Resumo de Sociologia - Grupos Sociais

Forma de interação entre os seres humanos 

Os grupos sociais correspondem às relações estabelecidas entre duas ou mais pessoas. Segundo a sociologia, é uma forma de interação que visa alcançar objetivos e interesses em comum. Também caracteriza-se pela sensação de identidade, na qual é criada por meio da convivência. 
Como precisam de uma organização, compartilham hábitos, valores, normas e costumes, e se diferem de acordo com o nível de contato entre os indivíduos. O sentimento de pertencimento à determinado grupo ainda influencia o comportamento diante do outro. 
Devido à interação social e partilha de características, os principais grupos sociais são: familiar, vicinal (vizinhança), educativo (escolas; faculdades), religioso (igrejas e demais instituições religiosas), profissional (empresas; escritórios), lazer (clubes; associações) e político (organizações ou partidos políticos). 

Características dos grupos sociais 

Em cada grupo social, os seus integrantes desenvolvem uma relação de estabilidade. Para isso, dividem histórias, objetivos, princípios, tradições, símbolos e normas, que garantem a ordem e o cumprimento de certos papéis na sociedade. São esses mecanismos que também definem os seguintes traços:
  • Pluralidade: coletivismo, inserção de duas ou mais pessoas para a construção de um grupo. 
  • Organização: refere-se à ordem imposta no grupo. Diz respeito à participação de cada um dos seus membros, especialmente nos papéis assumidos. 
  • Interação social: mesmo com as diferentes maneiras de contato, os sujeitos comunicam-se e interagem em entre si. 
  • Exterioridade: a existência do indivíduo independe de sua inclusão em um grupo. 
  • Objetivo em comum: geralmente a ligação entre os integrantes de um grupo são os valores, princípios e interesses em comum.
  • Consciência grupal: compartilhamento de ideias, pensamentos, desejos e sentimentos. 
  • Continuidade: as interações e partilhas precisam manter certa duração. É o que acontece entre as famílias, instituições educacionais e religiosas, etc. 


Classificação 

Além das principais características, os grupos sociais são categorizados em primários, secundários e intermediários. As duas primeiras divisões sugiram a partir das colaborações do sociólogo estadunidense Charles Horton Cooley. Já o terceiro conceito foi desenvolvido por estudos posteriores. As formas como foram classificados estão ligados ao tamanho do agrupamento e grau de interatividade entre os seus membros. Confira:
Grupos primários: são aqueles firmados por meio de relações mais íntimas, ou seja, os integrantes mantêm contatos pessoais diretos. Também são marcados pelos contatos afetivos, duradouros e educativos. Essa é a categoria que engloba as famílias, vizinhos e amigos. 
Grupos secundários: diferentemente dos primários, caracterizam-se pelos relacionamentos informais, impessoais e baseados nas trocas de interesses ou objetivos. Predominam a racionalidade, reciprocidade e os contatos temporários. São exemplos os grupos formados no trabalho, igreja e partido político. 
Grupos intermediários: o contato entre os membros ocorre tanto do modo direto como impessoal, ou seja, contemplam os grupos primários e secundários. Um exemplo é o ambiente escolar, onde são criadas relações íntimas entre os amigos de sala e as de menor proximidade, como a desenvolvida entre os estudantes e o diretor. 

Grupos sociais x agregados sociais 

A principal diferença entre os grupos sociais e os chamados agregados sociais é a maneira de interação entre os indivíduos. No caso dos agregados, as pessoas têm certa proximidade física, mas as relações e comunicações são mínimas. Isso é motivado pelo contato limitado e de pouca duração. Estão inclusas nesta definição a multidão, o público e a massa. 
Multidão
Grupo de indivíduos que se encontram em um mesmo espaço físico, mas de forma totalmente espontânea. Não há uma comunicação prévia entre os integrantes, liderança hierarquia ou normas estabelecidas. O nome das pessoas e suas posições sociais também são irrelevantes, o que impossibilita a identificação de individualidades. Nos protestos políticos, por exemplo, existem agrupamentos de sujeitos que compartilham dos mesmos ideais e/ou visões de mundo. No entanto, há apenas contatos diretos e temporários entre eles. 
Público 
Reunião intencional de pessoas, sendo que as mesmas estão sob o mesmo estímulo. Dispõem de alguma organização, mas não precisam ocupar o mesmo espaço físico – podendo se formar em um espaço virtual como a internet ou através das informações recebidas pelos meios de comunicação. 
Massa

Ocorre sem a necessidade de contato físico e de modo espontâneo. Os indivíduos normalmente são passivos, não emitindo nenhuma opinião e/ou crítica diante daquilo que é exposto pelos meios de comunicação de massa, a exemplo da televisão, rádio e internet. 
Voltar

Questões