Resumo de Biologia - Animais em extinção

Os animais em extinção fazem parte do grupo de espécies que correm risco de desaparecerem do planeta Terra. As causas podem ser questões como as mudanças climáticas em determinados biomas, o desmatamento, a caça predatória dos seres humanos.

Para tentar ajudar os animas que correm risco de serem extintos, existem organizações ambientais como o Greenpeace e o WWF – World Wide Fund for Nature, ambas não-governamentais. Elas atuam no combate de problemas como a caça e o desmatamento das florestas.

As florestas servem como habitat natural para a maior parte das espécies que atualmente compõem as listas de animais em extinção.

Animais em extinção no mundo

Infelizmente, o risco de extinção de espécies é um problema presente em diferentes partes do mundo. Entre os principais animais em extinção ao redor do globo terrestre, estão:

  • Tigre (Panthera tigris);
  • Urso Polar (Ursus maritimus);
  • Morsa (Odobenus rosmarus);
  • Pinguim de Magalhães (Spheniscus magellanicus);
  • Tartaruga-gigante ou Tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea);
  • Gorila das montanhas (Gorilla beringei beringei).

As catástrofes ambientais que colocam os animais em extinção são muitos, a exemplo dos animais que morrem queimados durante incêndios criminosos em florestas ou seres marinhos que entram em contato com a água contaminada pelo lixo.

As consequências da extinção de seres no Brasil e no mundo é grande, pois interfere em todos os biomas do mundo, afetando de forma direta a vida da humanidade no planeta.

E por mencionar o país, a lista de animais em extinção no Brasil é extensa, exigindo a atenção e o desenvolvimento de projetos por parte de órgãos ambientais e governamentais.

Espécies em risco no Brasil

De acordo com o IBGE, o Brasil é o país com maior biodiversidade do planeta. E a maior expressão desta riqueza está na sua fauna, constituída de mais de 100 mil espécies dentre mamíferos, aves, anfíbios, peixes, répteis, insetos.

As causas de extinção estão ligadas com problemas como o desmatamento das florestas, a exploração de madeiras, abertura de estradas, poluição do ar e das águas, caça esportiva e predatória, comércio ilegal de animais.

As ações humanas exemplificadas favorecem de forma direta ou indireta a destruição dos habitats naturais das espécies brasileiras. Como consequência, elas passam a viver em risco de sobrevivência. Por essa razão, cabe destacar algumas espécies de animais em extinção que estão no Brasil.

Araponga-do-nordeste

A araponga-do-nordeste é uma das espécies mais raras e ameaçadas das matas litorâneas da região Nordeste do país. O pássaro tem como característica uma voz metálica, entoada nas árvores no período de acasalamento.

Por causa das cores da plumagem e comportamento dócil, a araponga-do-nordeste é vítima do tráfico de animais silvestres.

Outro ponto de preocupação é a rápida expansão da lavoura canavieira, que causa desmatamentos e deve levar à total extinção do pássaro dentro de poucas décadas.

Ariranha

A ariranha é um mamífero terrestre e aquático de médio porte. Os machos adultos podem atingir cerca de 2 m de comprimento – do focinho à ponta da cauda – e pesar, em média, 30 quilos.

São animais sociais e excelentes nadadores, alimentam-se, principalmente, de peixes. As ariranhas constroem tocas às margens dos rios, em barrancos, formando “casas” para abrigar os seus filhotes.

Presente em todo o Brasil, a pelagem de cor escura é visada por caçadores, fato que deixou as populações desta espécie ameaçadas de extinção.

Baleia-Franca

A baleia-franca é um dos maiores cetáceos que existe nos mares do mundo, chegando a medir de 12 a 18 m de comprimento e atingir 90 toneladas.

Elas são encontradas em oceanos do Hemisfério Sul e no litoral brasileiro, na faixa que vai do Espírito Santo até o Rio Grande do Sul. O limite de sua área de ocorrência está registrada na região do Arquipélago dos Abrolhos, na Bahia.

De maneira geral, essa baleia anda em grupos de até 3 indivíduos e se desloca de forma lenta pela região costeira. Nesse local, podem ser vistas com facilidade, realidade que faz com que esses animais em extinção sejam caçados sem grandes desafios logísticos.

As baleias alimentam-se exclusivamente de plâncton, que é filtrado nas longas barbatanas da sua cavidade bucal.

Barbado

O barbado é uma espécie de macaco que está presente na Bahia e em outros lugares do Brasil. Ele habita desde as florestas úmidas até as formações mais secas.

Esses macacos comem folhas, brotos e frutos. Eles andam em grupos com diferentes tamanhos, mas os machos podem ser vistos andando de forma solitária.

Entre os principais fatores que fazem o barbado entrar na lista de risco de animais em extinção, estão a destruição dos habitats naturais da espécie, o desmatamento e a caça.

Quando feita de forma irresponsável e sem considerar as questões ambientais, a interferência humana na fauna e flora representa uma séria e real ameaça para a sobrevivência das espécies animais no Brasil e nos outros países do mundo.

Voltar

Questões