Resolver o Simulado IADES - Nível Superior

0 / 30

Odontologia

1

Na fase de dentição mista, na idade dentária de 9 a 10 anos, o paciente em geral apresenta

  • A caninos e pré-molares com as coroas completas e cerca de 1/3 da formação radicular.
  • B caninos e pré-molares com as coroas completas, mas sem formação radicular.
  • C primeiros e segundos pré-molares mandibulares com coroas completas e 3/4 da formação radicular.
  • D terceiros molares na fase final de formação da coroa, mas sem raízes.
  • E caninos com coroas completas e mais de 2/3 das raízes.
2

De acordo com Angle, na maloclusão classe II, o(s) primeiro(s)

  • A molares estão em relação de oclusão normal, mas ocorre malposicionamento dentário na região anterior.
  • B molares estão em relação de oclusão normal e, na região de incisivos, ocorre overjet ou overbite acentuado.
  • C molar inferior está posicionado mesialmente em relação ao primeiro molar superior.
  • D molares estão em relação de oclusão normal, mas o paciente apresenta mordida profunda.
  • E molar inferior está posicionado distalmente em relação ao primeiro molar superior.
3

No que se refere à restauração com resinas compostas, é correto afirmar que, quanto

  • A maior o fator C da cavidade a ser restaurada, maior a contração do material e menor a previsibilidade de sucesso da restauração.
  • B menor o fator C da cavidade, maior o módulo de elasticidade do material e menor a geração de forças de contração.
  • C menor o fator C da cavidade, menor a contração volumétrica do material restaurador porque a quantidade de paredes livres é maior que a quantidade de paredes a serem aderidas.
  • D menor o fator C da cavidade, maior a possibilidade de dissipação de tensões geradas pela contração de polimerização e melhor a previsibilidade de sucesso da restauração.
  • E maior o fator C da cavidade, mais incrementos deverão ser utilizados para evitar a contração de polimerização.
4

Com relação aos adesivos dentinários, assinale a alternativa correta.

  • A Os adesivos dentinários do tipo 3 passos (condicionamento ácido+primer+adesivo) não são mais utilizados em razão da limitada força de adesão que apresentam.
  • B Os adesivos autocondicionantes apresentam, como desvantagem, uma menor capacidade de condicionamento ácido do esmalte.
  • C Os sistemas adesivos apresentam, como principal monômero bifuncional, o BIG-GMA, que é uma molécula com uma porção hidrofílica e outra porção hidrofóbica.
  • D Após a aplicação do sistema primer/adesivo, deve-se aguardar um tempo para que o solvente penetre entre as fibrilas de colágeno e forme as microrretenções.
  • E A adesão química dos adesivos à estrutura dentinária dá-se por meio de ligações covalentes entre os íons cálcio e o terminal carboxílico presente nos monômeros resinosos.
5

Após deslocamento completo (avulsão) de um incisivo central superior decíduo em uma criança, o procedimento correto é

  • A reimplantá-lo de imediato, independentemente do grau de rizólise.
  • B reimplantá-lo de imediato, somente se houver mais que 1/3 de raiz.
  • C reimplantá-lo de imediato, somente se houver mais que 2/3 de raiz.
  • D reimplantá-lo após lavagem com soro fisiológico somente se houver mais que 2/3 de raiz.
  • E não proceder o reimplante.
6

Durante o desenvolvimento dentário, distúrbios na morfodiferenciação podem afetar o tamanho, a forma e (ou) as estruturas dentárias. Acerca das anomalias de desenvolvimento dentário, assinale a alternativa correta.

