Resumo de Biologia - Creatinina

A creatinina é uma substância que faz parte da corrente sanguínea, oriunda de uma proteína presente nos músculos. Como é produzida e eliminada de forma constante no organismo, se durante um exame de sangue a creatinina estiver alta ou aumentando conforme o tempo, significa que o processo de eliminação dessa substância está comprometido.

A creatinina é eliminada pelos rins e seu aumento no sangue pode indicar a piora da função renal. Ou seja, os rins são responsáveis pela excreção dessa substância diariamente.

Resumindo: quando maior a creatinina, maior pode ser o grau da doença nos rins.

Além de ser produzida pelo próprio organismo, a creatinina é adquirida por meios de alimentos ricos em proteína, como carnes e peixes.

Dosagem da creatinina no sangue

A dosagem da creatinina é feita através do exame de sangue, no qual é possível avaliar o fundamento dos rins, bem como as possíveis doenças renais. Além disso, a dosagem pode ser feita em uma amostra de urina, que serve como parâmetro da capacidade de filtração renal. Esse exame é conhecido como depuração da creatinina.

Essa dosagem serve como auxílio para detectar a disfunção renal em fase inicial. Ela é indicada para as seguintes pessoas:

  • Que possuem histórico familiar de doença renal crônica.
  • Com doenças como diabetes, hipertensão, obesidade e rins policísticos, que aumentam o risco de desenvolver a doença.
  • Usam medicamentos que comprometem a funcionalidade dos rins.
  • Pessoas maiores de 50 anos.
  • Fumantes.

Alguns sintomas e condições clínicas podem indicar uma certa urgência na realização de exames:

  • Inchaço no corpo sem causa profunda;
  • Anemia sem causa aparente;
  • Doenças cardíacas graves;
  • Presença persistente de sangue na urina;
  • Urina que forma um aspecto de espuma durante a micção;
  • Perda de peso não-intencional;
  • Perda de apetite e fraqueza sem causa aparente;
  • Crianças com dificuldade de crescimento;
  • Gravidez com suspeita de pré-eclâmpsia.

Indicações para a realização do exame

Assim como em alguns exames de sangue, para realizar o exame de creatinina é preciso estar em jejum de no mínimo três horas. Além disso, é fundamental informar ao local onde está sendo realizado o exame se há utilização de medicamentos regularmente, afinal, isso pode causar alterações no resultado.

Valores de referência

Há um quantitativo de creatinina específica, que é:

  • Homens: 0,7 a 1,3 mg/dL
  • Mulheres: 0,6 a 1,1 mg/dL

Mas, importante destacar que isso precisa ser avaliado por médico especialista (clínico). A diferenciação no gênero é porque, como o homem possui mais massa muscular, acaba produzindo mais creatinina que a mulher.

Anormalidades no exame

Quando existem alterações nos níveis de creatinina pode ser indícios de:

Obstrução do trato urinário

A obstrução do trato urinário é um bloqueio que impede o fluxo da urina através de seu trajeto normal, incluindo os rins, ureteres, bexiga e uretra. Uma obstrução pode ocorrer de forma brusca ou evoluir lentamente durante dias, semanas, ou mesmo durante meses.

Já a obstrução completa ou parcial pode causar o bloqueio de parte do trato urinário. Algumas vezes somente um rim é afetado, mas ambos os rins estão suscetíveis.

Infecção nos rins

A infecção nos rins, também conhecida como Pielonefrite, é uma doença mais frequente nas mulheres. Um dos causadores é a bactéria chamada cientificamente de Escherichia coli, gerando uma infecção que vai da área genital até a bexiga, através da uretra e em seguida dos ureteres até os rins.

O risco de infecção nos rins é acentuado durante a gravidez, pois, com o aumento do útero, é feita uma pressão sobre os ureteres e obstrui parcialmente o fluxo descendente normal da urina.

Insuficiência renal

A insuficiência renal é a perda da capacidade de filtragem de resíduos, sais e líquidos do sangue. Também chamada de lesão renal aguda, pode desenvolver-se rapidamente ao longo de algumas horas ou mais lentamente, durante alguns dias.

Pessoas que estão gravemente doentes e necessitam de cuidados intensivos estão mais vulneráveis a desenvolver insuficiência renal aguda. A patologia pode ser fatal e requer tratamento intensivo, no entanto, é reversível.

Desidratação

A desidratação acontece na ausência de líquidos corporais e sais minerais no corpo humano. Sem eles, os órgãos não funcionam da maneira correta, ocasionando outros problemas de saúde.

Ao longo do dia o corpo perde água através da fala, respiração, urina, fezes, suor, lágrimas, entre outras formas, e é precisa repô-la para que haja o funcionamento correto das células.

Nesta água perdida podem estar diluídos sais minerais como sódio e potássio, e eles também precisam ser devolvidos ao organismo. Diversas situações podem causar a perda de água e sódio no corpo de uma pessoa e, se ela for impedida de repor estas substâncias, a desidratação se instala.

Voltar

Questões