Resumo de Português - Como fazer uma monografia

Dicas importantes para você se dar bem no TCC

Como fazer uma monografia? Essa é uma pergunta comum a todos os estudantes da graduação. E não é só um questionamento, mas também uma preocupação. É que a monografia, ou TCC (trabalho de conclusão de curso) funciona como uma avaliação final. Somente com a aprovação nesse trabalho, o estudante consegue garantir seu diploma e exercer a profissão.
É justamente por conta disso que as expectativas entorno do TCC são tão grandes. O medo de não ser aprovado faz os estudantes recorrerem a todo o tipo de ajuda: orações, promessas, rezas. Tudo pelo TCC. 
Se você, querido estudante, é um desses que está à beira do desespero, calma! Desenvolvemos esse passo a passo bem simples e prático para que você aprenda como fazer uma monografia. Vamos lá?

Como fazer uma monografia: passo a passo


Se existe uma coisa que deixa o universitário mais feliz do que entrar na faculdade, é sair da faculdade! Mas para isso, é necessário entregar um trabalho final. Nele, você demonstra que tem a capacidade de desenvolver uma pesquisa e de aplicar todos os conhecimentos aprendidos em sala. 


A monografia é apenas um tipo de trabalho de conclusão de curso, nela o estudante desenvolve um estudo minucioso sobre determinado tema (de sua escolha), devendo apresentar qual o objetivo da pesquisa, quais métodos foram utilizados, quais autores ele escolheu para embasá-la, e quais são suas considerações sobre a análise. 


Para que você entenda como funciona cada um desses tópicos e como eles estão divididos no corpo do texto, vamos mostrar como fazer uma monografia explicando cada elemento que o trabalho deve conter.

Definição do Tema – escolhendo o problema de pesquisa


Ter um tema bem definido é essencial para o desenvolvimento do trabalho. Uma monografia deve ter um tema único e se possível bem específico. Delimitar o tema vai te ajudar a fazer uma pesquisa melhor, mais elaborada. 


Por exemplo, vamos supor que o seu tema tem algo relacionado à poluição. Aí o seu problema de pesquisa é: “Como resolver o problema da poluição?” Ok, mas você vai tentar resolver o problema da poluição do mundo todo? Se pergunte se essa é uma pesquisa viável. Eu acredito que não. 


Aí você delimita para o Brasil. “Como resolver o problema da polução no Brasil”, já diminuiu um pouco, mas ainda é muito. Em pouco mais de 3 meses você consegue avaliar a situação de um país? Acho que não também. Continue tornando o tema mais específico até você concluir que será possível realizar a pesquisa. Outra dica importante é que você deve ter interesse pelo tema, e até afinidade. De repente, pode ser sobre algo que você já estuda há tempo ou fez estágio na área. 

Faça um cronograma


Antes de mais nada, é importante que você saiba que o TCC não se constrói da noite para o dia. Por isso, não deixe para fazê-lo nos 45 do segundo tempo. A monografia é um trabalho denso e leva muito tempo. 

Você vai precisar ir a campo, coletar dados, fazer entrevista, depois fazer uma análise de todo o material para transformá-lo em um trabalho. Por isso é essencial que você faça um planejamento inserindo os prazos de cada etapa da pesquisa

Não caia na cilada de adiar as entregas porque depois vira uma bola de neve. Deixe as datas pré-definidas e agende as orientações com antecedência. Aqui vai uma dica importantíssima: escolha bem o seu orientador.


O orientador é o professor responsável por te “guiar” nesse trabalho. É ele quem vai dizer o que pode melhorar, o que vai ser cortado e o que deve ser inserido na sua monografia, vai corrigir, revisar, ajudar com as referências e na maioria das vezes é ele quem vai te explicar melhor como fazer uma monografia. Por isso, tenha em mente um profissional responsável e capacitado para o projeto. 

 
Guarde todos os referenciais que vão te ajudar no trabalho


Registre todos os autores, imagens, gráficos ou qualquer informação que pode ser útil para a pesquisa e salve todas as referências. Se possível, vá grifando citações importantes que você acha que dá para inserir na sua monografia, porque assim vai ficar mais fácil para você estruturar o referencial quando concluir o trabalho.

Estruturando a Monografia

  • Elementos Pré -Textuais: aqueles que precedem o texto acadêmico. 


A monografia deve ter:


Capa: com título do trabalho, nome do autor, cidade e ano;
Folha de Rosto: nome completo do autor, título do TCC, explicação do trabalho (ex: trabalho apresentado como requisito do título de bacharel) com nome da instituição de ensino, cidade e ano;
Folha de aprovação: geralmente é entregue pela universidade, ela contém a data da aprovação, nome dos integrantes da banca avaliadora e local de assinatura para cada um dos avaliadores;
Dedicatória (opcional): o autor usa esse espaço para dedicar o trabalho a pessoas queridas, professores.
Agradecimentos (opcional): esse espaço também é livre para o autor agradecer a familiares, parentes, pessoas que o ajudaram no curso.
Epígrafe (opcional): título ou frase colocada no início de um capítulo, pode ser algum pensamento de alguém que o autor admira.
Resumo: aqui o autor deve inserir de forma sintetizada (até 500 palavras) quais são os assuntos principais da monografia.
Sumário: uma lista contendo os números das páginas de cada assunto da pesquisa.

  • Elementos Textuais


Essa é a seção destinada para o conteúdo da pesquisa. A área deve ser dividida em introdução, desenvolvimento e conclusão. 


A introdução deve ter: 


Justificativa – o que te motivou a fazer o estudo e qual a relevância do tema para a sociedade;
Objetivo – o que você deseja com essa pesquisa? Aqui você também deve elencar o que deve ser feito para atingir seu objetivos (gerais e específicos). Os objetivos devem estar sempre no verbo infinitivo (descobrir, investigar, avaliar).
Metodologia – presente os métodos e técnicas utilizados para realizar a pesquisa. Seu trabalho é uma pesquisa de campo? Pesquisa-ação? Revisão bibliográfica? Você fez entrevistas? Fotografias? Como fez para avaliar os dados?


Desenvolvimento – a parte mais importante do TCC


Você pode dividir essa parte em subseções para explicar detalhadamente a pesquisa. Aqui é possível inserir citações de autores que embasaram o trabalho, apresentar como as avaliações foram feitas, como os dados foram analisados, discutir sobre a importância dessa pesquisa e principalmente mostrar os resultados.


Conclusão 


Geralmente tem se optado por utilizar o termo considerações finais, porque isso indica que a pesquisa pode continuar em andamento. Nessa seção, o aluno descreve se os objetivos foram alcançados ou não. Esse espaço também é destinado para novos questionamentos, descobertas, se as hipóteses levantadas ao longo do trabalho foram validadas ou não. 

  •   Elementos pós-textuais


Referências bibliográficas – indicação dos autores, título, editora, edição, data. Todas as informações que permitem identificar a fonte.
Apêndice (opcional) – texto elaborados pelo autor que pode ser usado para complementar a argumentação.
Anexos (opcional) – também utilizado para complementar e inclui fotografias, ilustrações, mapas, leis, estatutos. A diferença entre o anexo e o apêndice é que os anexos não são de autoria do pesquisador.

Seguindo essas orientações e com um pouco de paciência, você aprende como fazer uma monografia. A dica agora é não perder mais tempo e já começar a produzir. Se ainda estiver se sentindo inseguro, não deixe de procurar ajuda do seu orientador. É melhor tirar todas as dúvidas do que correr riscos!

Voltar

Questões