Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima (IF-RR) - Professor - Ciências Sociais (2015) Questão 18

Florestan Fernandes introduz um problema na sua reflexão sociológica e na sua interpretação do Brasil: a questão do capitalismo dependente. Em sua interpretação, as frações burguesas locais dominantes não poderiam empolgar projetos capazes de estruturar uma revolução burguesa clássica. Acerca das discussões trazidas por Florestan sobre a revolução burguesa no Brasil, pode-se destacar que:
  • A a questão do capitalismo dependente revela sua preferência teórica pelo funcionalismo ao final de sua obra.
  • B o autor relaciona a dependência cultural como o fator que explica o bloqueio do desenvolvimento.
  • C a modernização conservadora seria a saída para a constituição de um modelo de revolução burguesa brasileira.
  • D o autor concorda com as teses do Partido Comunista Brasileiro na época, ao afirmar que o atraso brasileiro seria determinado por estruturas pré-capitalistas e semi-feudais.
  • E o problema trazido pela discussão de Florestan diz respeito à formação histórica do capitalismo no Brasil; às relações entre as classes e frações de classes; e às classes do núcleo hegemônico e as possibilidades de um projeto de desenvolvimento autônomo.

Encontre mais questões

Voltar