Resolver o Simulado CONSULPLAN

0 / 73

Contabilidade Geral

1
Considerando as demonstrações contábeis da empresa Vencedora S/A, o fluxo de caixa gerado pelas atividades operacionais corresponde a:
  • A 145,00
  • B 130,00
  • C -125,00
  • D 150,00
  • E -25,00
2

O critério de avaliação de um imóvel classificado como investimento é o:

  • A Valor de reavaliação.
  • B Valor de custo ou valor justo.
  • C Valor de mercado.
  • D Valor de reposição.
  • E Valor atualizado monetariamente.
3
A empresa Vencedora S/A, ao adquirir o controle da Cia. Semprebom, incorreu em gastos com advogados e auditores. Esses gastos são tratados contabilmente da seguinte forma:
  • A Registrados no Patrimônio líquido, sem transitar pelo resultado.
  • B Registrados em conta redutora do investimento.
  • C Registrados como custo de aquisição do investimento.
  • D Registrados em resultado de exercícios futuros.
  • E Registrados, quando incorridos, como despesas no resultado do exercício.
4
No que diz respeito às demonstrações financeiras consolidadas, a Lei 6.404/76 (Sociedade por Ações) define que:
  • A A consolidação das demonstrações financeiras não devem incluir as subsidiárias.
  • B A data-base das demonstrações financeiras de uma subsidiária não pode diferir em mais de seis meses da data-base do grupo.
  • C A consolidação das demonstrações financeiras é efetuada por meio de registros contábeis diretamente no sistema contábil da controladora.
  • D Na consolidação os saldos, as transações, as receitas e as despesas entre empresas relacionadas são totalmente eliminados.
  • E Todas as companhias por ações estão obrigadas a preparar demonstrações financeiras consolidadas.
5
De acordo, ainda, com as demonstrações contábeis acima, o índice de imobilização dos Recursos Não Correntes (IRNC) da empresa Vencedora S/A:
  • A Financiava mais de 75% do ativo fixo, nos dois anos.
  • B Financiava menos de 70% do total do ativo fixo nos dois anos.
  • C Financiava todo o ativo fixo no ano de 2013.
  • D No ano de 2012 o índice correspondia a 1,36.
  • E Financiava todo o ativo fixo, tanto no ano de 2012 quanto em 2013.
6
A Demonstração do Resultado do Exercício tem por objetivo evidenciar a situação econômica de uma empresa, ou seja, verificar se houve lucro ou prejuízo. Havendo lucro, a empresa deverá:
  • A Cobrir eventual prejuízo acumulado, inclusive em detrimento de participações e dos dividendos.
  • B Destinar determinado valor desse lucro para participações dos empregados, administradores, mesmo que haja prejuízo acumulado.
  • C Destinar, no mínimo, 25.
  • D Constituir reservas de lucros, ainda que suplante o valor do capital social.
  • E Constituir reserva legal, independentemente do seu saldo anterior.
7
O pronunciamento técnico contábil que regulou a análise de recuperabilidade (impairment) é o CPC 01.

De acordo com esse pronunciamento é incorreto afirmar:
  • A A cada data das demonstrações financeiras, os ativos são revisados para averiguar qualquer indicação de possível deterioração.
  • B A taxa de desconto é uma taxa antes dos impostos.
  • C Uma perda por impairment é reconhecida quando o valor contábil de um ativo excede seu valor recuperável.
  • D O valor recuperável é o valor justo do ativo menos os custos de venda, ou seu valor em uso, dos dois o menor.
  • E Uma perda de impairment é reconhecida no resultado do exercício.
8
De acordo com a Lei Nº. 6.404/76, as companhias de capital aberto são obrigadas a elaborar as seguintes demonstrações:
  • A Balanço patrimonial (BP), Demonstração do Resultado do Exercício (DRE), Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC), Demonstração do Valor Adicionado e Relatório da Administração.
  • B Balanço patrimonial (BP), Demonstração do Resultado do Exercício (DRE), Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados (DLPA), Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC) e Demonstração do Valor Adicionado (DVA).
  • C Balanço patrimonial (BP), Demonstração do Resultado do Exercício (DRE), Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados (DLPA), Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC) e Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL).
  • D Balanço patrimonial (BP), Demonstração do Resultado do Exercício (DRE), Demonstração dos Lucros ou Prejuízos Acumulados (DLPA) e Demonstração do Valor Adicionado.
  • E Balanço patrimonial (BP), Demonstração do Resultado do Exercício (DRE), Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC), Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL) e Demonstração do Valor Adicionado.
9
O registro contábil de dividendos recebidos, em face de investimento em sociedade coligada avaliado pelo método de equivalência patrimonial, deve ser realizado como:
  • A Resultado de exercícios futuros.
  • B Redução do investimento.
  • C Receita de dividendos no resultado do exercício.
  • D Ajuste de avaliação patrimonial.
  • E Ganho no resultado do exercício.
10
No que diz respeito aos Princípios de Contabilidade, assinale a alternativa incorreta:
  • A Na aplicação dos Princípios de Contabilidade, a essência das transações deve prevalecer sobre seus aspectos formais.
  • B O Princípio da Competência pressupõe a simultaneidade da confrontação de receitas e de despesas correspondentes.
  • C Após o registro inicial pelo valor original das transações, outras bases de mensuração podem ser utilizadas ao longo do tempo, dentre essas, a correção monetária.
  • D O Princípio da Continuidade pressupõe, precipuamente, que a Entidade continuará em operação por um período pré-determinado.
  • E O Princípio da Entidade reconhece o Patrimônio como objeto da Contabilidade e afirma a a sua autonomia patrimonial.
11

Identifique, a seguir, a Demonstração Financeira cuja finalidade é demonstrar a riqueza gerada pela sociedade e sua distribuição para os empregados, financiadores, acionistas, governos, entre outros, bem como a parcela da riqueza não distribuída.

