Resumo de Geografia - Nafta

O Nafta é um bloco econômico formado por Estados Unidos da América, Canadá e México. O Acordo de Livre Comércio da América do Norte (North American Free Trade Agreement – em inglês) foi criado em 1° de janeiro de 1994, para fortalecer as relações comerciais entre os países que fazem parte do acordo.

O Nafta também visa combater a concorrência dos mercados europeu e especialmente o asiático, que teve uma grande evolução nos últimos anos.

Principais dados econômicos e sociais do Nafta, de acordo com o Banco Mundial e CIA The World Factbook:

  • População: 490 milhões de habitantes (estimativa 2018)
  • Produto Interno Bruto (PIB) : 22,9 trilhões de dólares (estimativa 2018)
  • Renda per Capita (em US$): 46.200 (estimativa 2018)
  • IDH: 0,867 – índice de desenvolvimento humano muito elevado (ano de 2015)

História

O Nafta teve início com o "Acordo de Liberação Econômica" acertado entre os Estados Unidos e o Canadá no ano de 1988. Poucos anos depois, em 1992, o México se tornou um membro do bloco e, a partir daí, o Nafta estabeleceu como objetivo a livre circulação comercial entre os países no prazo de 15 anos.

Esse acordo econômico causou desentendimentos, pois parte da população mexicana acreditava que os Estados Unidos queria controlar o México e apenas satisfazer seus interesses. O povo mexicano tinha essa visão porque os Estados Unidos, a maior economia mundial, estava se associando a uma economia emergente.

O Canadá, mesmo sendo considerado um país com alto índice de qualidade de vida, economia em ascensão, dentre outros fatores, ainda depende dos recursos exportados pelos Estados Unidos. Já o México, dono de jazidas de petróleo, exporta grande parte do produto para os Estados Unidos, além de ser grande fonte de mão de obra barata para os países desenvolvidos.

Mesmo com algumas brigas, o Nafta possibilitou o desenvolvimento de várias regiões, elevou o número de empregos e o fluxo de mercadorias e, no período da guerra cambial Mexicana em 1994, os Estados Unidos forneceu auxílio financeiro ao país.

Objetivos do Nafta

Um dos objetivos desse bloco econômico é garantir aos países participantes uma atuação de livre comércio, retirando as barreiras alfandegárias e facilitando a venda de produtos entre os países membros. Veja a seguir os demais propósitos;

  • Diminuir os custos comerciais entre Estados Unidos da América, Canadá e México;
  • Equilibrar a economia dos países do bloco, para ser competitivo mundialmente;
  • Aumentar a quantidade de exportações de mercadorias e serviços entre os participantes do Nafta;
  • Criar condições para uma briga justa no interior da área de livre comércio;
  • Elevar as oportunidades de investimento dos países participantes;
  • Ofertar proteção efetiva e correta, além de garantir os direitos de propriedade intelectual no território de cada participante;
  • Reduzir a imigração clandestina saindo do México em direção aos Estados Unidos.

Nafta para os países membros

Veja a seguir como foi a percepção sobre a criação do Nafta em cada país:

Nafta para o Canadá

Mesmo sendo considerando um dos principais países do mundo em economia, qualidade de vida, entre outros quesitos, o Canadá é uma nação que depende muito dos recursos financeiros vindos dos Estados Unidos.

O Canadá enfrentou dificuldades com manifestações contra o Nafta, principalmente depois que os Estados unidos não quiseram cumprir as cláusulas do tratado que se referiam às empresas que praticam dumping, uma prática ilegal que prejudica o comércio do país que importa bens dessa empresa.

Nafta para o México

O México possui a economia mais fraca dos três países. Por isso, alguns setores do país como os fazendeiros e uniões trabalhistas, são contra esse bloco econômico.

As uniões trabalhistas mostram-se contrários por causa da perda influência que elas exerciam em centros urbanos. Já os fazendeiros não apoiam o bloco devido à pressão que os Estados Unidos exercem sobre o preço dos produtos agrícolas oriundos do México.

Outros ainda que são contra o bloco econômico chegaram a afirmar que, devido ao acordo, o México iria se transformar em uma “colônia” dos Estados Unidos.

Nafta para o EUA

No início, os Estados Unidos temiam que esse acordo fosse gerar desemprego no país devido a migração de empresas para outros países, por causa da mão de obra barata.

A votação no Senado e no Congresso americano foi a favor do Nafta, porém a vitória não foi expressiva, o que mostra que a participação nesse bloco não era uma unanimidade no país.

Curiosidades

  • A Área de Livre Comércio das Américas (Alca) foi uma proposta realizada pelos Estados Unidos, em 1994, que objetivava a união da América (exceto Cuba) em um grande bloco econômico, envolvendo os países do Nafta e do Mercosul. Entretanto, o projeto não foi à frente devido as políticas apresentados pelos norte-americanos que favoreciam, na sua maioria, os interesses dos Estados Unidos.
  • Atualmente o Chile está em processo de estruturação para fazer parte do Nafta. As relações comerciais entre esse país e o bloco econômico estão aumentando cada vez mais. Breve, o Chile poderá ser um membro efetivo do bloco.
Voltar

Questões