Resumo de Biologia - Hemoglobina

A hemoglobina (Hb) é uma proteína encontrada nas células sanguíneas, também conhecidas como hemácias e glóbulos vermelhos. Sua principal função é se unir às moléculas de oxigênio e realizar o transporte dele pelo sistema cardiovascular.

Essa proteína possui uma pigmentação vermelha, o que confere a cor característica do sangue. Ela está presente nas células sanguíneas de todos animais vertebrados (anfíbios, peixes, mamíferos, aves e répteis).

Já nos animais invertebrados, a cor do sangue pode ser diferente do vermelho. Esse é o caso dos crustáceos, que têm o sangue azulado devido a presença da proteína hemocianina.

No grupo dos invertebrados com sangue vermelho podemos mencionar os anelídeos, os equinodermos e alguns tipos de insetos e moluscos.

Alterações nos níveis dessa proteína podem ocasionar diversos distúrbios. Nos humanos, por exemplo, a hemoglobina baixa pode causar a anemia, enquanto níveis altos podem ocasionar hemoglobinúria.

Estrutura

A hemoglobina possui fórmula molecular C2952H4664O832S8Fe4, e pH na faixa de 7.  No sangue, essa substância adquire uma forma coloidal, medindo de 7 a 8 µm e presente de 4,5 a 5,5 milhões/mm³.   

O termo hemoglobina concerne a sua estrutura química quaternária, a qual une-se por ligações não covalentes. Quatro cadeias de globina (parte proteica) se ligam a um grupo heme (grupo prostético).

As globinas podem ser dos tipos α, β, γ, δ e ε, contudo na hemoglobina são encontradas apenas duas α (alfa) e duas β (beta). Já o grupo heme possui em sua composição um átomo de ferro (Fe2+) central em estado ferroso.

Tipos de hemoglobinas

Existem vários tipos de Hb, que variam em função das variações de globina. Ao longo da vida, o corpo produz diferentes tipos dessa proteínas:

  • Embrionária: Gower 1, Gower 2 e Hb de Portland;
  • Fetal: HbF;
  • Adultos: Hbs A, A2 e F.

A1, A2 e F são os tipos mais comuns, sendo que A1 corresponde a cerca de 97% de toda a Hb encontrada no corpo humano e A2 aproximadamente 2%. Já a F é encontrada 100% no feto e 80% no recém-nascido.

Transporte de gases

A Hb é gerada durante a produção das hemácias na medula óssea e, como já dito, tem a função de transportar gases entre os tecidos do corpo por meio do sistema circulatório.

Transporte de oxigênio

Esse processo de transporte é realizado através da interação do ferro da hemoglobina com o oxigênio do ar (O2), gerando o complexo oxi-hemoglobina ou hemoglobina oxigenada.

Ao chegar nas células do organismo, o oxigênio é liberado e o sangue arterial se transforma em sangue venoso (hematose). A distribuição do oxigênio pelo corpo é realizado com o auxílio dos vasos sanguíneos, que irrigam os diversos órgãos.  

Cada molécula de hemoglobina pode se ligar a quatro moléculas de O2. Cada hemácia contém aproximadamente 250 milhões de hemoglobinas, sendo que esta primeira é capaz de transportar cerca de 1 bilhão de moléculas de O2.

Transporte de gás carbônico

O transporte do gás carbônico (CO2) é um pouco mais complexo que o processo anterior, já que ele pode ser realizado de três maneiras: íons bicarbonato dissolvidos no plasma (70%), dissoluto no plasma sanguíneo (7%) e ligado à hemoglobina (23%).

O transporte do gás carbônico ligado à hemoglobina pode ser resumido da seguinte forma:

  1. A Hb que está no coração se dirige aos músculos através da corrente sanguínea;
  2. Em função do metabolismo, a concentração CO2 no músculo é alta e de oxigênio O2 baixa;
  3. A Hb une-se ao então ao CO2 e libera O2.

A hemoglobina e o monóxido de carbono (CO) possuem uma grande afinidade (23 vezes maior do que com o oxigênio). Quando ligados, eles formam a carboxiemoglobina, porém essa associação pode ser letal, pois o CO impede o transporte de oxigênio aos tecidos do corpo.

Doenças relacionadas à hemoglobina

Abaixo estão descritos os valores de referência de Hb no corpo, que podem ser consultados por meio de exames laboratoriais:

  • Recém nascidos: 13,5 a 19,6 (g/100ml)
  • Crianças (três meses): 9,5 a 12,5 (g/100ml)
  • Crianças (um ano): 11,0 a 13,00 (g/100ml)
  • Crianças (10 a 12 anos): 11,5 a 14,8 (g/100ml)
  • Mulheres gestantes: 11,5 a 16,00 (g/100ml)
  • Mulheres normais: 12,00 a 16,5 (g/100ml)
  • Homens: 13,5 a 18,00 (g/100ml)

Hemoglobina alta

Hemoglobinúria é caracterizada pela presença de Hb na urina. Isso acontece porque o excedente de hemoglobina é filtrado pelos rins que, por sua vez, a eliminam pela urina dando a esta uma cor avermelhada.

A hemoglobinúria pode ser causada por: queimaduras, infecção nos rins, cálculo renal, malária, tuberculose no trato urinário, talassemia, intoxicação por chumbo, síndrome hemolítico-urémica, etc.

Hemoglobina baixa

A anemia ferropriva é uma das principais doenças causadas pelos baixos níveis de Hb no sangue, uma vez que essa condição corresponde a 90% dos casos de anemia.

As causas da anemia ferropriva são várias, entre elas: alimentação deficiente verminoses, doença celíaca, sangramentos crônicos e descamação cutânea excessiva. Os principais sintomas dessa doença são:

  • Tonturas e sensação de desmaio;
  • Dores de cabeça e nas pernas;
  • Taquicardia;
  • Queda de cabelo e unhas;
  • Dificuldade de concentração;
  • Falta de apetite;
  • Desânimo e cansaço.

Voltar

Questões