  • A Balanço Patrimonial.
  • B Demonstração dos Fluxos de Caixa.
  • C Demonstração do Valor Adicionado.
  • D Demonstração do Resultado do Exercício.
12

Em qual grupo de contas do Balanço Patrimonial devem ser classificadas as participações permanentes em outras sociedades (controladas, coligadas e controladas em conjunto) e os direitos de qualquer natureza, não classificáveis no ativo circulante, e que não se destinem à manutenção da atividade da companhia ou da empresa?

  • A Intangível.
  • B Imobilizado.
  • C Investimento.
  • D Ajuste de avaliação patrimonial.
13

No dia 10 de fevereiro de 2014, uma determinada empresa apresentou os seguintes saldos patrimoniais do Ativo e Passivo Circulantes:,

No dia 15 de fevereiro, vendeu todo seu estoque de mercadorias pelo valor de R$ 12.000,00. Sabendo-se que a empresa trabalha com o método do Inventário Permanente e que o recebimento foi de 50% à vista e o restante em 30 dias, qual será o valor do Ativo Circulante da empresa após a operação?

  • A R$ 15.000,00.
  • B R$ 16.000,00.
  • C R$ 27.000,00.
  • D R$ 34.000,00
14

“A contabilidade ambiental é a atividade de identificação de dados e registro de eventos ambientais, processando a geração de informações que subsidiem o usuário servindo como parâmetro em suas tomadas de decisões.”

Constituem-se em razões para a empresa adotar uma Contabilidade Ambiental, EXCETO:

  • A Gestão interna.
  • B Exigências legais.
  • C Demanda de parceiros sociais.
  • D Possibilidade de aumentar a poluição.
15

“Investimentos que as organizações possuem destinados a proteção, preservação e recuperação ambiental e que deverão ser classificados em títulos contábeis específicos.” Com base nos conceitos utilizados na Contabilidade Ambiental, a descrição anterior refere-se a :

  • A ativos ambientais.
  • B gastos ambientais.
  • C passivos ambientais.
  • D receitas ambientais.
16

Determinados gastos são realizados no período corrente, mas beneficiam o exercício seguinte ou o subperíodo de tal exercício, como, por exemplo, os prêmios de seguros pagos antecipadamente. Tais gastos são denominados Despesas do Exercício Seguinte ou Despesas Antecipadas. As Despesas do Exercício Seguinte são classificadas no .

  • A Ativo Circulante.
  • B Despesas Gerais.
  • C Ativo Não Circulante.
  • D Despesas Administrativas.
17

A contabilidade foi definida no I Congresso Brasileiro de Contabilidade como: “a ciência que estuda e pratica as funções de orientação, controle e registro relativo aos atos e fatos da administração econômica.” São objetivos da contabilidade, EXCETO:

  • A Fornecer informações sobre a posição patrimonial e financeira, o desempenho e as mudanças na posição financeira da entidade.
  • B Auxiliar o maior número de usuários em suas avaliações e tomadas de decisão financeira.
  • C Apresentar os resultados da atuação da administração na gestão da entidade quanto aos recursos que lhe foram confiados.
  • D Auxiliar os acionistas a avaliar a produtividade de cada funcionário da empresa e o desempenho dos gerentes.
18

Um veículo foi adquirido no dia 1º de julho de 2010 pelo valor de R$ 65.000,00. O veículo terá vida útil estimada em mais 5 anos e valor residual de R$ 14.000,00. No momento da compra, a empresa adquirente incorreu em gastos de R$ 3.200,00 com frete e R$ 1.600,00 para transporte do veículo até o seu estabelecimento. Além disso, a empresa irá quitar o IPVA atrasado de R$ 6.000,00, que não havia sido pago pelo antigo dono no ano anterior. De acordo com as informações, o valor de depreciação do veículo no ano de 2010, corresponde a

  • A R$ 5.100,00.
  • B R$ 5.580,00.
  • C R$ 6.180,00.
  • D R$ 7.580,00.
19

Em 1º de janeiro de 2010, uma empresa tinha em seu estoque 12 unidades da mercadoria “W”. Esta quantidade era avaliada em R$ 360,00. Durante todo o mês de janeiro de 2010, esta empresa realizou as seguintes operações:

1. Venda de 10 unidades de “W” pelo total de R$ 400,00.

2. Compra de 8 unidades de “W” por R$ 256,00.

3. Venda de 5 unidades de “W” pelo valor unitário de R$ 45,00.

4. Compra de 10 unidades de “W” por R$ 45,00 cada.

Em 31 de janeiro de 2010, o valor do Custo das Mercadorias Vendidas de acordo com o método PEPS é de

  • A R$ 456,00.
  • B R$ 458,00.
  • C R$ 460,00.
  • D R$ 625,00.
20

O Princípio do Registro pelo Valor Original determina que os componentes do patrimônio devem ser inicialmente registrados pelos valores originais das transações, expressos em moeda nacional. Em relação às bases de mensuração utilizadas, é correto afirmar que a mensuração pelo

  • A custo histórico implica no registro dos ativos pelos valores pagos ou a serem pagos em caixa ou equivalentes de caixa ou pelo valor justo dos recursos que são entregues para adquiri-los na data da aquisição.
  • B valor realizável implica no reconhecimento dos ativos pelos valores em caixa ou equivalentes que teriam de ser pagos se esses ativos fossem adquiridos na data ou no período das demonstrações contábeis.
  • C valor justo implica no registro dos ativos pelos valores em caixa ou equivalentes de caixa, os quais poderiam ser obtidos pela venda em uma forma ordenada.
  • D custo corrente implica no reconhecimento dos ativos pelo valor porque ele pode ser trocado entre partes conhecedoras, dispostas a isso, em uma transação sem favorecimentos.

