Resolver o Simulado Coordenador Pedagógico

0 / 31

Pedagogia

1

No campo educacional muito tem se discutido a respeito da construção de um projeto político pedagógico articulado a uma gestão democrática e ética que ofereça condições para que professores, estudantes e famílias participem na definição de qual escola desejam.

Nesse sentido, o projeto político pedagógico se constitui como um documento:

  • A que determina as finalidades, os programas e os procedimentos de ensino, bem como as formas e os critérios da avaliação escolar
  • B que define as ações educativas, os princípios e os valores básicos adequados para a convivência humana em que a comunidade acredita e os quais deseja praticar.
  • C teórico e intencional, com o compromisso de elaborar políticas pedagógicas a longo prazo para a escola.
  • D materializado por gestores competentes que fixam metas pedagógicas e políticas para melhor definir os anseios da comunidade escolar.
  • E prático, que aponta exclusivamente as ações de sucesso desenvolvidas pela escola, tais como a realização de projetos interdisciplinares e atividades extraclasse, e que devem ser do conhecimento da comunidade escolar.
2
Em uma instituição escolar, a promoção de um ambiente participativo necessita de atenções básicas, dentre as quais estão a criação de uma visão de conjunto associada a uma ação cooperativa. Para que isso ocorra, a seguinte ação faz-se necessária: 
  • A desenvolver a reflexão, a crítica e a assimilação de ideias e as atitudes pelo conjunto de toda equipe
  • B estar atento a dificuldades de comunicação, para eliminação de divisões na equipe
  • C estabelecer orientações conjuntas, integrando e motivando os membros da equipe
  • D articular e valorizar as capacidades e aptidões de todos os membros da equipe
3
Em relação à obra “Escola e Democracia", de Dermeval Saviani, é correto afirmar que:
  • A As teorias crítico-reprodutivistas entendem ser a educação um instrumento de equalização social, portanto, de superação da marginalidade.
  • B As teorias não-críticas compreendem a educação como um instrumento de marginalização social, mas não apresentam uma proposta pedagógica para a organização da escola.
  • C Para a pedagogia tecnicista, a escola tem como função difundir a instrução e transmitir conhecimentos.
  • D Saviani denuncia o caráter reacionário da pedagogia tradicional, que proclama a democracia, mas se restringe a um grupo privilegiado, legitimando as desigualdades.
  • E Saviani defende o trabalho com os conteúdos culturais como elemento de construção de uma pedagogia verdadeiramente revolucionária.

Acessibilidade

4

O Decreto n º 3298/99 dispõe sobre a Política Nacional para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência. São princípios gerais deste Decreto:

  • A Definir o que se entende por deficiência no país.
  • B Conceituar o que é deficiência e o que é incapacidade.
  • C Assegurar o respeito, mecanismos e instrumentos legais e operacionais e a plena integração da pessoa portadora de deficiência no contexto socioeconômico e cultural.
  • D Instruir o funcionamento do CONADE.
  • E Definir o que se entende por incapacidade no país.

Pedagogia

5

Em relação ao Plano Nacional da Educação (PNE), observa-se que a própria Constituição Federal de 1988 define os papéis de cada ente federativo no cenário da garantia do direito à educação. Em resumo:

“À União cabe organizar o sistema federal de ensino, financiar as instituições de ensino federais e exercer, em matéria educacional, função redistributiva e supletiva, para garantir equalização de oportunidades educacionais e padrão mínimo de qualidade do ensino mediante assistência técnica e financeira aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios. Os municípios devem atuar prioritariamente no ensino fundamental e na educação infantil; os estados e o Distrito Federal, prioritariamente nos ensinos fundamental e médio (Constituição Federal, art. 211, §§ 1º, 2º e 3º)”. 

