Resumo de Português - Código Morse

O Código Morse é um sistema telegráfico que utiliza pontos, traços e espaços para representar letras, números e sinais de pontuação por meio de um sinal codificado enviado de modo intermitente e de diferente maneiras.

Através desse sistema é possível transmitir mensagens à distância por fio ou via rádio, por meio de sons de curta e de longa duração.

As mensagens codificadas em Morse podem ser transmitidas por pulsos elétricos através de uma rede telegráfica; por ondas mecânicas através do som; por ondas eletromagnéticas através de sinais de rádio com pulsos ou tons curtos e longos; ou ainda, por sinais visuais, utilizando ferramentas como lâmpadas e heliógrafos.

O Código Morse é um dos meios de comunicação apropriado para mandar dados digitais em canais de voz, pois é o único processo de modulação desenvolvido para ser facilmente compreendido por humanos sem ajuda de um computador.

O Código Morse foi desenvolvido em 1835 pelo físico Samuel Morse, que também criou o telégrafo elétrico – a primeira invenção a explorar efetivamente o eletromagnetismo para comunicação a longa distância.

História

Desde a sua criação, o Código Morse passou por diversos testes até a sua primeira transmissão de mensagens das cidades de Washington para Baltimore, em 1844.

Inicialmente, Samuel Morse planejou transmitir somente números e, com o auxílio de um dicionário, procurar cada palavra de acordo com o número que fosse enviado. Contudo, o código foi expandido para incluir letras e caracteres especiais, o que possibilitou o seu uso para mensagens mais completas.

As marcas curtas foram denominadas de pontos e as longas de traços. No telégrafo original de Morse, os operadores logo aprenderam a ler os clicados como o início e o fim dos pontos e traços.

Em seguida, provado que as pessoas se tornariam mais hábeis na recepção do código através da linguagem ouvida, o Código Morse passou a ser utilizado através de sons. À medida em que o Código Morse passou a ser utilizado no rádio, os pontos e os traços foram normalmente enviados como tons curtos e longos.

Para refletir o som, os pontos foram vocalizados como dit e os traços como dah. No entanto, quando um dit não é o elemento final do caractere, seu som é encurtado para di, a fim de manter um melhor ritmo vocal.

O sistema foi usado como uma comunicação marítima padrão até 1999, quando foi substituído pelo Sistema Mundial de Socorro e Segurança Marítima. Em 31 de janeiro de 1997, a Marinha Francesa encerrou o uso do Código Morse enviando a mensagem final que dizia: "Chamando todos. Esse é o nosso último brado antes do nosso silêncio eterno".

O Código Morse revolucionou as comunicações marítimas e terrestres, e por muito tempo foi usado como um padrão internacional para telecomunicações. Entretanto, com os avanços tecnológicos, o código se tornou cada vez mais obsoleto e sendo utilizado atualmente apenas para algumas finalidades específicas como rádio faróis e operadores de radioamadorismo.

Elementos do Código Morse

Os caracteres utilizados no Código Morse são representados por uma sequência única de pontos e traços. A duração de cada traço é equivalente ao triplo do tempo de um ponto. Os pontos ou traços são seguidos de um breve silêncio, equivalente à duração de um ponto.

Cada letra de uma palavra é separada por um espaço equivalente a três pontos e as palavras são separadas por um espaço de sete pontos. A duração do ponto é a unidade de medida básica na medição do tempo em transmissões codificadas.

O Código Morse Internacional é formado por seis elementos:

  • Sinal curto, ponto ou dit (·)
  • Sinal longo, traço ou dah (-)
  • Intervalo entre caracteres (entre pontos e traços)
  • Intervalo curto (entre letras)
  • Intervalo médio (entre palavras)
  • Intervalo longo (entre frases)

Atualmente, o que se chama de Código Morse difere em partes do que foi originalmente desenvolvido por Samuel Morse. Em 1948, houve algumas modificações desenvolvidas na Alemanha, adotadas como o padrão mundial conhecido como Morse Internacional.

Com uma distinção das sequências do código, incluindo mudanças a onze das letras, o Código Morse Internacional abarca o alfabeto latino convencional, algumas outras letras romanas, os números arábicos e uma pequena quantidade de sinais de pontuação e sinais padrões.

Uma vez que algumas línguas possuem alfabetos próprios, diversas extensões foram aplicadas ao Código Morse convencional, permitindo o seu uso em diferentes idiomas.

Com o desenvolvimento de tecnologias de comunicação mais avançadas, o uso do Código Morse se tornou ultrapassado. Seu comprimento variável de caracteres dificulta a adaptação à comunicação automatizada, logo foi amplamente substituído por mais formatos regulares, incluindo o Código Baudot e ASCII.

Alfabeto do Código Morse

O alfabeto é um sistema lento, porém muito útil para aprender a transmitir a informação a longa distância. Ele funciona assinalando letra por letra. As E e T são as mais curtas do alfabeto Morse, elas são formada por um ponto (dit) e traço (dah), respectivamente.

Letra Símbolo Letra Símbolo Letra Símbolo
A • — J • — — — S • • •
B — • • • L — • — T
C — • — • K • — • • U • • —
D — • • M — — V • • • —
E N — • W • — —
F • • — • O — — — X — • • —
G — — • P • — — • Y — • — —
H • • • • Q — — • — Z — — • •
I • • R • — •    

Como aprender os sinais do Código Morse

  • Aprenda o significado dos sinais básicos composto por pontos e traços, nos quais os pontos são chamados de dits e os traços são chamados de dah;
  • Verifique o alfabeto do código Morse que possui tradução para todas as letras do alfabeto português, que são representadas usando esses dois sinais;
  • Pratique a pronuncia dos dits e dahs em voz alta, no ritmo correto, lembrando que os dits são um som curto de uma só sílaba e os dahs são mais arrastados e devem durar mais ou menos três vezes o tempo de um dit;
  • Faça associações de palavras que ajudarão você a ligar sequências de sinais com os sons naturalmente em sua mente;
  • Forme letras e palavras básicas, começando com as mais simples que são representadas por um dit ou dah, como as letras E e T, por exemplo;
  • Ouça gravações de mensagens em Código Morse que mostrem como se dá a comunicação por esse sistema, observando as pausas entre cada caractere e nos caracteres em si.

Resumo sobre Código Morse

O Código Morse foi criado pelo físico Samuel Morse em 1835, que também criou o telégrafo elétrico. Contudo, só teve a primeira mensagem transmitida oficialmente em 1844, com recados enviados das cidades de Washington para Baltimore.

As mensagens codificadas em Morse podem ser transmitidas por pulsos elétricos; por ondas mecânicas através do som; por ondas eletromagnéticas, através de sinais de rádio; ou por sinais visuais, com ferramentas como lâmpadas e heliógrafos.

O sistema foi usado como padrão na comunicação marítima 1999, quando foi substituído pelo Sistema Mundial de Socorro e Segurança Marítima.

A Marinha Francesa encerrou o uso do Código Morse no dia 31 de janeiro de 1997. Foi enviada uma mensagem final, que dizia: “Chamando todos. Esse é o nosso último brado antes do nosso silêncio eterno”.

Com os avanços tecnológicos, o código se tornou cada vez mais obsoleto e sendo utilizado atualmente apenas para algumas finalidades específicas como rádio faróis e operadores de radioamadorismo.

Voltar

Questões