Resumo de Biologia - Répteis

Os répteis pertencem ao Reino Animal, integrando o grupo dos animais vertebrados. Sugiram da evolução dos anfíbios há mais de 300 milhões de anos. Por causa de sua capacidade de se adaptar a temperatura ambiente, foram as primeiras espécies a se acomodarem ao ambiente terrestre. A maioria dos répteis vive em regiões tropicais e subtropicais do planeta Terra.

Conheça agora um pouco sobre a história da evolução dos répteis, a classificação por grupos e sobre seus sistemas reprodutivos e sensoriais.

História evolutiva dos répteis

Os primeiros répteis surgiram no período Carbonífero da era Paleozoica (aproximadamente 350 milhões de anos). Eles evoluíram dos anfíbios ao desenvolverem um sistema respiratório complexo, além da capacidade de se adaptar a temperatura corporal. Eles também adquiriram um corpo forte formado por escamas e carapaças, atributos que os protegiam do Sol e da exposição terrestre.

O sistema reprodutivo também evoluiu e eles passaram a colocar ovos fora da água e com cascas duras. Atualmente, existem mais de dez mil espécies de répteis que são organizados em quatro ordens: Quelônios, Crocodilianos, Squamatas, Rincocéfalos.

Classificação

Como foi observado anteriormente, os répteis são divididos em quatro grupos ou ordens. Conheça agora as características dos três grupos principais, pois o Rincocéfalo tem apenas uma espécie.

Quelônios

Existem aproximadamente 300 espécies dessa ordem. São os cágados (vivem em água doce), jabutis (espécies terrestres) e as tartarugas (marinhas). Apresentam placas achatadas na região do ventre e carapaça dorsal, elementos que os protegem contra predadores. Não possuem dentes, mas se alimentam por meio de bico com lâmina. São mais comuns em florestas tropicais, mas podem aparecer na maioria dos ambientes (exceto regiões polares).

Squamata ou Escamados

Existem cerca de 5.700 tipos diferentes dessa ordem e são representados pelos ofídios (serpentes, cobras) e lacertílios (lagartos, iguanas, calango, lagartixa). Esses tipos de animais possuem escamas em volta da pele e não possuem a parte inferior do crânio. Enquanto os lagartos são formados por quatro patas, as cobras não possuem membro (ápodes).

Crocodilianos

A ordem possui aproximadamente 25 espécies e é representada pelos crocodilos, aligátores, jacarés. São as maiores espécies de répteis existentes e são caracterizados por viverem próximos a ambientes aquáticos. Seu corpo é revestido por placas córneas, possuem quatro patas e uma cauda que podem ser usadas para nadar e atacar. Possuem dentes grandes e afiados capazes de matar uma presa facilmente. O coração é formado por quatro cavidades separadas. Assim como outras espécies, esses animais colocam seus ovos em buracos na terra.

Reprodução dos répteis

O sistema reprodutivo evoluído dos répteis foram um dos fatores que possibilitou que esses animais se adaptassem ao ambiente terrestre. Os machos fecundam a fêmea introduzindo óvulos em seu corpo. Na maioria dos casos, após a fecundação, os ovos são liberados e enterrados. Em algumas espécies, no entanto, os ovos se desenvolvem dentro do corpo das fêmeas. Depois da fecundação, os óvulos se transformam em embriões envoltos em uma casca formada por cálcio e sais.

Os ovos são capazes de reter a umidade do ambiente e possuem pequenos poros que permitem a troca de gases com o ambiente. A maioria dos répteis deposita os ovos em areia e perto do calor do sol, e não realizam cuidados maiores com os embriões em desenvolvimento. Entretanto, algumas espécies ficam na toca até a choca e cuidam dos filhotes depois que estes saem dos ovos.

Uma característica interessante de alguns répteis é que o sexo dos filhotes é determinado pela variação da temperatura durante o período inicial de formação do embrião. Assim, se o ovo de uma tartaruga for enterrado em local com temperatura de 26°, 27° ou 28° C, então o animal será um macho; se a temperatura for de 30° ou mais, então será fêmea.

Sistema sensorial

Os répteis conseguem sentir os gostos e cheiros por meio do olfato. As serpentes possuem um orifício entre olho e narina capaz de sentir as sensações térmicas do ambiente. Os olhos são formados por membrana nictitante (terceira pálpebras) que os protegem quando submersos, possuem sistema digestivo completo e a maioria é carnívora. Os crocodilos conseguem se hidratar por meio de glândulas lacrimais.

Anatomia e temperatura corporal

Os músculos da maioria dos répteis são bem desenvolvidos, no entanto as tartarugas, cágados e jabutis só conseguiram desenvolver apenas a área do pescoço. As cobras e lagartos têm pele escamosa, mas as tartarugas, jabutis e cágados apresentam coberto por carapaça.

A temperatura corporal variável foi outra das características que possibilitou os répteis a habitarem os espaços secos. Por causa dessa característica, eles são capazes de se adaptar a temperatura do ambiente e regular o calor do corpo.

Dinossauros

Por vários anos os dinossauros foram considerados répteis, pois os primeiros fósseis encontrados tinham características semelhantes aos répteis. No entanto, essa teoria começou a ser questionada a partir de 1970, já que os cientistas perceberam que para se movimentar eles precisariam gerar energia a partir do próprio metabolismo, ao contrário do que acontece com os lagartos, cobras e tartarugas.

Voltar

Questões