Contabilidade Pública

21

Além de obedecer às demais normas de Contabilidade Pública, a Escrituração das contas públicas observará que:

  • A os Estados encaminharão suas contas ao Poder Executivo da União até o dia trinta de junho.
  • B os Municípios, com cópia para o Poder Legislativo, encaminharão suas contas ao Poder Executivo da União no prazo até o dia trinta de abril.
  • C apenas as receitas previdenciárias serão apresentadas em demonstrativos financeiros e orçamentários específicos.
  • D o Poder Executivo da União promoverá, até o dia trinta de julho, a consolidação, nacional e por esfera de governo, das contas dos entes da Federação relativas ao exercício anterior e a sua divulgação, inclusive por meio eletrônico de acesso público.
22

Um determinado órgão público adquiriu um veículo em 1/4/2014, tendo recebido-o em 30/4/2014. Seguindo o disposto no MCASP, um dos lançamentos que deverá ser realizado no momento da liquidação é:

  • A D - Crédito empenhado em liquidação C - Crédito empenhado liquidado a pagar.
  • B D - Crédito empenhado a liquidar C - Crédito empenhado em liquidação.
  • C D - Bens móveis C - Fornecedores.
  • D D - Crédito disponível C - Crédito empenhado a liquidar.
  • E D - Bens móveis C - Caixa.
23
Com base no MCASP, o reconhecimento de uma variação aumentativa após o fato gerador de um tributo, mas antes da ocorrência da arrecadação da receita orçamentária, deve ser contabilizado nos seguintes subsistemas:
  • A Patrimonial, orçamentário e custos.
  • B Patrimonial, orçamentário e financeiro.
  • C Orçamentário, financeiro e compensação.
  • D Patrimonial, orçamentário e compensação.
  • E Orçamentário, compensação e custo.
24

De acordo com o Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público (MCASP):

  • A Os investimentos permanentes devem ser avaliados pelo método de custo.
  • B O método de mensuração e avaliação das saídas dos estoques é o custo médio ponderado.
  • C O ágio derivado da expectativa de rentabilidade futura (goodwill) gerado internamente deve ser reconhecido como ativo.
  • D As atualizações e os ajustes dos créditos e obrigações são contabilizados em conta do patrimônio líquido.
  • E Um ativo deve ser reconhecido quando for provável que os benefícios econômicos futuros esperados fluam para a entidade, ou o custo do ativo possa ser mensurado com segurança.
25
De acordo com as Normas Brasileiras de Contabilidade aplicadas ao setor público em vigor, emitidas pelo Conselho Federal de Contabilidade, a estrutura do sistema de informação contábil é composta pelos seguintes subsistemas:
  • A Patrimonial, financeiro, orçamentário, compensação.
  • B Orçamentário, patrimonial, financeiro e compensação.
  • C Orçamentário, patrimonial, financeiro e custos.
  • D Patrimonial, custos, orçamentário, financeiro, compensação.
  • E Orçamentário, patrimonial, custos e compensação.
26
De acordo com Normas Brasileiras de Contabilidade aplicadas ao setor público em vigor, emitidas pelo Conselho Federal de Contabilidade:
  • A Os registros da entidade devem ser efetuados, desde que estimáveis tecnicamente, mesmo na hipótese de existir razoável certeza de sua ocorrência.
  • B Na Demonstração das Variações Patrimoniais não há mais a necessidade de segregar as variações entre quantitativas e qualitativas.
  • C Os ajustes decorrentes de omissões e erros de exercícios anteriores devem ser realizados à conta de resultado.
  • D A Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido é exigida de todos os órgãos da administração pública.
  • E Os valores de terceiros ou retenções em nome deles devem ser classificadas no passivo circulante ou no não circulante, conforme o seu período de exigibilidade.
27
Segundo o Manual de Contabilidade Aplicada ao Setor Público (MCASP), os estoques (matéria-prima, bens em almoxarifado) devem ser avaliados,
  • A Pelo método Primeiro a Entrar, Primeiro a Sair.
  • B Pelo custo de aquisição/produção/construção, deduzido de provisão para ajustá-lo ao valor de mercado, quando esse for inferior.
  • C Pelo valor de aquisição/produção/construção, ou valor realizável líquido, dos dois o menor.
  • D Pelo valor de mercado, quando o de aquisição/produção/construção for superior.
  • E Pelo valor específico de cada item em estoque.

Contabilidade Geral

28
Na Demonstração do Valor Adicionado, as despesas com pessoal é classificada como:
  • A Valor adicionado produzido pela entidade.
  • B Insumos adquiridos de terceiros.
  • C Distribuição do valor adicionado.
  • D Despesas.
  • E Valor adicionado bruto.