  • A A geminação é a união de dois dentes já formados por meio do cemento.
  • B A concrescência é uma invaginação na superfície da coroa na região da fossa lingual.
  • C A amelogênese imperfeita é uma doença genética que afeta a formação do esmalte e da dentina quantitativa ou qualitativamente.
  • D A agenesia de dentes decíduos e permanentes é uma condição frequentemente observada na displasia ectodérmica anidrótica.
  • E A oligodontia é uma anomalia de número em que ocorre agenesia de mais de seis dentes, incluindo os terceiros molares.
7

Na prática cirúrgica, pode ser necessário realizar profilaxia de infecções metastáticas como a endocardite infecciosa (ou bacteriana). Quanto à profilaxia dessa infecção, considerando que está indicada a extração do dente 16 em um indivíduo adulto, assinale a alternativa correta.

  • A Se o paciente for portador de válvula cardíaca, a profilaxia da endocardite estará indicada e deve ser realizada com 1 g de amoxicilina por via oral, uma hora antes do procedimento.
  • B Se a cirurgia for complexa, pelo risco de comunicação bucossinusal, o planejamento inclui retalho, ostectomia e odontossecção; então, a profilaxia da endocardite pode ser realizada com 1 g de amoxicilina por via oral, uma hora antes do procedimento, mesmo em pacientes saudáveis.
  • C Se o paciente sofreu infarto há seis meses, a profilaxia da endocardite está indicada e deve ser realizada com 2 g de amoxicilina por via oral, uma hora antes do procedimento.
  • D Se o paciente relata endocardite bacteriana prévia e é alérgico à penicilina, a profilaxia da endocardite está indicada e pode ser realizada com clindamicina 600 mg por via oral, uma hora antes do procedimento.
  • E Se o paciente apresenta febre reumática em tratamento com penicilina há alguns meses, a profilaxia da endocardite pode ser realizada com 1 g de amoxicilina por via oral, uma hora antes do procedimento.
8

Um paciente de 32 anos de idade apresenta quadro de aumento de volume bem delimitado, flutuante na região de fundo de vestíbulo associado à raiz residual do dente 35.


Considerando os princípios que regem o tratamento da infecção de origem dentária, assinale a alternativa que apresenta o tratamento indicado para o quadro clínico descrito.

  • A Realizar a exodontia imediata, seguida pela incisão e drenagem no fundo de vestíbulo; a prescrição de antibióticos não é necessária.
  • B Se o paciente apresentou febre, linfadenopatia e fraqueza, proceder a internação hospitalar para antibioticoterapia venosa, seguida pela exodontia.
  • C Usar amoxicilina 500 mg a cada oito horas por via oral até o edema regredir e só então remover a raiz.
  • D Se o paciente for diabético, fazer uso de amoxicilina 500 mg a cada oito horas por via oral por dois dias, para depois realizar a exodontia e, por fim, a incisão e a drenagem.
  • E Realizar a exodontia associada ao uso de amoxicilina 500 mg a cada oito horas, durante os sete dias seguintes, por via oral.
9

Quanto às exodontias, assinale a alternativa correta.

  • A A extração de um molar superior com raízes muito divergentes pode ser feita de forma mais cautelosa, separando as raízes vestibulares da coroa, que é removida junto com a raiz palatina antes das raízes vestibulares.
  • B Para remoção de um dente 35 que apresente dilaceração, um retalho com incisão vertical vestibular na região do 34 está indicado para facilitar o acesso cirúrgico.
  • C O fórceps mais adequado para exodontia do dente 44 é o 150.
  • D O alvéolo seco ou osteíte alveolar é o retardo na cicatrização associado a infecção, tratado por medidas locais para controle da dor e por antibióticos sistêmicos.
  • E Os primeiros pré-molares inferiores apresentam risco de fraturas radiculares, pois a bifurcação das raízes vestibular e palatina ocorre, em geral, na metade ou no terço apical da raiz; por isso, o dente deve ser luxado ao máximo com a alavanca reta antes de se usar o fórceps 150.
10

Os músculos da expressão facial (ou da mímica) são estruturas anatômicas importantes relacionadas à relação interpessoal, à estética, à fonação, à propagação de infecção odontogênica, entre outros aspectos relevantes para o cirurgião-dentista. A respeito dos músculos da mímica, assinale a alternativa correta.

