Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC - RJ) (2016) Questão 12

A cidade do Rio de Janeiro foi palco de vários eventos importantes que se relacionam diretamente com o processo de desenvolvimento da luta contra as ações da ditadura entre 1964 e 1985.

Apenas uma das alternativas abaixo reúne dois desses eventos, de modo CORRETO. Assinale-a

  • A A passeata dos Cem Mil, que reuniu amplos setores da sociedade brasileira, entre os quais intelectuais e artistas, e o Comício das Diretas Já, na Avenida Presidente Vargas, que mobilizou o país para pressionar o Congresso a votar a favor da Emenda Dante de Oliveira.
  • B A Passeata dos Cinquenta mil, que foi organizada pelo movimento estudantil após a morte do estudante Edson Luis no Restaurante do Calabouço, e a Marcha com a Família com Deus pela Liberdade.
  • C O movimento dos estudantes cariocas durante o período do Ato Institucional n°5, conhecido como “guerrilha urbana”, e o Movimento dos Caras Pintadas, que lutou pelo impeachment do presidente Collor.
  • D O movimento conhecido como Tropicalismo, que através dos festivais de música mobilizava a sociedade carioca em torno dos valores de liberdade, e a Coluna Prestes que mobilizou os setores militares pela queda do presidente Costa e Silva.
  • E A mobilização dos setores populares do Rio de Janeiro, através dos Centros de Cultura Popular da União Nacional de Estudantes, e a Rebelião dos Marinheiros que reuniu os setores subalternos da Marinha.

Questões Relacionadas



A partir da tabela e de seus conhecimentos, pode-se afirmar que
  • A a população rural apresenta significativo decréscimo entre 1970 e 1980, período em que a agricultura brasileira deixou de receber apoio governamental.
  • B a população urbana mostra-se superior à população rural em 1970, quando a produção e o consumo de bens duráveis já se haviam consolidado no Brasil.
  • C a população rural ultrapassou, percentualmente, a população urbana do país, na primeira década depois do fim do regime militar.
  • D a população rural cresceu em números absolutos, entre 1990 e 2010, mas decresceu proporcionalmente à variação da população total do país no mesmo período.
  • E a população urbana atinge a fração de ¾ da população total do país durante o regime militar, quando se incentivou o êxodo rural.
TEXTO I

O presidente do jornal de maior circulação do país destacava também os avanços econômicos obtidos naqueles vinte anos, mas, ao justificar sua adesão aos militares em 1964, deixava clara sua crença de que a intervenção fora imprescindível para a manutenção da democracia.

Disponível em: http://oglobo.globo.com. Acesso em: 1 set. 2013 (adaptado).

TEXTO II

Nada pode ser colocado em compensação à perda das liberdades individuais. Não existe nada de bom quando se aceita uma solução autoritária.

FIC O , C. A educação e o golpe de 1964. Disponível em: www.brasilrecente.com. Acesso em: 4 abr. 2014 (adaptado).


Embora enfatizem a defesa da democracia, as visões do movimento político-militar de 1964 divergem ao focarem, respectivamente:
  • A Razões de Estado — Soberania popular.
  • B Ordenação da Nação — Prerrogativas religiosas.
  • C Imposição das Forças Armadas — Deveres sociais.
  • D Normatização do Poder Judiciário — Regras morais.
  • E Contestação do sistema de governo — Tradições culturais.
O fato histórico tratado no texto pode ser descrito como
  • A uma tentativa de atentado promovido por um grupo de militares da chamada "linha dura", insatisfeitos com o processo de abertura política e de redemocratização pelo qual vinha passando o Brasil.
  • B crime hediondo contra os organizadores do evento em homenagem ao Dia do Trabalho, no Rio de Janeiro, após serem presos pelos militares, levados para o quartel onde foram torturados até a morte.
  • C invasão do Riocentro pelos militares que tentaram pôr fim à manifestação dos trabalhadores contra a ditadura militar, agredindo todos os participantes do evento e expulsando-os do local com violência.
  • D um plano mal sucedido de Golpe Militar envolvendo militares da aeronáutica e da marinha que se sentiam excluídos do poder federal concentrado nas mãos dos militares remanescentes do exército brasileiro.
  • E motim de um determinado setor do exército insatisfeito com a redemocratização do Brasil que se concentraram no Riocentro para planejar ações de combate aos crescentes movimentos de esquerda no país.