Administração Financeira e Orçamentária

29
É considerada uma desvantagem da classificação institucional da despesa pública:
  • A Quando combinado com a classificação funcional, permite focalizar num único ponto a responsabilidade pela execução de determinado programa.
  • B Permite identificar o agente responsável pelas dotações autorizadas pelo Legislativo, para dado programa.
  • C Serve como ponto de partida para o estabelecimento de um programa de contabilização de custos dos vários serviços ou unidades administrativas.
  • D Se usado de forma predominante, impede que se tenha uma visão global das finalidades dos gastos do governo, em termos das funções precípuas que deve cumprir.
  • E Permite comparar imediatamente os vários órgãos, em termos de dotações recebidas.

Contabilidade Pública

30

De acordo com as Normas Brasileiras de Contabilidade aplicadas ao setor publico em vigor, emitidas pelo Conselho Federal de Contabilidade, a estrutura do sistema de informação contábil é composta pelos seguintes subsistemas:

  • A Patrimonial, custos, orçamentário, financeiro, compensação.
  • B Patrimonial, financeiro, orçamentário, compensação.
  • C Orçamentário, patrimonial, custos e compensação.
  • D Orçamentário, patrimonial, financeiro e custos.
  • E Orçamentário, patrimonial, financeiro e compensação.
31

No tocante à publicação e ao conteúdo dos Relatórios Resumido de Execução Orçamentária e de Gestão Fiscal, é incorreto afirmar que:

  • A O Relatório de Gestão Fiscal deverá ser acompanhado de demonstrativo do resultado nominal e primário.
  • B Deve o Balanco Orçamentário acompanhar o Relatório Resumido de Execução Orçamentária.
  • C Seguirá com o Relatório Resumido de Execução Orçamentária, demonstrativo de receitas por categoria econômica e por fonte.
  • D O Relatório de Gestão Fiscal deverá ser publicado ao final de cada quadrimestre.
  • E O Relatório Resumido de Execução Orçamentária devera ser publicado trinta dias após o encerramento de cada bimestre.
32

De acordo com o MCASP, o Balanço Financeiro (BF) será elaborado utilizando-se as classes:

  • A 1 e 2 (recebimentos e pagamentos extra-orçamentários), 4 e 3 (variações patrimoniais aumentativas e diminutivas), 6 (execução da receita e despesa orçamentária).
  • B 1 e 2 (recebimentos e pagamentos extra-orçamentários), 4 e 3 (variações patrimoniais aumentativas e diminutivas), 5 (restos a pagar inscritos no exercício), 6 (execução da receita e despesa orçamentária).
  • C 1 e 2 (recebimentos e pagamentos orçamentários), 4 e 3 (variações patrimoniais aumentativas e diminutivas), 5 (restos a pagar inscritos no exercício), 6 (execução da receita e despesa orçamentária).
  • D 1 e 2 (recebimentos e pagamentos orçamentários), 4 e 3 (variações patrimoniais aumentativas e diminutivas), 5 (restos a pagar inscritos no exercício).
  • E 1 e 2 (recebimentos e pagamentos extra-orçamentários) e 4 e 3 (variações patrimoniais aumentativas e diminutivas).

Administração Financeira e Orçamentária

33

Na Lei Orçamentária Anual (LOA) são programadas as ações a serem executadas, visando alcançar os objetivos determinados. Para isso, deverá compreender, EXCETO:

  • A Anexo de riscos fiscais
  • B Anexo de metas fiscais.
  • C Demonstrativo das metas anuais.
  • D Orçamentos fiscal; de investimento das empresas; e, da seguridade social.

Direito Financeiro

34

Na classificação legal da despesa orçamentária, considerando o enfoque administrativo-legal, a classificação orçamentária é subordinada aos três níveis de Governo: União, Estados e Municípios, cada um com autonomia financeira própria, nos termos da Constituição. Também corresponde à estrutura organizacional de alocação dos créditos orçamentários e está estruturada em dois níveis hierárquicos: órgão orçamentário e unidade orçamentária. A referida contextualização refere-se à classificação .

  • A funcional.
  • B institucional.
  • C programática.
  • D natureza da despesa.

Contabilidade Pública

35

As cauções, as fianças e as consignações são exemplos de receitas públicas classificadas como receitas

  • A de capital.
  • B correntes.
  • C tributárias.
  • D extraorçamentárias.

Administração Financeira e Orçamentária

36

A fase do ciclo orçamentário que é de competência do Poder Legislativo, cujo significado está configurado na necessidade de que o povo, através de seus representantes, intervenha na decisão de suas próprias aspirações, bem como a maneira de alcançá-las, denomina-se

  • A avaliação.
  • B execução.
  • C elaboração.
  • D estudo e aprovação.
37

“De acordo com o Sistema de Planejamento Integrado, o Plano Plurianual é definido como um plano ao qual procura-se ordenar as ações do governo que levem ao atingimento dos objetivos e metas fixados para um período de _______________ ao nível dos governos estaduais e municipais.” Assinale a alternativa que completa corretamente a afirmativa anterior.

  • A 1 ano
  • B 2 anos
  • C 3 anos
  • D 4 anos

Contabilidade Pública

38

A alienação de bens móveis e imóveis classifica-se como

  • A receita corrente
  • B receita de capital
  • C despesa corrente.
  • D despesa de capital.
39

Um órgão público, ao comprar artigos de escritório para seu consumo em uma loja credenciada, cujo pagamento será realizado em uma única parcela, caracteriza um empenho classificado como :

  • A global.
  • B ordinário.
  • C funcional.
  • D por estimativa
40

Considere a situação hipotética: “Foi empenhado, no orçamento da Secretaria Municipal de Agricultura, um contrato de prestação de serviços no valor de R$ 1 milhão para abertura de estradas vicinais. Durante o exercício financeiro de 2013 foi auferida, através do boletim diário de obras, a medição de R$ 800 mil de serviços prestados e liquidados. Do valor total – R$ 800 mil – pagou-se R$ 700 mil.” Portanto, o valor dos restos a pagar não processados é :

  • A R$ 100 mil.
  • B R$ 200 mil.
  • C R$ 700 mil.
  • D R$ 800 mil.

