Resumo de Química - Funções Orgânicas

Grupos de substâncias que apresentam características semelhantes


As funções orgânicas referem-se aos grupos que reúnem compostos com as mesmas propriedades químicas. Esses compostos são formados por carbono (C), que tem poder de ligação com átomos de diferentes elementos químicos. 
As semelhanças no comportamento químico, ou seja, reação parecida diante de certas substâncias e/ou circunstâncias, estão atreladas aos chamados grupos funcionais – conjunto de átomos presente na estrutura da cadeia carbônica e responsável pelas características em comum entre os diversos compostos. 

Quais são as principais funções orgânicas?


Confira, a seguir, as funções orgânicas mais conhecidas, os grupos funcionais que as identificam e os compostos que participam de cada uma delas:
Hidrocarbonetos 
Os hidrocarbonetos são compostos orgânicos constituídos somente por átomos de carbono e hidrogênio. Por isso, sua fórmula geral é CXHY. Nesta categoria estão incluídos:
Alcanos – Apresentam ligações simples entre os átomos de carbono e as suas cadeias são abertas, isto é, são saturados, acíclicos e homogêneos. 
Alcenos – Hidrocarbonetos que possuem uma ligação dupla em sua cadeia carbônica. Esses elementos praticamente não são encontrados na natureza, sendo a produção feita em laboratório. 
Alcadienos – Também chamados de dienos, contêm duas ligações duplas entre os carbonos na mesma cadeia, que é aberta. 
Alcinos – Compostos químicos insaturados e acíclicos em razão de uma tripla ligação em sua cadeia carbônica. 
Ciclanos – Conhecidos também como cicloalcanos ou cicloparafinas, são hidrocarbonetos de cadeia fechada e constituem-se apenas por ligações simples.
Aromáticos – Classificados em monocíclicos e policíclicos, são compostos formados por um ou mais anéis de benzeno. 
Funções oxigenadas
Outra classe que integra as funções orgânicas são as oxigenadas. Como a sua nomenclatura sugere, são substâncias que têm átomos de oxigênio na cadeia carbônica. Podem se subdividir em:
Álcoois – Composto cujo grupo funcional é a hidroxila (OH), que fica ligada a um carbono saturado (que faz quatro ligações). O principais são o etanol, usado na produção de combustível, e o metanol – utilizado como solvente. 
Fenóis – Definem-se pela presença de uma ou mais hidroxilas ligadas a qualquer carbono de um anel aromático. Eles se dissolvem em álcool e éter, e são corrosivos.
Éteres – Altamente inflamáveis, são formados por oxigênio entre duas cadeias de carbono. O éter etílico é mais conhecido, sendo usado também como anestésico. 
Ácidos carboxílicos – Caracterizam-se pelo grupo funcional carboxila, que é composto através da junção dos grupos carbonila (C=O) e da hidroxila (OH). Podem ser encontrados em vinagres e desinfetantes. 
Aldeídos – Marcados pela presença da carbonila na extremidade da cadeia. Neste caso, o carbono faz ligação dupla com um oxigênio e um hidrogênio. 
Cetonas – Um dos compostos que fazem parte das funções orgânicas, apresenta o grupo funcional carbonila (ligação dupla com oxigênio) no centro da cadeia. 
Ésteres – Originam-se a partir da substituição do hidrogênio do grupo hidroxila por outro radical orgânico. 


Funções nitrogenadas 
As funções nitrogenadas são aquelas que possuem pelo menos um átomo de nitrogênio em suas cadeias carbônicas. Entre elas, encontram-se:
Aminas – Derivam da substituição de um ou mais hidrogênios da amônia (NH3) pelos hidrocarbônicos (alquilas ou arilas). Elas podem ser primárias, caso somente um hidrogênio da amônia for trocado; secundária, se o processo ocorrer com dois hidrogênios; ou terciária, quando todos os hidrogênios são substituídos. 
Amidas – Também surgem da amônia e apresentam ligação entre um grupo carbonila – formado pela ligação dupla entre um átomo de carbono e um de oxigênio – e um nitrogênio (N – C = O). 
Nitrilas – Compostos obtidos por meio da substituição do hidrogênio contido no gás cianídrico (HCN) por outro radical orgânico. Elas ainda são chamadas de cianetos. 
Isonitrilos – Substâncias criadas através da reação entre um hidrocarboneto – composto gerado apenas por carbono e hidrogênio – e o ácido isocianídrico (HNC). 
Nitrocompostos – Compostos orgânicos que caracterizam-se pela presença de um ou mais grupos nitro (NO2) ligados a uma cadeia de carbono. 
Funções halogenadas 
Mais conhecidas como haletos orgânicos, são compostos que mantêm em sua cadeia carbônica pelo menos um átomo que participa do grupo chamado de halogênios, a exemplo do flúor (F), cloro (Cl), bromo (Br) e iodo (I). Este mesmo átomo encontra-se ligado a um radical derivado de um hidrocarboneto. As funções orgânicas halogenadas são classificadas em:
Haleto de alquila – Surge quando o halogênio liga-se a um carbono saturado de um hidrocarboneto alifático (de cadeia aberta). Por isso, sua fórmula geral é R—X. 
Haleto de arila – É formado no momento que o halogênio une-se diretamente a um anel aromático. A fórmula geral é Ar—X. 


Sulfuradas
As sulfuradas ou tiocompostos são funções orgânicas que possuem um ou mais átomos de enxofre em sua cadeia carbônica. Os principais deste tipo são:
Ácido sulfônico – Classe de compostos definida pelo grupo funcional sulfônico (SO3H) e podem ser obtidos através da reação entre um hidrocarboneto e o ácido sulfúrico. 
Tioalcoóis – Derivam do álcool, pois o oxigênio do grupo hidroxila (OH) é substituído por um átomo de enxofre. 
Tioéteres – Compostos que se assemelha à estrutura dos éteres, mas apresentam dois radicais orgânicos ligados a um átomo de enxofre. 
Voltar

Questões