  • A O músculo elevador do ângulo da boca origina-se na fossa canina; abaixo da origem do músculo elevador do lábio superior, a secreção purulenta oriunda da necrose do canino superior pode formar um abscesso no espaço entre esses dois músculos.
  • B O músculo zigomático menor origina-se na face lateral do osso zigomático, insere-se no ângulo da boca e contrai-se no sorriso, dando à boca uma conformação arqueada.
  • C O processo inflamatório oriundo de um molar superior pode romper a cortical vestibular abaixo da origem do músculo bucinador; sendo assim, sua exteriorização será extrabucal, originando um flegmão geniano.
  • D O músculo orbicular do olho apresenta as porções orbital e palpebral, e as funções dele são abrir e fechar as pálpebras.
  • E O músculo platisma prende-se na mandíbula e cobre a parte lateral e posterior do pescoço; tem como função principal esticar a pele nessa região.
11

Um homem de 23 anos de idade procurou atendimento odontológico com queixa de aumento de volume indolor em fundo de vestíbulo e ausência do dente 38. Os exames de imagem revelaram área radiolúcida (hipodensa) unilocular bem delimitada, exibindo expansão da cortical óssea e envolvendo a coroa do elemento 38 que se encontrava deslocado próximo à base da mandíbula. O canal mandibular também encontrava-se deslocado para baixo pela lesão. A biópsia revelou cavidade cística única, e houve saída de líquido amarelado. O exame histopatológico revelou parede cística fibrosa revestida por epitélio cuja camada basal é composta por células colunares com núcleos hipercromáticos e polaridade reversa, e as células adjacentes lembram o retículo estrelado do órgão do esmalte.


Com base nesse caso clínico hipotético, assinale a alternativa que indica, respectivamente, o diagnóstico e o tratamento adequado.

  • A Cisto folicular/enucleação da lesão e extração do dente 38.
  • B Ceratocisto de envolvimento/enucleação da lesão e extração do dente 38.
  • C Mixoma odontogênico/ressecção da lesão com margem de segurança.
  • D Ameloblastoma intraósseo convencional/ressecção da lesão com margem de segurança.
  • E Ameloblastoma unicístico/enucleação da lesão e extração do dente 38.
12

Considere hipoteticamente que certa paciente de 25 anos de idade, gestante, apresenta lesão vermelha, lobulada, pediculada, localizada na papila gengival entre os dentes 42 e 43. A lesão está presente há aproximadamente três semanas, crescendo lentamente, sem dor, porém apresentando sangramento, especialmente durante a escovação dos dentes. O exame histopatológico revelou proliferação vascular semelhante ao tecido de granulação, com superfície ulcerada recoberta por membrana de fibrinopurulenta e com infiltrado inflamatório misto.


Com base no caso clínico apresentado, assinale a alternativa que corresponde ao diagnóstico da referida lesão.

  • A Granuloma tipo corpo estranho.
  • B Granuloma periférico de células gigantes.
  • C Hemangioma.
  • D Granuloma piogêncio.
  • E Hiperplasia papilar inflamatória.
13

Problemas durante o período de odontogênese poderão acarretar anomalias dentárias diversas. Quanto às alterações do desenvolvimento dos dentes, assinale a alternativa que apresenta, respectivamente, uma alteração da forma, uma alteração de tamanho e uma alteração de estrutura.

  • A Dilaceração, taurodontia e anquilose.
  • B Dente invaginado, macrodontia e geminação.
  • C Pérola de esmalte, microdontia e amelogênese imperfeita.
  • D Cúspide em garra, concrescência e odontodisplasia regional.
  • E Displasia dentinária, hipercementose e fusão.
14

O carcinoma de células escamosas corresponde a mais de 90% dos tumores malignos que envolvem a boca. A respeito desse tumor e das respectivas lesões precursoras, assinale a alternativa correta.

