Resumo de Biologia - Tecidos do Corpo Humano

Os tecidos do corpo humano são formados por um conjunto de várias células com a mesma forma e com funções semelhantes.

Todos os tecidos são formados a partir da célula inicial chamada de zigoto, que por sua vez é resultado da união entre o espermatozoide e o óvulo.

O zigoto divide-se através da mitose originando todas as células do corpo. Depois dessa divisão celular, as partículas vão se diferenciando e dando origem aos diferentes tipos de tecidos do corpo humano. Esse processo de separação das células é chamado de diferenciação celular.

A área biomédica responsável pelo estudo dos tecidos do corpo humano é a histologia. É através dessa ciência que temos o diagnóstico de diversas doenças.

Os tecidos do corpo humano servem para dar sustento ao nosso corpo, sendo ele fundamental para a formação e para a continuidade dos seres vivos.

Tipos de Tecidos do Corpo Humano

O corpo humano é composto por várias células que têm as mais variadas funções. Existem aproximadamente 100 trilhões de células no nosso corpo espalhadas em quatro tipos de tecidos.

Todos os órgãos do corpo humano são formados a partir da combinação de dois ou mais tipos de tecidos. 

Esse é o caso do músculo, que possui quatro tipos de tecidos. Isso permite que ele tenha diversas funções como a capacidade de contração dos movimentos musculares, o recebimento de nutrientes e o revestimento dos órgãos e dos nervos proporcionando um maior controle da contração e do relaxamento muscular.

Os tipos de tecidos do corpo humano são: epitelial, muscular, nervoso e conjuntivo.

Tecido Epitelial

É o tecido que está presente na pele e também reveste os órgãos internos, principalmente os do sistema digestório como estômago, intestino e esôfago.

As principais funções do tecido epitelial são relacionadas ao revestimento e proteção. No entanto, em determinados órgãos ele pode ter outras funções como no caso do tecido do intestino em que a sua responsabilidade está relacionada a absorvição dos nutrientes.

Na pele esse tipo de tecido tem uma função especial, que é a de secreção para a manutenção da temperatura corpórea.

Tecido Muscular

Tem como principal função produzir o movimento do corpo.

A maior característica das células desse tecido é que são contráteis, ou seja, diferente das demais, elas têm o possibilidade de mudar de forma.

Quando recebe um impulso nervoso essa célula se contrai produzindo o movimento, mas quando o músculo relaxa, a célula volta ao seu formato original.

O tecido muscular é dividido em três categorias.

  • Tecido Muscular Estriado Cardíaco: é um tecido exclusivo do coração cujas características são: possuir células com um ou no máximo dois núcleos celulares. Esse tecido apresenta uma contração involuntária, ou seja, não há um controle dos movimentos desse tecido.
  • Tecido Muscular Estriado Esquelético: esse tecido está presente na musculatura ancorada ao esqueleto, na estrutura óssea do corpo, chamado de músculo externo do corpo. As células do tecido muscular são chamadas de fibras musculares - tem a capacidade de contrair e alongar. Em imagens de microscópio é possível identificar que esse músculo é alongado e possui fissuras, por isso é chamado de estriado. Esse tecido é composto por fibras e apresenta vários núcleos celulares, chamado miócitos multinucleados. O tecido muscular estriado esquelético apresenta uma contração rápida e voluntária, ou seja, depende da vontade do indivíduo.
  • Tecido Muscular não Estriado ou Liso: é formado por células individualizadas, onde cada uma possui o seu próprio núcleo celular. O tecido muscular liso apresenta uma contração lenta e involuntária, ou seja, não dependendo da vontade do indivíduo. Forma a musculatura dos órgãos internos, como a bexiga, o estômago, o intestino, o esôfago e os vasos sanguíneos.

Tecido Nervoso

É formado por um tipo de célula especial chamada de neurônio. É por meio dos neurônios que ocorrem a transmissão dos impulsos nervosos.

A estrutura dessa célula é composta por um corpo celular que apresenta ramificações. As ramificações menores são chamadas de dendritos e as ramificações mais alongadas são definidas como axônio.

Tecido Conjuntivo

Possui uma matriz extracelular abundante e rica em fibras colágenas, reticulares e elásticas, além de moléculas que têm a função de nutrir outros tecidos.

  • Propriamente Dito (frouxo e denso): esse tipo de tecido conjuntivo ocupa todo os espaços entre os demais tecidos, por isso está presente em todos os órgãos. Os principais tecidos conjuntivos propriamente ditos são: o frouxo, mais flexível e com maior variedade de células e fibras, e o denso, tem menos células e mais fibras.
  • Ósseo: o tecido conjuntivo ósseo é dividido em dois tipos: osteoblasto, célula que produz o osso, e osteoclasto, célula que não produz a matriz óssea.
  • Cartilaginoso: recebe o nome de condroblasto, é o único tecido conjuntivo que não possui vasos sanguíneos.
  • Adiposo: tecido conjuntivo chamado de adipócito, é importante para a manutenção da temperatura corpórea e também funciona como reservatório de energia.
  • Hematopoiético: é a medula óssea e está contido no tutano do osso, que fica dentro dos ossos. A medula óssea é dividida em vermelha, que fabrica células para o sangue e amarela, que é a gordura. Ao longo da nossa vida o corpo vai substituindo a medula vermelha, que pode ser utilizada como célula tronco, pela amarela.
  • Sanguíneo: o tecido sanguíneo possui três componentes, sendo:

Hemácias: é chamada de eritrócitos, são os glóbulos vermelhos do sangue. Faz o transporte de oxigênio pelos diferentes tecidos do corpo humano.

Leucócitos: conhecido como glóbulos brancos, tem como principal função fagocitar bactérias e outros microrganismos invasores do nosso corpo, ou seja trabalha produzindo anticorpos.

Plaquetas: recebe o nome de trombóticos cuja principal função é participar do processo de coagulação sanguínea.

Voltar

Questões