Com base no texto em destaque acima, percebe-se que as diferentes esferas de governo apresentam compromissos comuns para que os resultados esperados sejam mais efetivos e recursos otimizados, observando, neste aspecto, o planejamento integrado das ações colaborativas. Além desses benefícios, ao realizarem essa tarefa, os gestores indicarão caminhos concretos para a regulamentação dos pactos federativos nacionais em torno da política pública educacional, estabelecendo o primeiro desenho para o Sistema Nacional de Educação. Para tanto, com base na assertiva acima, a primeira (1ª) meta, dentre as vinte metas, do Plano Nacional da Educação (PNE), garante:

  • A Formar, em nível de pós-graduação, 50% (cinquenta por cento) dos professores da educação básica, até o último ano de vigência deste PNE, e garantir a todos(as) os(as) profissionais da educação básica formação continuada em sua área de atuação, considerando as necessidades, demandas e contextualizações dos sistemas de ensino.
  • B Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta de educação infantil em creches, de forma a atender, no mínimo, 50% (cinquenta por cento) das crianças de até 3 (três) anos até o final da vigência deste PNE.
  • C Universalizar, para a população de 4 (quatro) a 17 (dezessete) anos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação, o acesso à educação básica e ao atendimento educacional especializado, preferencialmente na rede regular de ensino, com a garantia de sistema educacional inclusivo, de salas de recursos multifuncionais, classes, escolas ou serviços especializados, públicos ou conveniados.
  • D Elevar a taxa de alfabetização da população com 15 (quinze) anos ou mais para 93,5% (noventa e três inteiros e cinco décimos por cento) até 2015 e, até o final da vigência deste PNE, erradicar o analfabetismo absoluto e reduzir em 50% (cinquenta por cento) a taxa de analfabetismo funcional.
  • E Alfabetizar todas as crianças, no máximo, até o final do 3º (terceiro) ano do ensino fundamental.
6
Dominar as teorias da aprendizagem é uma competência que o professor desenvolve nos _________________ da aprendizagem da criança. Assinale a alternativa que completa, de maneira fidedigna, a lacuna.
  • A Materiais didáticos
  • B Letramento
  • C Anos iniciais
  • D Métodos
7

Conforme o artigo 56 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996, as instituições públicas de educação superior, obedecendo ao princípio da gestão democrática, devem assegurar a existência de órgãos colegiados deliberativos.

Segundo essa Lei, o percentual de ocupação dos assentos por parte dos docentes da instituição, em cada órgão colegiado e comissão, inclusive nos que tratarem da elaboração e modificações estatutárias e regimentos, bem como da escolha de dirigentes, é de

  • A 30%
  • B 40%
  • C 50%
  • D 60%
  • E 70%
8

A finalidade principal do trabalho em grupo é obter a cooperação dos alunos entre si na realização de uma tarefa. Para que cada aluno possa contribuir na aprendizagem comum, é necessário que:

  • A sejam formados grupos com alunos fracos para que percebam o sucesso dos colegas mais interessados
  • B cada aluno exerça uma atribuição, pesquise uma parte do tema e depois reúna as partes do trabalho
  • C alguém do grupo redija o tema e os demais apenas assinem, melhorando a nota de todos
  • D apenas um dos alunos domine o tema, pois é recomendação dos PCN para despertar a vocação docente
  • E todos estejam familiarizados com o tema comum, ou o pesquisem de forma colaborativa
9

Considera-se que todos os homens nascem iguais no que se refere aos direitos, o que inclui a liberdade de ir e vir, de ter projetos pessoais e realizar sua liberdade ao procurar realizar seus projetos, que todos são iguais perante as leis, etc. Para viver democraticamente em uma sociedade, é preciso respeitar os diferentes grupos e culturas que a constituem. Nesse sentido, é correto afirmar que

  • A o respeito ao outro deve ser entendido como consideração, obediência, veneração e submissão.
  • B a escola, ao estabelecer normas de conduta para os alunos, está buscando uma forma de garantir o respeito mútuo.
  • C formar um indivíduo que respeite as diferenças entre pessoas é papel da família, cabe à escola apenas ditar as normas.
  • D na escola, a forma mais eficaz de inibir o desrespeito para com os diferentes é a punição a partir de normas estabelecidas.
  • E a escola deve ser local de diálogo, de aprender a conviver, vivenciando a própria cultura e respeitando as diferentes formas de expressão cultural.
10

O art.206 da Constituição Federal Brasileira estabelece os princípios para a Educação Nacional. Das opções abaixo, marque a alternativa que apresenta o princípio correto.

