Resumo de Educação Artística - Papai Noel

Descubra como surgiu e quais modificações esse símbolo do Natal sofreu


O Papai Noel é uma das figuras mais populares das festas natalinas. Esse personagem é muito querido pelas crianças por conta das histórias relacionadas à sua boa ação anual: distribuição de presentes na noite do dia 24 de dezembro. Desse modo, ele encarna os sentimentos de bondade, altruísmo e gratidão que permeia os discursos acerca da celebração do nascimento de Jesus Cristo. 
Para os pais, o Papai Noel, muitas vezes, funciona como instrumento para garantir o bom comportamento dos filhos. Isso acontece porque, segundo a lenda, o “bom velhinho” entrega presentes apenas às crianças bem-comportadas. Atualmente, a imagem mais bem difundida do Papai Noel é de um homem idoso, com cabelos e barba branca. Ele usa gorro e vestes vermelhas, cinto e botas pretas. 
Essa imagem, contudo, é fruto de diversas modificações que essa figura sofreu ao longo do tempo. Esse processo se deu a partir da incorporação de aspectos presentes nas histórias de diferentes lendas, que resultou, inclusive, na mudança da data de celebração da figura que teria dado origem ao Papai Noel. Ao longo deste artigo, apresentamos aspectos importantes acerca das origens e das influências que a figura do “bom velhinho” recebeu até os dias atuais. 

¿


Como surgiu a lenda do Papai Noel? 

A lenda do “bom velhinho” com todos os detalhes e tradições que conhecemos nos dias atuais é o resultado da combinação de, pelo menos, três histórias. Ao longo dos anos, esses contos que integravam os costumes de diferentes culturas foram sofrendo algumas modificações, incorporando aspectos presentes em outras histórias que possuíam semelhanças e adquirindo novos significados. 
A narrativa mais bem difundida sobre a origem do Papai Noel é a de São Nicolau de Mira. De acordo com os relatos, ele era um clérigo da Igreja Católica conhecido por sua bondade. E a principal ação que ele fazia nesse sentido era colocar moedas de ouro nas chaminés das pessoas que estavam passando por dificuldades financeiras. 
A história do santo católico também inclui relatos de que, no dia de seu aniversário, 6 de dezembro, ele presenteava as crianças. Essa era a forma adotada por ele para expressar sua gratidão a Deus. Talvez, por isso, após sua beatificação, o dia de seu nascimento foi instituído como data oficial para realizar as celebrações em sua homenagem.
A outra possível origem para o conto do Papai Noel vem do folclore grego e bizantino: é a história de Basílio de Cesareia. Assim como Nicolau, Basílio era conhecido pela sua caridade e cuidado com os mais pobres. Conta-se que ele chegava a doar tudo o que recebia para os mais necessitados. Em virtude disso, chegou a receber o título de "Magno'. Na Grécia, o dia 1º de janeiro, que é dedicado às homenagens ao santo, é marcado pela troca de presentes.
Fora do âmbito religioso, a explicação para a figura do “bom velhinho” apresenta motivações místicas. Ela se vale do poder presente na magia natalina para elucidar a existência de uma figura sobrenatural que materializa o espírito natalino. O que varia conforme a cultura é o local onde o Papai Noel habita. Para a maior parte dos europeus, o local de residência é o Extremo Norte; para os norte-americanos, é o Polo Norte; os finlandeses e os britânicos afirmam que Noel vive nas montanhas de Korvatunturi, na Lapônia, Finlândia

Como a imagem do “bom-velhinho” se modificou ao longo do tempo


A imagem e as tradições associadas à figura natalina, nos dias atuais, foram fortemente influenciadas pelo poema “Uma visita de São Nicolau”, de Clemente Clark Moore. No texto datado de 1822, ele apresenta elementos importantes para a construção do mito natalino, em especial, as informações de que ele viajaria o mundo em um trenó puxado por renas e entra nas casas através das chaminés.
Os trajes usados pelo Papai Noel também sofreram modificações ao longo do tempo. Antigamente, as representações do “bom velhinho” davam conta de um homem trajando roupas verdes. Nos primeiros contos, a estrutura corporal também era diferente. Tratava-se de um homem magro, com aspecto que remetia à figura de um duende. É somente a partir do desenho feito pelo cartunista Thomas Nast que Noel ganha características mais próximas das que conhecemos hoje. 
No trabalho que chegou a ser publicado pela revista , Nast apresenta a figura de um homem gordo, com barba grande, carregando muitos brinquedos e uma sacola nas costas. Essa imagem serviu de inspiração para o anúncio publicitário feito pela Coca-Cola em 1931, quando a figura do homem trajando roupas com o contraste entre vermelho e branco se tornou mundialmente conhecida. Contudo, em alguns locais da Europa, Noel ainda é representado com trajes de bispo e mitra episcopal. 

Curiosidades 


  • O nome Papai Noel tem origem francesa, já que nesse idioma “Nöel” significa Natal. Em Portugal, é conhecido como Pai Natal; 
  • Nos EUA, o nome do “bom velhinho” é Santa Claus. Essa expressão é uma adaptação de Sinter Klaas, a forma verbal como São Nicolau é chamado na Holanda; 
  • Na Lapônia, extremo norte da Polônia, funciona o escritório do Papai Noel. Ele recebe cartas de milhares de crianças ao redor do mundo; 
  • No Brasil, desde 2001, os Correios recebem cartas endereças ao Papai Noel. As correspondências podem ser retiradas por qualquer pessoa que tenha interesse em presentear uma criança; 
  • As renas de Noel são chamadas de Rodolfo, Corredora, Dançarina, Empinadora, Raposa, Cometa, Cupido, Trovão, Relâmpago e Bernardo. 

Outros símbolos do Natal 


Além do Papai Noel, a celebração do nascimento do Menino Jesus conta com vários outros símbolos. Enquanto o “bom velhinho” simboliza a bondade e o altruísmo presente nos discursos que ganham força no final do ano, outros símbolos do Natal têm conexões mais imediatas com a narrativa do nascimento de Jesus. Dentre eles, estão: 
A estrela – geralmente, ela é colocada na árvore de Natal. Trata-se da representação da estrela que indicou o caminho para encontrar Jesus aos três reis magos; 
O presépio - trata-se da representação do cenário onde Jesus nasceu; 
O anjo – no contexto natalino, trata-se da representação de Gabriel, o mensageiro que informou Maria sobre a gestação que ela teria; 
Os sinos – eles simbolizam o anúncio do nascimento de Jesus; 
A árvore - é símbolo de vida e esperança; 
Voltar