Questão 61 do Concurso Instituto Geral de Perícia de Santa Catarina (IGP-SC) - Perito médico-legista (2017)

Em um caso de exame de vínculo genético, o Sr. R.S., 21 anos, solteiro, filho da Sra. M.B.S., 52 anos, solteira, entra com o pedido do exame para provar que o Sr. B.R., 68 anos, casado, sem filhos, falecido, é seu pai biológico. Na impossibilidade de exumar o corpo do SR. B.R., pois o mesmo havia sido cremado, a perícia foi realizada usando o irmão do Sr. B.R., o Sr. R.R., como amostra referência. Uma vez que o requerente e a referência são do sexo masculino, optou-se por realizar apenas o teste de marcadores tipo microssatélites (STR) do cromossomo Y. Marque a alternativa verdadeira:

  • A Diante de um resultado onde os perfis de STR do cromossomo Y do Sr. R.S. e do Sr. R.R. são idênticos, pode-se afirmar no laudo, por correlação, que o Sr. B.R. é o pai biológico do Sr. R.S., com 99,99999% de probabilidade.
  • B Diante de um resultado onde os perfis de STR do cromossomo Y do Sr. R.S. e do Sr. R.R. são idênticos, no laudo cabe apenas afirmar que os dois indivíduos pertencem a uma mesma linhagem paterna, não sendo possível afirmar o grau de parentesco de nenhum dos envolvidos.
  • C Diante de um resultado onde os perfis de STR do cromossomo Y do Sr. R.S. e do Sr. R.R. são completamente diferentes, pode-se afirmar no laudo, com 100% de certeza que o Sr. B.R. não é o pai biológico do Sr. R.S.
  • D Diante de um resultado onde os perfis de STR do cromossomo Y do Sr. R.S. e do Sr. R.R. são idênticos, pode-se afirmar no laudo que o Sr. R.R é o pai biológico do Sr. R.S, com 99,99999% de probabilidade.