  • A Teto salarial para os profissionais da educação privada, nos termos da lei federal.
  • B Garantia do padrão de qualidade determinados pelas agências internacionais.
  • C Unicidade de ideias e concepções pedagógicas e coexistência de instituições públicas e privadas de ensino.
  • D Condições privilegiadas para o acesso e permanência na escola.
  • E Gestão democrática do ensino público, na forma da lei.
11
“Os conflitos existem desde o início da humanidade, fazem parte do processo de evolução dos seres humanos e são necessários para o desenvolvimento e o crescimento de qualquer sistema familiar, político e organizacional.” Acerca do exposto, NÃO é correto afirmar que
  • A lidar com o conflito implica trabalhar com grupos e tentar romper alguns estereótipos vigentes na organização.
  • B os conflitos não são necessariamente negativos; a maneira como lidamos com eles é que pode gerar algumas reações.
  • C para lidar com conflitos é importante conhecê-los, saber qual é a sua amplitude e como estamos preparados para trabalhar com eles.
  • D os dois únicos fatores que podem influenciar o surgimento do conflito dentro das organizações são as questões relacionadas ao trabalho e à estrutura organizacional.
12

Assinale a alternativa que apresenta uma disposição atual sobre a educação profissional técnica de nível médio, incluída pela Lei nº 11.741/2008.

  • A A educação profissional técnica de nível médio pode ser oferecida tanto na modalidade integrada quanto na concomitante, desde que sejam feitas, obrigatoriamente, matrículas distintas.
  • B Além das matrículas distintas, as modalidades integrada e concomitante da educação profissional técnica de nível médio requerem instituições de ensino distintas.
  • C As duas formas de organização da educação profissional técnica de nível médio são as articuladas ou subsequente ao ensino médio.
  • D As habilitações profissionais devem ser oferecidas necessariamente em cooperação com instituições especializadas em educação profissional.
  • E A educação profissional técnica de nível médio requer, necessariamente, convênio de intercomplementaridade que vise ao planejamento e desenvolvimento de projeto pedagógico unificado.
13

Para Zabala (1998), uma visão das variáveis que configuram a prática educativa compreende a interligação do planejamento, da aplicação e da avaliação. A unidade de análise que irá representar esse processo de ensino/aprendizagem denomina-se:

  • A critérios
  • B atividade
  • C referencial
  • D conhecimento
14

“O(A) _______________ organizacional influencia a motivação, o desempenho humano e a satisfação no trabalho, criando certos tipos de expectativas cujas consequências se seguem em decorrência de diferentes ações. O(A) _______________ organizacional é favorável quando proporciona satisfação das necessidades pessoais dos participantes, produzindo elevação do moral interno. É desfavorável quando proporciona frustração daquelas necessidades. O(A) _______________ é o modelo dos pressupostos básicos que determinado grupo tem inventado, descoberto ou desenvolvido no processo de aprendizagem para lidar com os problemas de adaptação externa e integração interna. Uma vez que os pressupostos tenham funcionado bem o suficiente para serem considerados válidos, são ensinados aos demais membros como a maneira correta para se perceber, se pensar e sentir-se em relação àqueles problemas.” Assinale a alternativa que completa correta e sequencialmente a afirmação anterior.

