Resolver o Simulado Enfermeiro

0 / 30

Literatura

1
Os parnasianos acreditavam que, apoiando-se nos modelos clássicos, estariam combatendo os exageros de emoção e fantasia do Romantismo e, ao mesmo tempo, garantindo o equilíbrio que almejavam. Propunham uma poesia objetiva, de elevado nível vocabular, racionalista, bem-acabada do ponto de vista formal e voltada para temas universais. Esse racionalismo, que enfrentava os “exageros de emoção” e fixava-se no formalismo, fica bem claro na seguinte estrofe parnasiana de Olavo Bilac:
  • A E eu vos direi: “Amai para entendê-las!/Pois só quem ama pode ter ouvido/Capaz de ouvir e de entender estrelas.”
  • B Não me basta saber que sou amado,/Nem só desejo o teu amor: desejo/Ter nos braços teu corpo delicado,/Ter na boca a doçura de teu beijo.
  • C Pois sabei que é por isso que assim ando:/Que é dos loucos somente e dos amantes/Na maior alegria andar chorando.
  • D Mas que na forma se disfarce o emprego/Do esforço; e a trama viva se construa/De tal modo, que a imagem fique nua,/Rica, mas sóbria, como um templo grego.
  • E Esta melancolia sem remédio,/Saudade sem razão, louca esperança/Ardendo em choros e findando em tédio.
2
Identifique a única alternativa em que a relação escola literária – características - autor está incorreta:
  • A Realismo - luta por causas sociais e critica os valores burgueses – Raul Pompéia.
  • B Parnasianismo – o importante é a arte pela arte, versos perfeitos, rimas ricas – Olavo Bilac.
  • C Simbolismo - fala de espiritualidade com muitas metáforas, em poemas que parecem descrições de sonho - Cruz e Sousa.
  • D Modernismo - valoriza a linguagem cotidiana, a liberdade de expressão e a brasilidade - Jorge Amado.
  • E Arcadismo - valoriza a razão, a linguagem simples e usa temas ligados ao campo – Gregório de Matos Guerra.
3

Assinale a opção em que há correspondência do estilo literário com seus representantes cearenses.

  • A Realismo: Adolfo Caminha, Ribeiro Couto
  • B Modernismo: Raquel de Queiroz, Domingos Olímpio
  • C Pós-Modernismo: Antônio Sales, Maria Thereza Leite
  • D Romantismo: José de Alencar, Juvenal Galeno
4

Sobre as características das escolas literárias brasileiras, é INCORRETO afirmar que:

  • A O Realismo centraliza na caracterização das personagens, com o propósito de denunciar o caráter humano e a hipocrisia da sociedade burguesa do século XIX.
  • B A Escola Naturalista apresenta obras cujas personagens exemplificam a corrente filosófica denominada Determinismo, proposta Hippolyte Taine, para o qual a hereditariedade e o meio social explicam o comportamento humano.
  • C As personagens românticas são representativas das camadas sociais que viviam à margem: prostitutas, policiais, moradores dos cortiços, enfim, tipos humanos em embate com a sociedade burguesa.
  • D O Naturalismo brasileiro explorou personagens simples, patológicas, mórbidas e doentias.

Português

5
Instrução: A questão refere-se ao romance a máquina de fazer espanhóis, de Valter Hugo Mãe.

Assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as seguintes afirmações sobre o romance.


( ) O pano de fundo histórico da narrativa é a ditadura salazarista, que durou quatro décadas em Portugal.

( ) O Lar da Feliz Idade presentifica o tema da velhice, em uma sociedade que busca a longevidade, mas não sabe o que fazer com os velhos.

( ) O romance dialoga com obras de autores portugueses, como Fernando Pessoa e José Saramago.

( ) Antônio Silva constrói a própria narrativa, sugerindo, por vezes, estar escrevendo um livro.


A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

  • A V – V – V – V.
  • B V – V – F – V.
  • C F – F – V – V.
  • D F – V – F – F.
  • E V – F – V – F.
6
Instrução: A questão refere-se ao romance a máquina de fazer espanhóis, de Valter Hugo Mãe.