Contabilidade de Custos

41
Uma indústria incorreu em custos variáveis no valor de 1.200.000,00 e em custos fixos no montante de 700.000,00, para uma produção de 4.800 unidades, com previsão de uma margem de contribuição de R$ 500,00 por unidade.

Considerando essas informações, o ponto de equilíbrio contábil em unidades e o preço de venda unitária são, respectivamente:
  • A 2.800 unidades e R$ 750,00.
  • B 2.400 unidades e R$ 500,00.
  • C 1.400 unidades e R$ 750,00.
  • D 1.250 unidades e R$ 750,00.
  • E 1.400 unidades e R$ 800,00.
42
Considere as seguintes informações:

• Capital de terceiros – R$ 250.000,00;
• Custo efetivo do capital de terceiros – 12% a.a.;
• Capital próprio – R$ 350.000,00;
• Custo do capital próprio – 15% a.a.

Com base nos dados apresentados, qual é o custo médio ponderado de capital?
  • A 7,27%.
  • B 13,75%.
  • C 41,00%.
  • D 58,33%.
43

A  gestão  de  estoques  é  o  principal  critério  de  avaliação  do  sistema de administração de materiais e abrange uma série de  atividades que vão desde a programação e planejamento das  necessidades  de materiais  em  estoque,  até  ao  controle  das  quantidades  adquiridas  (SEVERO  FILHO,  2006). A  respeito  da  gestão de estoques, assinale a opção correta. 

  • A A análise ABC permite a classificação dos itens de estoque por ordem decrescente de importância, a partir da verificação do consumo dos referidos itens de estoque, em valores monetários ou quantidades, em certo período de tempo.
  • B Os atrasos da entrega de produtos aos clientes, devido à falta de material decorrente da redução repentina da demanda ou de atrasos na entrega pelos fornecedores, não são minimizados com a adoção do estoque de segurança.
  • C O sistema just in time tem como objetivo elevar o custo de armazenagem de estoques, através da utilização intensiva de espaço físico para estocagem de grandes quantidades de matéria-prima ou mercadorias em estoque.
  • D O volume do estoque mínimo deve ultrapassar a somatória da quantidade do estoque de segurança em um valor que seja suficiente para suportar variações normais de estoque e não onere os custos de manutenção do mesmo.

Matemática Financeira

44

O preço de uma determinada marca de geladeira para pagamento à vista com boleto bancário é de R$ 1.406,00. Neste valor já está embutido o desconto de 5% que é oferecido pela loja para pagamentos desta forma. Sem o desconto, o preço desta geladeira é:

  • A R$ 1.335,70
  • B R$ 1.456,00
  • C R$ 1.476,30
  • D R$ 1.480,00
  • E R$ 1.356,00
45

Na compra de um aparelho de ar condicionado para uma empresa, foi dada uma entrada de 20% do preço à vista e financiado o resto em 4 parcelas. A título de juros, foram acrescidos 15% sobre o valor restante antes de se calcular as 4 parcelas de igual valor. Sabendo que o valor à vista deste aparelho de ar condicionado foi R$ 12.000,00, o valor total que será pago pelo ar condicionado (entrada mais quatro parcelas) será de:

  • A R$ 13.440,00
  • B R$ 12.240,00
  • C R$ 13.240,00
  • D R$ 13.420,00
  • E R$ 12.320,00
46

Uma empresa adquiriu, de um banco, financiamento para compra de um prédio. O valor de tal empréstimo foi de um milhão e seiscentos mil reais, a taxa de juros compostos de 15% a.a., e o pagamento será concluído em 5 anos, através de parcelas anuais, as quais vencem ao final de cada ano. O empréstimo ´e pelo sistema SAC. Sabendo-se que na ultima hora o diretor da empresa resolveu financiar somente 80% do valor inicialmente previsto para empréstimo, ficando as taxas de juros conservadas, qual valor dos juros totais pagos ao banco?

  • A R$ 691.200,00
  • B R$ 614.000,00
  • C R$ 576.000,00
  • D R$ 460.800,00
  • E R$ 384.000,00
47

Ao comprar uma calculadora em uma determinada loja, certo cliente ganhou um desconto de 10% sobre o preço anunciado. Se a loja ainda teve um lucro de 30% sobre o preço de custo do produto, que foi de R$45,00, então, qual foi o preço anunciado pela loja?