  • A clima / clima / cultura
  • B clima / cultura / cultura
  • C cultura / clima / cultura
  • D cultura / cultura / clima
15
Identifique abaixo as afirmativas verdadeiras ( V ) e as falsas ( F ) com relação ao papel do profissional da educação infantil.
( ) O professor deve conhecer e considerar as singularidades das crianças de diferentes idades, assim como a diversidade de hábitos, costumes, valores, crenças, etnias das crianças com as quais trabalha respeitando suas diferenças e ampliando suas pautas de socialização.
( ) O professor é o mediador entre crianças e os objetos de conhecimento, organizando e propiciando espaços e situações de aprendizagens que articulem os recursos e capacidades afetivas, emocionais, sociais e cognitivas de cada criança aos seus conhecimentos prévios e aos conteúdos referentes aos diferentes campos de conhecimento humano.
( ) Cabe ao professor planejar situações que promovam o desenvolvimento linear da criança e primar pela efetiva disciplina dos corpos.
Assinale a alternativa que indica a sequência correta, de cima para baixo.
  • A V • V • V
  • B V • V • F
  • C V • F • F
  • D F • V • V
  • E F • F • V
16
No dia 21 de setembro de 2015, Sérgio Rodrigues, crítico literário, comentou que apontar no título do filme Que horas ela volta? um erro de português “revela visão curta sobre como a língua funciona”. E justifica: “O título do filme, tirado da fala de um personagem, está em registro coloquial. Que ano você nasceu? Que série você estuda? e frases do gênero são familiares a todos os brasileiros, mesmo com alto grau de escolaridade. Será preciso reafirmar a esta altura do século 21 que obras de arte têm liberdade para transgressões muito maiores? Pretender que uma obra de ficção tenha o mesmo grau de formalidade de um editorial de jornal ou relatório de firma revela um jeito autoritário de compreender o funcionamento não só da língua, mas da arte também.” (Adaptado do blog Melhor Dizendo. Post completo disponível em http://www.melhordizendo.com/a-que-horas-ela-volta-em-que-ano-estamos-mesmo/. Acessado em 08/06/2016.) Entre os excertos de estudiosos da linguagem reproduzidos a seguir, assinale aquele que corrobora os comentários do post.
  • A Numa sociedade estruturada de maneira complexa a linguagem de um dado grupo social reflete-o tão bem como suas outras formas de comportamento. (Mattoso Câmara Jr., 1975, p. 10.)
  • B A linguagem exigida, especialmente nas aulas de língua portuguesa, corresponde a um modelo próprio das classes dominantes e das categorias sociais a elas vinculadas. (Camacho, 1985, p. 4.)
  • C Não existe nenhuma justificativa ética, política, pedagógica ou científica para continuar condenando como erros os usos linguísticos que estão firmados no português brasileiro. (Bagno, 2007, p. 161.)
  • D Aquele que aprendeu a refletir sobre a linguagem é capaz de compreender uma gramática – que nada mais é do que o resultado de uma (longa) reflexão sobre a língua. (Geraldi, 1996, p. 64.)
17
No censo escolar da educação superior realizado anualmente, em regime de colaboração entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, o responsável pela exatidão e fidedignidade das informações prestadas pelas instituições de educação superior, no limite de suas atribuições institucionais é o: 
  • A secretário acadêmico.
  • B diretor geral.
  • C coordenador de curso.
  • D professor responsável.
  • E representante legal.
18

Para que o docente possa ter uma prática intercultural, é necessário conhecer, na teoria, as características que permeiam a cultura escolar e a cultura da escola.

Relacione os conceitos listados a seguir aos seus respectivos atributos.


1. Cultura escolar

2. Cultura da escola


( ) Apresenta parâmetros de homogeneização, normatização, rotinização e didatização.

( ) Apresenta múltiplas vertentes de cultura vivida, intercambiada, na qual atuam as culturas sociais de referência dos atores de espaço escolar.

( ) Está associada ao currículo formal, aos conteúdos-objeto a serem trabalhados no processo ensino-aprendizagem, ao que é proposto pela escola como finalidade de aprendizagem.

( ) Está associada ao currículo vivido, constituído pelo intercâmbio e pelas interações presentes na dinâmica escolar de transmissão-assimilação, em que estão presentes crenças, aptidões, valores, atitudes e comportamentos dos sujeitos envolvidos nesse processo.


Assinale a alternativa que mostra a relação correta, na ordem de cima para baixo.