Assinale a alternativa correta sobre o romance.

  • A Antônio Silva, aos 84 anos, narra a própria história, com precisão e linearidade.
  • B Antônio, após a morte da esposa Laura, é internado em um lar para idosos, ao qual se adapta rapidamente.
  • C A relação de Antônio com os filhos, Ricardo e Elisa, estreita-se depois da morte de Laura.
  • D Um incêndio no andar de cima fecha o Lar da Feliz Idade temporariamente.
  • E Antônio cria, com Pereira, Cristiano Silva, Anísio Franco, João Esteves e Américo Setembro, laços de amizade e companheirismo.
7
Instrução: A questão refere-se ao romance Diário da queda, de Michel Laub.

Considere as seguintes afirmações sobre o romance.


I - O diário escrito pelo narrador desdobra-se em três confissões geracionais: memórias do avô, do pai e do filho.

II - O título do romance permite múltiplas interpretações da palavra “queda”: o suicídio do avô, o incidente com João, o alcoolismo do narrador, a doença do pai.

III- Os acontecimentos históricos da Shoah marcam a trajetória e o relato do narrador, apontando para a complexidade da tradição judaica.


Quais estão corretas?

  • A Apenas I.
  • B Apenas II.
  • C Apenas I e III.
  • D Apenas II e III.
  • E I, II e III.
8
Instrução: A questão refere-se ao romance Diário da queda, de Michel Laub.

Assinale a alternativa correta sobre o romance.

  • A O romance apresenta estrutura de diário com datas e locais precisos.
  • B O narrador pertence a uma família de tradição judaica, o que marca fortemente sua relação com o pai e sua concepção de mundo.
  • C O narrador conta sua experiência de estudar em uma escola não judaica, onde conhece João, que se torna seu melhor amigo.
  • D O acidente que acontece com João, na festa de aniversário de 13 anos do narrador, marca a vida de ambos.
  • E A mãe do narrador é uma vaga lembrança, pois ela morreu antes dos 40 anos.
9

Leia a crônica Ovo frito, de Rubem Alves (1933-2014).


Gosto muito de ovo. Ovo frito. Ovo escaldado, com pão torrado. Coisa boba, o fato é que comecei a pensar sobre as razões por que gosto de ovo. Lembrei-me... Meu pai era viajante. Passava a semana fora de casa. Voltava às sextas-feiras, no trem das oito. Noite escura, o trem das oito vinha apitando na curva, resfolegando de cansado, expelindo enxames de vespas vermelhas, chamuscava uma paineira, entrava na reta, passava a dez metros da nossa casa, todos nós estávamos lá, o pai com a cabeça de fora, sorrindo, e todos corríamos para a estação. Ele vinha com fome e sujo. Água quente não havia. Mas não tinha importância. Da leitura do Evangelho havíamos aprendido de Jesus, no lava-pés, que quem está com os pés limpos tem o corpo inteiro limpo. A coisa, então, era lavar os pés. E esse era o costume geral lá em Minas. Minha mãe esquentava água no fogão de lenha, punha numa bacia e eu lavava os pés do meu pai. Depois de limpo, ele se assentava à mesa e o que tinha para comer era sempre a mesma coisa: arroz, feijão, molho de tomate e cebola, ovo frito e pão. Ele me punha assentado ao joelho e comia junto. Ah, como é gostoso comer pão ensopado no molho de tomate, pão lambuzado no amarelo mole do ovo! Era um momento de felicidade. Nunca me esqueci. Acho que quando enfio o pão no amarelo mole do ovo eu volto àquela cena da minha infância. Os poetas, somente os poetas, sabem que um ovo é muito mais que um ovo...


Assinale com V (verdadeiro) ou F (falso) as seguintes afirmações sobre a crônica.


( ) Defende a importância de comer ovos.

( ) Relata que o trem em que o pai chegava trazia também criadores de vespas.

( ) Mostra que lavar os pés antes das refeições era um hábito importante, quase sagrado.