  • A R$55,00.
  • B R$62,00.
  • C R$65,00.
  • D R$68,00.
  • E R$70,00.
48

Num cenário econômico inflacionário, a taxa real de rendimento de uma aplicação financeira difere da taxa efetiva. Nesse contexto, um capital é aplicado a uma taxa nominal de 20% a.a. capitalizado semestralmente. Assim, ao final do período de um ano, cuja inflação foi estimada em 6%, a taxa real de rendimento da aplicação será, aproximadamente, de

  • A 13,2% a.a.
  • B 14,15% a.a.
  • C 14,85% a.a.
  • D 17,5% a.a.
  • E 21% a.a.
49

Um cliente fez um empréstimo em um banco e pagou uma taxa de 10% ao ano a juros compostos. Se a dívida em 2 anos chegou a R$108.900,00, então o valor do empréstimo foi de

  • A R$70.000,00.
  • B R$85.000,00.
  • C R$88.000,00.
  • D R$90.000,00.
  • E R$95.000,00.
50

O cliente de uma loja efetuou a compra de alguns produtos pagando 10% de entrada e parcelou o restante em 6 vezes a juros simples de 2% ao mês. Se os juros totalizaram R$108,00, e o valor pago por um dos produtos correspondeu a 30% do total pago pela compra, então o valor pago pelo restante da compra foi

  • A R$723,80.
  • B R$735,30.
  • C R$758,40.
  • D R$775,60.
  • E R$785,20.
51

Um notebook , cujo preço de custo é R$1.360,00, foi vendido à vista com um desconto de 15% sobre o valor anunciado, de tal forma que o preço de venda continuou a ser R$1.360,00. Se o cliente que efetuou a compra voltou à loja no mesmo dia e utilizou o valor do desconto recebido para comprar um outro computador do mesmo modelo e com as mesmas condições de pagamento, então, quanto ele ainda teve que desembolsar para completar o pagamento da segunda compra?

  • A R$1.050,00.
  • B R$1.090,00.
  • C R$1.100,00.
  • D R$1.120,00.
  • E R$1.150,00.
52

Em um banco comercial, uma duplicata é descontada a uma taxa de desconto composto comercial de 20% a.a. Marcelo Monetário, gerente do banco, sabendo que, na prática, o desconto composto racional é mais utilizado, calculou a taxa equivalente para este desconto e obteve

  • A 16% a.a.
  • B 22% a.a.
  • C 25% a.a.
  • D 28% a.a.
  • E 30% a.a.
53

Com o saldo da conta bancária de Pedro é possível comprar uma geladeira e uma máquina de lavar, sobrando ainda R$520,00. Contudo, ao efetuar tais compras, Pedro conseguiu um desconto de 20% no preço anunciado pela geladeira e o saldo da conta passou a ser de R$890,00. Qual o valor pago pela máquina de lavar, se o seu preço é igual à metade do preço anunciado pela geladeira?

  • A R$900,00.
  • B R$925,00.
  • C R$945,00.
  • D R$950,00.
  • E R$975,00.

Direito Tributário

54

Sobre as limitações constitucionais ao poder de tributar, analise a seguinte situação: determinada Fundação instituída por partido político é proprietária de imóvel que, após ser utilizado por muitos anos como sede da entidade, passou a ser alugado, em janeiro deste ano, para terceiro. O município de Fortaleza pretende cobrar o IPTU sob a justificativa de incidência do aludido tributo sobre a propriedade desse imóvel, em virtude da mudança em sua utilização, a partir desse exercício. À luz da Constituição da República e da orientação jurisprudencial firmada no âmbito do Supremo Tribunal Federal através de Súmula Vinculante, marque a assertiva correta.

  • A Não assistirá razão ao Município, persistindo a imunidade ao IPTU, desde que o terceiro para quem foi alugado o imóvel seja entidade que goze de imunidade tributária, nos moldes constitucionais.
  • B Não assistirá razão ao Município, persistindo a imunidade ao IPTU, desde que o valor dos aluguéis seja aplicado nas atividades para as quais a fundação vinculada ao partido político foi constituída.
  • C Assiste razão ao Município, uma vez que a imunidade nessas condições somente é aplicável às entidades de assistência social, sem fins lucrativos, nos termos de lei complementar.
  • D Não há que se falar em imunidade ao IPTU, nem mesmo antes da mudança de utilização do imóvel, uma vez que a imunidade é assegurada a patrimônio, renda e serviço de partido político, não sendo extensível às fundações a estes vinculadas.
55

No que toca às disposições do Código Tributário Nacional sobre Garantias e Privilégios do Credito Tributário e Administração Tributário, é correto afirmar que

  • A a cobrança judicial do crédito tributário é sujeita à habilitação em inventário.
  • B é presumida fraudulenta a alienação de bens por sujeito passivo em débito com a Fazenda Pública por crédito tributário regularmente inscrito como dívida ativa em fase de execução, ainda que o devedor tenha reservado bem suficiente para pagamento da dívida.
  • C é vedada a divulgação por parte da fazenda pública de informações relativas a representações fiscais para fins penais.
  • D as Fazendas Públicas da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios têm o dever de prestar mútua assistência para a fiscalização dos tributos respectivos e permuta de informações, na forma estabelecida em lei ou em convênio.
56

Considerando normas do Código Tributário Nacional, a prescrição da ação para a cobrança do crédito tributário

  • A se interrompe pela distribuição da ação judicial.
  • B se interrompe por qualquer ato judicial praticado pelo fisco, ainda que não constitua o devedor em mora.
  • C se interrompe pela entrega do fisco de certidão positiva ao devedor, a seu pedido, constando a dívida tributária.
  • D prescreve em cinco anos contados da data em que não cabe mais qualquer impugnação ou recurso administrativo do contribuinte contra o lançamento.
57

Segundo disposições do Código Tributário Nacional, são situações que autorizam a autoridade administrativa, de ofício, a efetivação e revisão do lançamento, EXCETO:

  • A Quando se comprove omissão do sujeito passivo ou de terceiro legalmente obrigado, que dê lugar à aplicação de penalidade pecuniária.
  • B Quando se alterar a interpretação jurídica dada à norma tributária.
  • C Quando deva ser apreciado fato não conhecido ou não provado por ocasião do lançamento anterior.
  • D Quando a declaração não seja prestada, por quem de direito, no prazo e na forma da legislação tributária.
58

Considerando disposições do Código Tributário Nacional, assinale a afirmação INCORRETA.