  • A 1 – 2– 1 – 2
  • B 1 – 1 – 2 – 2
  • C 2 – 1 – 2 – 1
  • D 2 – 2 – 1 – 1
  • E 2 – 2 – 1 – 2
19
No desenvolvimento do currículo no ambiente escolar, há valores que estão implícitos na forma de pensar e ler o mundo. Esses valores se expressam por meio dos conteúdos e práticas educativas (Arroyo 2011). Marque a opção que expressa o currículo que se relaciona com o enunciado.
  • A (..) Prescrito
  • B (..) Mínimo
  • C (..) Oficial
  • D (..) Oculto
  • E (...) Formal
20

Uma determinada turma de Ensino Médio, estava bastante agitada, conversas paralelas, risos, durante a aula. O professor resolveu, então, aplicar uma avaliação surpresa.”

A avaliação proposta foi um recurso

  • A formativo.
  • B processual.
  • C diagnóstico.
  • D disciplinador.
  • E de juízo de valor.

Direitos Humanos

21

A respeito do requisito do prévio esgotamento das vias ordinárias é INCORRETO afirmar:

  • A O requisito só será preenchido se o agente fizer uso de todos os recursos internos, inclusive recurso extraordinário e especial.
  • B Se já existir decisão de corte superior contrária à ação, o prévio esgotamento poderá ser superado.
  • C A ausência de uma Defensoria Pública aparelhada é um dos elementos que podem influenciar no não esgotamento das vias ordinárias.
  • D Se houver atraso injustificado no julgamento do feito, o registro já estará satisfeito.
  • E A parte não tem o dever de requerer a federalização como requisito do prévio esgotamento.
22
Ainda são poucos os esforços de valorização do patrimônio cultural constituído pela diversidade linguística indígena do Brasil. Expressão disso são os pouquíssimos municípios que possuem uma ou mais línguas indígenas co-oficiais, além do Português. Entre estes municípios não está:
  • A São Gabriel da Cachoeira, AM (línguas Nheengatu, Tucano e Baniwa).
  • B Tacuru, MS (língua Guarani).
  • C Tocantínia, TO (língua Akwê Xerente).
  • D Aracruz, ES (língua Tupiniquim).
  • E Bonfim, RR (línguas Macuxi e Wapichana).
23

Consoante o que estabelece expressamente a Declaração Universal dos Direitos Humanos, é correto afirmar que

  • A a instrução promoverá a compreensão, a tolerância e a amizade entre todas as nações e grupos raciais ou religiosos, sendo obrigatório o ensino religioso nas escolas públicas.
  • B o poder público deve financiar os estudos dos alunos em escolas privadas quando não houver vagas em escolas públicas.
  • C os pais têm prioridade de direito na escolha do gênero de instrução que será ministrada a seus filhos.
  • D toda pessoa tem direito à instrução, que será gratuita em todos os graus.
  • E a instrução técnico-profissional será acessível a todos, bem como a instrução superior, esta baseada na condição econômico-financeira da pessoa.
24

De acordo com a Convenção Interamericana para Prevenir e Punir a Tortura (1985), podem ser sujeitos ativos do crime de tortura

  • A apenas funcionários ou empregados públicos, ou particulares desde que instigados pelos dois primeiros
  • B apenas funcionários ou empregados públicos, ainda que em período de estágio probatório ou equivalente.
  • C qualquer pessoa, desde que tenha a intenção de impor grave sofrimento físico ou mental.
  • D exclusivamente empregados ou funcionários públicos, agindo em razão do ofício ou função
  • E qualquer pessoa, desde que seja penalmente responsável nos termos da lei do Estado Parte
25

Considerando o Pacto de São José da Costa Rica, assinale a opção correta.

