

( ) Conjunto de medidas e de políticas que visam a incorporação de preocupações e conceitos ambientais e sociais.

( ) Orientada para o desenvolvimento humano, para a estabilidade das instituições públicas e culturais, bem como para a redução de conflitos sociais.

( ) Leva em consideração como os povos encaram os seus recursos naturais e, sobretudo, como são construídas as relações com outros povos em curto e em longo prazo.

( ) Consiste na manutenção das funções e dos componentes dos ecossistemas para assegurar que continuem viáveis – capazes de se autorreproduzir e se adaptar às alterações.


A sequência correta dessa associação é

  • A (1); (2); (3); (4).
  • B (3); (4); (1); (2).
  • C (2); (1); (4); (3).
  • D (4); (3); (2); (1).
54

Segundo a Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento da Organização das Nações Unidas (1972), a definição mais aceita para desenvolvimento sustentável é a que diz respeito ao desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro.


Sobre o Desenvolvimento Sustentável, informe se é verdadeiro (V) ou falso (F) o que se afirma.


( ) Entre as metas do desenvolvimento sustentável está a redução da concentração de gases poluentes na atmosfera, provocados pela combustão de carvão e de derivados de petróleo.

( ) O desenvolvimento sustentável somente existe quando são cumpridos os requisitos ambientais para a continuidade, através do tempo, dos padrões de produção e do consumo desejados; nesse sentido, opõe-se ao crescimento econômico puro e exclusivo.

( ) O desenvolvimento sustentável sugere qualidade em vez de quantidade, com redução do uso de matérias-primas e produtos, o aumento da reciclagem e a reutilização; essa concepção foi criada através do desenvolvimento econômico da civilização industrial.

( ) Acabar com a pobreza em todas as suas formas e lugares, acabar com a fome, alcançar segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável são alguns dos objetivos do desenvolvimento sustentável para os próximos anos.


De acordo com as afirmações, a sequência correta é

  • A (V); (V); (F); (V).
  • B (F); (F); (V); (V).
  • C (V); (V); (F); (F).
  • D (F); (F); (V); (V).
55

Leia, atentamente, o texto a seguir, de Taguchi (2015, p.40).


A nova revolução verde


Onze anos atrás, o agrônomo americano Norman Bourlag, Prêmio Nobel da Paz (1970) e criador do Prêmio Global da Alimentação (1986), declarou: “Após o avanço da soja pelo cerrado, o embrião da próxima revolução do Brasil rural começa a se desenvolver. É a integração sustentável entre a agricultura e a pecuária.” Bourlag se referia a um processo pouco viável de ser praticado em seu país, mas necessário em regiões de clima tropical. O agrônomo (...) afirmou que os sistemas de integração não são, para os países tropicais, uma opção, mas uma regra básica de sustentabilidade. A integração visa à redução de custos de produção, agregação de valores, uso intensivo da área com aumento de produtividade e a melhoria da qualidade de vida do produtor rural. Mas o que Bourlag não imaginaria é que, junto com os produtores rurais, os cientistas ainda adicionariam nessa conta as florestas. Ainda não existem dados oficiais no Brasil sobre a área implantada com sistemas de integração, mas, a cada ano, mais propriedades aderem à pratica em busca de sustentabilidade.


De acordo com o texto e com os conceitos de sustentabilidade e desenvolvimento sustentável, é correto afirmar que a

  • A integração visa uma atuação ampla entre agricultura, pecuária e ainda as áreas de floresta, promovendo a prática da sustentabilidade.
  • B integração sustentável é uma medida necessária, viável somente para a recuperação de áreas com pastagens e solos degradados.
  • C integração sustentável só pode ser usada em regiões de clima tropical devido à ação intensiva do clima sobre o solo, o que não acontece em outras regiões climáticas.
  • D visão dos sistemas de integração presente no texto acima está indo na contramão dos ideais de sustentabilidade, visando rentabilidade em detrimento da preservação do meio ambiente.
56

Para Prado (2005, p.1) “a interação positiva dos aspectos físico-hídricos e químicos dos solos é decisiva para qualificar um ambiente ou produção.Considerando as características dos diversos solos do Brasil, podemos qualificá-los (ou desqualificá-los) em termos de ambientes de produção”.