  • A A capacidade tributária passiva depende da capacidade civil das pessoas naturais.
  • B A capacidade tributária passiva independe de estar a pessoa jurídica regularmente constituída.
  • C O domicílio tributário, na falta de eleição pelo contribuinte ou responsável, considera-se o da residência habitual quanto às pessoas naturais.
  • D O domicílio tributário, na falta de eleição pelo contribuinte ou responsável, quanto à pessoa jurídica de direito privado, com um único estabelecimento, considera-se o lugar de sua sede.
59

De acordo com as disposições relativas ao Sujeito Ativo e Sujeito Passivo do Código Tributário Nacional, assinale a alternativa INCORRETA.

  • A Sujeito ativo da obrigação é a pessoa jurídica de direito público titular da competência para exigir seu cumprimento.
  • B O sujeito passivo da obrigação principal é a pessoa obrigada ao pagamento de tributo ou penalidade tributária.
  • C O sujeito passivo da obrigação principal, de pagar um tributo ou penalidade, pode ser o contribuinte ou o responsável, por terem relação pessoal e direta com a situação que constitua o respectivo fato gerador.
  • D Havendo previsão expressa em lei, as disposições particulares relativas à responsabilidade pelo pagamento de tributos podem ser opostas à Fazenda Pública para modificar a definição legal do sujeito passivo das obrigações tributárias correspondentes.
60

Avalie as afirmações a seguir, considerando posicionamentos sumulados pelo Supremo Tribunal Federal:

I. A apreensão de mercadorias como meio coercitivo para pagamentos de tributos é inadmissível.

II. É admissível a interdição de estabelecimento como meio coercitivo para cobrança de tributo.

III. A exigência de depósito ou arrolamento prévio de dinheiro ou bens para admissibilidade de recurso administrativo tributário tem amparo na Constituição Federal.

IV. O serviço de iluminação pública não pode ser remunerado mediante taxa.

É correto apenas o que se afirma em

  • A I e II.
  • B II e III.
  • C III e IV.
  • D I e IV.
61

Em análise de aspectos dos fatos geradores e contribuintes de impostos, NÃO é correto afirmar:

  • A O imposto sobre a propriedade territorial rural tem como fato gerador a propriedade, o domínio útil ou a posse de imóvel por natureza, como definido na lei civil, localizado fora da zona urbana do Município.
  • B O fato gerador do imposto de exportação é a saída, do território nacional, do produto nacional ou nacionalizado, ainda que não esteja indicado em lista aprovada pelo Poder Executivo.
  • C O contribuinte do imposto de exportação é o exportador ou quem a lei a ele equiparar.
  • D O imposto sobre a propriedade territorial rural tem como contribuinte o proprietário do imóvel a ser tributado, o titular de seu domínio, ou o seu possuidor a qualquer título.
62

A Constituição Federal estabelece regras de competência tributária. São características da competência tributária, EXCETO:

  • A Exclusividade.
  • B Indelegabilidade.
  • C Cadubilidade.
  • D Inalterabilidade.
63

Nos termos da Constituição Federal, é de competência da União, em não existindo Território Federal, instituir impostos sobre

  • A transmissão causa mortis e doação, de quaisquer bens ou direitos.
  • B propriedade de veículos automotores.
  • C propriedade predial e territorial urbana.
  • D grandes fortunas, nos termos de lei complementar.

Direito do Trabalho

64

De acordo com a CLT e a doutrina trabalhista, considera-se empregado:

  • A todo sujeito de direito que presta serviços de natureza contínua ou não, ao contratante, com ou sem pessoalidade, mediante salário e com subordinação jurídica.
  • B toda pessoa física que prestar serviços de natureza não eventual a empregador individual ou coletivo, com subordinação jurídica e mediante remuneração.
  • C toda pessoa física ou jurídica que prestar serviços de natureza não eventual a empregador, sob a dependência deste e mediante salário.
  • D toda pessoa natural que presta serviços de natureza eventual ou não a empregador, sob subordinação econômica e mediante remuneração.
65
De acordo com a Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT, no que diz respeito aos passos fundamentais para contratação de funcionários, analise os itens a seguir:
I Na admissão, o funcionário deve apresentar Carteira Profissional; Duas fotos 3 x 4; Fotocópia dos seguintes documentos: Carteira de Reservista (para candidato do sexo masculino), CPF, RG, Certidão de Casamento, Comprovante de Residência, Cartão do PIS, Título Eleitoral e exame admissional.
II O funcionário que tiver filho deve apresentar: Certidão de Nascimento dos filhos menores de 21 anos para IRRF e Salário-Família (16 anos), Carteira de vacinação de filhos até 6 anos, Atestado de Frequência Escolar para filhos de 7 a 15 anos.
III A carteira profissional deverá ser devolvida ao empregado, já com as devidas anotações, num prazo de até cinco dias úteis contadas a partir do recebimento desta.
IV Um dos documentos a ser preenchido durante a contratação é a autorização para descontos em Folha de Pagamento (exemplo: vale-refeição, seguro de vida, assistência médica, compras particulares na empresa, grêmio etc.).
Estão corretas apenas as afirmativas.
  • A II e III.
  • B I e III.
  • C I e IV.
  • D II e IV.
66
Karina queria contratar uma gerente comercial, em regime CLT, oferecendo um salário líquido mensal de R$ 2.000,00. Entretanto, Karina tinha dúvidas acerca da contratação, sobretudo no que diz respeito aos custos mais elevados. Para isso, Luciana, a contadora, destacou alguns dos encargos sociais mais significativos sobre o salário, em termos percentuais, onde a função não apresenta periculosidade, o trabalho é diurno, o contrato é mensal (220 horas) e a carga horária de 44h/semana. Qual das alternativas abaixo apresenta os encargos mais significativos sobre o salário?
  • A previdência social; salário-família; FGTS.
  • B licença maternidade; FGTS; vale transporte.
  • C previdência social; décimo terceiro salário; FGTS.
  • D auxílio-doença; previdência social; contribuição sindical.
67

Sobre a proteção do salário, assinale o item INCORRETO.