( ) Apresenta a memória como elemento essencial para a literatura.


A sequência correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é

  • A V – V – F – F.
  • B V – V – V – V.
  • C F – F – V – V.
  • D F – V – F – V.
  • E F – F – V – F.
10

Leia o poema “Um dia, de repente”, escrito pela poeta porto-alegrense Lara de Lemos (1923-2010).


Um dia, de repente,

arrastam-nos à força

para um lugar incerto.


Um dia, de repente,

desnudam-nos impudica/

mente.


Um dia, de repente,

é o duro frio

do escuro catre.


Um dia, de repente,

somos apenas um ser vivo:

verme ou gente?


Considere as seguintes afirmações sobre o poema.


I - O poema recupera o episódio de encarceramento, ocorrido com Lara de Lemos, durante a ditadura civil-militar no Brasil.

II - O poema é construído na primeira pessoa do plural, reforçando a solidariedade do sujeito lírico com todos que viveram a mesma situação.

III- A repetição de “Um dia, de repente” revive a arbitrariedade das prisões e da tortura.


Quais estão corretas?

  • A Apenas I.
  • B Apenas II.
  • C Apenas I e III.
  • D Apenas II e III.
  • E I, II e III.

Enfermagem

11
Segundo a Lei n° 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre a regulamentação da Enfermagem, é atribuição do Técnico de Enfermagem participar no planejamento da assistência de enfermagem, sob orientação e supervisão de:
  • A Médico e Enfermeiro
  • B Enfermeiro e, na sua ausência, do responsável com nível superior da instituição
  • C Enfermeiro
  • D Médico
12
Assinale a alternativa correta. É um dever do profissional de Enfermagem, segundo o Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem vigente:
  • A Participar da Comissão de Ética de Enfermagem e de comissões interdisciplinares da instituição em que trabalha
  • B Abster-se de revelar informações confdenciais de que tenha conhecimento em razão de seu exercício profssional
  • C Suspender as atividades, individuais ou coletivas, quando o local de trabalho não oferecer condições seguras para o exercício profissional e/ou desrespeitar a legislação vigente, inclusive em situações de urgência e emergência
  • D Colaborar com o processo de fiscalização do exercício profissional e prestar informações fidedignas, permitindo o acesso a documentos e a área física institucional
13
A maioria dos sinais de alarme resulta do aumento da permeabilidade vascular, a qual marca o início do deterioramento clínico do paciente e a possível evolução para o choque por extravasamento de plasma. Assinale a alternativa que apresenta um sinal de alarme da Dengue
  • A Cefaléia
  • B Febre
  • C Hipotensão postural e/ou lipotimia
  • D Dor retrorbitária
14

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível, que afeta principalmente os pulmões, embora possa acometer outros órgãos e sistemas. No Brasil, a doença é um sério problema da saúde pública, pois anualmente, são notificados aproximadamente 70 mil casos novos e ocorrem 4,5 mil mortes em decorrência da tuberculose. Considerando a Tuberculose Pulmonar, analise as afirmativas abaixo, e dê valores Verdadeiro (V) ou Falso (F).


( ) O principal sintoma é a tosse na forma seca ou produtiva.

( ) O principal teste para diagnosticar a doença é o teste de Mitsuda.

( ) A principal maneira de prevenir a doença em crianças é com a vacina BCG (Bacilo Calmette-Guérin).

( ) A Prova Tuberculínica (PT) é importante na avaliação de contatos assintomáticos de pessoas com tuberculose, sendo utilizada em adultos e crianças.


Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de cima para baixo.

  • A V,F,V,V
  • B V,V,V,V
  • C F,V,V,F
  • D V,V,V,F
15

O Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNTN) é uma forma de rastreamento populacional, tendo como objetivo identificar distúrbios e doenças no recém-nascido, em tempo oportuno, para intervenção adequada, por meio da triagem neonatal a partir da matriz biológica, denominada “teste do pezinho”. Considerando o “teste do pezinho”, leia as frases e a seguir assinale a alternativa correta.


