Resumo de Biologia - Tendinite

A tendinite é uma inflamação no tendão causada geralmente pelo excesso de movimentos ou algum tipo de lesão por esforços repetitivos (LER).

Essa enfermidade não é necessariamente adquirida no ambiente de trabalho, mas pode ser agravada durante as atividades laborais, podendo ser enquadrada como umas das doenças ocupacionais.

Essa condição geralmente afeta pessoas que passam muito tempo desempenhando uma mesma função, seja no ambiente trabalhista ou nas atividades de lazer.

Dentre os grupos mais afetados com tendinite são operários industriais da linha de montagem, desempenhando, muitas vezes, a mesma tarefa ao longo de anos, usuários de computadores por causa do manuseio do mouse, entre outros.

Importante perceber que a tendinite pode ter causas ocupacionais ou não, podendo também ser resultante da junção de ambos os fatores. O diagnóstico preciso deve ser realizado por um médico após investigar cuidadosamente a vida do paciente.

Além de exames clínicos, o especialista terá o auxílio de resultados de testes de raio X, ultrassonografias, tomografias e ressonâncias magnéticas. Havendo também a possibilidade de um exame específico para sanar qualquer dúvida sobre a inflamação muscular.

O exame anatomopatológico do tendão é o único que não apresenta falhas em relação a tendinite. Os outros tipos auxiliam, mas não reúnem as condições necessárias para caracterizar o tendão lesionado ou inflamado. 

Importante saber! Os tendões são tecidos de fibras com estrutura densa e resistente que permitem o movimento das articulações, fazendo a ligação entre os músculos e os ossos.

A terminação “ite”, em medicina, geralmente está associado a uma inflamação, ou seja, tendinite significa, portanto, inflamação do tendão.

Causas da tendinite

Diferente dos ossos e músculos, os tendões são estruturas mais frágeis e suportam uma exposição menor a sobrecargas. Qualquer excesso pode provocar inflamações e lesões.

A lesão não está livre de ser repentina, mas na maioria das vezes ela surge após a realização frequente de um exercício qualquer sem o devido alongamento dos músculos.

A tendinite é comum em pessoas em atividades que exigem repetição de movimentos. Logo, as principais causas de  são:

  • Falta de alongamento muscular
  • Excesso de movimentos repetitivos em atividades variadas, sejam esportes, no ambiente de trabalho ou hobbies
  • Neuropatias que conduzem a alterações musculares;
  • Alterações na estabilidade das articulações;
  • Postura corporal inadequada;
  • Carga excessiva durante treinamentos;
  • Uso de calçados inapropriados em determinados ambientes;
  • Doenças autoimunes;
  • Traumatismos e estresse.

Principais sintomas

As inflamações causadas nos tendões resultam em sintomas incômodos que ajudam na identificação do problema. Dentre eles estão:

Dor: a região afetada pela inflamação fica dolorida, principalmente durante a realização de movimentos. A dor costuma afetar também o membro relacionado ao tendão. Ou seja, se o problema ocorre no ombro, a dor provavelmente irá irradiar para o braço.

Isso ocorre por causa da movimentação do músculo afetado. O tendão tende a ficar enrijecido e inchado. A dor sempre surge com a movimentação do local.

Vermelhidão: o local afetado pode ficar quente e avermelhado. É importante notar que esse sintoma pode estar relacionado a outras doenças, portanto, é necessário ir ao médico para um diagnóstico preciso.

Temperatura elevada (calor): essas inflamações geralmente são acompanhadas por uma temperatura elevada no tecido afetado.  Isso ocorre como forma de defesa do corpo para evitar a reprodução de bactérias, que agravariam a enfermidade.

Inchaço: a tendinite pode ocasionar também um certo inchaço na área acometida, um tipo de edema. Caso haja um inchaço desproporcional, pode significar um dano nas estruturas musculares, sendo necessário consultar um médico

Dificuldade de realizar movimento: todos os sintomas anteriores resultam, principalmente, na dificuldade de fazer movimentos simples. O tendão é uma das estruturas responsáveis pelo movimento. Estando danificado pode impossibilitar o deslocamento.

Tratamento

Algumas medidas são importantes para tratar e aliviar as dores incômodas da tendinite. É importante fazer o repouso do tendão afetado, com uso de tipoias, talas para o unho, entre outros exemplos, em períodos determinados pelo médico.

A aplicação cuidadosa de compressa de gelo também pode melhorar a inflamação e o uso de medicamentos anti-inflamatórios prescritos por um profissional e sessões de acupuntura auxiliam a realização de fisioterapia.

Além disso, há medidas que podem ser adotadas para evitar a reincidência da dor

  • Correção da postura;
  • Alongamento dos músculos;
  • Prática de atividades físicas regulares para melhorar o fortalecimento dos músculos e evitar o sedentarismo;
  • Adotar pausas importantes durante a jornada de trabalho

Em alguns casos específicos, em que o tratamento convencional falhar, pode ocorrer a necessidade de um procedimento cirúrgico. Nessa cirurgia, o tendão é descomprimido para liberar aderências e inflamações ao redor da estrutura afetada.

O repouso e imobilização dos tendões afetados são importantes medidas úteis para a recuperação do membro. O importante é que o tendão fique paralisado com uso de talas ou suportes removíveis. A aplicação de calor ou frio na área também pode ajudar.

Voltar

Questões