Polícia Militar do Estado de Sergipe (PM-SE) - Soldado da Polícia Militar (2018) Questão 24

Texto II
Rua da Amargura
(Vinicius de Moraes)

A minha rua é longa e silenciosa como um caminho que foge
E tem casas baixas que ficam me espiando de noite
Quando a minha angústia passa olhando o alto.
A minha rua tem avenidas escuras e feias
De onde saem papéis velhos correndo com medo do vento
E gemidos de pessoas que estão eternamente à morte.
A minha rua tem gatos que não fogem e cães que não ladram
Tem árvores grandes que tremem na noite silente
Fugindo as grandes sombras dos pés aterrados.
A minha rua é soturna...
Na capela da igreja há sempre uma voz que murmura louvemos
Sozinha e prostrada diante da imagem
Sem medo das costas que a vaga penumbra apunhala.[...]


A locução adjetiva “da amargura”, presente no título, caracteriza a rua, mas percebe-se que se trata da caracterização do ânimo do enunciador. Essa afirmação pode ser comprovada MELHOR pelo seguinte verso do poema:
  • A “A minha rua é longa e silenciosa como um caminho que foge” (v.1).
  • B “Quando a minha angústia passa olhando o alto.”(v. 3).
  • C "E gemidos de pessoas que estão eternamente à morte.” (v.6).
  • D “Tem árvores grandes que tremem na noite silente” (v.8).

Encontre mais questões

Voltar