I. São doenças que podem ser detectadas no teste: fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, hemoglobinopatias e fibrose cística.

II. Recomenda-se que o período ideal de coleta da primeira amostra esteja compreendido entre o 3º e o 5º dia de vida da criança.

III. A coleta para o exame deve ser realizada a partir do 30º dia de vida da criança para evitar resultados falsos negativos.

IV. A punção deve ser executada numa das laterais da região plantar do calcanhar, locais com pouca possibilidade de se atingir o osso.

  • A Apenas as afrmativas I, III e IV estão corretas
  • B Apenas as afrmativas I, II e IV estão corretas
  • C Apenas as afrmativas I e IV estão corretas
  • D Apenas a afrmativa III está correta
16
A imunidade adquirida específica corresponde à proteção contra cada agente infeccioso ou antígeno, podendo ser adquirida de forma ativa ou passiva. É correto afirmar que, a imunidade adquirida de forma passiva é:
  • A Imediata, mas transitória, sendo conferida ao indivíduo mediante a administração parenteral de soro heterólogo/homólogo ou de imunoglobulina de origem humana (imunidade passiva artifcial) ou de anticorpos monoclonais
  • B Obtida pela administração de vacinas, que estimulam a resposta imunológica, para que esta produza anticorpos específicos
  • C Duradoura, pois há estimulação das células de memória, após uma infecção adquirida de forma natural
  • D Ocorre por meio da administração parenteral de vacinas ou soros e imunoglobulinas
17
Sobre a Vacina hepatite B (recombinante), assinale a alternativa correta.
  • A A vacina deve ser conservada entre +2ºC e +6ºC (sendo ideal +3ºC), podendo ser congelada
  • B O esquema de administração corresponde a duas doses, com intervalo de 30 dias entre a primeira e a segunda doses, sendo iniciada a partir do 9 meses de idade
  • C O volume da vacina a ser administrado é de 0,5 mL, por via intradérmica
  • D É apresentada sob a forma líquida em frasco unidose ou multidose, isolada ou combinada com outros imunobiológicos
18
Para realização de curativos de ferida aberta, assinale a alternativa incorreta.
  • A Os pacotes de gazes esterilizadas devem ser abertas em quantidade adequada e colocá-las no campo estéril do curativo com técnica asséptica
  • B Colocar as pinças sobre o campo do curativo com cabos voltados para aborda, manuseando-as pelo lado externo do campo
  • C Remover o curativo com uma pinça “dente de rato”, retornando-a ao campo do curativo com técnica asséptica
  • D Lavar a ferida com soro fisiológico 0,9% por meio de jato a uma distância de 20 centímetros, removendo resíduos, exsudatos, crostas e outros
19

O procedimento de heparinização de cateteres intravasculares é o preenchimento da luz desses cateteres com solução anticoagulante ou salinização com soro fisiológico a 0,9%. Considerando este procedimento, leia as afirmativas abaixo e a seguir assinale a alternativa correta.


I. O cateter, que será utilizado em um intervalo inferior a 24 horas, preencher com Soro Fisiológico 0,9%.

II. A solução de heparina na concentração de 100UI/mL é utilizada para heparinização de todos os cateteres, podendo variar de acordo com a idade, tipo de acesso venoso, condições do paciente e protocolo institucional.

III. A solução de heparina dos cateteres de longa permanência deve ser trocada a cada 90 dias.

IV. Uma das fnalidades deste procedimento é a manutenção da permeabilidade do acesso vascular.

  • A Apenas as afirmativas I, II e IV estão corretas
  • B Apenas as afirmativas II e III estão corretas
  • C Apenas a afirmativa IV está correta
  • D Apenas as afirmativas I e II estão corretas
20
A aplicação de medicamento por via intramuscular pode ser realizada em diferentes músculos. A aplicação pelo __________ deve ser realizada a partir da localização do processo acromial, medir dois a três dedos (correspondendo a 2,5 a 5 centímetros) abaixo. Aplicar o medicamento na região central do músculo. Assinale a alternativa que completa corretamente a lacuna.
  • A Vasto lateral da coxa
  • B Dorsoglúteo
  • C Ventroglúteo
  • D Deltóide

Português

21

Texto


O menino parado no sinal de trânsito vem em minha direção e pede esmola. Eu preferia que ele não viesse. [...] Sua paisagem é a mesma que a nossa: a esquina, os meios-fios, os postes. Mas ele se move em outro mapa, outro diagrama. Seus pontos de referência são outros.