  • A A leucoplasia é uma condição pré-cancerosa incomum, cujo potencial de transformação maligna é de 4% (risco estimado em toda a vida).
  • B O exame histopatológico de um carcinoma de células escamosas bem diferenciado revela atipias, tais como pleomorfismo celular, hipercromatismo nuclear, mitoses típicas e atípicas, localizadas apenas na camada basal do epitélio oral.
  • C A localização mais comum do carcinoma de células escamosas intraoral é a gengiva, seguido pelo dorso da língua.
  • D A queilose actínica em geral precede o carcinoma de células escamosas no vermelhão dos lábios e ocorre quase 90% das vezes no lábio superior.
  • E As aberrações genéticas comumente identificadas nos carcinomas de células escamosas orais incluem anormalidades dos genes supressores de tumor, tais como p53 e p16.
15

Paciente adulto compareceu ao consultório, indicado pelo protesista, para retratamento endodôntico do dente 36, que necessitava de coroa protética em razão de uma fratura das cúspides da face vestibular. Ao exame clínico, não havia dor à percussão, nem à palpação; ausência de edemas e periodonto normal. Ao exame radiográfico, observou-se tratamento endodôntico insatisfatório em todos os aspectos.


Com base nessas informações, assinale a alternativa correta.

  • A Nos casos de retratamento endodôntico em que a obturação tem sido realizada com guta-percha e cimento endodôntico, deve-se iniciar a desobturação com calcadores aquecidos, até o terço médio; depois, com auxílio da substância irrigador e limas tipo-k, faz-se a desobturação do restante. A sequência das limas deve ser progressiva.
  • B A técnica de Clark, largamente utilizada em endodontia, tem como princípio que o objeto mais próximo da superfície vestibular parece mover-se em direção oposta ao movimento do cone ou tubo de raios X.
  • C Os cimentos endodônticos atuais, principalmente aqueles ditos resinosos, possuem uma grande capacidade adesiva, evitando assim a percolação da obturação.
  • D A instrumentação rotatória é capaz de reduzir diversos problemas clínicos como degraus, transportes e perfurações em canais curvos como os da raiz mesial do molar inferior. A conicidade única e o tape de 0.06 na região apical evitam as fraturas.
  • E A odontometria é uma das etapas fundamentais do tratamento endodôntico. A utilização de localizadores foraminais proporcionam melhor precisão ao término correto da obturação. As novas gerações de localizadores já corrigiram as limitações dos anteriores, como a impossibilidade de uso em retratamentos.
16

Paciente adulto compareceu ao consultório com edema facial na região do espaço canino. Ao exame clínico, observaram-se discreto edema localizado na região do dente 24, lesão de cárie oclusal, bolsa periodontal de 9 mm, por distal. O teste de sensibilidade foi negativo e os testes de percussão (horizontal e vertical) mostraram-se positivos. Ao exame radiográfico, verificaram-se comunicação da lesão de cárie com a câmara pulpar e lesão periapical difusa relacionada ao ápice do dente 24.


Considerando esse caso hipotético e os conhecimentos a ele relacionados, assinale a alternativa correta.

  • A As infecções endodônticas só podem ser totalmente debeladas com o tratamento endodôntico conjuntamente com os antibióticos sistêmicos.
  • B A presença de lesão endodôntica e periodontal combinadas no mesmo elemento leva ao tratamento da lesão periodontal antes da lesão endodôntica, para evitar uma contaminação do acesso pelas bactérias presentes na doença periodontal, o que agravaria o quadro já instalado.
  • C Nos casos de abscesso, a drenagem do conteúdo purulento é um fator importante para a remissão do quadro. Pode ser realizada através do canal endodôntico, por meio da sobreinstrumentação, ou por via cirúrgica, localizando o ponto de flutuação e colocando o dreno. A irrigação profusa, a medicação com hidróxido de cálcio e o selamento provisório são fundamentais para o sucesso da terapia.
  • D O pré-alargamento dos terços cervical e médio não influencia o manejo do terço apical. São realizados com a finalidade de modelagem do sistema.
  • E A obturação com cones únicos taper 0.06 pode ser usada tanto com instrumentação manual convencional quanto com instrumentação rotatória. Tal técnica permite uma melhor adaptação do cone às paredes do canal e evita os erros comuns da condensação lateral.
17