Sobre os solos no Brasil, é correto afirmar que os

  • A plintossolos são muito profundos; na região Amazônica e no Estado de Tocantins ocorrem as maiores áreas desses solos.
  • B argissolos disponibilizam água por mais tempo que os latossolos e, em comum, todos os argilosos apresentam resistência à erosão.
  • C nitossolos vermelhos eutroférricos (terras roxas estruturadas), mesmo com adequada disponibilidade de água, são pouco férteis e sua maior ocorrência é no litoral do Nordeste.
  • D latossolos, que predominam no Brasil, apresentam limitação de disponibilidade hídrica; latossolos tropicais, submetidos à alternância entre estações chuvosas e secas, também experimentam a laterização.
57

Sobre a formação dos solos, é correto afirmar que

  • A eles são a película delgada de material terroso que recobre as terras emersas e são formados pelo intemperismo físico das rochas.
  • B não é fácil defini-los, porque além de serem material complexo, sua formação está ligada à ação dos seres vivos, que lhes dão composição diferenciada.
  • C para a humanidade, eles constituem um recurso tão importante quanto a água e o ar, e esses dois elementos são responsáveis pela sua formação.
  • D sua gênese está ligada ao intemperismo: a desintegração física e a decomposição química das rochas pela ação do calor e da umidade e por agentes biológicos.
58

Sobre a natureza e meio ambiente e a proteção dos ecossistemas, no Brasil, é correto afirmar que

  • A o Pampa é, nos dias atuais, o bioma com menor número de unidades de conservação e o de maior vulnerabilidade no território.
  • B o bioma de maior interesse ambiental, ecológico e econômico é o Pantanal, devido a sua grande biodiversidade, necessitando, portanto, de mais áreas protegidas.
  • C a megabiodiversidade do território brasileiro e as necessidades de uso humano do espaço justificam a criação das unidades de conservação (UC), com funções e finalidades variadas.
  • D a criação das UC tornou-se necessária devido a tratados e acordos nas reuniões de cúpula, a começar pela ECO 92, realizada no Rio de Janeiro, na qual as preocupações com os destinos ambientais do planeta ficaram em evidência.
59

As Unidades de Conservação (UC) foram criadas com o objetivo de proteger as áreas naturais e elas apresentam algumas particularidades entre si.


Associe as colunas, relacionando corretamente a Unidade de Conservação à sua particularidade.


UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

(1) Parque Nacional

(2) Floresta Nacional

(3) Reserva Biológica

(4) Áreas de Proteção Ambiental


PARTICULARIDADES

( ) Áreas onde predominam as espécies nativas, visando o uso sustentável e diversificado dos recursos florestais e a pesquisa científica.

( ) Tem o objetivo de proteger a diversidade biológica, ordenar o processo de ocupação humana e assegurar a sustentabilidade do uso dos recursos naturais.

( ) Área destinada à preservação dos ecossistemas naturais e sítios de beleza cênica; é a categoria que possibilita maior interação entre os visitantes e a natureza.

( ) Área destinada à preservação da diversidade biológica; a única interferência direta permitida é a realização de medidas de recuperação de ecossistemas alterados.


A sequência correta dessa associação é

  • A (1); (3); (4); (2).
  • B (4); (1); (2); (3).
  • C (2); (4); (1); (3).
  • D (3); (2); (4); (1).
60

Produzir para atender as necessidades da sociedade implica no uso de recursos naturais. Para obtê-los, geramos impactos na natureza e na sociedade. Criamos, então, caminhos para gerir o uso dos recursos e amenizar os impactos sobre o meio ambiente e a sociedade.


Nesse sentido, o Estudo do Impacto Ambiental (EIA) é um documento técnico que objetiva realizar avaliação ampla e completa dos impactos sociais e ambientais causados pela instalação e operação de determinado empreendimento ou atividade e indicar as devidas medidas mitigadoras e/ou compensatórias em função de suas atividades. O Relatório de Impacto Ambiental (RIMA) é um documento público que confere transparência ao EIA. Favorece que qualquer interessado tenha acesso à informação do assunto e exerça controle social.


A esse respeito, informe se é verdadeiro (V) ou falso (F) o que se afirma a seguir.


( ) EIA/RIMA são documentos necessários para a obtenção da licença prévia.

( ) Normalmente estes estudos são realizados por equipes de profissionais das mais variadas áreas; são equipes multidisciplinares.

( ) São documentos indispensáveis ao empreendimento ou à atividade para os quais foram elaborados, mas um não completa o outro.

( ) São estudos e relatórios cobrados no licenciamento ambiental somente para os empreendimentos ou atividades que provoquem grandes impactos ambientais.


De acordo com as afirmações, a sequência correta é

  • A (F); (F); (V); (V).
  • B (V); (F); (V); (F).
  • C (F); (V); (F); (V).
  • D (V); (V); (F); (F).
Voltar para lista