  • A Mesmo não tendo sido prevista no referido pacto, a proteção da integridade psíquica de toda pessoa é dever dos Estados signatários, por força de orientação da Comissão Interamericana e da Corte Interamericana.
  • B Os Estados signatários desse pacto comprometem-se a respeitar os direitos e liberdades nele reconhecidos e a garantir seu livre e pleno exercício às pessoas que estejam sujeitas à sua jurisdição.
  • C Os Estados-partes são dispensados de adotar quaisquer medidas legislativas destinadas a garantir o exercício dos direitos e liberdades previstos nesse pacto, que se torna eficaz, no Estado-parte, a partir de sua assinatura.
  • D Por não definir o significado da palavra pessoa, que é o sujeito dos direitos humanos por ele garantidos, o pacto possibilita que Estados-partes restrinjam, por meio da jurisprudência ou da legislação nacional, o significado do termo.
  • E O pacto não prevê, expressamente, o direito de toda pessoa de ter reconhecida sua personalidade jurídica, embora se infira de suas disposições o dever de os Estados-partes reconhecerem esse direito.
26
SEGUNDO ENTENDIMENTO DO SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA EXPRESSO NO VOTO DO RELATOR DO INCIDENTE DE DESLOCAMENTO DE COMPETÊNCIA N.º 1 – PA, A GRAVE VIOLAÇÃO DE DIREITOS HUMANOS QUE DÁ ENSEJO À INICIATIVA DO PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA PARA INSTAURAÇÃO DO INCIDENTE

  • A deve ser articulada apenas com a ameaça efetiva e real de descumprimento de obrigações decorrentes de tratados internacionais de direitos humanos dos quais o Brasil seja parte, como condição de admissibilidade;
  • B deve ser aferida, como condição de admissibilidade, em articulação com considerações sobre a necessidade e a imprescindibilidade do deslocamento de competência para a garantia do cumprimento de obrigações decorrentes de tratados internacionais de direitos humanos dos quais o Brasil seja parte, em decorrência da observância dos princípios da proporcionalidade e da razoabilidade;
  • C prescinde de melhor definição legislativa, configurando, por isso, o art. 109, V-A, da Constituição Federal, norma de eficácia contida;
  • D deve ser articulada, como condição de admissibilidade, com a necessidade de se resguardar, sempre que possível, o juízo natural estadual, somente se justificando o deslocamento quando houver pedido das autoridades estaduais, dando conta de sua incapacidade de garantir a prestação jurisdicional em tempo razoável com todas as garantias processuais.
27

No que tange ao espaço aéreo internacional, à nacionalidade das aeronaves e ao TPI, assinale a opção correta.

  • A O TPI poderá impor à pessoa condenada pelos crimes que afetem a humanidade no seu conjunto a pena de prisão perpétua, se o elevado grau de ilicitude e as condições pessoais do condenado o justificarem. Entretanto, esse tribunal poderá reexaminar a pena com vistas à sua redução quando o condenado já tiver cumprido vinte e cinco anos de prisão.
  • B O Estado exerce, sobre os ares situados acima de seu território e de seu mar territorial, soberania, que só não é absoluta porque sofre restrição ditada por velha norma internacional: o direito, reconhecido em favor dos aviões civis, de passagem inocente, que deve ser contínua e rápida, proibindo-se tudo quanto não seja estritamente relacionado com o ato de passar pelo espaço aéreo.
  • C Segundo as regras internacionais, todo avião utilizado em tráfego internacional deve possuir pelo menos uma nacionalidade, determinada por seu registro ou matrícula. A aeronave poderá ter mais de uma matrícula — as de complacência —, mas, no caso de a companhia aérea ser controlada pelo Estado, e não por particulares, cada avião deverá possuir uma nacionalidade singular.
  • D O TPI, instituição permanente, com jurisdição sobre as pessoas responsáveis pelos crimes de maior gravidade e funções complementares às jurisdições penais nacionais, constitui corte internacional vinculada à ONU, não dispondo de personalidade jurídica própria.
  • E Nos termos do Estatuto de Roma, o TPI só poderá exercer os seus poderes e funções no território de qualquer Estado-parte, sendo-lhe defeso agir em relação a atos praticados no território dos Estados que não tenham subscrito o Estatuto.
28
Sobre o procedimento de internalização dos tratados internacionais de direitos humanos no ordenamento jurídico brasileiro, assinale a afirmativa correta.
  • A Após a Emenda Constitucional n° 45/2004. os tratados aprovados foram equiparados às emendas constitucionais.
  • B Deverão ser aprovados por quatro quintos dos votos de cada Casa do Congresso Nacional.
  • C Na hipótese de conflitarem com normas constitucionais , prevalecerá o tratado internacional.
  • D Antes da Emenda Constitucional nº 45/2004. eram aprovados por decreto legislativo, por maioria qualificada.
  • E Deverão ser aprovados, em cada Casa do Congresso Nacional, em turno único.
29