Considere hipoteticamente que determinado paciente adulto e jovem procurou a clínica odontológica relatando dor no dente 11. Ele informou que, durante uma partida de futebol há duas semanas, fraturou o dente, o qual ficou amolecido e sensível, mas não procurou qualquer serviço odontológico na ocasião. Apesar de o amolecimento ter desaparecido, a dor foi ficando mais intensa, mesmo sob efeito de analgésicos. Ao exame clínico, foi observada fratura horizontal do terço incisal sem envolvimento aparente da câmara pulpar, ausência de edema, e periodonto com aspecto normal.


Com base nas informações apresentadas, assinale a alternativa correta.

  • A Em casos de trauma dentário, quando há fratura coronária, não há necessidade de avaliação dos dentes vizinhos porque todo o impacto foi absorvido pelo dente fraturado, de modo que não serão observadas lesões periodontais ou pulpares tardias.
  • B A reabsorção radicular externa localizada derivada de uma subluxação é decorrente das alterações pulpares progressivas que podem comprometer a região periodontal. Nesses casos, há necessidade dos tratamentos endodôntico e periodontal concomitante para alcançar o sucesso almejado.
  • C A pulpite irreversível é caracterizada por uma total desorganização do tecido pulpar. Inicialmente a resposta é vascular, com aumento da permeabilidade vascular, e formação de edema. Em seguida, ocorre destruição da camada odontoblástica, modificação química da substância fundamental e intenso infiltrado leucocitário. A progressão do processo causa comprometimento vascular por causa da compressão dos vasos sanguíneos e linfáticos, comprometendo a vitalidade do tecido pulpar e o possível reparo.
  • D As medicações auxiliares do tratamento odontológico, como analgésicos, anti-inflamatórios e antibióticos de largo espectro, são fundamentais para o sucesso dos tratamentos de trauma dentário, principalmente nos casos com dor intensificada.
  • E O teste diagnóstico a frio é suficiente para avaliação da condição da vascularização pulpar, sendo que uma resposta negativa, logo após o trauma, é interpretada como necrose pulpar.
18

Considere hipoteticamente uma paciente de 54 anos de idade, portadora de diabetes tipo 2 bem compensada, com periodontite crônica severa generalizada. Após terapia periodontal básica (fase 1), seguida de reavaliação periodontal e segundo momento de raspagem e alisamento radicular, ela apresentou melhora significativa com redução da profundidade de bolsa e do sangramento à sondagem na maioria dos sítios, porém com redução discreta da profundidade de sondagem e persistência do sangramento em algumas poucas bolsas periodontais mais profundas no segundo sextante. Como terapia periodontal complementar, optou-se por realizar cirurgia periodontal de acesso para raspagem.


Considerando que a linha do sorriso é alta, e o tecido gengival é delgado, assinale a alternativa correta.

  • A Observa-se que a referida paciente não é candidata à cirurgia periodontal por ser portadora de diabetes tipo 2.
  • B Deve-se optar por um retalho do tipo envelope, com incisão intrasulcular e preservação de papila, sempre que possível.
  • C Pode-se optar por um retalho de Widman modificado, por se tratar de um retalho conservador, mas que remove a parede interna da bolsa periodontal.
  • D Deve-se optar por cirurgias para remoção das bolsas remanescentes, por meio de gengivectomia, de maneira a evitar a recidiva da doença periodontal.
  • E Deve-se optar por um retalho de Widman convencional, porque as incisões relaxantes favorecem a melhor visualização do campo operatório.
19

Acerca do controle químico do biofilme em pacientes periodontais, é correto afirmar que soluções à base de clorexidina

