Resumo de Matemática - Renda per capita

Renda per capita e seu conceito

A renda per capita diz respeito aos valores econômicos individuais (por pessoa). No cálculo, evidencia-se a proporção de riqueza e o número de pessoas. A nomenclatura é amplamente utilizada nos estudos econômicos e também políticos, visto que a ferramenta é a baliza do desenvolvimento de uma determinada nação.

A renda per capita estabelece o padrão social de uma população. As nações que detém características economicamente desenvolvidas, apresentam valores de renda per capita superiores aos países de tesouro atrasado.

Apenas a utilização desse método - como indicador econômico - não é suficiente para aferir as condições reais financeiras de um país. Isso porque a renda por pessoa ou renda por cabeça, possui variáveis conforme o número de cidadãos.

Então, ainda que um país possua um tesouro desenvolvido, caso ele tenha um número alto de habitantes, certamente a renda per capita será baixa e o resultado do estudo financeiro não mostrará o real desenvolvimento econômico do lugar.

Os chineses são um bom exemplo dessa situação citada anteriormente, pois a China é considerada como a segunda maior potência do mundo por conta de seu poder industrial que avançou de forma rápida. Esse país, mesmo com essas características, detém uma renda per capita inferior a de outras nações que não são desenvolvidas como ele.

O motivo é que a população da China é superior a um bilhão de habitantes e isso reflete no resultado do cálculo financeiro de renda por cabeça.

Dados do Banco Mundial, obtidos no ano de 2014, demonstraram que a China era detentora de uma renda per capita de 7,4 mil dólares. Esse valor está bem aquém da renda per capita do Brasil, por exemplo.

Nesse mesmo ano, o brasileiro possuía uma renda per capita de 11,5 mil dólares. Viu como a conta difere? 
E temos conhecimento de que há diferença social entre China e Brasil. Mesmo a renda por cabeça de lá sendo menor que a daqui, o desenvolvimento difere visivelmente.
 

Índices no Brasil

No primeiro semestre de 2017 foi apresentado o Relatório de Desenvolvimento da Organização das Nações Unidas (ONU). Nesse documento, o Brasil estava estagnado no seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Simplificando, o Brasil estava mal avaliado no indicador mais importante (no que tange desenvolvimento humano). 

Esse indicador é regulado considerando a expectativa de vida, tempo dedicado a vida acadêmica ou colegial e os valores nacionais brutos.

Ainda que o IDH brasileiro tenha progredido de 0,755 para 0,744, o país ficou parado no 79° lugar da lista no ranking de desenvolvimento humano. Ficou atrás até de países como Geórgia, Albânia e Azerbaijão.

Essa medição do IDH é feita de zero a um (um é considerada a maior pontuação).

Houve um aumento na expectativa de vida de 74,5 anos para 74,7 anos e ainda assim a renda per capita dos brasileiros demonstrou uma diminuição drástica de 14.858 para 14.145. Os valores são dados em dólar.

Assim como na China, no Brasil a renda per capita também não demonstra o poderio econômico da maioria dos indivíduos, pois assim como a maioria das nações em desenvolvimento, a renda é concentrada.

O indicador de renda per capita é uma ferramenta de extrema importância, contudo possui suas limitações na aferição precisa do desenvolvimento verdadeiro de um país. Outras características precisam ser analisadas mais amplamente, tomando como exemplo, a técnica utilizada pelo IDH.



Atual renda per capita no Brasil

De acordo com registros do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a renda per capita brasileira, em 2017, era de R$ 1.268,00.

O IBGE declarou o Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre de 2019. Segundo o órgão, o PIB de renda por cabeça provavelmente será inferior neste ano de 2019, se comparado ao ano anterior. Um leve queda foi diagnosticada, com isso passa de US$ 8.960 para US$ 8.897.

A volta ao nível mais alto do PIB - que foi registrado em 2011 (de US$ 13,3 mil) - só acontecerá em 2028. Isso é o que avalia estudiosos econômicos.

Esses dados e perspectivas colocam que a renda média dos habitantes do Brasil baixou nos últimos anos e a nação demora, em média, quase 20 anos para conseguir se recuperar e voltar para o momento anterior à queda financeira.

Como fazer o cálculo

A renda per capita baliza-se através da separação do valor do Produto Nacional Bruto (PNB) pela quantidade de habitantes.

O PNB é a somatória do valor total da produção do país. Produção essa feita por corporações de um determinado país. A somatória considerada é a do período de um ano.


A renda per capita familiar diz respeito aos valores brutos (sem descontos) de uma família dividido pela quantidade de pessoas contidas nessa mesma família. A estimativa é importante, visto que ela determina quais famílias possuem ou não as características que as enquadre em benefícios governamentais e ajudas econômicas que permitam sua inclusão social.
Voltar

Questões