Como não tem nada, pode ver tudo. Vive num grande playground, onde pode brincar com tudo, desde que “de fora”. O menino de rua só pode brincar no espaço “entre” as coisas. Ele está fora do carro, fora da loja, fora do restaurante. A cidade é uma grande vitrine de impossibilidades. [...] Seu ponto de vista é o contrário do intelectual: ele não vê o conjunto nem tira conclusões históricas – só detalhes interessam. O conceito de tempo para ele é diferente do nosso. Não há segunda-feira, colégio, happy hour. Os momentos não se somam, não armazenam memórias. Só coisas “importantes”: “Está na hora do português da lanchonete despejar o lixo...” ou “estão dormindo no meu caixote...”[...]

Se não sentir fome ou dor, ele curte. Acha natural sair do útero da mãe e logo estar junto aos canos de descarga pedindo dinheiro. Ele se acha normal; nós é que ficamos anormais com a sua presença.

(JABOR, A. O menino está fora da paisagem. O Estado de São

Paulo, São Paulo, 14 abr. 2009. Caderno 2, p. D 10)

Em “Eu preferia que ele não viesse.” (1º§), nota-se um emprego mais coloquial da regência do verbo preferir, contrariando a norma culta. Isso se explica devido:
  • A ao uso de apenas um dos complementos exigidos pelo verbo.
  • B à presença de um complemento verbal na forma de oração.
  • C à ausência da preposição “a” antes do complemento verbal.
  • D ao emprego do conectivo “que” como ferramenta coesiva.
22

Assinale a alternativa em que a colocação de ambos os pronomes destacados nas expressões está de acordo com a norma-padrão.

  • A Nem sempre nos damos conta da importância de preservarmo-nos da exposição pública.
  • B Ainda encontram-se pessoas dispostas a fazer amigos fora das redes sociais, atitude que traria-lhes mais privacidade.
  • C Nos propomos ajudar em tudo e concentraremo-nos nas causas mais urgentes e humanitárias.
  • D Viam-se pessoas revoltadas, que não tinham conformado-se com a perda de suas casas durante o incêndio.
  • E Esforçam-se para que as mensagens do celular não distraiam-nos durante o expediente.
23

Leia o texto para responder à questão.


    A vida de Virginia Woolf (1882-1941), que sempre se orgulhou de ser autodidata, pode ser resumida através de uma das suas obras: A Viagem (The Voyage Out). Escrito 26 anos antes de ela morrer, foi seu primeiro romance, mas pode ser definido como o livro sobre a sua vida. Nele, a reconhecida autora britânica reflete sobre suas preocupações – as pessoais e as do momento social que lhe coube viver no começo do século XX –, suas paixões e suas insônias. E tudo isso com um estilo literário em constante experimentação, procurando sempre a identidade própria de personagens com grande sensibilidade e nostalgia.

    Desde seu início na literatura, Virginia Woolf sempre quis ampliar suas perspectivas de estilo para além da narração comum, com fios condutores guiados pelo processo mental do ser humano: pensamentos, consciência, visões, desejos e até odores. Perspectivas narrativas definitivamente incomuns, que incluíam estados de sono e prosa de livre associação. Sua técnica narrativa do monólogo interior e seu estilo poético se destacam como as contribuições mais importantes para o romance moderno.

    Com nove romances publicados e mais de 30 livros de outros gêneros, Virginia Woolf é considerada por muitos a autora que mais revolucionou a narrativa no século XX e que mais defendeu os direitos das mulheres por meio de seus textos.