  • A possuem alta toxicidade sistêmica quando deglutidas, com potencial teratogênico, então seu uso em pacientes gestantes está contraindicado.
  • B são indicadas na fase inicial da terapia periodontal e no controle da placa após cirurgias, mas não para controle da cárie radicular, no qual os fluoretos são a terapia recomendada.
  • C apresentam como principais vantagens a fácil aceitação pelos pacientes, já que possuem sabor agradável e não apresentam efeitos colaterais indesejáveis.
  • D não devem ser prescritas por mais de trinta dias consecutivos, em função do risco de seleção de espécies bacterianas resistentes.
  • E com concentração 0,12% apresentam a mesma eficiência clínica no controle da placa e da gengivite que concentrações mais elevadas, como 0,2%.
20

Em 1999, a Academia Americana de Periodontia (AAP) promoveu o Workshop Internacional para Classificação das Doenças Periodontais, que modificou a maneira como as doenças periodontais são classificadas.


Considere a hipótese clínica de uma paciente de sexo feminino, 15 anos de idade, sem comprometimento sistêmico, que apresenta ausência de placa e cálculo visíveis, bolsas periodontais de 5 mm a 6 mm e defeitos ósseos angulares nos dentes 11, 21, 31, 36, 45 e 46, com perda de inserção média anual de 1,4 mm.


Nas definições da Nova Classificação das Doenças Periodontais (Armitage, 1999), é correto afirmar que a referida paciente apresenta periodontite

  • A agressiva localizada.
  • B agressiva generalizada.
  • C juvenil localizada.
  • D juvenil generalizada.
  • E crônica localizada.

Português

21

Embora muitas vezes seja lido como ficção, o novo jornalismo não é ficção. Ele é, ou deveria ser, tão fidedigno quanto a mais fidedigna reportagem, embora busque uma verdade mais ampla que a obtida pela mera compilação de fatos passíveis de verificação, pelo uso de aspas e observância dos rígidos princípios organizacionais à moda antiga.


Talese, GAY. Fama & Anonimato. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

Quanto ao “novo jornalismo”, citado no trecho apresentado, é correto afirmar que se trata de um gênero de texto

  • A que permite a apresentação dos fatos com riqueza de detalhes, descrição minuciosa dos personagens e percepções do autor.
  • B adequado para releases acerca de entrevistas coletivas.
  • C criado em decorrência do surgimento da internet.
  • D que se tornou padrão da imprensa brasileira na década de 1980.
  • E apropriado para trabalhos acadêmicos.
22

Texto 3

Falta de conscientização


(19/8/2015) Especialistas apontam a falta de conscientização da população como um dos principais limitadores para o aumento da doação de sangue no Brasil. Eles defendem que campanhas de incentivo à doação sejam feitas desde os primeiros anos de vida e que o assunto seja discutido nas escolas para reverter o atual cenário. “O Brasil não se prepara para captar o doador desde criança. Sem essa política, não construímos o doador do futuro. É preciso formarmos doadores com responsabilidade social real”, opina Yêda Maia de Albuquerque, presidente do Hemope (Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco), o principal do nordeste brasileiro.

Yêda queixa-se da falta de doadores voluntários, ou seja, aqueles que doam frequentemente sem se importar com quem vai receber o sangue. “Tenho muita doação de reposição (pessoas que doam para parentes e familiares em caso de urgência), o que não é ideal. Já o doador voluntário aumenta a qualidade do produto que a gente oferece, pois conseguimos monitorá-lo”, acrescenta.

Para Tadeu, da Fundação Hemocentro de Ribeirão Preto, o entendimento de que a doação de sangue seja um ato “social e contínuo” ainda não está totalmente presente na mentalidade do brasileiro. “É preciso um esforço educacional em escolas e por meio de campanhas públicas para garantir que as pessoas entendam a necessidade e se disponham a doar sangue regularmente”.

Além disso, de acordo com os especialistas, muitas pessoas ainda buscam doar sangue com o intuito de “obter vantagens”. “Tem gente que vem aqui com o simples objetivo de ganhar o dia de folga — previsto em lei. Ou mesmo para fazer um exame laboratorial e confirmar se tem alguma doença, como o HIV (vírus que transmite a Aids)”, admite Joselito Brandão, diretor médico do Instituto HOC de Hemoterapia, ligado ao Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo.


