Resumo de Biologia - Ciclo do Fósforo

Conheça a trajetória realizada por esse elemento químico no meio ambiente

Você sabe o que quer dizer ciclo do fósforo? Caso não saiba, não se preocupe. É justamente sobre esse assunto que vamos tratar neste artigo. A expressão diz respeito ao decurso que essa substância faz no meio ambiente e que garante que ela esteja disponível para os organismos que a utilizam em seus processos metabólicos. Isso acontece porque é devido ao seu ciclo biogeoquímico que o fósforo é reciclado e reaproveitado.
Vale lembrar que o fósforo é um elemento químico bastante importante para os seres humanos. Desse modo, conhecer o trajeto que essa substância realiza no meio ambiente é um mecanismo fundamental para que possamos garantir as condições naturais necessárias para sua realização. Com isso, não somente a disponibilidade do fósforo no meio ambiente é garantida, mas também a própria vida humana.

As etapas do ciclo do fósforo


Dentre as substâncias que possuem ciclo biogeoquímico, o fósforo é um dos que possuem o ciclo mais simples. Isso acontece porque, diferente do ciclo da água, ciclo do nitrogênio e do ciclo do carbono, por exemplo, o ciclo do fósforo não possui uma etapa atmosférica, já que esse elemento químico não muda para o estado gasoso. O fósforo é encontrado em abundância nas rochas, em estado sólido, e é aproveitado pelos seres vivos na forma de íons de fosfato.
Sendo as rochas o principal reservatório de fósforo, é justamente a partir delas que começa a trajetória desse elemento químico. O ciclo do fósforo começa com a disponibilização da substância no meio ambiente. Para que isso aconteça, é necessária a ação das chuvas, dos ventos e do sol, que realizam o processo de intemperismo, desintegrando as rochas e liberando as partículas de íons de fosfato no solo.
Com essa quebra, as partículas podem ser transportadas até os rios, lagos e oceanos ou serem utilizadas pelas plantas na realização de atividades metabólicas. Cada um desses caminhos confere uma duração distinta ao ciclo do fósforo. Quando os seres vivos participam da trajetória feita por esse elemento químico, temos o ciclo de tempo ecológico, que é curto. Por outro lado, quando apenas os fatores abióticos são envolvidos, o ciclo é de tempo geológico e possui longa duração.

Ciclo de tempo ecológico
Quando o ciclo do fósforo é de tempo ecológico, os íons de fosfato liberados no solo são dissolvidos na água e absorvidos pelas plantas, passando a integrar sua composição. Já os animais podem absorver a substância tanto pela ingestão dos vegetais, caso eles integrem sua cadeia alimentar, quanto pela própria ingestão de água.
Após ter sido ingerido pelos seres vivos, a etapa seguinte do ciclo do fósforo é o retorno da substância para o meio ambiente. E como isso acontece? O processo se dá com o auxílio dos organismos decompositores de matéria orgânica, em especial, as bactérias fosfolizantes. Esses agentes fazem com que o fósforo seja convertido em um composto solúvel, que é transportado para os rios, lagos e mares, onde é incorporado às rochas.
Outra possibilidade de encerramento do ciclo do fósforo se dá pela ação das aves marinhas. Elas se alimentam de peixes - que, por sua vez, ingeriram o fósforo presente no ambiente aquático - e excretam o elemento químico em terra firme, devolvendo-o para o meio.
Ciclo de tempo geológico
Como foi dito anteriormente, no ciclo de tempo geológico não há participação dos seres vivos. Apenas os fatores abióticos integram a trajetória realizada pelos íons de fosfato. Sendo assim, após serem disponibilizados no meio através da ação das chuvas, ventos e sol, a substância é transportada para os lagos, rios e mares. Nesses ambientes, o fósforo é incorporado nas rochas que ainda estão em processo de formação.

Qual a importância do fósforo?


Tamanha é a importância do fósforo para o organismo humano que ele é o segundo componente mais presente nos tecidos, perde apenas para o cálcio. Para citar apenas algumas das estruturas mais relevantes em que ele está presente, podemos falar dos fosfolipídios, as moléculas de ATP (adenina trifosfatada ) e os ácidos nucleicos (DNA e RNA).
Por se tratar de um componente dos fosfolipídios, o fósforo está intimamente ligado à formação de membranas. Esse elemento químico também possibilita que os organismos tenham estoque de energia para realizar os processos celulares, já que é componente das moléculas de ATP. E, por estar presente nas moléculas de DNA e RNA, ele está associado à transmissão de características hereditárias.
Juntamente com o cálcio, o fósforo é parte integrante da estrutura óssea e dentária dos seres vivos, garantindo que elas possuam maior solidez. Ele também participa ativamente das reações orgânicas em que hidrogênio, oxigênio e carbono estejam presentes. E é necessário para que o organismo possa fazer a contração muscular.
Nas plantas, por sua vez, a principal importância do fósforo está associada ao papel que ele desempenha no crescimento vegetal, já que atua como nutriente. Por essa razão, esse elemento químico tende a integrar a composição de fertilizantes.
Voltar

Questões