Resumo de Português - classificação dos Advérbios

Conheça quais são as categorias 

A classificação dos advérbios depende das circunstâncias que desejam transmitir. Com isso, de acordo com a gramática, essas palavras expressam a ideia de tempo, intensidade, lugar, modo, afirmação, negação ou dúvida.

O que é advérbio?

O advérbio tem a função de modificar o verbo, adjetivo ou outro advérbio, intensificando o seu sentido. É uma classe gramatical cujas palavras são invariáveis, isto é, não podem ser flexionadas em gênero (masculino/feminino), número (singular/plural) ou grau (aumentativo/ diminutivo). Existe uma exceção apenas em relação aos advérbios de intensidade, que são modificados quanto ao grau. 
Além disso, podem aparecer no início, meio ou no fim das orações como adjunto adverbial – termo que também modifica um verbo, advérbio ou adjetivo, e indica diferentes circunstâncias: causa, afirmação, negação, companhia, dúvida, concessão, instrumento, meio, condição, entre outros. O adjunto é representado na forma de advérbio, locução adverbial, locução adjetiva ou oração subordinada adverbial.
Exemplos:
Maria faz aniversário amanhã.
(O adjunto é representado pelo advérbio de tempo “amanhã”)
Estou nadando de noite.
(“O adjunto é representado pela locução adverbial “de noite”)


Classificação dos advérbios 


Como são utilizados em frases que apontam situações temporais, espaciais, afirmativas, etc, a classificação dos advérbios se dá com base nas circunstâncias que pretendem expressar. São elas:
Advérbio de lugar 
Como a nomenclatura já sugere, são palavras que apontam uma localização, posição ou direção. Entre os principais estão: aqui; antes; dentro; ali; adiante; fora; acolá; atrás; além; lá; detrás; aquém; cá; acima; onde; perto; aí; abaixo; aonde; longe; debaixo; algures (em algum lugar), alhures (em outro lugar), nenhures (em nenhum lugar), etc.
Exemplos:
A casa de Pedro fica atrás dessa loja de roupas.
O carro já está dentro da garagem.
Estamos longe da casa dos meus avós. 
Advérbio de modo

Explica a maneira como determinada ação foi feita ou alguma característica. Os advérbios de modo mais comuns são: bem; mal; melhor; pior; assim; aliás; depressa; devagar; como; sobretudo; quase; assim; ao léu; às claras; às pressas; à toa; à vontade; às escondidas; aos poucos; desse jeito; desse modo; etc. A maioria das palavras também são terminadas em – mente. 
Exemplos:
É melhor conversar com ela discretamente
João e seu time estavam indo bem na partida de futebol. 
Fiz meu dever de casa às pressas
Advérbio de tempo
Indicam o período que a ação aconteceu. Algumas palavras dessa categoria também são terminadas em - mente. Entre os mais conhecidos estão: hoje; logo; primeiro; ontem; tarde; outrora; amanhã; cedo; dantes; depois; ainda; antigamente; atualmente; antes; doravante; nunca; então; ora; jamais; agora; sempre; já; enfim; de tempos em tempos; etc. 
Exemplos:
Em tempos em tempos, o cometa Halley aproxima-se da Terra.
É tarde demais para irmos à praia. 
Preciso dormir, depois conversamos. 
Advérbio de intensidade 
Outra classificação dos advérbios remete aos chamados de intensidade, que serve para caracterizar a potência de certa ação, qualidade do adjetivo ou outros advérbios. São representados por palavras como: muito; pouco; mais; menos; demais; demasiado; quanto; quão; tanto; tão; assaz; tudo; nada; todo; bastante; quase; etc. 
Exemplos:
Bruna gostou muito do novo emprego. 
Essa aula está extremamente cansativa. 
Nossos pais reclamavam bastante do barulho que fazíamos. 
Advérbio de afirmação 
Os advérbios afirmativos são utilizados para completar ou reforçar o sentido de alguma situação. Entre eles, encontram-se: sim; certo; certamente; realmente; decerto; efetivamente; decididamente; efetivamente; realmente; sem dúvida; etc.
Exemplos:
Ele realmente precisava estudar. 
Sim, vou me mudar de faculdade ainda este ano. 
A professora avaliou positivamente a apresentação de Carlos. 
Advérbio de negação
As palavras que integram esse grupo, como o nome já define, são utilizadas com o objetivo de intensificar o sentido de negação. São elas: não; nem; nunca; jamais; de jeito nenhum; de maneira alguma; de modo algum; tampouco.

Exemplos:

Eu nem vi a novela hoje. 
O chefe jamais aceitaria sua demissão. 
Nunca viajei para fora do Brasil. 
Advérbio de dúvida
A classificação dos advérbios também define aqueles que demonstram certa incerteza em relação a algo que pode ou não acontecer. Os principais marcadores de dúvida são: acaso; porventura; possivelmente; eventualmente; provavelmente; quiçá; talvez, por certo, quem sabe; etc. 
Exemplos:
Provavelmente sairei com minhas amigas no sábado. 
Talvez esse não seja o melhor argumento. 
Quem sabe você não é aprovado no concurso?

De acordo com a Nomenclatura Gramatical Brasileira (NBC), a classificação dos advérbios é feita de sete formas diferentes, assim como vimos acima. No entanto, na gramática portuguesa ainda existe as seguintes categorias:
Advérbio de ordem: depois; primeiramente; ultimamente; logo; sucessivamente; etc. 
Exemplos:
Conversamos com Juliana e posteriormente com Rita.
Depois de amanhã é feriado nacional. 
Ando muito desanimada ultimamente
Advérbio de exclusão: apenas; exclusivamente; salvo; senão; somente; simplesmente; só; unicamente; etc.
Exemplos:
Irei pedalar somente amanhã.
Apenas ela estava no escritório no horário da tarde. 
“A arte de viver é simplesmente a arte de conviver”. (Mário Quintana)
Advérbio de designação: eis.
Exemplos: 
Quando ninguém esperava, eis que surge Anitta no palco.
Eis aqui o presente que tanto pediu. 
Advérbio de interrogação: como; onde; aonde; donde; por que; quando, etc.
Exemplos:
Por que chegou tão tarde?
Quando podemos sair?
Conferiu no GPS aonde precisamos ir?

Locução adverbial 


A locução adverbial remete ao conjunto de duas ou mais palavras que, quando unidas, atuam como advérbio, transformando o sentido do verbo, adjetivo ou advérbio. Formam-se principalmente pela junção de uma preposição com um substantivo, com um adjetivo ou com um advérbio. Assim como na classificação dos advérbios, são caracterizados de acordo com as ideias que exprimem. 
  • Modo: em vão, em silêncio, à vontade, às pressas, às claras, à toa, de mansinho, a sós, ao acaso. 
  • Lugar: por aqui, por dentro, por fora, em cima, por cima, por baixo, por perto, à direita, à esquerda, ao lado.
  • Tempo: pela manhã, de noite, depois de amanhã, em breve, à tarde, de repente, de vez em quando, hoje em dia, de madrugada.
  • Intensidade: em excesso, de todo, de muito, de pouco, por completo, em demasia.
  • Afirmação: com certeza, sem dúvida, de fato, na verdade, com efeito. 
  • Negação: de modo algum, de jeito nenhum, de forma nenhuma.
  • Dúvida: por certo, quem sabe, às vezes, possivelmente. 
Voltar

Questões