BARRUCHO, Luís Guilherme. Disponível em: <http://www.bbc.com

portuguese/noticias/2015/08/150812_sangue_doacoes_brasil_lgb>.

Acesso em: 20 dez. 2016 (fragmento), com adaptações.

Considerando as regras prescritas pela norma-padrão acerca da regência e da colocação pronominal e o fragmento “‘Tem gente que vem aqui com o simples objetivo de ganhar o dia de folga - previsto em lei. Ou mesmo para fazer um exame laboratorial e confirmar se tem alguma doença, como o HIV (vírus que transmite a Aids)’” (linhas de 29 a 32), assinale a alternativa correta.
  • A A construção pelo dia de folga deveria ser empregada no lugar da redação “o dia de folga”, caso o trecho “com o simples objetivo de ganhar” fosse substituído por qualquer um dos seguintes verbos no gerúndio: visando ou ansiando.
  • B A redação aonde prevê-se em lei poderia substituir a construção “previsto em lei”.
  • C A substituição do trecho “para fazer um exame laboratorial” pela redação para proceder a um exame laboratorial seria possível.
  • D A oração “Ou mesmo para fazer um exame laboratorial” poderia ser substituída pela redação Ou mesmo com vistas de fazer um exame laboratorial.
  • E A redação vírus que encarrega-se de transmitir a Aids poderia ser empregada no lugar do trecho “vírus que transmite a Aids”.
23

Com base nas regras de ortografia e de pontuação vigentes, assinale a alternativa correta.
  • A O emprego da vírgula seria possível logo após o termo “por um procedimento médico” (linha 3), entretanto tal inserção provocaria alteração do sentido original.
  • B Os conectivos sublinhados no período “Como não existe sangue sintético produzido em laboratórios, quem precisa de transfusão tem de contar com a boa vontade de doadores, uma vez que nada substitui o sangue verdadeiro retirado das veias de outro ser humano.” (linhas de 5 a 8) poderiam ser substituídos, respectivamente, pelas construções Por que e porque.
  • C O autor, caso decidisse acrescentar o prefixo hiper ao vocábulo sublinhado no período “Todos sabemos que é importante doar sangue.” (linha 9), deveria optar pela forma hiper-importante.
  • D O autor poderia deslocar a oração sublinhada no trecho “Mas, quando chega a nossa vez, sempre encontramos uma desculpa” (linhas de 9 a 11) para depois do termo “uma desculpa”, desde que não deixasse de observar a obrigatoriedade do uso da vírgula antes da conjunção “quando”.
  • E O uso da vírgula poderia ser empregado logo após o verbo sublinhado no período “Sempre é bom repetir que o sangue doado não faz a menor falta para o doador.” (linhas 15 e 16), caso o autor desejasse dar maior destaque à informação contida na última oração.
24

De acordo apenas com as regras de concordância prescritas pela norma-padrão, assinale a alternativa correta.
  • A O período “Ninguém está livre de precisar de uma transfusão de sangue.” (linhas 1 e 2) poderia ser substituído pela redação Nenhum de nós estamos livres de precisar de uma transfusão de sangue.
  • B Outra redação possível para o trecho “por um procedimento médico em que a transfusão seja absolutamente indispensável.” (linhas 3 e 4) seria por um procedimento médico no qual absolutamente necessário seja absolutamente a transfusão.
  • C Caso o autor julgasse conveniente substituir o termo sublinhado no período “Todos sabemos que é importante doar sangue.” (linha 9) pela expressão A maioria de nós, o verbo da primeira oração tanto poderia permanecer na primeira pessoa do plural quanto ser empregado na terceira pessoa do singular.
  • D A redação nesses últimos dias, tenho dedicado bastante horas ao trabalho e ando meio cansado poderia, se assim o desejasse o autor, substituir o trecho “nesses últimos dias, tenho trabalhado muito e ando cansado” (linhas 11 e 12).
  • E A substituição do período “Consequentemente, nada justifica que as pessoas deixem de doá-lo.” (linhas 16 e 17) pela redação Consequentemente, não podem haver motivos que justifiquem as pessoas deixarem de doá-lo. seria possível.
25

