Resumo de Português - Pronomes Pessoais

Os pronomes pessoais indicam as três pessoas gramaticais: quem fala; com quem se fala; de quem ou do que se fala:

  • 1° pessoa: eu (singular), nós (plural);
  • 2° pessoa: tu (singular), vos (plural);
  • 3° pessoa: ele, ela (singular), eles, elas (plural).

Pronomes pessoais do caso reto

Os pronomes pessoais do caso reto são aqueles que exercem a função de sujeito ou de predicativo do sujeito. Apresentam flexão de número, gênero (apenas na 3ª pessoa) e pessoa, sendo essa última a fundamental flexão, pois aponta a pessoa do discurso. Dessa forma, os pronomes pessoais do caso reto são:

  • Eu
  • Tu
  • Ele, Ela
  • Nós
  • Vós
  • Eles, Elas

Exemplos:

  • Ele finalizou o trabalho há poucos meses.
  • Nós estamos quase chegando.
  • Ele me avisou em cima da hora.

Pronomes pessoais do caso oblíquo

Os pronomes pessoais do caso oblíquo possuem a função de complemento verbal ou nominal. São eles:

  • me, mim, comigo
  • te, ti, contigo
  • o(s), a(s), se, lhe(s)
  • ele(s), ela(s), si
  • nos, nós, conosco
  • vos, vós, convosco

Exemplos:

  • Vai comigo?
  • Tinha a certeza que você não ia embora sem falar conosco!
  • Alguém sabe dele?

Quando antecedem o verbo, apresentam-se sempre com as formas o, a, os, as, lhe, lhes.

Exemplo:

  • Ninguém as alcançará.

Quando pospostos ao verbo, assumem as seguintes formas:

Terminando em vogal, emprega-se: o, a, os, as:

  • Olhava-o discretamente.

Terminando em z, s ou r, assumirá as modalidades: lo, la. los, las:

  • Passou a olhá-lo com respeito.

Pronomes Átonos e Tônicos

Pronomes Átonos

Os pronomes oblíquos átonos são aqueles que não são precedidos de preposição e possuem acentuação tônica fraca.

  • me
  • te
  • o(s)
  • a(s)
  • se
  • lhe(s)
  • nos
  • vos

Exemplos:

  • Disse-nos que estava doente e que por isso não vinha à festa.
  • Não te convidei, mas já que veio pode ficar.
  • Penteei-me.

Atenção: o "lhe" é o único pronome oblíquo átono que já se apresenta na forma contraída, ou seja, ocorre uma união entre o pronome “o” ou “a” e preposição “a” ou “para”.

Por acompanhar diretamente uma preposição, o pronome "lhe" desempenha sempre a função de objeto indireto na oração.

Os pronomes “me, te, se, nos e vos” podem ser objeto direto ou objeto indireto. Já os pronomes “o, a, os e as” agem exclusivamente como objetos diretos.

Dica 1:os pronomes "o, os, a, as" assumem formas especiais quando aparecem depois de algumas terminações verbais. Quando o verbo termina em “z, s ou r”, o pronome apresenta a forma “lo, los, la ou las”, ao mesmo tempo que a terminação verbal é anulada. Exemplos:

  • fiz + o = fi-lo
  • fazeis + o = fazei-lo
  • dizer + a = dizê-la

Quando o verbo termina em som nasal, o pronome exibe as formas “no, nos, na, nas”. Veja os exemplos:

  • viram + o: viram-no
  • repõe + os = repõe-nos
  • retém + a: retém-na
  • tem + as = tem-nas

Dica 2: os pronomes “me, te, lhe, nos, vos e lhes” podem se juntar com os pronomes “o, os, a, as”, dando origem a formas como: “mo, mos, ma, mas; to, tos, ta, tas”; “lho, lhos, lha, lhas”; “no-lo, no-los, no-la, no-las, vo-lo, vo-los, vo-la, vo-las”. Veja o uso dessas formas nos exemplos a seguir:

  • Trouxeste o pacote?
  • Sim, entreguei-to ainda há pouco.
  • Não contaram a novidade a vocês?
  • Não, não no-la contaram.

No português do Brasil, essas combinações não são usadas, nem mesmo na língua literária atual. Seu emprego não é muito comum.

Pronomes Tônicos

Os pronomes oblíquos tônicos estão sempre precedidos por preposições como: “a, para, de e com”. Por isso, os pronomes tônicos possuem a função de objeto indireto da oração. Sua acentuação tônica é forte.

  • mim, comigo
  • ti, contigo
  • ele(s), ela(s), si
  • nós, conosco
  • vós, convosco

Exemplos:

  • O que disseram para mim eu não posso falar a mais ninguém.
  • Fez conosco a mesma coisa que já tinha feito na outra turma.
  • Não se comprovou qualquer ligação entre ti e ela.

Dica 1:há orações em que a preposição, apesar de surgir antes de um pronome, serve para começar uma construção onde o verbo está no infinitivo. Nesses casos, o verbo pode ter sujeito expresso. Se esse sujeito for um pronome, deverá ser do caso reto. Veja o exemplo:

  • Trouxeram vários vestidos para eu experimentar.
  • Não vá sem eu mandar.

Dica 2: a junção da preposição “com” e alguns pronomes deram origem as formas especiais: “comigo, contigo, consigo, conosco e convosco”. Esses pronomes oblíquos tônicos comumente exercem a função de adjunto adverbial de companhia. Veja o exemplo:

  • Ele carregava o documento consigo.

As formas “conosco” e “convosco” são trocadas por “com nós” e “com vós” quando os pronomes pessoais são reforçados por termos como: “outros, mesmos, próprios, todos, ambos” ou algum numeral. Veja os exemplos:

  • Você terá de viajar com nós todos.
  • Estávamos com vós outros quando chegaram as más notícias.
  • Ele disse que iria com nós três.

Confira a tabela com todos os pronomes pessoais:

Flexão Pronomes pessoais retos Pronomes pessoais oblíquos átonos sem preposição Pronomes pessoais oblíquos tônicos com preposição
Singular 1° eu me mim; comigo
Singular 2° tu te ti; contigo
Singular 3° ele, ela lhe, o, a ,se ele, ela, si; consigo
Plural 1° nós nós nós; conosco
Plural 2° vós vós vós; convosco
Plural 3° eles, elas lhes, os, as, se eles, elas, si

Pronomes possessivos

Os pronomes possessivos fazem uma referência às pessoas do discurso mostrando uma relação de posse. Possuem relação com os pronomes pessoais, pois indicam aquilo que pertence aos seres indicados pelos pronomes pessoais. Veja o quadro:

Pronome pessoal Pronome possessivo
eu meu, minha, meus, minhas
tu teu, tua, teus, tuas
ele/ ela seu, sua, seus, suas
nós nosso, nossa, nossos, nossas
vós vosso, vossa, vossos, vossas
eles/ elas seu, sua, seus, suas
Voltar

Questões

Veja também

Outros resumos de Português