(Alberto López. Virginia Woolf, a escritora premonitória inesgotável. El País. https://brasil.elpais.com. 25.01.2018. Adaptado)

Considerando-se o emprego do acento indicativo de crase, um substituto correto para a expressão destacada no trecho do texto está entre colchetes em:

  • A A vida de Virginia Woolf ... pode ser resumida através de uma das suas obras... [à partir]
  • B … foi seu primeiro romance, mas pode ser definido como o livro sobre a sua vida.... [à respeito da]
  • C … a reconhecida autora britânica reflete sobre suas preocupações... [dedica-se à reflexão]
  • D Perspectivas narrativas definitivamente incomuns, que incluíam estados de sono... [às quais]
  • E ... a autora que ... mais defendeu os direitos das mulheres por meio de seus textos. [se voltou à defender]
24

Leia o texto para responder à questão.


    A vida de Virginia Woolf (1882-1941), que sempre se orgulhou de ser autodidata, pode ser resumida através de uma das suas obras: A Viagem (The Voyage Out). Escrito 26 anos antes de ela morrer, foi seu primeiro romance, mas pode ser definido como o livro sobre a sua vida. Nele, a reconhecida autora britânica reflete sobre suas preocupações – as pessoais e as do momento social que lhe coube viver no começo do século XX –, suas paixões e suas insônias. E tudo isso com um estilo literário em constante experimentação, procurando sempre a identidade própria de personagens com grande sensibilidade e nostalgia.

    Desde seu início na literatura, Virginia Woolf sempre quis ampliar suas perspectivas de estilo para além da narração comum, com fios condutores guiados pelo processo mental do ser humano: pensamentos, consciência, visões, desejos e até odores. Perspectivas narrativas definitivamente incomuns, que incluíam estados de sono e prosa de livre associação. Sua técnica narrativa do monólogo interior e seu estilo poético se destacam como as contribuições mais importantes para o romance moderno.

    Com nove romances publicados e mais de 30 livros de outros gêneros, Virginia Woolf é considerada por muitos a autora que mais revolucionou a narrativa no século XX e que mais defendeu os direitos das mulheres por meio de seus textos.


(Alberto López. Virginia Woolf, a escritora premonitória inesgotável. El País. https://brasil.elpais.com. 25.01.2018. Adaptado)

Está escrito em conformidade com a concordância da norma-padrão este livre comentário sobre o texto:

  • A As personagens de Virginia Woolf dispõe de grande sensibilidade e densidade.
  • B As inquietações que couberam a ela registrar em seu livro tem origem autobiográfica.
  • C A escritora sempre buscou meios para que suas perspectivas de estilo se ampliasse.
  • D Trata-se de obras densas, que enfocam a natureza humana em sua complexidade.
  • E A narrativa no século XX foi revolucionado pelos escritos de Virginia Woolf.
25

Atenção: Para responder à questão, baseie-se no texto abaixo.


Os intelectuais e a escrita


    Poderia uma função social para os intelectuais − quer dizer, poderiam os próprios intelectuais − ter existido antes da invenção da escrita? Dificilmente. Sempre houve uma função social para xamãs, sacerdotes, magos e outros servos e senhores de ritos, e é de supor que também para aqueles que hoje chamaríamos de artistas. Mas como existir intelectuais antes da invenção de um sistema de escrita e de números que precisava ser manipulado, compreendido, interpretado, aprendido e preservado? Entretanto, com o advento desses modernos instrumentos de comunicação, cálculo e, acima de tudo, memória, as exíguas minorias que dominavam essas habilidades provavelmente exerceram mais poder social durante uma época do que os intelectuais jamais voltaram a exercer.
    Os que dominavam a escrita, como nas primeiras cidades das primeiras economias agrárias da Mesopotâmia, puderam se tornar o primeiro “clero”, classe de governantes sacerdotais. Até os séculos XIX e XX, o monopólio da capacidade de ler e escrever no mundo alfabetizado e a instrução necessária para dominá-la também implicavam um monopólio de poder, protegido da competição pelo conhecimento de línguas escritas especializadas, ritual ou culturalmente prestigiosa.
    De outro lado, a pena jamais teve mais poder do que a espada. Os guerreiros sempre conquistaram os escritores, mas sem estes últimos não poderia ter havido nem Estados, nem grandes economias, nem, menos ainda, os grandes impérios históricos do mundo antigo.