Texto 1



Com base apenas nas regras prescritas pela norma-padrão acerca da acentuação gráfica e do uso do sinal indicativo de crase, assinale a alternativa correta.
  • A A construção “Orientações para o doador” poderia ser substituída pela redação Orientações à toda pessoa que pretende doar.
  • B Caso o emissor decidisse explicitar o local de doação de sangue, poderia substituir a construção “Levar documento oficial de identidade com foto” por qualquer uma das seguintes redações: Levar à sua unidade de doação documento oficial de identidade com foto ou Levar a sua unidade de doação documento oficial de identidade com foto.
  • C Assim como o vocábulo “saúde”, também estão corretamente acentuados saída, gratuíto e rúbrica
  • D O emissor poderia substituir a expressão “alimentos gordurosos” pela redação alimentos que contém gordura.
  • E O trecho “nas três horas que antecedem a doação” poderia ser substituído por apenas uma das seguintes redações: nas três horas anteriores a doação ou à três horas antes da doação.

Raciocínio Lógico

26

Considere as seguintes proposições:
I – Se Jorge fala, então Mateus fica quieto; II – Mateus fica quieto ou Ana é bonita.
Se I é verdadeira e II é falsa, infere-se que

  • A Ana não é bonita ou Mateus não fica quieto, e Jorge fala.
  • B Ana não é bonita e Mateus não fica quieto e Jorge não fala.
  • C Ana é bonita e Mateus não fala, ou Jorge fala.
  • D Mateus fica quieto e Ana não é bonita e Jorge não fala.
  • E Mateus não fica quieto ou Ana é bonita, e Jorge fala.
27

Considere as proposições a seguir.
P: trabalhar mais de 30 anos; Q: aposentar-se com salário integral; R: ser mulher.
A sentença lógica (P˄R) → Q significa que

  • A aposentar-se com salário integral é necessário para ser mulher e trabalhar mais de 30 anos.
  • B aposentar-se com salário integral é suficiente para ser mulher e trabalhar mais de 30 anos.
  • C ser mulher ou trabalhar mais de 30 anos é necessário para aposentar-se com salário integral.
  • D ser mulher e trabalhar mais de 30 anos é necessário para aposentar-se com salário integral.
  • E ser mulher ou trabalhar mais de 30 anos é suficiente para aposentar-se com salário integral.
28

Com base nas premissas “todos os primos de Rita são médicos”, “alguns primos de Rita são pilotos” e “alguns advogados são primos de Rita”, é correto afirmar que

  • A todo piloto é médico.
  • B todo médico é advogado.
  • C algum advogado é piloto.
  • D algum primo de Rita não é advogado.
  • E alguns advogados são médicos.
29

Considere as proposições a seguir.
1) Se Amanda vai ao parque, não está calor; 2) Se está calor, Jorge toma um suco gelado; 3) Se Jorge vai ao parque, Amanda fica em casa.
Sabendo que Amanda não fica em casa e que Jorge toma um suco gelado, infere-se que

  • A está calor.
  • B Amanda vai ao parque.
  • C Jorge fica em casa.
  • D não está calor.
  • E Jorge não vai ao parque.
30

Considere as proposições a seguir.
1) Se Amanda vai ao parque, não está calor; 2) Se está calor, Jorge toma um suco gelado; 3) Se Jorge vai ao parque, Amanda fica em casa.
Sabendo que Amanda não fica em casa e que Jorge toma um suco gelado, infere-se que

  • A está calor.
  • B Amanda vai ao parque.
  • C Jorge fica em casa.
  • D Jorge não vai ao parque.
  • E não está calor.
Voltar para lista