Resumo de Educação Física - Olimpíadas

As Olimpíadas, ou também conhecido como Jogos Olímpicos, reúnem milhares de atletas de diversos países a cada quatro anos para disputarem um conjunto de modalidades esportivas.

Utilizando a união como ponto fundamental, a bandeira do evento é composta por cinco anéis entrelaçados, o que simboliza os cinco continentes e suas cores. As Olimpíadas utilizam a paz, a amizade, o bom relacionamento entre os povos e o espírito olímpico como princípios do evento.

Origem das Olimpíadas

De acordo com a mitologia grega, as Olimpíadas surgiram na Grécia Antiga, nos anos de 2500 a.C., e foram criadas pelo herói Hércules, em homenagem a seu pai, Zeus. Os jogos aconteciam na cidade de Olímpia, para onde os atletas das cidades-estados gregas viajavam para disputar diversas modalidades como: atletismo, luta, boxe, corrida de cavalo e pentatlo (luta, corrida, salto em distância, arremesso de dardo e de disco).

Segundo a história, os jogos só se consolidaram nos anos de 776 a.C. O primeiro competidor a vencer uma prova foi cozinheiro Corobeu, em uma prova de corrida, em uma distância de 192,27 metros. Após um grande temporal que destruiu a cidade sede das Olimpíadas, a corrida foi a única modalidade que se concretizou nos anos 776 a.C.

Sempre na abertura dos jogos, havia um ritual de sacrifício de animais a Zeus e cada competição tinha alguma relação com o culto a essa divindade.

Além das questões religiosas, os gregos buscavam através das Olimpíadas levar a paz entre as cidades pertencentes a civilização grega, além de mostrar a importância que os gregos davam aos esportes.

Só poderiam participar das competições os homens que não haviam cometido nenhum tipo de crime. Já as mulheres não poderiam nem mesmo assistir aos jogos, exceto as sacerdotisas de Dêmetra. Porém, na mesma época, criaram uma competição específica para elas, realizada antes da competição dos homens na mesma cidade sede. Conhecida como Heraia, os jogos faziam homenagem a esposa de Zeus, Hera.

As Olimpíadas foram interrompidas após a invasão dos romanos na Grécia, no século II. No ano de 392 d.C., os Jogos Olímpicos e quaisquer manifestações religiosas do politeísmo grego foram proibidos pelo imperador romano Teodósio I, após converter-se para o cristianismo.

Antigas Modalidades

Na Antiguidade, entre os esportes praticados estavam as corridas, chamadas de drómos, e suas modalidades. Em algumas, os atletas deviam correr por cerca de 190 metros com a armadura e as armas dos soldados da linha de frente do combate. Havia também as corridas realizadas em carros de combate estimulados por dois cavalos, chamadas de bigas, e as realizadas por quatro cavalos, denominadas de quadrigas.

Havia também o péntatlhon (semelhante ao pentatlo atual), que reunia cinco esportes:

  • salto
  • lançamento de disco
  • lançamento de dardo
  • corrida
  • luta

As modalidades de lutas também eram bastante praticadas. Havia, por exemplo, a palé, que era algo próximo da atual luta greco-romana, isto é, sem socos e pontapés. Além da palé, o pýgme, parecido com o boxe contemporâneo, porém mais agressivo. Destaca-se ainda o mais devastador de todos, o pancrácio, que era uma espécie de “vale-tudo”, que incluía cotoveladas, joelhadas, torções, cabeçadas etc.

O Retorno das Olimpíadas

Após muitos séculos, as atividades foram resgatas pelo historiador e pedagogo francês Pierre de Frédy, conhecido como Barão de Coubertin. Em 1892, ele apresentou uma proposta de ressurgir os Jogos Olímpicos, algo que não obteve muito sucesso.

Dois anos depois, na Universidade Sorbonne, em Paris, Coubertin se reuniu com representantes de 13 países e firmaram um acordo de sediarem em Atenas o retorno das Olimpíadas.

Pierre acreditava que a prática esportiva devia ser incentivada na sociedade contemporânea, principalmente entre os jovens. Além disso, era necessário haver uma organização internacional para a realização dos jogos, para que ajudasse a promover a paz entre as nações.

Os símbolos olímpicos, como o acendimento da chama olímpica, também foram resgatados. Com o apoio de Demetrius Vikelas, Coubertin conseguiu organizar os primeiros Jogos Olímpicos modernos no verão de 1896, na cidade da Grécia, em Atenas. Nessa primeira edição, participaram 283 atletas dos 13 países, que disputaram provas de atletismo, esgrima, luta livre, ginástica, halterofilismo, ciclismo, natação e tênis.

Os vencedores eram premiados com medalhas de ouro e um ramo de oliveira.  

Mesmo após as interrupções dos jogos durante as duas guerras mundiais, as Olimpíadas continuam sendo o maior evento esportivo do mundo.

Atuais modalidades esportivas

Atletismo, Badminton, Basquete, Boxe, Canoagem Slalom, Canoagem, Ciclismo BMX, Ciclismo Mountain Bike, Ciclismo de Estrada, Ciclismo de Pista, Esgrima, Futebol, Ginástica Artística, Ginástica Rítmica, Ginástica de Trampolim, Golfe, Handebol, Hipismo Adestramento, Hipismo Concurso, Hipismo Saltos, Hóquei sobre grama, Judô, Levantamento de Peso, Luta Livre, Luta Greco-romana, Maratona Aquática, Nado Sincronizado, Natação, Pentatlo Moderno, Polo Aquático, Remo, Rugby de 7, Saltos Ornamentais, Taekwondo, Tênis de Mesa, Tênis Tiro com Arco, Tiro Esportivo, Triatlo, Vela e Vôlei de Praia.

Bandeira Olímpica

A bandeira Olímpica é formada por cinco anéis de cores diferentes (azul, vermelho, preto, amarelo e verde) entrelaçados e localizados no centro da bandeira. Ela simboliza o espírito olímpico, ética e união através do esporte.

Em um fundo branco, os anéis representam os cinco continentes habitados no mundo. Criada por Pierre de Coubertin, no ano de 1913, ela foi apresentada pela primeira vez no Congresso Olímpico de 1914, em Paris.

A bandeira olímpica é hasteada na cerimônia de abertura das Olimpíadas. Ela é levada, na posição horizontal, ao estádio olímpico por atletas e hasteada em um mastro. Enquanto a chama olímpica queima no estádio ela permanece hasteada. Na cerimônia de encerramento a bandeira é recolhida e entregue ao prefeito da cidade sede das Olimpíadas para os jogos seguintes.

Curiosidades

  • Em 1916, as Olimpíadas deveriam ocorrer na Alemanha. Porém, em função da Primeira Guerra Mundial, os Jogos Olímpicos foram cancelados.
  • As Olimpíadas de 1940 e 1944 também foram cancelados por causa da Segunda Guerra Mundial.
  • Críquete, golfe e cabo-de-guerra já foram esportes olímpicos no começo do século XX. Nas Olimpíadas de 1920 (Antuérpia – Bélgica), o tiro ao pombo também fez parte do quadro de jogos olímpicos.
  • Em 1906, por questões de interesses políticos, a Grécia organizou uma Olimpíada de forma não oficial. O evento não teve destaque internacional, sendo que muitos países não estiveram presentes. Neste evento, fez parte um esporte muito curioso: o arremesso de pedras.
  • É comemorado em 23 de junho o Dia Internacional do Atleta Olímpico.
Voltar