(Adaptado de: HOBSBAWM, Eric. Tempos fraturados. São Paulo: Companhia das Letras, 2013, p. 226-227)

São exemplos de uma mesma função sintática os elementos sublinhados na frase:

  • A Sempre houve uma função social para xamãs, sacerdotes, magos e outros servos.
  • B Mas como existir intelectuais antes da invenção da escrita?
  • C Os que dominavam a escrita puderam se tornar o primeiro clero.
  • D O monopólio da capacidade de ler e escrever no mundo alfabetizado e a instrução necessária para dominá-lo implicavam um monopólio de poder.
  • E Os guerreiros sempre conquistaram os escritores, mas sem estes últimos jamais poderia ter havido Estados.
26

Leia o texto abaixo e responda à questão.


O ANJO DA NOITE


    O guarda-noturno caminha com delicadeza, para não assustar, para não acordar ninguém. Lá vão seus passos vagarosos, cadenciados, cosendo a sua sombra com a pedra da calçada.
    Vagos rumores de bondes, de ônibus, os últimos veículos, já sonolentos, que vão e voltam quase vazios. O guarda-noturno, que passa rente às casas, pode ouvir ainda a música de algum rádio, o choro de alguma criança, um resto de conversa, alguma risada. Mas vai andando. A noite é serena, a rua está em paz, o luar põe uma névoa azulada nos jardins, nos terraços, nas fachadas: o guarda-noturno para e contempla.
    À noite, o mundo é bonito, como se não houvesse desacordos, aflições, ameaças. Mesmo os doentes, parece que são mais felizes: esperam dormir um pouco à suavidade da sombra e do silêncio. Há muitos sonhos em cada casa. É bom ter uma casa, dormir, sonhar. O gato retardatário que volta apressado, com certo ar de culpa, num pulo exato galga o muro e desaparece; ele também tem o seu cantinho para descansar. O mundo podia ser tranquilo. As criaturas podiam ser amáveis. No entanto, ele mesmo, o guarda-noturno, traz um bom revólver no bolso, para defender uma rua...
    E se um pequeno rumor chega ao seu ouvido e um vulto parece apontar da esquina, o guarda-noturno torna a trilhar longamente, como quem vai soprando um longo colar de contas de vidro.
    E recomeça a andar, passo a passo, firme e cauteloso, dissipando ladrões e fantasmas. É a hora muito profunda em que os insetos do jardim estão completamente extasiados, ao perfume da gardênia e à brancura da lua. E as pessoas adormecidas sentem, dentro de seus sonhos, que o guarda-noturno está tomando conta da noite, a vagar pelas ruas, anjo sem asas, porém armado.

(MEIRELES, Cecilia. Quadrante 2. In ww w.gotasdeliteraturabrasileira.blogspot.com )

Sobre a acentuação gráfica dos vocábulos do texto estão corretas as afirmativas abaixo, EXCETO:

  • A ônibus, últimos e veículos acentuam-se em obediência à mesma regra: são proparoxítonas.
  • B rádio acentua-se em obediência à mesma regra que justifica o acento gráfico em névoa e retardatário.
  • C revólver acentua-se pela mesma razão por que são acentuados os vocábulos âmbar e caráter.
  • D também e porém acentuam-se por serem oxítonas, ao contrário de temem e podem, que são paroxítonas.
  • E amáveis e gardênia acentuam-se por serem paroxítonas: a primeira por estar no plural e a segunda, no singular.
27

Atenção: Leia abaixo o Capítulo I do romance Dom Casmurro, de Machado de Assis, para responder à questão.

