Resumo de Filosofia - Método Científico

Conjunto de procedimentos para realização de pesquisa acadêmica


O termo método científico diz respeito aos procedimentos de pesquisa que devem ser acatados pelos pesquisadores. A obediência a esses parâmetros garante que a investigação seja reconhecida como válida pela academia. Desse modo, o fazer científico se diferencia das suposições, achismos e opiniões pessoais. E se configura como uma produção intelectual capaz de ser testada e replicada. 
Apesar de apresentar um conjunto de regras gerais para o desenvolvimento de pesquisas nos diferentes campos do conhecimento, o método científico pode sofrer variações de acordo com a área no qual é aplicado. Nas ciências biológicas, por exemplo, as hipóteses levantadas pelo investigador, na maioria das vezes, podem ser testadas através de experimentos. 
O mesmo pode não ser possível para as pesquisas realizadas em algumas áreas da física, por exemplo, em que as teorias e o raciocínio lógico se configuram como a única forma de validação do conhecimento. Contudo, em ambos os casos, é o respeito às regras e direcionamentos apresentados pelo método científico que garante que a investigação seja confiável

Quais são as etapas do método científico? 


Para garantir que sua investigação esteja de acordo com os parâmetros estabelecidos pelo método científico, é importante que o pesquisador elabore e desenvolva seu estudo em observância a algumas etapas. O tempo dedicado a cada um desses momentos da pesquisa pode variar conforme critérios definidos pelo estudioso e também em conformidade com o objeto da investigação.
Além disso, ainda existe a possibilidade de que, em algumas áreas do conhecimento, uma ou outra etapa possa ser desconsiderada. Apesar dessas variações, é importante que se tenha conhecimento acerca de todas as etapas do método científico. Vejamos quais são elas!
Observação 
Essa é a etapa inicial para elaboração de uma proposta de pesquisa científica. É a partir da observação que o investigador coleta as informações necessárias para descrever um fenômeno e identifica o “problema” que será seu objeto de pesquisa. Ao realizar a observação, o pesquisador pode adotar uma perspectiva qualitativa, com coleta de dados de caráter descritivo, ou quantificativa, na qual a coleta de informações numéricas é priorizada. 
Questionamento 
Esse é o momento em que o pesquisador elabora as questões que irão basear o desenvolvimento de seu estudo. Essas indagações vão induzi-lo a conhecer melhor o fenômeno observado e poderão ajudá-lo a explicar o porquê ou como algo acontece, por exemplo. 
Levantamento de hipóteses 
Nesse momento, o pesquisador reflete acerca das possibilidades de respostas para as perguntas que elaborou. Ao longo do desenvolvimento de sua pesquisa, ele vai tentar comprovar ou refutar as hipóteses que elaborou. 
Experimentação 
Essa é a etapa do método científico em que as hipóteses são colocadas à prova. Através da realização de ensaios, experimentações e outras formas de coleta de informações, o pesquisador verifica a validade das suposições previamente elaboradas. Os dados coletados nessa etapa podem ser qualitativos ou quantitativos. 
Interpretação dos resultados 
Esse é o momento da investigação em que os dados colhidos na etapa anterior são analisados. A partir dessa interpretação, o pesquisador pode comprovar ou refutar suas hipóteses e até mesmo apontar outras possibilidades de investigação que podem complementar o trabalho realizado. 
Conclusão 
Esse é o momento de finalização do trabalho de investigação. Com base nas informações coletadas e análises feitas, o pesquisador agora pode desenvolver uma teoria, lei ou princípio advindo de seu estudo. Essa conclusão então é validada pela academia e poderá ser testada por outros pesquisadores ou até mesmo aplicada na realização de outros estudos. 

O que é ciência?


O termo ciência possui diversos significados, mas atendo-se ao seu papel associado à interpretação do mundo, podemos afirmar que a ciência é uma das formas de produção de conhecimento. Diferente de outras maneiras de compreensão do mundo, como a mitologia, o senso comum e a religião, a ciência é marcada por um desejo intencional de obter informações, que se dá por meio de uma organização sistemática e metódica. É, desse modo, que ela adquire um caráter mais seguro e replicável. 
É a partir dos séculos XVI e XVII que a ciência começa a adquirir os contornos pelos quais são conhecidos atualmente. Isso acontece, sobretudo, devido à negação da interferência de seres sobrenaturais nos fenômenos observáveis no universo. Também é nesse período que Copérnico irá propor que o planeta Terra não é o centro do universo, que os planetas giram em torno do Sol. 
A produção científica, bem como seus métodos e instrumentos de pesquisa estão em constante processo de análise e evolução. É devido a esse processo que, atualmente, é possível questionar os pressupostos de objetividade que são adotados dentro de uma perspectiva positivista de construção do conhecimento. Essa perspectiva ignora os aspectos subjetivos que influenciam na definição dos temas de interesse, por exemplo. 
Voltar

Questões