Segundo as inspeções em unidades prisionais nas Regras de Mandela, é correto afirmar que

  • A é dispensável a elaboração de relatório escrito após a inspeção em virtude da informalidade que deve reger a atividade.
  • B as inspeções nas unidades prisionais feitas pela própria administração prisional não devem ser realizadas, pois tendem a encobrir irregularidades da própria administração penitenciária.
  • C as inspeções prisionais feitas por órgãos independentes da administração prisional devem contar com profissionais de saúde e buscar uma representação paritária de gênero.
  • D as inspeções devem ser previamente informadas à administração prisional para garantia da segurança dos inspetores.
  • E nas inspeções prisionais não devem ser entrevistados funcionários prisionais, dada a possibilidade de deturpação de informações, que devem ser colhidas por inspetores independentes.
30

A capoeira é um complexo sistema de comunicação gestual, marcada pela versatilidade, pela circularidade, pelo “desmantelamento das regas de enrijecimento do corpo através da cintura desprezada” (Tavares, 1997, p. 218), constituindo-se simultaneamente como luta e dança, num processo de bricolagem gestual que envolve a roda, o jogo, a ginga, a esquiva, a negociação e o ritmo. A proposta de registro da Roda de Capoeira e do Ofício dos Mestres de capoeira como patrimônio imaterial do Brasil fundamenta-se, segundo o parecer de junho de 2008 do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em:

I. A história da resistência negra no Brasil, durante e após a escravidão, contada através de estratégias que variam da negligência ao conflito aberto com a sociedade idealista hegemônica.

II. A formação de redes de sociabilidade e constituição da identidade e da autoestima de grupos afro-brasileiros.

III. A constituição da identidade nacional, testemunhada maciçamente na produção cultural e artística brasileira, na música, dança, ates plásticas, literatura, cinema e teatro.

IV. A socialização de crianças e jovens e o desenvolvimento de formas de ensino-aprendizagem capazes de envolver múltiplas dimensões de sua formação física, psíquica, ética, afetiva e lúdica.

V. A promoção da imagem do Brasil e difusão de valores, símbolos e práticas de cultura brasileira.

VI. A convivência respeitosa e harmonização entre diferentes grupos étnicos-raciais, etários e de gênero, no país e fora dele, promovendo, mais que uma ideologia, uma prática de diversidade cultural e de combate ao racismo e outras formas de preconceito.

Estão corretos apenas os itens:

  • A II, III, IV, V e VI apenas
  • B I, III, IV e VI apenas
  • C I, III, IV, V e VI apenas
  • D II, III, IV e VI apenas

Acessibilidade

31
De acordo com a lei n° 7.853/1989, os órgãos e entidades da administração direta e indireta devem dispensar, no âmbito de sua competência e finalidade, aos assuntos objetos desta Lei, tratamento prioritário e adequado, tendente a viabilizar, sem prejuízo de outras, as medidas nas áreas de educação, saúde, formação profissional e do trabalho, recursos humanos e edificações. Sendo assim, quanto à área da educação, é correto afirmar que deve-se priorizar 
  • A a criação de uma rede de serviços especializados em reabilitação e habilitação.
  • B a inclusão, no sistema educacional, da Educação Especial como modalidade educativa que abranja a educação precoce, a pré-escolar, as de 1° e 2° graus, a supletiva, a habilitação e reabilitação profissionais, com currículos, etapas e exigências de diplomação próprios.
  • C o apoio governamental à formação profissional e a garantia de acesso aos serviços concernentes, inclusive aos cursos regulares voltados à educação especial.
  • D o incentivo à pesquisa e ao desenvolvimento tecnológico em todas as áreas do conhecimento relacionadas com a pessoa portadora de deficiência.
  • E a promoção de ações eficazes que propiciem a inserção, nos setores público e privado, de pessoas portadoras de deficiência.
Voltar para lista