(2013) Questão 42

A análise do reino mineral, desde os primórdios, leva a uma conclusão surpreendente: a maioria dos minerais deve sua existência às formas vivas do Planeta.
Há 4,6 bilhões de anos, milhões de planetesimais se formaram no anel de poeira e gás que permaneceu ao redor do Sol recém-inflamado e colidiram, constituindo a Terra.
Na Terra vermelha formada, há 2 bilhões de anos, organismos vivos fotossintéticos presentearam a atmosfera com um pequeno percentual de oxigênio, alterando de forma drástica sua ação química. Minerais ferrosos abundantes no basalto negro oxidaram em compostos férricos vermelho-ferrugem.Os micro-organismos (verdes) depositaram camadas de um material denominado estromatólito, composto de minerais, como carbonato de cálcio.
Há 400 milhões de anos surgiram organismos pluricelulares e as plantas colonizaram a terra seguidas pelos animais.
Por quase toda a história do nosso planeta, o ambiente terrestre era inabitável. A radiação ultravioleta destruía biomoléculas essenciais e matava a maioria das células. Com os níveis mais altos de oxigênio atmosférico, formou-se uma camada de ozônio estratosférica protetora, escudando a terra subjacente dos raios ultravioleta, o que possibilitou o desenvolvimento de uma biosfera terrestre.
(HAZEN, 2011, p. 40-47).


Considerando-se a fase de Terra vermelha, que representa uma das etapas dos vários processos de formação mineral do planeta, é correto afirmar:

  • A O óxido de ferro, Fe2O3, vermelho-ferrrugem, ao reagir com a água, produz Fe(OH)3.
  • B A atmosfera na fase de Terra vermelha caracterizava-se por não apresentar dióxido de carbono CO2(g), no ar atmosférico.
  • C O surgimento de mais de 2,5 mil minerais esteve associado à condição redutora de oxigênio da atmosfera há 2 bilhões de anos.
  • D Os íons Fe2+(aq) na presença de oxigênio do ar foram oxidados espontaneamente, nas condições do Planeta há 2 bilhões de anos.
  • E O carbonato de cálcio, sob forma de cristais de 2,0m de altura, depositados nos rasos e quentes oceanos, evidenciavam que essas águas dos mares primitivos eram soluções insaturadas.