  • A Ao empregador é vedado efetuar qualquer desconto nos salários do empregado, salvo quando este resultar de adiantamentos, de dispositivos de lei, de convenção coletiva, de contrato individual ou coletivo.
  • B Em caso de dano causado pelo empregado, o desconto será lícito, desde que essa possibilidade tenha sido acordada ou na ocorrência de dolo na conduta do empregado.
  • C A retenção dolosa do salário configura crime.
  • D É vedado ao empregador limitar, por qualquer forma, a liberdade dos empregados de dispor do seu salário.
68

Consoante a orientação jurisprudencial sumulada do TST, em caso de contratação de servidor público sem concurso público após a Constituição Federal de 1988, pela Administração Pública:

  • A não é possível reconhecer a validade do contrato de trabalho, mas ao trabalhador é conferido o direito ao pagamento da contraprestação pactuada, em relação ao número de horas trabalhadas, respeitado o valor da hora do salário mínimo, e dos valores referentes aos depósitos do FGTS.
  • B o contrato é nulo, não produzindo qualquer efeito jurídico, ante a exigência constitucional do concurso público.
  • C ante a adoção dos princípios da primazia da realidade e protetor no Direito do Trabalho, a relação jurídica é válida para todos os efeitos legais.
  • D o contrato é válido, porque a existência de irregularidade administrativa não vicia o contrato de trabalho celebrado entre agentes capazes.
69

Em relação ao Conselho Curador do FGTS, marque o item correto.

  • A A Presidência do Conselho Curador será exercida pelo representante do Ministério Público do Trabalho.
  • B O Conselho Curador reunir-se-á extraordinariamente, a cada bimestre, por convocação de seu Presidente.
  • C As ausências ao trabalho dos representantes dos trabalhadores no Conselho Curador, decorrentes das atividades desse órgão, não serão abonadas.
  • D As decisões do Conselho serão tomadas com a presença da maioria simples de seus membros, tendo o Presidente voto de qualidade.
70

Em relação à rescisão do contrato de trabalho analise a seguinte casuística e marque o item correto: o regulamento interno da empresa Alfa prevê de forma expressa a proibição de consulta de e-mails pessoais durante a jornada de trabalho, sob pena de caracterização de falta grave. A empregada Raquel, ciente do regulamento, descumpriu a aludida proibição e teve seu contrato de trabalho rescindido por justa causa. No caso ora em análise, Raquel:

  • A praticou ato de incontinência de conduta tipificado na Consolidação das Leis do Trabalho.
  • B praticou ato de insubordinação tipificado na Consolidação das Leis do Trabalho.
  • C praticou ato de indisciplina tipificado na Consolidação das Leis do Trabalho.
  • D não praticou qualquer ato que pudesse caracterizar a rescisão do contrato de trabalho com justa causa.
71

O trabalhador que faltar justificadamente 08 dias durante o período concessivo, gozará de:
Garcia, Gustavo Felipe Barbosa
Curso de Direito do Trabalho, Gustavo Felipe Barbosa Garcia. - 8ª Ed., ver., atual., e ampl., - Rio de Janeiro> Forence, 2014.

  • A 18 dias de férias.
  • B 30 dias de férias.
  • C 24 dias de férias.
  • D 20 dias de férias.
  • E 12 dias de férias.
72

Dentre as hipóteses abaixo relacionadas quais estão em desacordo com a forma de interrupção do contrato de trabalho:
Frediani, Yone.
Direito do Trabalho/Yone Frediani. - Barueri, SP:
Manoele, 2011. [ coleção sucesso concursos públicos e OAB/José Roberto Neves Amorim (coordenador)] pag. 41 e 42

  • A Prestação de serviço militar, afastamento por acidente de trabalho.
  • B Férias e licença maternidade.
  • C Curso de qualificação profissional e férias.
  • D Licença maternidade e afastamento por acidente de trabalho.
  • E Pelo tempo que se fizer necessário, quando tiver que comparecer a juízo;
73

Consideram-se características da relação de emprego:
Pag.: 05,06 e 07
CLT interpretada: artigo por artigo, parágrafo por parágrafo/Costa Machado, organizador; Domingos Sávio Zainaghi; coordenador. - 6. Ed. - Barueri; SP: Manoele, 2015.

  • A Onerosidade, não eventualidade, pessoa física, impessoalidade e subordinação.
  • B Subordinação, habitualidade, pessoal jurídica, onerosidade e pessoalidade.
  • C Pessoal física, habitualidade, onerosidade, pessoalidade e insubordinação.
  • D Pessoa física, habitualidade, onerosidade, pessoalidade e subordinação.
  • E Onerosidade, eventualidade, pessoa jurídica, impessoalidade e insubordinação.
Voltar para lista