Uma noite destas, vindo da cidade para o Engenho Novo, encontrei num trem da Central um rapaz aqui do bairro, que eu conheço de vista e de chapéu. Cumprimentou-me, sentou-se ao pé de mim, falou da lua e dos ministros, e acabou recitando-me versos. A viagem era curta, e os versos pode ser que não fossem inteiramente maus. Sucedeu, porém, que como eu estava cansado, fechei os olhos três ou quatro vezes; tanto bastou para que ele interrompesse a leitura e metesse os versos no bolso.

– Continue, disse eu acordando.

– Já acabei, murmurou ele.

– São muito bonitos.

Vi-lhe fazer um gesto para tirá-los outra vez do bolso, mas não passou do gesto; estava amuado. No dia seguinte entrou a dizer de mim nomes feios, e acabou alcunhando-me Dom Casmurro. Os vizinhos, que não gostam dos meus hábitos reclusos e calados, deram curso à alcunha, que afinal pegou. Nem por isso me zanguei. Contei a anedota aos amigos da cidade, e eles, por graça, chamam-me assim, alguns em bilhetes: “Dom Casmurro, domingo vou jantar com você.” – “Vou para Petrópolis, dom Casmurro; a casa é a mesma da Renânia; vê se deixas essa caverna do Engenho Novo, e vai lá passar uns quinze dias comigo.” – “Meu caro dom Casmurro, não cuide que o dispenso do teatro amanhã; venha e dormirá aqui na cidade; dou-lhe camarote, dou-lhe chá, dou-lhe cama; só não lhe dou moça.

Não consultes dicionários. Casmurro não está aqui no sentido que eles lhe dão, mas no que lhe pôs o vulgo de homem calado e metido consigo. Dom veio por ironia, para atribuir-me fumos de fidalgo. Tudo por estar cochilando! Também não achei melhor título para a minha narração; se não tiver outro daqui até ao fim do livro, vai este mesmo. O meu poeta do trem ficará sabendo que não lhe guardo rancor. E com pequeno esforço, sendo o título seu, poderá cuidar que a obra é sua. Há livros que apenas terão isso dos seus autores; alguns nem tanto.

(ASSIS, Machado de. Dom Casmurro. São Paulo: Companhia das Letras, 2016, p. 79-80.)

...como eu estava cansado, fechei os olhos três ou quatro vezes... (1° parágrafo)


Em relação à oração que a sucede, a oração destacada expressa sentido de

  • A causa.
  • B comparação.
  • C consequência.
  • D proporção.
  • E conclusão.
28

Em todas as frases a seguir foram sublinhados o adjetivo e o termo substantivo a que ele se refere e com que concorda; assinale a frase em que essa referência está indicada corretamente.

  • A “Ser marido é um trabalho de tempo integral.”
  • B “A cachaça de Minas é das mais saborosas do país.”
  • C “Os maridos das mulheres de que gostamos são sempre uns imbecis.”
  • D “É preciso realmente que um homem morra para que outros possam apurar o seu justo valor.”
  • E “Há quem esteja disposto a morrer para fazer com que morram os seus inimigos.”
29

Assinale a frase em que a forma sublinhada está corretamente grafada.

  • A “Sabe-se lá por quê, quando faço a barba no banho, se tento cantarolar um motivo breve e atual, me corto.”
  • B “Marido e mulher amavam os hóspedes, porquê sem eles acabavam brigando.”
  • CPor que amou muito, Madalena teve seus pecados perdoados.”
  • D “Eis os crimes porque os homens devem ser punidos por Deus.”
  • E “Às vezes somos castigados sem saber porquê.”
30

“O homem nunca poderá ser igual a um animal: ou se eleva e torna-se melhor, ou se precipita e torna-se muito pior”.
Sobre as ocorrências do vocábulo se nesse pensamento, assinale a afirmativa correta.

  • A A primeira ocorrência mostra valor diferente da terceira.
  • B Todas as ocorrências possuem valor diferente.
  • C Todas as ocorrências exemplificam reciprocidade.
  • D Todas as ocorrências mostram valor de reflexividade.
  • E A segunda ocorrência tem valor diferente das demais.
Voltar para lista